Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts
Aqui a notícia é prioridade


AKIAGORA

CLIQUE E VISITE NOSSOS PARCEIROS


AKIAGORA

AKIAGORA



AKIAGORA

PESQUISA Cesta básica tem custo médio de R$ 662 na Região Metropolitana do Recife



Goiana tem a cesta básica mais cara da RMR, chegando a custar R$ 671,70 (Divulgação/Procon PE )

Exercendo um impacto sobre mais da metade de um salário mínimo, a cesta básica registrou uma alta de 2,06% durante o mês de julho. De acordo com uma pesquisa realizada por fiscais do Procon Pernambuco entre os dias 25 e 29 do último mês, o preço médio do item na Região Metropolitana do Recife (RMR) é de R$ 662,03. Em junho, a cesta custava R$ 648,64.

Dessa forma, quem recebe um salário mínimo precisa comprometer 54,62% da renda apenas para garantir o consumo de itens básicos de alimentação, limpeza doméstica e higiene pessoal. Segundo o levantamento realizado pelo Procon, o município de Goiana, na Zona da Mata Norte, é o que possui a cesta básica mais cara da RMR, custando em média R$ 671,70.


A pesquisa realizada pelo órgão de defesa do consumidor avalia o custo de 27 itens, sendo 19 de alimentação, quatro de limpeza doméstica e outros quatro de higiene pessoal. No último mês, o produto que apresentou maior variação no preço foi o fubá, podendo custar entre R$ 1,35 e R$ 4,29, o que representa uma variação de 217,78%. Em seguida aparece o alho, custando entre R$ 17,50 e R$ 55,70 o quilo. Outros produtos a salsicha e carne bovina também tiveram variação de preços considerável no mês de julho, 137,80% e 125,06%, respectivamente.

Já entre os itens de limpeza doméstica, o destaque é o sabão em pó, com uma diferença de preço de 467,63% de um local para outro. No quesito higiene pessoal, a maior variação registrada foi no papel higiênico, vendido por R$ 1,78 e até por e R$ 7,39 o pacote com quatro unidades.


De acordo com o gerente geral do Procon-PE, Pedro Cavalcanti, "a pesquisa foi elaborada de forma sistemática, trazendo dados, informações e comparativos, para que sejam utilizados como uma ferramenta que auxilie o consumidor a economizar".

O levantamento, realizado com base em uma família de quatro pessoas, incluindo dois adultos e duas crianças, está disponível no site do Procon Pernambuco (www.procon.pe.gov.br). Lá, também é possível encontrar os comparativos dos preços, listagem dos estabelecimentos e endereço onde o consumidor poderá encontrar o produto com o preço mais acessível.
Por: Diario de Pernambuco

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários