AKIAGORA

AKIAGORA


CLIQUE NA IMAGEM E VISETE-NOS

Clique na imagem e visite as melhores empresas da cidade


Nosso parceiro no esporte.


----------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------
----------------------------------------------------------------------------------------------------

COPA DO MUNDO


Com reservas, Brasil perde para Camarões, mas confirma a liderança do grupo na Copa
Time brasileiro pressionou os africanos durante o jogo todo, praticamente, mas tomou um gols nos acréscimos e perdeu o 100% de aproveitamento
<i>(Foto: Issouf SANOGO / AFP)</i>
Não foi com vitória, não foi do jeito que a torcida esperava. Mas a seleção brasileira fechou a primeira fase da Copa do Mundo do Catar com a liderança do Grupo G da Copa do Mundo, perdendo para Camarões por 1 a 0, na última rodada da primeira fase. Resultado que tira o 100% de aproveitamento do Brasil no Mundial, mas que mantém a equipe canarinho - que jogou de azul, aliás - como líder da chave no Catar, por ter mais um gol de saldo que a Suíça.

Seleção brasileira agora voltará a campo na próxima segunda-feira, às 16h no estádio 974, contra a Coreia do Sul, pelas oitavas de final. Expectativa de que o técnico Tite volte a contar com Neymar, além dos laterais Danilo e Alex Telles.

O jogo


Precisando vender, a seleção de Camarões tentou uma postura diferente de Sérvia e Suíça, partindo para um jogo mais franco, rápido e aberto. Isso deu mais espaços para o Brasil, todo reserva escalado por Tite, trabalhar as jogadas com velocidade, sobretudo pelo lado direito. Antony ditou o ritmo, com apoio de Daniel Alves - tão criticado por parte da torcida, e agora o atleta mais velho a atuar pelo Brasil em Copas, com 39 anos.

Jogo nervoso, com um cartão amarelo para cada lado nos dez primeiros minutos, e que aos poucos o Brasil foi impondo seu ritmo. Aos 13 minutos veio a primeira finalização brasileira. Gabriel Martinelli tentou pegar o contra-pé do goleiro, de cabeça, mas Epassy fez milagre numa grande defesa. Camarões entrou na área aos 19’, mas não chegou a finalizar no gol de Ederson.

Aos poucos, o time brasileiro se soltou mais, ‘amarelando’ outros marcadores de Camarões, que recorriam às faltas para interromper os ataques. Fred mandou por cima aos 21’. Martinelli fez boa arrancada aos 37’ e Antony tentou colocar no canto, mas Epassy defendeu com segurança. E Martinelli, mostrando serviço novamente, arriscou da entrada da área aos 45, e o goleiro mandou para escanteio. Mas a melhor chance foi de Camarões. Num cruzamento para a segunda trave, Mbeumo escorou no canto, de cabeça, e Ederson também operou o seu milagre ao defender, mantendo o placar zerado na primeira etapa.

2º tempo

Os africanos voltaram mais incisivos do intervalo, e foi deles a primeira chance perigosa, num chute cruzado de Aboubakar logo aos cinco minutos. Alex Telles machucou, e precisou ser substituído por Marquinhos, assumindo a esquerda, entrando também Bruno Guimarães e Éverton Ribeiro. Martinelli tentou aos 10’, Militão aos 11’, Antony aos 12’,  mas o goleiro salvou em todas elas.

Sem furar a defesa camaronesa, Tite resolveu lançar Pedro, único jogador de linha que ainda não havia jogado na Copa. O time teve mais espaços para trabalhar, porém, sem objetividade. Ntcham arriscou de fora aos 28’, mas também não levou perigo para Ederson. Tite usou a sua última cartada, voltando com Raphinha na ponta direita, experimentando como seria a ala titular, com Daniel Alves de apoio.

Mesmo com a parcial vitória da Suíça os eliminando, os africanos pressionaram para tentar a despedida com vitória na Copa. Mas o Brasil também buscou a vitória. Bruno Guimarães arrancou e tocou para Pedro, mas o chute foi travado na hora pela defesa camaronesa. Pedro também tentou aos 43’, mas o chute foi por cima da meta.

Quando tudo se encaminhava para o empate, Aboubakar recebeu livre na área e escorou no canto de Ederson sem chances de defesa, aos 46’ minutos. Gol e vitória de Camarões, mas que não mudou o curso do Brasil na Copa, ao menos para as oitavas.

FICHA DO JOGO

CAMARÕES 1

Epassy; Fai, Wooth, Ebosse e Tolo; Anguissa, Kunde (Ntcham), Mbeumo (Ekambi), Ngameleu (Mbekeli) e Choupo-Moting; Aboubakar. Técnico: Rigobert Song.

BRASIL 0

Ederson; Daniel Alves, Éder Militão, Bremer e Alex Telles (Marquinhos); Fabinho, Fred (Bruno Guimarães) e Rodrygo (Éverton Ribeiro); Antony, Gabriel Martinelli e Gabriel Jesus (Pedro). Técnico: Tite. 

Horário (Brasília): 16h
Local: Estádio Lusail, em Doha
Árbitro: Ismail Elfath (EUA)
Assistentes: Kyle Atkins e Corey Parker (EUA) 
VAR: Alejandro Hernandez (ESP)
Cartões amarelos: Tolo, Kunde, Fai e Aboubakar (C); Éder Militão e Bruno Guimarães (B).
Cartão vermelho: Aboubakar.
Gol: Aboubakar (46 | 2ºT).
------------------------------------------------------------------------------------------------

COPA DO MUNDO


Brasil vence a Suíça, quebra tabu em Copas e garante vaga nas oitavas de final do Catar 2022
Com gol de Casemiro no fim, seleção venceu a Suíça pela primeira vez em um mundial, e garantiu a sua vaga nas oitavas da Copa do Catar
<i>(Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)</i>
Mais uma vez, o Brasil suou para furar a defesa adversária na Copa do Mundo. Mas conseguiu. Sofrido, no abafa, o Brasil quebrou o tabu de jamais ter vencido a Suíça em uma edição de Copa do Mundo, e manteve o 100% de aproveitamento no Catar, garantindo assim a sua vaga nas oitavas de final. Sem Neymar, seu principal jogador, o time teve paciência e frieza para conquistar o resultado positivo, com o brilho do futebol coletivo.



Sem Neymar e Danilo, Tite preferiu não arriscar, e acionou Fred e Éder Militão e Fred nas vagas, avançando Lucas Paquetá. Murat Yakin também foi conservador na Suíça, e abriu mão do atacante Shaqiri para povoar mais o meio-campo.


E como era de se esperar de um duelo entre duas seleções que empataram em seus dois jogos na história da Copa, o jogo começou apertado, com os suíços fechando o ferrolho, e o Brasil tentando passes longos e apostando na velocidade de VinI Júnior, caçado em campo.


Com as duas linhas de quatro bem postas, a seleção brasileira sentiu a tranquilidade suficiente para subir a marcação e pressionar a saída de bola no campo de defesa adversário. Porém, na hora de propor o jogo, o lado direito de ataque deixou a desejar, e o Brasil teve dificuldade de encontrar espaços.


A primeira finalização só veio aos 26 minutos, quando Raphinha lançou Vini Jr em boa condição, mas o chute de primeira foi fácil para Sommer defender. Raphinha arriscou de longe aos 30, e também não levou perigo.


Sem o mesmo potencial ofensivo na ponta direita, restavam as jogadas de bola parada, mas o Brasil não conseguiu pressionar além disso. A Suíça ainda chegou a pressionar na bola aérea, mas também não foi perigosa no primeiro tempo. Intervalo de um 0 a 0 justo para o que os times propuseram no jogo até então.


Intervalo


Tite voltou para o 2º tempo com Rodrygo na vaga de Paquetá, porém sem mexer na formação tática. A troca trouxe mais mobilidade para o balanço no ataque, porém foi a Suíça que chegou primeiro com perigo na área, aos sete minutos, em jogada rápida explorando as coisas de Alex Sandro. O time europeu cresceu no jogo e passou a marcar a saída de bola em linha alta, pressionando Alisson.


O movimento deu mais espaço para o Brasil, e por muito pouco Richarlison não escorou o bom cruzamento de Rodrygo, aos nove. Tite mudou de novo, com Bruno Guimarães na vaga de Fred. Yakin também trocou peças, como resposta.


As mudanças deixaram o jogo mais aberto para os dois lados. E numa boa bola roubada de bola no meio de campo, Vini Jr recebeu, limpou a marcação e botou a bola na rede aos 18’. Porém o VAR anulou com impedimento de Richarlison.


O lance, ao menos, serviu para fazer o Brasil ferver o jogo. Para manter o ritmo acelerado, Tite acionou Antony e Gabriel Jesus. A Suíça também mexeu, renovando a marcação, mas sem oferecer perigo para Alisson. Bruno Guimarães tentou de cabeça aos 36’, mas sem levar perigo.


O gol insistia em não sair, e o empate se desenhava, mais uma vez. Aí veio Casemiro e mudou a história. De primeira, povoando a área, bateu forte para abrir o placar aos 37’. Rodrygo quase ampliou na sequência.


FICHA TÉCNICA


BRASIL 1


Alisson; Éder Militão, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro (Alex Telles); Casemiro, Fred e Lucas Paquetá (Rodrygo); Raphinha (Antony), Vinícius Júnior e Richarlison (Gabriel Jesus). Técnico: Tite.


SUÍÇA 0


Sommer; Widmer (Frei), Akanji, Elvedi e Ricardo Rodríguez; Freuler, Xhaka, Rieder (Stefen), Sow (Aebischer) e Rubén Vargas (Fernandes); Embolo (Seferovic). Técnico: Murat Yakin.


Horário (Brasília): 16h
Local: Estádio 974, no Catar
Árbitro: Ivan Barton (El Salvador)
Assistentes: David Moran (El Salvador) e Zachari Zeegelaar (Suriname)
Quarto árbitro: Said Martínez (Honduras)
VAR: Drew Fischer (Canadá) e Armando Villarreal (Estados Unidos)
Cartões amarelos: Fred (B); Rieder (S).
Gol: Casemiro (37’ |2ºT).
----

COPA DO MUNDO

Brasil sofre, mas Richarlison brilha e lidera vitória sobre a Sérvia na estreia da Copa 2022.
Centroavante fez dois gols com a cara de um típico centroavante: no rebote, e na plástica de um belo voleio; Brasil larga como líder do Grupo G
<i>(Foto: ANDREJ ISAKOVIC / AFP
)</i>
Foi difícil, suado, mas deu Brasil na estreia da Copa do Mundo do Catar. Depois de um primeiro tempo pesado, com a Sérvia forçando uma muralha defensiva, a seleção brasileira desencantou na etapa final e, contando com a estrela do centroavante Richarlison, que fez dois gols para decretar a boa vitória por 2 a 0. Placar que deixa o Brasil na liderança do Grupo G, e dá segurança para a sequência no Mundial, sem espaço para zebras no primeiro jogo.


O jogo começou dentro do roteiro esperado. O Brasil com a posse de bola, e a Sérvia pressionando em linha extremamente alta de marcação, sem dar espaços e com chegadas mais duras, recebendo o primeiro cartão amarelo com apenas seis minutos de bola rolando. O Brasil só começou a entrar na área europeia a partir dos nove, com bolas rápidas e avanços de Vinícius Júnior, porém não chegou a finalizar. Neymar levou perigo numa cobrança de escanteio, mas o goleiro Vanja mostrou segurança.

O Brasil passou a controlar mais a posse de bola. No ‘perde-pressiona’, não deu margem para contra-ataques, porém sem condição de finalizar. Casimiro arriscou de longe aos 19, também sem sucesso. Aos 26,  já com a Sérvia acuada em seu campo de defesa, Thiago Silva fez um grande passe vertical para Vinicius Jr, mas o goleiro saiu bem para bloquear.

Com 30 minutos de bola rolando, a seleção brasileira se impôs ainda mais. numa jogada de troca rápida de passes, Raphinha recebeu em boa condição de finalizar, mas o chute saiu fraco, fácil para a defesa do goleiro sérvio. O lance, inclusive, foi um resumo prático do que foi o primeiro tempo. Mesmo com melhor técnica, o Brasil esbarrou na fortaleza armada pela seleção da Sérvia.

2º tempo

Mesmo sem mudança de peças, a seleção mudou de postura. Raphinha, com menos de um minuto, teve uma nova grande oportunidade de gol, mas finalizou mal outra vez. Aos poucos, o time canarinho foi encontrando espaços para se aproximar. Percebendo o perigo maior, Stojkovi%u0107 começou a mexer na sua equipe. Faltava ainda algo mais, faltava arriscar algo diferente para surpreender os sérvios.

Alex Sandro, aos 14’, foi o primeiro a arriscar e carimbou a trave direita do Vanja, já vendido no lance. Dois minutos depois, enfim, veio o balançar da rede. Não foi genial, foi no rebote, foi de canela, foi do Brasil. Meio desengonçado, igual a um pombo, Richarlison aproveitou rebote do goleiro, após chute forte de Vinícius Júnior, e escorou para abrir o placar.

A Sérvia mudou mais duas peças, na tentativa de começar a buscar o empate. Melhor para o Brasil, que ganhou mais espaços. Neymar e Viní escorregaram na chance de ampliar, aos 17. Apostando na bola aérea, sua principal arma ofensiva, a Sérvia passou a pressionar nas jogadas de bola parada.

Quando a Sérvia começou a povoar mais o ataque, o Brasil foi letal. Vini Jr, de novo, na jogada rápida, cruzou para o meio da área. Richarlison, desta vez com classe, matou no peito e mandou de voleio no canto do goleiro. Golaço, que deu mais tranquilidade no placar.

Mais seguro no jogo, o Brasil começou a trabalhar melhor a bola, em busca do terceiro gol. Casemiro acertou o travessão aos 35’, Rodrygo e Fred obrigaram Vanja a fazer boas defesas aos 36’ e 38’. Mas foi só isso. Vitória, liderança, e tranquilidade no primeiro passo da caminhada para o Hexa.

FICHA TÉCNICA

BRASIL 2

Alisson; Danilo, Thiago Silva, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro e Lucas Paquetá (Fred); Neymar (Antony), Raphinha (Gabriel Martinelli), Vinícius Júnior (Rodrygo) e Richarlison (Gabriel Jesus). Técnico: Tite.

SÉRVIA 0

Vanja Milinkovic-Savic; Milenkovic, Veljkovic e Pavlovic; Zivkovic (Radonjic), Gudelj (Ilic), Sergej Milinkovic-Savic, Miadenovic (Vlahovic) e Lukic (Lazovic); Tadic e Mitrovic (Maksimovic). Técnico: Dragan Stojkovi%u0107.

Local: Estádio Lusail, no Catar
Árbitro: Alireza Faghani (Irã)
Assistentes: Mohammadreza Mansouri e Mohammadreza Abolfazli (Irã)
4º árbitro: Maguette Ndiaye (Senegal)
VAR: Abdulla Al-Marri (Catar)
Cartões amarelos: Pavlovic, Gudelj (S).
Gols: Richarlison (16’ e  27’| 2ºT).
------------------------------------------------------------------------------------------------

Três dos últimos reforços se reapresentam ao Santa Cruz visando a pré-temporada
Ao 10, serão 10 contratações já trabalhando com bola pelo Tricolor
<i>(Foto: Sandy James/ESP. DP)</i>
Assim como na primeira, o Santa Cruz terá novidades na segunda semana de trabalhos. Sete dos dez reforços anunciados já se juntaram ao grupo, restando apenas o goleiro Matheus Inácio, o meia Gabriel Popó e o centroavante Michel Douglas, que se reapresentam nesta segunda-feira (21) visando a temporada de 2023. 


"Todas as contratações são bem vindas para auxiliar na montagem do elenco do Santa Cruz. Também tivemos uma manutenção de algumas peças de 2022 e isso é muito importante para o crescimento, entrosamento do clube. A expectativa é chegar forte no início do ano que vem", falou o volante Arthur Santos. 

Além deles, o técnico Ranielle Ribeiro também pode dar as caras após finalizar curso de formação na CBF Academy. O auxiliar Vítor Barros, ao lado de Rômulo Oliveira, iniciou os trabalhos com bola, por vezes no Arruda, noutras no CT de Ninho das Cobras. A equipe chegou a trabalhar em dois turnos durante alguns dias, inclusive no final de semana. 

A preparação Tricolor segue até o dia 5 de janeiro, quando enfrenta o Caucaia-CE, pela pré-Copa do Nordeste. Ao todo, serão oito semanas de trabalho até o retorno oficial aos gramados, que já será em jogo decisivo.
----

De ajudante de pedreiro a jogador profissional; conheça a história do novo centroavante do Santa Cruz

Novo Centroavante conta um pouco sobre sua história de dificuldade

<i>(Foto: Reprodução/TV Coral)</i>
Uma verdadeira paixão nacional, em meio a nuances, disputado em noventa minutos, com onze de cada lado, valendo além de tudo, o sonho. Assim, o futebol é tido como instrumento de ascensão social no país. São jovens que vivem sob o propósito de se tornar um jogador de futebol. Entre os milhares de sonhadores estava Dagson, o novo centroavante do Santa Cruz. Apesar de não ter jogado por nenhum clube nas categorias de base, o atleta sempre sonhou em ser profissional.


Do interior do Ceará, Dagson dos Santos, de 26 anos, ex- atleta do Moto Clube, durante entrevista coletiva, o centroavante contou sobre sua história de perseverança e superação dentro do futebol. “Não tive base, fui direto para o profissional em 2016. Mas parei de jogar por não ter tantas oportunidades e fui trabalhar de servente, ajudante de pedreiro, né”, afirmou.

Em outra oportunidade, o jogador retornou ao futebol, porém, com novas dificuldades financeiras. “Mas tive que parar de novo por não conseguir dar sequência, (...)  Aí botei um lava jato junto com meu irmão que estava trabalhando no lava- jato com ele e de repente Deus me deu a oportunidade de voltar a jogar futebol lá no interior mesmo do Ceará”, ressaltou o centroavante.

Como destaca o jogador, Dagson fez (quase tudo) antes de vingar no futebol. Mas o sonho mesmo era de ser jogador. “Foi um momento muito difícil pra mim, porque foi uma decisão que eu não queria tomar, mas tinha que tomar por conta da minha família. Porque lá é pouco complicado o futebol (Maranhão), em termo financeiro. Eu tive que largar o futebol por conta da minha filha que tinha nascido. Em 2020, surgiu a oportunidade de eu ir pro Guarani pensei seriamente em voltar porque sabia da disposição, conversei com meu pai,  minha mãe e a esposa sobre a oportunidade que tinha surgido. E meu pai falou uma coisa pra mim que guardo pro resto da vida. ‘Pode ir meu filho porque é Deus que está te dando a oportunidade’”, destacou. 
------------------------------------------------------------------------------------------------

Reencontrando Pernambuco, Anderson Paraíba chega ao Santa Cruz para ser o novo camisa 10

Meia foi revelado no Sport e também já passou por Salgueiro e Retrô

<i>(Foto: Reprodução/Instagram)</i>
O Santa Cruz tem um novo postulante a maestro do time: Anderson Paraíba. Considerada contratação mais valiosa do elenco até aqui - o Esportes DP apurou que receberá o maior salário entre os dez contratados -, o meia canhoto terá a responsabilidade de substituir Chiquinho, fazendo a função de um típico camisa 10. A criação é sua principal característica, como adiantou o próprio atleta. 


"Sou um jogador de muita velocidade e bom passe, sempre disposto a ajudar o clube e o grupo como todo. Acho que foram essas virtudes que me fizeram vir aqui pro Santa Cruz e eu espero que possa ajudar o elenco com as minhas características. Sempre fui muito aguerrido e isso é uma coisa que eu espero contribuir", disse Anderson Paraíba, apresentado ontem, na sala de entrevistas do Arruda. 

Com passagens pela base do Sport e no profissional de Retrô e Salgueiro, o meia é um ícone de experiência, algo que pode ajudar na caminhada do Mais Querido em 2023, após insucessos na atual temporada. "Não só eu tenho 'casca', como vários outros jogadores que estão aqui. Nosso grupo é forte. O Matheus (Inácio, goleiro), o próprio Arthur (Santos, volante) que já estáva aqui. O Santa não deveria estar na Série D e a gente vai lutar para tirar o clube dessa situação. “

Aos 31 anos, Paraíba pode ser considerado um "andarilho" dentro das quatro linhas. Já atuou em dezenas de gramados, mas iniciou carreira nas quadras. "Comecei no Futsal, estava no Corinthians. Mas aí eu decidi ir pro campo e foi uma decisão acertada. Já tive passagens aqui por Pernambuco. Já joguei várias vezes contra o Santa e sempre tive um respeito muito grande por esse clube e por essa camisa. Hoje espero representar essa equipe e representar muito bem", finalizou. 

No Santa, a tendência é que Anderson seja titular no meio de campo, pelo menos nos quesitos técnicos. Ele disputaria uma posição com o também recém-chegado Gabriel Popó, ex-Sampaio Corrêa. Além disso, outros atletas ainda podem ser contratados até a Pré-Copa do Nordeste.
----

TRICOLOR


Reforçando estilo de Ranielle Ribeiro, Ian Rodrigues espera um Santa Cruz mais 'propositivo' em 2023
Ian destacou que tem o apoio ao ataque e os passes como grandes trunfos
<i>(Foto: Sandy James/ESP. DP)</i>
Nos principais trechos de sua primeira entrevista, o técnico Rannielle Ribeiro destacou seu principal modelo de jogo. Invés de um futebol reativo, prefere prezar pela posse de bola, propondo as ações. O discurso do comandante já chegou ao grupo, que planeja dar ao Santa Cruz um futebol à maneira de Ranielle em 2023, como garantiu o lateral-esquerdo Ian Rodrigues. 


Recém-apresentado, Ian prometeu tentar corresponder às expectativas de Ranielle. "Sim, nós somos jogadores de futebol e a gente sonha sempre em jogar com a bola. A gente aprende a prezar pela posse desde as categorias de base é muito gratificante ter um treinador que goste de ficar com a bola. Qualquer jogador quer isso", falou. 

Ian Rodrigues, antes de tudo, terá que brigar por uma posição com Ítalo Silva, que renovou contrato e retornou de empréstimo junto ao América. "Vai ser uma disputa saudável é uma honra pra mim estar Ítalo um cara que de muita qualidade que eu vou aprender muito com ele. Só que quem tem a ganhar com isso é o Santa Cruz independente de quem estiver jogando a gente vai tá lá pra dar o nosso melhor."

Buscando recuperar o ritmo de jogo, o Santa segue trabalhando, geralmente pela manhã, visando o jogo decisivo diante do Caucaia, pela fase eliminatória da Copa do Nordeste. A partida acontece no dia 5 de janeiro, no Arruda. 


------------------------------------------------------------------------------------------------

Chapa de situação, 'Sport do futuro' indica nomes para o Conselho e vice do Executivo
Atual presidente, Yuri Romão, indicou nomes de André Fernandes para ser vice do clube, Silvio Neves Baptista e Rodrigo Guedes para o Deliberativo
<i>(Foto: Rafael Bandeira/SCR)</i>
A pouco menos de um mês para as eleições no Sport, os grupos políticos vão avançando nas definições dos quadros para concorrer ao biênio 2023/2024. Nesta terça-feira (22), a chapa de situação ‘Sport do Futuro’ anunciou três nomes para cargos que farão parte da candidatura do atual presidente executivo do clube, Yuri Romão.


Em vídeo publicado nas redes sociais da chapa, o presidente apresentou o nome de André Fernandes, seu atual vice-presidente administrativo, como candidato a vice-presidente do Executivo. “Para que ele possa trabalhar junto comigo nessa transformação, nesse novo momento que o Sport e o futebol brasileiro exigem", declarou Romão.

Os outros dois nomes oficializados foram os de Silvio Neves Baptista e Rodrigo Guedes, para presidente e vice do Conselho Deliberativo, respectivamente. Na visão de Yuri Romão,  são apontados como futuros ‘bastiões’ do estatuto do clube.

"A parte mais importante, a transformação que a gente precisa fazer em relação ao estatuto, o Sport precisa estar adequado ao novo momento que o futebol está se propondo, está desenhando. Também fiz o convite à pessoa do dr. Silvio Neves Baptista, um advogado que dispensa qualquer comentário, e ao seu lado estará o não menos competente Rodrigo Guedes, que até então ocupa a vaga do vice-presidente jurídico, para o papel de guardiões do estatuto”, opinou o presidente do Sport.
----

Sport termina Série B no Top 5 de público, atrás apenas dos clubes que subiram de divisão
Sport levou a campo o total de 276.041 torcedores para os 18 jogos que realizou diante a sua torcida como mandante
<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
A CBF divulgou nesta quarta-feira um boletim geral de público e renda referentes às três principais competições do futebol nacional em 2022. Em relação à Série B do Campeonato Brasileiro, o Sport terminou a lista como o quinto melhor colocado nos quesitos público total e média de público, tanto em relação a pagantes quanto aos não pagantes.


No quadro geral, o Sport levou a campo o total de 276.041 torcedores para os 18 jogos que realizou diante a sua torcida. Desconsiderando a partida de portões fechados contra o time do Operário-PR, na penúltima rodada da Série B, o Leão obteve uma média geral de 15.336 torcedores por jogo na competição.

Números que deixam o Sport atrás apenas dos quatro clubes que conseguiram o acesso à Série A do ano que vem. O campeão, Cruzeiro, também foi o líder girando as catracas, com o montante de 779.704 torcedores no total. Bahia (589 mil), Vasco (449 mil) e Grêmio (434 mil) completaram a lista.

Ao todo, na Série B, o Sport realizou 14 partidas na sua casa, a Ilha do Retiro, além de cinco jogos na Arena de Pernambuco. Foi na Arena, inclusive, que o Leão conheceu a sua única derrota como mandante na competição, no 1 a 0 sofrido para o CRB, em jogo remarcado por conta das fortes chuvas que atingiram o Recife e prejudicaram o gramado da Ilha, em maio.

Público e renda do Sport na Série B

Público total: 276.041 torcedores
Média: 15.336 torcedores/jogo
Público pagante: 244.589 torcedores
Média: 13.603 torcedores/jogo

Jogos na Arena

9ª rodada: Sport 0 x 1 CRB
10ª rodada: Sport 2 x 1 Ponte Preta
12ª rodada: Sport 0 x 0 Grêmio
24ª rodada: Sport 4 x 1 CSA
37ª rodada: Sport 5 x 1 Operário-PR

Números gerais da Série B 2022

Público presente
Total 3.902.871 torcedores
Média 10.325 torcedores/jogo

Público pagante
Total 3.594.914
Média 9.510 torcedores/jogo

Renda bruta
Total R$ 113.356.120,81
Média R$ 299.833,92 por jogo

Renda líquida
Total R$ 59.422.079,78
Média R$ 156.373,89 por jogo
------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport acerta renovação de contrato do volante Fabinho até o fim de 2023

Jogador foi um dos destaques do Leão na última Série B

<i>(Foto: Rafael Bandeira/SCR)</i>
Fabinho segue no Sport para a próxima temporada. O volante de 36 anos acertou a renovação de contrato com Leão até o final de 2023 e se tornou o terceiro jogador a renovar com rubro-negro visando a temporada de 2023. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornalista Marcelo Cavalcante e apurada pela reportagem do Esportes DP


Um dos destaques do Sport na última Série B do Campeonato Brasileiro, Fabinho era tido como uma das prioridades da diretoria do Leão para seguir por uma temporada no clube. Além dele, entre os atletas que terminaram contrato no fim de 2022, o lateral-direito Eduardo e o atacante Wanderson também já estão garantidos na Ilha do Retiro por mais um ano. O volante chegou por empréstimo junto ao Botafogo, onde também tinha vínculo próximo do fim. 

Anunciado em abril, Fabinho rapidamente se tornou peça titular e fundamental no elenco do Sport. Ao todo, disputou 29 jogos, todos no onze inicial, com a camisa do Leão na última Série B, sendo o principal nome do meio campo rubro-negro. Além de ajudar na marcação, o volante se destacou também ofensivamente, atuando muitas vezes como ponta pelo lado direito, balançou as redes três vezes na segundona. 
 
Agora, o Sport deve focar em acertar a renovação de Vagner Love, outro destaque do time na Segundona. O atacante de 38 anos disputou apenas 17 jogos na Série B, mas marcou sete gols e terminou como principal artilheiro leonino na Segundona de 2022.  
----

NÁUTICO

Zagueiro Denílson, ex-Londrina, perto de acertar com o Náutico
Jogador, que também já atuou pelo Santa Cruz, deve ser um dos novos reforços apresentados no dia 5 de dezembro
<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
Seguindo com a reformulação do elenco para a próxima temporada, o Náutico encaminhou a contratação do zagueiro Denílson, que já atuou pelo Santa Cruz e terminou a última Série B pelo Londrina. Apesar da diretoria alvirrubra ainda não ter confirmado nenhum novo reforço, o jogador deve se apresentar no clube no dia 5 de dezembro, data de início da pré-temporada.


A informação foi divulgada inicialmente pelo repórter Igor Moura, da Rádio Jornal. A expectativa é de que o atleta fique no Timbu até o final de 2023. O defensor deve ser um dos que já assinaram pré-contrato com a equipe pernambucana. O diretor de futebol Rodolpho Moreira confirmou que três nomes já estão pré-confirmados no time, enquanto outras situações estão bem encaminhadas.

Com 27 anos, Denílson entrou em campo em 14 oportunidades pelo Londrina na Segundona de 2022. O zagueiro, inclusive, foi titular na vitória por 2 a 1, de virada, diante do Náutico, nos Aflitos. Antes do clube paranaense, o atleta esteve no CSA, Santa Cruz, Paysandu, Atlético Tubarão, PSTC e Grêmio.

A apresentação do defensor só deve ocorrer no dia 5 de dezembro, já que, de acordo com os novos protocolos do Náutico, todas as contratações deverão passar por exames, assinatura de contrato e produção de conteúdo para a comunicação do clube.
------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO

Com reformulação quase completa do elenco e orçamento curto, Náutico deve olhar muito para a base

Diretor de futebol Rodolpho Moreira confirmou que clube espera ter no mínimo sete atletas na rotina do profissional
A próxima temporada será difícil na construção de elenco do Náutico. Além de uma reformulação quase completa em relação a 2022, o orçamento curto pode atrapalhar na construção de um time forte para brigar por títulos. Para tentar driblar esses problemas, as categorias de base podem aparecer como arma para equilibrar a equipe. 


O diretor de futebol Rodolpho Moreira confirmou ao EsportesDP que o clube alvirrubro vai utilizar bem a base. O estatuto do Timbu já prevê que, no mínimo, 25% do elenco deve ser composto por estes jovens. Com um período longo de negociação pela frente em busca de reforços, o Náutico vai observar as próximas competições da categoria sub-20 para prospectar novos valores.

“O processo é procurar na base algo que possa suprir uma lacuna, seja para jogar ou para compor. Esse filtro passa por observação. Vamos observar a Copa do Nordeste sub-20, além da preparação para a Copa São Paulo de Futebol Júnior e a competição em si para ter um diagnóstico. A ideia é ter um mínimo de sete atletas da casa participando do dia a dia do profissional, com intenção de fechar o ano com três a cinco jogadores com uma minutagem constante, sendo peças recorrentes no profissional”, admitiu Rodolpho.

Antes de qualquer definição, o Timbu terá alguns jogadores criados no clube no elenco. Nomes como o goleiro Bruno Lopes, o lateral-direito Thássio, o zagueiro Diego e o centroavante Júlio. Todos já estavam no grupo na temporada finalizada neste mês de novembro.
----

Noticiários do Santa Cruz saem do âmbito esportivo para o policial
O Esportes DP teve acesso exclusivo ao Boletim de Ocorrência (B.O) prestado pelo Conselho Deliberativo contra ligados ao Executivo


Felipe Holanda

Clima entre os órgãos mais presentes do clube é o pior possível (Foto: Paulo Paiva e Romulo Chico/ESP. DP)Os noticiários do Santa Cruz vêm saindo do âmbito esportivo para o policial, ao menos num recorte recente. Desta vez, o Conselho Deliberativo coral registrou um boletim de ocorrência (B.O) contra o Poder Executivo, acusando - agora criminalmente - aliados do órgão de terem colocado faixas de protesto no Arruda na última semana. O documento foi obtido em primeira mão pelo Esportes DP.
"Informa a vítima que no último dia 5, colocaram três faixas na grade da sede social do Santa Cruz Futebol Clube com as seguintes escritas: 'Saiam do clube ou o bicho vai pegar'. Em outra faixa, colocam seu próprio nome 'Eduardo Cavalcanti e os colegas do Conselho, Marino Abreu, atual presidente, e Marco Benevides, também conselheiro'. A vítima tomou conhecimento destas faixas através do Twitter", diz um trecho do queixa prestada nesta segunda-feira.

Após a colocação das faixas, o Conselho decidiu registrar o B.O já para se proteger de possíveis ameaças futuras. Em entrevista ao Esportes DP, Eduardo Cavalcanti, garantiu que o órgão vem sendo intimidado por membros do Executivo.


"Formalizamos o presente B.O. para que seja apurada a autoria, não foram apenas as faixas da semana passada, estamos sofrendo ameaças desde a AGE (Assembleia Geral Extraordinária), inicialmente dirigida ao presidente Marino (Abreu) e posteriormente a todos aqueles que o cercam. Há cerca de dois meses praticamente estamos tolhidos do direito de ir e vir ao clube, pois tornou-se um ambiente hostil para nós. Até no jogo do Retrô x Santa Cruz sofremos ameaças de agressão por pessoas que estão ocupando cargos no clube", pontuou.
Um dos principais trechos do B.O (Foto: Reprodução)



A versão do Executivo


Na época do ocorrido, o gabinete da presidência refutou qualquer tipo de acusação. "Fico impressionado com a capacidade de narrativas do Conselho. O Santa Cruz é um clube de massa. E em clubes de massa, as críticas surgem dos mais variados setores da torcida. Da nossa parte não houve nada desse tipo. Antônio Luiz Neto desde que assumiu o clube vem fomentando o diálogo porque isso é de suma importância", disse Ivaldo Marciano, assessor de ALN.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Comissão técnica ganha corpo e Santa Cruz dá start de vez na temporada 2023
Clube já anunciou auxiliar 'da casa' e está em negociações avançadas com o novo treinador, a pouco mais de um mês da reapresentação


Felipe Holanda


Ranielle Ribeiro é quem deve comandar o Santa no próximo ano (Foto: Sammy Oliveira/Campinense)O Santa Cruz já deu “start” na temporada 2023. A pouco mais de um mês da reapresentação do elenco - marcada para 14 de novembro -, a comissão técnica coral vem ganhando sua forma. E nomes. Começando por Ranielle Ribeiro, ex-Campinense, que está a detalhes de ser anunciado como treinador, enquanto Rômulo Oliveira, ex-Retrô, é o novo auxiliar da casa.

A cúpula das três cores ainda não confirmou Ranielle até a publicação desta matéria, mas segundo apurou a reportagem, a tendência é que o treinador seja oficializado durante a semana. Os próprios setoristas da Raposa, em Campina Grande, já cravam o técnico no Mais Querido.


Ranielle está sem clube desde que deixou o Campinense, em julho, após derrota para o Botafogo-SP na Terceirona. No comando, ele emplacou aproveitamento de 53,4%, com 68 jogos disputados, sendo 28 vitórias, 25 empates e 15 derrotas. O técnico potiguar ainda venceu o estadual do ano passado e havia sido vice-campeão da Série D.

Além do rubro-negro paraibano, Ranielle já defendeu clubes como o ABC quando, em 2018, fez sua estreia à beira do gramado, ficando até 2019. Passou, na sequência, por Lagarto-SE e Anápolis-GO, pela ordem, até chegar à Campina Grande.

NOVO AUXILIAR


Sem um auxiliar desde abril, quando Marcelo de Jesus deixou o posto por corte de custos, o Santa oficializou Rômulo Oliveira, ontem. O profissional vem de campanhas exitosas no Retrô - foi campeão da Série A2 do Pernambucano e vice do da primeira divisão do Estadual, por exemplo.


"Estou muito feliz e honrado de retornar ao clube, através do diretor executivo Rogério Guedes e do presidente Antônio Luiz Neto. Me sinto muito motivado e confiante para trabalhar aqui, onde passei em 2018 e consegui colher bons frutos", falou Rômulo em entrevista à assessoria de imprensa coral.
----------------------------------------------------------------------------------------------------


Favorito na lista dos possíveis treinadores do Santa Cruz, conheça o perfil de Ranielle Ribeiro
Técnico tem conversas adiantadas com o clube coral, e deve ser anunciado no Arruda ainda nesta semana para a temporada 2023


Diego Borges



Ranielle conquistou dois estaduais com o Campinense, além do acesso na Série D 2021 (Foto: Divulgação/Campinense)Ranielle Ribeiro é o principal candidato a assumir o comando técnico do Santa Cruz. Uma vez que as conversas estão bem adiantadas para a chegada do treinador potiguar no Arruda, junto com o seu auxiliar, Vítor Barros, a tendência é que o acerto seja confirmado a qualquer momento. O que significa o primeiro trabalho de Ranielle no futebol pernambucano.


E para apresentar o perfil do treinador à torcida coral, a reportagem do Esportes DP consultou a jornalista paraibana, mestra em comunicação, Ana Flávia Nóbrega. Ela acompanhou de perto os dois últimos anos de Ranielle Ribeiro no Campinense, e traçou uma análise do trabalho do técnico, a começar pelo relacionamento do treinador com funcionários do clube e elenco de jogadores.


“O Ranielle tem um relacionamento muito próximo de atletas e funcionários. Não chega a ser a figura de ‘pai’, mas existe uma liderança do lado dos jogadores que os defende dentro desse sistema. E como postura, preza pelo respeito dos atletas com todos, sobretudo com as mulheres no clube”, descreve a jornalista. “E com os funcionários, costumo falar que é muito humano. Sempre trata a todos da mesma forma. Quando foi campeão do Paraibano, o primeiro discurso após o título foi agradecer nominalmente aos funcionários”, completa.


Segundo Ana Flávia, Ranielle tem um estilo de jogo focado no controle da posse de bola. “Ele estuda muito e sempre busca se atualizar. Os times dele sempre buscam a vitória e dominar o meio de campo. Reduzir o espaço do adversário para trabalhar.” Porém no Campinense, vez ou outra se viu sem variação de postura de jogo. “Isso incomodava a torcida. Por vezes, aparentava satisfeito com o empate. No começo da Série C, o Campinense tinha chances de vencer e não vinham mudanças que alterassem a forma de jogar. Assim, o time ficava preso na mesma forma de jogo e não conseguia a vitória.”


Para a jornalista, Ranielle Ribeiro teve pouca interferência nos processos de montagem do Campinense, mas ainda assim conseguiu impor seu estilo de jogo com algumas contratações pontuais, sobretudo na Série D de 2021. “Ele chegou com o elenco já montado e, depois, algumas poucas peças foram chegando por indicação dele, como o atacante Fábio Lima, destaque pelo Perilima. Mas ele conseguiu impor a ideia de jogo com essas poucas peças. E em 2022, com limitações financeiras para montar um time mais robusto, o elenco não se atualizou e isso foi crucial para determinar o rebaixamento”, destacou.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz lança camisa de combate a discriminação racial e diz ' no Brasil somos pioneiros em confrontar o racismo'
O novo manto coral é inspirado no ativista Martin Luther King que lutava por uma sociedade igualitária e sem preconceitos


Paulo Mota


Novo padrão do Santa homenageia o combate ao rascimo (Foto: Santa Cruz /Divulgação)Nesta segunda-feira (10), o Santa Cruz lançou um novo manto inspirado na luta de combate ao preconceito racial. O lançamento da camisa foi feito através de um vídeo nas redes sociais que traz como referência o discurso do ativista Martin Luther King. O novo uniforme tem predominância na cor preta e traz alguns detalhes como a frase "Consciência negra todo dia”.
“O sonho de Martin Luther King por uma sociedade mais igualitária e sem preconceito ecoa ainda nos dias de hoje. O racismo machuca, dói, tira a liberdade e até vidas. Não se cale diante disso. O nosso sonho é viver a consciência negra todos os dias, em uma sociedade com mais respeito e inclusão.”


A camisa é inspirada na nova coleção da fornecedora esportiva Volt, uma confecção inspirada na luta contra a discriminação racial. Os uniformes foram produzidos para seis clubes que trabalham com a marca: América-MG, Botafogo-SP, CSA, Figueirense, Santa Cruz e Vitória.

Neste ano, o Santa Cruz e a Volt, fornecedora de materiais esportivos, também divulgaram o terceiro uniforme para a temporada inspirado no Dia da Abolição da Escravatura, celebrado no dia 13 de maio. O modelo batizado de ‘Origem’, tinha a predominância na cor preta, trazia referências a luta contra a discriminação racial, que faz parte da história do Tricolor.

Valores:
Infantil - R$ 169,90
Juvenil - R$ 179,90
Feminino - R$ 189,90
Masculino - R$ 199,90
Masculino plus - R$ 209,90

* A camisa trata-se de uma edição limitada e exclusiva, a compra pode ser realizada apenas na loja do Arruda.

Confira detalhes do novo manto

Novo padrão do Santa homenageia o combate ao rascimo (Foto: Santa Cruz /Divulgação)

Novo padrão do Santa homenageia o combate ao rascimo (Foto: Santa Cruz /Divulgação)

Novo padrão do Santa homenageia o combate ao rascimo (Foto: Santa Cruz /Divulgação)
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Com 24h de vendas, Sport alcança os 10 mil ingressos para a decisão com o Vasco na Ilha
Torcida rubro-negra esgotou todo o setor voltado para os sócios do clube


Diego Borges



Ainda segundo o clube, todo o setor das sociais da ilha do Retiro teve a carga esgotada (Foto: Rafael Bandeira/SCR)À medida em que o tempo avança, os ingressos vão se esgotando para acompanhar o duelo decisivo entre Sport e Vasco na Ilha do Retiro, válido pela 35ª rodada da Série B. Só nas primeiras 24 horas de operação das vendas, os sócios rubro-negros adquiriram metade da carga total de bilhetes, com 10.505 ingressos.
Ainda segundo o clube, todo o setor das sociais da ilha do Retiro teve a carga esgotada. Nesta quarta (12) teve início a venda também para o público em geral, no entanto apenas na modalidade online. Até a próxima quinta, os ingressos contam com o desconto de 20% para os torcedores. As vendas físicas, já com os preços reajustados, acontecem a partir da sexta-feira. Há também a possibilidade de adquirir o ingresso casado para os jogos contra Vasco e Operário-PR.

Sobre os ingressos referentes ao Programa Todos Com a Nota, o Sport ainda não se posicionou a respeito da troca dos bilhetes.


Preço dos ingressos – de terça (11) até 23h59 de quinta (13), com desconto de 20%

Sócios
– Arquibancada Sede: R$ 28
– Arquibancada Frontal: R$ 40
– Assentos Especiais: R$ 48
– Cadeiras de Ampliação: R$ 56


Não sócios
– Arquibancada Sede: R$ 56/ R$ 28 (meia)
– Arquibancada Frontal: R$ 80/ R$ 40 (meia)
– Assentos Especiais: R$ 96/ R$ 48 (meia)
– Cadeiras de Ampliação: R$ 112/ R$ 56 (meia)


Proprietários
– R$ 88/ R$ 44 (meia)


Proprietário e Sócio
– R$ 44


Preço dos ingressos – a partir de 00h da sexta (14)
Sócios
– Arquibancada Sede: R$ 35
– Arquibancada Frontal: R$ 50
– Assentos Especiais: R$ 60
– Cadeiras de Ampliação: R$ 70


Não sócios
– Arquibancada Sede: R$ 70/ R$ 35 (meia) até a véspera do jogo.
– Arquibancada Frontal: R$ 100/ R$ 50 (meia)
– Assentos Especiais: R$ 120/ R$ 60 (meia)
– Cadeiras de Ampliação: R$ 140/ R$ 70 (meia)


– Torcida visitante (Arquibancada do Placar): R$ 100/ R$ 50 (meia). Venda no domingo (16), das 11h às 17h15h, na bilheteria visitante.


Proprietários
– R$ 110/ R$ 55 (meia)


Proprietário e Sócio
– R$ 55


Troca de ingressos do jogo contra o CRB
O torcedor do Sport segue habilitado a trocar os ingressos não utilizados do jogo contra o CRB, neste sábado (15), das 09h às 17h, exclusivamente na bilheteria social.


Para garantir o novo ticket, será preciso apresentar obrigatoriamente o ingresso físico ou online do jogo do CRB, acompanhado de CPF e documento oficial com foto.


Caso opte por comparecer em outro confronto do Leão como mandante na Ilha do Retiro, o torcedor deverá se atentar às novas datas para a troca mediante ao serviço do jogo escolhido.


Funcionamento das bilheterias físicas
Social
– Sexta (14): 09h às 17h
– Sábado (15): 09h às 17h
– Domingo (16): 09h às 17h15


Arco
– Sexta (14): 09h às 17h
– Sábado (15): 09h às 17h
– Domingo (16): 09h às 17h15


Visitante
– Domingo (09): 11h às 17h15


Todos Com a Nota
Em relação ao programa Todos Com a Nota (TCN), as datas e detalhes para reserva e retirada dos ingressos serão divulgados em breve.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Mentalizando a vitória contra o Vasco, Sport tem cenários traçados a depender do resultado
Leão caiu posição na tabela após vitória do Sampaio Corrêa na Série B


Diego Borges



Leão precisará vencer e torcer para Criciúma e Ituano sigam vivos na Série B (Foto: Rafael Bandeira/SCR)O jogo do próximo domingo, por todas as características de confronto direto, pode ser considerado como o ‘jogo do ano’ para o Sport. Três pontos atrás do Vasco, 4º colocado na Série B, evidentemente que nenhum torcedor rubro-negro mentaliza outro resultado que não seja a vitória. Porém, é necessário observar os possíveis cenários, caso as coisas não aconteçam da forma que o Leão planeja
Ainda que não ultrapasse o time carioca na tabela, uma vez que o saldo de gols (11 a 3) obrigaria o Leão a golear por pelo menos cinco gols de diferença. Caso igualem em pontos, Sport e Vasco fariam uma corrida nas três últimas rodadas, disputada não só ponto a ponto, como também gol a gol. Além disso, o confronto direto de Grêmio e Bahia também pode dar mais um alvo na alça de mira leonina.


E aí, nesse sentido, o Sport também teria que retribuir a torcida por Criciúma, Sampaio Corrêa e Ituano, que serão os adversários do Vasco em seguida. Os catarinenses estão há três pontos atrás dos rubro-negros, com 12 vitórias, e não ultrapassam o Sport na tabela, já que o Leão tem 14 triunfos na competição. Já o Sampaio Corrêa ganha vida e chega ao 5º lugar com a vitória sobre a Chapecoense.


Em caso de empate, porém, o sentimento pode ser de tempo perdido para o Sport, que teria uma oportunidade a menos de encostar no Vasco. E ainda a possibilidade de ser ultrapassado pelo Ituano, caso vença seu jogo. Já a derrota, como é de se imaginar, por fazer o Vasco abrir seis pontos de diferença, praticamente reduziria a mínimas as chances do Leão voltar à Série A.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Ainda com chances, Náutico liderou placar em apenas 18,30% dos minutos nesta Série B
Em missão quase impossível, Timbu só pode chegar até os 42 pontos e precisa secar adversários diretos para escapar


Ivan Mota /Especial para o Diario



Náutico segue em situação muito delicada na Série B (Foto: Rafael Vieira/DP Foto )Restando apenas quatro rodadas para o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico ainda segue com uma pequena possibilidade de se livrar do rebaixamento. Um dos dados que podem explicar a péssima campanha alvirrubra é a baixa porcentagem de tempo em que o time ficou à frente do placar na Segundona. Em todos os minutos da competição, os pernambucanos ficaram apenas 18,30% em vantagem.

Somando os acréscimos, o Náutico passou um total de 3.431 minutos em campo, ficando apenas 628 minutos à frente de seus adversários no placar. Ainda assim, o Timbu segue com pequenas chances de escapar. Nesta sexta-feira (14), às 21h30, o time vai para o primeiro de seus últimos quatro jogos na Série B. Em caso de vitória fora de casa contra o Novorizontino, os alvirrubros ficariam a quatro pontos do clube paulista, o primeiro fora do Z4 no momento.


Pior defesa da Série B com 54 gols sofridos em 34 rodadas, o Náutico passou 1.080 minutos atrás do marcador, totalizando 31,48%. Apesar do baixo número no quesito de tempo à frente do placar, o Timbu precisa agradecer ao seu ataque por ainda seguir com chances, mesmo que remotas, de fugir da zona de rebaixamento. Com 32 gols marcados, tem o melhor ataque entre os times do Z4, além de superar até mesmo o Sport, que briga pelo acesso.


Com pouco mais da metade dos minutos em campo empatado no placar, outro fator negativo do time é o de não conseguir segurar resultados. Contra o Sport, em jogo válido pela 32ª rodada, o Timbu perdeu a sua quinta partida de virada nesta Série B. Além do clássico, o time foi superado no placar após estar à frente contra Chapecoense, Londrina, Vila Nova e Sampaio Corrêa. Curiosamente, todos esses últimos jogos citados aconteceram nos Aflitos.


Com apenas seis vitórias nos 17 jogos que disputou como mandante, o time tem a terceira pior campanha em casa na atual Série B. Fora de casa, a situação é ainda pior. Com só dois triunfos, dois empates e 13 derrotas, ocupa a lanterna da competição também nesse quesito. Dos 32 gols marcados, 24 foram em seus domínios, o que demonstra a ainda mais a falta de poder do Timbu no momento de segurar resultados.


Depois do Novorizontino, o Náutico terá uma sequência ainda complicada. No dia 23 de outubro jogará contra o Grêmio, atualmente na 2ª posição. Depois, vai até a Arena Condá enfrentar a Chapecoense, equipe que ainda luta contra o rebaixamento, e fecha a competição contra a Ponte Preta, comandada por Hélio dos Anjos, treinador que iniciou a temporada de 2022 no Timbu.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Sem mistério, Dado confirma time e Náutico terá o 5º goleiro diferente na temporada
Jovem Bruno Lopes, de 20 anos, fará a sua estreia como atleta profissional


Diego Borges



"O Bruno (Lopes) é um talento da base. É um jogador que tem um potencial enorme", disse Dado (Foto: Tiago Caldas/CNC)Sem mistério algum, o técnico Dado Cavalcanti jogou às claras qual será a escalação do Náutico para a partida contra o Novorizontino, na próxima sexta-feira (14). Na linha, o time vai atuar com Victor Ferraz, Arthur Henrique, João Paulo e João Lucas; Djavan, Souza, Franco e Jean Carlos; Everton Brito e Júlio. Mas a grande surpresa está justamente debaixo das traves, onde o jovem Bruno Lopes ganha a oportunidade de estrear como atleta no profissional.


Com isso, o Náutico terá o seu quinto goleiro titular utilizado na temporada. Lucas Perri, evidentemente, foi não só o mais utilizado na meta, como o atleta que mais jogou em 2022, com 3.924 minutos em campo em 44 jogos. Jean, contratado na reta final e que vinha como titular, soma oito jogos, enquanto Bruno Ferreira jogou quatro vezes e Renan duas.


“O Bruno (Lopes) é um talento da base. É um jogador que tem um potencial enorme e é histórico que são dos momentos de dificuldade que acabam surgindo as grandes oportunidades. Então darei oportunidade à entrada do Bruno, que tem características bem específicas, e que pode contribuir com a nossa equipe”, avaliou o técnico Dado Cavalcanti, antes de garantir. “Estamos passando toda confiança possível para que ele possa fazer a sua estreia como profissional de forma equilibrada, como ele vem jogando na base.”
----------------------------------------------------------------------------------------------------

Após derrota da Chapecoense, Náutico não poderá ser rebaixado já na próxima rodada
A vitória do Sampaio Corrêa ajudou o Timbu na complicada luta para fugir da degola


Ivan Mota /Especial para o Diario



Gabriel Poveda marcou o gol da vitória da Bolívia Querida (Foto: Ronald Felipe/Sampaio Corrêa )A situação do Náutico segue muito complicada na Série B do Campeonato Brasileiro. Precisando vencer o máximo de jogos possíveis que restam e ainda torcer contra adversários diretos, o Timbu já corria o risco de ser rebaixado matematicamente na próxima rodada. Porém, na última terça-feira (11), a Chapecoense foi derrotada pelo Sampaio Corrêa por 2 a 1, em partida disputada no Castelão, em São Luiz.



Os maranhenses, que vem de uma sequência bastante positiva atuando como mandantes, chegaram ao seu sétimo jogo seguido sem derrota na Segundona e assumiram momentaneamente a 5ª posição. Lucas Araújo abriu o placar logo aos 11 minutos. A Chapecoense conseguiu empatar o jogo no final da primeira etapa com Willian Popp, porém, de pênalti, Gabriel Poveda, artilheiro do campeonato, marcou o 18º gol e garantiu a vitória do Sampaio Corrêa.


Com isso, mesmo que os alvirrubros percam para o Novorizontino nesta sexta-feira (14), o time ainda terá chances matemáticas de deixar o Z4. O clube do interior de São Paulo é o primeiro fora da zona de rebaixamento e em caso de vitória, não poderá mais ser alcançado pelo Timbu na classificação. Porém, caso isso aconteça, a situação, que já é praticamente impossível, se tornará ainda mais complicada. O Timbu teria que vencer todos os seus três jogos restantes e torcer para a Chapecoense não pontuar mais.


Porém, em caso de vitória alvirrubra, o time pode deixar a lanterna e encurtar sua distância para deixar a zona de rebaixamento, ficando a quatro pontos do próprio Novorizontino. A tabela do Timbu segue complicada, ainda tendo pela frente o Grêmio, nos Aflitos, a própria Chapecoense, na Arena Condá, e fecha sua participação contra a Ponte Preta, também em seus domínios.
----------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Ônibus do Náutico também vai a leilão por conta de mais uma ação trabalhista
Ex-cozinheira do Timbu entrou na justiça contra o clube cobrando salários atrasados


Ivan Mota /Especial para o Diario



Ônibus do Timbu vai a leilão nesta sexta-feira (14) (Foto: Reprodução/Náutico )Após a sede do Remo do Náutico e diversos bens do Centro do Treinamento do clube irem a leilão por conta de ações envolvendo Martinez e Gil Mineiro, ex-jogadores do Timbu, outro processo trabalhista resultou em uma penhora. Segundo o Tribunal do Trabalho da 6ª Região, o ônibus alvirrubro, também conhecido como "Timbus", vai a leilão nesta sexta-feira (14), com um valor de avaliação em R$ 190 mil.
A ação foi movida por uma ex-cozinheira do Náutico, que cobra valores referentes a salários (incluindo décimo terceiro), férias, verbas rescisórias e FGTS. O valor total da dívida com a ex-funcionária é de R$ 76.780,13. A reportagem do Esportes DP teve acesso aos documentos do processo, onde é explicado que o valor do bem penhorado pode ser superior ao da dívida discutida.


O primeiro leilão terá como lance inicial o valor de R$ 76 mil e acontecerá por meio de uma sessão virtual. A reportagem do Esportes DP procurou a assessoria jurídica dos reclamantes, que além de confirmar os valores, ressaltou buscar uma solução amigável para a situação. Ainda sobre os casos envolvendo os ex-jogadores, também foram apurados os valores totais das ações.


No caso de Martinez, volante que atuou pelo Náutico de 2012 até 2013, o valor atualizado devido é de R$ 3.777.602,83. Por conta disso, a sede do remo do clube irá a leilão no dia 9 de novembro. O processo foi autuado em janeiro de 2014. Já sobre Gil Mineiro, lateral-direito que defendeu o Timbu entre 2015 e 2016, o valor chega a R$ 570.300 e foi autuado inicialmente em novembro de 2016. Nesse caso, diversos bens do CT alvirrubro estão sendo leiloados, incluindo até mesmo uma mesa de sinuca.


----------------------------------------------------------------------------------------------------

'Questões financeiras': presidente do Santa Cruz explica saída de Marcelo Martelotte
Rendas com jogos no Arruda eram previstas para saúde financeira coral

Eduardo Parin

<i>(Foto: Rafael Vieira/Esp. DP Foto)</i>
Eliminado da Série D do Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz anunciou, nesta quarta-feira (17), após reunião entre diretores do clube, a saída do treinador Marcelo Martelotte. Em 14 jogos nesta passagem pelo Arruda, o ex-comandante coral conquistou 42% dos pontos disputados e apaziguou o conturbado ambiente deixado por Leston Júnior. Mas falhou na busca do objetivo principal da temporada: o retorno à Terceirona.

Em contato com a reportagem do Esportes DP, o presidente Antônio Luiz Neto explicou os motivos que culminaram na demissão de Martelotte. “Marcelo é um grande treinador, tenho muito respeito por ele. Mas, infelizmente, as circunstâncias do Santa Cruz não vão me dar condição de mantê-lo no grupo por conta dos custos que isso traz ao clube”. 

“Nós vamos ter, agora em diante, um equilíbrio dentro da Instituição. Estávamos em dia com o elenco e o próximo jogo ia me dar uma renda. Infelizmente a desclassificação gera responsabilidade e um desequilíbrio nas contas do clube. Agora, nós temos que ter calma e fazer toda uma observação. Para que a gente possa preparar o Santa Cruz da forma que consideramos o modelo ideal”, contou o mandatário coral.

Questionado sobre novos nomes que estão sendo observados pelo departamento de futebol tricolor, Antônio Luiz Neto disse que o momento é de ter paciência e focar no planejamento da temporada que está por vir. 

Após receber a informação de sua saída do Santa Cruz, Marcelo Martelotte publicou, nas redes sociais, seu texto de despedida da Cobra. “Apesar de alguns acharem estranho a quantidade de vezes que encarei os desafios nessa que considero minha segunda casa, saio mais uma vez de cabeça erguida e na certeza de que dei o meu melhor. Estarei sempre na torcida”, escreveu o ex-técnico coral.

Em 2022, Marcelo Martelotte comandou o Santa Cruz 14 vezes. Embora tenha sido derrotado na sua primeira partida no retorno à Cobra, o comandante conseguiu colocar o time 'nos eixos' e conquistou um aproveitamento suficiente para levar o time à fase eliminatória da Série D. No mata-mata, desclassificou o Retrô, que teve a melhor campanha geral do torneio em duelo memorável. Mas parou no Tocantinópolis em jogo marcado por vários gols perdidos por seus comandados.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Martelotte se despede do Santa Cruz, agradece apoio e diz que 'ficará na torcida' pelo clube
Em post no Instagram, ex-treinador coral se despediu do Tricolor

Eduardo Parin

<i>(Foto: Rafael Vieira/Esp. DP Foto)</i>
Em maio, Marcelo Martelotte desembarcou no Recife para apaziguar o ambiente do Santa Cruz. Além dos maus resultados no início da caminhada pela Série D, as declarações polêmicas do ex-treinador Leston Júnior tornaram, à época, o vestiário coral acalorado. Três meses após sua chegada, Martelotte conseguiu atenuar o clima no Arruda, mas não conquistou o principal objetivo da temporada coral: o acesso à Terceirona.

Por isso, nesta quarta-feira (17), a diretoria tricolor, em reunião, optou pela saída do treinador. Em post publicado no Instagram, Marcelo Martelotte se despediu do clube, que considera sua ‘segunda casa’.

“Mais um ciclo que se encerra nesse clube que tenho enorme carinho . Agradecimento à diretoria, comissão técnica, atletas e funcionários pelo comprometimento com o trabalho realizado nesses poucos meses. Agradecimento mais que especial a essa maravilhosa torcida, a qual me desculpo pelo objetivo maior não alcançado, sem deixar de ressaltar o respeito que sempre teve por mim”. 

“Apesar de alguns acharem estranho a quantidade de vezes que encarei os desafios nessa que considero minha segunda casa, saio mais uma vez de cabeça erguida e na certeza de que dei o meu melhor. Estarei sempre na torcida! Obrigado”, escreveu o ex-treinador coral na publicação.

Ao todo, Martelotte comandou o Santa Cruz, em 2022, 14 vezes. Embora tenha sido derrotado na sua primeira partida no retorno pelo Santa Cruz, Marcelo Martelotte conseguiu colocar o time 'nos eixos' e conquistou um aproveitamento suficiente para levar o time à fase eliminatória da Série D. No mata-mata, desclassificou o Retrô, que teve a melhor campanha geral do torneio. Mas parou no Tocantinópolis em jogo marcado por vários gols perdidos pela Cobra-Coral.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um horizonte de incertezas no Santa Cruz; veja quem fica e quem deve sair nesta semana
Boa parte dos atletas tem contrato até o fim de outubro, mas alguns podem deixar o clube antes

Felipe Holanda

<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
Eliminado na Série D, o Santa Cruz tem um horizonte cheio de incertezas pela frente. A começar pelos jogadores: quem fica, quem sai? Após derrota para o Tocantinópolis no último fim de semana, restou ao Tricolor a seletiva da Copa do Nordeste, ainda sem data definida pela CBF. Mas alguns atletas podem deixar o clube antes disso. 

A reportagem do Esportes DP entrevistou empresários de alguns atletas que têm vínculo próximo de se encerrar. A maioria dos representantes manteve a mesma toada de discurso, deixando dúvidas no ar sobre o futuro. 

Hugo Cabral puxou a fila, acertando com o Vila Nova para a disputa da Série B. Além dele, outras peças do elenco devem deixar o Arruda ainda nesta semana, caso do goleiro Klever, que empilhou atuações questionáveis debaixo das traves.    

"A representação é amanhã, o atleta tem contato com o clube até o final de novembro", disse Sineis Lima, empresário de Klever, tentando despistar. As informações que correm nos bastidores, entretanto, dão conta que a cúpula não vai renovar com o atleta. 

Outro que endossou o discurso foi o empresário do meia Anderson Ceará, Alexis Malavolta. “Tem contrato até o final da Série D. Eles (Santa Cruz) queriam renovar para o Estadual, mas agora depois da eliminação, ainda não sabemos. Ele quer ficar, gostou do local”, contou o representante do meia, que era tido como uma das promessas do Santos no início de carreira. 

Já o atacante Rafael Furtado, que perdeu a titularidade na reta final da competição, também é outro com futuro incerto. Furtado se destacou pelo Estadual, mas acabou perdendo espaço entre os titulares desde a chegada de Marcelo Martelotte. "O clube ainda não me procurou, estamos aguardando algum posicionamento”, disse o empresário Hélcio Alisk.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hugo Cabral se despede do Santa Cruz: 'Não faltou dedicação, nem empenho'; atacante pode estrear contra o Náutico nos Aflitos
Artilheiro coral foi emprestado ao Vila Nova até o fim da Série B

Paulo Mota

<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
Entre tantos erros de contratações no Santa Cruz, o principal nome da temporada se chama Hugo Cabral, o atacante marcou sete gols em 10 jogos na Série D. Com o fim de campeonato melancólico, o atleta prorrogou o contrato com o clube até 30 de abril de 2023 e acabou sendo emprestado ao Vila Nova até o final do ano para disputa do Campeonato Brasileiro da Série B. 

Desde a chegada ao clube, o atacante assumiu o protagonismo no ataque coral, ainda, na estreia contra o Sergipe balançou as redes. O ápice no Santa Cruz, foi diante do Retrô, quando marcou dois gols que deram a classificação na Série D. Fora de campo, o atleta demostrou bastante personalidade alfinetando os adversários, como por exemplo em entrevista coletiva, o atleta provocou o Retrô: 'A gente vai atropelar'.

Em suas redes sociais, Hugo Cabral se despediu da torcida tricolor
 
“Fala nação coral, passando aqui pra agradecer a todos os torcedores que colou. Infelizmente, o tão sonhado acesso não veio. O objetivo maior não foi alcançado. Mas não faltou dedicação, nem empenho. Infelizmente, não tivemos competência dentro de campo o suficiente para conseguir o resultado, faz parte do futebol. A gente queria muito dar essa alegria ao torcedor, mas não deu. O torcedor mostrou mais uma vez que é o maior do estado, é uma das mais apaixonadas do Brasil e infelizmente não aconteceu”, afirmou o atacante.
 
Com nome publicado no BID, o atacante pode estrear pela equipe goiana no próximo confronto contra o Náutico, nesta sexta-feira (19), às 21:30h, no estádio dos Aflitos, pela 25ª rodada da Série B. O jogador chega para suprir a carência de gols no Vila Nova, clube detém o pior ataque do campeonato. O atleta já teve passagem pelo Timbu, quando atuou pelo Náutico na Série A de 2013.

-----------------

Santa Cruz tem média de uma contratação por semana na temporada; veja números
Tricolor anunciou mais de 30 jogadores em 2022, mas poucos vingaram em campo

Felipe Holanda

<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
A temporada do Santa Cruz vem sendo marcada por erros sucessivos. E num curto espaço de tempo, diga-se de passagem. Dentre os principais, estão as contratações, já que tudo é decidido nas quatro linhas. O Tricolor contratou, ao todo, 34 atletas em 2022, totalizando média de um ‘reforço’ por semana. Números que não foram refletidos em campo, sobretudo após eliminação melancólica na Série D do Campeonato Brasileiro. 

Os 34 contratados totalizam, também, mais que o triplo dos 11 titulares que foram a campo na partida mais importante do ano, quando o Mais Querido foi derrotado por 1 a 0 pelo Tocantinópolis, dando adeus ao sonho do acesso à Terceirona. Na ocasião, o Santa até criou chances de marcar, mas acabou se atrapalhando nas próprias pernas e viu o adversário comemorar a classificação com um gol marcado aos 42 minutos do segundo tempo. 
 
O número de chegadas soa ainda mais contraditório quando se analisa a participação de alguns jogadores específicos. De todos anunciados, Hugo Cabral é um dos poucos que foi unanimidade entre os torcedores. Muito por conta disso, pode estar deixando o Arruda. Contratado para a Quarta Divisão, Hugo participou efetivamente de oito gols  — sete tentos e uma assistência —, o equivalente a 50% das bolas nas redes corais pela competição, 16.

“Era muito difícil contratar com qualidade naquele momento (na abertura da janela). Jogadores que pudessem vir e ser utilizados imediatamente. A gente chegou a cogitar em alguns momentos alguma contratação, mas sempre trabalhamos em cima de jogadores que estavam há dois ou três meses parados. A gente não teria tempo para que eles fossem preparados dentro do clube para essa fase decisiva. Confiamos nesse elenco”, disse o técnico Marcelo Martelotte sobre contratações. 

Em campo, o roteiro foi diferente do discurso de Martelotte. O Santa abusou de perder chances nos dois jogos com o Tocantinópolis e ficou pelo caminho, restando apenas a seletiva da Copa do Nordeste na sequência da temporada, ainda sem data ou adversário definido. 

A conta das contratações do Santa na temporada

Dias: 228
Contratados: 34
Média: 1 a cada 6,7 dias

Os contratados: 

Goleiros: Jefferson e Kléver;

Defensores: Alex Alves, Doni, Alemão, Luan Bueno, Edson Ratinho, Jefferson Feijão, Lucão, Dudu Mandai, Marcos Martins* e Ítalo;

Meio-campistas: Arthur, Anderson Ceará, Elyeser, João Erick, Gilberto, João Henrique, Chiquinho, Rodrigo Yuri, Esquerdinha, Daniel Pereira, Matheus Lira, Wescley e Guilherme Castro;

Atacantes: Fabrício, Ariel, Hugo Cabral, Lucas Silva, Ytalo, Raphael Macena, Rafael Furtado, Matheuzinho, Mateus Anderson* e Walter;

*Marcos Martins e Mateus Anderson chegaram no fim de 2021, mas só atuaram este ano
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após queda, Santa Cruz passa pelo 8º hiato sem jogos nos últimos 15 anos
Tricolor vem sofrendo com interrupções no calendário, em virtude de eliminações precoces nas competições nacionais
Felipe Holanda

<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
A despedida melancólica do Santa Cruz na Série D evidenciou uma dura realidade coral nos últimos anos. Após derrota por 1 a 0 para o Tocantinópolis, fora de casa, o Tricolor passará por seu oitavo hiato de jogos nos últimos 15 anos, passando por vários meses sem saber o que é entrar em campo. O levantamento foi feito pela equipe do Esportes DP. 

De 2008 para cá, será a oitava vez que o Mais Querido tem sua temporada encurtada por conta de insucessos dentro de campo. Na pior delas (veja lista completa abaixo), em 2009, ano em que foi eliminado na primeira fase da Série D, o Santa passou 157 dias sem atuar em competições nacionais, com a torcida tendo que se contentar na disputa da Copa Pernambuco.

A extinta competição, inclusive, era de caráter amistoso e promovida pela Federação Pernambucana de Futebol, mas acabou sendo recorrente no calendário coral, que conquistou o tricampeonato entre 2008 e 2010. Em 2008, por sinal, o Santa chegou a botar mais de 60 mil espectadores no Arruda. 

Na atual temporada, além de não conquistar o tão sonhado acesso, a Cobra Coral entrou 'de férias' ainda no mês de agosto. Pela frente, resta apenas a seletiva da Copa do Nordeste, que ainda não tem data definida, assim como o adversário. Depois, a equipe só volta a entrar em campo no ano que vem. Além disso, assim como em 2022, o Santa precisa de uma boa posição no Campeonato Pernambucano para ter direito de disputar a Série D. 

Hiatos do Santa Cruz nos últimos 15 anos

2008 - 26 jogos
Eliminação na Série C
Último jogo - 06/09 Salgueiro 2 x 2 Santa Cruz
127 dias sem jogar
(estreia do Pernambucano aconteceu em 11/01/09)

2009 - 30 jogos
Eliminação na Série D
Último jogo: 09/08 Santa Cruz 2 x 2 CSA
157 dias sem jogar
(estreia do Pernambucano aconteceu em 13/01/10)

2010 - 52 jogos
Eliminação na Copa do Nordeste*
Último jogo - 05/10 Bahia 4 x 1 Santa Cruz
100 dias sem jogar
(estreia do Pernambucano aconteceu em 13/01/11)

* Time caiu na Série D para o Guarany de Sobral em 12/09

2012 - 46 jogos
Eliminação na Série C
Último jogo - 28/10 Águia 1 x 0 Santa Cruz
84 dias sem jogar
(estreia da Copa do Nordeste aconteceu em 20/01/13)

2018 - 40 jogos
Eliminação na Série C
Último jogo - 26/08 Operário-PR 3 x 0 Santa Cruz
142 dias sem jogar
(estreia do Pernambucano aconteceu em 15/01/19)

2019 - 44 jogos
Eliminação na Série C
Último jogo - 24/08 Náutico 3 x 1 Santa Cruz
147 dias sem jogar
(estreia do Pernambucano aconteceu em 18/01/20)

2021 - 45 jogos
Eliminação Pré-Copa do Nordeste
Último jogo - 19/10 Santa Cruz 3 (2) x (4) 3 Floresta
102 dias sem jogar
(estreia do Pernambucano aconteceu em 29/01/22)

-----------------

Da missa, um terço: Santa Cruz vai para quinta temporada na Série D nos últimos 15 anos
Após eliminação contra o Tocantinópolis, resta ao Santa focar na seletiva da Copa do Nordeste
Felipe Holanda , Paulo Mota

<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
Martírio coral. A eliminação do Santa Cruz para o Tocantinópolis trouxe à tona mais uma estática negativa: nas últimas 15 temporadas, em cinco o Tricolor esteve na última divisão do futebol nacional. O estopim veio após derrota por 1 a 0 para o Tocantinópolis. Na ida, um empate sem gols frustrou os presentes no Arruda. 

O calvário permanece nas Repúblicas Independentes do Arruda. O clube irá disputar a sua quinta participação na Série D (2009, 2010, 2011, 2022 e 2023).  Durante a competição, o apoio nas arquibancadas foi praticamente incondissional, a torcida abraçou e seguiu o mantra de ‘nunca abandonar’. Porém, não foi suficiente. 

Na primeira fase, o clube teve a melhor média de público presente da Série D, com 14.295 mil torcedores por jogo. No mata-mata, os números são ainda melhores, o time teve o maior público do campeonato na partida de ida contra o Tocantinópolis com mais de 40 mil pessoas no estádio do Arruda. Neste confronto, o Santa Cruz voltou após sete anos a ter um renda milionária, inclusive, a segunda maior da história do clube.

Durante o campeonato, os problemas extracampo adquiriram protagonismo no clube, os bastidores corais foram marcados por salários atrasados, exposição de técnico e jogadores insatisfeitos. Na metade da competição, o técnico Leston Júnior e o diretor de futebol Marcelo Segurado foram demitidos após desabafarem em coletiva de imprensa sobre os salários atrasados. Posteriormente, o lateral direito Edson Ratinho criticou as condições de trabalho, e acabou também sendo demitido.
 
Em campo, o Santa criou mais que o adversário, mas vai para um fim de temporada melancólico, carimbado pelo discurso do treinador Marcelo Martelotte.
 
"Passamos por algo difícil, até voltar a se pensar em situações (de acesso). Recolocamos numa condição melhor, a vencer. Batemos o Retrô, por exemplo, que tinha sido a melhor equipe da primeira fase", disse Martelotte, emendando sobre o futuro. "Meu contrato com o Santa é até o fim de outubro. Não sabemos o que vai acontecer, todo mundo estava focado nesse jogo decisivo."
 
Já o executivo Rogério Guedes não garantiu permanências, se limitando a dizer que ainda precisa de uma reunião com o restante da cúpula coral. "Sim, todo mundo tem contrato até outubro, mas é algo recente ainda (eliminação) e ainda vamos se reunir na volta em Recife. O nosso objetivo era se classificar", pontuou. 
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O SONHO ACABOU


Santa Cruz 'dorme no ponto', perde do Tocantinópolis e está eliminado na Série D
Tricolor consegue ser superior, mas leva gol de Chico Bala no fim e diz adeus ao sonho do acesso

Felipe Holanda

<i>(Foto: Rafael Pavão/FPF)</i>
Fim do sonho. Em jogo que criou para balançar as redes, o Santa Cruz foi derrotado pelo Tocantinópolis neste domingo (14), no Estádio Ribeirão, dando adeus ao sonho do acesso na Série D do Campeonato Brasileiro. Chico Bala, para os tocatinenses, fez o único gol do jogo. 
 
Com o resultado adverso, o Mais Querido se despede de forma melancólica da temporada. Já o Verdão do Norte avança às quartas de final, ficando a dois jogos de chegar à Terceirona. Restará apenas a seletiva da Copa do Nordeste aos corais. 
 
O JOGO
 
Quando a bola rolou, as duas equipes passaram a se estudar, com o Santa Cruz tentando propor um pouco mais o jogo. O Tricolor tinha mais posse de bola e começou a levar perigo. Aos quatro, Anderson Ceará serviu Raphael Macena, mas o atacante finalizou acima da meta tocantinense. Na sequência, após troca de passes, Ítalo Silva cruzou e Macena quase triscou para o gol. A arbitragem, entretanto, marcou impedimento. 
 
Aos poucos, os donos da casa tentavam reter a bola e equilibrar as ações. A primeira ameaça veio em bola parada. Após cruzamento na área, Luan Bueno fez o corte providencial para evitar o gol de Jheimy, ex-Sport. Pouco mais tarde, com 14, Thiago Bagagem fez bonita jogada, mas acabou errando na hora do arremate, finalizando à direita do alvo. Serviu para deixar a Cobra Coral em alerta. 
 
O Verdão do Norte tentou aproveitar. Em dois cruzamentos, por muito pouco não tirou o zero do placar. Primeiro, Luan Bueno quase marcou contra. Na sequência, Jheimy cabeceou fraco, mas Kléver defendeu, em dois tempos, com dificuldades. Susto dos grandes para o Tricolor, quando o relógio marcava 20 minutos. Aos 25, o Mais Querido desperdiçou a primeira grande chance clara. Após contra ataque em passe longo, Hugo Cabral deixou Chiquinho cara a cara com o goleiro Jefferson. O meia teve tempo de dominar, pensar, mas finalizou em cima do arqueiro tocantinense. 
 
O Santa tentou seguir dominando as ações na etapa inicial, marcando alto para pressionar a saída do Verdão do Norte. Dessa forma, continuou levando perigo e aos 33 teve outra ótima chance. Macena recebeu livre na grande área, girou e bateu, mas Jefferson apareceu para salvar o Tocantinópolis de novo. Ainda houve tempo para Klever operar seu milagre. Bola levantada na área, Alan Maia cabeceou duas vezes, com o arqueiro coral fazendo grande defesa na segunda, aos 39. Com 47, Macena desperdiçou a última oportunidade clara do primeiro tempo, cabeceando por cima. Ainda houve tempo para Alemão e Betão serem expulsos após confusão generalizada. 
 
Com um a menos para cada lado, a segunda etapa começou um pouco mais truncada em relação à primeira. O momento de mais perigo veio aos seis minutos, em contra-ataque tocantinense, mas Jefferson Feijão fez falta em Hiltinho e recebeu cartão amarelo. Depois, com 13, Gustavo Gomes tentou o arremate de longa distância e mandou quase para fora do estádio. 
 
O Santa permaneceu tendo dificuldades para atacar como nos primeiros 45 minutos minutos. Diante disso, Marcelo Martelotte sacou Chiquinho do time, colocando Rafael Furtado para fazer dupla com Hugo. Aos 21, Arthur arriscou de longe na tentativa de surpreender Jefferson, mas pegou muito embaixo da bola. 
 
Até que veio outra chance “de ouro” perdida pelos comandados de Martelotte. Após bate-rebate na área, Doni finalizou sozinho e perdeu um gol feito, mantendo o placar zerado para desespero dos poucos tricolores que foram à Tocantinópolis, cerca de 100, segundo a Rádio Clube. O gol parecia questão de tempo. 
 
Na reta final, só o Santa atacava. O Tricolor rondava a área, mas não achava espaços para um arremate preciso. Falta um pouco mais de movimentação. E inspiração. Mas na única chance que teve, o Tocantinópolis conseguiu fazer o gol que precisava, com Chico Bala. A última das faltas feitas por João Erick foi fatal. Restou o dissabor da eliminação aos corais.
 
FICHA DA PARTIDA 
 
Tocantinópolis 1
Jefferson; Marcinho, Wanderson, Betão e Chico Bala; Alan Maia e Tiago Bagagem; Gustavo Gomes; Hiltinho, Everson Bilal e Jheimy. Técnico: Jairo Nascimento
 
Santa Cruz 0
Klever; Anderson Feijão, Alemão, Luan Bueno e Ítalo Silva; Arthur, João Erick, Chiquinho (Matheuzinho) e Anderson Ceará; Hugo Cabral e Raphael Macena. Técnico: Marcelo Martelotte
 
Local: Estádio Ribeirão, em Tocantinópolis-TO
Horário: 16h
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Auxiliares: Henrique Ribeiro e Bruno Muller (Ambos de SC)
Gol:
Cartões amarelos: Everson Bilal e Gustavo Gomes (Tocantinópolis) Jefferson Feijão (Santa Cruz)
Cartões vermelhos: Betão (Tocantinópolis) e Alemão (Santa Cruz)
 
-----------------

Bruno herda posição no Náutico após saída de Perri: 'tem aquele frio na barriga'
Goleiro era o reserva imediato, e será efetivado na próxima rodada; Timbu ainda contratou Jean, que pertence ao Retrô

Júlio César Martins

<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
A segunda-feira foi difícil para o Náutico. No último dia da janela de transferências, a equipe perdeu o goleiro Lucas Perri, que foi contratado pelo Botafogo para a sequência do Campeonato Brasileiro. Diante da perda do destaque da temporada, o time agora terá Bruno debaixo das traves na Segundona. O arqueiro será o titular já nesta sexta-feira, diante do Vila Nova, nos Aflitos.

“É um confronto direto, jogo importante. Todo jogador tem aquele frio na barriga, mas acredito que seja bom. Venho trabalhando da mesma forma que a gente começou o ano. Lógico que com mais responsabilidade, porque sabemos da situação do clube, mas a gente acredita na vitória”, afirmou Bruno.
 
O atleta retornará ao gol do Náutico como titular depois de 20 partidas sendo reserva. A última vez em que esteve em campo foi na vitória por 2 a 1 contra o CRB, também pela Segundona, ainda na 4ª rodada. Em alguns embates, Bruno chegou a não ser relacionado por causa de lesão na coluna.

Aproveitando a última oportunidade de se reforçar durante a janela, o alvirrubro pernambucano acertou o empréstimo do goleiro Jean, que pertence ao Retrô. O jogador, que terá uma opção de compra em definitivo no final da temporada, chega para ser o reserva, deixando o jovem Renan como terceira opção. 

Titular a partir da próxima rodada, Bruno tem 28 anos e chegou ao Náutico ainda no sub-20, em 2013. O goleiro fez 40 jogos em 2018 e 30 em 2019, antes de ser emprestado ao Gil Vicente, de Portugal. O atleta retornou ao clube alvirrubro em 2021, e neste ano disputou duas partidas. Além do encontro com o CRB, foi titular pelo Campeonato Pernambucano, na vitória por 2 a 1 diante do Vera Cruz.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bruno herda posição no Náutico após saída de Perri: 'tem aquele frio na barriga'
Goleiro era o reserva imediato, e será efetivado na próxima rodada; Timbu ainda contratou Jean, que pertence ao Retrô
Júlio César Martins

<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
A segunda-feira foi difícil para o Náutico. No último dia da janela de transferências, a equipe perdeu o goleiro Lucas Perri, que foi contratado pelo Botafogo para a sequência do Campeonato Brasileiro. Diante da perda do destaque da temporada, o time agora terá Bruno debaixo das traves na Segundona. O arqueiro será o titular já nesta sexta-feira, diante do Vila Nova, nos Aflitos.

“É um confronto direto, jogo importante. Todo jogador tem aquele frio na barriga, mas acredito que seja bom. Venho trabalhando da mesma forma que a gente começou o ano. Lógico que com mais responsabilidade, porque sabemos da situação do clube, mas a gente acredita na vitória”, afirmou Bruno.
 
O atleta retornará ao gol do Náutico como titular depois de 20 partidas sendo reserva. A última vez em que esteve em campo foi na vitória por 2 a 1 contra o CRB, também pela Segundona, ainda na 4ª rodada. Em alguns embates, Bruno chegou a não ser relacionado por causa de lesão na coluna.

Aproveitando a última oportunidade de se reforçar durante a janela, o alvirrubro pernambucano acertou o empréstimo do goleiro Jean, que pertence ao Retrô. O jogador, que terá uma opção de compra em definitivo no final da temporada, chega para ser o reserva, deixando o jovem Renan como terceira opção. 

Titular a partir da próxima rodada, Bruno tem 28 anos e chegou ao Náutico ainda no sub-20, em 2013. O goleiro fez 40 jogos em 2018 e 30 em 2019, antes de ser emprestado ao Gil Vicente, de Portugal. O atleta retornou ao clube alvirrubro em 2021, e neste ano disputou duas partidas. Além do encontro com o CRB, foi titular pelo Campeonato Pernambucano, na vitória por 2 a 1 diante do Vera Cruz.
-----------------

Lucas Perri se despede do Náutico: 'Sou mais um torcedor do Timba'
Arqueiro se destacou no título do Campeonato Pernambucano deste ano, goleiro tinha assinado um pré-contrato com o Botafogo-RJ
Redação
<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
Anunciado como novo reforço do Botafogo, o goleiro Lucas Perri se despediu da torcida pelas redes sociais. O Náutico foi informado pelo São Paulo detentor dos direitos do atleta, solicitando o retorno do goleiro que, posteriormente, foi acertado os detalhes com o Botafogo-RJ. O clube paulista mantém um percentual na negociação do jogador.
 
O goleiro defendeu o Náutico em 44 jogos, sendo o destaque principal da conquista do Campeonato Pernambucano ao defender duas penalidades contra o Retrô. Na segundona, apesar do clube ter a pior defesa da Série B, com 32 gols sofridos, Lucas Perri era considerado um dos poucos jogadores que as atuações não condizem com a má fase que o clube ultrapassa na competição. 
 
Em suas redes sociais, Lucas Perri se despediu da torcida alvirrubra

Nação Alvirrubra, muito obrigado por tudo! Encerro hoje o meu vínculo com o Clube Náutico Capibaribe, um clube que abriu as portas e me permitiu viver momentos inesquecíveis.

Aqui fui feliz demais, fiz amigos e agradeço o apoio de todos que estiveram comigo nesse período, especialmente ao Ari Barros, o presidente Diógenes Braga, os treinadores e os atletas.

Jamais vou me esquecer de tudo que vivi nesse lugar maravilhoso, jamais me esquecerei de vocês! Sou eternamente grato! A partir deste momento sou mais um torcedor do Timba.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Maurício admite importância da próxima rodada para o Náutico: 'jogo da vida'
Zagueiro estreou há duas partidas e marcou um gol para o Timbu
Júlio César Martins
<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
Passando por uma reformulação no elenco para tentar uma salvação na Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico acertou a contratação do zagueiro Maurício durante a atual janela de transferências. O zagueiro estreou diante do CRB e já marcou um gol com a camisa alvirrubra, se mantendo como titular na rodada passada. Se tornando peça importante na equipe, o defensor apontou o confronto direto contra o Vila Nova, na próxima sexta-feira, como fundamental para o clube.

“Temos consciência que esse jogo é de extrema importância, um confronto direto. Jogando em casa, tenho certeza que a torcida vai comparecer e nos ajudar, como foi contra o CRB. A gente tem consciência que é o jogo da vida. Pensamos no Vila Nova e não no jogo seguinte Temos tempo para trabalhar agora com o professor Elano, e sei que vamos entrar com uma postura diferente. Vamos tentar entender um pouco melhor ele. Vamos estar preparados na sexta-feira. Tenho certeza que vamos fazer um grande jogo”.

Com apenas uma semana de treinamentos junto ao grupo de jogadores do Timbu, Maurício já teve a missão de ser o zagueiro da sobra no trio defensivo escalado pelo técnico Elano na última quarta-feira. O gol e as duas boas atuações nos dois jogos em que esteve em campo chancelaram a vaga do atleta no time. 

Existia uma certa dúvida quanto a condição física e adaptação do defensor, já que Maurício esteve nas quatro últimas temporadas no Johor, da Malásia, e havia disputado apenas uma partida em 2022. Por outro lado, o zagueiro demonstrou que chegou com capacidade de assumir a titularidade na equipe alvirrubra.

“Não vejo problema nisso. O Náutico está precisando. Cheguei e tive que treinar e já ir para o jogo. Em seguida, já tínhamos viagem. Estou feliz por estar no Náutico. Tenho certeza que com a minha experiência, esse tempo fora do país, vou poder trazer algo de bom para o grupo. Tenho certeza que dando continuidade nesse trabalho que está sendo bem feito, tendo visto que o time vem tendo outra atitude, estamos em um bom caminho”, finalizou Maurício.
-----------------

NÁUTICO


Lucas Perri rescinde com o Náutico, e reforça o Botafogo na sequência do Brasileiro
Clube carioca acertou com o São Paulo no último dia da janela de transferências a ida imediata do goleiro
Júlio César Martins
<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
Saída confirmada. Destaque do Náutico na temporada, o goleiro Lucas Perri rescindiu com o time e será oficializado pelo Botafogo como reforço para a sequência da Série A do Campeonato Brasileiro. A equipe carioca acertou os detalhes com o São Paulo nesta segunda-feira, último dia da janela de transferências. 

Com a negociação, o Tricolor Paulista vai permanecer com uma porcentagem dos direitos econômicos do jogador, que tinha contrato anteriormente até o início de 2023. O São Paulo buscava justamente essa definição com o Alvinegro para não perder o jovem de 24 anos de graça.

Após chegar e conquistar a titularidade absoluta, Lucas Perri disputou 44 partidas pelo Náutico, sendo decisivo no título do Campeonato Pernambucano, ao pegar dois pênaltis do Retrô na grande final. Apesar da atual situação do clube alvirrubro, o goleiro era alvo de elogios e não foi criticado em nenhum momento, ganhando a confiança da torcida. 

Sem o arqueiro, o Timbu ficará no elenco com Bruno, Renan e Brunão (sub-20) para a posição. A tendência é que o primeiro seja oficializado como titular, já que é o reserva imediato pela hierarquia. Até às 19h, hora de encerramento do BID da CBF, não foi registrado nenhum outro goleiro pelo time.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO

Torcida do Náutico esgota ingressos do Todos Com a Nota para confronto contra o Vila Nova
Cerca de 9.952 ingressos foram disponibilizados pelo programa TCN, e esgotados pela torcida alvirrubra em partida contra Vila Nova
Paulo Mota
<i>(Foto: Tiago Caldas/ Nautico)</i>
Apesar da derrota fora de casa diante o Guarani, por 1 a 0, a torcida do Náutico reconheceu a importância do próximo confronto contra o Vila Nova, nesta sexta-feira (19), às 21:30h, no estádio dos Aflitos, pela 25ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Isso porque as reservas do programa Todos com a Nota, foram rapidamente esgotadas para a partida.

Ao todo, 9.952  mil ingressos foram disponibilizados pelo programa para a torcida alvirrubra na partida contra os goianos. A troca dos bilhetes do TCN, será realizada na quarta-feira e quinta-feira (17/18), em três pontos de referência. Na Sede ocorre a troca das 9h às 18h e nas loja da Timbushop dos shoppings Recife e Riomar das 10h as 22h. 

O confronto contra o Vila Nova é considerado uma partida de “seis pontos”, ambas as equipes estão na luta contra o rebaixamento. Pernambucanos e goianos estão empatados em pontos na tabela, a equipe alvirrubra leva vantagem no critério de mais vitórias. Neste cenário desesperador, o resultado positivo é importante para frear um rival direto na parte de baixo da competição
-----------------

Elano vive dilema para montar meio-campo do Náutico
Treinador não acionou Jean Carlos na derrota para o Guarani

Júlio César Martins


<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
Afundado em uma crise na Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico conheceu sua 13ª derrota na competição no último sábado, diante do Guarani. A partida marcou os retornos de Victor Ferraz e Jean Carlos, que haviam cumprido suspensão contra o CRB. Por outro lado, o técnico Elano preferiu deixar os dois jogadores no banco de reservas, além de não ter acionado o “Mágico” durante o confronto. Será que o camisa 10 perdeu espaço por causa do sistema de jogo?

O comandante alvirrubro adotou pela segunda vez seguida uma formação com três zagueiros, o que diminui o espaço para os meias do Timbu. Com os alas, Souza, Jobson e Richard Franco foram escalados como titulares. Sem um primeiro volante de mais pegada, o trio de zaga deixa os homens da faixa central com um pouco mais de liberdade, sem ter que guardar posição feito times com linha de quatro. 

Durante a partida, Victor Ferraz e Mateus Cocão, este segundo formado nas categorias de base do Náutico, entraram em campo, deixando o time em um 4-4-2. Entretanto, nem assim Jean Carlos foi chamado para jogar, permanecendo no banco de reservas. Foi a primeira vez que o destaque do Timbu nas últimas temporadas ficou como opção e não começou um embate pela equipe. 

A última partida em que Jean iniciou no banco foi contra o Santa Cruz, pela semifinal do Campeonato Pernambucano de 2020. Na ocasião, o jogador estava voltando de lesão e não tinha 100% do seu condicionamento físico. A diferença é que o meia foi acionado no confronto. 

Daqui para frente, Elano terá que montar na cabeça um esquema de jogo que tire o máximo possível de desempenho dos jogadores do meio-campo, fazendo com que a maior quantidade de atletas atuem. Jean Carlos, com sete gols e duas assistências, vinha sendo titular absoluto em todas as rodadas dos campeonatos disputados pelo Náutico na temporada. O treinador terá uma semana para trabalhar e tentar encaixar o camisa 10 ao lado de Kieza, mais recuado com Souza ou até atuando quase como um ponta, mais aberto do lado do campo.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fechando lista de reforços, goleiro Denis é regularizado e fica apto a estrear pelo Sport
Atleta é o sexto nome contratado pelo clube na janela de contratações
Diego Borges

<i>(Foto: Rafael Bandeira/SCR)</i>
Claudinei Oliveira ganhou mais uma opção para escalar a equipe do Sport diante do Tombense, nesta quinta-feira. O goleiro Denis, de 35 anos, teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF, e pode fazer a sua estreia vestindo a camisa rubro-negra. Denis fecha a lista de reforços contratados na janela para a Série B, ao lado de Vagner Love, Gustavo Coutinho, Wanderson, Eduardo e Facundo Labandeira.

Compondo a delegação que viajou para Muriaé-MG, o atleta tem grandes chances de ser titular na vaga de Saulo. Isso porque desde a saída de Mailson, que foi contratado pelo Al Taawoun, da Arábia Saudita, o Sport busca um goleiro para assumir a titularidade. Carlos Eduardo, o reserva imediato, não convenceu e vem sendo criticado pela torcida, cometendo falhas como na goleada sofrida para o Ituano.

Fora até da relação de jogo com o CSA, Carlos Eduardo deu espaço para Saulo, que pouco foi exigido durante a partida na Arena. O perfil que a diretoria leonina estava atraída bate com o de Denis. Anteriormente, o time rubro-negro conversou com os representantes de Jailson, ex-Palmeiras, mas a investida não resultou em nada.

Nesta temporada, Denis não chegou a entrar em campo pelo Aris Salonica. No ano passado, no entanto, o goleiro atuou em sete partidas - sendo a última em dezembro, contra o Olympiacos, pelo Campeonato Grego. Anteriormente, o arqueiro teve passagens pelo Gil Vincente, de Portugal, Figueirense e, com maior destaque nacional, São Paulo. No Tricolor Paulista, teve longa passagem de 10 anos, sendo, por muito tempo, reserva de Rogério Ceni.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Contra o Tombense, Claudinei pode repetir escalação do Sport pela primeira vez na Série B
Treinador fará seu quinto jogo à frente da equipe e deve manter o 4-4-2
Diego Borges
<i>(Foto: Rafael Vieira/DP Foto)</i>
Manter uma formação fixa de jogo, com o time encaixado, é desejo de boa parte dos treinadores de futebol. E nesta quinta-feira, contra o Tombense, em Minas, a partida deve marcar a primeira vez em que Claudinei Oliveira vai repetir a escalação à frente do comando técnico do Sport.

O duelo com o Tombense será o quinto jogo de Claudinei, nesta que é a sua segunda passagem pelo Leão. Sem desfalques em relação ao time que goleou o CSA por 4 a 0 na última rodada, na Arena de Pernambuco, a tendência é que a equipe siga no esquema 4-4-2.

O time ainda aguarda a recuperação plena de Rafael Thyere, que segue em tratamento de lesão muscular na coxa. Everton Felipe também se recupera no Departamento Médico.

Caso Claudinei não escolha mudar o estilo de jogo por opção técnica ou adaptação em relação ao Tombense, o time deve entrar em campo com Saulo; Ewerthon, Fábio Alemão, Sabino e Sander; Fabinho, Giovanni e Pedro Naressi; Luciano Juba, Vagner Love e Kayke.

Escalações do Sport com Claudinei Oliveira

Sport 2 x 1 Guarani
Carlos Eduardo; Pedro Naressi (Bruno Matias), Chico, Sabino e Sander; Fabinho, Ronaldo Henrique (William Oliveira) e Denner (Giovanni) e Thiago Lopes (Everton Felipe); Luciano Juba e Kayke (Ray Vanegas).

Sport 1 x 1 Criciúma
Carlos Eduardo; Ewerthon (Blas Cáceres), Fábio Alemão, Sabino e Lucas Hernández; Fabinho, Denner (Pedro Naresi) e Willian Oliveira (Everton Felipe) e Thiago Lopes (Vagner Love); Luciano Juba e Kayke (Gustavo Coutinho).

Ituano 4 x 1 Sport
Carlos Eduardo; Ewerthon (Eduardo), Fábio Alemão, Sabino e Sander; Fabinho, Denner (Wanderson), Pedro Naresi e Luciano Juba; Vagner Love (Giovanni) e Kayke (Gustavo Coutinho).

Sport 4 x 0 CSA
Saulo; Ewerthon, Fábio Alemão, Sabino (Chico) e Sander; Fabinho (Blás), Giovanni (Coutinho) e Pedro Naressi; Luciano Juba, Vagner Love (Ray Vanegas) e Kayke (Wanderson).
----------------------------------

Mirando vaga do Vasco, Sport tem rendimento maior que os cariocas nas últimas dez rodadas
Sport somou um ponto a mais que o Vasco no recorte, mas ainda não tem crescido o suficiente para alcançar o adversário na tabela da Série B

Diego Borges
<i>(Foto: Rafael Bandeira/SCR)</i>
Apenas quatro equipes vão subir de divisão ao final da Série B. E nisso a lógica é implacável: para um time entrar no G4, outro tem que sair. Sonhando ainda com o acesso, e vendo Cruzeiro, Grêmio e Bahia em crescimento, para o Sport - e os outros adversários que sonham em subir -, o Vasco é o principal alvo na alça de mira.

Considerando o rendimento das últimas dez rodadas na Série B, o Sport teve um desempenho ligeiramente melhor que os cariocas. Com um ponto a mais, o Leão rendeu 43,3%, contra 40% do Cruzmaltino. Porém, em se mantendo essa queda de rendimento do Vasco (que tem 58,3% de aproveitamento no geral), o caminho passa a se abrir para os rubro-negros.

Caso siga rendendo 40% dos pontos, o Vasco somaria cerca de 17 pontos e  terminaria a Série B com 59 no total. Nesse cenário, para alcançar os 60 pontos, o Sport precisaria ter um aproveitamento de 62% nos 14 jogos restantes, e superar ainda o Londrina. São cálculos e projeções que o técnico Claudinei Oliveira evita focar, e mira a disputa jogo após jogo.

“O objetivo nosso agora é tentar vencer o Tombense. Uma equipe que vem fazendo uma boa competição e temos que respeitar, mas também temos que tentar fora de casa e fazer a mesma coisa que fez em casa”, apontou o técnico do Sport.

“Não vamos colocar a carroça na frente dos bois. A empolgação do torcedor acaba sendo totalmente compreensível, porque o time fez um baita jogo (com o CSA), que dá vontade de assistir, querendo jogar e propor o tempo todo. Vamos pensar jogo a jogo. Não vamos pensar em novembro logo não”, completou Claudinei.

Desempenho nas últimas dez rodadas

Sport
3 vitórias, 4 empates e 3 derrotas
Aproveitamento na Série B: 47,2%
Aproveitamento nas últimas dez rodadas: 43,33%
Chance de acesso: 7,1%*

Vasco
3 vitórias, 3 empates e 4 derrotas
Aproveitamento na Série B: 58,3%
Aproveitamento nas últimas dez rodadas: 40%
Chance de acesso: 70,2%*

* Dados da UFMG
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport oficializa venda do zagueiro Isac, e alega 'falha de comunicação interna' na negociação
Jogador chegou a viajar para São Paulo sem o conhecimento do Departamento de Futebol Profissional do clube

Diego Borges

<i>(Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)</i>
A negociação do zagueiro Isac, de 17 anos, com o Red Bull Bragantino, foi atípica para o Sport. Na última semana, a notícia da sua saída para o clube paulista foi apontada como ‘surpresa’ pelo presidente executivo, Yuri Romão, que declarou à Rádio Clube desconhecer sobre os trâmites da venda do atleta. Nesta terça, então, o Leão se pronunciou, confirmando a negociação de 50% dos direitos econômicos do zagueiro.

Segundo o que informou o Sport, o clube recebeu R$ 500 mil nesta negociação, que envolveu 50% dos direitos econômicos. O contrato ainda prevê opção de compra, ao fim de 2024, de mais 30% do ‘passe’ por R$ 1 milhão para a equipe paulista. “O Sport, portanto, caso o Red Bull Bragantino exerça a cláusula, ganha nova compensação e mantém 20% dos direitos econômicos”, diz o comunicado.

“Essa transação não percorreu um fluxo ideal para um processo de venda e negociação de atleta. Tivemos uma falha de comunicação interna, uma falta de integração entre o Departamento de Base e o Departamento de Futebol. Acabou que a negociação que estava em curso não foi comunicada à vice-presidência ou à presidência, e essa é uma decisão que deve ser tomada de forma colegiada”, apontou o coordenador da base, que assim como o presidente Yuri Romão, se mostrou surpreso com o fato do jogador ter viajado para São Paulo sem a ciência necessária pela cúpula leonina.

“Fui pego de surpresa na semana passada. Quando cheguei, o atleta já estava em São Paulo. Obviamente, a concretização da negociação só se daria com o aval do presidente, mas chegou ao patamar que não deveria ter ocorrido sem a negociação conjunta entre a vice-presidência de futebol e a presidência”, reforçou.

Ainda de acordo com João Marcelo, o Sport não foi lesado na negociação. “Passado esse estágio, nós revisitamos toda a negociação para ter a certeza que todos os interesses do clube seriam atendidos, e estamos concretizando a negociação de um atleta que vai deixar um legado para o Sport Club do Recife”, garante, antes de explanar as melhorias que o clube projeta para a base.

“Esse recurso será integralmente revertido para benfeitorias no CT e investimentos nas categorias de base. Faremos investimento nos alojamentos, para a refrigeração de todos os quartos, investimento nos campos e manutenção do CT, e início da construção da academia do CT. Que sejam pontos fundamentais para manter esse ritmo de desenvolvimento de atletas, para que venha abastecer o futebol profissional e possa ser uma oportunidade futura de transações que vão gerar mais receitas para o clube”, projetou João Marcelo.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Kayke vira artilheiro no Sport e se firma como companheiro de Vagner Love no ataque
Jogador foi titular nos últimos cinco jogos e marcou três gols, alcançando Luciano Juba como artilheiro do time na Série B

Diego Borges

<i>(Foto: Rafael Bandeira/SCR)</i>
Aos poucos, o esquema tático 4-4-2 vai sendo adotado como modelo de jogo pelo técnico Claudinei Oliveira no Sport. E um dos fatores que têm dado embasamento para a escolha do treinador é a evolução no desempenho do atacante Kayke. Titular em todos os quatro jogos desde que o comandante assumiu o time, o atleta vive a sua melhor fase com a camisa rubro-negra, e vem se firmando também com gols. Agora passa a ser artilheiro da equipe na Série B ao lado de Luciano Juba, com cinco gols marcados.

Kayke foi contratado ainda no começo da Série B, sob o comando técnico de Gilmar Dal Pozzo. Estreou pelo Leão na quarta rodada, diante do Ituano, e teve mais dois jogos em sequência como titular. Perdeu a vaga de frente, mas seguiu utilizado como reserva nos jogos, acionado nas quatro partidas seguintes. Voltou a ser titular entre as rodadas 11 e 16, quando, enfim, marcou seus primeiros gols, contra Náutico e Cruzeiro.

Titular também com Lisca, Kayke lesionou a coxa justamente no primeiro jogo com o treinador no cargo, diante do Vasco. Perdeu novamente espaço enquanto estava no Departamento Médico, porém contra o Sampaio Corrêa, com o interino César Lucena no comando, voltou a ser titular para não sair mais dos onze iniciais. E nessa sequência de cinco jogos vive a sua melhor fase, marcando três gols desde então, chegando aos cinco no total.

Desempenho que ajuda na convicção do esquema tático por Claudinei. “O caminho é esse. Não vamos mudar o que a gente fez. Fizemos um losango, com dois atacantes, e tomamos uma goleada (contra o Ituano), mas não voltamos para o esquema antigo para nos resguardar mais. Tentamos de novo”, disse o técnico, antes de reforçar sua posição.

“Uma hora vai perder, uma hora vai tomar dois, vai tomar três gols, mas uma hora vai fazer três, vai fazer quatro… Enfim. Mas a gente tem que tentar fazer isso O Sport tem que ser uma das equipes que vai tentar propor o jogo e ser protagonista na Série B.”
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport oficializa Labandeira, quinto reforço na janela de contratações para a Série B
Atacante é o quarto contratado para o setor ofensivo visando a competição; jogador teve o nome publicado no BID da CBF nesta segunda

<i>(Foto: Rafael Bandeira/SCR)</i>
O Sport anunciou de forma oficial nesta segunda-feira a contratação do atacante uruguaio Facundo Labandeira, de 26 anos. É o quinto reforço da equipe na janela de contratações da Série B, sendo o quarto para o setor ofensivo. Antes, os atacantes Vagner Love, Gustavo Coutinho e Wanderson foram anunciados, além do lateral direito Eduardo.

Facundo Labandeira, inclusive, teve o nome publicado no Boletim Informativo Diário também nesta segunda. Com isso, como o atleta vinha treinando com o elenco desde a última semana, fica apto para realizar sua estreia a partir da sequência da competição.

Apontado como um dos destaques no futebol uruguaio pela imprensa local, Facundo Labandeira é visto como um jogador ‘insinuante’, que, ao ser lançado com passes profundos pelas laterais de campo, pode levar bastante perigo ao adversário.

Seu melhor momento na carreira foi quando atuou pelo Boston River. Sob o comando de Ignacio Ithurralde, anotou oito gols em 29 partidas e ganhou destaque nacional. Além disso, foi o artilheiro da equipe.

Posteriormente, foi incorporado ao Defensor Sporting, clube que cedeu o jogador por empréstimo ao Sport, e que vem conquistando espaço ao lado dos gigantes Peñarol e Nacional. Isso se deve bastante à capacidade de encontrar jovens talentos do clube, que revelou Giorgian De Arrascaeta. Por lá, foram 22 partidas e três gols anotados por Facundo nesta temporada.
---------------------------------------------------

Claudinei nega que Sport precisa contratar meia e diz que reforço está no próprio elenco
Time rubro-negro não irá contratar reforços do terço central
<i>(Foto: Rafael Vieira/Esp. DP Foto)</i>
Segundo o treinador do Sport, Claudinei Oliveira, o clube da Ilha do Retiro encerrou suas idas ao mercado de transferências. Assim, as contratações de Facundo Labandeira e Denis encerraram a participação do Leão na janela de transferências. Até o final de semana, o time rubro-negro até conversou com alguns meias para reforçar o terço central, mas, segundo o técnico leonino, a melhora no setor surgirá no próprio elenco.

“A gente está buscando (a melhor no meio-campo) dentro do nosso grupo. Não estamos atrás de contratar meio-campistas. Até porque temos bons jogadores. Juba pode fazer um 10, Giovanni, Denner e Everton Felipe também. A gente pode jogar com dois 9 e um deles realizar essa função”. 

“Giovanni é um cara que trabalhei no ano passado, que conheço desde quando ele era da base do Corinthians. É um jogador muito competitivo e está sempre querendo ganhar. Tem essa boa finalização fora da área, acha passe. É um meia com muita qualidade técnica. Hoje ele ajudou os dois centroavantes a pressionar a bola o tempo todo”, concluiu o treinador.

Com a vitória neste sábado, o Sport chega à sexta colocação na tabela da Série B. Com 34 pontos, os pernambucanos ainda estão, no entanto, a oito pontos do Vasco, quarto colocado. Na próxima quinta-feira (18), os rubro-negros visitam, em Tombos, Minas Gerais, o Tombense. Será o primeiro jogo de uma sequência tida como ‘chave’ pela comissão técnica rubro-negra.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após goleada, treinador do Sport se derrete por Luciano Juba: 'fisicamente é um fenômeno'
Claudinei Oliveira não poupou elogios ao jovem atleta do Leão


Eduardo Parin

<i>(Foto: Rafael Vieira/Esp. DP Foto)</i>
Se tem alguém com moral pelas bandas da Ilha do Retiro, é Luciano Juba. Com sobras, o prata da casa é o melhor jogador do Leão nesta edição da Série B do Campeonato Brasileiro. Além disso, é o atleta do elenco rubro-negro com maior número de participações em gols no torneio: ao todo, foram cinco gols e duas assistências. Contra o CSA, neste sábado (13), o meia-atacante de 22 anos anotou seu 12º tento com a camisa leonina.

E, diante disso, o treinador Claudinei Oliveira elogiou bastante o jovem atleta formado na base rubro-negra. Enaltecendo a capacidade física de Juba, o comandante ainda disse que prevê uma venda futura que renda bastante aos cofres do Sport.

“Em relação a Juba, não vou nem dizer em termos futebolísticos. Mas fisicamente é um fenômeno. Ele está jogando quase todos os jogos do Sport 90 minutos. Não é qualquer um que consegue isso. É algo fantástico em termos de projeção do atleta. Está sempre disponível, jogando, treinando”. 

“Nunca é poupado e foi premiado. É um cara que está sempre competindo e não se omite do jogo. A gente viu no jogo contra o Criciúma, que ele estava errando, a torcida pegava no pé dele. Mas daqui a pouco acertou o cruzamento na cabeça de Vagner Love, que foi o gol de empate. É um cara que não se abate, tem uma personalidade apesar de jovem. É um cara que acredito que dará retorno ao Sport. Não só técnico como financeiro”, disse o treinador. 

Com a vitória neste sábado, o Sport chega à sexta colocação na tabela da Série B. Com 34 pontos, os pernambucanos ainda estão, no entanto, a oito pontos do Vasco, quarto colocado. Na próxima quinta-feira (18), os rubro-negros visitam, em Tombos, Minas Gerais, o Tombense. Será o primeiro jogo de uma sequência tida como ‘chave’ pela comissão técnica rubro-negra.

-----------------

Situações de Jefferson e Klever preocupam e Santa Cruz tem dúvida na vaga de goleiro
Titular contra o Tocantinópolis terminou o jogo sentindo dores; já seu substituto está no DM. Terceiro goleiro, Geaze foi relacionado no domingo


Goleiros corais podem não jogar no próximo jogo (Foto: Evelyn Victoria/SCFC; Rafael Vieira/FPF)Os minutos finais do primeiro jogo entre Santa Cruz e Tocantinópolis, pelas oitavas da Série D, foram de tensão. Nos acréscimos do embate, mais de 40 mil tricolores testemunharam um gol impedido do adversário e a lesão do arqueiro Jefferson. Ao sentir dores musculares, o atleta de 29 anos foi atendido, mas não foi substituído: tendo realizado todas as substituições possíveis, Marcelo Martelotte teve que permanecer com ele até o apito final.
Após o jogo, em entrevista às emissoras de rádio que estavam à beira do gramado do Arruda, o goleiro revelou que sentiu o músculo posterior. “Acho que abri ali a posterior na hora da arrancada e senti o músculo estourar. Mas é isso aí: jogar no Santa Cruz é guerra e sangue na veia”.


“Infelizmente não conseguimos sair com o resultado positivo de vitória”, continuou o arqueiro, “que nós queríamos, a torcida veio e fez a festa. Mas não conseguimos a vitória. Vamos trabalhar na semana para vencer lá. Vamos ver, fazer exame e analisar para ver o que deu”, disse.


Para piorar a situação do Santa Cruz, Klever, goleiro que disputa posição com Jefferson, também está afastado por lesão. Segundo o médico coral, Dr. Antônio Mário Valente, o atleta se recupera de uma fascite plantar e o DM do clube trabalha para recuperá-lo a tempo do embate decisivo contra o Tocantinópolis, no próximo domingo (14).

Nos últimos dois jogos válidos pela Série D do Campeonato Brasileiro, Klever não esteve na lista de relacionados do Tricolor do Arruda. E, em caso de impossibilidade dos dois arqueiros no póximo jogo, Geaze deve ser alçado à vaga titular do time comandado por Marcelo Martelotte.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Apesar de carência, Martelotte descarta utilizar Hugo Cabral como centroavante no Santa Cruz
Treinador vive um dilema para escolher o centroavante titular do Santa


Treinador admitiu que precisa encontrar soluções para o ataque (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)O técnico Marcelo Martelotte vive um dilema para escolher o centroavante titular do Santa Cruz na Série D. Isso porque, tanto Raphael Macena, quanto Rafael Furtado, jogadores da posição, não conseguem se firmar na equipe e estão há vários jogos sem balançar as redes. Por outro lado, Hugo Cabral tem se destacado e marcado gols. Mas apesar dele ser o artilheiro do Tricolor na competição, o treinador coral descartou utilizá-lo como centroavante.
“Hugo fez todos esses gols e nunca foi um falso 9. Ele sempre jogou na posição que jogou hoje. Contra o Retrô tínhamos um atacante a menos, mas não mudou o posicionamento dele. E contra o Tocantinópolis ele teve oportunidades de finalizar. Não podemos achar que vamos solucionar o nosso problema ofensivo criando uma situação que ainda não foi trabalhada e colocada em prática, simplesmente por uma análise numérica.”, disse Martelotte.


Raphael Macena tem sido o escolhido como titular nos últimos jogos. Apesar disso, ele não marca há três meses. Até o momento, foram 14 jogos disputados e apenas dois gols marcados. Os números são idênticos ao de Rafael Furtado na Série D. A diferença é que o último gol dele foi há dois meses e meio. Já Hugo Cabral anotou sete tentos nas nove partidas disputadas pelo Santa Cruz na competição.


“Não podemos achar que o nosso jogador que fez mais gols tem que jogar como centroavante, sendo que ele nunca jogou assim. O poder de finalização dele sempre funcionou jogando da esquerda para dentro. É o local onde ele jogou a vida inteira. Então, achar que ele jogar de costas como um centroavante vai melhorar o nosso time ofensivamente. Podemos até jogar sem centroavante, temos que pensar em alternativas”, concluiu Martelotte.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marcelo Martelotte lamenta empate do Santa Cruz, mas reforça que a vaga segue indefinida
Treinador lamentou as chances desperdiçadas, destacou que o empate não era o resultado desejado, mas alertou para a indefinição da vaga


Martelotte também lamentou as oportunidades desperdiçadas (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)O Santa Cruz decepcionou os mais de 40 mil torcedores que foram ao Arruda para apoiar a equipe diante do Tocantinópolis. Por mais que tenha criado as principais oportunidades do jogo, o Tricolor não conseguiu sair de campo com a vantagem para o duelo de volta das oitavas de final da Série D. O técnico Marcelo Martelotte lamentou as chances desperdiçadas, destacou que o empate não era o resultado desejado, mas alertou para a indefinição da vaga.

'“Não foi o que a gente desejava, não foi para isso que preparamos a equipe hoje. Tentamos ao máximo, mas definimos de maneira errada, principalmente na tomada de decisão. Tivemos a expulsão no final, do Daniel Pereira, que é um desfalque sério, mas mesmo assim continuamos atacando e nos expomos mais. Dificilmente essa disputa seria decidida hoje e a classificação segue em aberto”, destacou o técnico Marcelo Martelotte.


As principais oportunidades de gols foram criadas durante o segundo tempo. O Santa Cruz teve pelo menos quatro grandes chances, duas delas com o atacante Matheuzinho, que finalizou para fora. Apesar do volume grande de jogo, o Tricolor não conseguiu fazer com que o goleiro do Tocantinópolis trabalhasse. Esse foi mais um ponto de lamentação do técnico Marcelo Martelotte. Ele acredita que a vitória poderia ter sido conquistada no Arruda.


“Foi um jogo onde a gente começou muito bem, tendo que criar oportunidades para envolver o adversário. Depois o adversário encaixou a marcação, mas ainda assim no primeiro tempo tivemos mais a bola. As oportunidades mais claras que tivemos foi durante o segundo tempo e demos poucas chances ao adversário. Tivemos as melhores chances, mas não concluímos e finalizamos bem, não fizemos nem com que o goleiro trabalhasse”, analisou Martelotte.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Atletas do Santa Cruz lamentam gols perdidos contra o Tocantinópolis: 'Faltou competência'
Com um volume de jogo superior ao adversário, Santa não aproveitou as 12 chances de gol que criou na partida


Diego Borges


Santa Cruz criou 12 chances contra o Tocantinópolis, mas não fez gol (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)Foram 12 chances criadas, em um dos jogos que certamente o Santa Cruz apresentou um dos seus melhores desempenhos técnicos na Série D. Mas faltou pontaria. E diante de mais de 40 mil torcedores, o Tricolor ficou num complicado 0 a 0 com o Tocantinópolis, na primeira partida da decisão de 180 minutos pelas oitavas de final da Série D.

Contexto de perda de gols que os próprios atletas do Santa Cruz decidiram não se eximir das críticas e reconheceram que, para classificar o time terá que melhorar bastante nesse fundamento.


“Hoje o volume de jogo do Santa Cruz foi absurdo, mas não tivemos a competência de botar a bola na rede. Faltou um pouco mais de capricho, a gente trabalhou bem a bola, chegou várias vezes na frente do gol, mas faltou esse capricho. Vamos caprichar esta semana, para que no domingo a gente possa resolver o jogo lá”, reconheceu o lateral Ítalo Silva, antes de elogiar a torcida coral. “Sim, a torcida veio e fez a parte dela. Como sempre. Mas faltou competência nossa. Vamos trabalhar para sair com o resultado positivo na semana que vem.”


A autocrítica do elenco também passou pelos atacantes. A exemplo do centroavante Rafael Furtado, que cobrou de si mesmo e da equipe um melhor desempenho nas finalizações. “Foram os primeiros 90 minutos jogados. Da mesma forma que se a gente tivesse vencido o jogo aqui, não teria acabado, tem mais 90 minutos lá. Não tem nada perdido. A gente vai treinar mais finalizações nesta semana para chegar lá e matar o jogo”, prometeu o atleta.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ARRUDA


Torcida do Santa Cruz esgota reservas do TCN em poucos minutos para decisão na Série D
Com as reservas, público contra o Tocantinópolis deve ser superior aos 40 mil espectadores


Felipe Holanda

Torcedor vem chegando junto no duelo contra os tocantinenses (Foto: Rafael Melo/SCFC)A expectativa de um Arruda quase lotado só aumenta. Após a liberação dos aneis inferior e superior, o Santa Cruz anunciou nesta sexta-feira (5) a utilização do programa Todos com a Nota, o que atrai ainda mais a presença de público na partida contra o Tocantinópolis, no domingo (7), pela ida das oitavas de final da Série D do Campeonato Brasileiro.

Em poucos minutos, a reserva de ingressos já se esgotou. A troca dos bilhetes do TCN, segundo informou o clube, já começa neste sábado, das 9h às 19h, na bilheteria da Rua das Moças. Os horários de domingo ainda não foram divulgados, mas deve permanecer até horas antes de a bola rolar.

Santa e Tocantinópolis se enfrentam sonhando com uma vaga nas quartas de final, o que os deixaria a dois passos do aceso. Quem se classificar, deve enfrentar o vencedor do confronto entre Amazonas e Lagarto, na fase seguinte, também em embates de ida e volta.

Contra o Tocantinópolis, a maior eseperança de gols dos corais segue sendo Hugo Cabral, que balançou as redes duas vezes diante da Fênix. O atacante segue na briga pela artilharia máxima da Série D com sete tentos assinalados, três a menos que Franklyn Mascote, do Retrô, e Alílson, do Trem. As duas equipes já foram eliminadas.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sexta derrota seguida faz Náutico igualar pior sequência na Série B
Timbu repetiu as mesmas seis derrotas seguidas que obteve em 2017, quando caiu pela segunda vez para a Série C do Brasileiro


Diego Borges


(Foto: André Jonsson/OFEC)O sinal de alerta vermelho está cada vez mais gritante para o Náutico na Série B. Na última sexta-feira, diante do Operário-PR em Ponta Grossa, o Timbu sofreu sua sexta derrota consecutiva na competição, amargando o posto de lanterna do campeonato. Além de igualar a sua pior sequência de derrotas, a situação atual é ainda pior que em 2017, quando foi rebaixado para a Série C.
'Com o sexto revés seguido, agora em 2022 o Náutico igualou o recorte que obteve no ano do rebaixamento de 2017, quando naquela ocasião perdeu os seis jogos entre as rodadas 6 e 11 da competição. Aliás, aquele início de campeonato foi o pior na Série B de pontos corridos, quando ficou os onze primeiros jogos sem vencer.


Situação que é ainda mais alarmante para o clube hoje. Isso porque, embora tenha agora um ponto a mais (18 em 2022 contra 17 em 2017) a situação na tabela de classificação consegue ser pior para o Náutico se levado em consideração apenas o posicionamento. Hoje o Timbu é o lanterna do campeonato, enquanto em 2022 a equipe era a penúltima, com o ABC tendo campanha ainda pior.


Entretanto, para os mais otimistas, há ainda um alento em comparação de 2022 com 2017. Naquele ano, também na 22ª rodada, o Náutico estava oito pontos atrás do Goiás, que na ocasião era o primeiro time fora do Z4. Ou seja, o Timbu precisaria de pelo menos três rodadas ‘perfeitas’ para deixar a zona de rebaixamento, contando com vitórias próprias e derrotas dos adversários.


Já no contexto atual, embora atravesse seu pior momento na competição, o Náutico precisaria de duas ‘rodadas perfeitas’, uma vez que tem seis pontos a menos que a Chapecoense, 16ª colocada, com seis pontos a mais que o Timbu. Embora seja um cenário complicado, caso vença seus dois próximos jogos e conte com duas derrotas da Chape, de CSA, Guarani e Vila Nova, os alvirrubros voltam a sair do Z4.


“Temos que voltar a vencer. Jogar na nossa casa é sempre melhor. O time está há algum tempo sem vencer, então há uma queda na confiança, mas temos jogadores experientes. É hora de ter calma”, destacou o técnico Elano. “Eu, como treinador, tenho que ter controle emocional para poder conduzir tudo isso. Quando a primeira vitória vier, muda a chave”, ressaltou o comandante.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Treinador Elano destaca necessidade de vitória do Náutico: 'Temos que voltar a vencer'
Em 10 partidas nos Aflitos, o Timbu somou apenas duas vitórias, obtendo assim a segunda pior campanha como mandante da Série B


Paulo Mota


Náutico alcança marca negativa de seis derrotas seguidas na Série B (Foto: Tiago Caldas/CNC)Após a derrota para Operário-PR, em entrevista coletiva, o treinador Elano destacou a importância de voltar a vencer dentro de casa para conseguir subir na tabela de classificação. Com o resultado da partida, o Timbu terminou a rodada como lanterna do campeonato, com apenas quatro vitórias.

'Com o aproveitamento pífio de 30,30%, o Náutico tem a segunda pior campanha como mandante da Série B, com duas vitórias, quatro empates e cinco derrotas. Sob o comando técnico de Elano, em três partidas o Timbu acumula uma sequência negativa de três derrotas, com apenas um gol marcado e seis gols sofridos. A última vitória como mandante aconteceu na 16ª rodada, contra o Novorizontino, por 3 a 1. De lá pra cá, o time pernambucano emplacou uma sequência negativa que afundou o time na classificação.


“Temos que voltar a vencer. Jogar na nossa casa é sempre melhor. O time está há algum tempo sem vencer, então há uma queda na confiança, mas temos jogadores experientes. É hora de ter calma. Eu, como treinador, tenho que ter controle emocional para poder conduzir tudo isso. Quando a primeira vitória vier, muda a chave”, ressaltou o comandante.


O Náutico é o 20ª colocado da tabela de classificação, com 18 pontos. São seis pontos a menos que a Chapecoense, primeiro time que está fora do Z-4. O Timbu recebe o CRB na próxima quarta-feira (10), às 19h , pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Jean Carlos leva terceiro cartão amarelo e é desfalque no Náutico
Meia não vai enfrentar o CRB, na próxima quarta-feira


Júlio César Martins


Camisa 10 tomou seu sexto cartão amarelo na Segundona (Foto: Tiago Caldas/CNC)A derrota por 1 a 0 para o Operário na última sexta-feira, deixou o Náutico afundado na zona de rebaixamento da Série B do Campeonato Brasileiro. Com apenas 19 pontos e quatro vitórias na competição, a equipe comandada pelo técnico Elano virou o lanterna. Além de toda crise pelos resultados, o time terá um desfalque importante. O meia Jean Carlos foi advertido com o terceiro cartão amarelo e virou desfalque para a próxima rodada, quando o Timbu enfrenta o CRB, na quarta-feira, no estádio dos Aflitos.

Como não vem tendo bom aproveitamento defensivo, ostentando a pior defesa da Segundona, a tendência é que o substituto do camisa 10 seja um volante de mais marcação, liberando, assim, Jobson e Souza. Porém, o novo comandante não parece ter confiança em Ralph, já que o deixou de fora dos relacionados contra os paranaenses.


Por outro lado, se quiser buscar manter mais ofensividade, Elano poderá acionar o meia Thomaz, que estreou diante do Operário, mas teve poucos minutos. Outro que poderá retornar ao time é Richard Franco. Se recuperando de uma lesão muscular na região posterior da coxa, o paraguaio pode ser uma novidade caso esteja em condições.


O departamento médico do Timbu teve mais uma adição de última hora. O atacante Luis Phelipe, que havia se recuperado de lesão muscular, foi desfalque contra o Operário e será reavaliado para saber mais sobre o problema.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Elano lamenta falta de produção do Náutico, mas prega volta por cima: 'temos que lutar'
Técnico admitiu que equipe precisa competir mais pelos resultados


Júlio César Martins


Elano chegou ao terceiro jogo sem vitória (Foto: Tiago Caldas/CNC)A derrota para o Operário deixou o Náutico na lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro, com apenas 19 pontos. Vindo de seis resultados negativos consecutivos, o Timbu se afundou ainda mais no Z4 e está a seis pontos da Chapecoense, 16º colocado. Depois de uma noite pouco inspirada, o técnico Elano admitiu falta de competitividade do time, porém ressaltou que ainda há esperança.

“Nós não produzimos para vencer. Precisamos competir um pouco mais, mas é o que eu sempre digo: enquanto há esperanças, temos que continuar trabalhando. Quarta já temos jogo contra o CRB, é se levantar. Nós nos colocamos nesta situação. É lutar para sair dela, foi para isso que eu vim. Faz 10, 12 dias que eu cheguei para trabalhar com o grupo. Falei para os jogadores que fomos nós que nos colocamos na situação, e temos que trabalhar para mudar. Ainda há tempo, então temos que acreditar”.


Quarto treinador do alvirrubro pernambucano na temporada, Elano chegou ao seu terceiro jogo como comandante, mas ainda não venceu. Apesar de ter tido duas semanas cheias para trabalhar com o elenco, o profissional pontuou o pouco tempo de clube. Em contrapartida, assumiu a culpa pelo mau momento e pregou força de vontade para sair da zona de rebaixamento.


“Estamos há pouco tempo juntos. Estamos com dificuldades. Mas não estamos procurando culpado ou algo do tipo. Eu, como treinador do time, assumo a responsabilidade, mesmo estando há pouco tempo. Nada foi fácil na minha vida. Temos 16 rodadas, então há esperança. Temos que lutar para conseguir nossas vitórias. Temos que levantar a cabeça, quarta-feira temos uma nova batalha. Nessas horas temos que ser fortes”.

Sem tempo para lamentar, o Náutico já entra em campo na próxima quarta-feira, contra o CRB. O confronto, que é válido pela 23ª rodada da Segundona, será realizado no estádio dos Aflitos.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Náutico joga mal, perde para o Operário e vira o lanterna da Série B
Timbu mais uma vez sofreu um gol no final e chega a sexta derrota seguida


Júlio César Martins


Timbu levou o gol aos 45 do segundo tempo (Foto: André Jonsson/OFEC)Em noite pouco inspirada, o Náutico não teve forças para atacar e perdeu para o Operário por 1 a 0, no estádio Germano Krüger. O resultado negativo colocou o Timbu na lanterna da Série B do Campeonato Brasileiro. O gol do confronto, que foi válido pela 22ª rodada, foi do atacante Kalil, aos 45 minutos do segundo tempo.
Após duas partidas fora de casa, o Náutico retorna aos seus domínios e joga no estádio dos Aflitos na próxima quarta-feira, às 19h, diante do CRB. Por outro lado, o Fantasma paranaense atua longe da sua torcida, e vai até Porto Alegre duelar contra o Grêmio, no mesmo dia e horário.


O jogo


Com Operário e Náutico distantes por três pontos na tabela e buscando sair da luta contra o rebaixamento, o embate começou muito truncado, sem chances de gol para ambos os lados. O Timbu não conseguia atacar com a bola dominada, trocando passes, e optava por lançamentos longos. O time mandante também preferia a ligação direta, e tentou aproveitar algumas faltas laterais, mas não ofereceu perigo.


Apesar do equilíbrio, o Operário se fez valer de uma falha na saída de bola do Timbu e deu o primeiro chute da partida apenas perto dos 30 minutos. Tomas Bastos ajeitou a bola e bateu com força de fora da área, mas o goleiro Lucas Perri defendeu. Em uma noite pouco inspirada, a equipe pernambucana terminou o primeiro tempo sem obrigar o goleiro Vanderlei a fazer uma defesa.


A segunda etapa começou com o Fantasma querendo se impor, já que atuava diante de sua torcida. Logo nos primeiros minutos, após cruzamento na área, Getterson desviou de cabeça e a bola passou muito perto. O jogo ficou morno, com os times tendo dificuldade na hora de atacar. As ações se concentraram muito no meio-campo, com muita briga e marcação. O segundo momento de perigo também foi do Operário. Após bola alçada na área do Náutico, Ricardinho cabeceou, mas a bola foi para fora.


O técnico Elano promoveu a estreia do meia Thomaz e fez algumas substituições para tentar deixar o Náutico com mais mobilidade no sistema ofensivo, porém as mudanças não fizeram efeito. A primeira defesa do goleiro adversário foi apenas aos 35 minutos do segundo tempo, depois de um chute de Pedro Vitor. O Operário aproveitou mais uma falha da defesa dos visitantes para abrir o placar. Aos 45, Kalil dominou dentro da área e chutou no canto de Perri.


FICHA DA PARTIDA


Operário 1
Vanderlei; Arnaldo, Thales, Willian Machado (Reniê) e Fabiano; Ricardinho, Rafael Chorão (Leandrinho) e Tomas Bastos (Fernando Neto); Paulo Victor, Felipe Garcia (Kalil) e Getterson (Jean Carlo). Técnico: Matheus Costa


Náutico 0
Lucas Perri; Victor Ferraz, Wellington, João Paulo e João Lucas (Júnior Tavares); Jobson (Jonathas Jesus), Souza (Thomaz) e Jean Carlos; Pedro Vitor, Julio Vitor (Geuvânio) e Kieza. Técnico: Elano


Local: Germano Kruger, em Ponta Grossa (PR)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Bruno Muller (SC)
Gol: Kalil, aos 45’ do 2ºT (Operário)
Cartões amarelos: Arnaldo, Thales (Operário) | Jean Carlos (Náutico)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport oficializa contratação do lateral direito Eduardo, que estava no América-MG
Experiente jogador, de 35 anos, chega para reforçar o Leão na sequência do ano


Eduardo defendia o América-MG desde a temporada passada (Foto: Mourão Panda/América-MG)O Sport oficializou na noite desta sexta-feira a contratação do lateral direito Eduardo, de 35 anos, que estava defendendo o América-MG desde a temporada passada. O experiente jogador é o quarto reforço anunciado pelo Leão após a abertura da janela de transferências do futebol brasileiro. Antes, o clube já havia anunciado as contratações dos atacantes Vagner Love, Wanderson e Gustavo Coutinho.
Eduardo já compareceu ao CT José de Andrade Médicis para a realização dos exames médicos, além das primeiras avaliações junto ao Staff do Sport. O lateral direito aguarda agora a regularização no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF para estar à disposição do técnico Claudinei Oliveira para a sequência da Série B.


O novo reforço rubro-negro chega para ser mais uma opção para a lateral direita, posição carente do elenco.. Ele vai disputar uma vaga no time titular com Ezequiel e Ewerthon, que ainda não se firmaram na equipe e praticamente revezaram a posição durante toda a temporada, seja por lesão ou opção técnica dos comandantes.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com tempo para treinar, Claudinei estuda mudar tática do Sport para dois centroavantes
Treinador já realizou essa formatação em campo contra o Criciúma, e aponta erros que devem ser corrigidos para não fragilizar a defesa


Diego Borges

"Podemos agora, com tempo para trabalhar, construir uma situação com dois 'noves'", disse o técnico (Foto: Rafael Bandeira/SCR)A matemática é tão simples, que se torna óbvia. Para subir na tabela e se reaproximar do G4, o Sport precisa vencer jogos. Consequentemente, não se vence um jogo sem balançar as redes do adversário. Um exercício lógico, que aliado ao baixíssimo rendimento ofensivo na Série B, fez a diretoria se lançar ao mercado visando reforçar o setor. Na última partida, contra o Criciúma, dois centroavantes estrearam juntos, a propósito, como uma tentativa de dobrar a capacidade de fazer gols. Situação que o técnico Claudinei Oliveira espera repetir.

“Pode acontecer. A gente quando tem vários centroavantes traz essa possibilidade. Como se sabe, a gente precisa fazer mais gols, para vencer mais jogos e conquistar o objetivo. Trouxemos o Vagner, cujo histórico todos conhecem, O Gustavo Coutinho, que é um cara que sempre faz gols por onde passa. Então com o Kayke e o Búfalo, a gente tem quatro jogadores de área”, elencou o treinador.


Com quatro dias para treinar antes de enfrentar o Ituano, o treinador espera que a formação seja melhor assimilada, caso a estratégia de ter dois homens de área diante do Ituano, na próxima terça. “A gente fez praticamente sem treinar. Essa é a realidade. Foi emergencial. Conversei com o Kayke, o Vagner, depois quando fui colocar o Coutinho, e ele disse que já havia jogado assim”, destacou o treinador. “Podemos agora, com tempo para trabalhar, tentar construir uma situação com dois ‘noves’ desde o início, ou que seja uma corriqueira de fazer”, completou.


Um dos erros que Claudinei espera corrigir é o aproveitamento de jogadas aéreas, que em sua análise, foi subutilizado contra o Criciúma. “Quando a gente tem esses dois jogadores, temos que ter mais cruzamentos. Nossa equipe teve a chances de cruzar algumas bolas e optou por não fazer, por ter a posse em algum momento. Tem que cruzar mais, para aproveitar a presença de área dos dois atacantes. É coisa que a gente vai corrigir com os treinos também.”


Além disso, se por um lado o time fica com maior poder ofensivo, é necessário ter atenção para não se expor defensivamente. O que para o treinador, também será função do centroavante reforçar no combate e travar o início da construção de jogadas dos adversários. “É sempre importante um dos dois atacantes fechar o passe no volante. Porque a gente quer fazer os gols, mas também não pode desorganizar defensivamente.”
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport decide transferência de jogo contra o CSA pela Série B para Arena Pernambuco
A mudança ocorre por dois fatores: desgaste do gramado da Ilha do Retiro e o aumento de ingressos do programa Todos Com a Nota


Sport volta jogar na Arena Pernambuco (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)Pelas redes sociais, o Sport anunciou oficialmente a mudança de local do próximo confronto como mandante, em que recebe o CSA-AL no sábado (13), às 16h. A partida previamente estava marcada para Ilha do Retiro, porém acabou sendo transferida para Arena Pernambuco, uma vez que no último jogo contra o Criciúma o gramado da Ilha acabou não suportando às fortes chuvas.
Depois da partida, o técnico Claudinei Oliveira demonstrou bastante chateação com o gramado, apesar do esforço realizado pelo Clube com a inserção de novas bombas para escoamento do volume de água. De acordo com o gerente de engenharia do Sport, Luciano Moura, nos próximos dias o gramado da Ilha do Retiro passará por diversas melhorias.


“Visando melhorias de performance de jogo e micronivelamento da superfície, estamos realizado atividades de descompactação e topdressing no gramado da Ilha do Retiro. Em seguida, faremos adubação foliar e mineral. Assim, também melhoraremos a velocidade de infiltração da água no solo”, afirmou o engenheiro.


Além do critério técnico, segundo o clube a mudança leva em consideração outro fator: o aumento no número de ingressos do Todos Com a Nota. O clube acredita que se trata de um jogo durante o final de semana à tarde, com isso confia na torcida para voltar a lotar o estádio. A última partida disputada na Arena Pernambuco, foi na 12ª rodada, quando o time pernambucano recebeu o Grêmio, o confronto terminou empatado em 0 a 0, com um público acima de 16 mil torcedores.
 
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Sport busca mais um meia e um atacante para fechar o elenco na disputa da Série B
Saída de Alanzinho reforça margem para o Leão buscar mais um jogador para o meio de campo; time anunciou quatro nomes na janela


Diego Borges

"Se a gente encontrar esse meia ofensivo, poderíamos fazer um esforço para trazê-lo", disse Romão (Foto: Rafael Bandeira/SCR)Desde que a janela de contratações reabriu na Série B, o Sport já anunciou de forma oficial quatro atletas. Três atacantes, Vagner Love, Gustavo Coutinho e Wanderson, além do lateral Eduardo. O que não deve parar por aí. A diretoria de futebol ainda planeja dar ao técnico Claudinei Oliveira mais duas opções de reforços visando o restante da competição: outro atacante que atue pelos lados do campo, tal qual Wanderson, e um meio-campista.
“A gente continua em nossa busca. Buscamos mais um atacante de beirada, e estamos procurando, lutando bastante. E se possível também um meia ofensivo.”, destacou o presidente executivo do Sport, Yuri Romão, em entrevista à Rádio Clube de Pernambuco.


Outro ponto que reforça a necessidade do Sport contratar mais uma peça para o meio de campo é a saída de Alanzinho na última sexta-feira, a pedido do Palmeiras. Cenário que assim pode, enfim, fechar o elenco por hora, até o final da Série B, em novembro.


“(Queremos) pelo menos mais um. Mas se for possível, se a gente encontrar esse meia ofensivo, poderíamos fazer um esforço para trazê-lo”, reforçou o presidente leonino.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


SPORT
Sem 'desistir de ninguém', Claudinei tem desafio de recuperar atletas rejeitados no Sport
Everton Felipe, Thiago Lopes e até o artilheiro do time, Luciano Juba, foram vaiados na última partida na Ilha, diante do Criciúma


Diego Borges

Claudinei saiu em defesa de Everton Felipe, ressaltando qualidade técnica (Foto: Rafael Bandeira/SCR)Tentando se reaproximar da luta pelo G4, o Sport vive um clima dividido entre o incentivo e a cobrança, vindos das arquibancadas da Ilha. No último jogo, por exemplo, no empate com o Criciúma, jogadores como Everton Felipe, Thiago Lopes e até o artilheiro do time, Luciano Juba, foram alvo de vaias e pressão mais elevada pelos rubro-negros. Um cenário que serve como mais um desafio para o técnico Claudinei Oliveira administrar no elenco.

A gente percebe no jogo a cobrança do torcedor, um pouco mais em cima de um jogador A ou B. Nós entendemos, e isso é normal em qualquer clube, mas temos que dar moral ao jogador, dar força, procurar que o jogador se recupere. Se eles estão aqui no Sport é porque têm currículo para estar no Sport. Ninguém chega aqui à toa, num clube do nível do Sport. Tem que recuperar com inteligência. Saber utilizar, saber preservar o jogador”, apontou o técnico.


Um exemplo dessa utilização ideal, na visão do treinador, foi a substituição de Everton Felipe diante do Criciúma. Ao invés de dar mais tempo do atleta se reabilitar, Claudinei decidiu pela troca fora do campo para preservar o atleta de maiores vaias. “O Everton (Felipe), que não estava rendendo, e decidimos tirar ele no intervalo. Porque se você tira ele com cinco ou dez minutos, o jogador sai vaiado. Então a gente antecipa um pouco essa substituição para preservar o próprio atleta”, explicou Claudinei.


Na opinião do treinador, incentivar esses atletas e recuperar a melhor forma deles em campo também é uma tarefa que os torcedores devem ‘abraçar’. “Temos que recuperar esses caras. São jogadores que já apresentaram futebol melhor, e têm que recuperar a auto-estima. Pedimos para o torcedor também ter paciência quando eles estiverem em campo, porque não ajuda você vaiar e xingar o jogador. Só vai atrapalhar. Se o cara já está pressionado, e se cobra muito no jogo, quanto mais o torcedor pegar no pé, é pior”, argumentou.


Um dos jogadores que recebeu vaias, Luciano Juba saiu em defesa dos companheiros de equipe. “Fizemos uma boa partida, independentemente dos erros que cometemos. Inclusive eu, errei muitos passes no segundo tempo e a torcida começou a pegar no pé. Mas isso é normal. A gente escuta vaias, outra hora dá assistência e a torcida vai aplaudir. A gente não pode deixar as vaias entrarem para dentro do nosso grupo, porque sabemos que temos um grupo fechado, um grupo bom. Tenho certeza que vamos conseguir coisas boas no campeonato”, prometeu Juba.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Técnico Elano terá semana cheia para preparar o Náutico para a próxima rodada
Timbu enfrenta o Bahia, na Arena Fonte Nova, apenas na próxima sexta-feira


Júlio César Martins


Novo comandante terá uma semana antes do seu segundo jogo (Foto: Tiago Caldas/CNC)Recém-chegado ao Náutico, o técnico Elano teve apenas uma sessão de treinamento antes de fazer sua estreia pelo clube. A derrota contra o Londrina, no último sábado, deixou ainda mais evidências que o principal problema do time é na parte defensiva. Como a equipe atua pela próxima rodada apenas na próxima sexta-feira, diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, o novo comandante terá uma semana cheia para trabalhar os jogadores e corrigir algumas falhas.

O próprio treinador afirmou em sua coletiva de apresentação que não tem como superar todos os problemas em poucos dias, mas que com o passar do tempo, acreditava que o grupo alvirrubro seria capaz de evoluir dentro da Série B do Campeonato Brasileiro. O confronto contra os baianos fora de casa é uma grande oportunidade para virar a chave dentro da competição, até pela quantidade de treinos que o técnico terá para conhecer mais os atletas e passar suas ideias de modelo de jogo.


No final de semana já pôde ser vista uma mudança na saída de bola, com um volante indo auxiliar os dois zagueiros na construção na defesa, além de bons lançamentos longos feitos, principalmente, pelo volante Souza. Elano também promoveu a entrada de Wellington na vaga de Carlão na zaga. Por outro lado, o jovem formado nas categorias de base deve voltar ao time titular, já que o experiente zagueiro está suspenso.


Com os retornos de Ralph, Djavan e Geuvânio, o treinador terá uma boa ‘dor de cabeça’ para montar a equipe do meio para frente. Opções não faltam. A grande questão será conseguir um equilíbrio entre defesa e ataque. Os seis dias de um jogo para o outro era tudo que o comandante alvirrubro precisava neste primeiro momento.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Suspenso, zagueiro Wellington vira desfalque no Náutico para a partida contra o Bahia
O técnico Elano deve utilizar Cartão como substituto do defensor suspenso pelo terceiro cartão amarelo


Pedro Alves


O zagueiro terá que cumprir suspensão contra o Bahia. (Foto: Tiago Caldas/CNC)Querendo encerrar o momento ruim em que vive o Náutico, o técnico Elano terá um novo problema para definir a equipe titular para a partida contra o Bahia, que acontece na próxima sexta-feira (29), às 19h, na Arena Fonte Nova, pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Isso porque o zagueiro Wellington recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o Londrina, no último sábado, e é desfalque confirmado para o próximo compromisso alvirrubro. Como opção, Elano deve utilizar o prata da casa Carlão para formar dupla de zaga com Bruno Bispo.


Wellington volta a ser desfalque no Timbu. O jogador já se ausentou em outros momentos devido a várias lesões sofridas desde a sua chegada ao clube. No Náutico desde o início do ano, o zagueiro só realizou apenas dez jogos pelo alvirrubro, sendo somente cinco pela Série B.


Por outro lado, Elano volta a contar com os retornos de outros três atletas, como são os casos dos volantes Ralph e Djavan e do atacante Geuvânio. Atualmente, o Timbu se encontra dentro da Zona do Rebaixamento ocupando a vice-lanterna da competição, com apenas 18 pontos conquistados.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Alvo de críticas, auxiliar Dudu Capixaba é demitido do Náutico após derrota para o Londrina
Contratado pelo Timbu em 2016, Dudu Capixaba se tornou auxiliar técnico em 2019 e vinha recebendo críticas desde a partida contra a Ponte Preta


Dudu Capixaba era treinador auxiliar desde 2019, quando substituiu Levi Gomes (Foto: Tiago Caldas/CNC)O trabalho de reestruturação técnica do Náutico ganhou mais um capítulo neste domingo. Após a derrota para o Londrina na Série B, quarta consecutiva, o então auxiliar-técnico permanente do clube, Dudu Capixaba, foi demitido do cargo, que ocupava há pouco mais de três anos.
'O anúncio oficial da saída foi realizado pelo clube através das redes sociais no início da tarde deste domingo. Com a saída, apenas o ex-atacante Kuki seguirá no clube com cargo de assistente técnico fixo 'da casa'.

Dudu Capixaba foi formado na base do Náutico como auxiliar técnico da categoria sub-20, e chegou a trabalhar no ABC e no Salgueiro como auxiliar do futebol profissional antes de retornar ao Timbu como observador. Retornou às categorias de base como treinador, e desde julho de 2019 foi efetivado como auxiliar permanente do clube, substituindo o longevo no cargo Levi Gomes.


Desde então, Dudu Capixaba vinha exercendo a função de substituto sempre que havia mudança de comando no futebol profissional com brecha para treinar e montar o time. Porém, na última transição entre os trabalhos de Roberto Fernandes e Elano, se tornou alvo de críticas, sobretudo com as substituições no jogo contra a Ponte Preta, em que conduziu o time na área técnica.


E após o jogo do último sábado, na derrota para o Londrina, foi novamente alvo da torcida por sua função de municiar o novo treinador com informações a respeito do elenco de jogadores.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Martelotte avalia criação do Santa Cruz e indica Chiquinho no banco para volta contra o Retrô
Técnico coral avaliou rumo do trabalho em semana decisiva para o clube


Redação


Treinador não vê desvantagem no cenário. (Foto: Evelyn Victoria/SCFC)Apesar de não levar vantagem para a decisão da próxima segunda-feira, o técnico Marcelo Martelotte prefere ver o copo 'meio cheio'. O comandante coral viu o empate sem gols contra o Retrô como justo e avaliou alguns dos problemas que impediram o Tricolor de sair com um resultado melhor. Um deles, para o treinador, foi a criação de jogadas.

"Criamos mais quando estivemos fisicamente melhor, e não quando colocamos o Chiquinho. Não adianta ele entrar, com a qualidade que tem, com o adversário fazendo uma marcação forte no meio. O time já não tem naquele momento uma velocidade ou uma intensidede muito grande. Tanto é que eu coloquei coloquei jogadores mais descansados e mesmo assim não conseguimos criar muitas situaçãoes. A solução, por vezes, não é o jogador", disse.


"Lógico que o Chiquinho tem a qualidade técnica e é nisso que aposta, mesmo sabendo que ele não está 100%. Mas em um jogo difícil como esse todo mundo tem que estar 100%", defendeu o treinador. A tendência, então, é que Wescley seja mantido no meio de campo coral. Anderson Ceará, meia de ofício, é um nome que corre por fora por uma vaga no time.

O Tricolor volta a campo para encarar o Retrô na próxima segunda-feira (1). O confronto acontece na Arena de Pernambuco, às 20h. Com o empate no primeiro encontro, uma nova igualdade leva a decisão para os pênaltis.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Para reverter ingresso a R$ 300, jurídico do Santa Cruz consulta Procon e STJD
Presidente da Cobra, Antônio Luiz Neto, criticou os preços do Retrô; já Marcelo Martelotte disse que o valor tem um intuito: afastar a torcida


Eduardo Parin


Expectativa do Retrô é contar com menos de quatro mil torcedores (Foto: Evelyn Victoria/Santa Cruz)Ao sinalizar que os ingressos do jogo de volta da segunda fase da Série D, entre Retrô e Santa Cruz, custarão R$ 300 (inteira) e R$ 150 (meia-entrada), o presidente da Fênix, Laércio Guerra, causou indignação nas bandas do Arruda. Por isso, o departamento jurídico tricolor irá, nesta manhã, ao Procon verificar se há alguma forma de reverter tais preços - considerados exorbitantes pela direção coral.
“Estamos notificando locais competentes para poder verificar se houve um absurdo em relação aos preços. Estamos verificando. Agora, estou indo ao Procon verificar se houve alguma circunstância em relação ao direito do consumidor. Está sendo providenciado, junto ao STJD, medidas cabíveis”, disse, à reportagem, o diretor jurídico coral Breno Menezes.


Já o presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, criticou a decisão de Laércio Guerra. Segundo o mandatário tricolor, os valores anunciados pelo dono da Fênix retiram a possibilidade do jogo se tornar uma festa. “Eu enxergo de uma forma muito estranha. É algo incompatível com os preços praticados na Série D, nem na C, B, A. Muito menos na Copa Sul-Americana, Libertadores da América”.


“É um preço que vai de encontro ao que está determinado pelo código de defesa do consumidor, no estatuto do torcedor. Isso vai de encontro à crônica esportiva, à possibilidade do futebol virar uma festa. No último jogo do Retrô, o ingresso custou R$ 20. Como ele faz um negócio desse agora?”, disse ao Esportes DP.


Na coletiva de imprensa após o empate em 0 a 0, o treinador Marcelo Martelotte também comentou sobre o preço dos ingressos do jogo da próxima segunda-feira. Na avaliação do comandante coral, o valor tem um intuito: afastar a torcida do Santa Cruz do jogo.


“Eu não posso falar sobre isso, é um direito que o clube tem. Ele não está preocupado com a quantidade de público que vai estar presente. Eu não sei qual a justificativa para esse preço de ingresso, mas a gente sabe qual é o interesse, que é ter menos de quatro mil torcedores aos quais o Santa Cruz tem direito. É uma questão de consciência, de entender, mas não vai ser isso que vai alterar o nosso rendimento dentro de campo nem decidir o classificado na segunda-feira que vem”, disse.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Martelotte vê empate justo e sem vantagens no jogo da volta para Retrô ou Santa Cruz
Equipes empataram em 0 a 0 no primeiro jogo que decide vaga nas oitavas da Série D


Diego Borges


"Ninguém leva vantagem nenhuma nesse segundo jogo", avaliou Martelotte (Foto: Rômulo Chico/DP FOTO)O equilíbrio que marcou o empate em 0 a 0 de Santa Cruz e Retrô no Arruda foi notado pelo técnico coral, Marcelo Martelotte. Na opinião do comandante coral, a partida fez jus ao que projetava para o primeiro confronto entre as equipes no jogo que abriu o mata-mata da Série D, que vale a sobrevivência visando a sequência da temporada para ambos os times no Campeonato Brasileiro.
A gente já esperava um jogo muito duro. E foi assim que se apresentou. Um jogo muito equilibrado, os dois times tendo bons momentos e, por outro lado, em alguns momentos, a dificuldade para criar”, destacou o treinador.


“Foi um empate justo, até pelas chances criadas pelos dois times, ou até pela ausência de chances em alguns momentos. Foi um jogo muito disputado no meio campo, disputado em termos de marcação, e os dois times deram poucas chances para o adversário”, completou.


Ainda de acordo com Martelotte, nenhum dos dois times carregará vantagem para o duelo do próximo dia 1, na Arena de Pernambuco, no jogo que selará a classificação ou a eliminação para ambos os lados. “Foram os primeiros 90 minutos dessa decisão, e ninguém leva vantagem nenhuma nesse segundo jogo.”


E aponta para a semana de treinamentos que terá para ajustar o time coral e buscar um desempenho melhor em campo. “A gente vai ter que trabalhar para conseguir ter uma efetividade melhor e superar esse adversário difícil que encontramos hoje. Temos mais de uma semana para trabalhar e buscar no segundo jogo uma atuação ainda melhor, e poder com uma vitória classificar.”
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Chiquinho avalia estreia no Santa Cruz e projeta evolução física na volta com o Retrô
Meia destacou que estava há dois meses sem entrar em campo depois que saiu do futebol árabe


Diego Borges


"Espero na próxima semana estar bem melhor, para poder ajudar a minha equipe", mira Chiquinho (Foto: Rômulo Chico/DP Foto)Quando o técnico Marcelo Martelotte chamou Chiquinho para entrar em campo, a torcida coral comemorou como se fosse um gol no Arruda. A reestreia do meia com a camisa coral não foi com vitória, porém já deu para o torcedor matar um pouco da saudade que nutria do meia. Embora ainda não tenha iniciado o jogo como titular, Chiquinho crê que pode melhorar o desempenho físico no jogo da volta contra o Retrô, na Arena de Pernambuco. E ao avaliar o empate em 0 a 0 no Arruda, elogiou os companheiros de equipe.

Sabemos que o resultado é ruim, mas poderíamos ter saído com a vitória. Agora é trabalhar a semana, porque próximo jogo, dia primeiro, vai ser um jogo difícil para a gente sair de lá classificados”, projetou o meia coral.


Chiquinho elogiou o desempenho do time adversário, mas também ressaltou os colegas de equipe. “Sabemos da qualidade do Retrô, mas também sabemos da nossa. Santa Cruz é um time grande, de camisa, e dentro de casa tem que mostrar o seu estilo de jogo, tem que se impor. O time está de parabéns. É trabalhar a semana para sair com a vitória.”


Dono da camisa 23 no jogo, em homenagem ao ex-atacante Grafite, ídolo do Santa Cruz, Chiquinho avaliou ainda o seu desempenho físico como ‘positivo’, embora projete uma melhora para o jogo da volta, na Arena. “(Me senti) bem. Dois meses sem treinar, sem jogar, e hoje pude atuar. Espero na próxima semana estar bem melhor, para poder ajudar a minha equipe.”
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Em jogo nervoso e equilibrado, Santa Cruz e Retrô abrem o mata-mata da Série D no 0 a 0
Times deixam a decisão da vaga nas oitavas de final para o duelo da próxima segunda, na Arena; novo empate leva a disputa para os pênaltis

Diego Borges


Santa Cruz e Retrô se enfrentaram no Arruda pela primeira partida do mata-mata da Série D (Foto: Rômulo Chico/DP Foto)Um jogo equilibrado e nervoso, com muitas provocações de ambos os lados. Assim pode ser definido o 0 a 0 entre Santa Cruz e Retrô no Arruda, que marcou os primeiros 90 dos 180 minutos da decisão pernambucana por uma vaga nas oitavas de final da Série D.

Mesmo com a torcida impulsionando, o Tricolor não fez valer o mando de campo, apesar de equilibrar o jogo tecnicamente, sobretudo após a entrada de Chiquinho, reestreando com a camisa coral. O Retrô sofreu e parou o jogo com muitas faltas, saindo de campo com seis amarelados, mas teve a melhor oportunidade da partida desperdiçada nos pés de Fumaça. Em caso de novo empate leva a disputa para os pênaltis.



A disputa foi forte desde os primeiros minutos de jogo. Sem conseguir se impor em casa, o Santa se retraiu e deu espaço para o Retrô tomar as primeiras ações. Arisco e veloz, Matheus Serafim se destacou ao criar três boas situações ao vencer na corrida os marcadores corais. No chute mais perigoso, aos nove, Kléver tomou um susto na bola alta. Mas o atacante se machucou logo em seguida e foi sacado pelo técnico Dico Woolley, amenizando o ímpeto da Fênix.


O Santa começou a responder de imediato, e passou a pressionar mais com domínio da bola em seu campo de ataque. Em cruzamentos, mas sem finalizações, o Tricolor tinha em Arthur, estreante como titular, o seu jogador mais efetivo em campo. Foi dele o primeiro bom chute, que Jean espalmou aos 11’. Hugo também cabeceou para fora aos 20’, quando estava livre de marcação. Mas a melhor chance coral veio aos 33’, com chute forte de Macena de fora da área. Jean se complicou, mas mandou para escanteio.


O jogo ficou mais pegado quando Ermel aplicou uma tesoura por trás em Matheuzinho. O árbitro foi benevolente e aplicou apenas amarelo, o que não impediu o primeiro tumulto. Mas aos 45, o clima esquentou de vez. Fumaça provocou a torcida e Alemão foi cobrar da postura. Gelson e Luan Bueno trocaram cabeçadas, mas ninguém foi expulso.


Segundo tempo


O Retrô voltou mais agudo e quase abriu o placar aos cinco minutos. Alemão saiu jogando errado e Mascote ganhou a bola, conduziu e passou para Fumaça, livre, sem goleiro, balançar a rede. Mas o chute foi para fora. Para tentar voltar a trabalhar mais a bola, Martelotte atendeu aos pedidos da torcida coral e promoveu a estreia de Chiquinho.


A entrada do meia fez o Santa trabalhar melhor a bola, mas o time seguiu com dificuldade no ataque para finalizar. Martelotte sacou Macena e Hugo, optando por Furtado e Lucas Silva. Dico Woolley, que já tinha realizado mudanças na defesa, também mexeu no ataque novamente ao sacar Ermel de campo.


Vendo o tempo passar, a torcida coral passou a empurrar mais o time, aumentando o tom na hora de cantar. Mas não obteve resposta dentro de campo. O Retrô, por sua vez, não cedeu à pressão e seguiu trocando a bola sem afobação. Mas também não voltou a levar perigo maior à meta de Kléver, exceto por um chute rasteiro de Gelson. Jogo definido no zero a zero, porém a vaga totalmente em aberto para a volta, na Arena de Pernambuco.


Ficha do jogo


Santa Cruz 0


Kléver; Jefferson Feijão, Alemão, Luan Bueno e Ítalo Silva; Arthur Santos (João Erick), Daniel Pereira e Wescley (Chiquinho); Matheuzinho, Hugo Cabral (Lucas Silva) e Raphael Macena (Rafael Furtado). Técnico: Marcelo Martelotte.


Retrô 0


Jean; Felipinho (Pedro Costa), Renan Dutra (Yuri Bigode), Guilherme Paraíba e Mayk; Charles, Gelson, Matheus Serafim (Rodrigo Fumaça) e Radsley (Giva); Gustavo Ermel (Diego Cardoso) e Mascote. Técnico: Dico Woolley.


Local: Estádio do Arruda, no Recife
Árbitro: José Mendonça da Silva Júnior (PR)
Arbitragem: Rafael Trombeta e Heitor Alex Eurich (ambos do PR)
Cartões amarelos: Gustavo Ermel, Renan Dutra, Rodrigo Fumaça, Charles, Gelson, Guilherme Paraíba (R); Hugo Cabral e Matheuzinho (S).
Público: 19.811 torcedores.
Renda: R$ 436.990.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Sport divulga setor da Ilha do Retiro destinado ao programa Todos com a Nota
O local disponibilizado no estádio para o programa é a arquibancada frontal


Promessa é de casa cheia na Ilha do Retiro contra o Guarani (Foto: Rafael Bandeira/Sport)O programa Todos com a Nota está de volta aos jogos do Sport a partir da próxima quinta-feira, contra o Guarani, na Ilha do Retiro. O local disponibilizado no estádio para os torcedores é a arquibancada frontal. De acordo com o clube, esse é o único setor que atende às exigências para comportar a quantidade mínima de seis mil pessoas definidas pela nova versão do programa.
'Com a nova versão do Todos com a Nota, o torcedor pernambucano vai ter direito a um ingresso a cada 200 reais em notas fiscais trocadas. Cada pessoa pode retirar até cinco entradas para os jogos, através de um cadastro único por CPF, o que corresponde a R$ 1 mil. Diferente do modelo anterior, agora toda a operação será efetuada por meio de um aplicativo próprio para smartphones, com a leitura de QR Codes.


O programa vai estipular um quantitativo mínimo de ingressos por clube de acordo com a divisão no Campeonato Brasileiro, contemplando assim, nesta temporada, Náutico, Sport, Santa Cruz, Retrô e Afogados. O Timbu e o Leão, que estão na Série B, têm direito a uma carga mínima de 6 mil bilhetes por partida. Já a Cobra Coral, que está na Série D, tem direito a uma carga mínima de 15 mil entradas por jogo. Por fim, Retrô e Afogados têm direito a 1 mil ingressos, no mínimo, por jogo.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Após uma semana da abertura da janela de transferência, Sport segue sem anunciar reforços
A expectativa é que novos contratados sejam anunciados essa semana


Pedro Alves

Diretoria espera anunciar os novos reforços durante a semana (Foto: Rafael Bandeira / SCR)Nesta segunda-feira (25) completou uma semana da abertura da janela de transferências para o 2° turno da Série B do Campeonato Brasileiro. Enquanto todos os clubes da competição reforçaram seu elenco, o Sport segue em branco quando se trata do assunto.
'Porém, com a chegada do novo treinador, Claudinei Oliveira, a expectativa é que as negociações sejam concluídas a partir desta semana e os anúncios aconteçam nos próximos dias. Enquanto isso, o status de única equipe que não contratou segue estampado no clube rubro-negro e o reflexo da ausência de peças pode ser visto nas quedas de posições na tabela de classificação da Série B.


Por outro lado, na apresentação de Claudinei Oliveira, o treinador deixou claro que as peças que chegarem no Sport para o restante da competição serão jogadores com status de titular.


"A gente teve uma reunião ontem de uma hora e pouco por videoconferência. Lógico que seria pouco inteligente da minha parte externar qual posição contratar. Temos que trabalhar isso internamente. Vocês acompanham e devem saber as carências.
a gente já tem uma análise inicial. Agora eu no dia a dia vou fazer esse diagnóstico, às vezes tem jogador que não está no bom momento e a gente consegue recuperar, às vezes até mudando um pouco a forma de jogar, favorecendo esse atleta para que ele renda mais, isso é um dos meus objetivos", disse Claudinei.


"A gente tem conversado com o presidente, com a direção de futebol, a gente está buscando reforçar. Acho que todo mundo está reforçando. Você falar que quer reforçar não quer dizer que está desmerecendo o seu elenco. A gente tem que contratar para reforçar, até porque tem uma janela, daqui a pouco machuca um, dois. São esses ajustes que a gente tem que fazer, contratações pontuais, não vai chegar um caminhão de jogadores aí, mas pontualmente vamos contratar aqueles que cheguem com peso de titulares. Pode até não vir a ser titular, mas jogador que venha para ser titular", destacou.


"Jogador para compor elenco, neste momento atual, a gente usa a base. Tem que ser um cara que chegue para botar a camisa e jogar. Chegou, botou a camisa e não foi bem, aí é outro problema. É um risco de toda contratação. Mas a gente tem que trazer jogadores com esse peso de titularidade", encerrou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Claudinei Oliveira quer conquistar torcida do Sport com trabalho: 'Não vou subir em alambrado'
Apresentado, o novo treinador rubro-negro também falou sobre sua evolução desde a última passagem no Leão, em 2018

Pedro Alves


"Não busco protagonismo, busco entregar trabalho", destacou Claudinei (Foto: Rafael Bandeira/Sport)O técnico Claudinei Oliveira foi apresentado oficialmente como novo treinador do Sport. Na tarde desta segunda-feira (25) vai realizar o primeiro treino junto ao elenco e iniciar a preparação para a partida contra o Guarani, na quinta-feira (28), às 21h30, pela 22° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Além de todos os desafios dentro de campo, Claudinei terá que reverter a desconfiança da torcida em relação a mágoa deixada pelo último treinador ao abandonar o Sport em apenas três semanas de trabalho. O novo comandante evitou criticar a atitude de Lisca, mas deixou claro que possui outro perfil e vai trabalhar para conseguir os resultados dentro de campo.


"Cada um tem seu perfil, ninguém tá certo nem ninguém tá errado. Não busco protagonismo, busco entregar trabalho, o protagonismo tem que ser dos atletas. Ano passado a gente foi campeão e você não me viu no campo. Tava lá quietinho, agradecendo. Não vá esperar que vou sair do alambrado. Subir no alambrado eu não vou, porque não é do meu perfil, não to falando que ninguém tá errado", disse Claudinei.


"Se o torcedor quiser me aplaudir, vou estar lá na beira do campo. se o torcedor vier no estádio e o ídolo for eu, tem alguma coisa errada. Posso ser um cara respeitado, gostar do meu trabalho. Os ídolos têm que estar em campo",completou.


Claudinei inicia seu segundo trabalho à frente do Sport. Na primeira oportunidade, o velho conhecido do torcedor rubro-negro comando a equipe na Série A, onde disputou 16 jogos conquistou apenas cinco vitórias. Agora, Claudinei se diz mais preparado para comandar o Leão.


"O que mudou a gente evolui. A gente vai evoluindo, ganha experiência, em 2018 a gente conseguiu livrar a Chapecoense, a experiência no avaí ano passado, tendo que gerenciar mais experiência. Hoje sou melhor profissional, tenho mais argumentos, mais conhecimentos do que tinha em 2018. Espero colocar isso em prática em prol do Sport", encerrou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


SPORT
Atualmente na 9ª colocação, Sport pode perder mais uma posição na tabela de classificação da Série B
Leão vem despencando de posição, após sequência ruim de resultados
Pedro Alves


O Sport vive o seu pior momento na Série B. (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)O Sport vive o seu pior momento dentro e fora de campo durante a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Em meio aos problemas envolvendo a saída conturbada de Lisca, a falta de contratação de jogadores para o restante da competição e a sequência ruim de resultados nas últimas rodadas, o Leão despencou várias posições na na tabela de classificação.


Atualmente na 9ª colocação com 27 pontos, o Sport pode perder mais uma posição nesta segunda-feira (25) e encerrar a rodada na 10ª colocação. Para que isso não aconteça, os rubro-negros terão que secar o Criciúma. A equipe catarinense pode ultrapassar o Leão caso conquiste a vitória diante do CSA, às 19h, no Heriberto Hülse.


O Sport já está em sua pior posição na tabela de classificação desde o início da Série B e se encontra a sete pontos de distância do Bahia, com 34 pontos, primeira equipe dentro do G4.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


SPORT
Sport oficializa a contratação do técnico Claudinei Oliveira
O técnico já comandou o Leão em 2018 e foi demitido do Operário-PR na semana passada

Pedro Alves


Claudinei já havia demonstrado interesse em comandar o Sport. (Foto: Acervo DP Foto)Após quase uma semana de busca por um novo treinador, o Sport encerrou as negociações e anunciou oficialmente a contratação de um velho conhecido. Trata-se de Claudinei Oliveira, de 52 anos, que vai comandar o Leão até o final da Série B do Campeonato Brasileiro.
O novo comandante rubro-negro foi demitido na semana passada do Operário-PR e logo na sequência iniciou as negociações com a diretoria do Sport para retornar ao clube em que comandou em 2018, com 16 jogos e cinco vitórias.

Claudinei Oliveira chega ao Sport com o auxiliar Luciano Gusso e deve realizar reuniões com o departamento de futebol para tratar das negociações. Os contatos com possíveis reforços foram interrompidos novamente para que o novo treinador desse o aval para os nomes que possam vir a ser contratados pelo clube.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ
Com mudança na meta, Santa Cruz encara Retrô com ao menos duas novidades; veja provável time
Kléver deve voltar ao gol após mais de dois meses, enquanto Feijão tende a ser titular na lateral-direita pela primeira vez no ano
Vittoria Fialho

Mudança na meta coral é certa. (Foto: Rafael Melo/SCFC)A fase é nova, mas a dor de cabeça segue a mesma para o técnico Marcelo Martelotte. Ainda não vai ser dessa vez que o treinador conseguirá repetir a mesma equipe de um jogo para o outro. Para o primeiro encontro decisivo contra o Retrô, neste domingo, no Arruda, duas baixas no setor defensivo foram confirmadas. Uma, por questão clínica, outra, por demissão.

O goleiro Jefferson testou positivo para a Covid-19 e não fica à disposição para domingo. Ele, inclusive, já segue isolamento inicial de 10 dias, como pede protocolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Para a vaga, Kléver volta à meta coral após mais de dois meses sem entrar em campo. Última partida do arqueiro foi na derrota por 2 a 0 para o Juazeirense, na reestreia de Martelotte pelo clube.


Outra mudança obrigatória irá acontecer na lateral-direita. Após a saída de Edson Ratinho, demitido no início desta semana, Jefferson Feijão, naturalmente, deve assumir a posição. Antes, Martelotte já improvisou peças como o volante Daniel Pereira e o meia Wescley na função, mas ambas as peças estão bem encaixadas na equipe. Logo, o comandante coral deve optar por um lateral de ofício.

Ainda na faixa central do campo, Martelotte não contará, mais uma vez, com o volante Gilberto. Peça titular, o jogador foi diagnosticado com uma lesão de grau 2 na coxa e segue de fora. Em contrapartida, Elyeser, que também estava entregue ao departamento médico, iniciou transição física e pode retornar entre as opções.


As novidade ficam por conta do meia Chiquinho, regularizado e à disposição, e de Anderson Ceará, fora da partida contra o Lagarto, na última rodada da primeira fase, por suspensão.


Sendo assim, o Santa Cruz deve ir a campo com: Kléver; Jefferson Feijão, Alemão, Luan Bueno e Ítalo Silva; Arthur Santos, Daniel Pereira e Wescley; Matheuzinho, Hugo Cabral e Rafael Furtado.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ
Sem novos reforços, Santa Cruz encerra contratações para a fase final da Série D
Prazo limite chegou ao fim nesta sexta-feira, às 19h; clube tentou reforços no gol e no ataque, mas negociações não andaram
Vittoria Fialho


Arthur Santos (à esq) chegou na última 'leva' de reforços. (Foto: Taylinne Batter/DP FOTO)Elenco fechado. Com o encerramento da janela de transferências da Série D, o Santa Cruz seguirá com o atual grupo na sequência da reta final da Série D. A diretoria coral mapeou e até tentou trazer novas peças, mas as negociações não foram para frente. Nomes como o do goleiro Saulo, da Chapecoense, e do centroavante Michel Douglas, livre no mercado, estiveram em pauta.

'Com o mercado da divisão fechado, as duas últimas contratações corais foram o meia Chiquinho e o volante Arthur Santos. O primeiro vem treinando a parte física há quase duas semanas, já que estava no aguardo da aberta da janela internacional de transferências. O segundo, por sua vez, já estreou e agradou o técnico Marcelo Martelotte.


Desde o retorno do treinador ao Arruda, no dia 9 de maio, oito atletas foram apresentados. No entanto, apenas seis deles seguiram no clube. O zagueiro Felipe Macedo, reprovado nos exames médicos, e o meia Guilherme de Castro, que pediu para deixar o clube, foram as baixas.


Entre os que permaneceram, estão os zagueiros Doni e Alemão, o lateral-direito Jefferson Feijão, o meia Anderson Ceará e os atacantes Hugo Cabral Lucas Silva.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ
Chiquinho se vê '80% pronto' para domingo, mas garante aguentar 90 minutos pelo Santa Cruz
Meia teve nome publicado no BID e está à disposição de Martelotte

Jogador vive sua segunda passagem no clube. (Foto: Taylinne Barret/DP FOTO)Pouco mais de um ano depois, Chiquinho voltou ao Santa Cruz para viver algo novo. Para além da situação do clube, o meia chegou para se juntar à equipe coral na disputa do mata-mata da Série D. Logo de cara, um jogo mais do que decisivo. Diante do Retrô, neste domingo, no Arruda, o Tricolor começa a decidir o futuro da temporada. E o possível cenário de estreia, tendo em vista as condições do confront, é novidade na longa trajetória do jogador.


"Primeira vez na minha carreira. Encaro isso como uma oportunidade de estar mostrando o meu futebol, o meu talento e de estar em alto nível sempre. Aqui no Santa Cruz não é diferente. A cobrança sempre vai ter, ganhando ou perdendo. A cobrança sempre vai existir, pela grandeza. E esses dois jogos mostram o quanto vão ser importantes para o nosso decorrer do ano", disse.


"Temos que dar o máximo. 100% vai ser pouco. Tem que ser 1000%, entrar em campo ligado. Sobre o favoritismo, eles sabem da campanha que eles fizeram, mas isso não quer dizer nada. Entre quatro linhas são 11 contra 11 e quem tiver mais vontade, mais garra para vencer, vai sair de lá vitorioso. E eu espero que seja o Santa Cruz novamente", continuou.


Apesar da vontade de ajudar, Chiquinho ainda não está 100% fisicamente. Na avaliação do próprio jogador, falta pouco para chegar à forma ideal. Se vê 80% pronto. No entanto, o tempo em campo não é problema. O meia, naturalmente, deixou nas mãos do técnico Marcelo Martelotte a presença ou não em campo, mas avisou que está à disposição para ajudar.


"Se eu pudesse escolher, claro que iria pedir para entrar jogando. Mas quem escolhe é o professor. Ele me conhece, sabe do meu potencial, já trabalhei com ele. Sabe no que posso ajudar. A escolha é dele. Se for para começar jogando, estou aqui à disposição. Se for para entrar ao decorrer, também vou estar aqui para entrar, ajudar e sair com a vitória daqui", finalizou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
SANTA CRUZ
Zé Teodoro quer espírito diferente do Santa Cruz em decisão contra o Retrô: 'Matar ou morrer'
"Adversário tem dinheiro, estrutura, condição, mas não tem pressão. Nós temos uma massa", disse o coordenador técnico coral
Vittoria Fialho


Zé exaltou o empenho do grupo coral. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)Para o coordenador técnico Zé Teodoro, o momento é de "falar pouco e trabalhar". A dois dias do primeiro dos dois confrontos marcados contra o Retrô, pelo mata-mata da Série D, o Santa Cruz concentra energia no que pode ser melhorado. Mira à frente. Por isso, o coordenador técnico coral evitou falar do último encontro entre as equipes, na goleada azulina por 4 a 0 em pleno Arruda, ainda pelo Pernambucano. Agora, para Zé, o cenário é outro.
Todo jogo tem uma história. É completamente diferente. Na competição passada, estava na mão de outro pessoal. Um treinador de outra filosofia, um executivo com outro pensamento. A gente trabalha com futebol e sabe que passa pelos jogadores, pela comissão. Vamos tentar de todas as formas passar por um adversário que tem dinheiro, estrutura, condição, mas não tem pressão. Não tem cobrança. Nós temos uma massa, uma torcida, que muda qualquer coisa", disse.


Apesar da confiança, Zé Teodoro destaca a importância de aprender com o que foi feito. O Tricolor chega para o mata-mata, por exemplo, com a pior campanha entre os 32 times classificados. Mas, fica somente o aprendizado. O coordenador técnico coral acredita no início de um 'campeonato diferente'. E que pede uma mudança, também, de mentalidade.

"A pegada é diferente. É matar ou morrer. Nós já passamos todas as coordenadas. O Marcelo já falou com os jogadores. O espírito aqui, agora, dentro do Santa Cruz, é esse. Vamos convocar o torcedor para esse jogo, torcer para liberar de 35 a 50 mil pessoas. Tem que ser mais determinado. São três decisões de copa do mundo", defendeu.


"Se você for ver competições passadas, tem clubes que ficaram em último lugar e subiram. A gente sabe que nessas horas a torcida chega junto. O jogador se transforma. Nós estamos aprendendo, tomando porrada, sofrendo. Os últimos serão os primeiros. Quem sabe a gente não possa ir mostrando de fase em fase essa confiança que o torcedor espera do nosso trabalho?", projetou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ
Arquibancada superior do Arruda segue sem poder receber público nos jogos do Santa Cruz
Dessa maneira, para o primeiro jogo do mata-mata da Série D contra o Retrô, no próximo domingo, o público no Arruda permanecerá reduzido


Arquibancada superior do Arruda segue sem poder receber público (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)A arquibancada superior do Arruda continua sem poder receber público nos jogos do Santa Cruz. O Corpo de Bombeiros realizou uma nova vistoria no estádio nesta quinta-feira e manteve a interdição do anel de cima, alegando a necessidade de alguns ajustes estruturais. Assim, o José do Rego Maciel segue com limitação de público, podendo receber no máximo 20 mil pessoas.
Dessa maneira, para o primeiro jogo do mata-mata da Série D contra o Retrô, no próximo domingo, o público no Arruda permanecerá reduzido. O Santa Cruz tinha a expectativa de utilizar a arquibancada superior do estádio para receber os torcedores do programa Todos com a Nota, que teve uma nova versão aprovada e entra em vigor neste final de semana no futebol pernambucano.


Até o momento, o Santa Cruz já vendeu mais de 11 mil ingressos para o primeiro jogo contra o Retrô. O segundo e decisivo confronto entre as equipes pernambucanas acontece na segunda-feira do dia 1 de agosto, às 20h, na Arena de Pernambuco. Para conquistar o acesso à Série C, o vencedor do confronto vai precisar passar por mais dois mata-matas na competição.


NOTA DO CORPO DE BOMBEIROS


Foi realizada vistoria conjunta do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco com apoio do Instituto de Polícia Científica com o intuito de verificar o progresso das intervenções até o momento realizadas pelos responsáveis do Estádio José do Rego Maciel, Arruda. Foram realizadas análises em relação à condição estrutural bem como verificação de evacuação de público, tudo adstrito ao anel superior. Ficaram mantidas, até o presente, as exigências elencadas pelo Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico de Pernambuco - Decreto Estadual que regulamenta aspectos de Segurança - para serem cumpridas e devidamente fiscalizadas pelo CBMPE permanecendo a necessidade de intervenções com o fito de viabilizar a possível liberação da estrutura, após sanadas as exigências impostas pela regulamentação vigente.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ
Pix Coral de volta na reta decisiva: 'Salários atrasados de funcionário e bicho molhado'
Preocupado com a situação dos funcionários do Santa Cruz, Wagner Lima idealizador da campanha retoma projeto em meio ao mata-mata
Paulo Mota


Exposição dos salários atrasados, causou mobilização da torcida (Foto: Pix Coral/Divulgação)Após a classificação diante do Lagarto, o resultado acabou ficando em segundo plano, depois das fortes declarações do lateral Edson Ratinho que desabafou sobre os inúmeros problemas, entre eles: três meses de salários atrasados dos funcionários. A repercussão negativa diante da exposição dos atrasos salarias, causou uma mobilização entre grupos de torcedores do Santa Cruz.

Em princípio, o porta-voz da campanha Pix Coral, Wagner Ribeiro, lançou o novo projeto chamado de “Pix Coral do Acesso”. O empresário revelou que entrou em contato com o clube e a dívida com os funcionários está avaliada em cerca de 60 mil reais por mês. A meta da campanha é arrecadar cerca de 70 mil reais, com o intuito de quitar um mês de salário atrasado dos funcionários e oferecer uma espécie de ‘bicho molhado’- prêmio extra aos jogadores em caso de vitória na próxima partida contra o Retrô.


“Lançamos a campanha para conseguir fazer uma arrecadação de setenta mil reais. Seria basicamente para o pagamento da folha de abril dos funcionários. E para que a gente possa pagar o ‘bicho molhado’ em caso de vitória na próxima partida”, afirmou.

Pix Coral de volta


A primeira fase da campanha foi considerada um sucesso absoluto. Com mais de R$ 170 mil arrecadados, a iniciativa recebeu apoio da torcida por ser marcada pela transparência. Entre diversas contribuições, destacou-se a do presidente do Retrô, Laércio Guerra, que deixou a rivalidade de lado e contribuiu com uma quantia de R$ 10 mil reais para pagamento dos funcionários. Para colaborar com a campanha “Pix Coral do Acesso”, basta enviar qualquer valor para a chave pix: pixcoral1914@gmail.com.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


SANTA CRUZ
Titular absoluto, goleiro Jefferson testa positivo à Covid-19 e é desfalque contra Retrô
Para a vaga, o arqueiro Klever deve retomar a titularidade perdida

Eduardo Parin

Goleiro coral vem de nove jogos consecutivos como titular (Foto: Evelyn/Santa Cruz)Capitão e titular, o goleiro Jefferson testou, nesta quinta-feira (21), positivo à Covid-19 e desfalca o Santa Cruz no primeiro jogo da segunda fase contra o Retrô, neste domingo (24). Conforme o protocolo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o atleta precisa ficar 10 dias longe das atividades profissionais - tanto no CT, como nos jogos. A informação é do repórter da Rádio Clube de Pernambuco, Wellington Araújo.

Para a vaga de Jefferson, o arqueiro Kléver deve retomar a titularidade perdida. Afinal, após bom início vestindo as cores do Santa Cruz, o goleiro de 33 anos viu seu companheiro de posição ter uma sequência de nove jogos consecutivos entre as barras. E, desde maio, Kléver não entra em campo pelo Tricolor.

A data e o horário do segundo jogo entre Retrô e Santa Cruz foram definidos nesta quarta-feira pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O confronto decisivo pelo primeiro mata-mata da Série D de 2022 será realizado na segunda-feira do dia 1 de agosto, a partir das 20h, na Arena de Pernambuco. O jogo acontece oito dias depois do primeiro encontro entre as equipes pela competição nacional.


Por conta de eventos no fim de semana na Arena de Pernambuco, o jogo não pôde ser realizado no final de semana. No sábado, haverá um show privado, enquanto no domingo o estádio recebe uma festa religiosa. Santa Cruz e Retrô se enfrentam neste domingo pelo jogo de ida, às 16h, no Arruda.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
NÁUTICO
Na estreia de Elano, Náutico duela contra o Londrina buscando voltar a vencer nos Aflitos
Timbu é o terceiro pior mandante da Série B, com apenas duas vitórias; clube depende de resultados para sair da zona de rebaixamento

Júlio César Martins

Timbu tem apenas duas vitórias como mandante nesta Série B (Foto: Tiago Caldas/CNC)Primeira vez do novo chefe. A partida entre Náutico e Londrina, neste sábado, às 18h30, nos Aflitos, vai marcar a estreia do técnico Elano comandando a equipe alvirrubra. Quarto treinador da temporada, o profissional estará na área técnica para tentar fazer com que o clube volte a vencer dentro de casa e, se os resultados da 20ª rodada da Série B ajudarem, sair da zona de rebaixamento.

'Atuando diante de seus torcedores, o Timbu tem apenas duas vitórias na competição, e vem de uma derrota em casa para a Chapecoense, que culminou com a demissão de Roberto Fernandes. Já Elano terá um primeiro jogo com muita expectativa, já que os torcedores fizeram fila no estádio para trocar ingressos e aproveitar o retorno do programa Todos Com a Nota. Será a primeira partida em Pernambuco com o incentivo do Governo.


Em relação ao time titular, Elano terá que realizar mudanças forçadas. Ralph, Djavan e Geuvânio estão suspenso pelo terceiro cartão amarelo e são desfalques. Diante da situação, existe uma possibilidade do volante Souza fazer sua reestreia com a camisa alvirrubra. Apesar de ter sido regularizado, o jogador aguarda o cartão de vacinação contra a Covid ser enviado dos Emirados Árabes para o Brasil. Caso o meio-campista possa atuar, deverá ganhar uma vaga na faixa central, abrindo espaço no ataque.


Se Souza não puder jogar, a expectativa é que Pedro Vitor seja acionado no ataque ao lado de Kieza, fazendo com que Victor Ferraz, Jobson, Richard Franco e Jean Carlos forme o meio. Caso Elano opte por uma formação mais cautelosa, pode acionar Júnior Tavares no lugar de Pedro Vitor. Nesta segunda possibilidade, Jean jogaria mais avançado.


O time alvirrubro ainda pode ter uma novidade para o próximo duelo. O atacante Luis Phelipe, que vinha se recuperando de uma lesão e estava na transição com bola, treinou normalmente com o elenco nesta sexta-feira e pode ser relacionado contra os paranaenses. O atleta vem sendo desfalque há 10 rodadas.


"Não vai dar pra passar tudo aquilo que eu acho. Vamos fazer um trabalho para atingir o resultado contra o Londrina. Eu acho que é possível. É possível desde que incorpore o espírito. Se a gente for para dentro do campo e lutar, o torcedor vem junto. Dificuldade vamos ter. Estou aqui para assumir esse compromisso como treinador, e o jogador tem que assumir o compromisso de fazer aquilo que eu peço. Pedi para que eles me ouvissem", avaliou o novo treinador.


FICHA DA PARTIDA


Náutico
Lucas Perri; Thiago Ennes, Carlão, Bruno Bispo e João Lucas; Jobson, Victor Ferraz, Richard Franco e Jean Carlos; Pedro Vitor (Souza) e Kieza. Técnico: Elano


Londrina
Matheus Nogueira; Denílson, Augusto, Vilar e Alan Ruschel; João Paulo, Jhonny Lucas e Gegê; Caprini, Gabriel Santos e Douglas Coutinho. Técnico: Adilson Batista


Local: estádio dos Aflitos
Hora: 18h30
Árbitro: Antônio Dib Moraes de Sousa (PI)
Assistentes: Márcio Iglésias Araújo Silva (PI) e Rener Santos de Carvalho (AC)
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


NÁUTICO
Apresentado na véspera do jogo, técnico Elano deseja Náutico mais competitivo: 'tem que ter o entendimento da Série B'
Novo comandante teve apenas uma sessão de treinamento antes do jogo contra o Londrina, neste sábado, às 18h30, nos Aflitos
Júlio César Martins


Caso apareça no BID, Elano já fica na área técnica neste sábado (Foto: Tiago Caldas/CNC)Quarto técnico do Náutico na temporada, Elano Blumer foi apresentado nesta sexta-feira, no CT Wilson Campos. Com apenas um treinamento antes da partida contra o Londrina, pela 20ª rodada da Série B, o novo comandante não terá tempo para colocar em prática todos seus pensamentos sobre o modelo de jogo da equipe. Diante da situação, o profissional elegeu a competitividade como o mais urgente para ser resgatado.

"Não vamos sanar todos os problemas em 10 dias. E não é só o Náutico que tem problemas, todos tem. Mas temos que nos preocupar com nossos problemas. O start que temos que dar é a competitividade. Contra o Novorizontino foi a entrega que tem que ter, eu vi uma entrega. A Série B é aquilo. Se for menos, vamos sofrer para ter os resultados. E mesmo assim não é simples. Tem que ter o entendimento da competição".


O ex-jogador vai para o seu quinto clube na carreira como treinador, porém confirmou que isso não será problema. Depois de elogiar o grupo alvirrubro, Elano admitiu que vinha analisando a Segundona, fator positivo no momento de assumir o Timbu. Inclusive, o técnico viu de um camarote a derrota do time para a Ponte Preta, na última quarta-feira, podendo ver seus atletas.


"Não foi a primeira partida do Náutico que eu vi. Tenho contrato até o final de 2023, acho importante trabalhar a longo prazo. Tenho acompanhado de perto. Tenho certeza que temos um bom time. Acho que a Ponte competiu mais, isso é a Série B. É entrega, empenho. Me sinto lisonjeado por estar em um estado que sou apaixonado. Me sinto preparado. A preparação de treinador passa por qualquer idade, em cada clube tem situações diferentes. A situação do Náutico não é nova para mim, por isso me sinto preparado. Acredito muito no elenco que eu tenho. Espero extrair o máximo possível dos atletas".


A tendência é que a estreia de Elano seja com um ambiente bastante favorável. Com a volta do programa Todos Com a Nota, os torcedores do Náutico fizeram uma longa fila desde essa sexta-feira para trocar os ingressos para o embate diante dos paranaenses. A expectativa é de estádio cheio para empurrar a equipe visando uma recuperação na competição.


Com quatro derrotas, seis empates e nove derrotas no campeonato, o Timbu precisa dos três pontos para começar a virada de chave e sair da zona de rebaixamento. E derrotar o Londrina é o primeiro passo para isso, já que em seguida o clube tem duelos difíceis fora de casa, contra Bahia e Operário.


"Agradeço pela oportunidade. Queria convocar o torcedor, porque ele é uma peça fundamental na história desse clube. Encontrei um clube organizado, sedento por ganhar novas conquistas. O momento não condiz com as pessoas que estão aqui. Encontrei uma qualidade de elenco que acredito que a gente possa reverter. Um obstáculo que temos somos nós. Temos que incorporar o espírito da competição. Qualidade nós temos. Isso vou cobrar a partir de hoje e amanhã no jogo", concluiu.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


NÁUTICO
Souza é regularizado e pode estrear pelo Náutico contra o Londrina
Volante teve seu nome publicado no BID nesta sexta-feira
Júlio César Martins


Atleta volta a vestir a camisa do Timbu após 10 anos. (Foto: Tiago Caldas/CNC)Apesar de ter três desfalques por suspensão, o Náutico terá uma grande novidade para o confronto diante do Londrina, neste sábado. O volante Souza teve seu nome publicado no BID nesta sexta-feira e pode reestrear com a camisa alvirrubra.

B'O jogador chegou a viajar para Campinas, para atuar contra a Ponte Preta, mas não foi regularizado a tempo. Tendo feito sua última partida no dia 26 de maio, ainda nos Emirados Árabes, o atleta pode sentir o ritmo de jogo, porém tem possibilidade de ser titular.


O Timbu não terá Ralph e Djavan, que receberam o terceiro cartão amarelo e ficam de fora. Com isso, Souza pode formar o meio campo com Victor Ferraz, Jobson e Richard Franco.


O meia Jean Carlos, que sentiu dores na última quarta-feira e foi poupado, treinou normalmente no CT Wilson Campos e pode jogar mais adiantado, já que Geuvânio também está suspenso.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


NÁUTICO
'Altos e baixos': Elano precisa superar histórico ruim na Série B para evitar queda no Náutico
Na única vez em que comandou na Série B, treinador colaborou na queda do Figueirense, com aproveitamento de apenas 29% em 17 jogos

Diego Borges

Em 17 jogos no Figueirense, Elano obteve um baixo retrospecto de apenas 29% e contribuiu com a queda (Foto: Patrick Floriani/Figueirense)Mergulhado na zona de rebaixamento, o Náutico quer escrever uma nova história no segundo turno da Série B. Para evitar o terceiro rebaixamento à Série C, o clube decidiu investir na segunda troca de comando técnico do ano, com a chegada de Elano. Treinador que embora tenha apresentado ótimos números no ano passado, precisará superar o seu próprio histórico na Série B para alcançar o objetivo com o Timbu.


Renomado como atleta, Elano ainda é considerado um técnico de nova geração, disputando a sua quinta temporada como treinador, e o quinto clube da carreira.Até aqui, disputou a Série B apenas em 2020. Assumiu o Figueirense após a 5ª rodada, com o time em 15º nos mesmos quatro pontos dos que lutavam contra o Z4. Acabou demitido após a rodada 21, com o time na 18ª colocação, com apenas três vitórias conquistadas. Nos 17 jogos, obteve um baixo retrospecto de apenas 29% e contribuiu com a queda, que se tornou irreversível.


Logo, se o segundo turno será um desafio para o Náutico, também será para Elano. Segundo a projeção da Universidade Federal de Minas Gerais, especialista na análise para o futebol, o Náutico precisa somar ao menos de 25 a 27 pontos dos 57 restantes, para minimizar a sua chance de rebaixamento. O que daria um aproveitamento entre 43,8% e 47,3% no segundo turno. Média acima do histórico de Elano na Série B, mas que fica dentro dos 49,79% do rendimento do treinador ao longo dos 81 jogos em que comandou equipes.


Outro ponto favorável do retrospecto de Elano é o desempenho no forte e competitivo Campeonato Paulista. Com a Inter de Limeira, em 2020, apesar de não avançar para a disputa do título, venceu Corinthians, Red Bull Bragantino e Ponte Preta, além de empatar com o Palmeiras. Esse desempenho foi resgatado no ano passado, quando assumiu o comando da Ferroviária de Araraquara restando quatro rodadas na fase de grupos. De cara, conseguiu um empate e três vitórias, e avançou de fase. Caiu para o São Paulo nas Quartas de Final.


E na Série D, o acesso bateu na trave. Exceto pela estreia com derrota para o Uberlândia, Elano levou a Ferroviária com invencibilidade até as quartas de final, sendo eliminado nos pênaltis pelo Atlético-CE após dois empates. Terminou a temporada com expressivos 70,6% de aproveitamento. Mantido no cargo para 2022, até começou bem o Paulistão, com três empates e uma vitória, o que somado ao ano anterior, atingiu 23 jogos de invencibilidade. Porém perdeu rendimento e acabou eliminado da disputa pelo título, e caiu para a Inter de Limeira no primeiro mata-mata do Troféu do Interior.


Probabilidade de rebaixamento*


49 pontos 0.000%
48 pontos 0.001%
47 pontos 0.006%
46 pontos 0.085%
45 pontos 0.690%
44 pontos 3.623%
43 pontos 12.771%
42 pontos 31.077%
41 pontos 55.500%
40 pontos 77.510%
39 pontos 91.245%


* números da UFMG após o 1º turno


Scouts como treinador


Total da carreira


81 Jogos
35 Vitórias
25 Empates
24 Derrotas
49,79% de aproveitamento


2017* - Santos (Série A)


5 Vitórias
1 Empate
3 Derrotas
59,25% de aproveitamento


* Comandou nas rodadas 5 e 6, e depois, na reta final, a partir da 32 até o final.


2019 - Inter de Limeira (Copa Paulista)


1 Vitória
2 Empates
1 Derrota
58,33% de aproveitamento


2020 - Inter de Limeira (Paulistão)


5 Vitórias*
2 Empates
7 Derrotas
40,47% de aproveitamento


2020 - Figueirense (Série B)


3 Vitórias
6 Empates
8 Derrotas
29,41% de aproveitamento


2021 - Ferroviária-SP (Paulistão e Série D)


15 Vitórias
8 Empates
2 Derrotas
70,66% de aproveitamento


2022 - Ferroviária-SP (Paulistão e Copa do Brasil)


3 Vitórias
6 Empates
5 Derrotas
35,7% de aproveitamento
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


NAUTICO
Após a vitória, técnico Hélio do Anjos solta verbo contra diretoria do Náutico
Ex-técnico do Náutico questiona falta de profissionalismo de dirigentes alvirrubros: 'espero nunca mais encontrar na minha vida'

Paulo Mota

Treinador desabafou contra diretoria do Náutico (Foto: Ponte Preta/Divulgação)Após a vitória da Ponte Preta sobre o Náutico, por 1 a 0, no estádio Moisés Lucarelli, o treinador Hélio dos Anjos, atualmente no clube paulista, se mostrou bastante chateado com a forma que foi tratado pela diretoria do Náutico. Na última passagem pelo clube, o técnico desabafou que faltou profissionalismo dos dirigentes alvirrubros.

 Fiquei muito feliz hoje, porque eu queria vencer o jogo contra o Náutico. Não pela instituição, mas por três pessoas de lá (diretoria do Náutico). Eu espero profissionalmente, nunca encontrar na minha vida, mas nunca ter relação nenhuma, que a minha quinta geração não tenha relação com eles. Então esse jogo pra mim também foi muito importante, porque respeitamos a instituição e vencemos trabalhando muito”, ressaltou o técnico.

Entenda o caso:

Após as declarações, questionando a segurança do clube, o assistente-técnico Guilherme dos Anjos, e filho do técnico Hélio dos Anjos, acabou sendo demitido por ‘justa causa’. Posteriormente, a demissão do treinador também foi confirmada pela diretoria. Os profissionais entraram na justiça contra o clube, cobrando ações que ultrapassam o valor de R$ 3 milhões.

A quarta passagem de Hélio dos Anjos pelo clube alvirrubro, terminou de forma bastante conturbada, apesar do treinador demonstrar que ficaria após a demissão do assistente-técnico. A manutenção do cargo ficou insustentável com o conflito entre comissão técnica e diretoria. Com isso, a comitiva do Náutico optou por demitir o técnico que encerrou o projeto iniciado no fim da temporada de 2020, que teve um intervalo de um mês após o pedido de saída do treinador.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


SPORT
Derrota para o Sampaio Corrêa evidencia urgência de reforços no Sport
Leão é o único clube da Série B que ainda não contratou para o 2º turno

Pedro Alves

O Sport ainda não contratou reforços para o 2º turno da Série B. (Foto: Anderson Stevens/Sport)Já passaram seis dias da abertura da janela de transferências e o Sport segue sem anunciar reforços para a disputa do 2º turno da Série B do Campeonato Brasileiro. Aliás, o clube rubro-negro é a única equipe da competição que não anunciou contratações para o restante do torneio.

O desempenho apresentado pelo Sport na derrota para o Sampaio Corrêa voltou a evidenciar a necessidade e urgência pela chegada de reforços para a equipe. O choque de realidade na primeira partida após a conturbada saída de Lisca e os desfalques e saídas de jogadores importante do plantel rubro-negro foi grande e o reflexou foi a maior derrota do clube na Série B.


A ineficiência do ataque é um dos problemas, que é reconhecido pela própria diretoria desde o início da temporada. Aliás, desde o ano passado. A chegada de novos jogadores não aconteceu na primeira janela de transferência que encerrou em abril. Três meses se passaram, um novo prazo foi aberto e a diretoria do Leão segue estagnada sem confirmar oficialmente a chegada de jogadores.


Uma nova semana vai iniciar. O presidente Yuri Romão, o vice-presidente de futebol Augusto Carreras e o executivo Jorge Andrade seguem destacando a dificuldade de mercado diante da situação financeira do Leão para trazer esses jogadores. Enquanto isso, as rodadas da Série B seguem acontecendo, o fim do campeonato se aproximando e, consequentemente, o sonho do acesso se distanciando.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


SPORT
'Foi o nosso pior jogo do ano', reconhece César Lucena após derrota do Sport para o Sampaio Corrêa
O auxiliar-técnico interino rubro-negro reconheceu a péssima apresentação da equipe

Pedro Alves

César Lucena segue comandando o Sport de forma interina. (Foto: Rafael Bandeira/Sport)Comandando o Sport de forma interina, o auxiliar-técnico César Lucena reconheceu a péssima partida da equipe na derrota por 4 a 1 para o Sampaio Corrêa, pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Para o profissional, a apresentação rubro-negra foi a pior da temporada segundo a sua avaliação.

“Hoje foi o nosso pior jogo do ano. Eu não tenho dúvidas. Foi um jogo muito ruim no primeiro tempo, conseguimos jogar mais nos segundo tempo, onde tivemos algumas coisas boas, mas agora é esquecer essa partida. Agora é pensar no próximo adversário, trabalhar firme, recuperar alguns atletas que estão lesionados ou cansados e vamos para a próxima batalha”, disse César Lucena.


“O Sampaio Corrêa já passou e não podemos fazer mais nada. O que dá para fazer é analisar onde nós erramos, trabalhar e, com muito trabalho, conseguir a vitória dentro da Ilha do Retiro”, encerrou.


Com a derrota para o Sampaio, o Sport caiu para a 7ª colocação na tabela de classificação da Série B e pode perder mais três posições em caso de combinação de resultados. O Leão volta a campo na próxima quinta-feira (28), onde enfrenta o Guarani, às 21h30, na Ilha do Retiro, pela 21ª rodada da competição.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT
Sport comunica que o meia-atacante Wescley não será contratado pelo clube
O jogador estava realizando treinamentos no CT do Sport há duas semanas
Pedro Alves

Wescley não será contratado pelo Sport. (Foto: Divulgação/Ceará)Em busca de reforços para o elenco, o Sport confirmou que o meia-atacante Wescley não será contratado pelo rubro-negro. O jogador estava treinando a duas semanas no CT do clube realizando exames médicos, mas acabou sendo definido entre as duas partes que o vínculo não será assinado.

O atleta de 30 anos vinha sofrendo forte rejeição da torcida por conta de uma denúncia e sua esposa o acusando de diversas agressões físicas em 2016. Diversos torcedores rubro-negros ameaçaram cancelar o plano de sócio caso o jogador fosse confirmado pelo clube.


Indicado pelo ex-técnico Lisca, o jogador se sentiu prejudicado por ficar um longo período realizando treinamentos no clube e não ter o seu contrato assinado. Segundo informações, Wescley poderia, inclusive, acionar o Sport judicialmente, acusando um possível ato de danos morais por trabalhar diariamente e ser exposto às críticas de seus torcedores.

Comunicado Oficial: Wescley

O Sport Club do Recife, por meio desta nota, vem a público comunicar a situação do meia Wescley, que não teve o seu acerto efetivado.


Como dita o protocolo de possíveis reforços junto ao Departamento de Futebol, o meia chegou ao Centro de Treinamento há duas semanas para realizar os exames e avaliações.


O meia havia sido um pedido do então treinador do Sport. Porém, neste momento, como a diretoria trabalha em busca de um novo nome para o comando, o impasse acerca deste aval necessário para Wescley culminou na saída do jogador, entenderam as duas partes.


O Clube reconhece o profissionalismo e deseja uma boa sequência de carreira ao atleta.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT
'O resultado reflete nosso momento conturbado', alerta Kayke após dura derrota do Sport para o Sampaio Corrêa
O Leão foi derrotado pelo placar de 4 a 1 na abertura do 2º turno da Série B

Pedro Alves

Segundo Kayke, o Sport sentiu a semana conturbada. (Foto: Rafael Bandeira/Sport)Os problemas enfrentados pelo Sport ao longo da semana devido a forma que se deu a saída do técnico Lisca do clube acabou se refletindo no péssimo futebol apresentado na dura derrota para o Sampaio Corrêa, pelo placar de 4 a 1, pela 20ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

E quem confirmou que a semana conturbada enfrentada pelo clube foi o próprio atacante Kayke, autor do gol de honra do Sport na partida. Segundo o jogador rubro-negro, o resultado reflete todos os problemas que aconteceram nos bastidores da Ilha do Retiro e afirmou que vai seguir trabalhando na espera do novo treinador para tentar levar o Leão de volta ao G4.


“Eu acho que o resultado de hoje reflete o nosso momento atual um pouco conturbado. A verdade é que não tínhamos jogado assim ainda diante de uma semana conturbada. Não é novidade para ninguém e todo mundo sabe o que a gente vem passando nesses últimos dias. Perdemos alguns jogadores importantes também e agora é assimilar essa dura derrota, ter maturidade e seguir em frente”, disse Kayke.


“Temos que dar o nosso melhor. A derrota vai ser difícil de ser digerida, porque a gente não tinha perdido assim e nosso time sente muito. A gente não tá acostumado a isso. Porém, aconteceu e agora é levantar a cabeça. E quem chegar para ajudar vamos ter muito trabalho a fazer para levar o Sport ao G4 novamente”, encerrou.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT
Lisca consegue rescisão na Justiça, mas Sport vai recorrer e cobrar o valor integral da multa
Mesmo sem pagar a multa prevista em contrato, o técnico teve a rescisão com publicada no BID graças a uma liminar obtida na Justiça


Treinador deixou o Sport três semanas depois de ter sido contratado (Foto: Ivan Storti/Santos)O imbróglio entre Sport e Lisca não se encerrou com a saída do treinador da Ilha do Retiro. Mesmo sem pagar a multa prevista em contrato, o técnico teve a rescisão com o Leão publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF graças a uma liminar obtida junto ao Tribunal Regional de Trabalho de Porto Alegre. Com isso, ele está apto para estrear no comando do Santos no próximo domingo, pela Série A do Campeonato Brasileiro.

O Sport, no entanto, vai recorrer da decisão judicialmente. Para conseguir a liminar no TRT, Lisca fez um depósito judicial no valor de R$ 90 mil referente à multa rescisória com o Leão, descontando os dias trabalhados pelo técnico durante o mês de julho. O valor integral da multa é de R$ 150 mil. De acordo com o vice-presidente jurídico rubro-negro, o clube pernambucano tem direito ao montante completo e vai cobrar o treinador.


“O Sport está muito tranquilo e vamos correr atrás do nosso direito. Lisca teria mais 131 dias de contrato, que seria até o final da Série B, dia 5 de novembro. A gente tem muito cuidado com o dinheiro do clube. Vamos cobrar o que o clube tem direito, que é o valor integral da multa”, garantiu o vice-presidente jurídico do Sport, Rodrigo Guedes.

Lisca deixou o Sport três semanas depois de ter sido contratado pelo clube. O treinador chegou com o apoio do torcedor, mas a relação ficou extremecida rápido. Durante o duelo contra o Vila Nova, na última segunda-feira, já com a proposta do Santos, ele foi bastante xingado e vaiado pela torcida na Ilha do Retiro.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT
Sport termina primeiro turno da Série B com dois jogadores entre as melhores médias
Sabino e Luciano Juba representaram o Sport na seleção do SofaScore


Luciano Juba é o artilheiro do Sport na Série B com quatro gols (Foto: Anderson Stevens/Sport)O primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série B chegou ao fim nesta quarta-feira e o SofaScore, plataforma especializada em estatísticas, montou a seleção da competição até o momento. Os jogadores foram escolhidos de acordo com as melhores notas. O Sport teve dois representantes escolhidos para a seleção.
O zagueiro Sabino, com média de 7.27, formou zaga com Oliveira, do Cruzeiro. O outro representante do Sport foi o meia-atacante Luciano Juba, com uma média de 7.48. O jogador é o artilheiro do Leão na competição com quatro gols marcados. O destaque da seleção é o ex- volante rubro-negro Neto Moura, hoje no Cruzeiro, com uma média de 7.52, a mais alta da seleção.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ

Mesmo sem vaga definida, Santa Cruz anuncia o segundo contratado visando o mata-mata
Volante Arthur Santos vai reforçar o Santa Cruz na sequência da temporada, mas só pode estrear em caso de classificação

<i>(Foto: Divulgação/Santa Cruz)</i>
Treinando com o elenco há quase uma semana, o volante Arthur Santos foi anunciado oficialmente pelo Santa Cruz na noite desta terça-feira. O jogador é o segundo reforço anunciado visando a sequência da Série D, mesmo sem o Tricolor ter garantido ainda a classificação para o mata-mata. Aos 30 anos, ele estava no Ferroviário, mas não chegou a disputar partidas por lá.


Arthur Santos chegou ao Santa Cruz na última quinta-feira e já se juntou aos demais jogadores do elenco, assim como o meia Chiquinho, que foi apresentado no mesmo dia. O jogador chega para reforçar uma das posições mais carentes do clube. A diretoria coral estava no mercado em busca de um volante desde a saída de Rodrigo Yuri e a suspensão de Elyeser. 

Assim como Chiquinho, o volante Arthur Santos só vai poder estrear pelo Santa Cruz na segunda fase da Série D. Para conseguir a classificação, o Tricolor depende apenas de si. A última rodada da fase de grupos será disputada no próximo sábado, quando a equipe pernambucana recebe o Lagarto, às 16h, no Arruda. 

Nesta temporada, Arthur Santos disputou 11 jogos pelo Barra. Após o Campeonato Catarinense, ele se transferiu para o Ferroviário. O jogador tem passagens por diversos clubes do futebol brasileiro, como Remo, Tuna Luso, Navegantes, Velo Clube, Tupy-GO, Jaraguá, União Rondonópolis, entre outros. 
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ

<i>(Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)</i>
Chegou, mal jogou, e já foi embora. A passagem do meia Guilherme Castro pelo Santa Cruz durou nem mesmo dois meses. Anunciado como reforço da equipe no último dia 19 de maio, o atleta teve a rescisão contratual publicada nesta terça-feira (12) no Boletim Informativo Diário da CBF.


Ao todo, foram apenas duas partidas de Guilherme Castro vestindo a camisa coral. Sempre vindo do banco de reservas, o atleta foi acionado no segundo tempo durante a vitória contra o CSE, no Arruda, e no empate com o Sergipe, no Batistão. Ao todo, foram apenas 41 minutos em campo.

O jogo em Aracaju, que fechou o turno de ida da primeira fase, foi inclusive o último em que o atleta foi relacionado para jogo pelo técnico Marcelo Martelotte. Antes de chegar ao Arruda, Guilherme Castro defendeu o Maringá, onde havia atuado em dez partidas, tendo um gol marcado.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Daniel Pereira aponta lado positivo em pressão, e vê Santa Cruz com um bom 'psicológico'
Time coral tem um jogo decisivo contra o Lagarto no próximo sábado pela Série D


Diego Borges

<i>(Foto: Divulgação/Santa Cruz)</i>
Um jogo de ‘vida ou morte’ na Série D. Essa é a realidade do Santa Cruz no próximo sábado, contra o Lagarto, na partida que encerra a primeira fase da competição. Situação que causa apreensão na torcida tricolor, mas que para o elenco de atletas tem um lado positivo. Na avaliação do volante Daniel Pereira, o time está lidando bem com a pressão pela classificação para o mata-mata.


“Sempre vai ter a pressão de ganhar o próximo jogo. Se tivéssemos vencido o jogo passado (contra o ASA), teríamos a pressão de buscar uma situação melhor de classificação. Já estamos acostumados com isso”, minimizou o atleta, antes de destacar que o time poderia estar em uma situação pior, de eliminação de forma precoce.

“É uma questão que faz parte. E é até positivo também, porque se está tendo essa pressão, imagina como é o caso agora do Atletico-BA, sem pressão alguma porque não tem como classificar? Então para a gente é bom, porque temos a oportunidade de passar de fase e depender somente das nossas forças para a classificação”, completou.

Outro fator positivo para a equipe é o fato de jogar diante da torcida coral. Daniel fez questão de reforçar a importância do apoio vindo das arquibancadas. “A gente entende que a torcida foi até Arapiraca e estão chateados. Mas a gente convoca para virem juntos nesse jogo decisivo, de fundamental importância, para que possam nos ajudar e a gente consiga juntos essa classificação”, finalizou o volante.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ

<i>(Foto: Reprodução/TV Coral)</i>
A presença do meia-atacante Hugo Cabral ainda não está 100% confirmada para a partida contra o Lagarto, no duelo que encerra a primeira fase desta Série D. Precisando da vitória para se classificar sem riscos, o Santa Cruz espera contar com o seu principal destaque, autor de quatro gols até aqui na competição.


Poupado na última rodada, na derrota contra o ASA, Hugo vem se recuperando de um elevado desgaste muscular, que provocou o seu afastamento. Recuperação que, na visão do Departamento Médico do clube, tem ‘grande possibilidade’ de acontecer até o treinamento da sexta-feira, último antes da partida contra o Lagarto, no Arruda.

“O Hugo na semana antes do jogo em Arapiraca sentiu um desconforto na coxa. Nós deixamos ele de fora do treino durante dois dias e a avaliação feita na sexta-feira foi de que ele não deveria viajar. Após isso fizemos um exame de imagem, que deu uma pequena lesão, e ele vem tratando diariamente. A avaliação é feita todos os dias e com uma grande possibilidade dele ser liberado para o jogo do próximo sábado”, destacou o médico coral, Wilton Bezerra.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ

Santa Cruz pode selar classificação ao mata-mata até mesmo com derrota; entenda cenário
Vitória garante o Tricolor na segunda fase da competição, mas possível empate ou revés não descarta possibilidade de avanço para os corais


Vittoria Fialho

A derrota para o ASA, no último domingo, fez o Santa Cruz recalcular a rota em direção ao mata-mata. Agora, a 'vida' da equipe coral será decidida na última rodada, contra o Lagarto, no Arruda, no próximo sábado. Na quarta colocação com 18 pontos conquistados, o Tricolor, apesar do recente resultado, tem boas perspectivas de faturar a classificação. Isso porque, se a vitória garante, um possível empate ou revés não descarta a possibilidade de avanço.
 
Com Lagarto, ASA e Jacuipense garantidos na segunda fase, apenas uma vaga está em disputa. Com Santa Cruz e Juazeirense na briga. No entanto, somente a equipe pernambucana depende das próprias forças. Se vencer, está dentro. Com um empate, a vaga estaria encaminhada, já que os baianos precisariam tirar uma diferença de três gols de saldo em relação ao Tricolor. 
 
Já em caso de derrota para o Lagarto, a Cobra Coral vai precisar torcer. O CSE, adversário do Juazeirense na rodada, precisaria vencer ou empatar. Ou seja, ainda que a derrota em Arapiraca tenha adiado a passagem coral no mata-mata, as possibilidades ainda apontam uma situação confortável. Já que, além das garantias em termos de tabela, o Santa jogará como mandante, ao lado do seu torcedor, que deve, mais uma vez, se fazer presente em bom número. 
 
Na coletiva pós-derrota para o ASA, inclusive, o técnico Marcelo Martelotte buscou ver o 'copo meio cheio'. Otimista, o treinador até lamentou o resultado negativo, mas destacou que a possibilidade de decidir vaga no Recife foi conquistada pelo time. Ainda que não seja o cenário ideal, é factível para o Tricolor. O comandante projetou a semana de trabalho visando o final de semana decisivo. 

"Temos nossas chances. Esperávamos sair com um resultado melhor, mas ficou para a última rodada. E a possibilidade de decidir na nossa casa só existe por mérito nosso. Pelo nosso rendimento nas últimas rodadas. É ele que nos mantém, hoje, no G4. Vejo isso como uma vantagem para a última rodada. Agora, vamos avaliar todas as nossas necessidades para que a gente possa garantir essa classificação", avaliou. 
 
FATOR CASA  

O retrospecto no Arruda, inclusive, é bastante favorável. Ainda mais no recorte desde a chegada do técnico Marcelo Martelotte, há pouco mais de dois meses. Nesse cenário, foram quatro confrontos em casa, sendo três vitórias e uma derrota. A parceria com a torcida coral tem funcionado. Por esforços dentro de campo e nas arquibancadas.
 
Isso porque, com a força da torcida, o Santa é dono dos três maiores públicos da atual edição da Série D. Mesmo com o estádio limitado a receber apenas um terço da capacidade total. E no sábado o apoio não será diferente.  
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Com Jean Carlos e Franco, mas sem Victor Ferraz, Náutico realiza treinamento no CT
O 'Mágico' e o paraguaio ficaram de fora do treino de ontem por dores musculares; apesar de não ter lesão na panturrilha, lateral-direito não desceu para o campo


Júlio César Martins


<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
O Náutico realizou mais um treinamento nesta terça-feira visando a partida contra a Chapecoense, no próximo domingo, no estádio dos Aflitos. Depois da apresentação do atacante Jonathas Jesus, o treinador Roberto Fernandes comandou um trabalho em campo reduzido no CT Wilson Campos. As novidades foram as participações de Jean Carlos e Richard Franco, que foram desfalques na última segunda-feira por dores musculares.

Em contrapartida, o lateral Victor Ferraz não trabalhou com o elenco alvirrubro. Apesar de ter lesão na panturrilha descartada depois da realização de exames, o jogador permaneceu na academia do centro de treinamento. A tendência é que o capitão do Timbu seja incorporado nesta quarta ou quinta-feira e seja o titular na ala-direita no jogo do final de semana.

Outra ausência na atividade foi o zagueiro João Paulo. O atleta sentiu dores musculares e foi poupado. Por outro lado, os três últimos reforços do Náutico treinaram normalmente e devem estrear nas próximas rodadas. Jonathas Jesus já pode jogar domingo. Já Souza e Jobson só a partir da próxima quarta-feira, quando o time enfrenta a Ponte Preta.

Em um grupo separado, os atacantes Kieza e Luis Phelipe, os volantes Ralph e Djavan e o zagueiro Wellington continuaram a transição física com bola e estão perto de retornarem aos trabalhos com o elenco. A tendência é que pelo menos os dois primeiros estejam entre os relacionados na próxima rodada. Júnior Tavares, que ficou com os jogadores na segunda-feira, já treinou normalmente sob os cuidados de Roberto Fernandes.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO

Com grande experiência na Europa, Jonathas Jesus revela ambição para atuar no Náutico: 'clube gigantesco'
Jogador pode estrear no próximo domingo, contra a Chapecoense

Júlio César Martins
<i>(Foto: Anderson Malagutti/DP )</i>
Semana de novidades no Náutico. Após Souza na última segunda-feira, o clube apresentou nesta terça o centroavante Jonathas Jesus. Contratado para resolver o problema no ataque alvirrubro, que não vem tendo um bom desempenho na Série B, o atleta conta com a experiência de boas passagens no futebol europeu para fazer as pazes do sistema ofensivo com as redes adversárias. A boa notícia é que o jogador já poderá entrar em campo no próximo domingo, diante da Chapecoense,  caso seu nome apareça no BID. O atacante estava livre no mercado após o fim do seu contrato com o Odisha, da Índia.

“Para o jogador é muito gratificante jogar liga espanhola. É um sonho. Realizei sabendo que seria possível. Trabalhei durante a temporada, tinha um clube e um treinador legal. Quando é assim não tem erro. Fico feliz por tudo que fiz, mas agora é esquecer e trabalhar. Tem que fazer em um lugar diferente agora, no Timbu”.

Atualmente com 33 anos, o avançado já foi, inclusive, um dos artilheiros do Campeonato Espanhol, quando defendia o Elche. Na oportunidade, Jonathas marcou 14 gols, brigando com Luis Suárez, Benzema e Cristiano Ronaldo. O jogador também tem 11 gols pelo Rubin Kazan-RUS, sete pelo Real Sociedad-ESP, além de 18 pelo Brescia-ITA.

Com um extenso currículo, Jonathas vinha atuando no futebol indiano antes de acertar com o clube alvirrubro. Apesar da equipe ocupar a zona de rebaixamento da competição, o atacante contou o motivo de ter negociado com o Timbu, e garante que não faltará ambição para entrar em campo e ajudar o time.

"Náutico dispensa comentários. Clube gigantesco. Tive uma conversa com o Ari e aumentou mais a minha vontade. Senti paz no coração e essa vontade de voltar a render e jogar. O Náutico é grande. Acho que a ambição é cada um tem dentro. Em toda minha carreira tive em todos os clubes. Aqui não vai ser diferente. Venho com alegria. Quando cheguei minha ambição e alegria aumentou com o ambiente, jogadores, direção. Creio que isso vai ajudar muito. Trabalhar todos os dias. Isso sempre deu resultado".
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO

<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
Peça importante do elenco comandado por Roberto Fernandes, o lateral Victor Ferraz deixou o jogo contra o Grêmio, na última sexta-feira (8), se queixando de dores na panturrilha esquerda. Nesta segunda-feira (11), o atleta de 34 anos foi submetido a um exame de imagem no CT Wilson Campos. Com o resultado em mãos, o departamento médico do Timbu constatou nenhuma lesão no capitão alvirrubro.
 

Anunciado há cerca de três meses pelo Náutico, Victor Ferraz já entrou em campo 12 vezes pelo Timbu. Todos os jogos realizados pelo polivalente lateral, que também atua no meio-campo, foram válidos pela Série B, onde anotou um gol e deu uma assistência. No jogo contra o Grêmio, sentiu dores na panturrilha esquerda e deixou o campo restando 10 minutos para o término do jogo.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO

Mesmo na zona de rebaixamento, Souza demonstra motivação para ajudar: 'sou muito grato ao Náutico'
Jogador ressaltou que não terá problemas com a adaptação no retorno ao futebol brasileiro


Júlio César Martins

<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
Principal contratação do Náutico para a Série B do Campeonato Brasileiro, o volante Souza retorna ao clube após 10 anos atuando no exterior. Ao contrário da última passagem, quando o Timbu estava na primeira divisão nacional e em uma boa fase, neste ano o time não vem fazendo uma boa campanha até o momento e está na zona de rebaixamento, em 17º lugar.


Com apenas duas vitórias na competição, o alvirrubro pernambucano deposita muita esperança no atleta para uma virada de chave visando a recuperação no certame. A próxima oportunidade será no próximo domingo, contra a Chapecoense, no estádio dos Aflitos. Em contrapartida, Souza não estará em campo, já que só poderá atuar a partir do dia 18 de julho, quando abre a janela de transferências. Por isso, a reestreia deve acontecer no dia 20, diante da Ponte Preta. Apesar de encontrar o Náutico em uma situação crítica, o meio-campo se mostrou motivado para ajudar e falou sobre as mudanças desde 2012.

"De 10 anos para cá eu peguei mais experiência. Estou mais experiente, mais maduro. Vai depender do trabalho. Vou me esforçar e trabalhar para ajudar o Náutico. Aos poucos a torcida vai pegando confiança e vai dar tudo certo. O que me motiva é jogar futebol. É o primeiro ponto. Vim de uma família muito humilde, e o futebol me deu tudo que eu tenho hoje. Sou muito grato por voltar ao Náutico’.

O volante chegou e terá que correr contra o tempo para reestrear com a camisa alvirrubra. Apesar de vir treinando nas últimas semanas, a última partida oficial do jogador foi no dia 26 de maio. O jogador voltou aos trabalhos no início de junho, e desde o final de semana trabalha no CT Wilson Campos. Com mais de uma semana até a primeira chance de entrar em campo novamente pelo Timbu, a expectativa é que Souza possa ser acionado pelo menos no decorrer do confronto da quarta-feira (20).

O atleta vem de várias temporadas atuando fora do Brasil, tendo passado no Japão e nos Emirados Árabes. Com estilos de jogo diferentes do praticado no território nacional, Souza poderá sentir um pouco o ritmo. A situação pode ser acentuada caso jogue na posição de origem, como segundo volante, já que teria que ser decisivo na fase defensiva e ofensiva.

"Todo lugar que eu fui eu sempre me adaptei muito fácil. Eu fiquei quatro anos no Japão, e lá se exige muito fisicamente, principalmente nos treinamentos. Aqui no Brasil não tem esse tempo para treinar, porque é um jogo em cima do outro”, finalizou o volante.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT

Sport: Thiago Lopes agradece elogios de Lisca e diz que fez melhor partida após ficar sete meses em recuperação de lesão
O meia-atacante rubro-negro também projetou seguir evoluindo com a camisa do Leão
Pedro Alves

<i>(Foto: Rafael Bandeira/Sport)</i>
O meia-atacante Thiago Lopes nunca foi unanimidade por parte da torcida do Sport. Pelo contrário. Em vários momentos foi muito criticado, mas pode ter dado a volta por cima na vitória diante do Londrina, no último sábado, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.


Segundo o site de estatística Sofascore, Thiago Lopes recebeu a segunda maior nota da partida (7,6) e também teve o reconhecimento de sua boa atuação do técnico Lisca, que desceu elogios ao camisa 19 rubro-negro, autor da assistência para o gol de Rafael Thyere.

“Fico feliz pelo elogio do Lisca. É um grande treinador. Estou aprendendo muito com ele por ser um treinador inteligentíssimo. Teve passagens em outros clubes interessantes e eu tenho certeza que vai agregar muito para a gente. Um elogio vindo dele, eu tenho essa facilidade do torcedor gostar, mas o mais importante são as minhas atuações. Teve esse jogo que fui bem e espero repetir mais atuações assim e possa trazer esse tipo de carinho com o torcedor”, disse o meia-atacante.

Thiago Lopes fez o seu 11º jogo com a camisa do Sport após se recuperar de uma cirurgia no tendão de Aquiles que o afastou dos gramados por seis meses. Com a sequência de jogos e a recuperação do ritmo de jogo, Thiago Lopes fez a sua melhor partida desde o seu retorno.

“Com certeza foi a melhor (partida) desde quando eu voltei. Porque fisicamente eu estava melhor. Um período em que todos falavam que eu ia passar 11 meses de recuperação e com 8 meses eu já fiz 11 jogos, mais de 400 minutos… Eu entendo a paciência do torcedor. Entendo a paciência que o torcedor teve comigo, porque não é fácil voltar de uma lesão que fica muito tempo parado, sem ritmo, fisicamente abaixo, estava entrando aos poucos na partida e, às vezes, não tinha muito tempo”, afirmou Thiago.

“Mas sem dúvida alguma foi uma das melhores partidas desde que voltei. Espero repetir atuações assim, melhorar e eu tenho certeza que vai ser um ponto de partida positivo para mim a partir desse jogo contra o Londrina”, completou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Sem Kayke e Giovanni, Sport tem novidades entre os relacionados para a partida contra o Operário-PR
Outro desfalque é o meia-atacante Everton Felipe, que segue se recuperando de uma cirurgia


Pedro Alves

<i>(Foto: Rafael Bandeira/Sport)</i>
A delegação do Sport viajou na tarde desta terça-feira (12) para o Paraná, onde vai enfrentar o Operário-PR, na quinta-feira (14), às 18h30, no estádio Germano Krüger, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Entre os jogadores relacionados para o confronto, duas novidades: o volante Bruno Matias e o lateral-esquerdo Lucas Hernández.


Ambos ficaram de fora da relação para a última partida do Leão na vitória contra o Londrina, no último sábado. Agora, o treinador rubro-negro optou por relacionar os dois atletas entre 23 jogadores que viajaram na delegação.  Já os atletas Flávio e Riquelmy ficaram de fora da relação.

O técnico Lisca, no entanto, não pôde contar com os meias Everton Felipe, que segue em processo de recuperação da cirurgia de apendicite, e Giovanni, que deixou a partida contra o Londrina com dores musculares, e o atacante Kayke, que se recupera de uma lesão na posterior da coxa.

Lista de relacionados segundo apuração do Esportes DP

Goleiros: Carlos Eduardo e Mailson;

Laterais: Ewerthon, Ezequiel, Lucas Hernández e Sander;

Zagueiros: Chico, Fábio Alemão, Rafael Thyere e Sabino.

Meio-campistas: Alanzinho, Blás Cáceres, Bruno Matias, Fabinho, Pedro Naressi, Ronaldo, Thiago Lopes e William Oliveira.

Atacantes: Búfalo, Jáderson, Luciano Juba, Paulinho e Ray Vanegas.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Empolgados com última vitória, torcida do Sport recepciona delegação antes de viagem para partida contra o Operário-PR
O confronto contra a equipe de Ponta Grossa acontece na próxima quinta-feira (14)
<i>(Foto: Divulgação/Sport)</i>
A vitória do Sport contra o Londrina no último sábado (9) trouxe de volta a torcida para perto. Querendo dá sequência ao bom momento e afastar de vez a fase ruim, um grupo de torcedores rubro-negros estiveram presentes no Aeroporto do Recife para prestar um último apoio ao elenco antes da partida contra o Operário-PR


O confronto que acontece na quinta-feira (14), às 18h30, no estádio Germano Krüger, pela 18ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro é muito importante para equipe no objetivo de se reaproximar do G4, que hoje está a quatro pontos de distância.

As novidades entre os jogadores que estavam presentes e viajaram para Curitiba são o volante Bruno Matias e o lateral-esquerdo Lucas Hernández. Já os atletas Flávio e Riquelmy ficaram de fora da relação que contém 23 jogadores ao total.

O técnico Lisca, no entanto, não pôde contar com os meias Everton Felipe, que segue em processo de recuperação da cirurgia de apendicite, e Giovanni, que deixou a partida contra o Londrina com dores musculares, e o atacante Kayke, que se recupera de uma lesão na posterior da coxa.

Lista de relacionados segundo apuração do Esportes DP

Goleiros: Carlos Eduardo e Mailson;

Laterais: Ewerthon, Ezequiel, Lucas Hernández e Sander;

Zagueiros: Chico, Fábio Alemão, Rafael Thyere e Sabino;

Meio-campistas: Alanzinho, Blás Cáceres, Bruno Matias, Fabinho, Pedro Naressi, Ronaldo, Thiago Lopes e William Oliveira;

Atacantes: Búfalo, Jáderson, Luciano Juba, Paulinho e Ray Vanegas.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Pior pontaria da Série B, Sport acerta apenas 26% dos chutes e somente a cada 26 minutos
Sport tem uma finalização errada a cada dez minutos de jogo e tem um percentual de 72% de erro até aqui na Série B
<i>(Foto: Paulo Paiva/Sport)</i>






















Entre todas as 20 equipes que disputam a Série B, o Sport é o que possui a pior pontaria nas 17 primeiras rodadas da competição. Nos dados levantados pelo portal FootStats, especialista em análises técnicas do futebol, o Leão possui o pior aproveitamento das finalizações, com 152 erradas, contra apenas 58 em direção à meta adversária. Um percentual de apenas 27,62% de acerto, que é o mais baixo entre todos os participantes da Segunda Divisão, da mesma forma que o de erros 72,38%, é o mais elevado de todos até aqui.


É uma média de aproximadamente uma única finalização certa para cada três erradas. No geral, com 210 arremates até aqui na Série B, o time apresenta uma média por partida de três a quatro acertos na barra, contra nove fora do perímetro das três traves. Ou seja, uma cabeçada ou chute certo a cada 26 minutos e 23 segundos, contra um erro a cada 10 minutos e 4 segundos.

Somente o CRB, que também tenta se aproximar da luta pelo G4, acertou a meta menos que o Sport, com 57 finalizações certas. Entretanto, o percentual de erros do Sport é consideravelmente superior (72% contra 67%), uma vez que o Leão finalizou 34 vezes mais na competição (210 contra 176) até aqui.

Números que refletem diretamente no baixo desempenho do time na quantidade de gols marcados. Mesmo com os dois gols marcados sobre o Londrina, que encerrou um jejum de seis jogos sem vencer, o Leão ainda possui o quinto pior ataque da Série B ao lado do Brusque, com 12 gols.

Questionado na entrevista coletiva sobre o baixo rendimento ofensivo da equipe, Lisca adotou uma postura veemente ao atribuir responsabilidade a todos os atletas. O treinador resgatou o fato de Luciano Juba, artilheiro do time com quatro gols, não ser atacante de origem, porém desenvolveu tal característica jogando de ponta. “O futebol evoluiu e o ataque não é só o centroavante. Começa com o Mailson. E eu não vou condenar jogadores, porque eu preciso de todos eles”, saiu em defesa o treinador rubro-negro.

Por outro lado, Lisca reconhece que é necessário melhorar o desempenho próximo à área adversária. “Talvez a gente tenha que adiantar um pouco o time. Pressionar mais no campo ofensivo, adiantar a linha defensiva e esse é o nosso grande desafio: manter a regularidade defensiva, mas ser mais agressivo e contundente no último terço do campo.”

O Sport é o 13º time que mais finaliza na Série B*
210 finalizações
Menor percentual de acurácia: 58 finalizações certas (27,62%)
Maior percentual de erros: 152 finalizações erradas (72,38%)

Finalizações/minutagem*
1 finalização certa a cada 26m23s (2ª pior média da Série B)
1 finalização errada a cada 10m04s

Piores ataques da Série B
9 gols - CSA
10 gols - Ponte Preta e Vila Nova
11 gols - Guarani
12 gols - Sport e Brusque

Artilheiros do Sport na Série B
4 gols - Luciano Juba
2 gols - Ray Vanegas, Kayke
1 gols - Bill, Parraguez, Thyere e Sander

* Fonte: FootStats
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Flamengo e Palmeiras se classificam e garantem duelos brasileiros na Libertadores

Nas quartas de final, clube carioca enfrenta o Corinthians e Verdão repete confronto com Atlético-MG
Jogadores do Palmeiras comemoram gol contra o Cerro PorteñoCesar Greco/Palmeiras

Henrique Andradeda CNN

Após vencerem fora de casa nos jogos de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, Flamengo e Palmeiras entraram em campo na quarta-feira (6) precisando apenas de empates para avançarem à próxima fase.

Diante de suas torcidas, os dois clubes aplicaram goleadas históricas, se classificaram com facilidade e definiram duelos contra outros brasileiros nas quartas de final da competição.

O Palmeiras, que havia vencido o Cerro Porteño (PAR) por 3 a 0 no primeiro jogo, contou com grande atuação de todo o seu elenco para derrotar o clube paraguaio por 5 a 0. com direito a dois gols de Rony, um deles de bicicleta. O time paulista encara agora o Atlético-MG, mesmo confronto da semifinal da edição do ano passado.

Após vencer o jogo de ida por 1 a 0, o Flamengo contou com um Maracanã lotado para golear o Tolima (COL) por 7 a 1, com destaque para o atacante Pedro, artilheiro da partida com quatro gols. Nas quartas de final, o clube carioca enfrentará o Corinthians, no duelo dos times com as maiores torcidas do Brasil.
Pedro e Gabi comemoram gol do Flamengo contra o Tolima / Marcelo Cortes/Flamengo

Os outros dois jogos de quarta eram exclusivamente argentinos. Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo, o Talleres venceu o Colón fora de casa por 2 a 0 e conseguiu a classificação. Na próxima fase, o time vai enfrentar o Vélez Sarfield, que segurou o empate em 0 a 0 com o River Plate após vencer o jogo de ida por 1 a 0.

A última vaga nas quartas de final será definida nesta quinta-feira (7), entre Fortaleza e Estudiantes (ARG). Após empate por 1 a 1 no primeiro jogo, uma simples vitória de qualquer lado é suficiente para classificação.

Se o Fortaleza passar, o Brasil terá seis representantes nas quartas de final pela primeira vez na história da Libertadores. disputada desde 1960.
Confira a chave da Libertadores:

Chaveamento da Libertadores / Divulgação/Conmebol
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Santa Cruz anuncia retorno do meia Chiquinho para a sequência da Série D
Chiquinho defendeu o Santa Cruz por duas temporadas e retorna para ajudar na briga pelo acesso à Série C do Campeonato Brasileiro


Redação


Com a camisa coral, foram 46 jogos e 14 gols marcados pelo meia (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)Após cerca de uma semana de negociação, o Santa Cruz chegou a um acordo e anunciou oficialmente o retorno do meia Chiquinho para a sequência da temporada 2022. O jogador, de 32 anos, deixou o Arruda no ano passado em meio à disputa da Terceira Divisão depois de receber uma proposta do Dibba Al Fujairah, equipe dos Emirados Árabes Unidos.

Chiquinho defendeu o Santa Cruz por duas temporadas. O meia chegou ao Arruda em 2020, quando disputou 22 jogos, marcou nove gols e ajudou o time na campanha que, por pouco, não culminou no acesso à Série B. Na ocasião, o jogador era comandado por Marcelo Martelotte, atual treinador coral.


Já no ano passado, o meia continuou sendo um dos principais jogadores do elenco do Santa Cruz. Ele entrou em campo em 24 partidas e marcou cinco gols. O ano turbulento e uma proposta financeira atrativa fizeram com que Chiquinho aceitasse a proposta dos Emirados Árabes Unidos e deixasse o Tricolor durante a disputa da Série C, que terminou no rebaixamento do clube.


Com a classificação ao mata-mata próxima de ser concretizada, o Santa Cruz corre contra o tempo para fechar o elenco para a sequência da Série D. O prazo da janela de transferências para a competição nacional se encerra no próximo dia 22 de julho.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Santa Cruz se reapresenta e começa preparação para partida decisiva contra o ASA pela Série D
Dos titulares no último domingo, apenas o meia-atacante Wescley e o goleiro Jefferson subiram para o gramado e participaram das atividades


Vittoria Fialho

Reservas subiram para o gramado do Arruda. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)Após vencer a segunda consecutiva na Série D, o Santa Cruz já se prepara para o próximo desafio. Na tarde desta terça-feira, o elenco coral se reapresentou no Arruda e já mudou o foco para o ASA, adversário do próximo domingo (10), em Arapiraca, pela penúltima rodada da fase de grupos da competição nacional. A uma vitória de se garantir no mata-mata, os corais têm pela frente a missão de dar sequência ao bom momento conquistado dentro da disputa.

Hoje, no gramado do Arruda, somente os reservas. Com as exceções do goleiro Jefferson e do meia-atacante Wescley, os jogadores titulares na vitória por 1 a 0 no último domigo, contra o Juazeirense, não participaram das movimentações. O lateral-direto Edson Ratinho e os atacantes Hugo e Rafael Furtado até deram as caras, mas logo retornaram para o vestiário.




Com atividades em campos reduzidos, o técnico Marcelo Martelotte focou em trabalhos relacionados à saída de bola. Em um primeiro momento, o elenco foi dividido em dois grupos de 10 jogadores. Logo depois, utilizando toda a grande aréa, o comandante tricolor realizou uma movimentação voltada ao aspecto defensivo, com jogadas rápidas trabalhadas pelas pontas. À parte, os arqueiros Jefferson, Kléver e Geaze trabalharam com o preparador Washington Araújo.



O elenco coral tem nova sessão de treinamento marcada para esta quarta-feira, às 8h30, no CT Ninho das Cobras. Dia que deve ser movimentado, também, no Arruda. Novos reforços corais, o meia Chiquinho, velho conhecido, e o volante Arthur Santos são esperados para a realização de exames médicos. A dupla deve ser anunciada até o fim desta semana. Um centroavante, prioridade da diretoria no momento, também deve chegar.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Com o Santa Cruz presente, reunião na CBF define novos valores na premiação da Série D
Representantes dos pernambucanos Retrô e Afogados também participaram do encontro inédito na sede da entidade


Redação


Campeão e vice da Série D receberão R$ 500 mil e R$ 300 mil, respectivamente (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)Pouco mais de duas semanas depois da convocação do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, uma nova premiação foi definida para a Série D. Em reunião inédita, na manhã desta terça-feira, o mandatário esteve com representantes dos 64 clubes da competição nacional. E o Santa Cruz esteve presente.



No encontro, novos valores foram alinhados entre as partes envolvidas. Agora, o aporte financeiro mínimo é de R$ 120 mil para as agremiações que não se classificarem para a próxima fase do torneio. Para aqueles que avançarem de fase, por sua vez, a quantia aumenta para R$ 150 mil. Campeão e vice receberão R$ 500 mil e R$ 300 mil, respectivamente.


Antes, o campeão receberia como prêmio R$ 320 mil, além de um automóvel, com o vice tendo direito a R$ 250 mil e também um automóvel. O terceiro colocado embolsará R$ 150 mil e o quarto R$ 100 mil de bônus. Logo, a equipe vencedora pode embolsar até R$ 650 mil.


Além do Santa Cruz, representado pelo presidente Antônio Luiz Neto, os pernambucanos Retrô e Afogados também se fizeram presentes na conversa. As partes, inclusive, tiveram suporte da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) durante a mobilização inicial nos bastidores. Em meio às conversas entre os dirigentes e os presidentes das federações envolvidas, os clubes elencaram suas principais necessidades.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Santa Cruz encaminha chegada de volante e concentra buscas por centroavante para 'fechar' elenco
Tricolor está próximo de selar a vinda do meio-campista Arthur Santos


Redação



(Foto: Divulgação/Ferroviário)Falta apenas o centroavante. Após acertar o retorno do meia Chiquinho, o Santa Cruz encaminhou a contratação do volante Arthur Santos, que estava no Ferroviário-CE. Assim como o camisa 10, o jogador é aguardado no Arruda nesta quarta-feira para assinar contrato e realizar exames médicos. A informação foi antecipada pelo jornalista Wellington Araújo e confirmada pelo Esportes DP.



Arthur aguarda apenas o distrato no BID com o antigo clube, o que deve acontecer ainda nesta terça-feira. O volante entrou em campo pela última vez no dia 5 de março, há quatro meses, pelo Campeonato Catarinense, enquanto vestia a camisa do Barra-SC. No Sul, somou 11 partidas, sendo 10 como titular, guardando uma assistência.

O volante de 30 anos chega ao Arruda após duas baixas no setor. O técnico Marcelo Martelotte perdeu Rodrigo Yuri, que deixou o clube, e Elyeser, suspenso e desfalque certo por mais dois jogos no Brasileiro.

SEGUE NO MERCADO

Com um meia e um volante encaminhados, a diretoria coral concentra as atenções no ataque. Um centroavante deve chegar ao Arruda. A princípio, será a última contratação visando a disputa do mata-mata da Série D - próxima a ser selada pelo Tricolor.

Reforços para outras posições, no entanto, não estão descartados. Apesar de não serem prioridades, postos como o gol pode ter ‘cara nova’. O Santa segue atento às oportunidades do mercado, ao menos até o dia 22 de julho, prazo pra a inscrição de novos atletas na Quarta Divisão.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


De volta aos anos 2000: Santa Cruz lança camisa com manga longa; veja fotos
O tradicional padrão tricolor terá a versão de manga comprida


Eduardo Parin


Camisa com manga longa era desejo da torcida e fornecedora (Foto: Divulgação/Volt)Os uniformes com manga longa marcaram gerações entre as décadas de 1990 e 2000. No Santa Cruz, os torcedores mais antigos lembram o padrão da temporada de 1987, fornecido pela Adidas, que contava com patrocínio clássico da Coca Cola. Mais recentemente, no início da década de 2000, a Finta produziu camisas com manga longa que também figuram no imaginário do tricolor.



Parceira do Santa Cruz desde o início desta temporada, a Volt lançou, nesta segunda-feira (5), a versão com manga comprida do padrão atual do Tricolor. Na versão apresentada, as propriedades são semelhantes a da camisa principal da temporada 2022. As mangas são inteiramente pretas, com retilíneas personalizadas nas cores tradicionais do time nos punhos. O peitoral mantém o padrão, listrado nas cores do Santa Cruz.


Além do Santa Cruz, a Volta lançou uniformes com manga longa de outros sete clubes brasileiros. América-MG, CSA, Criciúma, Botafogo-SP, Figueirense, Remo e Vitória tiveram seus modelos atuais remodelados.


“A produção das peças com mangas longas remetem as camisas clássicas e era um dos temas mais pedidos em nossas redes sociais. Nesta primeira ativação, realizamos uma ação conjunta com todos as nossas agremiações parceiras, mas a ideia é que seja uma ação duradoura em nosso cronograma de lançamentos”, conta Fernando Kleimmann, sócio-diretor da empresa.
 
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Santa Cruz tem 17 dias para inscrever novos atletas e 'corre' para fechar elenco na Série D
Meio-campista Chiquinho, com passagem pelo Arruda, deve ser o próximo reforço a ser anunciado para a sequência da competição nacional


Redação


Atleta retorna após passagem nos Emirados Árabes Unidos. (Foto: Rafael Melo/SCFC)Com a classificação ao mata-mata próxima de ser concretizada, o Santa Cruz corre contra o tempo para fechar o elenco para a sequência da Série D. E as próximas duas semanas tendem a ser movimentadas no Arruda. Isso porque o Tricolor tem apenas 18 dias para avaliar o mercado e finalizar possíveis novas contratações. O prazo da janela de transferências do Brasileiro da Quarta Divisão se encerra no próximo dia 22 de julho.



Entre as prováveis chegadas está o meia Chiquinho, que já vestiu a camisa coral entre 2020 e 2021. O jogador é o “camisa 10” diferenciado tão pautado pelo departamento de futebol coral nos últimos meses. Experiente, o atleta de 32 anos está livre no mercado desde o fim do seu contrato com o Al Fujairah, dos Emirados Árabes Unidos. A previsão da diretoria, que trata o negócio como “extremamente próximo'', é selar a contratação ainda nesta semana.



"É um jogador que já tratamos com ele, estamos extremamente avançados, ele gosta do Santa Cruz, tem identidade com a nossa torcida e é claro que a participação da torcida vai nos ajudar para que a gente possa finalmente trazê-lo. Chiquinho é fundamental. Que a torcida continue ajudando a gente para a gente buscar essa contratação, e quem sabe trazer mais um outro atleta para agregar", disse o presidente Antônio Luiz Neto após a vitória do último domingo.

Apesar de próxima, a volta do meia, no entanto, não significa que a utilização será imediata. Chiquinho só poderá voltar a atuar pela Cobra a partir do dia 18 de julho, já que se trata de uma transferência internacional e o jogador teve distrato com o antigo clube após o fechamento da janela no dia 12 de abril.

O Tricolor, que havia esfriado a ida ao mercado após a chegada do jovem meia Anderson Ceará, se viu na necessidade de encorpar o plantel visando a sequência do Brasileiro. E o retorno de Chiquinho se encaixa exatamente no atual contexto do clube, entende a diretoria coral. No Arruda, o meia esteve em campo em 46 partidas e marcou 14 gols.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Sergipano passa por cirurgia e volta ao gramados pelo Santa Cruz é prevista para 2023
Defensor tricolor foi diagnosticado com uma hérnia inguinal, após frequentes dores na região do púbis durante os últimos meses


Vittoria Fialho


Defensor não joga desde o Pernambucano. (Foto: Rafael Melo/SCFC)Após a cirurgia para correção da hérnia inguinal ocorrer dentro do planejado, o zagueiro Júnior Sergipano já tem previsão de retorno aos gramados. De acordo com o vice-presidente do departamento médico do Santa Cruz, Antônio Mário Valente, o procedimento aconteceu 'sem maiores problemas'. O defensor, fruto da base coral, agora segue o ritual do pós-operatório para dar início ao processo de volta ao campo.

O retorno, no entanto, não deve acontecer mais na atual temporada. Em breve contato com a reportagem do Esportes DP, o médico tricolor afirmou que Sergipano "não volta antes dos dois meses de tratamento. Dessa forma, a volta às atividades deve acontecer somente em 2023, já que a Série D se encerra no dia 25 de setembro.

Sergipano se queixava de dores frequentes na região do púbis nos últimos meses. Foi o incômodo, inclusive, que tirou o zagueiro da partida contra o ASA, no Arruda, no dia 23 de abril, na estreia do Santa como mandante na Série D. Após investigação, exames indicaram a presença de uma hérnia inguinal, problema causado por esforços que aumentam a pressão na barriga.


Desde então, não voltou a vestir a camisa coral. O prata da casa passou a aprimorar apenas a parte física em trabalhos afastados do restante do elenco.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Contra melhor defesa da Série B, Náutico tem 'mapa da mina' para balançar rede do Grêmio
Time gaúcho sofreu apenas cinco gols em 16 jogos, e ao lado da Chape de 2020, tem hoje o melhor desempenho defensivo da história da Série B no recorte


Diego Borges


Todos os cinco gols sofridos pelo Grêmio surgiram de cruzamentos pelas pontas (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)Vindo de uma importante vitória na Série B, o Náutico precisa de mais um bom resultado na próxima rodada, para se distanciar do Z4. Porém, o Timbu terá um dos seus maiores desafios na competição: enfrentar o Grêmio em Porto Alegre, que é o dono da defesa menos vazada da Série B, com apenas cinco gols sofridos em 16 jogos.


Desempenho, aliás, que se iguala ao melhor da história da competição, ao lado da Chapecoense de 2020. E mais um ponto que reforça o ótimo momento defensivo do Grêmio é o fato de que nos últimos nove jogos disputados pelos gaúchos, apenas um gol foi sofrido no recorte.



Tarefa difícil para o Náutico, porém não impossível. Afinal, cinco equipes conseguiram o feito de balançar as redes da equipe gaúcha. O detalhe importante é que todos os cinco gols que o Grêmio sofreu nasceram de um tipo de jogada bem específica: penetração pelas pontas nas costas da defesa e cruzamento para quem vem de trás da marcação na área, seja em bola alta ou rasteira.


E mais outro fator é favorável ao Náutico para esse duelo. O mesmo tipo de jogada, de penetração dos pontas para cruzamento, foi o norte para a construção dos três gols contra o Novorizontino, na última partida. Se há um ‘mapa da mina’ para o time conseguir furar a defesa gremista, esse o Timbu já sabe como explorar.

Além disso, outro ponto positivo a favor do Náutico é o seu desempenho ofensivo no geral. Com 16 gols marcados, o Timbu tem o quarto melhor ataque da competição ao lado de outros cinco times, porém atrás apenas de Cruzeiro, Criciúma e Bahia, que lideram o quesito.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Mudanças de peças na janela não causa 'confusão' ao elenco do Náutico, aponta volante
'Isso é normal no futebol', destaca o volante Richard Franco


Diego Borges


"Os jogadores vão, e os jogadores vêm", apontou Richard Franco (Foto: Tiago Caldas/CNC)Com a iminência da abertura de janela de contratações na Série B, não faltam negociações sobre jogadores para deixar ou reforçar o Náutico. Juninho Carpina já deixou o clube, enquanto Rhaldney, Jean Carlos e Ewandro despertam interesse fora dos Aflitos. Por outro lado, também há a possibilidade de chegada de novas peças, como o meia Souza e o atacante Olávio. Cenário que gera dúvidas sobre como o elenco alvirrubro vai se readaptar para as novas possibilidades que o técnico Roberto Fernandes terá em mãos.



Porém, na opinião do volante Richard Franco, essa reformulação não gera ‘confusão’ para os atletas. Para o atleta, os jogadores estão acostumados com as mudanças corriqueiras ao longo da temporada.


“Os jogadores vão, e os jogadores vêm. Aos que vão, (desejo) que tenham sucesso nos times que irão. Chega o momento deles irem por algum motivo. E aos que vêm, que venham para ajudar o time a conseguir os melhores resultados”, destacou.


“Isso é normal no futebol. Com qualquer um pode acontecer isso, na fase boa ou ruim. Quando abre a janela qualquer coisa pode acontecer no futebol”, analisou Richard Franco.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Richard Franco comemora gols pelo Náutico e resgate de 'fase artilheira' mais perto da área
Volante se diz mais à vontade atuando de forma ofensiva, e relembra gols marcados no futebol paraguaio


Diego Borges



Jogando pelo Sol de America, do Paraguai, Franco atuava mais próximo da área rival (Foto: Instagram/@soldeamericapy)Com três gols marcados nos últimos quatro jogos pelo Náutico, o volante Richard Franco tem se apresentado como mais uma alternativa para o setor ofensivo alvirrubro. Essa característica, porém, não é nenhuma novidade para o atleta. Aliás, essa função mais próxima da área é como Franco se diz ‘mais à vontade’ para atuar em campo.



O jogador comemorou a fase artilheira com a camisa alvirrubra, agora com quatro gols na temporada, e resgatou o ano de 2017 pelo Sol de América, do Paraguai, quando marcou sete gols no ano. “Eu sou volante. Volante ofensivo. E como fui treinado, o volante ofensivo é o que tem que chegar na área e fazer gol. É o que eu gosto de fazer. E agora está dando tudo certo e estou fazendo gols”, destacou Richard Franco, antes de explicar.


“Já tive (uma fase artilheira) no Sol de América, em 2017. Já tem um tempo, mas depois disso joguei de primeiro volante, por fora, mais fixo. Agora que estou jogando mais à frente.”


Um dos motivos para essa aproximação da área adversária, segundo o jogador, foi uma orientação do técnico Roberto Fernandes, que atendeu ao seu pedido e apontou a função de ‘homem surpresa’ na grande área.


“Eu falei com ele nos primeiros dias, quando chegou e me perguntou como eu me sentia mais à vontade. Falei que era mais cômodo, e dependendo dele também, ganhei a oportunidade e soube aproveitar o momento”, destacou Franco.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Richard Franco desponta como 'novo atacante' do Náutico
Volante fez dois gols diante do Novorizontino, na última rodada


Júlio César Martins


Volante paraguaio tem três gols nos últimos quatro jogos (Foto: Tiago Caldas/CNC)Fora da zona de rebaixamento e buscando melhorar para encostar no G4 da Série B, o Náutico parece que achou uma arma letal contra os adversários na última rodada. O volante Richard Franco vem exercendo um papel fundamental taticamente e marcou dois gols contra o Novorizontino. Com quatro tentos e quatro assistências na temporada, o paraguaio já possui a melhor média de participação direta em gols da carreira.



A evolução vem andando lado a lado com a necessidade do Timbu de achar um atacante artilheiro. A última vez que Franco teve números semelhantes foi em 2017, pelo Sol de América-PAR, mas alcançou com um jogo a mais do que neste ano. Com poucas opções que conseguiram render o esperado como centroavante ou ponta, o treinador Roberto Fernandes achou o elemento surpresa ideal.


O paraguaio vem ‘pisando na área’, como os técnicos costumam falar, e vem agradando os torcedores alvirrubros. Atuando como terceiro homem mais avançado na faixa central, ao lado de Victor Ferraz e um primeiro volante, o atleta tem liberdade para chegar até a área e auxiliar Jean Carlos e o atacante da equipe. O sistema no 3-5-2 escolhido pelo técnico potencializou o futebol do volante.


O clube vem sendo refém de gols em 2022. O atacante Kieza, prejudicado por lesões musculares, possui apenas nove partidas na temporada e não balançou as redes nenhuma vez. O substituto imediato, Léo Passos, marcou dois gols e deu uma assistência em 21 confrontos com a camisa do time, porém caiu muito de produção e rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho, virando desfalque até o próximo ano.


As duas opções que fazem o papel de camisa 9 disponíveis no elenco são Amarildo e Júlio. O primeiro tem apenas dois tentos em 20 partidas, e também não conseguiu se firmar entre os titulares. Os melhores números são do jovem da base do Náutico. Júlio possui dois gols em nove embates pelo profissional nesta temporada, e é um pedido constante da torcida, mas não teve tantas oportunidades.


No último sábado, o ponta Geuvânio fez o papel de centroavante. Entretanto, o jogador ainda não está em plena forma física e com o ritmo de jogo dos demais do elenco, o que afeta no seu desempenho. Por outro lado, nas duas últimas rodadas, quando entrou de titular, conseguiu ter boas atuações. Enquanto Roberto não encontra seu 9 ideal, Richard Franco deve continuar sendo umas das opções para superar a adversidade.

Gols de atacante em 2022


Robinho: 5
Pedro Victor: 4
Ewandro: 3
Júlio: 2
Léo Passos*: 2
Amarildo: 2
Niltinho: 1
Luis Phelipe*: 1
Leandro Carvalho**: 1
Kieza*: 0


*Machucado
**Deixou o clube
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Dirigente do Náutico explica negociação frustrada de Rhaldney e aguarda proposta oficial por Jean Carlos
Dupla esteve ligada a possíveis negociações, que não avançaram e, pelo menos por enquanto, deve permanecer no Náutico


Fernando Castro



Dupla, pelo menos por enquanto, vai permanecer no Náutico (Foto: Tiago Caldas/CNC)O volante Rhaldney e o meia Jean Carlos devem, pelo menos por enquanto, continuar no Náutico para a sequência da Série B. A dupla esteve ligada a possíveis negociações, mas que não avançaram. O prata da casa alvirrubro foi quem teve mais perto de deixar os Aflitos. O marcador recebeu uma proposta de um clube do Azerbaijão, mas apesar do Timbu ter aceitado, o negócio não foi concluído, como explicou o executivo de futebol Ari Barros, em entrevista ao programa Fórum Esportivo, da Rádio Jornal.



“Eu não vi necessidade da desistência da equipe do Azerbaijão, mas eles alegaram que nós passamos a conta do Osvaldo Sestário, que é advogado do clube, e que resolve as nossas situações internacionais. Isso seria facilmente mudado, não teríamos problema em passar a conta do clube. Esse foi um dos motivos. E o outro é que eles queriam que Rhaldney viajasse em um determinado dia, mas ele seria se casar e pediu dois ou três dias a mais”, disse Ari.



Com a negociação frustrada, Rhaldney continua no Náutico e já treina normalmente junto com os demais jogadores do elenco. O volante chegou a entrar em campo no último sábado, na vitória diante do Novorizontino. Com contrato até janeiro do ano que vem, a diretoria alvirrubra não deve dificultar a saída caso uma nova proposta chegue ao clube. Isso porque uma renovação contratual é vista como improvável.


Já em relação a Jean Carlos, nenhuma proposta oficial chegou ao Náutico. Pelo menos foi o que garantiu Ari Barros. O empresário do jogador revelou conversas com um representante do Esteghlal, clube do Irã, mas nada chegou ao Timbu. Ao final do jogo contra o Novorizontino, o jogador chegou a dar uma entrevista em tom de despedida.


“Até agora não chegou nada de oficial para o clube. Jean tem contrato, é um cara sensacional, temos total respeito e se chegar alguma situação oficial, vamos estudar junto com o atleta para poder resolver. Mas até agora não tem nada. Não houve nenhuma comunicação de clube para clube”, disse Ari.


JUNINHO CARPINA


Por fim, Ari Barros também explicou a situação do meia Juninho Carpina, que deixou o Náutico. Segundo ele, o jogador não queria renovar o contrato e a diretoria resolveu aceitar uma proposta de um time da segunda divisão do Chipre, permanecendo com 25% dos direitos econômicos. O prata da casa alvirrubro continua sendo um ativo do clube e vai assinar um contrato de dois anos com a nova equipe.


“Com relação à oportunidade, cabe aos treinadores. Oportunidade ele teve. Temos que analisar o dia a dia, o desempenho. Nenhum treinador deixa de convocar aos jogos um jogador que está arrebentando nos treinos. Enxergamos tudo isso, para a posição ainda tínhamos o Eduardo (Teixeira), o Jean (Carlos)”, completou Ari Barros.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Confiante em renovação de Mailson, preparador de goleiros do Sport fala sobre trabalho em manter bom rendimento do goleiro
O contrato de Mailson encerra no final do ano e o goleiro pode assinar um pré-contrato com qualquer clube


Pedro Alves



Mailson despertou interesse de vários clubes do Brasil. (Foto: Anderson Stevens/Sport)O futuro do goleiro Mailson segue indefinido. Com o contrato encerrando no final deste ano, o goleiro rubro-negro pode assinar a renovação com o Sport a qualquer momento, assim como fechar sua transferência gratuita para outro clube. Mas isso só o tempo vai dizer. Porém, o sentimento de quem está diariamente com o profissional pode dar um pequeno “spoiler” do que estar por vir.



Em entrevista exclusiva ao Esportes DP, o preparador de goleiros do Sport, Jorcey Anisio, falou sobre a expectativa sobre a renovação de contrato do camisa 1 rubro-negro e a forma que conduziu o trabalho para que Mailson não deixasse as questões extra-campo interferirem em seu rendimento.


“Eu acredito que sim (fica). Ele vem assimilando bem que essas coisas não podem interferir no dia a dia de trabalho dele. Foi o que falei para ele desde o início que, a partir do momento em que eu sentisse que essa situação interfira no dia a dia de trabalho dele, tanto em treinamento, quanto em jogos, eu seria a primeira pessoa a chegar para ele que teria que resolver senão ele não iria continuar jogando. Mas não estou sentindo”, disse Jorcey Anisio.


Coincidência ou não, Mailson se tornou um dos principais goleiros do país após a chegada de Jorcey ao Sport. Porém, o caminho para atingir esse nível não foi o dos sonhos. Ainda em 2020, o goleiro rubro-negro acabou perdendo a titularidade após uma sequência de falhas e neste período acabou focando em evoluir os fudamentos básicos de um profissional de futebol.


Mas no caso específico de Mailson, o goleiro acabou sofrendo com a consequência de não ter passado por todo o período de preparação na categoria de base. Apesar disso, o talento do goleiro sempre prevaleceu e através de muito trabalho com o preparador do clube, voltou a titularidade e a alcançar o status de um dos melhores goleiros do futebol brasileiro.


“Eu sempre vi um grande potencial no Mailson, só que ele era um atleta que precisava de muito trabalho. O Mailson tem um diferencial em relação aos outros por ser um atleta que não tem base. O Mailson era uma jóia, mas precisava ser lapidada. Conversamos com ele e a gente veio trabalhando, mostrando algumas coisas pra ele, onde ele precisava evoluir, porque ele tem qualidade e potencial muito bom. Só que ele tem que ser desenvolvido e estimulado em cima desse potencial e corrigir algumas coisas”, completou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Após vistoria, Sport recebe autorização do Corpo de Bombeiros e aumenta capacidade da Ilha do Retiro
O órgão de segurança liberou a utilização das curvas das arquibancadas e, com isso, o estádio rubro-negro passa a receber 19 mil pessoas


Pedro Alves


O Sport já pode utilizar os espaços a partir do jogo contra o Londrina. (Foto: Anderson Malagutti/DP)O Sport recebeu o laudo do Corpo de Bombeiros liberando a utilização das curvas laterais da arquibancada frontal para voltar a receber o público em jogos do clube. Com isso, a Ilha do Retiro aumenta a capacidade, que anteriormente era de 17 mil, para 19 mil pessoas a partir do confronto diante do Londrina, que acontece neste sábado (9), às 16h, pela 17ª rodada da Série B.






A informação foi confirmada pelo vice-presidente de patrimônio do Sport, Fortunato Russo. A diretoria rubro-negra tem a expectativa de contar com a Ilha do Retiro lotada para o próximo compromisso da equipe. Por isso, chegou a um acordo com o Londrina e o setor da Arquibancada do Placar segue destinada para a torcida do Sport, assim como aconteceu na partida diante do Brusque.


No final da tarde desta terça-feira (5), o Sport divulgou a primeira parcial de vendas de ingressos para o confronto contra o Londrina e, em menos de 24h, mais de 6 mil ingressos haviam sidos garantidos pela massa rubro-negra.



Inclusive, o presidente Yuri Romão e o técnico Lisca já convocaram a torcida para lotar a Ilha do Retiro para ajudar na recuperação da equipe na Série B na busca pelo acesso à Série A.



“Só vamos sair dessa situação se todos tivermos de mãos dadas: diretoria, comissão, torcida. Se todos estivermos juntos no mesmo propósito de tirar o Sport dessa, tenho certeza absoluta que o Sport unido é imbatível”, disse o presidente.



“Eu gosto de valorizar o torcedor do clube que estou trabalhando e nós temos uma torcida fanática. Futebol é um reflexo da vida. Quem levanta é quem tem apoio e coragem para enfrentar as situações. Convoco a nossa a ter a mesma postura. Eu peço que apoie os jogadores”, disse o treinador.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Sport confirma venda de mais de 6 mil ingressos em menos de 24h para a partida contra o Londrina
A expectativa da diretoria é ter casa cheia no próximo compromisso rubro-negro


Pedro Alves

A capacidade atual da Ilha do Retiro é de aproximadamente 19 mil. (Foto: Anderson Stevens/Sport)Na tarde desta terça-feira (5), o Sport divulgou a primeira parcial de vendas de ingressos para a partida contra o Londrina, que acontece neste sábado (9), às 16h, na Ilha do Retiro, pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. De acordo com o clube, em menos de 24h, foram comercializados 6.144 ingressos.



A expectativa da diretoria é de ter casa cheia e que a torcida apoie o Sport durante todos os 90 minutos com o objetivo de voltar a colocar a equipe rubro-negra no caminho das vitórias, coisa que não acontece há seis partidas.




Inclusive, o presidente Yuri Romão e o técnico Lisca já convocaram a torcida para lotar a Ilha do Retiro para ajudar na recuperação da equipe na Série B na busca pelo acesso à Série A.


“Só vamos sair dessa situação se todos tivermos de mãos dadas: diretoria, comissão, torcida. Se todos estivermos juntos no mesmo propósito de tirar o Sport dessa, tenho certeza absoluta que o Sport unido é imbatível”, disse o presidente.


“Eu gosto de valorizar o torcedor do clube que estou trabalhando e nós temos uma torcida fanática. Futebol é um reflexo da vida. Quem levanta é quem tem apoio e coragem para enfrentar as situações. Convoco a nossa a ter a mesma postura. Eu peço que apoie os jogadores”, disse o treinador
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Presidente do Sport pede apoio da torcida para se recuperar na Série B
O Leão viu o G4 se distanciar por conta dos maus resultados recentes


Pedro Alves


As vendas de ingressos para a partida contra o Londrina já iniciou. (Foto: Anderson Stevens/Sport)Diante dos resultados ruins apresentados pelo Sport nas últimas rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, o presidente rubro-negro convocou a torcida para apoiar a equipe na partida contra o Londrina, que acontece neste sábado (9), às 16h, na Ilha do Retiro, pela 17ª rodada, para servir como marco de uma recuperação rumo ao acesso à Série A.


“Eu estou muito esperançoso de que a nossa grande nação possa vir a apoiar a gente e apoiar o time. Havia muitas críticas ao trabalho do treinador anterior, foi substituído e espero que, a partir de agora, eles possam nos apoiar, porque é importantíssimo que eles estejam com a gente. Se o desafio já é grande, ele se tornará muito maior se a torcida não estiver conosco, se não estiver de mãos dadas com o elenco ou com a própria comissão técnica. Se não gosta da diretoria, paciência, que releve isso e apoie o nosso elenco”, disse o presidente Yuri Romão.


As torcidas dos principais adversários do Sport na briga pelo acesso, atualmente, estão sendo bastante importantes na campanha da Série B. Não à toa, as grandes referências e líderes da competição, como são os casos de Cruzeiro e Vasco, vem lotando seus jogos e com apoio da torcida em todos os jogos. Situação que foi destacada pelo presidente rubro-negro e pediu a torcida a trazer de volta o clima da “La Bombonilha”.


“A gente tem visto nos jogos, as torcidas como a do Cruzeiro, que fez uma festa belíssima, e a gente tem que dar a nossa contribuição junto do elenco. Fazer da Ilha aquele caldeirão que todos os atletas temiam. A diretoria vai seguir fazendo o trabalho na parte administrativa, na parte financeira e o comandante Lisca vai fazer a parte dele dentro de campo. É importante que a torcida nos apoie", destacou o comandante, em entrevista para Jorge Soares, da Rádio Clube.

Com o intuito de receber o máximo de apoio na partida, o presidente rubro-negro solicitou a alteração dos valores dos ingressos inicialmente divulgados pelo clube e reduziou os valores em R$ 20. As vendas dos ingressos já iniciaram de forma online desde a tarde de ontem e a comercialização nas biliheterias vão iniciar nesta quarta-feira (6).
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Sport encerra 'corredor polonês' com apenas 22,2% de aproveitamento e aumenta necessidade de bons resultados para se recuperar na Série B
O técnico Lisca destacou a importância do torcedor para trazer o Sport de volta para o caminho das vitórias
Pedro Alves

O Sport atualmente ocupa a 6ª colocação com 22 pontos ganhos. (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)O Sport vive o seu pior momento na Série B do Campeonato Brasileiro. Contra o Vasco, o Leão encerrou a sequência de jogos tratada como “corredor polonês” e não conquistou os três pontos em nenhum desses compromissos. Nas últimas seis partidas, o clube rubro-negro sai da maratona com quatro pontos conquistados dos 18 disputados, totalizando um aproveitamento de apenas 22,2% neste período.



Além da sequência ruim nas últimas seis partidas, o mau momento do Sport se estende um pouco mais. A equipe rubro-negra tem apenas uma vitória nos últimos nove jogos disputados. Situação que fez o clube rubro-negro cair mais uma posição na tabela de classificação - atualmente ocupa a 6ª colocação - e ver o G4 da competição se afastar e abrir quatro pontos de vantagem.


Se nessa maratona o Sport teve que enfrentar quatro equipes que estavam acima na tabela e um clássico, o Leão vai para uma sequência de cinco jogos contra adversários que, atualmente, estão em posições abaixo. Por isso, esses próximos compromissos estão sendo tratados como fundamentais para a recuperação na Série B, que significa a volta à briga pelo acesso à Série A.


Diante dessa realidade, o técnico Lisca, que estreou como comandante do Sport no empate contra o Vasco, fez questão de valorizar a torcida rubro-negra e aproveitou para convocar os torcedores para lotar a Ilha do Retiro e apoiar o clube para dar a volta por cima na partida diante do Londrina.


“Valorizo os torcedores do clube que estou trabalhando e nós temos uma torcida fanática. Temos uma torcida de quase 4 milhões de torcedores espalhados pelo mundo. Nosso clube tem uma linda história. O futebol é um reflexo da vida: um dia você está bem e outro está mal. Quem levanta é quem tem apoio e coragem para enfrentar as situações. Nós precisamos demais deles e eu peço que apoiem os jogadores”, disse Lisca.


O Sport está em uma nova fase. A torcida me recebeu muito bem e eu gostaria de dividir esse carinho com todo o clube, com jogadores e staff. Porque todos estão muito imbuídos e valorizando a oportunidade que o Sport está dando para nós”, completou.

Após iniciar a venda de ingressos visando a partida contra o Londrina com os preços variando entre R$ 30 e R$ 100 e com uma forte reclamação por parte da torcida, o presidente do Sport, Yuri Romão, divulgou que solicitou a revisão dos valores. A nova quantia que deve ser paga pelos torcedores pode ser divulgada a qualquer momento.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



SPORT
Após reclamação da torcida, Sport reduz preço dos ingressos em até R$ 20; confira os novos valores
Os valores são inferiores aos divulgados anteriormente e ficou na faixa dos que já vinham sendo praticados nas partidas do Leão na Série B

Torcedores reclamaram nas redes sociais e o Sport abaixou os preços (Foto: Anderson Stevens/Sport)Atendendo às reclamações de grande parte dos torcedores nas redes sociais, o Sport voltou atrás e divulgou os novos preços dos ingressos para o jogo contra o Londrina, no próximo sábado, às 16h, na Ilha do Retiro. Os valores são inferiores aos divulgados anteriormente e ficou na faixa dos que já vinham sendo praticados nas partidas do Leão como mandante na Série B.



Todos os setores da Ilha do Retiro sofreram redução no preço dos ingressos. Para os torcedores que não são sócios do clube, o reajuste dos bilhetes ficou em R$ 20. Já para os associados, os novos preços tiveram uma redução entre R$ 5 e R$ 10, além do desconto que eles já têm direito pela mensalidade paga ao clube.


CONFIRA OS NOVOS VALORES DOS INGRESSOS


SÓCIOS
– Sociais: R$ 25
– Assentos Especiais: R$ 30
– Arquibancada Sede: R$ 20
– Arquibancada Frontal:R$ 25
– Arquibancada do Placar: R$ 20
– Cadeiras de Ampliação: R$ 40


NÃO SÓCIOS
– Assentos Especiais: R$ 60/R$ 30 (meia)
– Arquibancada Sede: R$ 40/ R$ 20 (meia)
– Arquibancada Frontal:R$ 50/R$ 25 (meia)
– Arquibancada do Placar: R$ 40/R$ 20 (meia)
– Cadeiras de Ampliação: R$ 80/R$ 40 (meia)
– Check-in para sócios Ouro, Vermelho, Prata, PNE, Torcedor, 87 e Rubro-negro
– Torcida visitante: Apenas venda física na Bilheteria dos Visitantes, com início na quarta-feira e vendas das 10h às 17h15. Valor do ingresso: R$ 60 e R$ 30 (meia)


PROPRIETÁRIOS
R$ 50 (inteira)/ R$ 25 (meia)


PROPRIETÁRIO E SÓCIO
R$ 25


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



SPORT
Ilha do Retiro recebe homenagem do Sport em seu aniversário de 85 anos: 'Somos um só'
Leão divulgou um vídeo relembrando as principais histórias no estádio rubro-negro


Pedro Alves

A Ilha do Retiro completou 85 anos de idade. (Foto: Divulgação/Sport)No dia 4 de julho de 1937 nascia a casa de todos os rubro-negros. Nesta segunda-feira, a Ilha do Retiro está completando 85 anos e nada mais justo do que receber a homenagem do Sport Club do Recife. No dia de seu aniversário, o Leão publicou um vídeo em suas redes sociais lembrando de momentos históricos vividos em seu estádio.

Adelmar da Costa Carvalho. Ilha do Retiro. Caldeirão! Alçapão! Bombonilha! Jaula! E acima de tudo, nossa casa. Primeiro estádio do futebol pernambucano e primeiro estádio do estado que abrigou um jogo de Copa do Mundo. Para os adversários, antes fosse só isso, mas são meros detalhes. Um dos palcos de futebol mais falados e temidos do mundo. Quantas vezes os adversários tremeram? Quantas vezes nós celebramos? Um salve de gratidão eterna aos primeiros que levantaram cada tijolo e fizeram o sonho se tornar realidade. Mal sabiam, talvez, que estariam escrevendo com cimento e poeira uma das mais lindas histórias do futebol mundial. A Ilha do eterno chute de Durval. A Ilha dos versos de Ariano. Será que existiria Sport sem Ilha? Não sabemos. Mas, temos certeza que não existiria a Ilha do Retiro sem o Sport. E essa seja, talvez, a maior razão de te amarmos tanto, Ilha! Você é feito nós! Também não existiríamos sem o nosso Leão. Somos parte de você e você é parte de nós. Somos um só, desde 1937.”


VENDA DE CADEIRAS


O Sport iniciou a venda das cadeiras centrais para os sócio-torcedores adimplente de qualquer categoria. O produto já está disponível na secretaria social da sede ou de forma online, através do site oficial do clube.


Pouco mais de 800 unidades do produto estão à venda. Mais próximas do gramado, as cadeiras do 1º ao 11º degrau custam R$ 5 mil e em caso de pagamento seja à vista conta com 5% de desconto. Já as cadeiras do 12º ao último degrau custam R$ 6 mil e tem 10% de desconto à vista. Ambas as opções de compra podem ser divididas em até 10 vezes no cartão de crédito ou recorrência. O valor de manutenção, a ser pago anualmente a partir do 13º mês, é de meio salário mínimo.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Martelotte lamenta falta de eficiência do Santa Cruz: 'você não ganha por ter mais a bola'
Técnico admitiu que time perdeu muitas oportunidades e foi castigado
A derrota para o Jacuipense deixou o Santa Cruz fora do grupo dos quatro melhores classificados do grupo D da Série D do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter mais posse de bola e mais chances de gol, a equipe não converteu e foi superada pelos contra-ataques rápidos do adversário. O treinador Marcelo Martelotte apontou a falta de efetividade como fator principal para o resultado negativo.


“Futebol é um jogo de eficiência. Você não ganha por ter mais a bola ou mais oportunidades. Ganha quem é eficiente. Eles tiveram três chances e fizeram dois gols. A gente tinha que ter mais atenção, porque sabíamos das características do adversário. Faltou efetividade. Um pouco intranquilo para finalizar. Isso nos custou. A partir do momento que eles jogaram com a vantagem ficou mais tranquilo”.

Apesar de lamentar os próprios erros, o comandante coral fez questão de ressaltar o cumprimento da estratégia por parte do adversário. Atuando fora de casa, o Leão do Sisal não criou tantas oportunidades, mas foi letal nas que conseguiu.

“Tivemos mais a bola, mais oportunidades, mas tem que parabenizar o Jacuipense. Teve uma estratégia, marcou bem nosso time. Sabíamos que eles tinham uma saída rápida com o Thiaguinho. Foram duas jogadas que estávamos no campo de ataque, pressionando e eles saíram no contra-ataque. Aproveitaram bem. Tentamos jogar no segundo tempo, principalmente pelos lados do campo, mas não conseguimos. Não dá para ficar lamentando. Eles cumpriram o plano de jogo deles. A gente lamenta o resultado, vínhamos em um momento bom, o torcedor veio. A classificação vai ser decidida nas próximas rodadas”.

Agora, o Tricolor do Arruda terá que somar pontos fora de casa para recuperar posições e se encaixar no G4. Com quatro rodadas para o fim da primeira fase, o time terá que vencer seus confrontos e torcer para tropeços dos clubes que estão acima na tabela. Martelotte terá tempo para trabalhar a equipe, já que o próximo compromisso é apenas na segunda (27).
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

<i>(Foto: Tiago Caldas/CNC)</i>
O técnico Roberto Fernandes tem um desfalque certo para o próximo jogo, contra o Tombense, no domingo (25), às 11h. O zagueiro Carlão, que voltou ao time titular no empate em 1 a 1 contra o Sport, no último sábado, levou o terceiro cartão amarelo e é ausência confirmada. Apesar de não ser peça considerada principal pelo treinador alvirrubro, o defensor está entre as opções para a posição, principalmente após a saída de Camutanga. 


A baixa é mais uma enfrentada por Roberto nas últimas rodadas. Sendo por lesão ou suspensão, o comandante do Timbu tem perdido atletas. No setor defensivo, por exemplo, o técnico conta com as ausências do lateral-esquerdo Ailton e do direito Hereda, ambos machucados, além de não ter contado com Júnior Tavares por alguns jogos, quando também esteve entregue ao departamento médico.  

Na zaga, com a despedida de Camutanga, restaram Bruno Bispo, Wellington, João Paulo, Diego - recém-promovido da base - e o próprio Carlão como opções. 

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dal Pozzo desaprova tomada de decisão do Sport e diz que atacantes precisam 'ser Romário'
Baixinho, que anotou mais de 1000 gols, era conhecido por frieza com a bola nos pés na pequena área; Leão anotou um tento nos últimos três jogos

Treinador do Sport pediu maior frieza de seus comandados (Foto: Rafael Vieira/Esp. DP Foto)O Sport vive um momento de oscilação na Série B do Campeonato Brasileiro. Nos últimos três jogos, o Leão anotou somente um gol e, vivendo má fase no terço final de campo, deixou, neste sábado (18), o G4 da competição. Para voltar a marcar gols e retomar o ritmo vitorioso, o treinador do time rubro-negro, Gilmar Dal Pozzo, acredita que seus comandados precisam de mais frieza ao tomar as decisões. Precisam ‘ser Romário’, segundo o treinador.


“No futebol e na vida, a gente sempre tem margem para melhorar. Isso é óbvio e é o meu grande desafio como treinador. Mas o desempenho está aí. Os números estão aí, as situações claras de gol. Falta conclusão. A melhor definição na hora de sair na cara do gol. O fato de eu ter sido goleiro, ajuda a passar orientações para eles. Que no momento de definição tem que ser 'Romário', gelo, frio para tomar as decisões”.


“E essa ansiedade às vezes faz com que eles não tomem a melhor decisão. Mas esses atletas estão trabalhando muito. Estou dando muita atenção ao fundamento de finalização. Mas me preocuparia muito se não tivéssemos o desempenho e o jogo tivesse fugido do controle. Hoje, o jogo foi controlado”, contou Dal Pozzo na coletiva pós-jogo.


O resultado do Clássico dos Clássicos deste sábado (18) foi ruim para ambos lados. Para o Sport, pior. Com a briga pelo acesso acirradíssima, o Leão deixou o G4 e viu os rivais cumprirem, com sucesso, o ‘dever de casa’ nesta 13ª rodada do certame. Dos times da parte de cima, somente o Leão e o Bahia não venceram na ronda - Grêmio, Vasco, Cruzeiro, Tombense e Brusque somaram três pontos
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Polícia indicia Rafael Ramos por injúria racial contra Edenílson

Ofensas aconteceram durante partida entre Corinthians e Internacional no dia 14 de maioRafael Ramos e Edenilson após a acusação de racismo na partida entre Internacional e CorinthiansPABLO NUNES /AGÊNCIA O DIA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO

Yasmin Luzda CNN
A Polícia Civil do Rio Grande do Sul concluiu, nesta segunda-feira (13), o inquérito sobre suposta injúria racial contra o jogador do Internacional, Edenilson. O delegado Roberto Sahagoff, titular da 2ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre, indiciou o lateral Rafael Ramos, do Corinthians. As ofensas acontecerem durante jogo no Beira-Rio, no dia 14 de maio.

“Tem quatro laudos periciais no inquérito. Os de defesa do Rafael, sendo que os dois são contraditórios entre si. Aí tem o laudo do IGP, que é inconclusivo. Tem outro laudo juntado pelo Edenílson, pelo advogado dele, que confirma as ofensas. E tem a palavra da vítima”, explica Sahagoff.

O inquérito foi enviado para o Ministério Público, que pode ou não dar sequência ao trâmite na Justiça.

Na última quarta-feira (8), o Instituto Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul, afirmou que não conseguiu identificar na fala do jogador Rafael Ramos, do Corinthians, movimentos compatíveis com a palavra “macaco”.

Foram enviados quatro vídeos para análise, sendo selecionado um “por apresentar maior extensão da cena questionada e melhor qualidade de sinal”. As imagens foram tratadas por software de melhoramento e foram extraídos 41 frames.
Entenda o caso

Defendendo a liderança do Campeonato Brasileiro, o Corinthians foi a Porto Alegre enfrentar o Internacional em 14 de maio. Durante a partida, Edenilson afirmou ao árbitro que o lateral-direito Rafael Ramos o teria chamado de “macaco”. A partida ficou paralisada por alguns minutos e foi retomada.

Edenilson prestou queixa contra Ramos a agentes da Polícia Civil, que foram ao vestiário apurar o ocorrido com o jogador. Em publicação nas redes sociais, o atleta do time gaúcho pontuou que “sabe o que ouviu”, reiterou que sofreu o xingamento e repudiou o suposto ato do companheiro de profissão.

Em nota, o Internacional confirmou que Edenilson relatou ter sofrido injúria racial por parte de Ramos. O pronunciamento acrescenta que “é inadmissível que ainda ocorram fatos desse tipo em 2022, não há espaço para o racismo em nossa sociedade”.

“O Clube do Povo reitera que repudia todo e qualquer ato de preconceito e apoia o seu atleta”, finaliza o texto.

O Corinthians se pronunciou oficialmente apenas na madrugada de domingo (15), informando que Ramos negou que proferiu o xingamento e que o atleta foi procurar Edenilson no vestiário, após a partida, para se explicar.

Ainda segundo o clube paulista, “em decorrência da denúncia feita pelo atleta colorado, a lei obriga que se trate o caso como flagrante, seguido de detenção. O pagamento de fiança não implica admissão de culpa, permitindo ao atleta que se defenda em liberdade no inquérito”.

O Corinthians finaliza pontuando que tanto o clube quanto o atleta estarão à disposição das autoridades.

Ramos se pronunciou, alegando que “não fui, não sou, e nunca serei racista”. “Fui me explicar para meu colega de profissão, sempre me pautei por uma postura correta em toda a minha carreira, e não iria ser de outra forma agora”.
Recorde de racismo no futebol

Com nove casos de injúria racial, sendo seis na Libertadores e três na Copa Sul-Americana, e em todos os episódios de discriminação, os alvos foram torcedores brasileiros, a Conmebol decidiu desde o dia 9 de maio endurecer as sanções, em todas as competições da entidade, contra atos de discriminação que ocorram “por motivação de cor de pele, raça, sexo ou orientação sexual, etnia, idioma, credo ou origem”.

Ao alterar as medidas previstas no artigo 17 de seu Código Disciplinar, a Conmebol subiu a multa mínima contra esses atos de US$ 30 mil para US$ 100 mil. A partir das alterações, o órgão judicial responsável por um caso pode ainda determinar que o clube punido jogue um ou mais jogos sem torcida, ou até que tenha que fechar seu estádio para partidas.

Somente em abril, cinco casos de racismo foram registrados em jogos válidos pela Libertadores, em jogos do Flamengo, Corinthians, Bragantino, Palmeiras e Fortaleza. A última ocorrência, no dia 17 de maio, aconteceu momentos antes da partida entre Corinthians e Boca Juniors e envolveu um torcedor do time argentino que fez gestos racistas para brasileiros.

Dos nove casos, até o momento a Conmebol abriu sete investigações para apurar as denúncias. Em três deles, a suspeita de injúria racial foi comprovada e os clubes foram multados. A sentença mais recente foi dada contra o Emelec, no valor de US$ 30 mil (cerca de R$ 150 mil). A decisão da entidade, do dia 18 do mês passado, julgou registros de uma partida onde um torcedor do Emelec foi filmado chamando palmeirenses de “macacos” e rindo com outros torcedores.

No final de abril, foi a vez da confederação multar o time argentino River Plate, também em US$ 30 mil. Um torcedor do clube jogou uma banana na direção da torcida do Fortaleza durante uma partida da Libertadores.
O que é injúria racial

Injúria racial é um crime é previsto no Código Penal e estabelece punição de 1 a 3 anos de reclusão e multa para quem ofende a dignidade de outra pessoa utilizando elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, entre outros. Consistindo, assim, ataque à honra ou à imagem e violação de direitos constitucionais.

Diferente do crime de racismo, previsto na Lei 7.716/1989, que ocorre quando a pessoa do agressor atinge um grupo ou coletivo de pessoas, discriminando uma etnia de forma geral. Assim, no crime de racismo, a ofensa é contra uma coletividade, por exemplo, toda uma raça, não há especificação da vítima.

(*Com informações de Leandro Silveira, Tiago Tortella, Douglas Porto, Filipe Brasil e Lucas Janone, da CNN)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ


Vencer os jogos no Arruda garantiria 99% de chance de classificação ao Santa Cruz na D
Dos cinco jogos restntes na Série D, Tricolor disputa três no Arruda. Time pode chegar aos 21 pontos se vencer todos e alcançar 99,5% de chance


Diego Borges

Santa Cruz tem três jogos em casa restantes na primeira fase da Série D (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)A primeira vitória fora de casa na Série D não veio, mas não dá para dizer que o empate em 0 a 0 com o CSE foi um mau resultado para o Santa Cruz. Não só pelo fato do time coral se manter no G4 da Série D ao final da rodada, mesmo se for ultrapassado pelo Jacuipense. Mas por outros indicadores que também reforçam o quando o ponto somado neste sábado pode ser fundamental para o Tricolor sacramentar a sua classificação ao mata-mata, mais à frente.



Restando três partidas em casa das últimas cinco restantes na primeira fase da Série D, caso o Tricolor vença Jacuipense, Juazeirense e Lagarto, o clube alcançará 21 pontos. Marca que na avaliação do site Chance de Gol, especializado em estatística e probabilidade, traz um percentual de 99,5% de chances de classificação para o mata-mata no Grupo A4.


“Sabemos que a gente estaria numa condição melhor se tivéssemos vencido. Mas essa cobrança por um futebol melhor, o time até lutou, no jogo onde sairia gol somente num erro de uma das duas equipes”, ressaltou o técnico Marcelo Martelotte, antes de apontar outras marcas importantes que o time alcança com o empate em 0 a 0 com o CSE.


“Completar o quarto jogo sem derrota, segundo sem sofrer gols, são aspectos positivos que importam nesse momento de classificação. É difícil analisar o rendimento da equipe, atuação em si, porque tecnicamente foi um jogo muito pobre. Mas são números importantes”, destacou o treinador coral, antes de pedir apoio mais uma vez à torcida.


“Temos uma semana para jogar numa condição completamente diferente. Aí, sim, voltar a jogar num nível técnico muito bom, seguir mostrando evolução, mas é muito importante mais um resultado para seguir entre os quatro primeiros. E, mais uma vez, que a gente convoca o torcedor para o Arruda para somar o ponto de hoje à possibilidade de mais uma vitória na próxima semana”, finalizou.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO


Em negociação com o Remo, Leandro Carvalho pode ser mais um jogador a deixar o Náutico
Sem espaço com o técnico Roberto Fernandes, o jogador só atuou em três dos 12 jogos disputados pelo time alvirrubro na Série B


Fernando Castro

Leandro Carvalho está sem espaço com o técnico Roberto Fernandes (Foto: Tiago Caldas/CNC)Depois do zagueiro Camutanga se transferir para o Atlético-GO, o elenco do Náutico pode sofrer mais uma baixa. Essa menos significativa e importante. Isso porque, o atacante Leandro Carvalho está negociando com o Remo e pode deixar o Timbu nos próximos dias. Sem espaço com o técnico Roberto Fernandes, o jogador só atuou em três dos 12 jogos disputados pelo time alvirrubro na Série B. Além disso, ele só foi relacionado em cinco partidas da competição.
leandro Carvalho chegou ao Náutico por empréstimo do Ceará no início da temporada. Contratado sob a expectativa de substituir a altura o atacante Vinícius, que não renovou contrato, Leandro não conseguiu repetir no Timbu os bons momentos da carreira. Sem conseguir se firmar no time titular, ele disputou 18 jogos com a camisa alvirrubra, marcou apenas um gol e deu duas assistências. Dessas partidas, apenas 12 foram como titular.


Nesse contexto, o Remo procurou o jogador, formado nas categorias de base do rival Paysandu. Leandro Carvalho chegou até a excluir imagens com a camisa do Papão nas redes sociais. A equipe paraense tenta um acordo com o Ceará para a divisão do salário do atacante, considerado alto para a Série C. O Náutico atualmente paga metade dos vencimentos do jogador, dividindo os gastos com o Vozão e, de acordo com a apuração da reportagem do Esportes DP, a diretoria alvirrubra não vai colocar nenhum empecilho para dificultar a saída do jogador.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SPORT


Em menos de 20 dias, ações movidas contra o Sport somam quase R$ 22 milhões
Rithely, Jair Ventura e Adryelson acionaram a justiça cobrando débitos junto ao clube


Pedro Alves


O Sport estuda negociar as dívidas com os reclamantes (Foto: Anderson Stevens/Sport)Nos últimos 20 dias, os jogadores Rithely e Adryelson e do técnico Jair Ventura moveram ações na justiça contra o Sport com os valores totalizando R$ 21.696.397,75 que acabam agravando ainda mais a crise financeira vivida pelo clube. Em entrevista para a reportagem do Esportes DP, o vice-presidente jurídico Rodrigo Guedes, afirmou que o clube não possui condições de arcar com o pagamento dessas dívidas à vista.
Adryelson a gente não foi intimado ainda. Sobre Jair Ventura e Jair Ventura já saíram as sentenças, a gente apresentou os recursos e estamos aguardando. São valores muito altos e o clube hoje não tem condições de assumir esse passivo. Com essa ação de Rithely, a gente vai ter uma reunião amanhã com o presidente Yuri Romão para saber como vamos arrumar uma solução. Nesse final de semana vamos trabalhar em conjunto para tentar tirar um coelho da cartola. Essa é a verdade”, disse o Dr. Rodrigo Guedes.


No caso da ação movida pelo ex-volante rubro-negro, com as correções fiscais, o montante pode chegar ao valor de R$ 17 milhões. Enquanto no caso do zagueiro Adryelson cobra o pagamento de R$ 3.446.680,00 e R$ 1.249.717,75 de Jair Ventura. Segundo Rodrigo Guedes, o Sport vai procurar formas de honrar o pagamento dessas dívidas, mas com os valores dentro da realidade financeira atual do clube.


“A gente tem que arrumar uma forma de pagar os credores. Agora, temos que arrumar uma forma que temos que adequar a realidade financeira do Sport. Não adianta a gente assumir compromissos, como eram assumidos no passado e não se cumpriram. O pessoal assumia o compromisso, jogavam lá para frente, pagavam uma parcela no máximo e a situação ia piorando”, criticou o dirigente.


Um dos receios da torcida é de que esses casos possam voltar a impedir o Sport de registrar atletas para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, como aconteceu em outras oportunidades. Porém, de acordo com o vice-presidente jurídico, os casos que podem gerar novas punições nesse sentido são os da CNRD, no qual o clube possui contra si processos de André, Betinho e Ricardinho que estão em estágios mais avançados.


“Essas ações não (Adryelson, Rithely e Jair Ventura). Só as da CNRD podem dar esse problema. A gente tenta resolver algumas questões da CRND, mas como vamos conseguir fazer uma programação financeira se a gente sempre é surpreendido com novos casos. Isso é complicado”, lamentou.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
SANTA CRUZ
Um mês de Martelotte: retorno conturbado, conquista do elenco e retomada na Série D
Treinador coral vive sua quinta passagem na área técnica do Arruda


Aos 53 anos, técnico acumula passagens também como jogador. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)Desabafos. Clube exposto. Demissões. Insatisfações no elenco. Desajustes dentro de campo. Há um mês, Marcelo Martelotte retornava ao Santa Cruz para viver a sua quinta passagem na área técnica do Arruda. Na época, pela frente, um cenário que, apesar de conturbado, não fugia da realidade de outros encontros do treinador de 53 anos com o Tricolor. Como o próprio afirmou, em sua mais recente apresentação oficial, 'nunca trabalhou com facilidade' no time coral. 30 dias depois, o comandante mostra, realmente, entender o funcionamento do clube.

Isso porque, passado um mês, o Santa Cruz parece ter deixado para trás boa parte dos problemas. Ou, ao menos, ter assimilado melhor os obstáculos da atual temporada, um dos mais difíceis da história centenária coral. Entregue à Série D e com um calendário enxuto no ano - fora das Copas do Brasil e do Nordeste -, a possibilidade do acesso de divisão é vista como a salvação das finanças do Tricolor. E a missão muito passa pelas decisões de Martelotte.

O que tem sido uma notícia, já que pouco restou daquele cenário complicado do início do mês de maio. Dessa forma, o Esportes DP destrincha, abaixo, cinco pontos determinantes no trabalho do técnico Marcelo Martelotte neste primeiro mês à frente do Santa Cruz em 2022:

1- Parceria com Zé Teodoro


Dupla retornou ao Arruda em momento complicado. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)A nivel de confiança, uma das maiores apostas da diretoria coral no ano. Em meio às incertezas trazidas com as saídas do ex-técnico Leston Júnior e do executivo de futebol Marcelo Segurado, o presidente Antônio Luiz Neto já não enxergava mais margem para erro. E optou por acreditar naqueles que conheciam, de fato, o Santa Cruz. A dupla formada por Marcelo Martelotte e Zé Teodoro voltou ao clube ostentando um vasto currículo de conquistas pelo Tricolor.

Enquanto o treinador retornou pela quinta vez para o comando coral, sendo a mais recente na temporada 2020, Zé, agora como coordenador técnico, voltou a vestir as três cores após 10 anos. E a experiente parceria, mesmo que em pouco tempo, tem rendido bons frutos. Para além dos resultados em campo, jogadores já destacam os aprendizados com a presença dos veteranos na rotina.

2- Trato com o elenco


Grupo coral passou por testes. (Foto: Divulgação/Santa Cruz)Com poucos dias de clube, Martelotte já entendia o desafio que tinha pela frente: conhecia pouco do grupo que tinha em mãos. Diferentemente de outros encontros com o Tricolor, quando reencontrou 'velhos conhecidos', desta vez não tinha trabalhado com nenhum atleta presente. Um trabalho quase que do zero, já que o treinador pegou um elenco pronto. Montado e avaliado por outros profissionais. Martelotte, então, avisou que iria fazer testes.

Em sua partida de estreia, na derrota contra a Jacuipense, pouco mexeu no escalação titular. Teve apenas três treinamentos com o elenco. Já no segundo jogo, mudou mais da metade do time, entre trocas de jogadores e mexidas táticas. No gol, trouxe Jefferson, após quatro meses, de volta ao posto de titular. Na lateral-direita, viu Edson Ratinho retomar o bom futebol e assumir a posição. Ainda, tem feito bom uso da versatilidade de peças como o volante Daniel Pereira e o meia-atacante Wescley.

3- Reconquista de Gilberto


Volante é um dos capitães da equipe. (Foto: Rafael Melo/SCFC)Tido como um dos principais líderes do elenco, Gilberto foi uma das vozes do desabafo coletivo encabeçado pelo ex-técnico Leston Júnior. A situação se deu em um pronunciamento pós-jogo da primeira vitória do Santa Cruz na Série D, contra o Atlético de Alagoinhas, no Arruda. Numa sala de coletiva mais cheia do que de costume, o volante representou o restante do elenco - também presente - e denunciou questões como atrasos salariais e condições de trabalho, além de afastar a ideia de 'corpo mole' por parte do grupo.

O momento motivou as demissões de Leston e do executivo de futebol Marcelo Segurado. Decisão que não agradou os jogadores, que se pronunciaram na publicação oficial do clube em rede social. Gilberto, mais uma vez, esteve à frente. À época, escreveu 'qualquer decisão iremos juntos', tornando pública a possibilidade de deixar o Arruda. No entanto, a situação, no final, foi contornada e o volante selou sua permanência.

Reconquista a ser comemorada, já que, hoje, Gilberto, além da liderança dentro do plantel, tem recuperado o seu futebol pós-lesão. No último jogo, inclusive, na vitória por 1 a 0 contra o Sergipe, voltou ao posto de titular e fez uma das suas melhores apresentações com a camisa do Santa Cruz. Após a partida, Martelotte rasgou elogios à atuação do camisa 5.

4- Saídas e chegadas



Dupla de zagueiro esteve entre as novidades. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)O 'fico' de Gilberto, contudo, não se aplicou a outros atletas do elenco. Nomes como o do lateral-direito Marcos Martins, do meia Esquerdinha e do atacante Mateus Anderson deixaram o clube. Perdas que, apesar de pontuais, desfalcaram a equipe coral em todos os setores do campo. Nem todas as baixas tinham o status de titular, é verdade, mas foram prontamente repostas. Um pedido de Martelotte ainda em sua apresentação.

Desde então, entre reposições obrigatórias e oportunidades de mercado, sete novas contratações chegaram ao Arruda. Na zaga, Alemão e Doni foram apresentados. Na lateral direita, Jefferson Feijão. Na meia, Guilherme Castro e Anderson Ceará - reforço mais recente - foram os escolhidos. Mais à frente, os atacantes Lucas Silva e Hugo Cabral se apresentaram. Todos à disposição da comissão técnica.

5- Retomada na Série D


Comunhão entre elenco e torcida é celebrado. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)Em termos de tabela, Marcelo Martelotte não lidou com grande prejuízo. Assumiu a equipe logo após a primeira vitória na Série D, em uma virada importante no Arruda, diante da torcida coral. Na oportunidade, o resultado foi respiro dentro de campo que antecedeu o caos dos bastidores. Contudo, para além dos números, o novo comandante precisou trabalhar para reconquistar a confiança do grupo, até então abalado.

E conseguiu. Aos poucos, entre treinos e jogos, Martelotte parece estar colocando, enfim, o time do Santa Cruz nos trilhos. No último domingo, na vitória contra o Sergipe, a equipe fez o sua melhor partida no Brasileiro. Imponente, o Tricolor venceu e convenceu, como há muito não acontecia. Não sofreu gols, balançou as redes e se mostrou consistente. Na coletiva pós-jogo, o técnico destacou o processo de evolução dos atletas e, consequentemente, na tabela. Com oito pontos conquistados, alcançou a terceira colocação e entrou no G-4 pela primeira vez.

Números corais desde o seu retorno:

Jacuipense 2 x 0 Santa Cruz
Santa Cruz 2 x 1 CSE
Sergipe 1 x 1 Santa Cruz
Santa Cruz 1 x 0 Sergipe

Gols feitos: 4
Gols sofridos: 4
Posição atual: 3º colocado

Aproveitamento: 58%
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

NÁUTICO
Delegação do Náutico embarca para enfrentar o Sampaio Corrêa em São Luís; Júnior Tavares e Rhaldney voltam a ser relacionados
Por outro lado, Ewandro, Leandro Carvalho e João Paulo permanecem no Recife por opção de Roberto Fernandes


Última partida do lateral foi há um mês (Foto: Tiago Caldas/CNC)Sem tempo para lamentar a derrota para o Vasco, o Náutico embarcou para São Luís, onde enfrentará o Sampaio Corrêa nesta sexta-feira (10) pela 12ª rodada da Série B. O técnico Roberto Fernandes relacionou 19 atletas para o confronto. Entre eles, estão Rhaldney e Júnior Tavares, que se recuperaram de problemas físicos e voltam a ficar à disposição.

Tavares estava há um mês fora do time por conta de uma lesão no tornozelo. A previsão inicial era de que o atleta passaria 60 dias afastado, contudo, viajou com o elenco para São Luís. Rhaldney, porém, esteve fora apenas nos últimos dois jogos (Brusque e Vasco) devido a uma virose. Recuperados, ambos devem voltar à titularidade contra o Sampaio.


Com uma delegação enxuta, alguns nomes ficaram de fora da relação. Além do suspenso Richard Franco, o zagueiro João Paulo e os atacantes Ewandro e Leandro Carvalho ficaram no Recife.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



SPORT
CBF confirma Arena como local, mas mantém duelo por G4 de Sport x Grêmio dia 13 às 20h
Atualmente na 4ª colocação, Leão tenta se manter entre os líderes da Série B


A Arena de Pernambuco vai ser o palco da partida contra o Grêmio. (Foto: Anderson Stevens/Sport)Após tentar a modificação da data da partida contra o Grêmio, pela 12ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, o Sport conseguiu apenas a alteração do local do confronto saindo da Ilha do Retiro para a Arena de Pernambuco, às 20h da próxima segunda-feira (13).

Diante dessa realidade, o vice-presidente Augusto Carreras, convocou a torcida do Sport a comparecer a Arena de Pernambuco e apoiar a equipe que ficou de fora do G4 apenas uma rodada após 11 rodadas disputadas em toda a Série B.

“Permanecemos no G4, não é à toa que esse time tá no G4. Só ficamos fora do G4 uma única rodada e isso tem que ser enaltecido. Convocar nossa torcida para o jogo contra o Grêmio, na segunda-feira, na Arena de Pernambuco, às 20h, um bom horário para jogo. A gente precisa da nossa torcida. A gente tem visto todos os nossos adversários tão conseguindo colocar público nos seus estádios, a gente precisa colocar o nosso. A torcida rubro-negra tem que fazer a diferença em campo, como sempre fez”, disse Carreras

.--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Rugby Sevens: seleção feminina estreia nesta 6ª em Sul-Americano no RJ
Equipe campeã garante vaga nos Jogos Pan-Americanos de
 Por Igor Santos - Repórter da EBC - Rio de Janeiro

A seleção brasileira feminina de rugby sevens (modalidade com sete atletas de cada lado) começa nesta sexta-feira (10) a disputa do 21º Campeonato Sul-Americano da categoria, que será disputado em solo brasileiro, na cidade de Saquarema, Região dos Lagos do estado do Rio de Janeiro. As Yaras - apelido da seleção feminina - tentam manter os 100% de aproveitamento na história: em 20 edições da competição, a equipe foi campeã 19 vezes e só não levou o título em 2015, quando não participou do campeonato, que funcionou como um torneio Pré-Olímpico classificatório para a Rio 2016. Por já ter vaga garantida como país-sede, o Brasil não disputou aquela edição.

As Yaras - apelido da seleção feminina - tentam manter os 100% de aproveitamento na história: em 20 edições da competição, a equipe foi campeã 19 vezes - Divulgação/Confederação Brasileira de Rugby

Em 2022, aliás, a seleção se reencontra com a terra natal, onde não jogava justamente desde a Olimpíada do Rio. Uma oportunidade muito valorizada pelas atletas.

"Nossa expectativa é colocar em prática ainda mais as características do nosso modelo de jogo. Será especial pois vamos curtir nossa torcida em casa. Então estamos trabalhando forte para apresentar nosso melhor rugby", afirmou a capitã Luiza Campos.

O Sul-Americano terá a presença de oito seleções, que brigam pelo título e consequentemente por uma vaga nos Jogos Pan-Americanos de 2023, em Santiago (Chile): Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Guatemala, Paraguai, Peru e Uruguai, que foram divididos em dois grupos com quatro equipes cada.

No primeiro dia de competições, o Brasil enfrenta seus rivais do Grupo A, um atrás do outro: a estreia é contra a Guatemala, às 10h (horário de Brasília), depois a seleção enfrenta o Uruguai às 12h28 e as Yaras concluem a fase inicial diante do Paraguai às 15h26. As partidas dos dois grupos são disputadas em sequência, uma imediatamente depois da outra. No rugby sevens, são dois tempos de sete minutos cada.


Os dois primeiros de cada grupo avançam. No sábado (11), o Sul-Americano será encerrado com semifinais e finais. A competição servirá como um teste para a Copa do Mundo da modalidade, marcada para setembro deste ano, na Cidade do Cabo, na África do Sul.

"Buscaremos mostrar em campo tudo que estamos construindo juntos ao longo dos últimos meses. Já provamos que somos capazes de aprimorar e evoluir continuamente. E claro que vamos nos empenhar ao máximo diante do nosso torcedor porque é um privilégio poder jogar em casa. Temos que usar tudo isso a nosso favor", diz o técnico da seleção brasileira, William Broderick.

O campeonato será todo realizado no Estádio Elcyr Resende de Mendonça, casa do Boavista, clube da primeira divisão do futebol carioca, localizado em Bacaxá, distrito de Saquarema (RJ). Para acompanhar as partidas no local, o torcedor precisará apenas colaborar com um quilo de alimento não perecível.

Edição: Cláudia Soares Rodrigues
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


NÁUTICO
Roberto Fernandes conta com esvaziamento do departamento médico para tornar Náutico mais competitivo
Treinador precisou improvisar na lateral esquerda contra o Brusque; elenco possui quatro atletas para a posição, todos indisponíveis


Alan Dias /Especial para o Diario

(Foto: Tiago Caldas/CNC)Os problemas clínicos seguem atormentando o Náutico e, consequentemente, o técnico Roberto Fernandes. Na partida de ontem contra o Brusque, o treinador precisou improvisar Thássio, lateral direito de origem, na ala esquerda. Isso porque, apesar de contar com quatro atletas para a posição, nenhum deles tinham condições físicas de jogo.


Júnior Tavares, Aílton e Bryan estão entregues ao departamento médico do Timbu. Este último, só volta a jogar em 2023, após sofrer lesão nos ligamentos do joelho. O recém-chegado João Lucas ainda não reúne condições de jogo, por isso, Thássio foi escalado na função e esteve bem contra o Brusque. Além deles, o Timbu não contou com: Hereda, Rhaldney, Camutanga, Kieza e Luis Phelipe, todos com problemas clínicos.


Apesar do cenário negativo e da escalação ‘remendada’, a equipe alvirrubra conseguiu a vitória fora de casa. No entanto, para a sequência da competição, Roberto Fernandes conta com a recuperação destes atletas para acrescentar qualidade à equipe. O treinador falou sobre o assunto na coletiva pós-jogo.


“Acredito que sim. Temos um exemplo aí na Série A. Um dos grandes trunfos do crescimento do Ceará depois da chegada do Dorival Júnior foi o esvaziamento do DM. Temos jogadores importantes lá, infelizmente alguns estão fora do campeonato, caso do Bryan. Uma perda muito grande, não só técnica, mas como atleta e pessoa”, afirmou.


Roberto acredita que dentro de aproximadamente um mês, a equipe conseguirá apresentar melhor desempenho devido ao retorno dos atletas lesionados.


“Na medida da recuperação, acredito que em mais uns 30 dias estaremos com o elenco mais recheado, com mais opção para ser ainda mais competitivo”, concluiu.


O próximo compromisso do Timbu será na terça-feira (7), contra o Vasco, nos Aflitos. A expectativa é de que o treinador possa contar com a volta de alguns atletas para a partida.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

SANTA CRUZ
Com quase 20 mil torcedores no Arruda, Santa Cruz coloca maior público da Série D no ano
19.999 tricolores se fizeram presentes nas arquibancadas do Estadio José do Rego Maciel e viram a Cobra Coral bater o Sergipe


Grupo e torcida festejaram após o apito final. (Foto: Rafael Vieira/DP FOTO)Um abraço do tamanho do Arruda. Em meio a um fim de semana de comemorações com os 50 anos do Estádio José do Rego Maciel, o Santa Cruz fechou o domingo com uma vitória importante contra o Sergipe e entrou no G-4 da Série D pela primeira vez na temporada. Nas arquibancadas, 19.999 torcedores testemunharam a melhor apresentação da equipe coral dentro da competição nacional. O maior público da Quarta Divisão até o momento. Mais um capítulo

O ambiente foi criado em torno desse jogo. Uma data importante, dos 50 anos do Arruda. A gente até sentiu esse peso, de estar jogando em uma data tão especial. Para mim, o mais importante é ver o estádio como estava hoje. Cheio. Fico muito satisfeito. O torcedor empurrando, participando junto. Isso é fundamental para o nosso grupo. Essa é a minha melhor lembrança aqui. Como jogador, mesmo, devo ter participado de jogos que tiveram os maiores públicos. Então, ter a felicidade de vencer com esse estádio cheio é diferente", disse.

Ao fim do jogo, em retribuição ao apoio vindo das arquibancadas durante os 90 minutos, jogadores se dirigiram à torcida e comemoraram o importante resultado. Alguns deles, como o goleiro Jefferson e o atacante Rafael Furtado, chegaram a tirar fotos com alguns torcedores. Martelotte comemorou a 'comunhão' entre as partes e destacou a importância da parceria para a sequência do Brasileiro.

"Em 2020, cheguei a citar que vivi o momento mais difícil, justamente por não ter o torcedor junto. A gente fez uma campanha maravilhosa, chegamos ao quadrangular, mas não contamos com eles. Tenho certeza que se tivéssemos a torcida presente, teríamos um apoio muito grande. E talvez até mudasse a história daquela disputa. Então, a melhor retribuição que a gente pode dar, é jogando da maneira que a gente jogou. A gente viu os jogadores na intensidade, marcando forte. Aí, a torcida vem junto", destacou.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com 'gordura', Sport pode até perder na próxima rodada que se mantém no G4 da Série B
Grêmio é o primeiro time fora da zona de acesso, com quatro pontos a menos do que o Leão e o Vasco da Gama

Júlio César Martins


Leão atualmente ocupa a terceira colocação, com 18 pontos (Foto: Anderson Stevens/Sport)A vitória de virada contra a Ponte Preta, além de trazer um pouco de tranquilidade para o Sport, fez com que a equipe conquistasse uma garantia de mais uma rodada no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Com 18 pontos e na terceira colocação, o clube rubro-negro pode até ser derrotada pelo Bahia, na próxima quarta-feira, que não sai da zona de acesso.


O Cruzeiro, Bahia e Vasco da Gama, outros três times que figuram entre os quatro primeiros colocados, também estão garantidos no G4 na 11ª rodada da competição. A situação ocorre por causa do empate do Grêmio com o Gigante da Colina na última quinta-feira. O resultado fez com que os gaúchos subissem para 14 pontos, quatro a menos do que os concorrentes de cima.


Precisando evoluir seu futebol e tendo um confronto direto diante do Bahia, o Leão da Ilha vai em busca da vitória para se consolidar ainda mais na zona de acesso e conquistar ainda mais ‘gordura’ no certame nacional.

Somar o máximo de pontos nos próximos embates será essencial na corrida pela Série A, já que o Sport agora terá uma sequência de seis partidas complicadas pelo campeonato. São quatro jogos contra equipes que brigam pelo acesso, além do Clássico dos Clássicos contra o Náutico, que subiu para a nona posição, no estádio dos Aflitos.
DP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
VÍDEO: Piscou, acabou! Lutador massacra rival com nocaute brutal em seis segundos; confira

Os espectadores da última edição do Combate Global, realizado na última sexta-feira (3), em Miami (EUA) puderam acompanhar a história sendo escrita na empresa. Destaque no evento, Moses Diaz protagonizou um dos nocautes mais rápidos dentro da organização, atropelando Carlos Cordoba Fonseca em apenas seis segundos de confronto. O combate foi disputado no peso pena.


© Reprodução/InstagramM. Diaz (esq.) atropela C. Cordoba (dir.) no Combate Global. Foto: Reprodução/Instagram

Nas imagens, é possível acompanhar o desfecho relâmpago da peleja. Logo nos segundos iniciais, Diaz se aproveita de um descuido do rival e, em um contragolpe certeiro, leva o rival à lona, encaixando um cruzado limpo no rosto do oponente.
Ao perceber a condição do adversário, Moses ainda partiu para cima para liquidar a fatura no ground and pound. O árbitro da luta, porém, agiu rápido e interrompeu o confronto.
Nas redes sociais, Diaz comemorou o grande feito. O lutador celebrou o feito e fez valer o grande acontecimento.
“Luzes apagadas. Dinheiro fácil. Tive um dos nocautes mais rápidos na história do Combate Global. Não pisquem”, escreveu o combatente, em sua conta no Instagram.
veja o video aqui
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Wescley se diz à vontade no Santa Cruz, aceita cobranças e avalia reencontro com o Sergipe
Meia-atacante coral jogou todas as partidas desde que chegou ao Arruda


Jogador é peça polivalente no elenco tricolor. (Foto: Rafael Melo/SCFC)Para o meia-atacante
Wescley, a melhora do Santa Cruz dentro da Série D passa pelo alcance da concentração.
E o caminho para
isso, segundo o polivalente jogador, é se dedicar a minimizar erros, ainda que já na metade da
primeira
fase da competição nacional. Ciente do destaque do Tricolor na disputa, Wescley se mostrou
aberto às
críticas que tem recebido, mas destacou se sentir bem ambientado no Arruda.

Volante vê returno como 'divisor de águas' e projeta Santa Cruz mais atento fora de casa
"O Santa Cruz é a equipe de maior expressão que já passei na minha carreira. E tem sido cada
vez mais prazeroso
estar vestindo essa camisa. Mas, até comentei com pessoas próximas, dos atletas que chegaram na
primeira arremessa de reforços, eu fui o único que atuei em todas as partidas. Então,
consequentemente,
a cobrança também aumenta sobre mim. Mas, independente de qualquer coisa, tenho me sentido
muito à
vontade. Cada vez mais tenho desenvolvido e me sentido tranquilo dentro de campo", disse.


A Cobra Coral volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta mais uma vez o Sergipe, pela
oitava rodada do Brasileiro. Será a segunda partida consecutiva diante dos sergipanos, já que a
tabela do nacional é espelhada. Cenário que, para Wescley, dificulta.

"Hoje em dia a gente vive numa era digital. Mesmo não enfrentando o time com essa frequência,
você tem acesso às informações, a scouts, a videos e tudo aquilo que hoje as equipes do Brasil têm.
Então, se tratando de um confronto seguido com a mesma equipe, se torna um pouco mais dificil
para os
dois lados. Mas o Marcelo (Martelotte) tem trabalhado duas formas de jogar, com duas formações diferentes.
E isso nos abre possibilidades", finalizou.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Adversário do Náutico, Brusque tem terceira pior defesa da Série B
Catarinenses sofreram 10 gols na competição e ocupam a 13ª colocação


Defesa do Marreco foi vazada 10 vezes na Série B (Foto: Divulgação/Brusque)O próximo compromisso do Náutico é amanhã, às 19h, contra o Brusque. E se por um lado a defesa alvirrubra não vem desempenhando seu melhor futebol, sendo a sexta pior da Série B, o sistema defensivo catarinense vem deixando a desejar. O time é o terceiro pior no quesito de gols sofridos, com 10.
A derrota do Marreco para o Vasco da Gama na última rodada por 2 a 0 trouxe o clube à frente apenas do Londrina e do CRB, que foram vazados 12 e 13 vezes, respectivamente. Foram quatro tentos sofridos nos últimos três confrontos, com uma vitória e duas derrotas. A defesa catarinense não foi vazada em cinco embates na competição, entretanto tomou dois ou mais gols em três rodadas.


Por outro lado, os comandados do treinador Luan Carlos ainda não perderam atuando como mandante no certame. São três resultados positivos e um empate em partidas no estádio Augusto Bauer. A campanha dentro de casa vem sendo fundamental para o clube não entrar na zona do rebaixamento, já que como visitante são cinco derrotas e nenhuma vitória.


Separados por apenas um ponto na classificação, Náutico e Brusque vão em busca dos três pontos para fugirem da parte de baixo da tabela. O Timbu, na zona de rebaixamento, precisa subir de posição para superar a fase complicada de cinco jogos sem vencer. Já o Marreco quer se firmar na parte de cima da Série B e se aproximar do G4.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
"Estava confiante", diz Dal Pozzo sobre virada do Sport contra a Ponte Preta
Leão venceu a equipe Paulista pelo placar de 2 a 1 e garantiu a permanência no G4


Dal Pozzo ficou satisfeito com o desempenho da equipe contra a Ponte. (Foto: Sandy James/DP Foto)Mesmo saindo atrás do placar, o técnico Gilmar Dal Pozzo revelou que sempre acreditou que o Sport iria conseguir a vitória diante da Ponte Preta na noite desta quinta-feira (2), na Arena de Pernambuco, pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Em entrevista coletiva, o treinador rubro-negro afirmou que estava confiante que a equipe iria conseguiu fazer os dois gols que necessitava, por conta da boa produção ofensiva que vinha produzindo no primeiro tempo, e no intervalo passou essa confiança para os seus jogadores.


“Eu estava muito confiante no jogo de hoje. Nem tudo sai da maneira que a gente projeta e planeja, com o gol que tomamos no início da partida. Fizemos uma formação diferente com um losango no meio. As oportunidades que tivemos de gol foram trabalhadas de forma inteligente pela comissão técnica e jogadores. Eu estava confiante, porque estava produzindo bem e quando se produz a probabilidade de vitória é muito grande”, disse Dal Pozzo.

O Sport foi superior a Ponte Preta desde o começo do jogo, mesmo saindo atrás no placar. Para o treinador do Leão, a vitória foi merecida e o desempenho apresentado pela equipe foi bastante satisfatório nas duas etapas.

“Foi uma vitória merecida pelo desempenho. Tivemos um desempenho muito bom com controle de jogo no primeiro tempo. Antes mesmo de sofrer o gol, tivemos duas chances claras de gol, mas tomamos um no descuido. Mas mérito também do adversário. E continuamos produzindo. É isso o que peço para os atletas e trabalhamos intensamente. Tivemos outras oportunidades no primeiro tempo, duas bolas na trave, e foi um placar injusto por tudo que fizemos no primeiro tempo”, afirmou.

’No intervalo fiz algumas pequenas correções no bloco alto de marcação, porque eles (jogadores da Ponte) estavam quebrando um pouco as linhas. E falei que precisávamos continuar produzindo, porque estávamos bem na partida e era para eles acreditarem. A questão era fazer o gol, pois o segundo seria consequência. E eles entenderam. A diferença é que no segundo tempo tivemos esse aproveitamento. Antes mesmo do gol tivemos outra finalização que o goleiro deles salvou. Mas a gente controlou bem o primeiro e o segundo tempo, por isso merecemos a vitória”, encerrou Dal Pozzo.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Técnico enaltece mudança de postura do Santa Cruz no segundo tempo contra o Sergipe
Martelotte lamentou ainda o fato da equipe não ter aproveitado as chances na primeira etapa


"Colocamos um time mais ofensivo e a resposta foi boa", avaliou o técnico do Santa Cruz (Foto: Reprodução/TV Coral)Outra vez o Santa Cruz apresentou uma inconstância ao longo do jogo. Assim como na partida contra o Jacuipense, na estreia de Martelotte no comando, a equipe coral foi mal no primeiro tempo e teve que melhorar de desempenho na etapa final. Desta vez, ao menos evitou a derrota, com um gol que o treinador enxergou como prêmio pelo esforço dos atletas.

“Nós fomos premiados no final com o gol de pênalti. Mas muito pela nossa atitude no segundo tempo, pelo que a gente buscou. Não foi um gol ao acaso. Foi um gol no final, nos acréscimos, de um time que lutou muito, que se organizou mais e dominou no segundo tempo as ações, que criou chances de gol”, disse o técnico, antes de apontar os erros que identificou na equipe na primeira etapa.

“O fato da gente ter possibilidades, ter a bola e espaço em alguns momentos e não ter conseguido produzir. Ter as chances claras de gol. Taticamente a gente estava com o time bem posicionado. Mas não conseguiu fazer essa superioridade, principalmente na posse de bola, se transformasse numa chance de gol clara. No primeiro tempo tivemos o controle do jogo, mas não transformamos em oportunidades e por isso as trocas, substituições, e principalmente a mudança de atitude.

Para Marcelo Martelotte, foi crucial realizar três mudanças na equipe durante o intervalo, sobretudo na entrada do estreante Hugo Cabral. Não só pelo fato do atacante ter marcado o gol do empate, mas também pelo desempenho dele no geral, sendo o principal pivô das melhores jogadas no segundo tempo.

“A gente precisava de mais agressividade e por isso coloquei o Rafael Furtado e o Hugo Cabral no intervalo, e os dois entraram bem. O Hugo entrou bem pelo lado esquerdo, tentando as jogadas, indo para cima do adversário. O Wescley também, como segundo volante, correspondeu, teve mais saída. Colocamos um time mais ofensivo e a resposta foi boa. O time cresceu.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Náutico terá 'semana cheia' de treinamento na preparação para a partida contra o Brusque
Timbu entrou na Zona do Rebaixamento com a combinação de resultados da última rodada

O Náutico só volta a campo no próximo sábado (4). (Foto: Tiago Caldas/Náutico)Com a sequência de resultados ruins sem conseguir vencer há cinco partidas, o Náutico entrou na Zona de Rebaixamento na 9ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Atualmente, a equipe alvirrubra ocupa a 17ª colocação na tabela de classificação, com nove pontos conquistados e perde no saldo de gols com a Ponte Preta, primeira equipe fora do Z4.

Porém, a situação se torna ainda mais complicada por conta da proximidade com a lanterna, atualmente ocupado pelo Guarani, com oito pontos conquistados. Por isso, o próximo compromisso da equipe contra o Brusque, no próximo sábado (4), às 11h, no estádio Augusto Bauer, ganhou ainda mais importância para tentar diminuir a pressão vivida pelos alvirrubros por conta dos maus resultados recentes.

O técnico Roberto Fernandes, por outro lado, ganhou mais de uma semana cheia de trabalhos na tentativa de corrigir os erros apresentados pela equipe. Da partida contra o Ituano até o confronto contra o Guarani serão ao todo nove dias livres para a realização de treinamentos com o foco em melhorar, principalmente, o setor ofensivo da equipe que talvez seja a grande deficiência do atual elenco.

Com apenas seis gols marcados em nove jogos, o Timbu possui o quarto pior ataque da competição, ao lado de Sport, CSA e Brusque. De acordo com o site de estatística Sofa Score, o Náutico é a equipe que mais finaliza na Série B, mas a efetividade ainda continua muito baixo e o técnico Roberto Fernandes tem como grande objetivo melhorar o desempenho dos atacantes alvirrubros.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport nunca perdeu para a Ponte Preta como mandante
A equipe paulista não vence há quatro partidas consecutivas



Na última partida entre as equipes, o Leão conseguiu o acesso. (Foto: Paulo Paiva/DP)A derrota para o CRB não foi bem digerida pela torcida, mas o Sport tem uma oportunidade de dar a volta por cima e terá pela frente a Ponte Preta, nesta terça-feira (31), às 19h, em confronto válido pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O confronto, inclusive, foi alterado para a Arena de Pernambuco por conta das condições do gramado da Ilha do Retiro diante das fortes chuvas no Recife e Região Metropolitana.


O Leão tem ao seu favor um dado histórico: nunca foi derrotado pela Ponte Preta jogando como comandante. Ao total foram dez partidas realizadas com sete vitórias e três empates. Um aproveitamento de 80% dos pontos com 17 gols marcados e seis gols sofridos.


O resultado positivo também significa um novo fôlego para o técnico Gilmar Dal Pozzo, que vem passando pelo seu momento mais tenso no comando do Sport desde a sua chegada e busca um novo fôlego com um bom desempenho da equipe e, principalmente, uma vitória que pode manter a equipe dentro do G4 da Série B.


Isso porque, a combinação de resultados no complemento da 9ª rodada da competição favoreceu os rubro-negros. Com exceção da vitória Vasco contra o Brusque, que fez o Sport perder uma posição, as outras três partidas acabaram cumprindo as expectativas da torcida de se manter entre os líderes da competição.


Ainda na quarta-feira (25), o Operário-PR foi derrotado para o Londrina. Os outros dois jogos acabaram acontecendo no final de semana. Começando com mais uma derrota, dessa vez o Novorizontino perdeu para o CSA, enquanto o Grêmio empatou com o Vila Nova.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport anuncia ingressos a R$ 5 para o confronto contra o CRB pela Série B
Leão quer casa cheia para o duelo contra a equipe alagoana

(Foto: Anderson Stevens/Sport)Após adiamento e mudança de local por conta das fortes chuvas no Recife, Sport e CRB irão se enfrentar esta noite às 19h na Arena de Pernambuco. Para fazer valer o mando de campo, a diretoria leonina anunciou ingressos a R$ 5 para o setor Leste Superior. Os tickets podem ser adquiridos no local da partida a partir das 14h.

Os tickets para o estacionamento custam R$ 10 e também serão comercializados no local da partida. Parte da renda será destinada ao departamento de futebol feminino do clube.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Santa Cruz oficializa chegada Jefferson Feijão, que ainda aguarda ser regularizado
Lateral-direito treina junto ao elenco tricolor desde a última sexta-feira


Atleta deve estar à disposição contra o Sergipe. (Foto: Rafael Vieira/SCFC)No Arruda desde a última sexta-feira, o lateral-direito Jefferson Feijão foi oficializado pelo Santa Cruz. Dos últimos cinco reforços, o atleta é o único que ainda espera ter nome regularizado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. A expectativa é de que o técnico Marcelo Martelotte conte com o jogador para a partida do próximo domingo (29), contra o Sergipe, pela última rodada do primeiro turno da Série D.

Jefferson chega ao Tricolor para suprir a lacuna deixada por Marcos Martins, que se despediu do clube há 15 dias. Agora, para a posição, além do acréscimo do recém-contratado, Martelotte conta com Edson Ratinho, além das possibilidades de improvisar tanto o volante Daniel Pereira quanto o meia-atacante Wescley - ambos já utilizados na função.

Aos 35 anos, o lateral fará a sua segunda passagem no futebol nordestino. Antes, em 2012, vestiu a camisa do Icasa. De lá para cá, passou por equipes como Cuiabá, XV de Piracicaba, Portuguesa, onde foi campeão da Copa Paulista, e Oeste. Na atual temporada, disputou 19 jogos pela Série A2 do Paulistão, sendo um dos destaques da divisão na posição


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz negocia contração do atacante Hugo Cabral, ex-Volta Redonda e com passagem pelo Náutico
Atleta está em tratativas finais para se juntar ao elenco coral

(Foto: Ricardo Fernandes/DP)
O Santa Cruz está próximo de anunciar a contratação de mais um reforço para a sequência da Série D. Trata-se do atacante Hugo Cabral, que jogou o Campeonato Carioca pelo Volta Redonda. O atleta já teve passagem pelo futebol pernambucano, quando atuou pelo Náutico na Série A de 2013. A informação foi dada em primeira mão pelo repórter Wellington Araújo, da Rádio Clube de Pernambuco, e confirmada pelo Esportes DP.

Aos 33 anos, Hugo possui no coleciona passagens por vários clubes do futebol brasileiro. Além de Náutico e Volta Redonda, passou por Ceará, Bahia, CSA, Ponte Preta, entre outros. Também atuou no futebol do Chipre e da Arábia Saudita.
O jogador é aguardado no Arruda para realizar exames médicos e assinar contrato com a Cobra Coral.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Martelotte vê elenco equilibrado e sinaliza realizar novas mudanças no time do Santa Cruz
Treinador se mostrou tranquilo e sem pressa para definir 'onze titulares'
Goleiro Jefferson voltou a receber oportunidade como titular do Santa Cruz (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)Para a segunda partida do novo trabalho à frente do Santa Cruz, era natural esperar que o técnico Marcelo Martelotte realizasse as primeiras alterações na escalação. Uma vez que na estreia, quando teve pouco tempo de treino, o técnico foi coservador e fez poucas mudanças em relação ao time anteriormente montado por Leston Júnior. Porém, o expressivo número de seis modificações superou as expectativas.

Jefferson, Daniel Pereira, Dudu Mandai, Elyeser, Fabrício e Alemão (contratado nesta semana), foram as novidades na última escalação. Situação que não deve ser isolada, ao menos a princípio. Sem demonstrar afobação para definir os 'onze titulares' de uma escalação ideal, o treinador sinaliza para novas mudanças para os próximos jogos, enquanto vai conhecendo melhor e encaixando peça por peça na sua filosofia de jogo.

"Foi uma opção minha e deve ser uma opção nos próximos jogos. Eu não tenho hoje essa preocupação de ter onze titulares. Prefiro ter um grupo com todos participando mais efetivamente dos jogos e eles entendendo, de uma maneira geral, o que eu quero da nossa equipe. E a partir do momento em que formos ganhando mais jogadores, vamos ter um elenco mais competitivo", apontou o treinador coral.

Para Martelotte, o elenco apresenta um equilíbrio entre as peças disponíveis. Faotr que considera como positivo. "Entendo que por ter chegado no meio da competição, conhecia pouco das características dos jogadores. Eu identifiquei um equilíbrio dentro do elenco e acho que essa vai ser uma força nossa. A questão de você poder fazer substituições, antes ou durante a partida, e essas opções te darem uma resposta positiva, como foi (contra o CSE)."
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Victor Ferraz comemora primeiro gol e põe experiência à disposição do elenco do Náutico
Jogador de 34 anos é o segundo mais experiente do elenco atual do Náutico e se mostra como motivador, sobretudo para os atletas mais joven

"Foi uma alegria que senti depois desse retorno", disse Victor sobre gol nos Aflitos (Foto: Tiago Caldas/CNC)A ligação de Victor Ferraz com o Náutico é extensa, desde quando o lateral defendia as categorias da base alvirrubra, no início da carreira. Mas só na última quinta-feira, o atleta conseguiu marcar o seu primeiro gol vestindo a camisa do Timbu, justamente nos Aflitos. Gol que evitou a derrota em casa para o CSA, e que para Victor é motivo de comemoração, apesar do empate.

Fiquei muito feliz em ter feito o gol, e ter ajudado o time a não sair com derrota em casa. Não foi o resultado que a gente esperava. Queríamos ganhar o jogo, mas enfrentamos uma equipe bem organizada pelo (técnico do CSA) Mozart, e que nos trouxe muita dificuldade”, iniciou.

“Foi uma alegria que senti depois desse retorno. E o meu primeiro gol da volta ser nos Aflitos, que é um estádio muito especial por tudo o que eu vivi lá dentro. Estou feliz com o momento de ter feito o gol, mas muito ansioso em ajudar a equipe a dar liga e a gente consiga engrenar de vez no campeonato”, almejou.
Atrás apenas do atacante Kieza, que tem 35 anos, Victor Ferraz é também um dos atletas mais experientes no grupo do Náutico. O lateral explica como o seu conhecimento adquirido ao longo da carreira pode ser útil para motivar os atletas mais jovens nessa busca pela recuperação da equipe na Série B.

“Com bastante conversa. Um grupo de futebol, um time, precisa se falar bastante lá dentro de campo. Tem que estar todos juntos e todo mundo tem que se ajudar. Às vezes você não está num dia legal, e o atleta mais experiente consegue perceber isso, chegar junto do jogador para ajudar. Tem muita coisa de feeling e que você só aprende estando lá dentro. Com 34 anos, sou um cara muito observador, e acabo ajudando dessa maneira, passando confiança para os mais jovens”, destaca.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Diretor do Náutico admite preocupação com 'ansiedade' excessiva por vitória
Eduardo Belo admitiu que pressão vem afetando na hora das finalizações, mas que o time não vem apresentando um futebol tão ruim


Timbu vem de quatro rodadas sem vitória (Foto: Tiago Caldas/CNC)Há quatro rodadas sem vencer na Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico fará duas partidas fora de casa buscando se consolidar na briga pelo G4 da competição, se distanciando da zona de rebaixamento. O diretor de futebol Eduardo Belo demonstrou preocupação com a pressão e ansiedade exagerada pelo reencontro com o caminho das vitórias, além de avaliar que a equipe precisa de mais calma no ataque.


O que não me deixa tão preocupado é que nossos jogos não estão sendo de baixo nível. No último jogo perdemos muito gol. Era para termos goleado o CSA. A gente não pode errar na finalização. É ter calma, diminuir essa ansiedade. Toda essa pressão, que teoricamente querem passar para o elenco, e nós, diretores, não podemos deixar, é muito ruim. Só faz aumentar a ansiedade. Falo que a Série B, neste ano, é uma mini Série A. Então, você não pode perder gols. Na Série A, isso não acontece tanto. Não podemos deixar essa pendência, é o que me preocupa muito hoje”.

Após oito embates, o time possui apenas o 13º melhor ataque do nacional, com seis gols marcados. Por outro lado, vem conseguindo criar algumas oportunidades para balançar as redes, porém sem um bom aproveitamento. São dois tentos feitos nos últimos quatro jogos.


O Timbu tem a mesma pontuação que o próprio CSA, primeiro clube do Z-4, e seis a menos do que o Vasco da Gama, que é o primeiro da zona de acesso à primeira divisão. Uma vitória contra o Ituano, na próxima quinta-feira, é essencial para os planos dos alvirrubros.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Novo atacante do Santa Cruz, Lucas Silva pesa momento do clube, mas mostra confiança: 'Fiz a escolha certa'
Ponta chega ao clube após a saída de Mateus Anderson na última semana

Mais recente contratação do Santa Cruz para a sequência da Série D, o atacante Lucas Silva foi apresentado oficialmente pelo clube na tarde desta terça-feira. O atleta de 28 anos, sétimo reforço coral para o Brasileiro, chega após passagem no XV de Piracicaba. Vivendo nova oportunidade, o ponta comentou a chegada na Cobra Coral.
"Creio que fiz a escolha certa. O Santa é um clube muito grande. Acho que todo jogador que recebe uma proposta do Santa Cruz é inevitável aceitar, pela grandeza do clube, pelo o que o clube proporciona. Creio que fiz a escolha certa neste momento. A gente sabe de tudo que tem acontecido, mas a gente tem a confiança e a certeza de que as coisas vão mudar", disse.

Apesar de poucos dias no Arruda, Lucas disse se sentir 'em casa'. Muito por causa da relação com seus novos companheiros de equipes, já que conhece alguns deles. São os casos dos atacantes Matheuzinho e Raphael Macena, com os quais Lucas Silva jogou no Mirassol. O volante e capitão Gilberto também já dividiu equipe com o novo reforço coral. Citando o bom ambiente, o extremo analisou possíveis caminhos para sair do momento difícil vivido pelo clube. 

"Para sair de uma fase complicada, são etapas. Temos que colocar algumas metas, dentro do nosso elenco, do clube. E eu creio que com muito empenho e trabalho, conhecendo o grupo. Estou chegando agora, mas sei do potencial de alguns atletas daqui. Então, é acreditar que no final vai dar tudo certo, vamos chegar aos resultados e atingir os nossos objetivos", encerrou.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bryan comemora retorno e deve acirrar briga pela titularidade na lateral direita do Náutico
Apesar da derrota contra o Cruzeiro, no último domingo, pela Série B, o jogador comemorou os 90 minutos e saiu de campo emocionado

Depois de quase oito meses se recuperando de uma lesão no ligamento do joelho direito, o lateral Bryan voltou a atuar pelo Náutico. Apesar da derrota contra o Cruzeiro, o jogador comemorou os 90 minutos e saiu de campo emocionado. Titular na lateral direita, ele ainda foi deslocado para o lado esquerdo no final do jogo, posição em que jogou praticamente toda a temporada passada, sendo uma peça importante na conquista do Campeonato Pernambucano e no início da Série B.

“Foi uma volta muito esperada por mim. Trabalhei e me dediquei muito durante esse período. Trouxe um fisioterapeuta amigo meu, de Salvador, e trabalhávamos três períodos nos três primeiros meses. Tive uma volta um pouco precoce até. Fiquei feliz e agora é trabalhar para colher um bom resultado diante do CSA”, destacou o lateral direito, já projetando o próximo confronto do Náutico pela Série B.

Bryan aproveitou para agradecer a confiança depositada pelo técnico Roberto Fernandes, que o escalou como titular no jogo contra o Cruzeiro, no último domingo. “Ele confiou em mim. Apesar do tempo parado, eu consegui corresponder à altura. Fico feliz que ele ficou satisfeito com minha atuação, mas ainda é pouco. Quero mais. Preciso trabalhar e vou me dedicar cada vez mais para conseguir o objetivo principal”, acrescentou Bryan.

Enquanto Bryan volta a ser opção para o Náutico, Hereda, então titular da posição, se machucou e terá que ficar cerca de dois meses fora de combate. Assim, Roberto Fernandes tem como alternativas para a lateral direita o experiente Victor Ferraz e o prata da casa Thássio, além de Bryan, que lamentou a lesão do companheiro de time. “Hereda é um cara que tenho amizade, gosto muito e fico triste. Tenho certeza que ele voltará o mais rápido possível”, completou.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dal Pozzo exalta conquista de quatro pontos em sequência de jogos do Sport fora de casa
Leão conseguiu garantir a manutenção dentro do G4 da Série B

Dal Pozzo tem 60% de aproveitamento no Sport. (Foto: Anderson Stevens/Sport)O Sport retorna ao Recife com saldo positivo dos dois jogos fora de casa contra Chapecoense e Novorizontino. Ao total, o Leão disputou seis pontos e a vitória contra o time catarinense e o empate contra os paulistas garantiram quatro dos seis pontos disputados nos jogos longe da Ilha do Retiro que garantiram a permanência dentro do G4 por mais uma rodada.
Apesar do mau desempenho apresentado pela equipe no empate em 0 a 0 contra o Novorizontino, na noite da última terça-feira (17), o técnico Gilmar Dal Pozzo tratou de exaltar o feito conquistado pelo Sport nesses dois jogos fora de casa e quer focar em evoluir a equipe para o próximo compromisso do clube.

“A gente gostaria de vencer as duas partidas. Contra a Chapecoense a gente conseguiu a vitória e hoje conseguimos o empate. É valorizar os quatro pontos em dois jogos difíceis fora de casa. É jogo a jogo. Para muita gente vai parecer estranho em ter dois jogos em casa e fazer essa comparação, mas a nossa energia é só no CRB, na nossa preparação, na busca por melhorar, manter o que temos de bom, principalmente no setor defensivo, e buscar melhorar do meio para frente, para fazer um grande jogo contra o CRB e buscar mais uma vitória que vai ser muito importante para a nossa sequência”, disse Gilmar Dal Pozzo.

O Sport agora vai para dois jogos consecutivos dentro de casa, onde o Leão vai enfrentar o CRB, atual lanterna da competição, e a Ponte Preta. As partidas estão sendo tratadas como fundamentais para o futuro da equipe rubro-negra na Série B, já que logo após os dois compromissos terá uma maratona pesada de jogos contra equipes que vão lutar diretamente pelo acesso.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dal Pozzo foca em sequência no Sport para agradar torcida: 'tenho que trabalhar'
Treinador projetou ainda mais trabalho para poder agradar cada vez mais os torcedores do Leão, que vêm criticando as últimas atuações

Técnico vem sendo criticado pela torcida (Foto: Anderson Stevens/Sport)Sob pressão no comando do Sport por causa do desempenho da equipe, o técnico Gilmar Dal Pozzo pôde respirar um pouco depois da boa vitória em cima da Tombense, na última sexta-feira, na Ilha do Retiro. O 2 a 0 trouxe ares de tranquilidade no ambiente leonino até a próxima rodada, na sexta-feira, diante da Chapecoense. Apesar de um mínimo de alívio, o comandante ainda segue com desconfiança por parte da torcida e espera ainda mais evolução para melhorar sua relação com os rubro-negros.


“Em relação ao torcedor, como falei contra o Ituano, quero me dar o direito de comemorar. E a torcida do Sport, mais de quatro milhões de torcedores, estão comemorando essa vitória por estarem voltando ao G4. É dessa forma que trabalho e valorizo aqueles que me apoiam também. Aqueles que me criticam, cada vez mais tenho que trabalhar para poder agradá-los também”, avaliou Dal Pozzo.


O mais importante, além dos três pontos, foi o fato de que o time não sofreu perigo no último confronto, o que mostra uma melhora no rendimento dentro de campo. Aliado a isso está a volta de alguns jogadores que fazem com que o treinador tenha mais opções para escalar. O atacante Búfalo já retornou balançando as redes, já o meia Everton Felipe foi um dos melhores em campo mesmo depois de muito tempo fora de combate.


Outro que voltou a ser relacionado para uma partida depois de muito tempo foi o meia Thiago Lopes. O atleta estava ausente desde outubro do ano passado, quando rompeu o tendão de Aquiles em um jogo contra o Grêmio. Podendo atuar um pouco mais recuado ou como meia mais ofensivo, o jogador certamente terá alguns minutos nos próximos jogos.


“Estou satisfeito com o Thiago (Lopes), que hoje pôde estar na relação. É um jogador que está treinando bem, é um jogador de qualidade, que vai nos ajudar. São mais opções que vou ter a partir desse momento”, concluiu o técnico.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Roberto Fernandes terá sua primeira semana 'cheia' para preparar o Náutico para sequência da Série B
Treinador ainda não teve muito tempo para treinar o elenco do Timbu



Elenco alvirrubro terá uma semana antes do próximo compromisso (Foto: Tiago Caldas/CNC)Após a derrota para o Vila Nova, o Náutico terá um tempo para trabalhar e se preparar antes do confronto contra o Cruzeiro, no próximo domingo. Será a primeira vez que o treinador Roberto Fernandes vai ter uma semana “cheia” para realizar treinamentos e passar mais alguns conceitos sobre o modelo de jogo que vem adotando na equipe alvirrubra.


O comandante chegou poucos dias antes da primeira partida da final do Campeonato Pernambucano, diante do Retrô, e vem acumulando jogos em sequência, sem tempo para recuperar os jogadores ou fazer trabalhos específicos com o grupo. Foram seis embates em 16 dias, dando pouco mais de dois dias de média entre cada atuação, além das viagens para os compromissos fora de casa.


Na última semana, Roberto se disse “sedento” por essa semana toda que terá no CT Wilson Campos. O Timbu vinha mudando alguns atletas na escalação inicial nas últimas rodadas, oscilando o rendimento, tanto que não venceu nas duas últimas oportunidades que esteve em campo pela Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico vinha sendo obrigado a realizar um rodízio e poupar quem estava vetado pelo departamento médico. Hereda, Rhaldney e Camutanga foram alguns dos titulares absolutos que descansaram nos últimos dias.


Agora, o treinador terá tempo suficiente para montar na sua cabeça a escalação ideal para o confronto diante dos mineiros. A semana também pode servir para recuperar jogadores machucados, como Kieza, João Paulo e Ailton. A tendência é que Roberto Fernandes tenha o elenco completo, ficando com várias possibilidades para armar a equipe.


Outro reforço é o retorno do atacante Leandro Carvalho, que cumpriu suspensão na última sexta-feira por ter sido expulso e fica à disposição. O avançado disputa um lugar em uma das duas pontas do setor ofensivo, junto a Niltinho, Luis Phelipe, Ewandro e Pedro Vitor. No comando do ataque, a expectativa é que Léo Passos, que vem agradando e tendo boas atuações, seja mantido.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Heróis em acessos, Martelotte e Zé Teodoro retornam ao Santa Cruz após demissões de Leston e Segurado
Marcelo Martelotte será o treinador da equipe pela quinta vez; Zé Teodoro será coordenador, após conduzir guinada do clube no início da última década
Martelotte subiu o Santa Cruz para a Série A em 2015 e Zé Teodoro para a Série C em 2011 (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz//Ricardo Fernandes/DP)Um 'modus operandi', pode-se dizer. Assim como aconteceu em 2020, quando o Santa Cruz anunciou a quarta passagem de Marcelo Martelotte como treinador do clube, na madrugada desta segunda-feira, a história se repetiu. Pouco mais de uma hora depois de demitir Leston Júnior do cargo de treinador e o executivo de futebol Marcelo Segurado, o Tricolor anunciou a quinta vez que Martelotte comandará a equipe.
Campeão pernambucano como jogador em 1993 e vice da Série B do Brasileiro em 1999, Marcelo Martelotte também foi campeão pernambucano como técnico em 2013, e vice da Série B de 2005, no acesso de volta à Elite após uma década.

Martelotte não chega sozinho ao clube. O treinador Zé Teodoro, que foi responsável por conduzir a guinada da equipe coral no início da última década, com acesso à Série C e o bicampeonato Pernambucano de 2011 e 2012, agora assume o posto de coordenador técnico.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Desabafo e discussões: Santa Cruz demite Leston Júnior e Marcelo Segurado
Treinador encerra segunda passagem no Arruda após sete meses; executivo de futebol também se despede do clube; atletas podem iniciar paralisação




Dupla demissão no Arruda após primeira vitória. (Foto: Rafael Melo/SCFC)A primeira vitória na Série D, contra o Atlético-BA, neste domingo, parecia suficiente para amenizar clima dos bastidores no Arruda. Porém, não foi o que se viu. Cinco horas após o fim do confronto, o Santa Cruz oficializou as demissões do técnico Leston Júnior e do executivo de futebol Marcelo Segurado. Ambos estiveram presentes na entrevista pós-jogo, na qual, em tom de cobrança, desabafaram, junto ao elenco, sobre atrasos salariais e condições de trabalho. O ato foi o grande motivo das saídas, mas não o único.
Segundo apurou a reportagem do Esportes DP, ainda antes da partida, houve uma reunião na sala da diretoria de futebol, seguida de uma discussão mais acalorada entre o diretor estatutário Rogério Guedes e o ainda executivo, Marcelo Segurado. Nessa discussão, com dedos apontados teria sido o motivo de Segurado dizer na entrevista que não aceitaria 'ter o dedo apontado'.

A relação dos dois profissionais já estava estremecida desde a última semana, agravada pela demissão do meia Esquerdinha. Segundo a apuração, Marcelo Segurado não teria concordado com a saída do atleta. Como apurado, Esquerdinha havia se atrasado no dia da viagem para Juazeiro por ajudar com carona a um dos jogadores da base a chegar no Arruda, perdendo os primeiros minutos por conta do trânsito provocado pela forte chuva que caiu naquele dia no Recife.

Ainda de acordo com a apuração, o fato não foi bem recebido pelos atletas, que saíram em defesa de Segurado e da comissão técnica. O grupo, como um todo, chegou a ameaçar não treinar a partir da próxima terça-feira caso os salários não sejam honrados, sobretudo os dos funcionários, que chegam de a cinco a seis meses sem receber.

Após o anúncio da demissão no perfil do clube no instagram, o capitão Gilberto se posicionou em defesa de Leston e Segurado. "Estamos juntos com a comissão e com Marcelo... qq (sic) decisão iremos juntos", respondeu o volante. Em seguida, o capitão foi apoiado por outros atletas em peso. Lucão, Ytalo Borba, Mateus Anderson, Wescley, Dudu Mandai, Tarcísio, acompanharam o relator. Nesta segunda deve haver um pronunciamento oficial dos atletas.

A PASSAGEM

À frente do Santa Cruz desde o final de setembro de 2021, Leston retornou ao clube com a missão de conduzir a equipe coral em um dos anos mais difíceis da história centenária tricolor. No roteiro, as disputas da pré-Copa do Nordeste, do Campeonato Pernambucano e do Brasileiro da Série D. Ao todo, foram 14 jogos na área técnica, sendo sete vitórias, quatro empates e três derrotas.


PRÉ-NORDESTÃO


Primeiro desafio de Leston Júnior em sua volta, ainda em outubro de 2021. E já valia bastante para a atual temporada. Na oportunidade, a equipe tricolor enfrentou o Floresta-CE na segunda fase da pré-Copa do Nordeste. Para alcançar a classificação ao certame regional, teria que bater a equipe cearense e despachar o vencedor de Ferroviário x Juazeirense. Mas o Santa Cruz não avançou.


Na Arena de Pernambuco, o Tricolor empatou em 3 a 3 no tempo normal e viu o Floresta levar a melhor nas penalidades, por 4 a 2. Os gols do confronto foram marcados por Pipico e Vitinho para o Santa, enquanto Paulo Vyctor, Fábio Alves e Mailson fizeram para o Verdão da Vila. Com o revés consolidado, a Cobra Coral deu adeus à chance de disputar a Copa do Nordeste em 2022.


PERNAMBUCANO


A equipe coral construiu uma campanha interessante no estadual. Principalmente no que diz respeito aos números. Ao todo, foram 11 partidas disputadas, sendo seis vitórias, três empates e duas derrotas. Deixou a competição nas semifinais, quando foi superado pelo Náutico, nos pênaltis, em jogo único no estádio dos Aflitos.

Apesar do revés, o saldo foi considerado positivo. Diretoria, comissão e elenco manteram o tom de orgulho do trabalho feito. Muito pelas conquistas pensando a longo prazo. Foi através do estadual, por exemplo, que o Tricolor garantiu calendário para 2023, com a vaga à Série D, além do retorno à Copa do Brasil.


SÉRIE D


Foram apenas quatro partidas no Brasileiro. No saldo, uma vitória, um empate, duas derrotas, um empate e uma arrancada recheada de críticas. Principal competição do Tricolor na - vazia - atual temporada, o Santa Cruz iniciou a competição nacional sob a avaliação de uma boa campanha no Pernambucano. As boas atuações e números do estadual, no entanto, não se repetiram na Série D.


Na estreia, empate sem gols diante do Lagarto, em Sergipe. Na partida, a equipe coral contou com um gol anulado, do artilheiro Rafael Furtado, mas voltou a encarar um antigo problema: a dificuldade de transformar o volume em bola na rede. Cenário que se repetiu contra o ASA, no Arruda. Após sair atrás do placar, o Tricolor foi dominante, chegou até a igualar o marcador, mas mais uma vez esbarrou na falta de eficiência.


No terceiro compromisso, uma derrota dura. Após desperdiças inúmeras chances, levou um gol aos 47 do segundo tempo e trouxe na bagagem para o Recife a segunda derrota consecutiva na competição. Mas, apesar do difícil cenário, Leston foi mantido no cargo. Recebeu apoio público, inclusive, do presidente Antônio Luiz Neto, em entrevista à Rádio Clube de Pernambuco.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sócios votam, aprovam constituição da SAF e dão poder ao executivo do Santa Cruz; veja outros itens
Votação aconteceu neste domingo, em formato presencial, na sede social do Arruda; evento coincidiu com o compromisso pelo Brasileiro da D

(Foto: Paulo Paiva/DP FOTO)Um domingo decisivo para o Santa Cruz. Se dentro de campo a equipe coral conheceu a sua primeira vitória na Série D, fora das quatro linhas também foi um dia de importante para o clube. Também no Arruda, sócios se reuniram na Assembleia Geral e votaram, em maioria, 'sim' para as três propostas em discussão. Entre as pautas, a mais importante foi a de constituição da SAF - desde que subordinada ao poder executivo.


Além do tópico clube-empresa, também foram apreciados - e aprovados - a reintegração da comissão patrimonial nos termos do Estatuto anterio, além do acréscimo de 350 novos conselheiros. A última, contudo, só só passa a valer a partir da próxima gestão do clube, em 2024.

Durante a semana, em entrevista à Rádio Clube de Pernambuco, o presidente Antônio Luiz Neto já havia discutido a importância da aprovação dos três itens discutidos. De acordo com o mandatário, a 'soberania' da AGE é importante para o futuro do Santa Cruz. Com relação ao aumento, em números, do Conselho Deliberativo, ALN defendeu que o processo 'qualifica'.

Confira, abaixo, a soma dos votos, item a item:


Item 1: Acréscimo no número de conselheiros


Sim: 521
Não: 250


Item 2: Aprovação da constituição da SAF subordinada ao executivo


Sim: 516
Não: 252


Item 3: Retorno da comissão patrimonial


Sim: 508
Não: 257
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

'Quem está se acabando é o Santa Cruz', disse Segurado ao pedir união de grupos políticos
Executivo coral esteve ao lado do técnico Leston Júnior e de todo o elenco

Assim como o treinador, Segurado chegou no Arruda ainda em 2021. (Foto: Rafael Melo/SCFC)Presente no momento de forte desabafo do elenco coral e do técnico Leston Júnior, Marcelo Segurado não deixou a sala de coletiva em silêncio. O executivo fez questão de entoar o coro por melhores condições de trabalho, além de fazer apelo à torcida e a grupos políticos relacionados ao Santa Cruz - e sua difícil realidade - atualmente.
"Quem está ficando para trás, quem está se acabando, é o Santa Cruz. Vocês têm que entender que existe um projeto e ele tem que ir para frente. Isso que estamos demostrando para vocês é uma união que sempre teve. Em momento algum esse grupo aqui esmoreceu. Nós passamos as dificuldades e estamos dentro do contexto reivindicando e expondo elas", disse.

Ainda, Segurado mencionou a semana turbulenta vivida pelo clube. Após a segunda derrota seguida na Série D, para a Juazeirense, na última quarta-feira, Centro de Treinamento e Arruda receberam grupos organizados, que cobraram melhor desempenho na competição nacional. Apesar de não citar diretamente o ocorrido, o executivo revelou que membros do clube chegaram a sofrer ameaças de morte.

"Todo mundo aqui é pai de família. Isso não é futebol, não é amor. Eu entendo de amor é outra coisa. A gente vem chamando a torcida para estar junto com a gente, mas não é só isso. Precisamos de estrutura, do mínimo possível. Cadê as pessoas que ajudariam o Antônio?"", exaltou, apontando a presença do presidente coral na sala de coletiva. Fato que, de acordo com os relatos, prova que a situação do clube é antiga, e não se restringe ao trabalho da atual diretoria.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Heróis em acessos, Martelotte e Zé Teodoro retornam ao Santa Cruz após demissões de Leston e Segurado
Marcelo Martelotte será o treinador da equipe pela quinta vez; Zé Teodoro será coordenador, após conduzir guinada do clube no início da última década

Martelotte subiu o Santa Cruz para a Série A em 2015 e Zé Teodoro para a Série C em 2011 (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz//Ricardo Fernandes/DP)Um 'modus operandi', pode-se dizer. Assim como aconteceu em 2020, quando o Santa Cruz anunciou a quarta passagem de Marcelo Martelotte como treinador do clube, na madrugada desta segunda-feira, a história se repetiu. Pouco mais de uma hora depois de demitir Leston Júnior do cargo de treinador e o executivo de futebol Marcelo Segurado, o Tricolor anunciou a quinta vez que Martelotte comandará a equipe.
Campeão pernambucano como jogador em 1993 e vice da Série B do Brasileiro em 1999, Marcelo Martelotte também foi campeão pernambucano como técnico em 2013, e vice da Série B de 2005, no acesso de volta à Elite após uma década.

Martelotte não chega sozinho ao clube. O treinador Zé Teodoro, que foi responsável por conduzir a guinada da equipe coral no início da última década, com acesso à Série C e o bicampeonato Pernambucano de 2011 e 2012, agora assume o posto de coordenador técnico.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Roberto Fernandes terá sua primeira semana 'cheia' para preparar o Náutico para sequência da Série B
Treinador ainda não teve muito tempo para treinar o elenco do Timbu
Elenco alvirrubro terá uma semana antes do próximo compromisso (Foto: Tiago Caldas/CNC)Após a derrota para o Vila Nova, o Náutico terá um tempo para trabalhar e se preparar antes do confronto contra o Cruzeiro, no próximo domingo. Será a primeira vez que o treinador Roberto Fernandes vai ter uma semana “cheia” para realizar treinamentos e passar mais alguns conceitos sobre o modelo de jogo que vem adotando na equipe alvirrubra.


O comandante chegou poucos dias antes da primeira partida da final do Campeonato Pernambucano, diante do Retrô, e vem acumulando jogos em sequência, sem tempo para recuperar os jogadores ou fazer trabalhos específicos com o grupo. Foram seis embates em 16 dias, dando pouco mais de dois dias de média entre cada atuação, além das viagens para os compromissos fora de casa.


Na última semana, Roberto se disse “sedento” por essa semana toda que terá no CT Wilson Campos. O Timbu vinha mudando alguns atletas na escalação inicial nas últimas rodadas, oscilando o rendimento, tanto que não venceu nas duas últimas oportunidades que esteve em campo pela Série B do Campeonato Brasileiro. O técnico vinha sendo obrigado a realizar um rodízio e poupar quem estava vetado pelo departamento médico. Hereda, Rhaldney e Camutanga foram alguns dos titulares absolutos que descansaram nos últimos dias.


Agora, o treinador terá tempo suficiente para montar na sua cabeça a escalação ideal para o confronto diante dos mineiros. A semana também pode servir para recuperar jogadores machucados, como Kieza, João Paulo e Ailton. A tendência é que Roberto Fernandes tenha o elenco completo, ficando com várias possibilidades para armar a equipe.


Outro reforço é o retorno do atacante Leandro Carvalho, que cumpriu suspensão na última sexta-feira por ter sido expulso e fica à disposição. O avançado disputa um lugar em uma das duas pontas do setor ofensivo, junto a Niltinho, Luis Phelipe, Ewandro e Pedro Vitor. No comando do ataque, a expectativa é que Léo Passos, que vem agradando e tendo boas atuações, seja mantido.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Autor do primeiro gol da vitória diante do Tombense, Búfalo comemora retorno ao Sport
O atacante rubro-negro foi desfalque da equipe nas últimas duas rodadas e entrou no segundo tempo

Búfalo foi o autor do primeiro gol do Sport contra o Tombense. (Foto: Anderson Stevens/Sport)Após desfalcar o Sport por três rodadas, o atacante Búfalo voltou a ser relacionado para uma partida e, ao ser acionado no segundo tempo, abriu as porteiras para a vitória por 2 a 0, diante do Tombense, pela 6ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Em entrevista para a Premiere FC, o camisa 9 do Sport comemorou o retorno triunfal ao ajudar o Leão na vitória da noite desta sexta-feira (7).


"Saio muito feliz pelo trabalho que fiz em campo. Todo mundo trabalhou muito durante a semana. Fico feliz por deixar os três pontos aqui em casa. Quando a gente tem que entrar tem que ser com muita vontade também para fazer as coisas bem feitas. Fico muito feliz pelo gol e agora é seguir o mesmo rumo para podermos conseguir o que todos queremos (acesso)”, disse o atacante.
O Sport agora tem uma semana cheia para se preparar para o próximo compromisso da equipe na Série B, onde o time vai fazer o primeiro dos dois jogos fora de casa em sequência, ao enfrentar a Chapecoense, na próxima sexta-feira (13), às 21h30, na Arena Condá, pela 7ª rodada da competição.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Presidente do Santa Cruz reconhece problemas no acesso ao Arruda: 'Torcedor tem razão'
Torcedores relataram dificuldade para acessar dependências do estádio no último sábado; ALN avisou que vai rever planejamento




Cerca de 20 mil torcedores estiveram presentes. (Foto: Rafael Melo/SCFC)O presidente do Santa Cruz, Antônio Luiz Neto, utilizou-se do site oficial do clube para reconhecer os problemas de acesso ao estádio do Arruda no jogo contra o ASA, no último sábado, o primeiro do clube na condição de mandante na Série D 2022. Os escassos pontos de acesso provocaram longas filas, com torcedores relatando terem acessado as arquibancadas após o primeiro tempo.


O problema ganha contornos ainda mais complicados pelo fato de o José do Rego Maciel ter sido liberado para apenas 20 mil pessoas, menos da metade da capacidade total do Arruda, que é de 60 mil. O mandatário assinou uma nota oficial no site em que admite a falha no planejamento para a entrada de torcedores.


"Reconhecemos de público que uma grande falha no planejamento antecedeu o evento. Houve problemas no acesso ao estádio ontem, que não deveriam acontecer. Não é admissível que ocorram situações como as registradas com a valorosa torcida do Santa Cruz", escreve.


Mais à frente, ALN aponta que a diretoria está trabalhando para evitar que tais situações se repitam e se compromete a melhorar as condições de acesso já no próximo compromisso do time. Os corais só volta a jogar em casa no dia 8 de maio, quando recebem o Atlético-BA.


"Estamos buscando as soluções necessárias para permitir todas as condições favoráveis à comodidade do público já na próxima partida, tanto na aquisição de ingressos quando no acesso ao estádio. O torcedor tem razão quando reclama da demora para entrar no estádio e o Santa Cruz está buscando soluções para resolver tais problemas."


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Técnico do Náutico confirma time 'competitivo' contra o CRB, mas projeta decisão do Campeonato Pernambucano
Roberto Fernandes confirmou que vai mudar a equipe e preservar alguns jogadores para o próximo sábado



Timbu deve ter alterações contra o CRB (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)Após a primeira vitória pela Série B do Campeonato Brasileiro, o Náutico encara o CRB antes da segunda decisão do Campeonato Pernambucano, diante do Retrô. Sem espaço para recuperação e treinos antes dos confrontos, o treinador Roberto Fernandes confirmou que deve realizar mudanças no time, mas mantendo a competitividade.
“A vitória direciona para um caminho, empate e derrota para outros. A vitória era fundamental. Um gol neste início de campeonato nos fez ganhar mais uma colocação. Passa até um pouco de pressão para o adversário. É ideia, sim, que a gente possa ir competitivo para Maceió, mas a gente não pode chegar na final do Pernambucano. Temos que tomar essa decisão nesta semana. Antes do jogo contra o Operário eu tinha o plano A e o plano B. Vamos colocar em prática o plano A. Temos que competir contra o CRB, mas essa competição não pode me desgastar a ponto que prejudique na final do estadual”.


Recém-chegado, porém com partidas complicadas neste início, o comandante vem, aos poucos, implementando suas ideias de jogo no Timbu. Roberto confirmou que na vitória sobre o Operário já viu alguns conceitos que ele utiliza. Com um ataque totalmente diferente do que vinha atuando, um ponto foi fundamental para a conquista dos três pontos: mobilidade.


“Quando você joga com três atacantes e engessa com os laterais contrários, fica muito previsível. O futebol é um jogo de imposição e você tentar criar vantagem numéricas. Esses jogadores de lado precisam flutuar. Se não, o extremo só bate com o lateral e pronto. Contra o Operário, os extremos criaram vantagem pelo meio. A ideia é você ter mobilidade sim”, completou o técnico.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gilmar Dal Pozzo cita oscilação de Ewerthon para justificar escolha por Ezequiel no Sport
Treinador explicou sua preferência na disputa pela titularidade na lateral



Ezequiel foi titular nas três primeiras rodadas da Série B (Foto: Anderson Stevens/Sport)Após a chegada do técnico Gilmar Dal Pozzo ao comando do Sport, no mês de março, um atleta em especial passou a ganhar mais oportunidades entre os titulares. O lateral Ezequiel, contratado no início da temporada, era nome certo na lista de suplentes do Leão, geralmente entrando no decorrer das partidas. Com a vinda do novo comandante, largou na frente na luta por posição na equipe principal. O atleta desbancou Ewerthon, até então absoluto na equipe principal.


O treinador rubro-negro justificou sua escolha por Ezequiel, titular nas três partidas do Sport na Série B até então.


“Quando cheguei no Sport, ele (Ewerthon) vivia um grande momento, e o atleta oscila. Nos últimos jogos da Copa do Nordeste, entendi que ele ficou abaixo, e Ezequiel estava treinando bem. Conversei com os dois, e tenho que me preocupar sempre em colocar o melhor em campo. Ezequiel fez bons jogos, Ewerthon está retomando a condição dele. É um excelente jogador, é um menino formado na base, então tenho que ter esse discernimento de encontrar os melhores no momento certo também”, declarou em coletiva pós-jogo.


Ewerthon terminou 2021 como um dos destaques da equipe, mesmo com o rebaixamento à Série B, chegando inclusive a ser sondado por outras equipes. Como supracitado, Ezequiel chegou ao clube este ano e vem tentando superar a desconfiança de parte da torcida rubro-negra. Para a partida desta terça-feira contra o Ituano, a tendência é que seja mantido entre os titulares.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hulk surpreende e pode comprar clube brasileiro; nome do time é exposto e agita torcida do Galo na web


Hulk, atualmente no Atlético-MG, pode ser mais um jogador a investir em ações de um clube do futebol nacional, depois de Ronaldo Fenômeno, que passou a administrar o Cruzeiro na temporada atual. De acordo com informações do ‘Blog Maurílio Júnior’, o atacante recebeu uma oferta para administrar seu 

clube de coração, o Treze da Paraíba.


O blog informou ainda, que Hulk não descartou a possibilidade de comprar parte da equipe quando esteve em Recife participando de um evento na semana passada. A diretoria do Treze está analisando a possibilidade de tornar uma Sociedade Anônima do Futebol (SAF). Cláudio Lucena, diretor de Marketing e Negócios da equipe paraibana, informou que a diretoria vem analisando essa situação.

Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade, Termos)

O executivo destacou ainda que a mudança para a SAF deve ser iniciada somente após o término do Campeonato Paraibano, mas existem interessados que iniciaram negociações de forma informal. “Já tínhamos recebido uma proposta concreta em novembro do ano passado, e o Treze continua a receber sondagens de investidores e interessados em conhecer números, potencial e projetos do clube, para a partir daí começarmos a formatar e discutir propostas. Não dá mais para esperar: a hora é agora”, destacou Lucena.


A equipe que pode ser adquirida por Hulk ainda não está no calendário do futebol nacional nesta temporada, precisando chegar à final do Paraibano ou ser um dos dois mais bem colocados para conseguir conquistar uma vaga no Campeonato Brasileiro da série D na próxima temporada.




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Diretoria do Náutico negocia contratações de Bruno Bispo e Niltinho para a Série B
Diretoria do Timbu espera anunciar os primeiros reforços para a Série B durante a semana; Náutico estreia na competição no próximo domingo






Depois do técnico Felipe Conceição revelar que espera a chegada de reforços durante a semana, a diretoria do Náutico avançou com duas negociações. O zagueiro Bruno Bispo e o atacante Niltinho podem ser os primeiros jogadores contratados para a disputa da Série B, que tem início para o Timbu no próximo domingo. A informação foi confirmada pela reportagem do Diario de Pernambuco com fontes ligadas aos atletas.


Revelado pelo Vitória, Bruno Bispo defendeu o Ypiranga-RS e se destacou na campanha do vice-campeonato Gaúcho. Por lá, foram 14 jogos disputados e três gols marcados na temporada. Caso a negociação com o Náutico seja concluída com sucesso, o zagueiro, de 25 anos, chega aos Aflitos para a vaga deixada por Rafael Ribeiro, que se transferiu para o Vitória depois de ser titular na semifinal do Campeonato Pernambucano contra o Santa Cruz.

Destaque no Gaúchão, Bruno Bispo foi titular em todos os jogos do Ypiranga-RS e foi escolhido para a seleção da primeira fase da competição. Além de Vitória e Ypiranga-RS, o defensor também tem passagens por Oeste, Luverdense e Tombense. No Náutico, ele chega para disputar a titularidade na zaga, que atualmente tem como opções Camutanga, Wellington, Carlão e João Paulo, além dos jovens jogadores da base.

Já Niltinho, mais experiente, tem 28 anos e estava defendendo a Ponte Preta, que é comandada pelo técnico Hélio dos Anjos e foi rebaixada no Campeonato Paulista. No time de Campinas desde a temporada passada, ele disputou 36 jogos ao todo e não balançou as redes. No Brasil, o atacante também tem passagens por CSA, São Caetano, Atlético-GO, Chapecoense, Criciúma, Volta Redonda, Joinville, União Barbarense e Nacional-SP.

Já fora do país, Niltinho defendeu o GD Chaves, de Portugal, entre 2018 e 2021. Ao todo, disputou 55 partidas e sete gols marcados. Em 2015, defendeu o Daejeon Hana Citizen, da Coreia do Sul. Caso seja confirmado como reforço do Náutico, o atacante chega para disputar posição com Leandro Carvalho, Robinho, Ewandro e Pedro Victor, que atuam pelos lados do ataque.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mirando Série D, Leston prega 'continuidade ao trabalho' e exalta esforços do Santa Cruz
Comandante frisou que tem em mãos 'o elenco que o clube pode ter'










Chave virada. Após a eliminação no Campeonato Pernambucano, no último sábado, o Santa Cruz já pensa no Brasileiro da Série D. A conquista do acesso é o grande objetivo do clube na atual temporada. Visando o nacional, o técnico Leston Júnior avaliou como a ida da diretoria tricolor ao mercado, evitou 'remoer' o recente revés e projetou evolução do grupo coral.
"Temos um mapeamento daquilo que precisamos fazer para melhorar e qualificar o elenco pensando na Série D. Já vinha trabalhando em paralelo a isso, mas sem perder o foco no Campeonato Estadual. Temos muito para crescer ainda, mas a gente já mostrou uma evolução grande. Seria muito boa a passagem para a final, mas a gente não vai ficar lamentando isso", disse. Leston, mais uma vez, exaltou o plantel que tem em mãos. De acordo com o comandante, os esforços do clube são vistos dentro de campo, o que o deixa satisfeito.

"Sempre bati nessa tecla. Nós temos o elenco que o clube pode ter. Não tenho esse perfil e jamais ficaria aqui atribuindo a isso. 'Ah, o elenco é curto, o orçamento é baixo'. A gente tem um elenco muito qualificado para a realidade que o clube viveu e vive, e é por isso que fico orgulhoso desse grupo. Fizemos um grande jogo (contra o Náutico) e poderíamos ter conseguido a passagem para a final. E aí esse grupo estaria muito mais valorizado. Então, a gente precisa ter tranquilidade, serenidade, enaltecer o que esses jogadores fizeram e dar continuidade ao trabalho", encerrou.

O elenco coral se reapresenta na tarde desta terça-feira, no CT Ninho das Cobras, quando inicia de fato preparação para o Brasileiro. A estreia do Tricolor na competição nacional acontece no próximo dia 17, contra o Lagarto-SE, longe do Recife. Até lá, a expectativa é que a diretoria do clube anuncie reforços pontuais. Ao menos mais um zagueiro e dois atacantes devem chegar.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rivais, Retrô e Fortaleza: confira possibilidades de retorno do Santa Cruz à Copa do Brasil
Chances da equipe coral envolvem o Campeonato Pernambucano, o Brasileiro da Série B e possíveis sucessos do Tricolor do Pici na temporada





A derrota nos pênaltis para o Náutico, no último sábado, encerrou a trajetória do Santa Cruz no Campeonato Pernambucano. No entanto, mesmo com a eliminação, a sequência do campeonato estadual segue interessando ao clube coral. Isso porque, a depender das trajetórias de Sport e Retrô, o Tricolor pode selar retorno à Copa do Brasil após um ano longe da competição. Ainda, além de ficar de olho no Náutico, na Série B, o sucesso do Fortaleza na atual temporada também pode ser um caminho.Nesse cenário, o Santa Cruz ainda conta com quatro possibilidades de ingresso na Copa. Dessas, três envolvem diretamente os rivais Sport e Náutico. Mas, no recorte do estadual, há um caminho mais viável: a chegada do Retrô à final do Pernambucano. Terceiro colocado na primeira fase, o Tricolor herdaria a vaga da Fênix conquistada com a campanha de líder na etapa inicial da competição. Este é o único caminho que passa somente por resultados do certame local.

Já levando em consideração os dois rivais, a situação do Tricolor se torna mais delicada. Caso o Leão seja finalista do estadual, o torcedor coral terá que 'torcer' por um título do rival rubro-negro no Brasileiro da Série B. Além da ida à final somada ao troféu da Segundona, o Sport ainda entra em uma segunda condição. Junto a um outro Tricolor do Nordeste, o Fortaleza. Garantido na Copa do Brasil após o bicampeonato do Nordestão, o Leão do Pici precisaria conquistar 'mais uma' vaga na competição nacional para ajudar a Cobra Coral.

O roteiro, no entanto, é difícil. Os quatro caminhos para o tricolor cearense seriam possíveis títulos da Libertadores, da Sul-Americana, da Copa do Brasil ou classificação via Brasileiro da Série A. Assim, o Sport 'herdaria' a vaga da Copa do Nordeste e abriria espaço para a presença do Santa Cruz.

Por fim, o Náutico aparece. Caso o Salgueiro avance à final do Pernambucano, Timbu e Retrô conquistam as vagas do Estadual à Copa do Brasil. Dessa forma, o Tricolor do Arruda só vai ao torneio nacional se o rival alvirrubro conquistar a Série B.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leston avalia 'saldo' do Santa Cruz após o PE 2022: 'Acima da expectativa de muitos'
Treinador relembrou o cenário de dificuldade em que o clube iniciou as atividades para a temporada 2022, com mais um rebaixamento à Série D





O ano de 2021 trouxe traumas de volta à tona para o Santa Cruz e a torcida tricolor, inclusive o maior de todos na história do clube, que foi o rebaixamento de volta à Série D. Cenário que deixava as expectativas para 2022 em cheque. Mas, aos poucos, o clube foi conseguindo demonstrar sinais de melhoria. Porém não o suficiente para chegar à decisão do Pernambucano. Após a eliminação, o técnico Leston Júnior avaliou o 'saldo' que extrai nos primeiros meses de trabalho da temporada, desde o fim de novembro.
"Se analisar a perspectiva do clube quando nos apresentamos para iniciar a preparação, hoje a perspectiva é muito superior ao que era", disse o treinador coral, antes de justificar. "Nós montamos o elenco do zero, vindo num cenário terrível do 2021 do clube, e hoje nás temos já uma estrutura de time, um elenco que demonstrou ao longo da competição que conseguiu evoluir, amadureceu e hoje já temos uma vivência coletiva, o que é difícil vindo do zero."


O treinador valorizou ainda o esforço conjunto do futebol do clube, e mira bons resultados para a sequência da temporada. O Tricolor vai brigar para deixar a Série D, seu principal objetivo do ano.


"Então, acredito que o saldo da primeira parte da temporada é acima da expectativa que muita gente tinha. Era um cenário muito difícil, por tudo o que viveu o clube nesse processo todo, e conseguimos através do trabalho de todos, atletas, comissão, pesssoal do apoio. O clube como um todo no futebol conseguiu conduzir de uma forma bacana e aumentou a nossa perspectiva de que o Santa Cruz volte imediatamente para a Série C do Brasilero, e depois dê sequência na busca da sua retomada esportiva", completou Leston Jr.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Buscando reforços, Sport abre conversas com atacante Caio Dantas para a Série B
Caio Dantas defendeu o Náutico na Série B de 2021 e marcou cinco gols






Ainda em disputa da reta final para o Campeonato Pernambucano, o Sport já se movimenta no mercado, visando reforçar o elenco para a disputa da Série B. Um dos nomes que o Leão tem interesse é o do atacante Caio Dantas, de 29 anos, que disputou o Campeonato Paulista pelo Água Santa no início desta temporada.
O clube do interior paulista, inclusive, é o detentor dos direitos econômicos e federativos do atleta. Segundo o empresário do centroavante, Nilson Moura, o Sport demonstrou não apenas interesse, como abriu negociação. No entanto, ainda não há um desenrolar para um acerto, onde sequer uma proposta formal foi realizada até aqui. "Estamos conversando. Só conversa", limitou-se a dizer o agente.

Ex-jogador do Náutico em 2021, Caio Dantas disputou 10 jogos com a camisa alvirrubra, marcando cinco gols. A sua temporada de maior destaque no cenário nacional veio justamente na Série B, pelo Sampaio Corrêa em 2020, quando balançou as redes por 17 vezes nos 36 jogos em que defendeu a Bolívia. Em ambas oportunidades por empréstimo do Água Santa.

O diretor de futebol Augusto Carreras, no entanto apontou dificuldade do Sport em acertar com jogadores, uma vez que o mercado também está aquecido para a Série A do Brasileirão. "O Sport está no mercado procurando atletas, mas tem jogadores que pegam a proposta do Sport e colocam em cima da mesa na espera de clubes da Série A. A gente tem sofrido muito com isso", relatou o dirigente rubro-negro em entrevista à Rádio Clube.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rafael Furtado inicia transição física e aumenta chances de jogar semifinal pelo Santa Cruz
Além do centroavante, o zagueiro Jr Sergipano e o volante Rodrigo Yuri também deixaram o DM; Já o lateral Ítalo Silva, lesionado, dificilmente joga
Rafael Furtado é o único centroavante de ofício no atual elenco do Santa Cruz (Foto: Ricardo Fernandes / SpiaPhoto / Santa Cruz)A comissão técnica do Santa Cruz ganhou uma boa notícia para o Clássico das Emoções contra o Náutico, que vale a vaga na grande final do Campeonato Pernambucano. Aliás, três. O atacante Rafael Furtado, o volante Rodrigo Yuri e o zagueiro Jr Sergipano encerraram o tratamento de suas lesões e foram liberados para a etapa de transição física.
Cenário que aumenta bastante a possibilidade que os três possam entrar em campo contra os alvirrubros. No entanto, o técnico Leston Júnior levará em consideração ainda o desenvolvimento desses atletas ao longo da semana com a preparação física ao longo dos três treinamentos restantes da semana.


"Os atletas citados já passaram pela etapa de tratamento no Departamento Médico e estão liberados para a transição com a preparação física", informou o médico do tricolor Antônio Carlos Souza.


Porém, a equipe também ganhou uma notícia negativa. O lateral esquerdo Ítalo Silva deu entrada no DM na última semana com uma lesão muscular na coxa e é considerado praticamente vetado da partida, abrindo espaço para Dudu Mandai seguir como titular.


"Ítalo Silva, no treino da última quarta-feira, sentiu um desconforto na parte posterior da coxa, do lado direito. Foi vista uma lesão muscular e o atleta segue em tratamento no Departamento Médico, com avaliação diária para definição de liberação", apontou o médico.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com histórico de confusões nos Aflitos, presidente do Náutico projeta melhorias: 'maior ação foi criar diretoria de segurança'
Diógenes Braga confirmou que clube vai aumentar proteção ao vestiário





Estádio deve receber reforço na segurança para o clássico (Foto: Tiago Caldas/CNC)Prestes a disputar a semifinal do Campeonato Pernambucano frente ao Santa Cruz, o Náutico promete reforçar a segurança no estádio dos Aflitos para evitar confusões, que estão sendo constantemente vistas no local. O clube criou até uma pasta de segurança dentro do organograma para realizar medidas que deixem o clima mais tranquilo em caso de um resultado negativo no Clássico das Emoções.
“Nossa maior ação foi criar a diretoria de segurança. Estaremos com o efetivo mais reforçado no jogo, um trabalho direcionado para pontos estratégicos. O vestiário dos atletas é um dos principais. Fora isso, vamos colocar algumas barreiras de acesso aos vestiários, no intuito de dar toda tranquilidade aos atletas. É importante colocar que essa segurança passa por ações que vão além do clube. O atleta é uma pessoa, ele não é uma máquina que está ali para jogar futebol”, confirmou o presidente alvirrubro Diógenes Braga, antes de pregar respeito aos jogadores do Timbu.


“Queremos ir para o jogo para vencer, acredito que iremos. A gente quer muito esse bicampeonato, mas precisamos respeitar os atletas e entender que a gente não pode, pelo fato de perder um jogo, querer agredir as pessoas. É importante posicionamentos de imprensa no sentido de conscientização”.


As ações acontecem após casos de violência envolvendo torcida e jogadores nos últimos tempos. O mais recente foi contra o zagueiro Carlão, que foi intimidado por torcedores depois da derrota para o Sport, pelo estadual. Houve ainda uma tentativa de entrada no vestiário dos atletas. As imediações do mesmo vestiário foi palco de empurrões entre elenco e torcedores após a derrota para o Retrô, ainda pela terceira rodada do Pernambucano. O fato ainda foi decisivo para as saídas de Hélio e Guilherme dos Anjos.


Outras confusões


Em 2021, depois de uma dura goleada sofrida nos Aflitos para o Confiança, membros de uma torcida organizada invadiram o vestiário para discutir com o grupo de jogadores. O resultado foi o fim da invencibilidade alvirrubra na segunda divisão nacional atuando em casa na temporada passada.


Sem voltar muito nos anos, em 2020, a torcida ainda protagonizou mais duas confusões. Uma no CT Wilson Campos e outra na sede da Avenida Conselheiro Rosa e Silva. Na primeira, torcedores invadiram o treino para protestar contra o momento da equipe, que estava na zona de rebaixamento da Série B naquele momento. A segunda foi após um confronto contra o Vitória-BA, que terminou em empate. Alguns torcedores foram dispersados pela polícia com tiros de balas de borracha e bombas de efeito moral.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport consegue laudo do Corpo de Bombeiros e Ilha do Retiro está liberada a receber 17 mil pessoas
O clube ainda vai realizar algumas obras no estádio com o intuito de liberar a capacidade máxima da Ilha





A Ilha do Retiro tem a capacidade de 28 mil pessoas ao total. (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)Após várias intervenções feitas na Ilha do Retiro, o Sport finalmente conseguiu se adequar às exigências feitas pelo Corpo de Bombeiros e conseguiu os laudos autorizando o estádio a receber 17 mil pessoas. A expectativa é de que a equipe rubro-negra possa receber a torcida em sua casa na partida contra o Salgueiro, na quarta-feira (6), às 20h, pelas quartas de final do Campeonato Pernambuco.
A informação foi confirmada pelo vice-presidente patrimonial, Fortunato Russo, em entrevista ao Esportes DP. Segundo o dirigente, os setores liberados foram: Arquibancada Frontal, Arquibancada da Sede, Arquibancada do Placar, Sociais, Curva do Wanderson, Curva do Dubeux e o local onde ficam localizadas as cadeiras centrais, mas que foram removidas e passam por obras. Por isso, esse local em específico, pode receber apenas 2 mil pessoas.


O clube agora vai trabalhar para cumprir as normas de segurança exigidas pelo Corpo de Bombeiros e finalizar a implementação das cadeiras centrais, que ainda não tem uma data prevista, para poder buscar a capacidade total da Ilha do Retiro, que hoje é de 28 mil.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz leva vantagem em semifinais contra o Náutico pelo Campeonato Pernambucano
Encontro deste sábado será o terceiro consecutivo entre tricolores e alvirrubros; último avanço do Tricolor do Arruda aconteceu em 2020




Em 2016, Santa venceu no Arruda com gol de Artur. (Foto: Divulgação/SCFC)No próximo sábado, às 16h30, nos Aflitos, Santa Cruz e Náutico se encontrarão pela sexta vez em semifinais do Campeonato Pernambucano. Esta será a terceira ida para a final consecutiva decidida entre tricolores e alvirrubros. No recorte da última década, a Cobra Coral avançou em três oportunidades - 2013, 2016 e 2020 -, enquanto o Timbu saiu vitorioso nos anos de 2010 e 2021.
Na atual temporada, as equipes se enfrentaram apenas uma vez. No embate, jogado no estádio do Arruda, um gol para cada lado, com o Alvirrubro saindo mais satisfeito, já que o resultado significou uma melhor colocação na primeira fase do estadual. Assim como nos três últimos anos, Santa e Náutico se encontram em duelo único. Em caso de empate, a vaga será decidida nos pênaltis.

O mais recente compromisso dos rivais em uma decisão de semifinal de Pernambucano aconteceu em 2021. E foi histórico. Só que para o alvirrubro. Na Arena de Pernambuco, o Tricolor foi derrotado por 2 a 1 e viu ruir um tabu de 11 anos sem ser eliminado pelo Náutico. Na oportunidade, chegou à disputa após despachar o Afogados, nos pênaltis. O clube encerrou sua participação com um dos piores aproveitamentos dos últimos anos, com apenas 42.4%.

Já em 2020, a história foi diferente. Deu Santa Cruz. Mais uma vez tendo a Arena como palco, tricolores e alvirrubros empataram sem gols no tempo normal e levaram a decisão para as penalidades. Com o placar de 7 a 6 e o brilho do jovem goleiro Maycon Cleiton, a equipe coral avançou a final. Naquele ano, enfrentou o Salgueiro, mas foi derrotado no Arruda.

Na edição de 2016, por sua vez, o Santa Cruz ostentava um dos seus melhores elencos dos últimos anos. Com peças como o ídolo Grafite e o atacante Keno. E fez valer a diferença. Ainda com o mata-mata disputado com jogos de ida e volta, o Tricolor eliminou o Náutico após vencer os dois embates, por 3 a 1 e 2 a 1, respectivamente. Naquela temporada, conquistou também a Copa do Nordeste de forma inédita.

A temporada de 2013 marcou um dos embates mais disputados entre os clubes. E foi emblemática para a equipe coral. Após vencer por 1 a 0, no Arruda, o Santa foi derrotado por 2 a 1 na volta, no estádio dos Aflitos. A vitória alvirrubra, no entanto, não foi suficiente. Com o critério do gol fora, Dênis Marques garantiu a Cobra Coral na finalíssima. Depois, venceu o Sport e se sagrou tricampeão consecutivo ante o rival rubro-negro.

Em 2010, os clubes se encontraram pela primeira vez em semifinais no século. Naquele cenário, depois de um empate sem gols no jogo de ida, no Arruda, o atacante Carlinhos Bala foi protagonista e conduziu o Timbu à decisão do estadual.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Alvo de críticas, Náutico tem a segunda melhor defesa do estadual
Timbu só levou oito gols na competição; Retrô é a melhor defesa, com sete tentos sofridos
Defesa foi vazada oito vezes no estadual (Foto: Tiago Caldas/CNC)Na reta final do Campeonato Pernambucano, o Náutico vai enfrentar o Santa Cruz na semifinal do estadual. A partida do próximo sábado não coloca frente a frente apenas dois rivais, mas, sim, a segunda melhor defesa contra a quinta pior. Os alvirrubros sofreram apenas oito gols na competição, ficando atrás do Retrô, que é a melhor defesa até o momento.
Por outro lado, o rival já foi vazado 14 vezes, ficando atrás de Íbis, Afogados, Vera Cruz e Sete de Setembro no quesito de pior defesa. Apesar de ter o terceiro melhor ataque, o número alto de gols sofridos foi determinante para a classificação do Santa em terceiro lugar, tendo que jogar as quartas de final contra o Caruaru City.


O maior número de tentos que o Alvirrubro da Conselheiro Rosa e Silva tomou foi contra o Retrô, Afogados e Sport. Foram dois gols levados em todos esses confrontos, somando duas derrotas e um empate, que foi diante do clube do interior pernambucano. Em todas as outras rodadas, o Náutico não levou gol ou sofreu apenas um.


Em contrapartida, o Timbu soma 15 gols feitos, ficando no posto de quinto melhor sistema ofensivo em número de redes balançadas. A vice-liderança veio, em boa parte, pelo fato da defesa não ter sido vazada muitas vezes, já que o ataque poderia ter tido atuações melhores durante o Pernambucano.


A defesa do Náutico no próximo Clássico das Emoções deverá ser formada por Hereda, Camutanga, Carlão e Júnior Tavares, além do goleiro Lucas Perri. Caso o técnico Felipe Conceição escolha esses nomes para a equipe titular, será a mesma que iniciou o confronto contra o Fortaleza no último sábado, pela semifinal da Copa do Nordeste.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Ingressos para a final entre Sport e Fortaleza começam a ser vendidos nesta terça-feira
A partir das 9h desta terça-feira os rubro-negros já podem garantir presença no primeiro jogo da final da Copa do Nordeste, na Arena PE

Diretoria rubro-negra espera casa cheia contra o Fortaleza (Foto: Anderson Stevens/Sport)Os ingressos para o primeiro jogo da final da Copa do Nordeste entre Sport e Fortaleza começam a ser vendidos nesta terça-feira. A partir das 9h, os rubro-negros já podem garantir presença na Arena de Pernambuco, que tem a capacidade máxima liberada após um novo decreto do governo do estado. Na Ilha do Retiro, os torcedores podem comprar as entradas nas bilheterias das Sociais (sócios) e do arco (público geral), que ficam abertas até às 17h.
Além de presencialmente, os torcedores também podem adquirir os ingressos de forma online, também a partir das 9h desta terça-feira. O menor preço dos bilhetes será cobrado para o setor Leste Superior da Arena de Pernambuco, pelo valor de R$ 15,00, para os sócios do Sport. Já para os torcedores que não são associados ao clube, o menor valor é de R$ 30, com direito a meia-entrada.

VALORES DOS INGRESSOS


SÓCIOS


Oeste Inferior (Assento Premium): R$ 60,00


Oeste Superior: R$ 30,00


Norte Inferior: R$ 25,00


Leste Inferior: R$ 40,00


Leste Superior: R$ 15,00


Sul Inferior: R$ 25,00


NÃO-SÓCIOS


Oeste Inferior (Assento Premium): R$ 120,00 (inteira) / R$ 60,00 (meia)


Oeste Superior: R$ 60,00 (inteira) / R$ 30,00 (meia)


Norte Inferior: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia)


Leste Inferior: R$ 80,00 (inteira) / R$ 40,00 (meia)


Leste Superior: R$ 30,00 (inteira) / R$ 15,00 (meia)


Sul Inferior: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia)


Sul Superior: R$ 100,00 (inteira) / R$ 50,00 (meia)


Norte Superior (Visitante): R$ 100,00 (inteira) / R$ 50,00 (meia)


PROPRIETÁRIOS E SÓCIOS


Oeste Inferior (Assento Premium): R$ 60,00


Oeste Superior: R$ 30,00


Norte Inferior: R$ 25,00


Leste Inferior: R$ 40,00


Leste Superior: R$ 15,00


Sul Inferior: R$ 25,00


CAMAROTES


R$ 2.000 para não proprietário e R$ 1,2 mil para proprietário
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com novidade na área técnica, Náutico não deve ter mudanças; veja provável escalação
Na estreia de Felipe Conceição, clube deve repetir time que perdeu para o CSA



Ewandro e Leandro Carvalho estão confirmados no ataque (Foto: Tiago Caldas/CNC)Para a decisão pela Copa do Brasil, diante do Tocantinópolis, o Náutico terá a estreia do seu treinador. Felipe Conceição fará sua estreia à beira do campo após o clube conseguir efeito suspensivo. Por outro lado, o Timbu não poderá contar com o atacante Kieza e o meia Eduardo Teixeira, ambos desfalques por lesão muscular por 45 e 21 dias, respectivamente, além do zagueiro João Paulo, que sentiu dores musculares e aguarda o exame de imagem. Diante disso, o time titular não deve ter nenhuma mudança em relação ao que sofreu uma dura derrota para o CSA no último domingo, pela Copa do Nordeste.



O lateral-direito Hereda era dúvida por ter sentido dores na partida, mas foi relacionado e deve começar jogando. Caso seja vetado de última hora, Thássio será o substituto. Rafael Ribeiro, Camutanga e Júnior Tavares completam a defesa.


Mais à frente, Djavan, Rhaldney e Jean Carlos devem compor o meio campo. Existe uma expectativa para a entrada de Juninho Carpina na equipe titular, já que o jovem vem fazendo gols e tendo boas atuações. Caso queira dar mais sustentação à defesa, o treinador pode acionar o volante Richard Franco. Ewandro, Leandro Carvalho e Robinho formam o ataque. Se Felipe optar por mais um homem no meio, Robinho deve ser sacado.


Sendo assim, o provável Timbu é: Lucas Perri; Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga e Júnior Tavares; Djavan, Rhaldney e Jean Carlos; Ewandro, Leandro Carvalho e Robinho.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marcos Martins inicia transição física nesta quarta e segue como desfalque do Santa Cruz
O lateral direito, de 32 anos, teve duas lesões consecutivas na parte posterior da coxa esquerda e por isso exige mais cuidado no retorno



Marcos Martins ainda não estreou pelo Santa nesta temporada (Foto: Rafael Vieira/DP Foto)Ainda sem estrear pelo Santa Cruz na temporada, o lateral direito Marcos Martins inicia nesta quarta-feira a transição física, último estágio antes de retornar aos treinos com os demais atletas do elenco. Por conta do longo período afastado, ele continua como desfalque no jogo contra o Retrô, no próximo domingo, mas tem chances de enfrentar o Vera Cruz, no dia 5 de março. O jogador, de 32 anos, teve duas lesões consecutivas na parte posterior da coxa esquerda e por isso exige mais cuidado no retorno.



“Marcos Martins é um atleta que já passou pelo Santa Cruz, como estou há muito tempo no clube conheço o passado dele, e ele não tem nenhum histórico de lesão. Na véspera do jogo contra o Afogados, que acabou sendo suspenso, ele teve uma lesão de grau um. Respeitou o protocolo de dez dias e voltou aos treinamentos. Infelizmente, ele sentiu uma nova lesão e aumentou essa lesão para grau dois”, explicou o médico Wilton Bezerra.


“Esse protocolo exige 21 dias, que se encerram amanhã. O atleta vem muito bem, sendo avaliado diariamente pelo departamento médico e amanhã ele vai para a transição física. Normalmente essa é uma transição mais longa pelo período que ele passou fora. Acreditamos que em muito breve ele estará à disposição de Leston Júnior”, acrescentou o médico do Santa Cruz.


JEFFERSON


Desfalque no clássico contra o Sport, no último sábado, na Ilha do Retiro, o goleiro Jefferson se recuperou de uma entorse no tornozelo esquerdo e voltou a treinar com o elenco. “Na véspera do clássico contra o Sport, durante o último treino no Arruda, ele sofreu uma entorse no tornozelo. Apresentou algumas queixas, passou três dias fazendo um tratamento e hoje já foi liberado para o treino normal”, explicou Wilton Bezerra.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vindo de quatro empates seguidos, Sport deve ter três novidades para encarar o Botafogo-PB
Com as mudanças, Gustavo Florentín pode se aproximar do desejado time titular 'ideal'




Sabino é um dos jogadores que deve aparecer entre os titulares. (Foto: Anderson Stevens/Sport)Vindo de quatro empates consecutivos e com atuações que não agradaram a torcida, o Sport está sendo pressionado para voltar a demonstrar um bom desempenho dentro de campo. Diante dessa realidade, a equipe comandada por Gustavo Florentín pode acabar sofrendo três mudanças para a partida contra o Botafogo-PB, às 21h30 da próxima quinta-feira (24), na Ilha do Retiro, pela sexta rodada da Copa do Nordeste.



As mudanças que o treinador rubro-negro deve promover para enfrentar a equipe paraibana são: o retorno de Ewerthon na lateral direita, após se recuperar de uma lesão muscular que o afastou das últimas partidas, a entrada de Sabino como titular na vaga de Chico e a conquista da titularidade do atacante Rodrigão no lugar de ‘El Búfalo’.


Com isso, Gustavo Florentín se aproxima de poder ter à disposição e escalar a tão desejada equipe titular ideal pela primeira vez em 2022. O Leão, que vem de oscilações em seu desempenho desde as saídas de Mikael e Gustavo, pode ir a campo com: Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino e Sander; William Oliveira, Blás Cáceres e Everton Felipe; Jáderson, Luciano Juba e Rodrigão.
Vale lembrar que, desde a semana passada, a diretoria do Sport intensificou a busca por um atacante de velocidade e que atue pelas beiradas do campo. A expectativa é de que ainda essa semana o clube possa anunciar um novo reforço para ficar à disposição do técnico Gustavo Florentín para as competições do primeiro semestre.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após seguência de cinco partidas em dez dias, Santa Cruz passa a jogar uma vez por semana
Agora, Leston Júnior passa a ter mais tempo para preparar o elenco




Treinador comemorou o tempo a mais para preparar o elenco (Foto: Rafael Melo/Santa Cruz)O técnico Leston Júnior vinha reclamando da sequência de jogos do Santa Cruz na temporada, mesmo disputando apenas o Campeonato Pernambucano. Foram cinco partidas em um recorte de apenas dez dias. Agora, o treinador e a comissão técnica passam a ter mais tempo para preparar melhor o elenco. Isso porque, a partir do clássico contra o Sport, o Tricolor só vai entrar em campo uma vez por semana no Estadual.


Depois do empate em 2 a 2 no clássico contra o Sport, no último sábado, na Ilha do Retiro, o Santa Cruz só volta a campo agora no próximo domingo. Jogando em casa, o Tricolor vai ter um confronto direto contra o Retrô na briga pela liderança do Campeonato Pernambucano. Ao todo, serão seis dias de preparação para o duelo. O elenco ganhou uma folga no domingo e se reapresenta nesta segunda-feira durante o período da tarde, no Arruda.


“Isso é algo que vamos procurar aproveitar da melhor maneira possível. Essa semana ainda não foi a ideal, porque acabamos utilizando os dois primeiros dias muito mais para recuperar fisicamente os atletas do que para treinar, efetivamente. A partir de agora, não. A gente inicia a preparação na segunda e só jogamos no domingo. Então, vamos ter a semana para desenvolver o trabalho junto com a comissão técnica e os atletas”, comemorou Leston Júnior.


A sequência de um jogo por semana está prevista para durar até o final da primeira fase do Campeonato Pernambucano, caso a tabela da competição não sofra novas mudanças. Ao todo, serão três partidas em 18 dias. O principal objetivo do Santa Cruz é terminar entre os dois primeiros colocados para garantir a classificação direta para a semifinal. Uma vaga na Copa do Brasil e no Nordestão também está no planejamento do clube para voltar a ter um calendário cheio em 2023.


Em termos de preparação, Leston Júnior revelou que ainda enxerga pontos que precisam ser melhorados na equipe. Nos próximos dias, o treinador espera poder contar com todo o elenco à disposição para treinar e intensificar o estilo de jogo que pretende para a temporada. “O objetivo é que a gente se encontre em uma condição com melhores movimentos, com ajustes que precisam ser feitos durante a semana”, destacou o treinador coral.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após derrota para o CSA, Marcelo Rocha destaca lição aprendida pelo Náutico visando a Copa do Brasil
O Timbu volta a campo na próxima quarta-feira contra o Tocantinópolis
O Náutico vai disputar o pagamento de R$ 675 mil de premiação. (Foto: Morgana Oliveira/CSA)O torcedor do Náutico estava esperando uma boa atuação da equipe na última partida antes do confronto importantíssimo da próxima quarta-feira (23), contra o Tocantinópolis-TO, às 20h30, no estádio Ribeirão, pela Copa do Brasil. No entanto, o que vimos foi uma apresentação desastrosa na derrota por 3 a 1 para o CSA, pela Copa do Nordeste, principalmente no primeiro tempo.



Em entrevista coletiva após o confronto, Marcelo Rocha, auxiliar técnico que comandou o Náutico por conta da suspensão do técnico Felipe Conceição, destacou que a derrota deixou de aprendizado para que a equipe não possa repetir os mesmo erros diante do Tocantinópolis.
“A principal lição que temos que aprender é que o jogo tem 90 minutos e não só 45. Foi o que aconteceu. No primeiro tempo a gente só olhou o CSA jogar. Não tivemos posse de bola, tivemos pouca competitividade e o CSA aproveitou”, disse Marcelo Rocha.


“No segundo tempo já foi um jogo distinto, a gente conseguiu jogar, ter a posse de bola, mas não transformamos em gol. O CSA se fechou bem e o Lucas (Perri) tocou apenas duas vezes na bola no segundo tempo. Foi uma atitude diferente da que tivemos no primeiro tempo”, completou.


O jogo contra o Tocantinópolis-TO está valendo o pagamento de R$ 675 mil como premiação caso a equipe passe para a segunda fase da Copa do Brasil. Apenas por disputar a primeira fase, o Náutico já tem garantido o pagamento de R$ 560 mil.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport chega ao quarto empate seguido na temporada; três foram na Ilha do Retiro
Leão tropeçou diante de equipes inferiores tecnicamente, como Caruaru City e Afogados
Após tropeços em casa, Leão terá sequência dura pela frente (Foto: Paulo Paiva/Sport)O empate diante do Santa Cruz em 2 a 2 não foi o primeiro do Leão na temporada. Nem o segundo. O Leão chegou a quatro empates consecutivos em 2022, sendo três deles na Ilha do Retiro. Como vive uma extenuante maratona de jogos, o técnico Gustavo Florentín vem mesclando a equipe para poupar os atletas do desgaste físico que o excesso de jogos causa. Parte da torcida já critica o treinador rubro-negro nas redes sociais, não só pelos resultados, mas também por ainda não enxergar um padrão tático na equipe.

Os tropeços começaram contra o Caruaru City, no último dia 10, quando empatou por 1 a 1, mesmo placar do jogo seguinte, contra o Afogados, ambos na Ilha do Retiro. Saiu para enfrentar o Ceará pelo Nordestão em Fortaleza e ficou no 0 a 0 (único dos resultados que pode ser visto como positivo). E por último, o 2 a 2 no clássico de ontem.


A sequência sem vitórias preocupa, principalmente quando se olha para os próximos cinco jogos que o Sport terá pela frente. Na próxima quinta-feira (24), recebe o Botafogo-PB pela Copa do Nordeste. Depois do confronto, terá quatro partidas longe dos seus domínios. Viaja para enfrentar o Altos, no Piauí, duas vezes (uma pelo Nordestão e outra pela Copa do Brasil), pega o Bahia em Salvador, também pela competição regional, e vai a Salgueiro enfrentar os donos da casa pelo Campeonato Pernambucano.


Por mais que ainda não se fala em uma mudança no comando técnico do Leão, resultados ruins nas partidas supracitadas podem pôr em xeque a situação de Florentín, principalmente se tratando da Copa do Brasil. Por ser a competição mais rentável do ano, há uma pressão natural pela classificação, ainda mais pelo histórico recente do clube, que não passa da primeira fase desde 2018. Caiu para a Tombense em 2019, para o Brusque em 2020 e para a Juazeirense no ano passado.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz enfrenta o Salgueiro fora de casa buscando se manter na ponta da tabela
Tricolor venceu todos os jogos que disputou no estadual até agora




Buscando a quarta vitória consecutiva no Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz viaja até o sertão para enfrentar o Salgueiro, às 20:30h, no estádio Cornélio de Barros. O Tricolor vem de vitória contra o Íbis por 3 a 0 e segue embalado para enfrentar o Carcará, que também vem de triunfo sobre o Sete de Setembro jogando em casa.


Para o confronto, o técnico Leston Júnior não poderá contar com o lateral Marcos Martins, ainda lesionado. O meia João Henrique, desfalque contra o Íbis, também é dúvida. O treinador prevê ainda grandes dificuldades contra o Carcará, que está invicto jogando em em seus domínios.


“As dificuldades serão inúmeras, é só pegar o histórico recente dos últimos anos, quantas vezes o Santa Cruz veio aqui e venceu o Salgueiro. Não só nós, como qualquer adversário tem muita dificuldade de jogar aqui. É uma equipe que sempre usou bem o fator casa e a gente espera realmente uma dificuldade grande, eles estão vindo de vitória após uma mudança na equipe. Mudou um pouco a característica da equipe em relação aos dois primeiros jogos do campeonato”, declarou.


COMO VEM O SALGUEIRO?


Para o duelo de amanhã, o técnico Sílvio Criciúma tende a manter a mesma equipe que goleou o Sete de Setembro por 4 a 0 no último domingo. A única mudança na escalação deve ser a volta do zagueiro Eduardo Favero ao time. O defensor cumpriu suspensão contra a equipe de Garanhuns.

FICHA TÉCNICA

SALGUEIRO


Jerfesson; Ronaldo, Lucão, Janelson (Eduardo Favero), Lucas Franco; Léo Santos, Cal Rodrigues, Valdeir e Pedro Maycon; Patrick Nonato e Hudson. Técnico: Sílvio Criúma


SANTA CRUZ


Jefferson; Ítalo Melo, Lucão, Alex Alves e Ítalo Silva; Gilberto, Rodrigo Yuri e Tarcísio; Esquerdinha, Matheuzinho e Walter. Técnico: Leston Júnior


Local: Estádio Cornélio de Barros, em Salgueiro
Horário: 20:30h
Árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima
Assistentes: Jose Romao da Silva Neto e Michel Ferreira do Nascimento
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Podendo assumir a liderança do Pernambucano, Náutico enfrenta o Retrô nos Aflitos
Timbu deve contar com retorno de Kieza, Jean Carlos, Camutanga e João Paulo




Timbu pega a Fênix buscando assumir a liderança (Foto: Tiago Caldas/CNC)O Náutico pode assumir a liderança do Campeonato Pernambucano caso vença o Retrô, no estádio dos Aflitos. O confronto, que será realizado às 21h30, é válido pela 3ª rodada do estadual, e pode deixar os alvirrubros na primeira colocação se conseguirem o resultado positivo por mais de um gol de diferença. Além disso, o embate vai marcar o retorno de jogadores importantes na equipe treinada pelo comandante Hélio dos Anjos.
Na defesa, o zagueiro Camutanga volta após cumprir suspensão diante do Sampaio Corrêa. Outro que fica à disposição é João Paulo, que completou o prazo exigido pela Federação Pernambucana de Futebol depois de tomar a segunda dose da vacina contra Covid. Com os reforços e a sequência de jogos, Hélio pode mudar a dupla de zaga, já que Camutanga é titular absoluto. João, Rafael Ribeiro e Carlão brigam pela outra vaga.


Há possibilidade de novidades também no meio campo. O camisa 10 Jean Carlos se recuperou de lesão na panturrilha e deve ter minutos contra a Fênix. A expectativa é saber se o meia começa como titular ou no banco. Caso seja acionado apenas no segundo tempo, o time pode ter Juninho Carpina de volta à frente dos volantes ou o treinador pode optar por manter a formação com Djavan, Rhaldney e Richard Franco.


No ataque, mais uma dúvida. O atacante Kieza, que foi poupado na partida passada para fazer fortalecimento muscular, pode aparecer como titular também. O centroavante atuou por alguns minutos contra o Sete de Setembro, mas Hélio ainda vai decidir se o colocará de frente. Se o K9 for titular, Robinho e Ewandro lutam pela última vaga no sistema ofensivo, já que a outra com certeza será de Leandro Carvalho.


“Com os retornos, o time vai ficar mais forte e ter mais competitividade. Tomara que, para este jogo, estejam prontos. Temos que ter um time mais compacto e com mais intensidade. Cada dia temos que melhorar um pouco mais”, avaliou o volante Richard Franco.


Como vem o Retrô?


A Fênix vem embalada de uma vitória sobre o Sport no estadual. Atualmente na quarta colocação, com seis pontos, a equipe vai em busca de mais um resultado positivo para poder assumir a liderança da competição ou encostar no líder Santa Cruz. O grande destaque do time até o momento, o meia Renato Henrique, está confirmado como titular e vai enfrentar seu ex-clube. O jogador é formado nas categorias de base do Timbu.


FICHA DO JOGO


Náutico
Lucas Perri; Hereda, Rafael Ribeiro (João Paulo), Camutanga e Júnior Tavares; Djavan, Rhaldney e Richard Franco (Jean Carlos); Ewandro, Leandro Carvalho e Robinho (Kieza). Técnico: Hélio dos Anjos


Retrô
Jean; Augusto Potiguar, Renan Dutra, Guilherme Paraíba e Mayk; Charles, Lucas Silva e Radsley; Renato Henrique, Gustavo Ermel e Giva. Técnico: Dico Woolley


Local: estádio dos Aflitos
Hora: 21h30
Árbitro: Diego Fernando Silva de Lima (PE)
Assistentes: Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Max Aurelio de Medeiros (PE)


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Apesar de desempenho abaixo, Sport vence o Sousa-PB pela Copa do Nordeste
O gol marcado por Alan salvou a equipe rubro-negra de tropeçar pela segunda vez na competição
Alan foi o autor do gol da vitória do Sport diante do Souza-PB. (Foto: Paulo Paiva/DP Foto)Apesar de apresentar um futebol bem abaixo do esperado, o Sport venceu o Sousa-PB pelo placar de 1 a 0, em confronto válido pela terceira rodada da Copa do Nordeste. Com o resultado, o Leão defende uma invencibilidade histórica contra a paraibana e emplacou a segunda vitória consecutiva na competição. O gol da vitória foi marcado por Alan.

CONFIRA O GOL DA PARTIDA:




Mesmo com a sexta escalação inicial diferente nesta temporada, o Sport conseguiu demonstrar bastante superioridade ofensiva diante da equipe do Sousa-PB. No entanto, caiu em uma dificuldade que o time vem enfrentando desde a saída do atacante Mikael: a falta de um finalizador.

Apesar de ter vindo de uma vitória pelo placar de 3 a 1, o Leão pouco fez o goleiro Ricardo trabalhar. A equipe rubro-negra criava boas jogadas ofensivas, mas as finalizações pouco aconteceram. O meio de campo do Sousa-PB dava muito espaço para os jogadores do Sport trabalharem. Tanto que os principais nomes da primeira metade foram o volante Ronaldo e o meia-atacante Everton Felipe.


Porém, apesar da superioridade técnica do Sport, a melhor chance de gol do primeiro tempo saiu dos pés do atacante do Dinossauro. Após um cruzamento na primeira trave, Jô Boy cabeceou em direção ao gol e Mailson fez uma boa defesa, no rebote, o centroavante voltou a finalizar, mas o goleiro rubro-negro novamente salvou o Leão.


SEGUNDO TEMPO


Apesar de ser superior tecnicamente, o nível de futebol apresentado diante de um limitado Sousa-PB foi bem abaixo do que é esperado para uma equipe que vai disputar a Série B e que tem a pretensão de brigar pelo título da Copa do Nordeste e do Pernambucano.


Mesmo com a entrada do volante Blás Cáceres, o Sport seguiu com o baixo desempenho e com bastante dificuldade para finalizar as jogadas, apesar de ainda seguir com uma maior posse de bola. Ainda insatisfeito com a atuação, o técnico Gustavo Florentín recorreu ao meia Alan, que veio a ser efetivo em sua primeira aparição.


Aos 25 minutos, o jogador rubro-negro tabelo com Luciano Juba, que acertou um passe de calcanhar, e Alan finalizou cruzado, sem chances para o goleiro do Sousa-PB. Aos 38, o Sport armou um belo contra-ataque com Blás Cáceres, acionou o volante Ítalo, que foi derrubado por Daniel na entrada da área e o volante paraibano foi expulso, acabando assim com qualquer recuperação da equipe na partida.


FICHA DA PARTIDA


SPORT
Mailson, Ewerthon, Rafael Thyere, Chico, Sander (Alan); Ronaldo, Pedro (Blás Cáceres), Everton Felipe (Ítalo), Jáderson (Cristiano), Luciano Juba, Flávio. Técnico: Gustavo Florentín.


SOUSA
Ricardo; Iranilson, Jeferson, Marcelo Duarte, Carequinha; Doda, Juninho, Daniel Costa, Esquerdinha; André (Arthur) e Jô Boy (Romeu). Técnico: Tardelly Abrantes.


Local: Ilha do Retiro, Recife-PE.
Arbitragem: Diego da Silva Castro.
Assistentes: Mauro Cezar Evangelista de Sousa e Alisson Lima Damasceno.
Gols: Alan (25’/2ºT) (Sport)
Cartões amarelos: Pedro (Sport); Doda, Daniel, Vinicius Carequinha (Sousa-PB).
Cartão vermelho: Daniel (Sousa-PB)
Público: 691 torcedores.
Renda: R.170,00.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© REUTERS/Thaier al-Sudani/Direitos reservados
Esportes
Senegal conquista título da Copa Africana de Nações
Mané vence duelo de estrelas do Liverpool contra Mohamed Salah
Share on WhatsApp
Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Linkedin

O duelo entre estrelas do Liverpool na decisão da Copa Africana de Nações terminou melhor para o senegalês Sadio Mané, que foi decisivo na vitória por 4 a 2, na disputa de pênaltis, sobre o Egito de Mohamed Salah, neste domingo (6) no estádio Olembe, em Yaoundé (Camarões).


Porém, Mané não começou bem a final, pois desperdiçou uma cobrança de pênalti logo aos 7 minutos de partida. Depois, o placar permaneceu inalterado no restante do tempo regulamentar e na prorrogação.

Na disputa de pênaltis, Senegal contou com a ótima atuação do goleiro Mendy, do Chelsea, que defendeu duas cobranças. E coube a Mané cobrar o pênalti que confirmou o primeiro título da Copa Africana de Nações do seu país.


Edição: Fábio Lisboa
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Thais Magalhães/CBF/Direitos Reservados
Esportes
Copa América de Futsal: Brasil derrota Colômbia e garante 3ª posição
Seleção brasileira venceu por 3 a 0 na Arena SND, em Assunção
Share on WhatsApp
Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Linkedin


A seleção brasileira derrotou a Colômbia por 3 a 0, neste domingo (6) na Arena SND, em Assunção (Paraguai), e garantiu a terceira posição da Copa América de Futsal. O título ficou com a Argentina, que bateu a equipe da casa por 1 a 0.


Após ser superado pelos hermanos, pelas semifinais no último sábado na disputa de pênaltis, o Brasil contou com gols de Ferrão, Bruno e João Victor para ficar em terceiro.

A campanha da seleção canarinho termina com cinco vitórias e um empate, com 20 gols marcados e seis sofridos durante toda a competição.

Edição: Fábio Lisboa
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Rodrigo Coca/Ag. Corinthians/Direitos Reservados
Esportes
Paulinho decide e garante vitória do Corinthians no Paulista
Santos empata em 1 a 1 com o Guarani
Share on WhatsApp
Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Linkedin

Contando com o brilho do meio-campista Paulinho, o Corinthians derrotou o Ituano de virada por 3 a 2, neste domingo (6) no estádio Novelli Júnior, em Itu, pela 4ª rodada do Campeonato Paulista. Com o resultado o Timão assumiu a liderança do Grupo A com sete pontos.


Jogando em casa, o Ituano abriu o placar com Neto Berola aos 5 minutos. O Corinthians chegou a empatar com Fábio Santos aos 30 minutos em cobrança de pênalti, mas, aos 41, ainda na etapa inicial, Cleberson voltou a colocar o Ituano em vantagem.

Após o intervalo Giuliano deixou tudo igual. E, aos 26 minutos, Paulinho brilhou, marcando o gol da vitória de cabeça.
Empate do Santos

Jogando no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, Guarani e Santos ficaram no 1 a 1. Eduardo Bauermann marcou pelo Peixe e Giovanni Augusto pelo Bugre. O resultado deixou a equipe comandada pelo técnico Fábio Carille na 3ª posição do Grupo E.


Edição: Fábio Lisboa
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Lucas Uebel/Grêmio FBPA/Direitos reservados
Esportes
Grêmio assume liderança do Campeonato Gaúcho
Tricolor superou o Guarany de Bagé por 2 a 0
Share on WhatsApp
Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Linkedin
O Grêmio assumiu a liderança do Campeonato Gaúcho após derrotar o Guarany de Bagé por 2 a 0, neste domingo (6) em Porto Alegre, pela 4º rodada da competição. Com o triunfo o Tricolor chegou aos 10 pontos, abrindo uma vantagem de 1 ponto sobre o vice-líder Ypiranga.


A vitória do Grêmio começou a ser construída logo aos 2 minutos, com o atacante Janderson. O 2 a 0 veio apenas após o intervalo, com o veterano atacante Diego Souza.

O Tricolor volta a entrar em campo pela competição na próxima quarta-feira (9), quando visita o Aimoré. No mesmo dia o Guarany de Bagé mede forças com o Caxias.

Edição: Fábio Lisboa
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------






Fina revê decisão e confirma Mundial de Esportes Aquáticos neste ano


A Federação Internacional de Natação (Fina) voltou atrás na decisão da semana passada e confirmou na manhã desta segunda-feira (7) que haverá sim Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos. A competição ocorrerá de 18 de junho a 3 de julho em Budapeste (Hungria).

Na última terça-feira (1) a entidade havia adiado o Mundial - previsto para maio deste ano, em Fukuoka (Japão) - para julho de 2023. De acordo com a Fina, a evolução da pandemia de covid-19 de forma diferente em cada país foi um dos motivos para a entidade voltar atrás e resolver realizar a competição em 2022, como programara anteriormente.



“Como uma comunidade aquática, estamos encontrando soluções em torno da pandemia e o anúncio de hoje é um passo importante nesse processo”, disse Husain Al-Musallam, presidente da Fina, em nota publicada no site da Confederação Brasileira de Esportes Aquáticos (CBDA). “Sabemos que precisamos ser criativos em nossa abordagem ao navegar pela atual crise de saúde para nossos atletas. O acordo de hoje é um testemunho deste trabalho. A Fina também reconhece que a pandemia está evoluindo de maneira diferente de acordo com o tempo e o lugar. Somos extremamente afortunados por ter anfitriões de eventos que compartilham nossa paixão pelos esportes aquáticos e têm disposição, capacidade e flexibilidade para organizar o evento mais prestigiado da Fina. Estamos profundamente gratos a todos os nossos anfitriões e sabemos que os atletas aquáticos sentem o mesmo”.

Embora não tenha esclarecido se haverá outras modificações no calendário de competições, a Fina afirmou que “continua consultando atletas e partes interessadas sobre a programação do Campeonato Mundial da FINA em Doha, Catar”.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Mikael revela inspiração em ídolo Diego Souza e título Brasileiro do Sport para escolher camisa 87 do Salernitana
O jogador foi apresentado como novo jogador do clube italiano para o final da temporada europeia




Mikael saiu do Sport, mas o clube rubro-negro não saiu do coração do atacante. O jogador foi emprestado ao Salernitana-ITA e assumiu a camisa 87 da equipe italiana como referência ao título do Campeonato Brasileiro de 1987 e também por conta do ídolo Diego Souza.
“O número da camisa é 87 muito por conta de um jogador do Sport que eu gostava, o Diego Souza, e pelo fato do Sport ser campeão do Brasileiro de 87. Como eu fui criado lá, é algo especial para mim também e espero eternizar ela aqui no clube também”, disse o atacante Mikael.
Vale lembrar que Diego Souza defendeu o Sport em quatro temporada (2014, 2015, 2016 e 2017) e, neste período, Mikael acompanhou de perto o ídolo rubro-negro nos treinamentos diários no Centro de Treinamento (CT) José de Andrade Médicis, em Paratibe.


Mikael foi emprestado ao Salernitana-ITA até o final de junho, com obrigatoriedade de compra em caso de permanência da equipe na primeira divisão do Campeonato Italiano, no valor de 2,75 milhões de euros, ou a opcionalidade de compra independente do rebaixamento, no valor de 5 milhões de euros.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hélio dos Anjos prevê um Náutico forte diante do Sampaio Corrêa 'independente da escalação'
Treinador reitera as dificuldades de escalação e calendário, mas cita a força do elenco

Diante do mau início do Náutico na Copa do Nordeste, o técnico Hélio dos Anjos faz os últimos ajustes na sua equipe para o duelo de amanhã diante do Sampaio Corrêa, em São Luís-MA. Ainda sem vencer na competição, o Timbu terá jogo duro diante da Bolívia Querida ainda sem contar Jean Carlos, principal jogador da última temporada, além de outros desfalques no setor ofensivo. O treinador alvirrubro quer buscar o resultado positivo a todo custo.
“Nós estamos há 48 horas preparando a equipe. Só que estamos num estágio da temporada em que eu não posso preparar a equipe especificamente para esse jogo somente. Ontem mesmo desenvolvemos um trabalho na parte tática defensiva que eu não tinha tido oportunidade de fazer. A equipe já está passando por outro processo de treinamento quando temos tempo. O mais importante é buscar resultados, independente da escalação”, declarou em entrevista coletiva.


Com um calendário bastante apertado neste início de ano, Hélio tem ‘rodado’ o elenco para evitar um maior desgaste dos atletas, principalmente por se tratar de um começo de temporada, onde os jogadores ainda não alcançaram o ritmo de jogo ideal nem o ápice do seu condicionamento físico. Na vitória diante do Sete de Setembro, na última terça-feira (1º), o lateral Hereda, o zagueiro Carlão e o volante Djavan foram poupados pelo técnico.


“Estou conseguindo rodar um pouco alguns jogadores. Daqui a pouco, nesta partida até, se tiver algum jogador ou outro com uma rodagem muito grande, e tivermos a opção de substituí-lo da melhor maneira possível, nós vamos fazer”, acrescentou.


PREOCUPAÇÃO COM CARPINA


Artilheiro do Campeonato Pernambucano com três gols, o meia Juninho Carpina vem aproveitando a ausência de Jean Carlos para buscar seu espaço. Titular nas quatro partidas do Timbu na temporada, a joia alvirrubra deve começar jogando novamente, mas seu aspecto físico preocupa o treinador.


“Carpina hoje tem a maior minutagem do elenco, é quem mais passou tempo dentro de campo e aí tem o processo de você ter cuidado, por ele não estar há muito tempo acostumado com isso, mas aí você pensa também que daqui a pouco ele vai precisar mais disso. É um jogador que está aproveitando as suas chances, tem que melhorar muito, eu falo isso publicamente e ele sabe. Nas nossas orientações, a gente passa muito a melhora dele, a resistência de jogo, que ele sabe que é muito importante. O próprio Jean Carlos hoje, na função, surpreendeu o Brasil todo depois que ele passou a ter essa sustentação de jogo tático, então tem coisas pra crescer”, disse.


O supracitado Jean Carlos, que ainda não atuou neste ano, deve voltar ao time na próxima terça-feira (8) diante do Retrô. O meia se recuperou de lesão na panturrilha, mas não viajou com a delegação para enfrentar o Sampaio Corrêa, no Maranhão.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz transfere jogo contra o Íbis para a Arena de PE e terá presença de público
Devido ao pouco tempo hábil para finalizar os novos reparos no Arruda, a diretoria transferiu o duelo contra o Íbis para a Arena de Pernambuco




Depois de enfrentar o Afogados sem a presença da torcida, por conta da falta de laudos técnicos no Arruda, exigidos pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros, a diretoria do Santa Cruz decidiu transferir a partida contra o Íbis para a Arena de Pernambuco. Dessa maneira, o torcedor coral vai poder comparecer ao jogo deste domingo. A informação foi divulgada inicialmente pelo ge e confirmada pela reportagem do Diario de Pernambuco.
Horas antes do jogo contra o Afogados, nesta quinta-feira, o Arruda recebeu uma nova vistoria do Corpo de Bombeiros, mas o Santa Cruz não recebeu nenhuma resposta dos órgãos responsáveis. Devido ao pouco tempo hábil para finalizar os novos reparos no estádio, a diretoria coral transferiu o duelo contra o Íbis para a Arena de Pernambuco e espera poder voltar a jogar em casa contra o Retrô, no dia 23 de fevereiro, pela quinta rodada.


O Santa Cruz já havia comunicado que os ingressos reservados para o jogo contra o Afogados serão válidos para a próxima partida. Assim, vão poder comparecer à Arena de Pernambuco neste domingo os sócios que reservaram os bilhetes, além do público geral que adquiriu os ingressos avulsos e o Combo Coral, que dá direito a assistir todos os cinco jogos do time na primeira fase do Estadual). Em relação ao combo, o clube acrescentou o primeiro jogo da segunda fase do campeonato na promoção.

De acordo com o decreto divulgado pela secretaria de saúde do estado, até três mil pessoas podem comparecer aos estádios de futebol. A diretoria do Santa Cruz não informou quantos ingressos foram vendidos para o jogo contra o Afogados e ainda vai divulgar o esquema de vendas para o duelo diante do Íbis, bem como se haverá ou não testagens gratuitas para Covid-19.




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leston Júnior exalta controle de jogo do Santa Cruz e mira evolução: 'Processo é gradativo'
Tricolor terá agora dois jogos no Arruda, onde não joga há quase dois anos

A vitória por 2 a 1 diante do Caruaru City, pelo Campeonato Pernambucano, agradou para além do resultado. Com os três pontos trazidos para o Recife, o desempenho do Santa Cruz foi comemorado pelo técnico Leston Júnior. Na avaliação do comandante, os percalços da estreia eram esperados e a equipe tricolor soube se impor fora dos seus domínios.
"Seria normal ali nos primeiros 10 minutos uma dificuldade em função da forma que o adversário começou o jogo, alongando muito a bola. A gente demorou um pouco a pegar o timing do campo, é normal toda vez que joga fora de casa, sofrer um pouquinho. É questão de adaptação ao campo de jogo. A partir dali, a equipe se acertou, principalmente no meio de campo", avaliou


"Então", continuou, "conseguimos controlar. Às vezes com a bola, às vezes sem, mas controlando o jogo, sem exigir grandes defesas do Jefferson. A gente poderia ter tido uma felicidade maior nas conclusões, poderia ter definido o jogo mais cedo, mas não vamos lamentar porquê o processo é gradativo. Vamos evoluir com o passar do tempo e a sequência de jogos", encerrou o comandante.


Agora, a Tricolor se prepara para reencontrar o seu torcedor no Arruda após quase dois anos. Na próxima quinta-feira, no dia do aniversário de fundação do Tricolor, a equipe coral enfrenta o Afogados, às 20h30. Em seguida, também pelo estadual, encara o Íbis, no domingo (6), às 16h30.
EDP


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Jovens da base do Náutico 'pedem passagem' e empolgam para sequência da temporada
Hélio dos Anjos se mostrou satisfeito com o que a base vem oferecendo


Os gols de Robinho e Kauan Maranhão na derrota por 3 a 2 para o Sport, no último sábado, em duelo válido pela Copa do Nordeste, somaram-se a uma estatística importante desenhada neste início de temporada do Náutico. São apenas dois jogos no ano, é verdade, mas a base alvirrubra tem dado boas respostas. Todos os cinco gols do Timbu nos últimos dois jogos foram marcados por atletas formados no Centro de Treinamento Wilson Campos.


O meia Juninho Carpina, marcando duas vezes contra o Íbis, e os atacantes Júlio, Kauan Maranhão e Robinho, com um gol cada, foram os responsáveis por dar forma aos bons números da base neste começo de temporada.


Após a derrota no Clássico dos Clássicos, o técnico Hélio dos Anjos evitou 'transferir responsabilidade de resultado' e frisou que 'não poder exigir mais' dos garotos. Satisfeito com o rendimento oferecido pelos pratas da casa, o comandante projetou colher bons frutos com a utilização dos jovens.


"Esses garotos estão em formação, pegam um jogo como esse e estão sendo uma grata surpresa positiva para mim, de personalidade. Faltou maturidade no primeiro gol e nós deixamos acontecer. Os meninos estão dando sua colaboração da melhor maneira possível. Olha a jogada do gol, o que o Maranhão fez na antecipação. Estou feliz. Acho que eles vão nos ajudar, quero dar o máximo de apoio".


UTILIZAÇÃO


Para o primeiro clássico da temporada e ainda sem contar com todos os reforços à disposição, o técnico Hélio dos Anjos seguiu dando espaço aos garotos. No time titular, cinco atletas - Hereda, Carlão, Rhaldney, Carpina e Robinho - foram formados no Timbu. Contando com o banco, que trouxe mais oito crias da base alvirrubra, o treinador relacionou 14 atletas 'da casa'.
EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Florentín avalia 'tempos distintos' do Sport diante de CRB e Náutico e mira equilíbrio
Treinador destrinchou alguns dos problemas vistos no plantel atual

Assim como na derrota para o CRB, em Alagoas, na estreia do Sport pela Copa do Nordeste, a vitória diante do Náutico, no último sábado, desenhou um duelo de dois tempos distintos. É como enxerga o técnico Gustavo Florentín. Para o comandante, o Leão tem crescido de produção nos 45 minutos finais, mas deixado a desejar na primeira etapa. A explicação para o diferente desempenho, no entanto, não é tão simples.
"Tem que levar em conta vários pontos. Primeiro, que volta um número de jogadores que, depois da Covid, foram para um primeiro jogo. O Sander, por exemplo. Falei com ele pessoalmente pra que pudesse jogar esse clássico. E ele aceitou. Eu valorizo a sua valentia. Ronaldo, também. Depois, um meio campo novo. Estamos construindo e tratando de encontrar a fórmula, como foi ano passado, enquanto agressividade, criação, paciência e equilíbrio", disse.


"Então", avaliou, "estamos tratando para que haja um entendimento. Essa é uma tarefa nossa. Tratar o equilíbrio desde o inicio para que tenhamos uma boa equipe do goleiro à parte ofensiva. E para isso estamos trabalhando, perseverando para encontrar um bom desempenho de todo o grupo", encerrou o comandante.
EDP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após 10 dias em Aldeia, Santa Cruz encerra pré-temporada
Tricolor estreia no Campeonato Pernambucano no próximo domingo, contra o Afogados




Depois de vencer o Botafogo-PB por 1 a 0 no último teste antes da estreia no Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz encerrou sua pré-temporada. A equipe ficou concentrada em Aldeia durante 10 dias, mas agora vai focar nos trabalhos táticos e ajustar o time que vai entrar em campo diante do Afogados, no próximo domingo. O grupo folga nesta segunda-feira e só volta aos treinos amanhã.
O clube fez duas partes de pré-temporada no CT Ninho das Cobras, no final de 2021 e no início deste ano. A preparação teve início um pouco antes do final da temporada passada, já que o time ficou sem calendário precocemente. O elenco da cobra coral se reapresentou no final de novembro passado. Após focar mais na parte física, para recuperar o condicionamento de todos, a equipe passou a priorizar mais a parte técnico-tática.


O técnico Leston Júnior ainda tem algumas dúvidas em relação ao time titular. Após a reformulação do elenco e a contratação de 17 novos jogadores, o comandante tricolor vem realizando as últimas movimentações e dando oportunidade aos reforços, a fim de montar a melhor escalação.


Apesar das muitas opções dentro do elenco coral, Leston já tem uma estrutura nos onze iniciais. Jefferson parece ter ganho a disputa com Kléver e deve ser o escolhido para o gol. O lateral-direito Marcos Martins, o zagueiro Lucão, o volante Gilberto, o meia Esquerdinha e o atacante Walter também fazem parte de uma base de confiança para o treinador. As principais dúvidas são no meio de campo e em relação ao outro jogador do setor ofensivo.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Náutico tem dúvida na lateral-esquerda para a estreia no Campeonato Pernambucano
Com Júnior Tavares de fora por conta da Covid-19, Pedro Vitor e Luan




A estreia do Náutico no Campeonato Pernambucano será no próximo domingo, às 16h30, diante do Íbis. O técnico Hélio dos Anjos terá três desfalques por conta da Covid-19. O único jogador confirmado foi Júnior Tavares. Diante disso, o comandante passou a ter uma dúvida na lateral-esquerda. Pedro Vitor e Luan disputam a vaga no setor.


Lateral e ponta direita, Pedro foi um dos últimos contratados pelo clube, apesar de ainda não ter sido confirmado. A expectativa é que o jogador seja oficializado nesta semana e possa ficar à disposição de Hélio para a partida.


Por outro lado, Luan também concorre à posição. Com apenas 18 anos e cria das categorias de base do Timbu, o jovem estava na Copa São Paulo de Futebol Júnior e também pode ser titular. O atleta chegou a atuar na edição passada da Série B, na partida diante do Confiança.


Com o desfalque de Tavares, a defesa do Alvirrubro terá duas alterações em relação ao time da última temporada. Apenas Hereda e Camutanga devem iniciar como titulares. Lucas Perri deve começar no gol, Wellington e João Paulo concorrem por vaga na zaga, e ainda existe essa indefinição do lado esquerdo.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Novo reforço, Blas Cáceres fala sobre Florentín e posição preferida no meio-campo do Sport
Volante paraguaio será entrevistado pela imprensa nesta segunda-feira




Sob o comando de Gustavo Florentín, o Sport vem encontrando no mercado sul-americano a possibilidade de encontrar peças e, assim, driblar o ‘congestionado’ cenário brasileiro. Somente nesta janela de transferências, o Leão garimpou três atletas de clubes periféricos da América do Sul: o argentino Nicolás Watson, o colombiano Ray Vanegas e o paraguaio Blas Cáceres.


O conterrâneo do ‘professor’ do Leão, inclusive, ainda não foi apresentado de maneira oficial, mas já realizou atividades no Centro de Treinamento do clube e, posteriormente, falou pela primeira vez vestindo as cores rubro-negras. Contratado à pedido do treinador Gustavo Florentín, Cáceres contou sobre a relação com o técnico e sua posição preferida no meio-campo do Sport.


“Antes de tudo, muito obrigado. Estou muito feliz por esse passo que estou dando na minha carreira e devo agradecer aos dirigentes, à comissão técnica e a Gustavo (Florentín) por terem acreditado em mim. Sei dos objetivos que o clube tem e estou muito feliz por estar aqui”.


“Eu gosto bastante de atuar como segundo volante. Chegar à área. Mas onde o professor Gustavo me colocar, estarei pronto para atuar. Conheço ele muito bem, em 2015 estivemos juntos no Cerro Portenho e saímos campeões. Queria agradecê-lo pela confiança que está me dando. E estou muito feliz por estar aqui”, disse em entrevista ao canal oficial do clube no Youtube.


Às 8h desta segunda-feira (17), o volante paraguaio se somará ao elenco rubro-negro nas atividades de preparação para a estreia no Campeonato Pernambucano. Após o treinamento, Cáceres será, pela primeira vez, entrevistado pela imprensa pernambucana.




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em sorteio da Copa do Brasil, pernambucanos conhecem 1º passo que vale 'desafogo' financeiro



Com cotas de premiação milionárias, a Copa do Brasil se consolidou, nas suas últimas edições, como a principal maneira de um clube ‘desafogar’, jogando poucas partidas, as dívidas. Para efeito de conhecimento, o campeão do torneio na temporada de 2021, o Atlético-MG embolsou, contando as cotas de cada fase conquistada, R$ 96,4 milhões. No contexto do futebol pernambucano, tal valor é 20% maior do que os orçamentos de Sport e Náutico para 2022 somados.

E, nesta segunda-feira (17), às 13h (de Brasília), ocorre, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, a definição da primeira fase da competição de 2022, que é esperança para Sport, Náutico e Salgueiro.


Com três representantes na disputa, Pernambuco tentará, além de galgar fases adentro e faturar milhões, se ‘redimir’ após desempenhos catastróficos nas últimas edições do torneio - que contaram com eliminações precoces e resultados vexaminosos.

SPORT

Único clube do estado no Pote A do sorteio para a Copa do Brasil de 2022, o Sport já entra em campo recebendo R$ 990 mil - afinal, está no Grupo 2 das cotas. Além disso, poderá enfrentar Altos-PI, Mirassol-SP, Campinense-PB, Moto Club-MA, São Raimundo-RR, Ferroviária-SP, Salgueiro-PE, Globo-RN, União-MT ou Sergipe.

NÁUTICO

No Pote C, o Náutico, que retorna à Copa do Brasil após uma temporada fora, embolsará R$ 560 mil assim que entrar em campo pela primeira fase. No jogo que poderá resultar no faturamento de mais R$ 675 mil para o Timbu, ele poderá enfrentar Tocantinópolis-TO, Operário-MT, Ceilândia-DF, Real Noroeste-ES, Nova Iguaçu-RJ, Lagarto-SE, Trem-AP, Maricá-RJ, Pouso Alegre-MG ou Glória-RS.

SALGUEIRO

Assim como o Náutico, o Salgueiro, que mais uma vez disputa a Copa do Brasil, está no Grupo 3 das cotas de premiação. Por isso, receberá R$ 560 mil na primeira fase. No Pote E, o Carcará terá pela frente os times do Pote A: ou seja, o Sport pode ser seu rival. Além do Leão da Ilha, Grêmio, Santos, São Paulo, Internacional, Cruzeiro, Atlético-GO, Chapecoense e Vasco podem disputar o primeiro jogo do certame nacional no Sertão de Pernambuco.


A cerimônia que contará com o sorteio dos embates da primeira fase terá transmissão da CBF TV diretamente da sede da Instituição, no Rio de Janeiro. Às 13h (de Brasília), começa a solenidade que definirá os 40 primeiros embates do torneio ‘mais democrático’ do Brasil.



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Departamento médico do Santa Cruz celebra pré-temporada sem lesões graves no elencoDesde o início da preparação, não houve nenhuma lesão grave no elenco, apenas Tarcísio sofreu uma entorse no tornozelo, mas não preocupa

O Santa Cruz iniciou a pré-temporada no dia 29 de novembro e, desde então, não houve nenhuma grave lesão no elenco. Neste período, apenas o meia Tarcísio esteve no departamento médico. O jogador sofreu uma entorse no tornozelo direito, está em tratamento na fisioterapia, mas já deve ser liberado na próxima semana. O médico Antônio Carlos, que tem acompanhado a preparação do grupo, comemorou a evolução clínica dos atletas.


“A parte física dos atletas é mais direcionada para a preparação física. A gente não teve nenhuma intercorrência grave na parte de lesões nesse início de temporada. O departamento físico consegue fazer uma previsão de como vai ser o trabalho e em que estágio física cada jogador vai estar. E com o que está sendo trabalhado, até então nós conseguimos nos manter zerados de lesões”, destacou o médico Antônio Carlos.
Para tentar minimizar os riscos de lesões no elenco, o departamento médico do Santa Cruz tem realizado um trabalho preventivo em conjunto com a preparação física e os departamentos de fisioterapia e fisiologia do clube. Como os jogadores passaram por períodos diferentes de inatividade ao final da temporada passada, é necessário ter um cuidado a mais, principalmente neste início de temporada, quando a preparação começa a ser intensificada.


“A gente trabalha em conjunto com a preparação física e principalmente com o departamento de fisioterapia, que realiza uma análise da pré-temporada para ver os déficits de cada jogador e onde cada um precisa focar mais. Além disso, atuamos juntos também na parte regenerativa, nos intervalos pós-treinos sempre realizamos uma ação em conjunto com os fisioterapeutas para tentar evitar as lesões”, explicou o médico do Santa Cruz.

COVID-19

Enquanto as lesões não estão preocupando o Santa Cruz, os casos de Covid-19 voltaram a aparecer. Nesta quarta-feira, o clube informou que três membros da delegação hospedada em Aldeia testaram positivo. Os resultados foram coletados a partir da bateria de exames realizada na última terça-feira, com atletas e funcionários do departamento de futebol. Os profissionais estão isolados, assintomáticos e cumprirão o protocolo determinado pela CBF.


“Os protocolos de prevenção já são bem conhecidos. Quando acontece de algum jogador apresentar sintomas, o isolamos prontamente e fazemos uma testagem específica. Esporadicamente também testamos o grupo todo, não tem um período específico, testamos agora para o regime de concentração, já que todos os atletas iam ficar juntos. As demais testagens são direcionadas aos jogadores que apresentam sintomas”, completou o médico Antônio Carlos.
DP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Volante paraguaio do Náutico enxerga com tranquilidade retorno ao Brasil: 'não vou ter problemas'
Richard Franco atuou por Avaí e CSA, em 2019 e 2020, respectivamente

Após um 2021 de poucos minutos dentro de campo atuando em seu próprio país, o volante paraguaio Richard Franco chegou ao Náutico para esta temporada. O jogador, que foi apresentado oficialmente na última quarta-feira, revelou que enxerga com tranquilidade o retorno ao futebol brasileiro e que não vai encontrar dificuldades com a adaptação.
“Eu acho que sim (não terá problemas). Sei como é o futebol brasileiro. É um futebol mais dinâmico. Não vou ter problemas com adaptação”.


Disputando vaga no meio campo com Djavan e Rhaldney, o jogador já afirmou que não tem preferência em atuar de primeiro ou segundo volante. Com quatro competições no ano, o paraguaio certamente vai ter uma minutagem boa. Franco falou da expectativa em relação aos campeonatos que o Timbu vai disputar.


“A expectativa é grande. A última, que é o Brasileirão, tem que voltar para a Série A. Mas temos que ir passo a passo. Temos o Pernambucano, que vamos defender o título, depois a Copa do Nordeste e depois a Copa do Brasil. É fazer bem os três campeonatos e chegar bem no Campeonato Brasileiro”.


O volante foi um dos sete reforços trazidos pelo Náutico até o momento. Além do paraguaio, o time alvirrubro anunciou as chegadas do goleiro Lucas Perri, dos zagueiros Wellington e João Paulo, do meia Eduardo Teixeira, e dos atacantes Ewandro e Jorge Ortega. Inclusive, Ortega não passou nos exames médicos e já não faz mais parte do grupo.


A expectativa do clube é oficializar nos próximos dias o atacante Leandro Carvalho e o lateral-esquerdo e ponta direita Pedro Vitor. Os atletas já treinam com o restante da equipe e só aguardam documentação.
DP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gustavo revela objetivo de seguir crescendo com a camisa do Sport e projeta estreia com o pé direito na temporada


Destaque do Sport na temporada passada, o meia Gustavo vai seguir defendendo as cores rubro-negras em 2022. O jogador, inclusive, projeta seguir evoluindo o seu desempenho dentro de campo e, para isso, que iniciar a temporada com o pé direito, vencendo a equipe do CRB na estreia do Leão, no dia 22, em confronto válido pela Copa do Nordeste.
“Sabemos que vai ser difícil. Tanto a Copa do Nordeste quanto o Pernambucano. Estamos focados, vamos dar o nosso melhor como estamos fazendo no dia a dia nos treinamentos. Estamos a duas semanas trabalhando manhã e tarde. E eu acredito que vamos chegar bem na estreia do campeonato e estrear vencendo é o que todo mundo quer. Se Deus quiser vamos começar ganhando”, disse Gustavo.


Desde o final da temporada, Gustavo não recebeu nenhuma proposta oficial para deixar o Sport. Algumas sondagens sobre o atleta foram realizadas, mas as conversas acabaram não evoluindo e o jogador vai permanecer no clube pernambucano. Por isso, o meia rubro-negro de 19 anos tem como objetivo seguir melhorando o seu desempenho para conseguir ajudar o Sport na temporada.


“A expectativa é a melhor. Eu tive um ano maravilhoso em 2021. Minha estreia no profissional foi em 2020, com Jair Ventura, e de lá para cá eu aprendi muita coisa e desenvolvi muita coisa. Espero fazer uma temporada de 2022 melhor do que a de 2021”, afirmou Gustavo.


“O grupo está fechado, estamos unidos. A expectativa é a melhor para a estreia da Copa do Nordeste, do Campeonato Pernambucano e do Campeonato Brasileiro que está vindo”, encerrou.
DP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Real Madrid vence Barcelona e vai à final da Supercopa da Espanha



O meio-campista uruguaio Federico Valverde finalizou uma jogada impressionante na prorrogação para dar ao Real Madrid uma vitória de 3 a 2 sobre o arquirrival Barcelona em uma emocionante semifinal da Supercopa da Espanha nesta quarta-feira (12).


O Real avançou para a final de domingo contra o vencedor do confronto de quinta-feira (13) entre o atual campeão da Supercopa da Espanha Athletic Bilbao e o campeão do Campeonato Espanhol Atlético de Madri, na capital da Arábia Saudita, Riad.

Vinícius Júnior abriu o placar para o Real em um contra-ataque no início do primeiro tempo, mas Luuk de Jong empatou pouco antes do intervalo após um erro do zagueiro Eder Militão.


Karim Benzema colocou o Real novamente à frente aos 25 minutos do segundo tempo, conferindo rebote dentro da área, porém um cabeceio de Ansu Fati, que fazia sua primeira partida desde novembro, levou o jogo para a prorrogação.

O Real saiu vitorioso em mais um contra-ataque, com Rodrygo cruzando rasteiro para a entrada da área. Vinícius fingiu que chutaria, o que enganou toda a defesa do Barça, e deixou Valverde sozinho para empurrar a bola para o gol.


O Real Madrid era o grande favorito para a partida, mas o Barcelona proporcionou aos líderes do Campeonato Espanhol um jogo difícil.

O estádio King Fahd deveria estar com 50% da capacidade por causa de preocupações com o novo coronavírus (covid-19), mas parecia quase cheio de torcedores empolgados para testemunhar o primeiro clássico entre Real e Barça jogado fora da Espanha.

“Fomos muito eficazes no contra-ataque e marcamos três gols espetaculares”, disse o técnico do Real, Carlo Ancelotti, em entrevista coletiva.AB


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Antes próximo do Atlético-GO, Jordan muda roteiro e é oficializado pelo Brusque para 2022
Arqueiro chega no clube catarinense com contrato de dois anos firmado

O Brusque anunciou, na tarde desta segunda-feira, a chegada do goleiro Jordan, ex-Santa Cruz, para a disputa da temporada 2022. Após ter sido oferecido ao Atlético-GO e se aproximado de um acordo com a equipe goiana, o arqueiro de 23 anos mudou a rota e firmou contrato de dois anos com o Quadricolor.
O destino, no entanto, nem sempre foi Santa Catarina. O Atlético-GO vinha negociando com o representante do jogador há mais de duas semanas, tendo a proposta, inclusive, bem avaliada tanto pelo Tricolor, quanto pelo atleta. No entanto, o clube catarinense ofereceu melhores condições de negócio.




Com contrato até junho do próximo ano, Jordan se reapresentou e vinha treinando normalmente no Santa Cruz desde o início da pré-temporada. Na negociação, o Tricolor não vai receber nenhuma compensação financeira, devido ao pouco tempo contratual que resta. No entanto, de acordo com apuração da reportagem, o time pernambucano permanecerá com uma parte dos direitos econômicos, visando uma possível negociação no futuro.


Jordan chegou ao Santa Cruz no ano passado para reforçar o elenco sub-23. Com pouco tempo de clube, foi acionado em dois jogos na Série C do ano passado e, nesta temporada, assumiu de vez a titularidade depois da saída de Maycon Cleiton. Aos 23 anos, o goleiro se tornou um dos principais jogadores do time no ano, mesmo com os insucessos no futebol, que culminou no rebaixamento para a Série D e na eliminação da pré-Copa do Nordeste.




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Diógenes confirma que Náutico só vai definir prioridades nas competições perto dos jogosClube ainda vai se reunir com entidades para definir problema de choque de datas

Após a divulgação das tabelas do Campeonato Pernambucano e da Copa do Nordeste, ficou exposto choque de várias datas das duas competições. Por outro lado, o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, confirmou que não há datas suficientes para os jogos. Sem um prazo definido para resolver o problema, o futuro presidente do Náutico, Diógenes Braga, admitiu, em entrevista à Rádio Clube, que o time só vai escolher as prioridades perto dos confrontos.
“Vai ser a circunstância de cada jogo. A gente tem que analisar o que acontece no momento. Tem disponibilidade de atleta, classificação no campeonato. Não tem como antecipar essas decisões”.


Vale lembrar que o Timbu vai defender o título do Pernambucano, depois de vencer o Sport em 2021. Em contrapartida, o Náutico vai disputar o Nordestão depois de passar uma temporada de fora, fato que vai pesar para a escolha dos titulares nas partidas do certame regional.


Além das duas competições, a equipe ainda terá a Copa do Brasil e a Série B do Brasileiro. O calendário cheio vai obrigar o clube a ter um elenco com muitas opções. Diante dos vários jogos, a base também deverá ser utilizada desde o início de 2022.

CONFLITOS DO NÁUTICO


22/01 ou 23/01 - Náutico x Campinense
22/01 - Náutico x Íbis


29/01 ou 30/01 - Sport x Náutico (Copa do Nordeste)
28/01 - Sete de Setembro x Náutico


12/02 ou 13/02 - Náutico x Fortaleza
12/02 - Náutico x Sport


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Negociação não avança e Paulinho Moccelin é mais um jogador de saída do Sport
O atacante era uma das prioridades de Gustavo Florentín para 2022

O atacante Paulinho Moccelin é mais um jogador que não vai permanecer no Sport para a próxima temporada. O jogador era tratado como uma das prioridades para renovar o contrato para 2022 pelo técnico Gustavo Florentín, mas o acordo entre o atleta, clube e o Londrina, equipe dona dos direitos de Moccelin, não foi fechado.
A informação foi confirmada primeiramente pelo repórter Tharcys Michel e confirmada pela reportagem do Esportes DP junto ao empresário do atacante, João Ricardo Sell, que agradeceu ao Sport pelo período em que Moccelin defendeu as cores rubro-negras.


“A gente não vai fazer a renovação. O motivo fica restrito a negociação, mas a sequência do atleta no clube não vai acontecer neste momento. Fica toda a nossa gratidão por todo esse tempo com o Sport, mas a renovação não vai acontecer”, disse o empresário do jogador, que confirmou que o clube tem valores em aberto com o seu jogador.


A permanência de Paulinho Moccelin era tratada como muito importante pelo clube que vai ter várias baixas no setor, como Neilton, Trellez, Everaldo e Leandro Barcia, além das iminentes vendas de Mikael e Gustavo. Agora, a diretoria aumenta ainda mais a prioridade de reforços para o setor ofensivo e dá mais opções para o técnico Gustavo Florentín para o início da próxima temporada.


No Sport desde maio deste ano, Paulinho Moccelin defendeu as cores rubro-negras em 34 jogos, onde marcou três gols e deu uma assistência. Na Série A, o atacante ficou conhecido pelos seus gols semelhantes marcados contra o América-MG, Corinthians e Bahia. Todos que deram a vitória ao Leão.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Reforço para 2022: Santa Cruz anuncia a contratação do meio-campista João Henrique
Meia de 28 anos estava no futebol catarinense, onde disputou a Série D




O Santa Cruz confirmou, na manhã desta terça-feira (7), a contratação do meio-campista João Henrique, que estava no Marcílio Dias, onde atuou pelo Campeonato Catarinense e pela Série D do Brasileirão. Aos 28 anos, João Henrique chega ao Arruda com vínculo até o final da temporada. Em 2021, o meio-campista nascido no interior do Rio Grande do Sul atuou 17 vezes vestindo as cores do Marcílio Dias e, neles, balançou as redes em duas oportunidades. Na sua carreira, o meia tem passagens por clubes como Operário-PR, Fortaleza e Criciúma. Além de ser formado pelo Novo Hamburgo e ter tido experiência no juvenil do Internacional.


Na última semana, o atleta se juntou aos companheiros na pré-temporada coral e vem treinando sob os comandos do comandante Leston Júnior desde o início da preparação.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Atual presidente do Náutico, Edno Melo admite que será 'torcedor de arquibancada' em 2022Dirigente ressaltou que acredita em Diógenes Braga e Luiz Felipe Figueiredo, e que vai ajudar no que a próxima gestão precisar




Com o fim do ano se aproximando, o Náutico terá uma troca de comando. O atual presidente, Edno Melo, que preside o clube desde 2018, dará lugar ao seu atual vice, Diógenes Braga. Como a posse só será realizada no dia 3 de janeiro, o clube vai passar por um processo de transição de gestão antes. Diante disso, Edno revelou ao Esportes DP que vai ajudar o dirigente em tudo que precisar durante o mandato, mas será apenas torcedor a partir do ano que vem.
“Vou ajudar, dando suporte. Mas Edno em 2022 vai ser um torcedor de arquibancada. O que a gestão precisar, estou à disposição, mas acho que chegou a hora do presidente Edno ir para arquibancada”.


Já que o processo de troca de comando será tranquilo, a tendência é que Diógenes não tenha dificuldade nas primeiras tomadas de decisões. Os dois estão juntos desde a campanha para a eleição retrasada, então se conhecem suficientemente bem para alinhar pensamentos nesse final de temporada.


Sobre o resultado da eleição, o atual presidente fez questão de demonstrar sua confiança na chapa Avança Náutico. Edno acompanhou toda a votação e a apuração ao lado de Diógenes, e comemorou com seu substituto até o final na sede do clube.


“Sentimento de alegria. O Náutico ganhou, não uma chapa. A continuidade desse projeto vai ser muito bom para o clube. Acredito em Diógenes e em Luiz Felipe. São pessoas que demonstraram dentro do clube que conseguem trabalhar para o melhor para o Náutico”, finalizou.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Gustavo Florentín projeta maior utilização de atletas da categoria de base do Sport em 2022
O treinador rubro-negro quer ter uma quantidade maior de atletas em seu elenco






Os últimos jogos do Sport na Série A do Campeonato Brasileiro está servindo como uma espécie de laboratório para o técnico Gustavo Florentín fazer uma análise final de alguns jogadores pensando na formação do elenco para a próxima temporada, no qual o Leão vai disputar a Série B.
Tanto que a vitória diante da Chapecoense, o Sport chegou a utilizar 11 jogadores formados na categoria de base ao longo dos 90 minutos. A ideia do treinador rubro-negro é dar mais oportunidades para esses jovens atletas para que eles possam adquirir mais experiência e entender um pouco mais da filosofia implementada pelo comandante.
"Nós estamos analisando. Temos vários jogadores na base. Já temos uma lista prévia de quem deve se apresentar para o início dos trabalhos de pré-temporada. A ideia é poder seguir observando e ver o que estão realizando em suas categorias", disse Gustavo Florentín.


"A partir de janeiro, que outros jogadores possam vir a trabalhar conosco, além de Cristiano, de Flávio... Que possam vir na nossa metodologia, que todos sabem qual é. Vamos seguir observando, porque temos a necessidade de ter duas equipes para os dois campeonatos que vão iniciar em 22 de janeiro", encerrou o treinador

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Por vaga antecipada na Copa, Brasil encara Colômbia nas Eliminatórias




O Brasil pode finalizar a 13ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo matematicamente garantido no Catar. Para isso, é preciso bater a Colômbia nesta quinta-feira (11), às 21h30 (horário de Brasília), na Neo Química Arena, em São Paulo. A Rádio Nacional transmite o confronto.


Se ganhar nesta quinta, a seleção comandada por Tite vai a 34 pontos e abre 18 de diferença para os próprios colombianos, que ocupam o quarto lugar e podem até igualar o Brasil na pontuação final, mas ficarão atrás pelo número de vitórias. Na pior das hipóteses, a equipe canarinho se garante na repescagem mundial em caso de triunfo na capital paulista.

A vaga direta à Copa, portanto, pode ser confirmada na sexta-feira (12), se o Uruguai perder da Argentina como anfitrião no estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu. Os uruguaios somam os mesmos 16 pontos da Colômbia, mas ainda podem chegar aos mesmos dez triunfos do Brasil, caso a seleção verde amarela não some mais pontos até o fim das Eliminatórias.


“Para mim, estamos classificados com a pontuação que temos. Agora, partimos para um estágio de preparação específica para jogos de Copa do Mundo, onde podemos enfrentar, por exemplo, uma Colômbia nas quartas de final ou nas oitavas de final. Isso é fato, como aconteceu em 2014. E, para mim, [a Colômbia] estará na Copa, é uma projeção. Nós estamos trabalhando em cima dessa evolução e dessa pressão que estou colocando agora”, declarou Tite, em entrevista coletiva na manhã da última quarta-feira (10).

À tarde, em atividade na própria Neo Química Arena, Tite confirmou a escalação que mandará a campo com quatro alterações em relação ao time que derrotou o Uruguai por 4 a 1 na Arena da Amazônia, em Manaus, no último dia 14 de outubro, pela rodada anterior das Eliminatórias. Retornam o goleiro Alisson, o lateral-direito Danilo, o zagueiro Marquinhos e o volante Casemiro, respectivamente nas vagas de Ederson, Emerson, Lucas Veríssimo (lesionado) e Fabinho. A formação canarinho terá Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Raphinha, Gabriel Jesus e Neymar.

Apesar de ocupar um lugar no G4 das Eliminatórias e estar invicta há nove jogos, a Colômbia vive um momento irregular. A seleção dirigida por Reinaldo Rueda (ex-Flamengo) venceu somente duas vezes nesta sequência, com sete empates. Nos últimos três compromissos, sendo um deles contra o próprio Brasil, em casa, a equipe não saiu do zero.


O atacante Radamel Falcao Garcia, contundido, é o principal desfalque dos Cafeteros (como é conhecida a seleção colombiana). Por outro lado, o meia-atacante James Rodriguez, ex-Real Madrid (Espanha) e atualmente no Al-Rayyan (Catar), foi convocado pela primeira vez após um ano ausente. Vale destacar também as presenças do meia Victor Cantillo (Corinthians) e do atacante Miguel Borja (Grêmio), que representam o Campeonato Brasileiro no selecionado de Rueda.
Transmissão da Rádio Nacional

A Rádio Nacional transmite o confronto, ao vivo, a partir das 21h, com narração de André Luiz Mendes, comentários de Waldir Luiz e reportagem e plantão esportivo de Bruno Mendes. Você acompanha o Show de Bola Nacional aqui:AB


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Dando início à reformulação no Santa Cruz, executivo avisa: 'Só fica quem estiver envolvido'
Pretensão de Segurado é ter o elenco 'abraçado' com o projeto do clube

A diretoria do Santa Cruz já está a todo vapor envolvida no planejamento para a próxima temporada. Como natural de uma equipe que conviveu com o fracasso recentemente, haverá uma reformulação relativamente abrangente no elenco. Recém-chegado ao Arruda, o executivo Marcelo Segurado, em entrevista à Rádio Clube, deixou claro que o critério para fazer parte do plantel é estar totalmente inserido no projeto do clube para 2022.
“Vai ficar no Santa Cruz quem estiver envolvido. Se estiver na dúvida, não vai ficar, porque o projeto do ano que vem é muito sério. Um projeto de seriedade, de responsabilidade. Isso serve para qualquer um. Todos que estão dentro do planejamento tem que estar envolvido 100%. Fica o recado para a torcida: vai ficar no Santa Cruz quem estiver envolvido no processo, quem tiver 100% com a cabeça no Santa Cruz e no acesso”, disse Segurado.


O que se sabe, até o momento, é que os laterais Gilmar e Leonan, os meias Vitinho e Lelê, e o atacante Frank, que estão em fim de contrato, não ficarão no Santa Cruz para o próximo ano. Outro que também pode estar de saída do Arruda é Pipico, que, com sondagens de outras equipes, terá reunião com a diretoria coral para discutir o futuro nesta quarta-feira.


Em contrapartida, o Santa Cruz só oficializou, até o momento, a contratação do meia Esquerdinha. Inicialmente, a direção pretende buscar no mercado, respectivamente, zagueiro, meio-campista e atacante de beirada. Algumas negociações já estão em andamento, mas o clube vem guardando os alvos a ‘sete chaves’. Vale lembrar que a reapresentação do elenco está prevista para acontecer em 29 de novembro.
EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Náutico conquistou 10 pontos dos 30 disputados contra os últimos cinco colocados da Série B
Time não conseguiu vitórias contra Confiança, Brusque e Londrina

Um dos principais fatores para fazer uma boa campanha no campeonato é não perder pontos para equipes que estão na parte de baixo na tabela. O Náutico não cumpriu esse objetivo e, dos 30 pontos disputados contra os últimos cinco colocados, conquistou apenas 10. Foram apenas duas vitórias em 10 confrontos disputados contra Brusque, Londrina, Confiança, Vitória e Brasil de Pelotas-RS.
A equipe alvirrubra não conseguiu vencer Confiança, Brusque e Londrina. Foram três empates e três derrotas contra os clubes, sendo dois resultados negativos dentro do estádio dos Aflitos, quando o Timbu perdeu para os sergipanos por 4 a 0, e por 2 a 1 para os paranaenses.


No confronto contra o Vitória, no estádio do Barradão, o time conquistou o único resultado positivo fora de casa sobre os últimos cinco clubes da competição. Ainda na segunda rodada, os comandados de Hélio dos Anjos superaram os baianos por 1 a 0, com gol do meia Jean Carlos. A outra vitória deste recorte foi contra o Brasil de Pelotas, dentro de seus domínios, na 13ª rodada. A equipe saiu perdendo, mas conseguiu a virada, com dois gols de Jean.


O estopim para a dificuldade de conquistar o acesso foi há três e quatro rodadas atrás. O Náutico viajou para o sul para enfrentar o Brasil-RS e o Brusque, times que estavam na zona de rebaixamento. Jogando mal e cometendo inúmeros erros, o Timbu sofreu duas derrotas e praticamente deu adeus ao objetivo principal.
EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Em reta final de Série A, Sport encara América-MG com clima de final na Arena de Pernambuco
Restam sete jogos para encerrar o campeonato e o Leão se encontra no Z4

Faltando sete jogos para encerrar a Série A do Campeonato Brasileiro, o Sport tem o tempo como mais um adversário na briga contra o rebaixamento. E para escapar da queda para a Série B, a equipe rubro-negra tem que conseguir uma boa sequência de pontos nos últimos sete jogos restantes da competição e o primeiro compromisso acontece nesta quarta-feira (10), contra o América-MG, às 21h30, na Arena de Pernambuco, em confronto válido pela 32ª rodada.
Vindo de uma derrota contra o Fluminense em uma partida em que o Leão teve vários desfalques importantes, o Sport tem o retorno de nomes fundamentais para o confronto desta quarta. Tratam-se de Gustavo e Mikael, que cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo, e do técnico Gustavo Florentín, que foi expulso na partida contra o Atlético-GO.


Inclusive, o meia-atacante Gustavo projeta uma rápida resposta, após a derrota contra o Fluminense e revelou um pouco do sentimento do grupo visando o importante confronto contra o Coelho mineiro. “Apesar do resultado do jogo passado e da infelicidade no final do jogo, mas é levantar a cabeça, que amanhã tem mais um jogo, tem mais uma batalha e temos que ganhar de todo jeito. Estamos encarando essa vitória, cada jogo, como os jogos de nossas vidas, como uma final”, disse o camisa 10.


A equipe rubro-negra fez o seu último treinamento na tarde de ontem, porém ainda existem dúvidas quanto a utilização de Zé Welison e Rafael Thyere. O volante deixou a partida contra o Fluminense com uma concussão, fez um treino leve na véspera do jogo e continuará sendo observado de acordo com o protocolo. Caso não apresente alguma reação, deve ir a campo. Já Rafael Thyere deixou o gramado com um incômodo no joelho e, por isso, será reavaliado até momentos antes da bola rolar na Arena de Pernambuco. .


Infelizmente, mesmo em caso de vitória diante do América-MG, o Sport não pode deixar a Zona do Rebaixamento nesta rodada. Isso porque os resultados do final de semana não foram nada bons para a equipe rubro-negra, que hoje está com cinco pontos a menos do que o Santos, primeira equipe fora do Z-4. Por isso, o grande objetivo dos comandados de Gustavo Florentín é conquistar os três pontos para voltar a se juntar aos principais adversários na briga contra a queda para a Série B.


FICHA DA PARTIDA


SPORT
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere (Pedro Henrique), Sabino, Sander; Marcão, Zé Welison (Luciano Juba), Hernanes, Gustavo; Paulinho Moccelin (Everaldo) e Mikael. Técnico: Gustavo Florentín.


AMÉRICA-MG
Matheus Cavichioli; Patric, Ricardo Silva, Lucas Cal, Eduardo Bauermann, Marlon; Juninho, Alê; Ademir, Felipe Azevedo e Zarate. Técnico: Marquinhos Santos.


Horário: 21h30.
Local: Arena de Pernambuco, São Lourenço da Mata-PE.
Árbitro: Raphael Claus.
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Gustavo Rodrigues de Oliveira.
EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Diretor patrimonial do Santa Cruz detalha plano de mudanças no Arruda e mira prazo de retorno
Theodorico Silva projeta estádio pronto em meados do Campeonato Pernambucano; iluminação do Arruda está entre as principais pautas




Com 2022 em pauta antes mesmo do previsto, tendo em vista o rebaixamento à Série D e a eliminação na seletiva da Copa do Nordeste, o Santa Cruz está afunilando o planejamento da próxima temporada. E os planos do Tricolor passam pelo Arruda, que está passando por ajustes. Sobre o processo de transformações do estádio, o diretor patrimonial Theodorico Silva, em entrevista à Rádio Clube, projetou retorno e aproveitou a oportunidade para pedir o apoio do torcedor coral.
"Nós já iniciamos o que estamos planejando para a recuperação do estádio para termos jogos lá no Arruda já a partir do próximo Campeonato Pernambucano. Já fizemos a parte de gramado, conseguimos recuperar a parte que estava um pouco queimada por conta de um entupimento na tubulação e nos aspersores d’água que fazem a irrigação automática. Já solucionamos o problema.


"Agora", continuou, "estamos fazendo uma limpeza, uma faxina, em volta do gramado, naquela pista de cooper. Iniciando a lavagem das arquibancadas e começando a parte elétrica que foi furtada no ano passado. (Fora isso), contratamos um engenheiro calculista para fazer um novo laudo apresentando todos os problemas estruturais do estádio para que a gente venha a resolver na medida do possível e na medida da receita.", reforçou.


Vivendo momento difícil dentro e fora das quatro linhas, além do aspecto esportivo, financeiramente a eliminação na pré-Copa do Nordeste foi um 'baque' para as pretensões do Tricolor quanto ao equilíbrio do caixa. Com apenas duas competições no roteiro - Pernambucano e Série D -, a parceria com a torcida coral será determinante em meio a uma das mais difíceis temporadas da história do Santa Cruz. Theodorico, então, convocou o torcedor.


"Gostaria de aproveitar a oportunidade para convocar os proprietários de cadeiras e camarotes porque a gente continua com a promoção para quitação dos passivos com relação ao clube e patrimônio e que a gente está disposto a fazer alguns acordos e parcelamentos para que a gente consiga ter esse recurso e investi-los na recuperação do estádio. Venha abraçar o clube, o time para que a gente tenha recurso suficiente para a execução do nosso planejamento que é novamente voltar à Série C e também conquistar o PE. ", disse.


PRAZOS


"O estádio totalmente recuperado é praticamente impossível da gente conseguir atingir até janeiro, porque (o Arruda) tem problemas estruturais que, apesar de não impedir de ter partidas de futebol, tem alguns setores que a gente não precisa abrir de imediato. Então, pretendemos abrir 100% do estádio a partir de meados do Campeonato Pernambucano e principalmente na Série D, onde precisamos do nosso torcedor", explicou.


Theodorico explanou, estruturalmente, como se dá o planejamento de reabertura do estádio, levando em consideração a setorização do Arruda. "Estamos pretendendo reabrir todo o anel inferior, a parte social, arquibancada frontal e atrás dos gols. A parte do anel superior, vamos deixar para uma segunda etapa. Agora, pretendemos dar início à recuperação dos sanitários, bares e lanchonetes. São coisas que estamos tentando implementar dentro do Arruda para que dê um conforto melhor para o torcedor", frisou.


MUDANÇAS E DESPESAS


"O cálculo de gastos a gente acredita que vá ficar em torno de R$ 50 mil. Convoco os proprietários de cadeiras, aos verdadeiros donos do Santa Cruz, a torcida em geral, para que a gente consiga trazer esses recursos e reinvestir no estádio e em sua recuperação. E isso deve ser feito de forma bem consciente, por etapa. Porque não adianta a gente querer sonhar em transformar o Arruda em uma Arena. Isso é utopia. A gente não vai conseguir isso de imediato, é um sonho para o futuro, com algum investidor internacional que um dia, se Deus quiser, a gente vai ter essa parceria e fazer essa transformação no estádio. De imediato, precisamos fazer as recuperações necessárias para que a gente dê o mínimo de conforto, de higiene e limpeza. Para que o torcedor, ao voltar ao arruda, sinta que já houve mudança em relação à recuperação de patrimônio. Assim, paulatinamente, a gente vai conseguir atingir uma etapa de ter um conforto para oferecer ao torcedor", continuou.

O diretor patrimonial reservou parte da entrevista para aprofundar relatos sobre as mudanças com relação à iluminação do Arruda. De acordo com Theodorico, o pagamento mensal à Celpe, hoje, gira em torno de R$ 50 mil para os cofres tricolores. Só de parcelamento, o Tricolor tem de R$ 16 mil a R$ 18 mil. Ainda segundo o diretor, as parcelas em questão são antigas, mas que estão sob a atenção da atual gestão.


"A dívida com a Celpe a gente vem pagando na medida do possível. Estamos cumprindo com os pagamentos, temos um parcelamento que foi feito e que está sendo realizado. Estamos buscando empresas, três ou quatro, que já nos procuraram para fazer fornecimento de energia fotovoltáica. Queremos atingir isso. Também tive contato com uma empresa do Paraná, que foi a CBF que nos enviou, para que a gente faça um projeto para futuramente trocar os refletores para refletores de led, com os quais teríamos uma economia de 40 a 50% com relação a iluminação (modelo) atual. Isso é um panejamento a medio e longo prazo, mas a princípio a iluminação do Arruda está perfeita para receber os jogos", comentou.

"E essa despesa (com a Celpe)", continuou Theodorico, "é o consumo que nós temos, que é altíssimo, principalmente quando há partidas à noite. Há um consumo muito elevado para o tipo de refletores que temos hoje. Eles (os refletores) já estão fora de uso. Nós temos lâmpadas de led, que é uma economia bastante substancial, uma quantidade menor de equipamentos. Um refletor daquele você tem reatores que acompanham, tem outros equipamentos que não estão mais no mercado. Está difícil fazer a reposição do tipo de refletores que nós temos. Então, a gente já está nesse projeto para que, em média prazo, possamos substituir toda a iluminação do estádio", finalizou.
EDP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Edno Melo comenta eventual antecipação de cotas pelo Náutico e aponta 'desejo de tumultuar'
Presidente usou as redes sociais para citar 'interesses individuais' na discussão; FPF e clube estão com discursos alinhados sobre o assunto





Enfrentando dificuldades na busca por patrocinadores para a reta final da Série B e vendo a temporada se aproximar do fim, o Náutico corre contra o tempo para, financeiramente, terminar o ano em dia com elenco e funcionários. Nesse cenário, o clube solicitou, então, à CBF, 50% da verba que tem direito a receber pela primeira fase da Copa do Brasil de 2022. A informação foi dada pelo repórter Filipe Farias, da Rádio Jornal. Até então em silêncio sobre o assunto, o presidente Edno Melo usou as redes sociais para comentar, pela primeira vez, o ocorrido. O mandatário falou em 'interesses individuais' e 'desejo de tumultuar'.
"A tentativa de polêmica a respeito de eventual consulta sobre antecipação de pagamentos, e até mesmo sobre recebimento regular da CBF, deveria se encerrar com os esclarecimentos prestados pelo clube e pela FPF. Qualquer debate além disso é dar corda a interesses individuais que desejam apenas tumultuar", escreveu.





Fazendo menção ao pleito que se aproxima, Edno relacionou o assunto, também, a questões políticas. "O debate eleitoral é saudável quando realizado no plano das propostas, e não das tentativas infrutíferas de depreciação da gestão. O CNC está em outro momento, esses 4 anos mostraram quão importante é a unidade em torno do projeto de Clube. Seguimos firmes", finalizou o presidente.

A posição de negar que foi, de fato, um adiantamento financeiro, é vista também pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF). Evandro de Carvalho, presidente da entidade, em entrevista à Rádio Jornal, reconheceu o pagamento, mas não chamou de 'antecipação'. Para o mandatário, o movimento do Alvirrubro está dentro do que é permitido. Evandro trata, inclusive, como algo recorrente.

"Esse é um pagamento feito anualmente para todos os clubes pela classificação para a Copa do Brasil. É um depósito referente ao crédito que o clube faz jus pela Copa do Brasil. Em Pernambuco, como todos conhecem, é feita na conta judicial por conta das execuções trabalhistas. Não tem antecipação, mas sim um pagamento. No momento em que o clube se classifica para a Copa do Brasil, tem direito a R$ 500 mil. Mas não vai para o clube, vai para Justiça para as execuções trabalhistas", disse o mandatário.

ESTATUTO

A ação de antecipar valores em ano de eleição vai na contramão do estatuto do clube. De acordo com o artigo 60 do documento, o poder executivo não pode antecipar receitas de um período que seja posterior à sua gestão sem a autorização prévia do Conselho Deliberativo - junto ao parecer do Conselho Fiscal da instituição. O fato é que a solicitação do Timbu não passou pelo CD.

"A Diretoria Executiva não poderá antecipar nem comprometer as receitas ordinárias ou extraordinárias do Clube por período superior ao do seu mandato, em benefício de sua gestão, nem comprar, vender ou emprestar direito federativo ou econômico de qualquer atleta profissional nos últimos três meses do término do seu mandato sem prévia autorização do Conselho Deliberativo, mediante parecer do Conselho Fiscal, sendo ineficaz o ato em contrário", aponta o regimento.

VALORES


O Náutico tem direito a R$ 560 mil da cota de participação na Copa do Brasil 2022. Desse valor, R$ 250 mil já foi depositado pela CBF. No entanto, em razão de dívidas antigas do Timbu, 20% da quantia - equivalente a R$ 50 mil - já estaria retido pela Justiça do Trabalho. Dessa forma, R$ 200 mil iriam diretamente para os cofres do Alvirrubro. EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em noite de 'Jason', Mikael dá show e Sport reencontra o caminho da vitória na Série A
Leão vence após quatro partidas de jejum e fica a três pontos do Bahia




No Dia das Bruxas, o Sport teve uma noite de ‘Jason’. Diante de mais de três mil torcedores, o Leão recebeu o Atlético-GO e, com dois gols de Mikael, superou o Dragão Goiano para seguir vivo na luta contra o rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro.
Com o resultado, os rubro-negros avançam uma posição na tabela do certame nacional, mas continuam no Z4. Apesar disso, o Sport diminuiu a distância para o Bahia, primeiro time fora da zona de degola. Agora, três pontos separam o Leão do Tricolor, que tem um jogo a menos.


O JOGO


Nos primeiros minutos de jogo, a postura do Sport já demonstrava que o embate da noite deste domingo (31) estava sendo tratado como uma ‘decisão’ pelos rubro-negros. Enquanto a dupla formada por Hernanes e Gustavo comandava o setor criativo, diversos homens vestindo ‘laranja’ ocupavam o campo defensivo do Atlético-GO e pressionavam a saída de bola adversária.


O ímpeto ofensivo do Leão, que vem sendo uma característica do time comandado por Gustavo Florentín dentro de casa, ditou o ritmo do jogo durante os 30 minutos iniciais da partida. No período, o Sport até balançou as redes adversárias: em jogada iniciada por Gustavo, Sander recebeu a bola pela esquerda e encontrou Mikael.


De costas para o gol, o prata da casa fez o pivô conforme dita o manual, ajeitou o seu corpo e finalizou para abrir o marcador na Arena - como o atacante estava centímetros à frente da linha de defesa do Dragão, o VAR assinalou impedimento e o gol foi cancelado.


No decorrer do terço final do primeiro tempo, entretanto, o Sport diminuiu a intensidade e passou a produzir menos no ataque. Embora permanecesse dominando as ações do jogo, o Leão, após o gol anulado, não levou perigo à meta defendida por Fernando Miguel e viu o Atlético equilibrar a partida até o intervalo. Apesar disso, os recifenses foram melhores na etapa inicial.


SEGUNDO TEMPO


Os 45 minutos finais foram repletos de emoção. Logo nos primeiros instantes, Zé Welison acertou uma bola no travessão do Atlético e, posteriormente, Gustavo Florentín foi expulso de campo após, à beira do gramado, reclamar com a arbitragem. Enquanto isso, a distância entre o Sport e o Bahia, primeiro time fora do Z4, permanecia em cinco pontos.


Com a necessidade de vencer para seguir vivo na luta contra o rebaixamento, o auxiliar técnico do Sport, Héctor Nuñez, optou por um time ainda mais incisivo para os minutos finais. Cansados e improdutivos na segunda etapa, Sander e Santiago Tréllez deram espaço, respectivamente, para Luciano Juba e Paulinho Moccelin.


Diante das modificações, o campo defensivo do Atlético se tornou ainda mais alaranjado. Faltando 15 minutos para o final da partida, os 3.685 torcedores do Leão, que estavam angustiados com o resultado, abriram um sorriso do tamanho da Arena de Pernambuco. De maneira imprudente, Jefferson derrubou o camisa 10 do Sport, Gustavo: pênalti para o Sport.


Acompanhados de um ansioso silêncio, os olhares de milhões de rubro-negros estavam carregados de esperança e voltados aos pés de Mikael, que logo se posicionou diante da bola. Com frieza, o artilheiro do Leão na temporada deslocou Fernando Miguel e finalizou com firmeza: enfim, o marcador estava aberto na Arena de Pernambuco.


Mesmo após o gol, o Sport seguiu intenso e à procura da vitória. Embora tenha optado pela entrada de Chico no lugar de Gustavo, Héctor Nuñez, que estava recebendo ‘conselhos’ de Florentín vindos diretamente da arquibancada da Arena, manteve a proposta ofensiva do Leão. E, aos 40 minutos, Mikael coroou a sua belíssima noite: após receber passe de Moccelin, dominou com o peito e finalizou em voleio para ampliar a vantagem rubro-negra.






SPORT


Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino, Sander (Luciano Juba); Marcão, Zé Welison e Hernanes; Gustavo (Chico), Santiago Tréllez (Paulinho Moccelin) e Mikael. Técnico: Gustavo Florentín


ATLÉTICO-GO


Fernando Miguel; Arnaldo, Wanderson, Eder e Igor Cariús (Jefferson); Gabriel Baralhas, Marlon Freitas e André Luis; Janderson, Ronald (Toró) e Zé Roberto (João Paulo). Técnico: Eduardo Souza




Local: Arena de Pernambuco, São Lourenço da Mata-PE.
Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (Ambos de SP)
Gols: Mikael aos 30’/2ºT
Cartões Amarelo: Fernando Miguel, Arnaldo e Ronald (ACG); Hernanes, Gustavo, Mikael e Zé Welison (SPT)
Cartões Vermelho: Gustavo Florentín (SPT)
Público: 3.685 (total)
Renda:EDP


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Rafael Castro encara pré-Copa do Nordeste como um novo começo para o Santa Cruz

Um dos remanescentes do elenco que disputou a Série C pelo Santa Cruz, o zagueiro Rafael Castro garantiu que o clube “virou a chave” depois do rebaixamento. De acordo com o defensor, agora todo o foco é nas eliminatórias da Copa do Nordeste. Na próxima terça-feira, às 21h30, o Tricolor enfrenta o Floresta em jogo único, na Arena de Pernambuco. Em caso de classificação, o time coral enfrenta o vencedor de Ferroviário e Juazeirense para tentar uma vaga na fase de grupos do próximo ano.
“Desde que terminou o Campeonato Brasileiro, viramos a chave e estamos completamente focados para atingir o objetivo que nos resta nessa temporada na pré-Copa do Nordeste. É mata-mata e situações assim nos obrigam a entrar para vencer custe o que custar. Estamos todos cientes e sabemos que essa classificação vai ser benéfica para todos que permanecerem no Santa Cruz e para a saúde do clube visando um alívio financeiro, uma temporada com calendário e visando conquistas”, destacou Rafael.


Apesar do rebaixamento para a Série D, o jogador coral tem encarado as eliminatórias da Copa do Nordeste como um novo começo para o Santa Cruz. Uma classificação para a fase de grupos do Nordestão 2022 pode servir de alívio financeiro para a próxima temporada, já que o clube segue com dificuldades de arrecadar receitas. De acordo com Rafael Castro, é preciso tirar de lição o ano ruim para começar 2022 de uma maneira diferente.


“Sabemos que foi um ano abaixo das expectativas para um clube da grandeza do Santa Cruz, para essa torcida apaixonada e para todos nós. Quem vem para defender essa camisa tem sempre que almejar o sucesso, conquistar objetivos e essa oportunidade que estamos tendo agora é uma delas. Não digo para limpar o ano que tivemos, pois é preciso que nós, seres humanos, tiremos sempre lições dos momentos de dificuldade, mas sim para termos já um começo diferente para a temporada 2022”, analisou.


Aos 25 anos, Rafael Castro chegou ao Santa Cruz para a disputa da Série C e atuou em oito jogos, sendo sete como titular. O jogador marcou um gol com a camisa coral na competição nacional e tem participado normalmente da preparação para a pré-Copa do Nordeste sob o comando do técnico Leston Júnior. Com contrato até o final da temporada, o zagueiro ainda não tem o futuro definido no Arruda para o próximo ano.

EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hélio dos Anjos espera Ponte Preta mais ofensiva contra o Náutico



O Náutico enfrenta a Ponte Preta, amanhã, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Para manter a boa fase alvirrubra, que vem de duas vitórias nos últimos dois jogos, o Timbu terá um ingrediente a mais dificultando o confronto. Em partidas realizadas no estado de São Paulo é permitida uma ocupação de até 50% da capacidade dos estádios de futebol. Sendo assim, cerca de 9 mil torcedores devem estar presentes empurrando a Macaca.
Como o adversário luta contra o rebaixamento, a tendência era que o Náutico fosse controlar as ações do jogo durante os 90 minutos. Entretanto, diante da quantidade de torcedores, o técnico Hélio dos Anjos afirmou que espera o time paulista mais ofensivo diante dos pernambucanos.


“Nós ficamos muito felizes com a ida dos torcedores do Náutico ao estádio. 2500 pessoas. Agora, você imagina a motivação que a Ponte vai ter, podendo ir 50% da capacidade do estádio. Acho que vai ter um ingrediente de presença de torcida, de necessidade de resultado, e eles poderão jogar mais dentro da gente do que costumeiramente eles jogam. A gente tem que ter capacidade de neutralizar essa agressividade e, ao mesmo tempo, fazer nosso jogo natural, que é muito agressivo”.


A Ponte Preta vem de uma sequência de oito jogos sem perder em seus domínios, com seis vitórias e dois empates. Para o treinador, esse é mais um dado que aponta a força do time dentro da Série B. “Tenho muita preocupação com a Ponte Preta, porque o time não perde há oito jogos. A Ponte Preta está se estabilizando dentro da competição. Sei do potencial do Gilson (Kleina) e da equipe”.


Outro fator que aponta contra o Timbu é o histórico de confrontos entre as duas equipes em solo paulista. São 12 partidas disputadas, com apenas duas vitórias dos alvirrubros. A Ponte venceu sete vezes. Dois empates completam os números. Em encontros fora de casa, são 12 gols marcados pelo Náutico, e 23 pela Ponte.


A última vitória dos pernambucanos ocorreu ainda em 2013, pela Série A do Campeonato Brasileiro. O time derrotou a Macaca com um gol do atacante Hugo e outro de Maikon Leite. William descontou para os donos da casa.
EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com logística de retorno complicada, Florentín não descarta possibilidade de poupar jogadores contra o Santos



Após a derrota contra o Cuiabá, o Sport não terá muito tempo para recuperar seus jogadores para a partida contra o Santos, que acontece no próximo domingo, às 20h30, na Arena de Pernambuco, em confronto válido pela 27ª rodada. Isso porque, a delegação rubro-negra terá um longo percurso de retorno do Mato Grosso do Sul e só vai chegar ao Recife na madrugada do sábado (16).
A diretoria do Sport chegou a solicitar, junto a CBF, a alteração da data da partida para a segunda-feira (18) justificando o pouco tempo de preparação para o jogo. No entanto, a detentora dos direitos televisivos não aceitou a mudança e o confronto seguiu marcado para a mesma data e horário.

“Eles que planejaram. Vamos ter um significativo desgaste importante e pedimos para ver se poderíamos jogar na segunda e não conseguimos. Da nossa parte tentamos, mas vamos fazer todos os esforços para tentar chegar bem ao domingo”, disse o técnico Gustavo Florentín.


A delegação do Sport vai sair do Mato Grosso do Sul na tarde desta sexta-feira (15), fará uma escala, em local não revelado, e a previsão de chegada ao Aeroporto Internacional do Recife está prevista para às 1h30 da manhã. Por isso, a única atividade para o jogo contra o Santos, adversário direto na briga contra o rebaixamento, está marcada para às 18h, no sábado, no CT rubro-negro.


“Vamos encontrar a melhor maneira de tentar para que os jogadores possam descansar. Só temos tempo para isso. É procurar que os jogadores possam ter o conforto de tudo o que se refere à parte de recuperação. Sabemos que é uma logística complicada para vir aqui e jogar de novo no domingo. Temos que ver se os jogadores vão chegar inteiros para esse jogo. Vamos conversar com eles para ver de que maneira vão se encontrar no dia da partida e vai depender muito da recuperação para que você possa formar a equipe que vai começar (a partida)”, afirmou o treinador.
Com o pouco tempo de preparação e recuperação, aliada a essa conversa que a comissão técnica terá com os jogadores, o técnico Gustavo Florentín deixou em aberto a possibilidade de ter mudanças na escalação inicial da partida, prevendo poupar alguns jogadores mais desgastados da partida (e a viagem) contra o Cuiabá.
Sim, existe essa possibilidade. Existe. Vou conversar com eles, tenho uma ideia baseado no que queremos, mas isso vai passar muito pela comunicação e sinceridade dos jogadores quanto à recuperação”, encerrou


“u.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------










-------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Eliminatórias: com brilho de Neymar e Raphinha, Brasil goleia Uruguai



Com uma boa atuação de Neymar e Raphinha, o Brasil retomou o caminho das vitórias nas Eliminatórias para a Copa de 2022 (Catar) ao golear o Uruguai por 4 a 1, na noite desta quinta-feira (14) na Arena da Amazônia, em Manaus.


Não apenas o resultado foi importante, mas a forma como ele foi alcançado vale ser destacado. A equipe comandada pelo técnico Tite foi muito superior, sendo empurrada por 12.528 mil torcedores que acompanharam o confronto ao vivo.

Após a vitória, a seleção brasileira permanece na liderança das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa com 31 pontos.
Neymar e Raphinha decisivos

O camisa 10 da seleção brasileira mostrou desde os primeiros minutos que queria jogo. E, logo aos 2, criou sua primeira chance com um chute forte, que parou em defesa de Muslera.

Porém, aos 9 minutos o goleiro uruguaio não conseguiu fazer nada, quando Fred lançou Neymar, que, dentro da área, dominou no peito e se livrou de Muslera para finalizar com liberdade. Com este gol o camisa 10 se tornou o vice-artilheiro da competição com 7 gols (1 a menos que o boliviano Marcelo Moreno).

E o Brasil queria mais, e conseguiu aos 17 minutos, quando Neymar chutou, Muslera defendeu parcialmente e Raphinha aproveitou para ampliar.

A equipe comandada por Tite ainda tentou chegar ao terceiro no restante da etapa inicial, mas ele só veio aos 12 minutos do segundo tempo. E o gol foi fruto da parceria entre Neymar e Raphinha. Em jogada de velocidade, o camisa 10 enfiou em profundidade para o camisa 19, que avançou e bateu cruzado de esquerda.

Aos 31 minutos o Uruguai ainda conseguiu descontar com um belo gol, em cobrança de falta, do artilheiro Luis Suárez. Mas a noite era mesmo da seleção brasileira, que ampliou aos 37 minutos graças a gol de cabeça de Gabriel Barbosa, que aproveitou lindo lançamento de Neymar para fechar o placar.
Próximos compromissos

O Brasil volta a jogar pelas Eliminatórias para a Copa em Novembro, quando enfrenta a Colômbia e a Argentina.AB


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Hélio dos Anjos projeta reação do Náutico na Série B: 'estou confiante'



As duas vitórias seguidas do Náutico na Série B trouxeram um sentimento de esperança ao clube. Os seis pontos deixaram o time ainda na briga pelo acesso à primeira divisão. Mesmo com uma distância de sete pontos para o G4, a sequência positiva devolveu a motivação ao grupo. O técnico Hélio dos Anjos destacou a evolução do Timbu nas últimas rodadas.
“Os jogadores entendem o que é a competitividade e a coletividade da equipe. Eu vejo isso como um fator decisivo nesses nossos anseios. Nós voltamos a ser um time forte tecnicamente, ofensivo na maneira de construir. O número de gols voltou ao normal do Náutico, com cinco gols em dois jogos. Acima de tudo, a gente confia porque o grupo está assimilando o que nós plantamos em relação ao futebol”.


Com tempo para trabalhar até o próximo jogo, no dia 16 de outubro, contra a Ponte Preta, o comandante alvirrubro terá dois desfalques importantes. Vinícius e Rhaldney levaram o terceiro cartão amarelo e ficam de fora do confronto contra os paulistas. Mesmo sem dois titulares, Hélio afirmou que está confiante na recuperação do Timbu na competição.


“Espero que a gente aumente o poder de reação, porque teremos jogos difíceis. Estou confiante que vamos aumentar nossa reação e melhorar mais ainda com a sequência de treinamento que nós teremos”.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Conselheiro do Santa Cruz fica perto de reunir assinaturas para impeachment de Joaquim Bezerra



Em paralelo ao pedido de convocação de uma Assembleia Geral Extraordinária (AGE) no Santa Cruz, o conselheiro Rui Monteiro tem recolhido assinaturas para dar início ao processo de impeachment do presidente Joaquim Bezerra. De acordo com o estatuto do clube, para afastar preventivamente o líder do executivo por 60 dias, devem ser recolhidas 1/4 das assinaturas, o que representa aproximadamente 120 conselheiros.
Rui Monteiro revelou que a quantidade já foi atingida e que até o final da próxima semana todas as assinaturas serão recolhidas. O documento será encaminhado ao presidente do Conselho Deliberativo do Santa Cruz, Marino Abreu, que terá que colocar o assunto em pauta e abrir o processo de impeachment. Assim, Joaquim Bezerra seria afastado imediatamente do cargo por 60 dias, período estipulado para a realização de uma defesa.
“Marino (Abreu) está em comunicação com a gente. Apesar dele deixar claro que não é a favor do impeachment, não está dificultando o processo, uma vez que os conselheiros, dentro do processo democrático, estão querendo avançar nesse quesito. Em paralelo ao pedido da AGE, a gente está recolhendo as assinaturas para chegar a 1/4, respaldados pelo artigo 41 do estatuto”, explicou Rui Monteiro.


“Os beneméritos, em sua grande maioria, são pessoas idosas e que não tem uma grande disponibilidade de sair para uma reunião e assinar. Então, basicamente, teremos que recolher essas assinaturas em domicílio. Eu acredito que até o final da próxima semana a gente já esteja com todas as assinaturas para encaminhar ao presidente do Conselho Deliberativo”, completou Rui.


Joaquim Bezerra sendo afastado preventivamente do cargo por 60 dias, quem assume a presidência do Santa Cruz de forma interina é Marino Abreu. No período, o Conselho Deliberativo formará uma comissão para analisar se há fundamento nas acusações dos conselheiros, que alegam como temerária a gestão do atual presidente. Caso as queixas sejam confirmadas, Joaquim sofrerá impeachment oficialmente e uma nova eleição será convocada.

RENÚNCIA


Considerando todo o desgaste do processo de impeachment, Rui Monteiro acredita que Joaquim Bezerra pode renunciar ao cargo. “Se tiver um pouco de bom senso, ele renuncia. Porque é um processo muito desgastante, seria o primeiro presidente da história do clube a sofrer um impeachment, podendo comprometer até o título de benemérito dele”, disse.


A reportagem do Diario de Pernambuco tentou entrar em contato com o presidente do Santa Cruz, Joaquim Bezerra, e o presidente do Conselho Deliberativo, Marino Abreu. Até o momento da publicação desta matéria, no entanto, não houve nenhum retorno das duas partes.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em reencontro com a torcida, Sport ganha do Juventude e volta a vencer em casa na Série A

No reencontro com a torcida, o Sport não decepcionou e conquistou uma vitória importantíssima na briga contra o rebaixamento. Dessa vez, a vítima foi o Juventude, que foi goleado pelo rubro-negro, pelo placar de 3 a 1, pela 24ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados por Zé Welison, Mikael e Chico, pelo Sport, e Paulinho Boia, do Juventude. O resultado positivo também quebrou a marca de 108 dias sem vitória do Sport jogando em seus domínios.
O Sport vinha embalado de uma boa partida na vitória contra o Grêmio, na última rodada. O resultado positivo trouxe confiança para a equipe comandada por Gustavo Florentín, que apresentou uma postura bastante propositiva e pressionando bastante o Juventude no primeiro tempo. O Ju, no entanto, explorou bastante a velocidade de seus atacantes e incomodava a equipe rubro-negra em seu rápido contra-ataque.


Mas a pressão do Sport surtiu efeito. Aos 35 minutos, a equipe rubro-negra abriu o placar com gol de Zé Welison, de cabeça, após uma belíssima jogada trabalhada dos jogadores comandados por Gustavo Florentín. O 1 a 0 refletia bem a superioridade do Leão na primeira metade e o resultado se manteve assim até o juiz encerrar o primeiro tempo.


SEGUNDO TEMPO


No retorno do segundo tempo, o técnico Marquinhos Santos voltou com três alterações de uma vez, mostrando a insatisfação com o desempenho da equipe no primeiro tempo. Porém, toda a estratégia do Juventude caiu por água abaixo logo aos três minutos, quando Zé Welison puxou um rápido contra-ataque e achou o atacante Mikael livre pela esquerda, cruzou para a área e o camisa 99 acertou um chutaço, ampliando o placar na Arena de Pernambuco,


Mesmo com o 2 a 0 no placar, o Sport não diminuiu a intensidade. Aos 23 minutos, o zagueiro Chico aproveitou a cobrança de falta e cabeceou firme para marcar o terceiro gol rubro-negro. Porém, aos 33 minutos, o prata da casa fez pênalti no atacante do Juventude e Paulinho Boia marcou e diminuiu o placar na Arena de Pernambuco dando números finais ao confronto.


FICHA DA PARTIDA


Sport
Mailson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino, Sander; Marcão, Zé Welison, Hernanes (Pedro), Gustavo (Chico); Everaldo (Paulinho Moccelin) e Mikael (Trellez). Técnico: Gustavo Florentín.


Juventude
Douglas; Michel Macedo, Vitor Mendes, Quintero, William Matheus; Jadson (Wescley), Dawhan, Guilherme Castilho (Ricardinho); Capixaba (Paulinho Boia), Sorriso (Wagner) e Roberson (Nico Castillo). Técnico: Marquinhos Santos.


Gols: Zé Welison, Mikael e Chico (Sport); Paulinho Boia (Juventude).
Cartões amarelos: Everaldo e Gustavo Florentín (Sport); Michel Macedo e Wagner (Juventude).
Local: Arena de Pernambuco, São Lourenço da Mata-PE.
Árbitro: Braulio da Silva Machado.
Assistentes: Helton Nunes e Thiaggo Americano Labes.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Série B: Náutico supera Goiás por 3 a 2




Jogando no estádio dos Aflitos, o Náutico derrotou o Goiás por 3 a 2, na noite desta terça-feira (5), em partida da 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Jogando no estádio dos Aflitos, o Náutico derrotou o Goiás por 3 a 2, na noite desta terça-feira (5), em partida da 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Com este resultado, o Avaí ficou na vice-liderança da competição, com 50 pontos, enquanto a Ponte Preta ficou na 15ª posição com 34 pontos.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Libertadores: Flamengo derrota Barcelona e faz final com o Palmeiras



O Flamengo garantiu a classificação para a decisão da Libertadores da América, onde enfrenta o Palmeiras no dia 27 de novembro no estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai). A classificação do Rubro-Negro veio após derrotar o Barcelona de Guayaquil (Equador) por 2 a 0, na noite desta quarta-feira (29) no estádio Monumental.



O grande destaque da partida foi o atacante Bruno Henrique, que, assim como na partida de ida das semifinais, disputada na última semana no estádio do Maracanã, marcou os dois gols da vitória Rubro-Negra.

No primeiro tempo, empurrado por sua torcida, o Barcelona deu trabalho ao goleiro Diego Alves, que defendeu finalizações de Léon, Castillo e Martínez. Mas a eficiência foi do Flamengo, que, aos 17 minutos, abriu o placar. Everton Ribeiro fez lançamento no meio da defesa para Bruno Henrique, que, com um toque, driblou o goleiro Burrai para depois bater para o gol livre.

Com a vantagem no marcador, o Rubro-Negro recuou suas linhas nos últimos minutos da etapa inicial e deixou a bola com a equipe da casa, que pouco criou.

A dupla Everton Ribeiro e Bruno Henrique voltou a brilhar logo aos 4 minutos da etapa final, quando Gabriel Barbosa lançou o camisa 7 pela direita, que cruzou rasteiro para o camisa 27 marcar o segundo da partida.

A partir daí coube ao clube da Gávea administrar a vantagem para garantir presença na grande decisão do dia 27 de novembro.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Governo de Pernambuco libera volta da torcida nos estádios com limite de 2,5 mil pessoas

Com o controle seguro do esquema vacinal, será permitido 20% da capacidade dos estádios de futebol ou 2,5 mil pessoas, o que for menor



Com a baixa dos casos da Covid-19 nos últimos dias, o governo de Pernambuco anunciou, em coletiva de imprensa promovida na tarde desta quinta-feira, uma nova flexibilização no Plano de Convivência. Dentre as medidas, ficou decidido a volta dos torcedores nos estádios de futebol. Com o controle seguro do esquema vacinal, será permitido 20% da capacidade do local ou 2,5 mil pessoas, o que for menor. A decisão é válida a partir da próxima segunda-feira (27).
Na volta parcial dos torcedores aos estádios de futebol depois de um ano e meio, o governo de Pernambuco decidiu que 90% da venda dos ingressos será destinada para as pessoas com a segunda dose da vacina ou com uma dose, no caso da dose única. Os outros 10% dos ingressos serão vendidos aos torcedores com a primeira dose, e com exame RT-PCR feito 48 horas antes ou teste de antígeno realizado 24 horas antes do evento.

O número máximo de torcedores nos estádios será ampliado em novembro, quando os estádios vão poder receber um público de até 5 mil pessoas. Apostando no avanço completo da vacinação no estado, o governo de Pernambuco informou que 100% da ocupação em novembro deve se dar pelas pessoas devidamente vacinadas com as duas doses. Isso porque a secretaria de saúde prevê que 100% da população adulta já esteja completamente vacinada.


Com a determinação, Sport e Náutico terão a presença dos torcedores como reforço no segundo turno do Campeonato Brasileiro das Séries A e B, respectivamente. O primeiro jogo com a volta da torcida pode acontecer já na próxima terça-feira, no confronto entre o Timbu e o CRB, às 19h, nos Aflitos. Já o Leão pode reencontrar os torcedores no dia 6 de outubro, às 19h, quando enfrenta o Juventude na Ilha do Retiro.

Já o Santa Cruz, rebaixado para a Série D, vai ter que esperar um pouco mais para ter de volta o contato com a massa coral. Isso porque, o próximo compromisso no Arruda depois da Série C está marcado para o dia 19 de outubro. O confronto será válido pela segunda fase da seletiva da Copa do Nordeste e o Tricolor vai enfrentar o vencedor do duelo entre Floresta e Treze.

EVENTOS ESPORTIVOS


Já em relação aos demais eventos de competições esportivas, será permitida a presença de torcida com limite máximo de 2,5 mil pessoas ou 50% da capacidade do local, o que for menor. A partir de 300 pessoas, será necessário o controle seguro do esquema vacinal, seguindo as mesmas determinações dos estádios de futebol, com prioridade para quem já tomou a segunda dose ou a vacina de dose única.
esportesdp
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) paralisou na tarde deste domingo (5) o jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, após 5 minutos do início da partida. Posteriormente, o árbitro decidiu encerrar o jogo. A decisão de paralisar o jogo foi tomada após quatro jogadores argentinos entrarem em campo, mesmo com a determinação da agência de que teriam de cumprir isolamento no hotel para serem deportados para a Argentina.

Sem citar os nomes dos jogadores, a agência informou que os jogadores teriam descumprido as regras sanitárias brasileiras segundo as quais “viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil”. Diante da situação, há possibilidades de os jogadores serem deportados do país.

“Após reunião com as autoridades em saúde, confirmou-se, após consulta dos passaportes dos quatro jogadores envolvidos, que os atletas descumpriram regra para entrada de viajantes em solo brasileiro, prevista na Portaria Interministerial nº 655, de 2021”, informou, em nota, a Anvisa, referindo-se aos viajantes que chegaram ao Brasil em voo de Caracas/Venezuela com destino a Guarulhos.

A Anvisa informa que considera a situação “risco sanitário grave”, motivo pelo qual orientou as autoridades em saúde locais “a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro”.

Apesar das identidades não terem sido reveladas, Emiliano Martinez e Emiliano Buendia, do Aston Villa (Inglaterra), entraram em campo contra o Brentford no dia 28 de agosto, enquanto Lo Celso e Cristian Romero, do Tottenham (Inglaterra) ficaram no banco contra Watford no dia seguinte. Os quatro declararam que não estiveram nos últimos 14 dias no Reino Unido.

O jogo estava previsto para começar às 16h na Neo Química Arena, em São Paulo pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. O Brasil lidera a competição de forma isolada com 21 pontos.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) publicou em suas redes sociais que o árbitro encerrou a partida entre Brasil e Argentina e a partida está suspensa. O árbitro e um comissário da partida levarão um relatório à Comissão Disciplinar da Fifa, que determinará quais serão os próximos passos. "Estes procedimentos seguem estritamente as regulamentações vigentes", informou a entidade. "As Eliminatórias da Copa do Mundo são uma competição da Fifa. Todas as decisões que se tratam da sua organização e e o desenvolvimento são poderes exclusivos dessa instituição."

Em nota, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lamentou profundamente o ocorrido. “A CBF defende a implementação dos mais rigorosos protocolos sanitários e os cumpre na sua integralidade. Porém ressalta que ficou absolutamente surpresa com o momento em que a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária ocorreu, com a partida já tendo sido iniciada, visto que a Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo."

Na nota, a CBF informe que que em nenhum momento, o presidente interino da entidade, Ednaldo Rodrigues, ou outro dirigente da confederação, interferiu em qualquer "ponto relativo ao protocolo sanitário estabelecido pelas autoridades brasileiras para a entrada de pessoas no país". "O papel da CBF foi sempre na tentativa de promover o entendimento entre as entidades envolvidas para que os protocolos sanitários pudessem ser cumpridos a contento e o jogo fosse realizado.”


* Com informações de Rafael Monteiro - Repórter da Rádio Nacional



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vôlei: Brasil vence Quênia e pega o Comitê Russo nas quartas em Tóquio






Invicta na Olimpíada, a seleção brasileira de vôlei feminino venceu nesta segunda-feira (2) o Quênia por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/16 e 25/8. A partida foi realizada na Arena de Ariake, na capital Tóquio. Com o triunfo, as brasileiras encerraram a fase de grupos na primeira posição do Grupo A e, consequentemente, avançaram às quartas de final.

Na próxima fase, as brasileiras vão enfrentar o Comitê Olímpico Russo na quarta-feira (4), em horário a ser definido.

A vitória das brasileiras contra as quenianas aconteceu sem sustos. Logo no início do jogo, o Brasil já abriu cinco pontos de vantagem (7 a 2). Na sequência, a distância ficou ainda maior, com o placar de 13 a 4. A superioridade das brasileiras foi até o final do set, que encerrou com 25 a 10 no marcador.

No segundo set, o Brasil manteve o ritmo, entretanto a seleção do Quênia chegou a ficar na frente do placar (2 a 1). Mas foi por pouco tempo, já que as comandadas pelo técnico José Roberto Guimarães viraram a partida e abriram vantagem de sete pontos (16 a 9). A segunda parcial encerrou com vitória de 25 a 16.

O terceiro e último set foi decidido com vantagem ainda maior em relação aos dois primeiros. O Brasil rapidamente conseguiu diferença elástica no marcador (11 a 3). Daí em diante, as brasileiras continuaram aumentando a vantagem, encerrando o jogo em 25 a 8.


AB


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Potiguar Ítalo Ferreira vence final contra japonês e ganha primeira medalha de ouro para o Brasil na Olimpíada de Tóquio


É do Brasil! É do Nordeste! O potiguar Ítalo Ferreira entrou para a história do país e dos Jogos Olímpicos ao vencer na madrugada desta terça-feira a final do surfe na Olimpíada de Tóquio. Na decisão, vitória em cima do japonês Kanoa Igarashi.

Ferreira terminou a decisão com 15,14 pontos, contra 6,60 de Igarashi na praia de Tsurigasaki.
Vale registrar que Igarashi foi quem eliminou o brasileiro Gabriel Medina em uma polêmica semifinal, após uma contestada nota que fez Medina perder a bateria.


Medina perde o bronze


A primeira medalha do surfe na estreia da modalidade nas Olimpíadas foi para o australiano Owen Wirght, que também ontem derrotou o brasileiro Gabriel Medina por apenas 0,2 ponto.


O surfista paulista, que acabou eliminado na semifinal ao tomar uma virada nos minutos finais da bateria do japonês Kanoa Igarashi, desta vez perdeu para Wright por 11.97 a 11.77.


Desde o início da luta pelo bronze, o surfista da Austrália se manteve na frente na pontuação, mas sem abrir muita vantagem.
Nos minutos finais, Medina precisava de uma nota 5.98 para virar e tentou um aéreo, mas não conseguiu tirar a vantagem do adversário e acabou ficando fora do primeiro pódio da modalidade nos Jogos Olímpicos.
EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eliminatórias da Copa do Nordeste 2022 vão ter cotas e Santa se beneficia com mudança
As classificatórias da Copa do Nordeste do próximo ano terão novidades. Ao invés de um mata-mata para definir os quatro clubes classificados para a fase de grupos, serão três eliminatórias com 24 times em disputa. Dessa maneira, o Nordestão vai passar de 20 para 36 equipes no total. De acordo com Constantino Júnior, vice-presidente da Liga do Nordeste, entidade que organiza a competição, essa mudança visa dar oportunidade a mais clubes.
A gente avalia de uma forma positiva. É uma forma de incluir e dar mais oportunidades para mais clubes. Estamos mantendo a estrutura dos 12 times classificados, com os nove campeões estaduais e os três melhores rankeados, e a própria competição em si não vai mudar. Aumentamos as fases eliminatórias para que mais clubes tenham condições de disputar, por questão de meritocracia. Quem for passando pode chegar à fase de grupos”, explicou Tininho, como é conhecido.
Em Pernambuco, a mudança vai beneficiar o Santa Cruz, Salgueiro e Central, que não haviam se classificado para a Copa do Nordeste, mas agora vão ter a chance de disputar a fase eliminatória. Ainda de acordo com Constantino Júnior, os três mata-matas vão ter cotas e as equipes vão arrecadar um valor a cada classificação conquistada. Além disso, os custos de deslocamento, hospedagem e viagem seguem sendo pagos pela Liga do Nordeste.

“Essas novas fases eliminatórias vão ter cotas sim. Cada jogo envolve um valor e posteriormente vamos divulgar o valor exato. Estamos em processo de finalização de adequação financeira, mas já existe internamente um valor. Além da cota, todas as partidas têm tudo pago, deslocamento, hospedagem, os clubes que vão participar vão ter todo o alicerce de logística e viagem para os times que vão jogar fora de casa”, destacou Tininho.

FASE DE GRUPOS

Na prática, a tradicional fase de grupos não teve nenhuma mudança na fórmula de disputa. As 16 equipes serão divididas em duas chaves, sendo que 12 times já têm os lugares assegurados de acordo com os campeonatos estaduais deste ano e o ranking da CBF. No final das contas, 24 clubes irão disputar ao longo de três fases eliminatórias as quatro vagas que restam para a fase principal.

ELIMINATÓRIAS


Assim como outros sete times, por terem melhor colocação no ranking da CBF, o Santa Cruz entra direto no segundo mata-mata da Copa do Nordeste, decidindo uma vaga para a fase seguinte em jogo único disputado no estádio do Arruda. Todas as três fases eliminatórias estão programadas para serem disputadas ainda neste ano.


EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após lesão de Kieza, Hélio dos Anjos tem algumas opções para montar o Náutico

O treinador Hélio dos Anjos terá mais uma ausência importante no Náutico. E dessa vez por um longo tempo. O atacante Kieza sofreu uma lesão completa no tendão de Aquiles esquerdo e perderá as 24 rodadas restantes do Campeonato Brasileiro da Série B. Com a ausência do seu camisa nove e capitão da equipe, Hélio possui algumas opções para montar o time titular do Timbu.Substituto imediato, o atacante Guillermo Paiva aparece como favorito para assumir a vaga do K9. Ele vem sendo acionado sempre, hora titular, no lugar de Kieza, hora como suplente, entrando no segundo tempo. Paiva só não atuou em três partidas do campeonato, e já balançou as redes quatro vezes, sendo o vice-artilheiro do Timbu.
Caso Hélio opte por mais velocidade, os atacantes Giovanny e Iago Dias aparecem como alternativas. Os atletas atuariam mais abertos, dando amplitude ao time, deixando Vinícius mais centralizado. O favorito da dupla é Giovanny, que atua com mais frequência e já foi titular em uma oportunidade, contra o Londrina.


Uma outra possibilidade seria a entrada do volante Luiz Henrique. Com isso, o técnico poderia deixá-lo aberto na direita na fase ofensiva e adiantar um pouco mais Marciel, que tem um bom chute de fora da área e boa qualidade no passe.


Correndo por fora, o atacante Matheus Carvalho pode ser acionado na frente. Destaque do Náutico na Série C de 2019, o jogador teve uma lesão no ligamento anterior do joelho direito contra o Botafogo, pela Copa do Brasil, no ano passado. Desde que se recuperou, Matheus não conseguiu reproduzir o mesmo desempenho e está sem muito espaço.


Reposição


O vice-presidente Diógenes Braga afirmou que a diretoria procura uma reposição para Kieza. Até agora, o principal nome ventilado como reforço é Caio Dantas. O centroavante foi o artilheiro da última Série B pelo Sampaio Corrêa, com 17 gols, e estava no Guangzhou City, da China. Como seria uma transferência internacional, o atacante estaria à disposição a partir do dia 1º de agosto, quando abre a janela.
EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport encaminha retorno de Ewerthon e Luciano Juba para o restante da Série A



O Sport está acertando o retorno de dois atletas que estavam emprestados pelo time Pernambucano. Trata-se dos laterais Ewerthon, que está no CSA-AL, e Luciano Juba, do Confiança-SE. A informação foi dada primeiramente pelo repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal, e confirmada pelo Esportes DP.
Através das redes sociais, o Sport informou, de maneira oficial, o retorno dos atletas. Na publicação, o clube divulgou que o lateral Juba se apresenta já no treino de amanhã, enquanto Ewerthon está presente apenas na movimentação da próxima quinta-feira.


Os pratas da casa retornam para cumprir uma lacuna deixada no elenco rubro-negro após as saídas de Patric e Junior Tavares, ambos por questões financeiras. Atualmente, o Sport só tem Hayner e Sander (lesionado) para as suas respectivas posições, além de Victor Gabriel (base) e Chico, que vem atuando improvisado na lateral esquerda.


Em contato com Nei Pandolfo, executivo de futebol do Sport, não confirmou e nem negou a informação, mas pediu para ficar atento para qualquer novidade nas redes sociais do clube. Caso confirme os retornos dos atletas, essas serão as primeiras aquisições da nova diretoria, após assumir o clube.

EDP




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Prata de Kelvin Hoefler é a primeira medalha brasileira em Tóquio




A primeira medalha brasileira na Olimpíada de Tóquio 2020 veio do skate, modalidade estreante nos Jogos Olímpicos nesta edição, na madrugada deste domingo (25), no Parque de Esportes Urbanos de Ariake. No street masculino, Kelvin Hoefler ficou com a prata somando 36,15 pontos. O ouro foi do japonês Yuto Horigomi (com 37,18 pontos) e o bronze ficou com o americano Jagger Eaton somando 35,35.
O brasileiro chegou a liderar boa parte da final, mas acabou sendo ultrapassado pelo representante do Japão durante a prova das manobras individuais. Em alguns momentos, inclusive, ele estava fora da zona de medalhas, mas se recuperou de forma espetacular e fazendo a melhor nota na última manobra, garantiu a medalha.


AB


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Richarlison brilha e Brasil vence Alemanha na estreia da Olimpíada



Em busca do bicampeonato, a seleção brasileira venceu a Alemanha nesta quinta-feira (22), por 4 a 2, no duelo de estreia na Olimpíada de Tóquio (Japão). Triunfo com direito a hat-trick do atacante Richarlison, que marcou os três primeiros gols na etapa inicial da partida, válida pelo Grupo D, no Estádio de Yokohama, na cidade de mesmo nome, na povíncia de Kanagawa.


No primeiro tempo, destaque para Richarlison, com atuação impecável. Logo ao seis minutos, ele chutou forte, o goleiro Müller espalmou e, na sequência, o pombo estufou a rede adversária. O segundo dele foi aos 21. Desta vez, o camisa 10 aproveitou o cruzamento do lateral-esquerdo Guilherme Arana, marcando de cabeça. Oito minutos depois, aos 29, Richarlison ampliou em batida cruzada, indefensável para Müller.

O Brasil ainda teve chance de sair com uma vantagem ainda maior. Aos 45 minutos, após cabeçada do atacante Matheus Cunha, a bola bateu no braço de Henrichs, o que foi considerado pênalti para o árbitro Ivan Barton (El Salvador). O próprio atacante bateu, mas não foi feliz, já que o goleiro alemão defendeu.

Após o intervalo, a Alemanha ensaiou reação. Aos 11, o meio-campista Amiri chutou de fora da área e o goleiro Santos não defendeu. O quique da bola antes de chegar em Santos, dificultou a defesa. Porém, a expulsão do volante Arnold, por causa de uma falta em Daniel Alves aos 17, deixou a missão alemã mais complicada.

Mas mesmo com um jogador a menos, aos 38, o atacante Ache, de cabeça, diminuiu o marcador. Os Brasileiros conseguiram eliminar a possibilidade de empate somente nos acréscimos. Aos 48, o atacante Paulinho invadiu a grande área e bateu forte no canto direito, fechando o placar. Final de jogo: Brasil 4, Alemanha 2.

O próximo compromisso da seleção brasileira será no domingo (25) contra a Costa do Marfim. O duelo será realizado no Estádio de Yokohama, às 5h30 (horário de Brasília). A equipe africana também entrou em campo hoje (22) e derrotou a Arábia Saudita por 2 a 1, no Estádio de Yokohama.
Escrete feminino enfrenta Holanda no sábado (24)

Após estreia com goleada (5 a 0) contra a China, a seleção feminina volta a campo no sábado (24) contra a Holanda, no Estádio de Miyagi, a 270 km de Tóquio. A partida, válida , pela segunda rodada do Grupo F, terá início às 8h (horário de Brasília). As holandesas são as primeiras na chave, após terem derrotado a Zâmbia por 10 a 3 na manhã de ontem (21).

AB


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Náutico enfrenta Brasil de Pelotas-RS tentando manter invencibilidade e liderança na Série B

Caso não vença o time gaúcho, Timbu pode perder o primeiro lugar para o Coritiba, que joga na quinta-feira e pode ultrapassar a equipe alvirrubra



O Náutico enfrenta o Brasil de Pelotas-RS hoje, às 21h30, nos Aflitos, tentando manter a sequência de invencibilidade na Série B. Após quebrar o recorde e se tornar o time com maior número de jogos invicto desde o início da competição, o confronto válido pela 13ª rodada coloca em jogo a liderança dos alvirrubros. Caso não saia com os três pontos diante dos gaúchos e o Coritiba vença sua partida, o Timbu perde o primeiro lugar.
Para a partida, o técnico Hélio dos Anjos não terá, mais uma vez, todos do elenco à sua disposição. O zagueiro Yago e o lateral-direito Hereda continuam vetados pelo departamento médico. Além disso, o volante Matheus Trindade, homem de confiança de Hélio, foi advertido com o terceiro amarelo no confronto passado, contra o Vasco, e também fica de fora. Djavan deve assumir a titularidade na cabeça de área ao lado de Rhaldney e Marciel.
Outra mudança que pode ser feita pelo comandante alvirrubro é a entrada do lateral-esquerdo, Breno Lorran. Com o desgaste de uma rodada para outra e pouco tempo de descanso, Hélio pode preferir rodar o elenco. Neste caso, Rafinha iniciaria o jogo no banco de reservas.


Tirando essas questões a serem resolvidas pelo treinador, a equipe titular deverá ser a mesma do jogo do último domingo. O goleiro Alex Alves e o atacante Kieza, que retornaram na partida anterior, não apresentaram problemas físicos e deverão ser mantidos no time.


O auxiliar técnico e filho de Hélio dos Anjos, Guilherme, avaliou a equipe do Brasil de Pelotas-RS e desenhou o que os alvirrubros esperam do adversário. “Estamos esperando na maior parte do jogo o adversário com linha baixa, não foi diferente dos jogos que fizeram fora de casa. É um adversário que vem para competir muito e que tem uma força de bola parada muito grande. Nós temos que ter atenção e coordenar as ações do jogo, como estamos acostumado”, observou.


Como vem o Brasil de Pelotas-RS?


A equipe gaúcha vem embalada pelos três pontos conquistados diante do Vitória, na rodada passada. O resultado tirou o Xavante da zona de rebaixamento, e quer usar isso para derrotar o Timbu. Para o confronto, o técnico Cláudio Tencati deve promover mudanças. O atacante Luiz Fernando sentiu a coxa e deve ficar de fora. Terra deve ser seu substituto. Por outro lado, o zagueiro Ícaro cumpriu suspensão e volta ao time. O clube ainda ganhou o reforço do atacante Fabrício, que se recuperou de lesão e fica à disposição.




FICHA DO JOGO:


Náutico
Alex Alves; Bryan, Carlão, Camutanga e Rafinha; Djavan, Rhaldney, Marciel e Jean Carlos; Vinícius e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos


Brasil de Pelotas-RS
Nogueira; Vidal, Ícaro, Leandro Camilo e Kevin; Rômulo, Denílson e Jarro; Terra, Fabrício e Ramon. Técnico: Cláudio Tencati


Local: estádio dos Aflitos
Horário: 21h30
Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)



EDP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz pode ter até seis reforços para enfrentar o Botafogo-PB, no próximo sábado

Lanterna do Grupo A com apenas três pontos conquistados em oito jogos, o Santa Cruz ainda tenta a primeira vitória na Série C



Ainda em busca da primeira vitória na Série C, o elenco do Santa Cruz iniciou nesta terça-feira o período de concentração no CT do Retrô, em Camaragibe. Sofrendo com desfalques desde que assumiu o comando da equipe, o técnico Roberto Fernandes deve ter à disposição até seis reforços para o jogo contra o Botafogo-PB, no próximo sábado, no estádio Almeidão. O duelo é válido pela última rodada do primeiro turno do Grupo A.


Na movimentação, apenas dois jogadores do elenco não participaram do trabalho com bola. O lateral esquerdo Gilmar e o atacante Wallace Pernambucano seguem se recuperando de lesões musculares, mas devem ser liberados até o final da semana e têm grandes chances de serem ao menos relacionados contra o Botafogo-PB. O lateral, inclusive, já está trabalhando na etapa de transição com o departamento físico do Santa Cruz.
Já o lateral direito Lucas Rodrigues e o atacante Frank, desfalques na última rodada por dores musculares, treinaram normalmente junto com os demais jogadores do elenco. Além deles, o volante Caetano também voltou a ficar à disposição da comissão técnica depois de se recuperar de uma arbovirose. O prata da casa não atua pelo Santa Cruz desde o jogo contra o Ferroviário, há mais de um mês.


Além deles, o atacante Rone, um dos últimos jogadores contratados pelo Santa Cruz para a Série C, pode fazer a estreia com a camisa tricolor. Para isso, o departamento de futebol coral trabalha para regularizá-lo durante a semana. Por outro lado, o meia Jailson, anunciado na semana passada, vai ter que esperar a abertura da janela internacional para reestrear pela Cobra Coral.




EDP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport tem quinta melhor defesa da Série A

O baixo número de gols tomados se deve muito pelas atuações dos jogadores considerados pilares no sistema defensivo rubro-negro

O Sport vem tendo um início ruim na Série A do Campeonato Brasileiro. A vitória contra o América-MG abriu um novo horizonte para a equipe rubro-negra e a perspectiva é de que a equipe consiga se recuperar na competição, no qual conquistou apenas duas vitórias até o momento.
Apesar de atualmente se encontrar na porta do Z4, o Sport tem um dado positivo jogando ao seu favor. Até o momento, o Sport é a quinta melhor defesa da Série A ao lado da equipe do Fluminense com apenas 11 gols sofridos em 12 rodadas. A frente das duas equipes somente o Fortaleza (9), Flamengo (9), Atlético-MG (10) e Corinthians (10).


Se o Sport tem esses números positivos se deve muito pelos ótimos desempenhos de Sabino, Rafael Thyere, Marcão e Mailson no sistema defensivo. Os quatro jogadores são alguns dos pilares do elenco rubro-negro ao longo da atual edição da Série A, já que foram titulares em todos os 12 jogos até aqui.


EDP


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Seleção feminina goleia China na estreia do Brasil na Olímpiada



A seleção brasileira de futebol feminino estreou com goleada de 5 a 0 contra a China, na Olimpíada de Tóquio (Japão), na manhã desta quarta-feira (21). Após o triunfo no estádio de Miyagi, na cidade de Rufu, as brasileiras garantiram os três primeiros pontos do Grupo F.


O Brasil começou em um ritmo arrasador. Logo aos oito minutos de jogo, a rainha Marta bateu de primeira, inaugurando o marcador. Na sequência, aos 21, foi a vez da atacante Debinha aproveitar o rebote da goleira Peng Shimeng, no chute de Bia Zaneratto, e empurrar para o fundo da rede, fazendo o segundo do duelo.

As chinesas melhoraram o desempenho no final da primeira etapa. Aos 39, Miao Siwen assustou em um chute na entrada da grande área, obrigando a intervenção da goleira Bárbara.

Após o intervalo, a China continuou em busca de diminuir a desvantagem. Aos 6, Wang Shanshan recebeu passe pela direita e acetou a trave da equipe brasileira. Sete minutos depois, aos 13, foi a vez de Debinha finalizar no travessão.

Apesar da seleção asiática ter conseguido equilibrar o confronto, quem marcou mais uma vez foi a Seleção Brasileira. Aos 28, a camisa 10 Marta bateu colocado, no canto esquerdo, e fez o terceiro das brasileiras. Na quinta edição da rainha em Jogos Olímpicos, este foi 12º gol marcado pela jogadora.

Em seguida, o Brasil foi soberano na partida. A meio-campista Andressa Alves foi derrubada por Wang Xiaoxue na área e sofreu o pênalti aos 36. Ela mesma cobrou e fez o quarto do jogo. Ainda deu tempo para o quinto. Debinha deu assistência para a atacante Bia Zaneratto, que empurrou para o fundo da rede, fechando o placar. China 0, Brasil 5.

As brasileiras voltam a campo no sábado (24) para enfrentar a Holanda. A partida será realizada no estádio Miyagi, às 8h (horário de Brasília).
Seleção masculina estreia nesta quinta (22)

O escrete olímpico masculino faz o primeiro jogo contra a Alemanha, nesta quinta (22), às 8h30 (horário de Brasília), no estádio Yokohama Internacional, na cidade de Yokohama. Os brasileiros vão reeditar a final dos Jogos da Rio 2016, quando o país levou a melhor nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar. A vitória por 5 a 4 nas penalidades garantiu o ouro inédito ao Brasil no futebol olíimpico.

AB
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Santa Cruz tem o pior ataque do Grupo A e o segundo menos eficaz de toda a Série C


Com apenas três gols marcados em sete jogos, o Santa Cruz tem o pior ataque do Grupo A e o segundo menos eficaz de toda a Série C. Há um mês no comando da equipe, o técnico Roberto Fernandes já admitiu a deficiência no setor e a necessidade de melhorar o desempenho ofensivo. A preocupação tem sido evidenciada nas escalações, já que nos últimos três jogos o ataque tricolor passou por mudanças, sendo formado por diferentes jogadores.


Lucas Batatinha é o único atacante que foi titular nos quatro jogos em que Roberto Fernandes esteve à frente do time. O treinador chegou a repetir a mesma formação do ataque na segunda partida, mas não pode fazer mais isso, já que França foi dispensado pela diretoria e deixou o elenco do Santa Cruz. Na derrota contra o Altos foi quando o setor sofreu mais mudanças, chegando a ter improvisado o lateral direito Weriton.


Também contra o Altos, o atacante Levi fez a estreia como titular do Santa Cruz e deve ganhar sequência diante da Tombense, no próximo sábado. Um dos seis reforços contratados depois da chegada de Roberto Fernandes, o jogador estreou contra o Paysandu e está em busca do primeiro gol com a camisa tricolor. Ciente da responsabilidade de melhorar o setor ofensivo, o atleta destacou a dificuldade da Série C.


“A gente sabe que a Série C é um campeonato muito difícil. Em todo jogo dá para ver que as equipes são muito qualificadas. Para a gente todas as partidas são cruciais e pensamos o máximo numa vitória. Infelizmente por um detalhe ou outro, a bola não está entrando, mas a gente está mantendo a concentração. E pode ter certeza que estamos dando o máximo dentro de campo”, destacou o atacante do Santa Cruz.
EDP

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mesmo com o Náutico perto de bater recorde, Rhaldney quer time pensando 'jogo a jogo'





No próximo domingo, diante do Vasco da Gama, às 16h, em São Januário, o Náutico pode bater um recorde histórico e se tornar o único time da história a permanecer invicto nas primeiras 12 rodadas da Série B. Hoje, o time alvirrubro divide o posto com Corinthians, Guarani e São Bento, como clubes que não perderam nas 11 rodadas iniciais de uma segunda divisão.O Timbu sempre projetou a conquista do acesso à Série A como principal objetivo no ano, mas atingir a marca inédita pode deixar o elenco alvirrubro ainda mais motivado para o restante da Série B. Entretanto, para o volante Rhaldney, os jogadores precisam focar em cada partida que terão pela frente e deixar um pouco de lado os números expressivos que podem atingir se voltarem sem derrota do Rio de Janeiro.“O mais importante é a gente pensar no dia que a gente está vivendo. Então, sobre meta, cada um tem que ter a sua. A gente não leva muito isso em consideração, mas sim o jogo a jogo. Pensar como se fosse o último jogo de nossas vidas. Acho que a gente pensando desse jeito vamos conseguir bater as metas que vêm pela frente”, ressaltou.


Para facilitar um pouco a vida do treinador Hélio dos Anjos, que vem sofrendo com desfalques no time, e ajudar o Náutico a bater o recorde de invencibilidade, os alvirrubros poderão ter a volta do atacante Kieza na próxima rodada. O camisa nove retornou aos treinamentos e deve ficar à disposição do comandante.


EDP
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Brasil vence Peru e está na final da Copa América






O Brasil garantiu a classificação para a final da Copa América após derrotar o Peru por 1 a 0 (graças a um gol de Lucas Paquetá) na noite desta segunda-feira (5) no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Agora, a equipe comandada pelo técnico Tite aguarda o confronto de Argentina e Colômbia, na noite da próxima terça-feira (6) no estádio Mané Garrincha, em Brasília, para saber quem será o seu adversário na grande decisão.

A seleção brasileira fez uma ótima apresentação na etapa inicial, pressionando a equipe peruana e criando inúmeras oportunidades. A primeira saiu, logo aos 7 minutos, dos pés do camisa 10 Neymar, que bateu para fora após receber de Richarlison.

O Brasil continuou a ter boas oportunidades com Casemiro, Everton e Richarlison, mas foi dos pés de Paquetá que saiu o gol da vitória. Aos 34 minutos Neymar avançou pela ponta esquerda, se livrou de dois marcadores e cruzou rasteiro para o meio da área, onde o camisa 17 chegou batendo de primeira para superar o goleiro Gallese.

Após o intervalo, a seleção peruana até melhorou, mas foi insuficiente para criar maiores problemas para o time comandado por Tite, que agora aguarda para saber quem será seu adversário na grande final da Copa América, programada para acontecer no próximo sábado (10), a partir das 21h (horário de Brasília), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.


AB
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Em média, Náutico leva cerca de 25 minutos para abrir o placar nesta temporada


Em 18 partidas válidas nesta temporada, o Náutico balançou as redes adversárias 38 vezes. Pela Série B do Campeonato Brasileiro, foram 10 tentos nas cinco primeiras rodadas do certame: considerando as três principais divisões do país, o time comandado por Hélio dos Anjos possui média inferior apenas ao Red Bull Bragantino, que, em seis rodadas da Série A, anotou 16 gols, e ao CRB.

Com aproveitamento dos pontos conquistados superior a 80%, o Timbu tem, entre as suas características, um dos ataques mais eficientes do país. Em termos de tempo, o time alvirrubro leva, em média e considerando os jogos que o Náutico saiu na frente, pouco mais de 25 minutos para abrir o placar - algo que ocorreu 15 vezes nesta temporada.
Na última vitória alvirrubra, por exemplo, os comandados de Hélio dos Anjos abriram o placar com apenas 16 minutos de jogo.

O gol mais veloz da temporada foi anotado na vitória diante do Santa Cruz por 2 a 1, ainda na primeira fase do Campeonato Pernambucano. Na ocasião, Rhaldney recebeu cruzamento de Kieza e cabeceou às redes defendidas por Jordan no primeiro minuto de partida.


Entre os 12 compromissos do Campeonato Pernambucano e os cinco válidos pelo Brasileirão, o Náutico, no entanto, começou atrás do placar duas vezes. Ambas, curiosamente, diante do Sport: na única derrota da temporada, 3 a 0 na primeira fase do Pernambucano, e na ida da decisão estadual. Além, é claro, do empate sem gols desta quarta-feira (23).


Fonte EDP

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Roberto Fernandes elogia profissionalismo de Chiquinho, prestes a deixar o Santa Cruz

O meia Chiquinho deve disputar o último jogo pelo Santa Cruz neste sábado, contra o Volta Redonda, pela quinta rodada da Série C. Com uma proposta praticamente irrecusável do futebol dos Emirados Árabes, o jogador comunicou a diretoria tricolor no início da semana, mas continuou treinando com o elenco. Na véspera da provável despedida do meio-campista, o técnico Roberto Fernandes fez questão de elogiar a postura profissional do atleta.
“Chiquinho tem sido um cara extremamente profissional. Ele não mudou em nada os seus treinamentos, não mudou em nada a questão de se concentrar e focar para estar ajudando o Santa Cruz. Mas a gente sabe que todo mundo é pai de família, tem coisas na vida que em determinados momentos são oportunidades únicas e eu acredito que depois desse jogo é muito difícil a permanência do Chiquinho”, destacou o técnico Roberto FernandeChiquinho tem contrato com o Santa Cruz até o final da temporada, mas com uma cláusula de liberação para fora do país. A diretoria coral até chegou a estudar fazer uma proposta para o jogador, mas com dificuldades financeiras, não tem condições de igualar a oferta feita pela equipe de Dubai. De acordo com Fabiano Melo, o atual contrato do clube com o meia, feito ainda na gestão passada, deixou brechas para uma transferência internacional.



Na penúltima posição do Grupo A com apenas dois pontos somados, o Santa Cruz tenta a primeira vitória na Série C contra o Volta Redonda, neste sábado, às 19h, no estádio Raulino de Oliveira, no Rio de Janeiro. Para o confronto, Roberto Fernandes tem problemas para escalar o time titular, já que nesta quinta-feira oito jogadores testaram positivo para Covid-19 e não viajaram com a delegação. Apesar de estar de saída, Chiquinho vai ser titular


Fonte EDP



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Técnico do Sport indica sequência para Betinho e retorno de Mikael







Após a derrota para o Corinthians pelo placar de 1 a 0, o técnico do Sport Umberto Louzer se mostrou satisfeito ao menos com o desempenho do volante Betinho, que entrou no lugar do lesionado Thiago Lopes, ainda no primeiro tempo, e indicou uma possível continuidade para o atleta de 29 anos de idade na equipe titular.
O Betinho entrou super bem. Ajudou bastante nessa construção de defesa para ataque. É um atleta que tem esse poder de finalização de média distância, tem o jogo apoiado e de bola longa também. Um atleta que vinha treinando bem, vinha se recondicionando para que a gente pudesse ter uma dinâmica melhor. Essa foi a nossa conversa quando chegamos. Betinho entendeu e vem se aplicando diariamente nas sessões de treinamentos e por isso, quando o Thiago (Lopes) sentiu esse desconforto muscular, nós tínhamos certeza que o Betinho ia suprir a ausência dele, ia poder fazer aquilo que nós vimos”, disse.


“É um atleta que tende a ganhar sequência, tem experiência, já conhece a casa, reúne todas essas capacidades que nós falamos e agora é reavaliar, porque ele teve um trauma no tornozelo, e nós esperamos que não seja nada grave para a gente projetar a nossa estratégia para o jogo contra o Cuiabá”, completou.


Outro atleta que pode retornar para a equipe e ficar à disposição de Umberto Louzer é o atacante Mikael. Ele que foi desfalque nas últimas partidas por conta de uma punição pode indisciplina e para se recondicionar melhor fisicamente. Depois de alguns dias aprimorando a parte física, Louzer indicou a possibilidade do atleta voltar a ser relacionado


“Mikael ficou fazendo recondicionamento, um atleta que teve uma perda significativa de 2 kg, vem se empenhando nas sessões de treinamento, conversamos com ele antes da gente viajar para esses jogos. Então conversamos, criamos um protocolo para que ele pudesse cumprir, o atleta entendeu isso, foi um desejo também dele. E a expectativa, agora, retornando, (é) conversar com ele para sentir, conversar com o departamento para ver a real condição dele e que possamos saber se contamos ou não com o atleta”, encerrou.


Fonte EDP

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Rebeca Andrade fatura ouro na Copa do Mundo de Ginástica Artística



A paulista Rebeca Andrade, de 22 anos, já classificada para a Olimpíada de Tóquio (Japão), conquistou a medalha de ouro nas barras assimétricas nesta sexta-feira (25), primeiro dia de finais da etapa Doha (Catar) da Copa do Mundo de Ginástica Artística. A atleta liderou o pódio com 14.500 pontos, passando a ucraniana Anastasilia Bachynska, com 13.433,que ficou com a prata. A carioca Lorrane Oliveira, de 23 anos, foi a terceira melhor (13.400) e levou o bronze. As finais da Copa do Mundo seguem neste sábado (26).
Outro brasileiro que subiu ao pódio hoje foi Arthur Zanetti, campeão olímpico nos Jogos de Londres (2012) e prata na Rio 2016. O paulista, de 31 anos, conquistou a prata (14.933), na primeira competição dele desde março do ano passado. Zanetti ficou atrás apenas do atual campeão olímpico, o grego Eleftherios Petrounias que garantiu o ouro (15.133), passando à liderança do ranking mundial, o que lhe garantiu a vaga olímpica nesta sexta (25).


Natural de Volta Redonda (RJ), Caio Souza, de 27 anos, também disputou a prova das argolas: ficou em quinto lugar (14.566). Ele é um dos cotados para compor a equipe masculina que vai representar o país em Tóquio 2020, assim como Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Chico Barreto e Diogo Soares. A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) anunciará os convocados no final de julho.


O Brasil tem garantidas as vagas de Flávia Saraiva e Rebeca Andrade no individual. A equipe masculina estará em Tóquio com quatro atletas e um ginasta no individual masculino.


Fonte: AB
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Diante Ferroviário, Santa aposta em comunicação dentro de campo para ter 1ª vitória na Série C


Buscando conquistar a sua primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro deste ano, o Santa Cruz entra em campo às 20h desta segunda-feira contra o Ferroviário, na Arena Castelão, em Fortaleza. Nesta reta inicial da competição, enquanto os corais pernambucanos ainda não conseguiram comemorar um resultado favorável, os mandantes não sabem o que é perder e chegam embalados por uma vitória.
Por estarem positivados para o novo coronavírus, o treinador Bolívar e seu auxiliar Patrício seguem cumprindo isolamento social no Recife e não viajaram junto com a delegação. Apesar disso, o zagueiro Hebert, de 30 anos, comentou como a Cobra Coral espera atingir seu objetivo para retornar ao estádio do Arruda com a primeira vitória assegurada.
“A comunicação dentro de campo é fundamental, né?! É muito importante e acho que isso, pra gente, é uma coisa que tem que trabalhar cada dia mais. Quando todo mundo tem uma comunicação e uma linguagem única, é onde as coisas vão fluir dentro de campo, é o entrosamento. Comunicando, a gente facilita isso. E é fundamental em qualquer equipe que você for, é essencial”, classificou.


E as novidades pelo lado do Santa Cruz para esse jogo não ficam restritas ao comando técnico, que será assumido temporariamente pelo interino Roberto de Jesus. Dentro das quatro linhas, o “tanque” Wallace Pernambucano deve fazer a sua estreia, adiada por ter sofrido uma lesão muscular de grau um na coxa. Já recuperado, o jogador, inclusive, já estava treinando com o grupo durante a semana.


Como vem o Ferroviário?


Tendo conquistado a sua primeira vitória nesta Série C no fim de semana passado, quando venceu o Altos pelo placar de 1 a 0, com gol de Gabriel Silva, a equipe do treinador Francisco Diá deve repetir sua escalação nesta segunda, afim de estender sua invencibilidade para além da fase inicial da Terceirona. E visando o Santa Cruz, o grupo seguiu um cronograma intenso de treinamentos, finalizado no domingo, véspera do confronto.


FICHA DO JOGO


Ferroviário
Rafael; Roni, Vitão, Richardson e Madson; Wesley Dias, Diego e Reinaldo; Marcos Vinícius, Wesley e Adilson Bahia | Técnico: Francisco Diá


Santa Cruz
Jordan; Weriton, Breno Calixto, Hebert e Julinho; Caetano, Vitinho, Rondinelly e Chiquinho; Madson (Adriano) e Wallace Pernambucano | Técnico: Roberto de Jesus (interino)


Local: Arena Castelão, em Fortaleza
Horário: Segunda-feira, dia 14, às 20h
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Rondinelle dos Santos Tavares (AL) e Ruan Luiz de Barros Silva (AL)




Fonte: EDP
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Contra o Vila Nova, Náutico pode igualar sua maior sequência de vitórias em início de Série B




A noite da terça pode ser marcante para o Náutico. Contra o Vila Nova, o Timbu pode chegar à quarta vitória seguida no início da Série B, igualando a maior largada alvirrubra com 100% de aproveitamento no torneio, que disputa pela 22ª vez. Antes, o clube venceu CSA, Vitória e Guarani, garantindo a liderança da Segundona ao fim da terceira rodada.
Antes, o Náutico só tinha iniciado a Série B com três vitórias em duas oportunidades. Em 2001, o Timbu começou com quatro triunfos, sobre Remo, ABC, Ceará e Nacional-AM. Até hoje, este é o melhor início alvirrubro na Segundona, superando, inclusive, a campanha de 2015, que começou com vitórias sobre Luverdense, Boa Esporte e Criciúma. Curiosamente, na campanha de 2001, o Timbu também vinha de uma grande campanha de título estadual.


Quando falamos de largada invicta, porém, ainda há mais caminho a ser trilhado. A melhor sequência desse tipo foi logo na segunda participação na Série B, quando o clube passou todos os 11 jogos daquela edição sem derrotas, somando seis empates e cinco vitórias. Com isso, inclusive, o Timbu se credenciou para disputar a Primeira Divisão naquele mesmo ano.


Outro fato curioso é que o Náutico embalou duas vitórias seguidas fora de casa, algo que aconteceu apenas três vezes desde que a Série B adequou-se ao formato de pontos corridos, o que ocorreu em 2006. De lá para cá, nas oito edições em que o Timbu participou, os triunfos sequenciais longe do Recife foram, no máximo, duas vezes e conquistados nos anos de 2010, 2015 e 2016.


Agora, o desafio alvirrubro para seguir nesta toada é quebrar a invencibilidade do Vila Nova, sexto colocado da Série B, que empatou com o Avaí e, posteriormente, venceu o CSA, este que também já foi derrotado pelo Náutico logo na estreia do campeonato. O duelo contra os goianos ocorre nesta terça-feira, nos Aflitos, às 19h, pela quarta rodada da Segundona.


MAIOR LARGADA INVICTA


1981 - EVVEVEEEEVV


MELHORES INÍCIOS COM VITÓRIAS


1998 - 2 vitórias (Desportiva-ES e Clube do Remo)
2001 - 4 vitórias (Clube do Remo, ABC, Ceará e Nacional-AM)
2010 - 2 vitórias (Coritiba e Duque de Caxias-RJ)
2015 - 3 vitórias (Luverdense, Boa Esporte e Criciúma)




Fonte: EDP
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Otimista, Louzer vê 'copo meio cheio', mesmo com início sem vitórias, mas reforça necessidade de Sport pontuar





Depois de três jogos, o Sport tem apenas um ponto nesta Série A. Logo acima do Z4, o Leão não vive uma boa largada de campeonato, o que pressiona o time e o treinador Umberto Louzer. Na visão dele, porém, o time vem apresentando evolução, mas, mesmo assim, precisa conquistar logo essa primeira vitória.
Na visão do treinador, mesmo com o “sabor amargo” das derrotas, o contexto dos três jogos deve ser levado em consideração. "Fizemos um bom jogo contra o Inter, um jogo de recuperação, principalmente no segundo tempo. Tivemos a possibilidade, até, de fazer o terceiro gol e sair com uma vitória”, afirmou sobre a estreia.


Sobre o jogo seguinte, ele continuou. “No jogo contra o Atlético, decidido na qualidade técnica, na capacidade de uma finalização do Hulk. Tivemos também a oportunidade de sair na frente, a equipe vinha jogando muito bem, mas na sequência do lance, a gente acabou sofrendo gol. A gente sabe, você sair atrás, de uma equipe da qualidade do Atlético-MG, tem essas dificuldades, mas a equipe foi buscar, tentou até o fim da partida, e acabamos perdendo”.


Com isso, ele chegou a análise do jogo contra o Fortaleza. “Um jogo controlado. A estratégia vinha sendo cumprida da maneira que nós trabalhamos, que a gente pensou. Até porque, pelo momento que vive o Fortaleza, nós sabíamos que eles iam tomar iniciativa, é a maneira na qual eles gostam de jogar. A nossa ideia de primeiro tempo era justamente quebrar esse ímpeto do adversário, ter um jogo mais direto. E, no segundo tempo, esses espaços iam acabar acontecendo, devido a esse desejo da busca de vitória do adversário”.


A partir daí, porém, as coisas desandaram para o time de Louzer. “No momento que a gente vinha controlando ainda mais a partida, conseguindo entrar mais no campo ofensivo, gerando um desconforto no sistema defensivo do adversário, a entrada do Maxwell vem em função disso, para a gente poder ter uma agressividade maior, um ataque maior em profundidade. O jogo estava se desenhando a nosso favor naquele momento, infelizmente, tivemos a perda dele com a expulsão e, na sequência, a penalidade”.


Enfático e otimista, Louzer analisou esse contexto como um cenário positivo, apesar dos placares. Mesmo assim, ele reiterou a necessidade de pontuar. “Então, a gente tem que ver o copo meio cheio, as coisas que a gente vem fazendo de produtivo, é claro que algo precisa ser melhorado, até porque a competição se iniciou com dois reveses na sequência. Então, nós precisamos, o quanto antes, estancar. Nós temos um jogo na quinta-feira, precisamos recuperar esses atletas para que a gente possa, contra o Grêmio, fazer um jogo consistente, equilibrado, e que a gente consiga nossa primeira vitória na competição".
Fonte: EDP
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela





O Estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi palco na noite deste domingo (13) da estreia da seleção brasileira na Copa América de 2021. A equipe nacional fez 3 a 0 na Venezuela pela abertura do Grupo A. Os gols foram marcados pelo zagueiro Marquinhos e pelos atacantes Neymar e Gabriel Barbosa.

Com o resultado, o time verde e amarelo somou os primeiros três pontos e lidera a chave. Ainda neste domingo, às 21h (horário de Brasília), Colômbia e Equador se enfrentam no mesmo grupo na Arena Pantanal. O Peru é o quinto time da chave brasileira e folga nesta rodada inaugural.

Antes do início da partida, ocorreu um rápido cerimonial para abertura da competição. Alguns profissionais da saúde levaram a taça da Copa América até o centro do gramado do Mané Garrincha e o telão do estádio passou imagens alusivas às 10 equipes que participam do torneio e foi organizado um show de fogos de artifício que tomou conta do céu da capital federal.

Com a bola rolando, a primeira partida da Copa América dessa temporada foi totalmente dominada pelo Brasil. Aos sete, quase Richarlison abriu o placar depois de cobrança de escanteio de Neymar. Aos nove, a mesma dupla esteve em ação. Neymar deu um belo lançamento para Richarlison que não conseguiu dominar. Aos 10, Éder Militão por muito pouco não abriu o placar de cabeça. Aos 22, finalmente as redes venezuelanas balançaram. Neymar bateu o escanteio da esquerda e o zagueiro Marquinhos aproveitou o bate e rebate na área para fazer o primeiro gol. Aos 25, Richarlison marcou, mas estava impedido. Aos 29, Neymar fez boa jogada e finalizou rasteiro. A bola passou raspando a trave direita do gol de Graterol.

Na etapa final, o técnico Tite fez duas mudanças, colocando Everton Ribeiro no lugar do Lucas Paquetá e Alex Sandro no lugar de Renan Lodi, e a seleção marcou mais dois gols. Aos 16, o lateral-direito Danilo armou boa jogada e foi derrubado na área. Neymar deslocou o goleiro rival e fez mais um.

Depois, sem forçar muito o ritmo e com Gabriel Barbosa no lugar de Richarlison, Vinícius Júnior na vaga de Gabriel Jesus e Fabinho no lugar de Fred, saiu o terceiro gol aos 43 minutos. Neymar recebeu belo passe de Alex Sandro, driblou o goleiro e largou Gabriel Barbosa sozinho na frente do gol. O atleta do Flamengo empurrou com o peito para o fundo das redes.

A seleção volta a jogar na quinta-feira (17) contra o Peru no Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (14) acontecerão os primeiros dois jogos do grupo A. Argentina e Chile se enfrentam no Nilton Santos, a partir das 18h, e, no Estádio Olímpico de Goiânia, Paraguai e Bolívia se enfrentam a partir das 21h.




Fonte: AB

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Para reverter má fase, Santa Cruz deverá aprimorar
o entrosamento, avalia jogadores.
Rondinelly, que estreou há pouco, e Hebert comentaram sobre o 'fator química'








O momento do Santa Cruz se reerguer na temporada é agora. Embora não tenha sequer anotado um gol neste início da Série C do Campeonato Brasileiro, o Tricolor do Arruda, que ocupa a lanterna do Grupo A, visitará o Ferroviário-CE nesta segunda-feira, às 20h, para conquistar a primeira vitória na era Bolívar. Para conseguir tal feito, os corais entendem que o time precisa ‘fluir melhor’ dentro de campo.


“A sequência irá, sem dúvidas, melhorar. É notório que o ponto ideal, agora, é que a gente vença o quanto antes para que as coisas fluam naturalmente. A gente sabe da pressão externa e, mesmo estando no Santa Cruz há pouco tempo, eu vi o quanto a gente precisa ganhar. O mais rápido possível. Na segunda-feira, a gente precisa encontrar o caminho da vitória para dar tranquilidade. Com isso, entrosamento e jogadas de campo irão fluir melhor”, comentou o recém-contratado Rondinelly.


No último jogo, no entanto, o Santa Cruz, que terminou empatando sem gols com o Floresta-CE, pouco levou perigo à meta adversária. Um dos fatores que foi determinante para tal placar, foi o desentrosamento entre os atletas do Tricolor - conforme analisado por Rondinelly. Outro jogador que pontuou desta maneira foi o zagueiro Hebert.


“A comunicação dentro de campo é fundamental. É muito importante e acho que isso, para a gente, é uma coisa que precisamos trabalhar cada dia mais. Quando todo mundo tem uma comunicação e uma linguagem única, é onde as coisas vão fluir dentro de campo, é o entrosamento. Comunicando, a gente facilita isso. E é fundamental em qualquer equipe que você for, é essencial”, classificou o defensor.
Fonte: EDP


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Treinador do Guarani, Daniel Paulista lamenta oscilações do time, mas elogia eficiência do Náutico


Treinador já enfrentou o Timbu em seis veze na ainda jovem carreira










Seja como jogador ou como treinador, Daniel Paulista já encontrou o Náutico por diversas vezes, e a noite desta sexta-feira foi mais uma delas. Treinador do Guarani, que foi derrotado em casa pelo Alvirrubro por 3 a 1, o ex-volante, de passagem marcante pelo clube em 2007, lamentou as oscilações do Bugre, mas reforçou a eficiência apresentada pelo Timbu.


“Não foi a apresentação que nós queríamos, tivemos uma oscilação muito grande, não havia acontecido ainda. Nesse jogo, pela minha avaliação, tivemos em torno de 25 a 30 minutos do primeiro tempo de um jogo melhor, onde conseguimos jogar da maneira que vínhamos atuando, mas também falhamos na questão técnica final, de um melhor passe ou finalização”, afirmou o treinador, apenas em sua terceira partida no Guarani.
Lamentando o futebol do Guarani, Daniel fez questão de reforçar o que foi apresentado pelo Náutico. Após chegarem dentro do G4 na segunda rodada, as equipes são vistas como possíveis candidatas ao acesso, com o Timbu, inclusive, sendo um dos favoritos.


“O Náutico teve, principalmente no segundo tempo, muita eficiência nas oportunidades que teve, construiu a vitória em dois lances específicos de bola parada, é uma situação que a gente precisa rever, concentrar mais, depois dos gols a equipe se perdeu, principalmente na parte emocional. É assimilar essa derrota, trabalhamos para vencer, mas temos que tirar coisas para evoluir, crescer, não cometer os erros que cometemos hoje para não sair mais derrotados”.


O próximo confronto do Guarani acontece na próxima terça, visitando o CSA, equipe contra quem o Náutico jogou na estreia, No mesmo dia, o Timbu recebe o Vila Nova, já mirando em uma quarta vitória consecutiva.

Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Em último treino do Sport antes do embate no Castelão, Louzer definirá se Maidana retornará
Leão da Ilha encerra preparação para o embate neste sábado


Neste início da Série A do Campeonato Brasileiro, um dos pontos que chamou atenção no time do Sport foi a mudança completa na dupla de zaga rubro-negra. Antes, Iago Maidana e Adryelson faziam a dobradinha no setor de segurança. Nos últimos dois jogos, no entanto, Rafael Thyere e Sabino supriram a ausência dos jogadores que disputaram praticamente o Campeonato Pernambucano inteiro juntos.
Tendo embarcado no Aeroporto Internacional do Recife nesta sexta-feira (11) com destino ao Ceará, o Leão da Ilha está a um treino no CT do Vozão da partida diante do atual líder do certame, o Fortaleza. No treinamento deste sábado, inclusive, o treinador Umberto Louzer definirá a dupla de zaga para o embate diante do Leão do Pici.
“Maidana ficou, devido a recuperação, um período afastado. Mas retornou nesta semana. Tivemos o treinamento desta sexta-feira e temos o do sábado. Conversamos muito com o departamento de fisiologia e, clinicamente, Maidana está recuperado. O departamento médico, neste momento, não entra na conversa. Tenho falado bastante com o atleta também, que tem sinalizado e vem dando um feedback. Até porque ele conhece bem o seu corpo”, comentou Louzer.

MAIDANA ESTÁ PRONTO

Embora não entre em campo desde a partida de volta da final do Campeonato Pernambucano, Iago Maidana retornou aos treinamentos nesta semana e está apto para atuar diante do Fortaleza. Pelo menos é o que garante o zagueiro de 25 anos, que ainda comentou sobre a possível nova dupla que formará na zona de segurança rubro-negra.

“Essa parada foi fundamental. Aproveitei o momento para me fortalecer fisicamente e mentalmente. Quanto à possível nova dupla, garanto que tanto Sabino, quanto o Thyere, são caras de extrema qualidade. A gente mudou uma peça, mas creio que a consciência vai continuar a mesma, para que a gente sempre tá dando o melhor dentro de campo, para que a gente consiga pontuar o máximo possível”.

“Quando a gente trabalha com jogadores de alto nível, jogadores de série A, a gente tem essa facilidade de ter uma fácil adaptação. Então, garanto que tanto Sabino, quanto o Thyere, são caras de extrema qualidade. A gente mudou uma peça, mas creio que a consciência vai continuar a mesma, para que a gente sempre tá dando o melhor dentro de campo, para que a gente consiga pontuar o máximo possível”, arrematou o defensor.



Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bolívar enaltece evolução do Santa Cruz e projeta melhora após
entrosamento do elenco
Segundo o treinador, muito do poder ofensivo do Tricolor foi perdido com o desfalque de Wallace Pernambucano e contusão de Madson


O Santa Cruz ficou apenas no empate contra a equipe do Floresta neste sábado (05), pela segunda rodada do Pernambucano. Durante a partida, o tricolor apresentou evoluções no setor defensivo, mas ainda sente dificuldade em balançar as redes. Durante a semana, o treinador Bolívar focou os seus trabalhos na dupla Wallace Pernambucano, que desfalcou o time, e Madson, saiu por contusão ainda na primeira etapa.
“Com vinte minutos de jogo acabamos perdendo o Madson, com um problema no tornozelo em um lance, e era, Junto com Wallace, os dois atletas que a gente havia trabalhado e que treinaram bem durante a semana, infelizmente tivemos essas alterações, mas os atletas que entraram estavam preparados”, analisou o treinador.


Antes do início do Campeonato Brasileiro da Série C, o Santa Cruz passou pela sua terceira reformulação na Temporada. Até o momento foram 29 contratações para a Cobra Coral na Temporada, que inclusive realizou uma concentração após a disputa do Pernambucano para dar a equipe mais entrosamento, mas decepcionou na estreia contra o Manaus.


“Não vai ser da noite pro dia que vamos ter essa equipe encaixada e bem entrosada. Acho que houve uma evolução da primeira partida que foi muito abaixo dessa segunda de hoje, Temos que analisar os acréscimos que tivemos dentro do jogo, podendo fazer uma transição muito rápida, chegando pelos dois lados do campo com vários cruzamentos”, Declarou Bolívar.


Segundo o treinador, com o ritmo constante de jogos na Série C, a equipe tende a se entrosar mais dentro de campo, e assim melhorar o desempenho ao longo do campeonato: "É um grupo novo'', jogadores ainda estão se conhecendo, mesmo com o tempo de trabalho, porque ritmo de treinamento e de partida tem diferenças muito grandes. Precisamos continuar confiando nos atletas para que a gente possa a cada rodada buscar nossos objetivos”.


Na oitava posição do grupo A, o Tricolor do Arruda terá pela frente outra equipe cearense como adversário. No próximo dia 14 o Santa Cruz enfrentará o Ferroviário, na Arena Castelão.






Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Yago, Colmán, Álvaro: Hélio dos Anjos explica situação de jogadores no Náutico
Zagueiro fez apenas um jogo, meia não estreou e atacante está em fase final
de recuperação física, após lesão


A Série B já começou, mas o Náutico ainda não conseguiu dar muita minutagem para uma série de peças no seu elenco, entre elas, estão o zagueiro Yago Silva, que só atuou por 24 minutos; o atacante Álvaro, com cinco; e o meia-atacante Jorge Colmán, que sequer entrou em campo pelo Alvirrubro. Segundo o treinador Hélio dos Anjos, porém, os três fazem parte dos planos alvirrubros. Se o defensor e o paraguaio estão prontos para quando o time precisar deles, o avançado ainda segue em fase final de recuperação física.
Segundo Hélio, o ritmo de treino garante que Yago esteja em plena condição de jogo para ajudar o Timbu. “Eu tenho o Yago pronto para qualquer momento que eu precisar, independente de ritmo de jogo. O dia a dia de um clube, hoje, como é o nosso, dá ritmo de jogo para o atleta, coloca o atleta sempre com trabalhos idênticos aos jogos”. Até agora, o zagueiro só jogou uma vez, por 24 minutos, na derrota frente ao Sport, na 9ª rodada do Pernambucano. Ele também esteve no banco de reservas outras cinco vezes.


“O Yago está muito bem, tecnicamente é um jogador que conhece muito bem a posição, eu não quero colocar na minha cabeça que ele não tem ritmo. Na hora que eu precisar, pode ter certeza que eu coloco ele nas mesmas condições que eu coloco hoje o Ronaldo (Alves), o Wagner (Leonardo), o Camutanga. Esse jogador me impressiona pelo profissionalismo, pela alegria de estar aqui no Náutico, ele fala isso abertamente e isso é uma coisa muito importante".


JORGE COLMÁN


Para o meia-atacante paraguaio, a realidade é diferente, sem, sequer, ter ido ao banco de reservas no clube. "Com o Colmán, é um processo diferente, de autoconhecimento do atleta. O dia a dia dele é muito bom, o jogador paraguaio tem isso como característica, são bons de trabalho. É um jogador que faz uma beirada de campo mais assim, sem você dar muita ênfase na parte tática defensiva”. Colmán foi defendido por Hélio, que o viu como um atleta ainda em crescimento no Náutico.


“Joga por dentro, também, centralizado, na mesma função que eu tenho o Jean, hoje, que eu tenho o Vargas, o (Juninho) Carpina, mas é um jogador que está ainda em crescimento dentro do dia a dia. Agora, trabalha muito bem, muito bem. E é um jogador que a gente tem que vale a pena dar a questão de trabalho para ele, e na hora que tiver que usar, a gente usa com total tranquilidade. Sendo que eu vejo, hoje, o Vinícius (Vargas), o Jean, que está jogando, e o próprio Carpina, um pouco mais à frente deles, em termos de competitividade, em termos de jogo".


ÁLVARO


Sobre Álvaro, a questão ainda é física. Com apenas cinco minutos jogados na temporada, o atacante segue em fase final de transição física e ainda não é opção para o treinador Hélio dos Anjos, mesmo que já participe dos treinos junto ao restante da equipe alvirrubra.


“Em relação ao Álvaro, é uma situação diferente, ele está no final de transição física, tem participado de muitos trabalhos, mas ainda está um pouco limitada a sua participação em relação à parte técnica, a trabalhos técnicos, táticos e, até mesmo, específicos. O segmento do trabalho dele ainda continua com o departamento físico e o departamento de transição, no seu retorno, mas ele está, realmente, melhorando em todos os sentidos, eu acredito que, brevemente, ele vai estar em totais de estar presente na convocações".


Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Contra adversário que encerrou temporada, Sport inicia trajetória da Ilha do Retiro
na Série A 2021
Leão enfrentará Atlético Mineiro, que sofre com desfalques por causa das convocações de seleções para as Eliminatórias da Copa do Mundo


Cento e cinco dias depois, a Ilha do Retiro voltará a receber uma partida pela Série A. Diante do Atlético-MG, último adversário como visitante do Sport no Brasileirão 2020, o Leão começa sua caminhada em casa, no domingo, às 20h30, em busca de consolidar o caminho iniciado com o empate diante do Internacional para o seu objetivo maior no ano, que é a permanência na elite para 2022.
Novamente, o Sport terá diversos desfalques para a partida de estreia em casa. Por força de contrato, pois estão emprestados ao Sport pelo Galo, José Welison e Iago Maidana não podem atuar no domingo. Vale lembrar que o zagueiro ainda se recupera de dores musculares no abdômen. Já os atacantes Everaldo e Toró, que foi liberado para voltar às atividades na sexta-feira, estão entregues à transição física e são dúvidas para o confronto diante do Atlético-MG. Outra incógnita é a possibilidade de volta do lateral e capitão, Patric, que foi sacado diante do Colorado para a estreia de Hayner.


A principal mudança no time titular deve ser o retorno de Neilton. Recuperado de entorse no tornozelo, o atacante deve assumir a vaga ocupada por Ricardinho. Assim, Marcão e Júnior Tavares voltam a compor o meio-campo junto com Thiago Neves e o Leão retorna ao esquema com três atacantes, que deixou de ser usado nos últimos dois jogos. Evitando dar detalhes sobre o time que entrará em campo domingo, Louzer explicou que vem trabalhando para desenvolver uma boa gama de variações táticas com o elenco.


“Temos trabalhado outras variações, não somente com três atacantes, mas outra formatação, como já jogamos com o meio-campo melhor preenchido. Temos estudado bastante o adversário, trabalhado essas variações até porque vai te exigir numa competição de 38 rodadas que se tenha esse repertório, consiga variar dentro da partida e de jogo para jogo. Então temos trabalhado outras alternativas também para termos uma equipe melhor equilibrada e com variações para que possamos escolher dentro dos próximos jogos”, apontou o treinador.


Ficha do jogo


Sport
Mailson; Hayner (Patric), Rafael Thyere, Sabino e Sander; Marcão, Júnior Tavares e Thiago Neves; Neilton, Paulinho Moccelin e Mikael. Técnico: Umberto Louzer


Atlético-MG
Everson; Mariano, Igor Rabello, Réver e Dodô; Nathan (Jair), Allan e Nacho Fernández; Zaracho (Sávio), Marrony e Hulk. Técnico: Cuca


Local: Ilha do Retiro
Data e horário: Domingo (6), às 20h30
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de SP)
Árbitro de vídeo: Márcio Henrique de Góis (SP)


Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Seleção brasileira encara Equador em Porto Alegre pelas Eliminatórias


Duelo no Beira Rio, às 21h30, será transmitido pela Rádio Nacional






A seleção brasileira entramem campo nesta sexta-feira (4) contra o Equador pela quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Entre as novidades do time comandado por Tite será a presença do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, entre os titulares. O Brasil lidera a classificação, com 100% de aproveitamento. O jogo começa às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre, com transmissão ao vivo da Rádio Nacional. A cobertura esportiva, a partir das 21h, terá narração de Rodrigo Campos, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Rodrigo Ricardo e plantão de notícias com Luiz Ferreira.

No útlimo treino realizado ontem (3), no Beira-Rio, Casemiro atuou como capitão. comandou o último treino no gramado do Beira-Rio e encaminhou a equipe, com Casemiro como capitão. A equipe deve ir a campo com Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Richarlison, Neymar e Gabigol.

São três desfalques. O meia Everton Ribeiro que está com dores no músculo posterior da coxa direita fica de fora do jogo. Outro que não está relacionado é o zagueiro Thiago Silva, que se recupara de uma lesão muscular na coxa esquerda. O volante Douglas Luiz está suspenso.


"É um desafio nosso manter o padrão de desempenho individual e coletivo depois de tanto tempo sem jogar. Os desfalques aumentam esse desafio. Precisamos ser efetivos no ataque e sólidos na defesa. É isso que a gente busca", disse o técnico Tite em entrevista coletiva ontem (3) à noite.

O Brasil lidera a classificação geral, com 12 pontos, seguida por Argentina (11) e Equador (9).

Fonte: AB
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Em acordo, boliviano Antônio Bustamante deixa Náutico
após 159 minutos em campo
Jogador foi contratado em outubro e fez apenas duas partidas, ainda em novembro do ano passado; ele
estava fora dos planos desde o início da temporada

O volante estadunidense, radicado boliviano, Antonio Bustamante não é mais jogador do Náutico. A rescisão de contrato com o jogador foi assinada na tarde desta quinta-feira, finalizando o vínculo que durava desde outubro do ano passado. A saída acontece em comum acordo.
Segundo o executivo de futebol do clube, Ari Barros, que, em breve contato, confirmou o desvínculo, houve um acordo entre o clube e o jogador pela sua saída, o liberando para “seguir a sua vida fora do clube”. Segundo a apuração do Esportes DP, a proposta de rescisão partiu do clube, sendo acatada pelo volante de 23 anos, que tinha contrato com o Timbu até o fim de 2021.


Peça da seleção boliviana, Bustamante foi titular no jogo contra o Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo, no ano passado. Aqui, o volante fez apenas dois jogos pelo Alvirrubro, ambos em novembro de 2020, contra Sampaio Corrêa e CRB. Os jogos valiam pela Série B, na qual também foi opção de banco de reservas em outras seis oportunidades.

Antes de chegar ao Timbu, ele já havia defendido o William & Mary Tribe, do futebol universiário dos EUA, o DC United (EUA) e o Loundon United (2ª Divisão dos EUA), além do Blooming (BOL), último time antes do Náutico.


O jogador já estava fora dos planos do treinador Hélio dos Anjos desde o início da temporada, mas seguia trabalhando regularmente junto ao elenco alvirrubro. Agora, porém, ele não terá mais expedientes no CT Wilson Campos.


Mesmo sem vir atuando com o grupo, a saída de Antonio Bustamante pode ocasionar na chegada de alguma peça de reposição para a cabeça de área, segundo Ari Barros. Isso, porém, não significa que haja reforço encaminhado para o setor.
Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sem vencer com Bolívar, elenco do
Santa Cruz encara jogo contra o Floresta como decisivo
Depois da derrota na estreia da Série C, o Santa Cruz se prepara agora para enfrentar o Floresta, pela
segunda rodada da primeira fase

Depois da derrota contra o Manaus na estreia da Série C, o Santa Cruz tenta não perder tempo para se recuperar o mais rápido possível na competição. Ainda sem vencer sob o comando do técnico Bolívar, os jogadores encaram o confronto contra o Floresta no próximo sábado como decisivo. De acordo com o zagueiro e capitão Breno Calixto, dentro do Arruda o time precisa se impor para conquistar os três pontos em todos os jogos.
“A gente sabe que é um jogo de vida ou morte. Está no começo, mas a Série C não é um campeonato que pode estar deixando para depois. É uma das edições mais difíceis de todos os tempos. Em casa a gente não pode nem cogitar empatar ou perder. Temos um grande respeito pelo Floresta, pelo Leston (Júnior) também, que é um grande treinador. Só que aqui iremos procurar os três pontos de qualquer forma”, disse Breno.


Sem vencer no Arruda há quase dois meses, o Santa Cruz vai receber o Floresta do técnico Leston Júnior no próximo sábado, pela segunda rodada da primeira fase. Depois do “baque” da última derrota, após 20 dias de preparação, Breno Calixto enxerga as críticas da torcida como naturais, mas ressalta o “sangue nos olhos” para reverter a situação e conquistar a primeira vitória na Série C.


“Organizado, bem treinado, mas iremos para cima com sangue nos olhos. Temos que aceitar a crítica da torcida, da comissão técnica, que sabemos que deixamos a desejar e poderíamos ter dado mais. Mas serve como aprendizado. O que erramos a gente já sabe, agora é trabalhar em cima disso para não acontecer mais”, destacou.


DEPARTAMENTO MÉDICO


Para o jogo contra o Floresta, o Santa Cruz deve ter alguns desfalques. Além do lateral esquerdo Leonan, Lucas Batatinha e Julinho, dois dos reforços anunciados para a Série C, não participaram do treino desta quinta-feira. O atacante está na transição com a fisioterapia, enquanto o lateral esquerdo foi poupado com trabalhos voltados para a manutenção de força física, depois de uma virose.
Fonte: EDP


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Apto para retornar ante Atlético-MG, Neilton relata ansiedade
para estrear na Série A
Atacante gostou de ver superação dos companheiros e colocou que este é o caminho para uma boa
campanha na elite do futebol nacional

Um dos desfalques leoninos para a estreia da Série A, diante do Internacional, por causa de uma entorse no tornozelo, o atacante Neilton voltou a trabalhar no início da semana e está apto para fazer sua primeira partida pelo Sport no Brasileirão, contra o Atlético-MG, no próximo domingo, às 20h30, no jogo que marca o começo da participação rubro-negra no certame.
“Tive uma preparação muito boa na fisio, em casa, estava me preparando para voltar o quanto antes e consegui. Estou voltando sem dores e espero estar estreando o mais rápido possível, estou ansioso para isso no Brasileirão e ajudar a equipe da melhor maneira”, apontou o atacante.


O jogador coloca que o motivo para a expectativa é o alto nível da competição e o desejo de contribuir para que o Leão conquiste objetivos maiores - o Rubro-negro trata a permanência como grande desafio na temporada -, marcando gols ou ajudando na defesa.


“Estou ansioso, não vou mentir. É um campeonato que muitos atletas de alto nível gostam de participar, espero fazer um excelente campeonato e estreia. Espero que o Sport conquiste grandes coisas, algumas metas que a gente tem, para que a gente em cada partida se entregue, se doe e é isso que Neilton vai fazer pelo Sport. Em cada jogo procurando ajudar com gols, assistências ou ali na marcação, recompondo”, explicou.


Questionado sobre a sensação de assistir a primeira partida em casa, Neilton disse que é a pior coisa para um jogador de futebol. Apesar disso, apontou que jogou junto com os companheiros e ficou muito satisfeito com o resultado e o desempenho, especialmente no segundo tempo.


“De fora eu falo até isso, quem está lá dentro fica mais tranquilo do que quem está fora assistindo. E isso é a pior coisa, já que você poderia estar lá dentro ajudando, mas com a lesão, infelizmente, não pude. Mas joguei junto em casa, vibrei cada bola que tirava, comemorei os gols como se tivesse em campo. Acho que a equipe fez um bom jogo, principalmente no segundo tempo, o poder de reação que demonstramos. Acho que esse é o caminho”, concluiu.


Fonte: EDP


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Prestes a estrear como mandante na Série C, Santa
Cruz enfrenta má fase atuando no Arruda
Equipe somou apenas 30% dos pontos disputados como mandante; até o momento, teve duas vitórias, três empates e cinco derrotas em casa




Não é novidade que a ausência de público nos estádios influencia nos resultados dentro de campo. Com o Santa Cruz, nesta temporada, não vem sendo diferente. Nos primeiros dez jogos deste ano, o Tricolor venceu apenas dois, empatou outros três e perdeu em cinco oportunidades, totalizando apenas 30% de aproveitamento dos pontos disputados sob os seus domínios. Para sonhar com o acesso, no entanto, é necessário que haja uma retomada atuando como mandante nesta Série C.
No Arruda, o último triunfo do Santa Cruz aconteceu há quase dois meses, quando, ainda sob o comando do técnico João Brigatti, goleou o Vera Cruz por 4 a 1. De lá para cá, nos quatro jogos seguintes, acumulou dois empates e duas derrotas. A única ressalva se dá por conta da vitória nos pênaltis contra o Afogados, pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano.


No entanto, na temporada passada, o Santa Cruz contrariou as expectativas atuando no Arruda. Isso porque, mesmo sem público, obteve 11 triunfos, quatro empates e apenas duas derrotas. Vale ressaltar que tal desempenho não contabiliza as partidas disputadas antes da pandemia. Mesmo com os números relevantes, o clube não alcançou o principal objetivo traçado: o acesso à Série B.


No próximo sábado, exatamente um mês após a última partida realizada no Arruda, o Santa Cruz tem a oportunidade de ‘virar a chave’ e pôr fim à sequência instável que a equipe atravessa como mandante. Desta vez, o adversário será o Floresta, que estreou, diferentemente da Cobra Coral, com vitória na Série C.




Fonte: EDP
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------Sampaio Corrêa anuncia devolução de Erick Daltro, mas Náutico aponta que rescisão não pode acontecer
Executivo do Náutico, Ari Barros disse que Alvirrubro não permitiu que os maranhenses encerrassem o contrato com o ala




O lateral esquerdo Erick Daltro, jogador emprestado pelo Náutico ao Sampaio Corrêa, vive um imbróglio contratual. Fora dos planos no Maranhão, onde tem contrato até o fim da temporada, o jogador de 28 anos teve sua rescisão com o clube anunciada na tarde desta quarta-feira, mas, segundo o executivo do Náutico, Ari Barros, essa operação não pode acontecer, uma vez que o Timbu não aceitou o retorno do atleta.
"Ele tem contrato lá até o fim do ano e nós não aceitamos a devolução. Nós temos uma situação de elenco, uma situação financeira, está tudo ajustado e alinhado. Para ele voltar para o Náutico, nós teríamos que estar de acordo, mas não demos um acordo com a volta dele", afirmou o executivo alvirrubro, rejeitando a possibilidade da rescisão.


"Não pode. Nós não aceitamos a devolução dele", reafirmou Ari. "Eu não sei como o atleta vai se virar com eles lá, mas eu emprestei ele e ele vai ter que cumprir o contrato, a não ser que eu pedisse ele de volta ou aceitasse a devolução. E não tem isso. Se continuar nessa situação, pode entrar para o jurídico, para resolver".


Segundo o executivo, o Sampaio tentou conseguir a liberação junto ao Náutico, mas o Timbu rejeitou o pedido. "Tentaram (negociar). Perguntaram se a gente aceitaria, e eu falei que não".


Nisso, Ari também se mostoru aberto à possibilidade de um empréstimo a outro clube, se o jogador e o Sampaio encontrarem alguma alternativa assim. "Aí ele nos procura e a gente já faz um empréstimo direto, não vejo nenhum problema, mas voltar para cá não tem como, porque a gente não tem orçamento".


Contratado pelo Náutico em 2019, Daltro fez 19 jogos pelo Timbu antes de ser emprestado ao Guarani, no ano passado, e, depois, ao Sampaio Corrêa, onde estava desde o início do ano, tendo entrado em campo em 12 oportunidades.
Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Após jogarem juntos como titulares pela primeira vez, técnico
Umberto Louzer elogia desempenho de Thyere e Sabino
Sem contar com Iago Maidana para o jogo da segunda rodada da Série A,
diante do Atlético-MG, dupla deve ter continuidade no 11 inicial



Entrando na “fogueira” de enfrentar o Internacional, atual vice-campeão brasileiro, no Beira-rio, na estreia do Campeonato Brasileiro, a dupla de zaga formada por Rafael Thyere e Sabino, que estreou como titular diante dos Colorados, foi bastante elogiada pelo técnico Umberto Louzer. Apesar dos dois gols sofridos pelo Leão na partida, que terminou empatada em 2 a 2, o comandante salientou o bom desempenho dos defensores nas duas fases do jogo.
“Sabino e (Rafael) Thyere estiveram muito bem, principalmente na iniciação, construção, algo que temos buscado para que possamos chegar no campo ofensivo e criar finalizações. São dois atletas fundamentais pela construção e, a meu ver, fizeram uma excelente partida. É difícil jogar contra o Inter, mas tiveram a coragem de muitas vezes aceitarem a igualdade, mesmo na pressão alta. Claro que o Inter é muito bem treinado, tem jogadores qualificados, de entrosamento e em algum momento a pressão vai vazar. Mas o mais importante é a coragem de pressionar, de tirar o conforto do adversário porque se não faz esse tipo de abordagem, o adversário controla o jogo, vai minando em busca do resultado”, apontou o técnico.


Esse bom desempenho dos defensores se tornou um alento para o comandante, que novamente não terá o zagueiro Iago Maidana, destaque defensivo do Leão na temporada, estando invicto em campo, em todos os jogos que disputou pelo Estadual. Se recuperando de dores musculares no abdômen, o defensor não poderia atuar diante do Galo devido a ser um atleta emprestado pelo clube mineiro. Assim, a tendência é que a escalação da dupla da estreia se repita.


Outro ponto abordado por Louzer foi a possibilidade de reforçar o setor, que perdeu Adryelson, emprestado para o futebol árabe. Segundo Louzer, a diretoria está atenta às oportunidades que possam surgir no mercado, mas apontou que, até o momento, está contente com o elenco que tem em mãos e que o foco é trabalhar para que haja a evolução física e técnica dos atletas leoninos.


“Temos conversado com a direção internamente. É claro que temos que olhar sempre para dentro, temos Chico, um jovem, o próprio Henzo e Ryan, dois atletas do sub-20, e dar oportunidades aos valores. Claro que todos estão atentos com as possibilidades do mercado, sempre com a responsabilidade financeira, sempre atento aos atletas que possam vir para agregar, mas vamos sempre valorizar aquilo que temos em mãos. Se tiver alguma oportunidade, independente da posição, estamos abertos para agregar e qualificar.”


“Estou muito contente com o nosso grupo, temos muitos atletas que vão evoluir e crescer na condição física, técnica e tática. E tenho certeza que com o nosso grupo poderemos colher bons frutos e resultados na temporada. Claro, é uma competição longa, que exige um grupo grande e qualificado, estaremos sempre atentos ao mercado para o que possa surgir”, finalizou o treinador.

Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Conmebol divulga tabela e Brasil estreia em Brasília na Copa América