Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

---------------------------------CLIQUE NO BANNER E FALE CONOSCO EM NOSSO WHATSAPP--------------------------------------


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Esportes




Clique na imagem e visite as melhores empresas da cidade




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) paralisou na tarde deste domingo (5) o jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, após 5 minutos do início da partida. Posteriormente, o árbitro decidiu encerrar o jogo. A decisão de paralisar o jogo foi tomada após quatro jogadores argentinos entrarem em campo, mesmo com a determinação da agência de que teriam de cumprir isolamento no hotel para serem deportados para a Argentina.

Sem citar os nomes dos jogadores, a agência informou que os jogadores teriam descumprido as regras sanitárias brasileiras segundo as quais “viajantes estrangeiros que tenham passagem, nos últimos 14 dias, pelo Reino Unido, África do Sul, Irlanda do Norte e Índia, estão impedidos de ingressar no Brasil”. Diante da situação, há possibilidades de os jogadores serem deportados do país.

“Após reunião com as autoridades em saúde, confirmou-se, após consulta dos passaportes dos quatro jogadores envolvidos, que os atletas descumpriram regra para entrada de viajantes em solo brasileiro, prevista na Portaria Interministerial nº 655, de 2021”, informou, em nota, a Anvisa, referindo-se aos viajantes que chegaram ao Brasil em voo de Caracas/Venezuela com destino a Guarulhos.

A Anvisa informa que considera a situação “risco sanitário grave”, motivo pelo qual orientou as autoridades em saúde locais “a determinarem a imediata quarentena dos jogadores, que estão impedidos de participar de qualquer atividade e devem ser impedidos de permanecer em território brasileiro”.

Apesar das identidades não terem sido reveladas, Emiliano Martinez e Emiliano Buendia, do Aston Villa (Inglaterra), entraram em campo contra o Brentford no dia 28 de agosto, enquanto Lo Celso e Cristian Romero, do Tottenham (Inglaterra) ficaram no banco contra Watford no dia seguinte. Os quatro declararam que não estiveram nos últimos 14 dias no Reino Unido.

O jogo estava previsto para começar às 16h na Neo Química Arena, em São Paulo pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo. O Brasil lidera a competição de forma isolada com 21 pontos.

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) publicou em suas redes sociais que o árbitro encerrou a partida entre Brasil e Argentina e a partida está suspensa. O árbitro e um comissário da partida levarão um relatório à Comissão Disciplinar da Fifa, que determinará quais serão os próximos passos. "Estes procedimentos seguem estritamente as regulamentações vigentes", informou a entidade. "As Eliminatórias da Copa do Mundo são uma competição da Fifa. Todas as decisões que se tratam da sua organização e e o desenvolvimento são poderes exclusivos dessa instituição."

Em nota, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) lamentou profundamente o ocorrido. “A CBF defende a implementação dos mais rigorosos protocolos sanitários e os cumpre na sua integralidade. Porém ressalta que ficou absolutamente surpresa com o momento em que a ação da Agência Nacional da Vigilância Sanitária ocorreu, com a partida já tendo sido iniciada, visto que a Anvisa poderia ter exercido sua atividade de forma muito mais adequada nos vários momentos e dias anteriores ao jogo."

Na nota, a CBF informe que que em nenhum momento, o presidente interino da entidade, Ednaldo Rodrigues, ou outro dirigente da confederação, interferiu em qualquer "ponto relativo ao protocolo sanitário estabelecido pelas autoridades brasileiras para a entrada de pessoas no país". "O papel da CBF foi sempre na tentativa de promover o entendimento entre as entidades envolvidas para que os protocolos sanitários pudessem ser cumpridos a contento e o jogo fosse realizado.”


* Com informações de Rafael Monteiro - Repórter da Rádio Nacional


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vôlei: Brasil vence Quênia e pega o Comitê Russo nas quartas em Tóquio



Invicta na Olimpíada, a seleção brasileira de vôlei feminino venceu nesta segunda-feira (2) o Quênia por 3 sets a 0, com parciais de 25/10, 25/16 e 25/8. A partida foi realizada na Arena de Ariake, na capital Tóquio. Com o triunfo, as brasileiras encerraram a fase de grupos na primeira posição do Grupo A e, consequentemente, avançaram às quartas de final.

Na próxima fase, as brasileiras vão enfrentar o Comitê Olímpico Russo na quarta-feira (4), em horário a ser definido.

A vitória das brasileiras contra as quenianas aconteceu sem sustos. Logo no início do jogo, o Brasil já abriu cinco pontos de vantagem (7 a 2). Na sequência, a distância ficou ainda maior, com o placar de 13 a 4. A superioridade das brasileiras foi até o final do set, que encerrou com 25 a 10 no marcador.

No segundo set, o Brasil manteve o ritmo, entretanto a seleção do Quênia chegou a ficar na frente do placar (2 a 1). Mas foi por pouco tempo, já que as comandadas pelo técnico José Roberto Guimarães viraram a partida e abriram vantagem de sete pontos (16 a 9). A segunda parcial encerrou com vitória de 25 a 16.

O terceiro e último set foi decidido com vantagem ainda maior em relação aos dois primeiros. O Brasil rapidamente conseguiu diferença elástica no marcador (11 a 3). Daí em diante, as brasileiras continuaram aumentando a vantagem, encerrando o jogo em 25 a 8.


AB

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Potiguar Ítalo Ferreira vence final contra japonês e ganha primeira medalha de ouro para o Brasil na Olimpíada de Tóquio

É do Brasil! É do Nordeste! O potiguar Ítalo Ferreira entrou para a história do país e dos Jogos Olímpicos ao vencer na madrugada desta terça-feira a final do surfe na Olimpíada de Tóquio. Na decisão, vitória em cima do japonês Kanoa Igarashi.
 
Ferreira terminou a decisão com 15,14 pontos, contra 6,60 de Igarashi na praia de Tsurigasaki. 
Vale registrar que Igarashi foi quem eliminou o brasileiro Gabriel Medina em uma polêmica semifinal, após uma contestada nota que fez Medina perder a bateria. 

Medina perde o bronze

A primeira medalha do surfe na estreia da modalidade nas Olimpíadas foi para o australiano Owen Wirght, que também ontem derrotou o brasileiro Gabriel Medina por apenas 0,2 ponto.

O surfista paulista, que acabou eliminado na semifinal ao tomar uma virada nos minutos finais da bateria do japonês Kanoa Igarashi, desta vez perdeu para Wright por 11.97 a 11.77.

Desde o início da luta pelo bronze, o surfista da Austrália se manteve na frente na pontuação, mas sem abrir muita vantagem.
Nos minutos finais, Medina precisava de uma nota 5.98 para virar e tentou um aéreo, mas não conseguiu tirar a vantagem do adversário e acabou ficando fora do primeiro pódio da modalidade nos Jogos Olímpicos.
EDP 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eliminatórias da Copa do Nordeste 2022 vão ter cotas e Santa se beneficia com mudança

As classificatórias da Copa do Nordeste do próximo ano terão novidades. Ao invés de um mata-mata para definir os quatro clubes classificados para a fase de grupos, serão três eliminatórias com 24 times em disputa. Dessa maneira, o Nordestão vai passar de 20 para 36 equipes no total. De acordo com Constantino Júnior, vice-presidente da Liga do Nordeste, entidade que organiza a competição, essa mudança visa dar oportunidade a mais clubes.
A gente avalia de uma forma positiva. É uma forma de incluir e dar mais oportunidades para mais clubes. Estamos mantendo a estrutura dos 12 times classificados, com os nove campeões estaduais e os três melhores rankeados, e a própria competição em si não vai mudar. Aumentamos as fases eliminatórias para que mais clubes tenham condições de disputar, por questão de meritocracia. Quem for passando pode chegar à fase de grupos”, explicou Tininho, como é conhecido.
Em Pernambuco, a mudança vai beneficiar o Santa Cruz, Salgueiro e Central, que não haviam se classificado para a Copa do Nordeste, mas agora vão ter a chance de disputar a fase eliminatória. Ainda de acordo com Constantino Júnior, os três mata-matas vão ter cotas e as equipes vão arrecadar um valor a cada classificação conquistada. Além disso, os custos de deslocamento, hospedagem e viagem seguem sendo pagos pela Liga do Nordeste.

“Essas novas fases eliminatórias vão ter cotas sim. Cada jogo envolve um valor e posteriormente vamos divulgar o valor exato. Estamos em processo de finalização de adequação financeira, mas já existe internamente um valor. Além da cota, todas as partidas têm tudo pago, deslocamento, hospedagem, os clubes que vão participar vão ter todo o alicerce de logística e viagem para os times que vão jogar fora de casa”, destacou Tininho.

FASE DE GRUPOS

Na prática, a tradicional fase de grupos não teve nenhuma mudança na fórmula de disputa. As 16 equipes serão divididas em duas chaves, sendo que 12 times já têm os lugares assegurados de acordo com os campeonatos estaduais deste ano e o ranking da CBF. No final das contas, 24 clubes irão disputar ao longo de três fases eliminatórias as quatro vagas que restam para a fase principal. 

ELIMINATÓRIAS

Assim como outros sete times, por terem melhor colocação no ranking da CBF, o Santa Cruz entra direto no segundo mata-mata da Copa do Nordeste, decidindo uma vaga para a fase seguinte em jogo único disputado no estádio do Arruda. Todas as três fases eliminatórias estão programadas para serem disputadas ainda neste ano. 

EDP 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após lesão de Kieza, Hélio dos Anjos tem algumas opções para montar o Náutico

O treinador Hélio dos Anjos terá mais uma ausência importante no Náutico. E dessa vez por um longo tempo. O atacante Kieza sofreu uma lesão completa no tendão de Aquiles esquerdo e perderá as 24 rodadas restantes do Campeonato Brasileiro da Série B. Com a ausência do seu camisa nove e capitão da equipe, Hélio possui algumas opções para montar o time titular do Timbu.Substituto imediato, o atacante Guillermo Paiva aparece como favorito para assumir a vaga do K9. Ele vem sendo acionado sempre, hora titular, no lugar de Kieza, hora como suplente, entrando no segundo tempo. Paiva só não atuou em três partidas do campeonato, e já balançou as redes quatro vezes, sendo o vice-artilheiro do Timbu. 
Caso Hélio opte por mais velocidade, os atacantes Giovanny e Iago Dias aparecem como alternativas. Os atletas atuariam mais abertos, dando amplitude ao time, deixando Vinícius mais centralizado. O favorito da dupla é Giovanny, que atua com mais frequência e já foi titular em uma oportunidade, contra o Londrina.

Uma outra possibilidade seria a entrada do volante Luiz Henrique. Com isso, o técnico poderia deixá-lo aberto na direita na fase ofensiva e adiantar um pouco mais Marciel, que tem um bom chute de fora da área e boa qualidade no passe.

Correndo por fora, o atacante Matheus Carvalho pode ser acionado na frente. Destaque do Náutico na Série C de 2019, o jogador teve uma lesão no ligamento anterior do joelho direito contra o Botafogo, pela Copa do Brasil, no ano passado. Desde que se recuperou, Matheus não conseguiu reproduzir o mesmo desempenho e está sem muito espaço.

Reposição

O vice-presidente Diógenes Braga afirmou que a diretoria procura uma reposição para Kieza. Até agora, o principal nome ventilado como reforço é Caio Dantas. O centroavante foi o artilheiro da última Série B pelo Sampaio Corrêa, com 17 gols, e estava no Guangzhou City, da China. Como seria uma transferência internacional, o atacante estaria à disposição a partir do dia 1º de agosto, quando abre a janela.

EDP 
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport encaminha retorno de Ewerthon e Luciano Juba para o restante da Série A


O Sport está acertando o retorno de dois atletas que estavam emprestados pelo time Pernambucano. Trata-se dos laterais Ewerthon, que está no CSA-AL, e Luciano Juba, do Confiança-SE. A informação foi dada primeiramente pelo repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal, e confirmada pelo Esportes DP.
Através das redes sociais, o Sport informou, de maneira oficial, o retorno dos atletas. Na publicação, o clube divulgou que o lateral Juba se apresenta já no treino de amanhã, enquanto Ewerthon está presente apenas na movimentação da próxima quinta-feira.

Os pratas da casa retornam para cumprir uma lacuna deixada no elenco rubro-negro após as saídas de Patric e Junior Tavares, ambos por questões financeiras. Atualmente, o Sport só tem Hayner e Sander (lesionado) para as suas respectivas posições, além de Victor Gabriel (base) e Chico, que vem atuando improvisado na lateral esquerda.

Em contato com Nei Pandolfo, executivo de futebol do Sport, não confirmou e nem negou a informação, mas pediu para ficar atento para qualquer novidade nas redes sociais do clube. Caso confirme os retornos dos atletas, essas serão as primeiras aquisições da nova diretoria, após assumir o clube.

EDP 


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Prata de Kelvin Hoefler é a primeira medalha brasileira em Tóquio



A primeira medalha brasileira na Olimpíada de Tóquio 2020 veio do skate, modalidade estreante nos Jogos Olímpicos nesta edição, na madrugada deste domingo (25), no Parque de Esportes Urbanos de Ariake. No street masculino, Kelvin Hoefler ficou com a prata somando 36,15 pontos. O ouro foi do japonês Yuto Horigomi (com 37,18 pontos) e o bronze ficou com o americano Jagger Eaton somando 35,35.
O brasileiro chegou a liderar boa parte da final, mas acabou sendo ultrapassado pelo representante do Japão durante a prova das manobras individuais. Em alguns momentos, inclusive, ele estava fora da zona de medalhas, mas se recuperou de forma espetacular e fazendo a melhor nota na última manobra, garantiu a medalha.



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Richarlison brilha e Brasil vence Alemanha na estreia da Olimpíada


Em busca do bicampeonato, a seleção brasileira venceu a Alemanha nesta quinta-feira (22), por 4 a 2, no duelo de estreia na Olimpíada de Tóquio (Japão). Triunfo com direito a hat-trick do atacante Richarlison, que marcou os três primeiros gols na etapa inicial da partida, válida pelo Grupo D, no Estádio de Yokohama, na cidade de mesmo nome, na povíncia de Kanagawa. 

No primeiro tempo, destaque para Richarlison, com atuação impecável. Logo ao seis minutos, ele chutou forte, o goleiro Müller espalmou e, na sequência, o pombo estufou a rede adversária. O segundo dele foi aos 21. Desta vez, o camisa 10 aproveitou o cruzamento do lateral-esquerdo Guilherme Arana, marcando de cabeça. Oito minutos depois, aos 29, Richarlison ampliou em batida cruzada, indefensável para Müller.

O Brasil ainda teve chance de sair com uma vantagem ainda maior. Aos 45 minutos, após cabeçada do atacante Matheus Cunha, a bola bateu no braço de Henrichs, o que foi considerado pênalti para o árbitro Ivan Barton (El Salvador). O próprio atacante bateu, mas não foi feliz, já que o goleiro alemão defendeu.

Após o intervalo, a Alemanha ensaiou reação. Aos 11, o meio-campista Amiri chutou de fora da área e o goleiro Santos não defendeu. O quique da bola antes de chegar em Santos, dificultou a defesa. Porém, a expulsão do volante Arnold, por causa de uma falta em Daniel Alves aos 17, deixou a missão alemã mais complicada.

Mas mesmo com um jogador a menos, aos 38, o atacante Ache, de cabeça, diminuiu o marcador. Os Brasileiros conseguiram eliminar a possibilidade de empate somente nos acréscimos. Aos 48, o atacante Paulinho invadiu a grande área e bateu forte no canto direito, fechando o placar. Final de jogo: Brasil 4, Alemanha 2.

O próximo compromisso da seleção brasileira será no domingo (25) contra a Costa do Marfim. O duelo será realizado no Estádio de Yokohama, às 5h30 (horário de Brasília). A equipe africana também entrou em campo hoje (22) e derrotou a Arábia Saudita por 2 a 1, no Estádio de Yokohama.

Escrete feminino enfrenta Holanda no sábado (24)

Após estreia com goleada (5 a 0) contra a China, a seleção feminina volta a campo no sábado (24) contra a Holanda, no Estádio de Miyagi, a 270 km de Tóquio. A partida, válida , pela segunda rodada do Grupo F,  terá início às 8h (horário de Brasília).  As holandesas são as primeiras na chave, após terem derrotado a Zâmbia por 10 a 3 na manhã de ontem (21).

AB



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Náutico enfrenta Brasil de Pelotas-RS tentando manter invencibilidade e liderança na Série B

Caso não vença o time gaúcho, Timbu pode perder o primeiro lugar para o Coritiba, que joga na quinta-feira e pode ultrapassar a equipe alvirrubra


O Náutico enfrenta o Brasil de Pelotas-RS hoje, às 21h30, nos Aflitos, tentando manter a sequência de invencibilidade na Série B. Após quebrar o recorde e se tornar o time com maior número de jogos invicto desde o início da competição, o confronto válido pela 13ª rodada coloca em jogo a liderança dos alvirrubros. Caso não saia com os três pontos diante dos gaúchos e o Coritiba vença sua partida, o Timbu perde o primeiro lugar.
Para a partida, o técnico Hélio dos Anjos não terá, mais uma vez, todos do elenco à sua disposição. O zagueiro Yago e o lateral-direito Hereda continuam vetados pelo departamento médico. Além disso, o volante Matheus Trindade, homem de confiança de Hélio, foi advertido com o terceiro amarelo no confronto passado, contra o Vasco, e também fica de fora. Djavan deve assumir a titularidade na cabeça de área ao lado de Rhaldney e Marciel.
Outra mudança que pode ser feita pelo comandante alvirrubro é a entrada do lateral-esquerdo, Breno Lorran. Com o desgaste de uma rodada para outra e pouco tempo de descanso, Hélio pode preferir rodar o elenco. Neste caso, Rafinha iniciaria o jogo no banco de reservas. 

Tirando essas questões a serem resolvidas pelo treinador, a equipe titular deverá ser a mesma do jogo do último domingo. O goleiro Alex Alves e o atacante Kieza, que retornaram na partida anterior, não apresentaram problemas físicos e deverão ser mantidos no time.

O auxiliar técnico e filho de Hélio dos Anjos, Guilherme, avaliou a equipe do Brasil de Pelotas-RS e desenhou o que os alvirrubros esperam do adversário. “Estamos esperando na maior parte do jogo o adversário com linha baixa, não foi diferente dos jogos que fizeram fora de casa. É um adversário que vem para competir muito e que tem uma força de bola parada muito grande. Nós temos que ter atenção e coordenar as ações do jogo, como estamos acostumado”, observou.

Como vem o Brasil de Pelotas-RS?

A equipe gaúcha vem embalada pelos três pontos conquistados diante do Vitória, na rodada passada. O resultado tirou o Xavante da zona de rebaixamento, e quer usar isso para derrotar o Timbu. Para o confronto, o técnico Cláudio Tencati deve promover mudanças. O atacante Luiz Fernando sentiu a coxa e deve ficar de fora. Terra deve ser seu substituto. Por outro lado, o zagueiro Ícaro cumpriu suspensão e volta ao time. O clube ainda ganhou o reforço do atacante Fabrício, que se recuperou de lesão e fica à disposição.


FICHA DO JOGO:

Náutico
Alex Alves; Bryan, Carlão, Camutanga e Rafinha; Djavan, Rhaldney, Marciel e Jean Carlos; Vinícius e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos

Brasil de Pelotas-RS
Nogueira; Vidal, Ícaro, Leandro Camilo e Kevin; Rômulo, Denílson e Jarro; Terra, Fabrício e Ramon. Técnico: Cláudio Tencati

Local: estádio dos Aflitos
Horário: 21h30
Árbitro: Salim Fende Chavez (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luis Marques (SP)


EDP

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz pode ter até seis reforços para enfrentar o Botafogo-PB, no próximo sábado

Lanterna do Grupo A com apenas três pontos conquistados em oito jogos, o Santa Cruz ainda tenta a primeira vitória na Série C


Ainda em busca da primeira vitória na Série C, o elenco do Santa Cruz iniciou nesta terça-feira o período de concentração no CT do Retrô, em Camaragibe. Sofrendo com desfalques desde que assumiu o comando da equipe, o técnico Roberto Fernandes deve ter à disposição até seis reforços para o jogo contra o Botafogo-PB, no próximo sábado, no estádio Almeidão. O duelo é válido pela última rodada do primeiro turno do Grupo A.

Na movimentação, apenas dois jogadores do elenco não participaram do trabalho com bola. O lateral esquerdo Gilmar e o atacante Wallace Pernambucano seguem se recuperando de lesões musculares, mas devem ser liberados até o final da semana e têm grandes chances de serem ao menos relacionados contra o Botafogo-PB. O lateral, inclusive, já está trabalhando na etapa de transição com o departamento físico do Santa Cruz.
Já o lateral direito Lucas Rodrigues e o atacante Frank, desfalques na última rodada por dores musculares, treinaram normalmente junto com os demais jogadores do elenco. Além deles, o volante Caetano também voltou a ficar à disposição da comissão técnica depois de se recuperar de uma arbovirose. O prata da casa não atua pelo Santa Cruz desde o jogo contra o Ferroviário, há mais de um mês.

Além deles, o atacante Rone, um dos últimos jogadores contratados pelo Santa Cruz para a Série C, pode fazer a estreia com a camisa tricolor. Para isso, o departamento de futebol coral trabalha para regularizá-lo durante a semana. Por outro lado, o meia Jailson, anunciado na semana passada, vai ter que esperar a abertura da janela internacional para reestrear pela Cobra Coral.




-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sport tem quinta melhor defesa da Série A

O baixo número de gols tomados se deve muito pelas atuações dos jogadores considerados pilares no sistema defensivo rubro-negro

O Sport vem tendo um início ruim na Série A do Campeonato Brasileiro. A vitória contra o América-MG abriu um novo horizonte para a equipe rubro-negra e a perspectiva é de que a equipe consiga se recuperar na competição, no qual conquistou apenas duas vitórias até o momento. 
Apesar de atualmente se encontrar na porta do Z4, o Sport tem um dado positivo jogando ao seu favor. Até o momento, o Sport é a quinta melhor defesa da Série A ao lado da equipe do Fluminense com apenas 11 gols sofridos em 12 rodadas. A frente das duas equipes somente o Fortaleza (9), Flamengo (9), Atlético-MG (10) e Corinthians (10).

Se o Sport tem esses números positivos se deve muito pelos ótimos desempenhos de Sabino, Rafael Thyere, Marcão e Mailson no sistema defensivo. Os quatro jogadores são alguns dos pilares do elenco rubro-negro ao longo da atual edição da Série A, já que foram titulares em todos os 12 jogos até aqui.



-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Seleção feminina goleia China na estreia do Brasil na Olímpiada



A seleção brasileira de futebol feminino estreou com goleada de 5  a 0 contra a China, na Olimpíada de Tóquio (Japão), na manhã desta quarta-feira (21). Após o triunfo no estádio de Miyagi, na cidade de Rufu, as brasileiras garantiram os três primeiros pontos do Grupo F.

O Brasil começou em um ritmo arrasador. Logo aos oito minutos de jogo, a rainha Marta bateu de primeira, inaugurando o marcador. Na sequência, aos 21, foi a vez da atacante Debinha aproveitar o rebote da goleira Peng Shimeng, no chute de Bia Zaneratto, e empurrar para o fundo da rede, fazendo o segundo do duelo.

As chinesas melhoraram o desempenho no final da primeira etapa. Aos 39, Miao Siwen assustou em um chute na entrada da grande área, obrigando a intervenção da goleira Bárbara.

Após o intervalo, a China continuou em busca de diminuir a desvantagem. Aos 6, Wang Shanshan recebeu passe pela direita e acetou a trave da equipe brasileira. Sete minutos depois, aos 13, foi a vez de Debinha finalizar no travessão.

Apesar da seleção asiática ter conseguido equilibrar o confronto, quem marcou mais uma vez foi a Seleção Brasileira. Aos 28, a camisa 10 Marta bateu colocado, no canto esquerdo, e fez o terceiro das brasileiras. Na quinta edição da rainha em Jogos Olímpicos, este foi 12º gol marcado pela jogadora.

Em seguida, o Brasil foi soberano na partida. A meio-campista Andressa Alves foi derrubada por Wang Xiaoxue na área e sofreu o pênalti aos 36. Ela mesma cobrou e fez o quarto do jogo. Ainda deu tempo para o quinto. Debinha deu assistência para a atacante Bia Zaneratto, que empurrou para o fundo da rede, fechando o placar. China 0, Brasil 5.

As brasileiras voltam a campo no sábado (24) para enfrentar a Holanda. A partida será realizada no estádio Miyagi, às 8h (horário de Brasília).

Seleção masculina estreia nesta quinta (22)

O escrete olímpico masculino faz o primeiro jogo contra a Alemanha, nesta quinta (22), às 8h30 (horário de Brasília), no estádio Yokohama Internacional, na cidade de Yokohama. Os brasileiros vão reeditar a final dos Jogos da Rio 2016, quando o país levou a melhor nos pênaltis, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar. A vitória por 5 a 4 nas penalidades garantiu o ouro inédito ao Brasil no futebol olíimpico.

AB

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Santa Cruz tem o pior ataque do Grupo A e o segundo menos eficaz de toda a Série C
Com apenas três gols marcados em sete jogos, o Santa Cruz tem o pior ataque do Grupo A e o segundo menos eficaz de toda a Série C. Há um mês no comando da equipe, o técnico Roberto Fernandes já admitiu a deficiência no setor e a necessidade de melhorar o desempenho ofensivo. A preocupação tem sido evidenciada nas escalações, já que nos últimos três jogos o ataque tricolor passou por mudanças, sendo formado por diferentes jogadores.

Lucas Batatinha é o único atacante que foi titular nos quatro jogos em que Roberto Fernandes esteve à frente do time. O treinador chegou a repetir a mesma formação do ataque na segunda partida, mas não pode fazer mais isso, já que França foi dispensado pela diretoria e deixou o elenco do Santa Cruz. Na derrota contra o Altos foi quando o setor sofreu mais mudanças, chegando a ter improvisado o lateral direito Weriton.

Também contra o Altos, o atacante Levi fez a estreia como titular do Santa Cruz e deve ganhar sequência diante da Tombense, no próximo sábado. Um dos seis reforços contratados depois da chegada de Roberto Fernandes, o jogador estreou contra o Paysandu e está em busca do primeiro gol com a camisa tricolor. Ciente da responsabilidade de melhorar o setor ofensivo, o atleta destacou a dificuldade da Série C.

“A gente sabe que a Série C é um campeonato muito difícil. Em todo jogo dá para ver que as equipes são muito qualificadas. Para a gente todas as partidas são cruciais e pensamos o máximo numa vitória. Infelizmente por um detalhe ou outro, a bola não está entrando, mas a gente está mantendo a concentração. E pode ter certeza que estamos dando o máximo dentro de campo”, destacou o atacante do Santa Cruz. 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Mesmo com o Náutico perto de bater recorde, Rhaldney quer time pensando 'jogo a jogo'




No próximo domingo, diante do Vasco da Gama, às 16h, em São Januário, o Náutico pode bater um recorde histórico e se tornar o único time da história a permanecer invicto nas primeiras 12 rodadas da Série B. Hoje, o time alvirrubro divide o posto com Corinthians, Guarani e São Bento, como clubes que não perderam nas 11 rodadas iniciais de uma segunda divisão.O Timbu sempre projetou a conquista do acesso à Série A como principal objetivo no ano, mas atingir a marca inédita pode deixar o elenco alvirrubro ainda mais motivado para o restante da Série B. Entretanto, para o volante Rhaldney, os jogadores precisam focar em cada partida que terão pela frente e deixar um pouco de lado os números expressivos que podem atingir se voltarem sem derrota do Rio de Janeiro.“O mais importante é a gente pensar no dia que a gente está vivendo. Então, sobre meta, cada um tem que ter a sua. A gente não leva muito isso em consideração, mas sim o jogo a jogo. Pensar como se fosse o último jogo de nossas vidas. Acho que a gente pensando desse jeito vamos conseguir bater as metas que vêm pela frente”, ressaltou.

Para facilitar um pouco a vida do treinador Hélio dos Anjos, que vem sofrendo com desfalques no time, e ajudar o Náutico a bater o recorde de invencibilidade, os alvirrubros poderão ter a volta do atacante Kieza na próxima rodada. O camisa nove retornou aos treinamentos e deve ficar à disposição do comandante.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Brasil vence Peru e está na final da Copa América





O Brasil garantiu a classificação para a final da Copa América após derrotar o Peru por 1 a 0 (graças a um gol de Lucas Paquetá) na noite desta segunda-feira (5) no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

Agora, a equipe comandada pelo técnico Tite aguarda o confronto de Argentina e Colômbia, na noite da próxima terça-feira (6) no estádio Mané Garrincha, em Brasília, para saber quem será o seu adversário na grande decisão.

A seleção brasileira fez uma ótima apresentação na etapa inicial, pressionando a equipe peruana e criando inúmeras oportunidades. A primeira saiu, logo aos 7 minutos, dos pés do camisa 10 Neymar, que bateu para fora após receber de Richarlison.

O Brasil continuou a ter boas oportunidades com Casemiro, Everton e Richarlison, mas foi dos pés de Paquetá que saiu o gol da vitória. Aos 34 minutos Neymar avançou pela ponta esquerda, se livrou de dois marcadores e cruzou rasteiro para o meio da área, onde o camisa 17 chegou batendo de primeira para superar o goleiro Gallese.

Após o intervalo, a seleção peruana até melhorou, mas foi insuficiente para criar maiores problemas para o time comandado por Tite, que agora aguarda para saber quem será seu adversário na grande final da Copa América, programada para acontecer no próximo sábado (10), a partir das 21h (horário de Brasília), no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Em média, Náutico leva cerca de 25 minutos para abrir o placar nesta temporada


Em 18 partidas válidas nesta temporada, o Náutico balançou as redes adversárias 38 vezes. Pela Série B do Campeonato Brasileiro, foram 10 tentos nas cinco primeiras rodadas do certame: considerando as três principais divisões do país, o time comandado por Hélio dos Anjos possui média inferior apenas ao Red Bull Bragantino, que, em seis rodadas da Série A, anotou 16 gols, e ao CRB.

Com aproveitamento dos pontos conquistados superior a 80%, o Timbu tem, entre as suas características, um dos ataques mais eficientes do país. Em termos de tempo, o time alvirrubro leva, em média e considerando os jogos que o Náutico saiu na frente, pouco mais de 25 minutos para abrir o placar - algo que ocorreu 15 vezes nesta temporada. 
Na última vitória alvirrubra, por exemplo, os comandados de Hélio dos Anjos abriram o placar com apenas 16 minutos de jogo.

O gol mais veloz da temporada foi anotado na vitória diante do Santa Cruz por 2 a 1, ainda na primeira fase do Campeonato Pernambucano. Na ocasião, Rhaldney recebeu cruzamento de Kieza e cabeceou às redes defendidas por Jordan no primeiro minuto de partida. 

Entre os 12 compromissos do Campeonato Pernambucano e os cinco válidos pelo Brasileirão, o Náutico, no entanto, começou atrás do placar duas vezes. Ambas, curiosamente, diante do Sport: na única derrota da temporada, 3 a 0 na primeira fase do Pernambucano, e na ida da decisão estadual. Além, é claro, do empate sem gols desta quarta-feira (23).


-
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Roberto Fernandes elogia profissionalismo de Chiquinho, prestes a deixar o Santa Cruz
O meia Chiquinho deve disputar o último jogo pelo Santa Cruz neste sábado, contra o Volta Redonda, pela quinta rodada da Série C. Com uma proposta praticamente irrecusável do futebol dos Emirados Árabes, o jogador comunicou a diretoria tricolor no início da semana, mas continuou treinando com o elenco. Na véspera da provável despedida do meio-campista, o técnico Roberto Fernandes fez questão de elogiar a postura profissional do atleta.
“Chiquinho tem sido um cara extremamente profissional. Ele não mudou em nada os seus treinamentos, não mudou em nada a questão de se concentrar e focar para estar ajudando o Santa Cruz. Mas a gente sabe que todo mundo é pai de família, tem coisas na vida que em determinados momentos são oportunidades únicas e eu acredito que depois desse jogo é muito difícil a permanência do Chiquinho”, destacou o técnico Roberto FernandeChiquinho tem contrato com o Santa Cruz até o final da temporada, mas com uma cláusula de liberação para fora do país. A diretoria coral até chegou a estudar fazer uma proposta para o jogador, mas com dificuldades financeiras, não tem condições de igualar a oferta feita pela equipe de Dubai. De acordo com Fabiano Melo, o atual contrato do clube com o meia, feito ainda na gestão passada, deixou brechas para uma transferência internacional. 
Na penúltima posição do Grupo A com apenas dois pontos somados, o Santa Cruz tenta a primeira vitória na Série C contra o Volta Redonda, neste sábado, às 19h, no estádio Raulino de Oliveira, no Rio de Janeiro. Para o confronto, Roberto Fernandes tem problemas para escalar o time titular, já que nesta quinta-feira oito jogadores testaram positivo para Covid-19 e não viajaram com a delegação. Apesar de estar de saída, Chiquinho vai ser titular


-
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Técnico do Sport indica sequência para Betinho e retorno de Mikael



Após a derrota para o Corinthians pelo placar de 1 a 0, o técnico do Sport Umberto Louzer se mostrou satisfeito ao menos com o desempenho do volante Betinho, que entrou no lugar do lesionado Thiago Lopes, ainda no primeiro tempo, e indicou uma possível continuidade para o atleta de 29 anos de idade na equipe titular.
O Betinho entrou super bem. Ajudou bastante nessa construção de defesa para ataque. É um atleta que tem esse poder de finalização de média distância, tem o jogo apoiado e de bola longa também. Um atleta que vinha treinando bem, vinha se recondicionando para que a gente pudesse ter uma dinâmica melhor. Essa foi a nossa conversa quando chegamos. Betinho entendeu e vem se aplicando diariamente nas sessões de treinamentos e por isso, quando o Thiago (Lopes) sentiu esse desconforto muscular, nós tínhamos certeza que o Betinho ia suprir a ausência dele, ia poder fazer aquilo que nós vimos”, disse.

“É um atleta que tende a ganhar sequência, tem experiência, já conhece a casa, reúne todas essas capacidades que nós falamos e agora é reavaliar, porque ele teve um trauma no tornozelo, e nós esperamos que não seja nada grave para a gente projetar a nossa estratégia para o jogo contra o Cuiabá”, completou.

Outro atleta que pode retornar para a equipe e ficar à disposição de Umberto Louzer é o atacante Mikael. Ele que foi desfalque nas últimas partidas por conta de uma punição pode indisciplina e para se recondicionar melhor fisicamente. Depois de alguns dias aprimorando a parte física, Louzer indicou a possibilidade do atleta voltar a ser relacionado

“Mikael ficou fazendo recondicionamento, um atleta que teve uma perda significativa de 2 kg, vem se empenhando nas sessões de treinamento, conversamos com ele antes da gente viajar para esses jogos. Então conversamos, criamos um protocolo para que ele pudesse cumprir, o atleta entendeu isso, foi um desejo também dele. E a expectativa, agora, retornando, (é) conversar com ele para sentir, conversar com o departamento para ver a real condição dele e que possamos saber se contamos ou não com o atleta”, encerrou.


-
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Rebeca Andrade fatura ouro na Copa do Mundo de Ginástica Artística


A paulista Rebeca Andrade, de 22 anos, já classificada para a Olimpíada de Tóquio (Japão), conquistou a medalha de ouro nas barras assimétricas nesta sexta-feira (25), primeiro dia de finais da etapa Doha (Catar) da Copa do Mundo de Ginástica Artística. A atleta liderou o pódio com 14.500 pontos, passando a ucraniana Anastasilia Bachynska, com 13.433,que ficou com a prata. A carioca Lorrane Oliveira, de 23 anos, foi a terceira melhor (13.400) e levou o bronze. As finais da Copa do Mundo seguem neste sábado (26).
Outro brasileiro que subiu ao pódio hoje foi Arthur Zanetti, campeão olímpico nos Jogos de Londres (2012) e prata na Rio 2016. O paulista, de 31 anos, conquistou a prata (14.933), na primeira competição dele desde março do ano passado. Zanetti ficou atrás apenas do atual campeão olímpico, o grego Eleftherios Petrounias que garantiu o ouro (15.133), passando à liderança do ranking mundial, o que lhe garantiu a vaga olímpica nesta sexta (25).


Natural de Volta Redonda (RJ), Caio Souza, de 27 anos, também disputou a prova das argolas: ficou em quinto lugar (14.566). Ele é um dos cotados para compor a equipe masculina que vai representar o país em Tóquio 2020, assim como Zanetti, Arthur Nory, Caio Souza, Chico Barreto e Diogo Soares. A Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) anunciará os convocados no final de julho.

O Brasil tem garantidas as vagas de Flávia Saraiva e Rebeca Andrade no individual. A equipe masculina estará em Tóquio com quatro atletas e um ginasta no individual masculino.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Diante Ferroviário, Santa aposta em comunicação dentro de campo para ter 1ª vitória na Série C
Buscando conquistar a sua primeira vitória na Série C do Campeonato Brasileiro deste ano, o Santa Cruz entra em campo às 20h desta segunda-feira contra o Ferroviário, na Arena Castelão, em Fortaleza. Nesta reta inicial da competição, enquanto os corais pernambucanos ainda não conseguiram comemorar um resultado favorável, os mandantes não sabem o que é perder e chegam embalados por uma vitória.
Por estarem positivados para o novo coronavírus, o treinador Bolívar e seu auxiliar Patrício seguem cumprindo isolamento social no Recife e não viajaram junto com a delegação. Apesar disso, o zagueiro Hebert, de 30 anos, comentou como a Cobra Coral espera atingir seu objetivo para retornar ao estádio do Arruda com a primeira vitória assegurada.
“A comunicação dentro de campo é fundamental, né?! É muito importante e acho que isso, pra gente, é uma coisa que tem que trabalhar cada dia mais. Quando todo mundo tem uma comunicação e uma linguagem única, é onde as coisas vão fluir dentro de campo, é o entrosamento. Comunicando, a gente facilita isso. E é fundamental em qualquer equipe que você for, é essencial”, classificou.

E as novidades pelo lado do Santa Cruz para esse jogo não ficam restritas ao comando técnico, que será assumido temporariamente pelo interino Roberto de Jesus. Dentro das quatro linhas, o “tanque” Wallace Pernambucano deve fazer a sua estreia, adiada por ter sofrido uma lesão muscular de grau um na coxa. Já recuperado, o jogador, inclusive, já estava treinando com o grupo durante a semana.

Como vem o Ferroviário?

Tendo conquistado a sua primeira vitória nesta Série C no fim de semana passado, quando venceu o Altos pelo placar de 1 a 0, com gol de Gabriel Silva, a equipe do treinador Francisco Diá deve repetir sua escalação nesta segunda, afim de estender sua invencibilidade para além da fase inicial da Terceirona. E visando o Santa Cruz, o grupo seguiu um cronograma intenso de treinamentos, finalizado no domingo, véspera do confronto.

FICHA DO JOGO

Ferroviário
Rafael; Roni, Vitão, Richardson e Madson; Wesley Dias, Diego e Reinaldo; Marcos Vinícius, Wesley e Adilson Bahia | Técnico: Francisco Diá

Santa Cruz
Jordan; Weriton, Breno Calixto, Hebert e Julinho; Caetano, Vitinho, Rondinelly e Chiquinho; Madson (Adriano) e Wallace Pernambucano | Técnico: Roberto de Jesus (interino)

Local: Arena Castelão, em Fortaleza
Horário: Segunda-feira, dia 14, às 20h
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Rondinelle dos Santos Tavares (AL) e Ruan Luiz de Barros Silva (AL)


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Contra o Vila Nova, Náutico pode igualar sua maior sequência de vitórias em início de Série B

A noite da terça pode ser marcante para o Náutico. Contra o Vila Nova, o Timbu pode chegar à quarta vitória seguida no início da Série B, igualando a maior largada alvirrubra com 100% de aproveitamento no torneio, que disputa pela 22ª vez. Antes, o clube venceu CSA, Vitória e Guarani, garantindo a liderança da Segundona ao fim da terceira rodada.
Antes, o Náutico só tinha iniciado a Série B com três vitórias em duas oportunidades. Em 2001, o Timbu começou com quatro triunfos, sobre Remo, ABC, Ceará e Nacional-AM. Até hoje, este é o melhor início alvirrubro na Segundona, superando, inclusive, a campanha de 2015, que começou com vitórias sobre Luverdense, Boa Esporte e Criciúma. Curiosamente, na campanha de 2001, o Timbu também vinha de uma grande campanha de título estadual.

Quando falamos de largada invicta, porém, ainda há mais caminho a ser trilhado. A melhor sequência desse tipo foi logo na segunda participação na Série B, quando o clube passou todos os 11 jogos daquela edição sem derrotas, somando seis empates e cinco vitórias. Com isso, inclusive, o Timbu se credenciou para disputar a Primeira Divisão naquele mesmo ano.

Outro fato curioso é que o Náutico embalou duas vitórias seguidas fora de casa, algo que aconteceu apenas três vezes desde que a Série B adequou-se ao formato de pontos corridos, o que ocorreu em 2006. De lá para cá, nas oito edições em que o Timbu participou, os triunfos sequenciais longe do Recife foram, no máximo, duas vezes e conquistados nos anos de 2010, 2015 e 2016. 

Agora, o desafio alvirrubro para seguir nesta toada é quebrar a invencibilidade do Vila Nova, sexto colocado da Série B, que empatou com o Avaí e, posteriormente, venceu o CSA, este que também já foi derrotado pelo Náutico logo na estreia do campeonato. O duelo contra os goianos ocorre nesta terça-feira, nos Aflitos, às 19h, pela quarta rodada da Segundona. 

MAIOR LARGADA INVICTA

1981 - EVVEVEEEEVV

MELHORES INÍCIOS COM VITÓRIAS

1998 - 2 vitórias (Desportiva-ES e Clube do Remo)
2001 - 4 vitórias (Clube do Remo, ABC, Ceará e Nacional-AM)
2010 - 2 vitórias (Coritiba e Duque de Caxias-RJ)
2015 - 3 vitórias (Luverdense, Boa Esporte e Criciúma)



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Otimista, Louzer vê 'copo meio cheio', mesmo com início sem vitórias, mas reforça necessidade de Sport pontuar


Depois de três jogos, o Sport tem apenas um ponto nesta Série A. Logo acima do Z4, o Leão não vive uma boa largada de campeonato, o que pressiona o time e o treinador Umberto Louzer. Na visão dele, porém, o time vem apresentando evolução, mas, mesmo assim, precisa conquistar logo essa primeira vitória.
Na visão do treinador, mesmo com o “sabor amargo” das derrotas, o contexto dos três jogos deve ser levado em consideração. "Fizemos um bom jogo contra o Inter, um jogo de recuperação, principalmente no segundo tempo. Tivemos a possibilidade, até, de fazer o terceiro gol e sair com uma vitória”, afirmou sobre a estreia.

Sobre o jogo seguinte, ele continuou. “No jogo contra o Atlético, decidido na qualidade técnica, na capacidade de uma finalização do Hulk. Tivemos também a oportunidade de sair na frente, a equipe vinha jogando muito bem, mas na sequência do lance, a gente acabou sofrendo gol. A gente sabe, você sair atrás, de uma equipe da qualidade do Atlético-MG, tem essas dificuldades, mas a equipe foi buscar, tentou até o fim da partida, e acabamos perdendo”.

Com isso, ele chegou a análise do jogo contra o Fortaleza. “Um jogo controlado. A estratégia vinha sendo cumprida da maneira que nós trabalhamos, que a gente pensou. Até porque, pelo momento que vive o Fortaleza, nós sabíamos que eles iam tomar iniciativa, é a maneira na qual eles gostam de jogar. A nossa ideia de primeiro tempo era justamente quebrar esse ímpeto do adversário, ter um jogo mais direto. E, no segundo tempo, esses espaços iam acabar acontecendo, devido a esse desejo da busca de vitória do adversário”.

A partir daí, porém, as coisas desandaram para o time de Louzer. “No momento que a gente vinha controlando ainda mais a partida, conseguindo entrar mais no campo ofensivo, gerando um desconforto no sistema defensivo do adversário, a entrada do Maxwell vem em função disso, para a gente poder ter uma agressividade maior, um ataque maior em profundidade. O jogo estava se desenhando a nosso favor naquele momento, infelizmente, tivemos a perda dele com a expulsão e, na sequência, a penalidade”.

Enfático e otimista, Louzer analisou esse contexto como um cenário positivo, apesar dos placares. Mesmo assim, ele reiterou a necessidade de pontuar. “Então, a gente tem que ver o copo meio cheio, as coisas que a gente vem fazendo de produtivo, é claro que algo precisa ser melhorado, até porque a competição se iniciou com dois reveses na sequência. Então, nós precisamos, o quanto antes, estancar. Nós temos um jogo na quinta-feira, precisamos recuperar esses atletas para que a gente possa, contra o Grêmio, fazer um jogo consistente, equilibrado, e que a gente consiga nossa primeira vitória na competição".

Fonte: EDP
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Brasil abre Copa América com boa vitória sobre a Venezuela


O Estádio Mané Garrincha, em Brasília, foi palco na noite deste domingo (13) da estreia da seleção brasileira na Copa América de 2021. A equipe nacional fez 3 a 0 na Venezuela pela abertura do Grupo A. Os gols foram marcados pelo zagueiro Marquinhos e pelos atacantes Neymar e Gabriel Barbosa.

Com o resultado, o time verde e amarelo somou os primeiros três pontos e lidera a chave. Ainda neste domingo, às 21h (horário de Brasília), Colômbia e Equador se enfrentam no mesmo grupo na Arena Pantanal. O Peru é o quinto time da chave brasileira e folga nesta rodada inaugural.

Antes do início da partida, ocorreu um rápido cerimonial para abertura da competição. Alguns profissionais da saúde levaram a taça da Copa América até o centro do gramado do Mané Garrincha e o telão do estádio passou imagens alusivas às 10 equipes que participam do torneio e foi organizado um show de fogos de artifício que tomou conta do céu da capital federal.

Com a bola rolando, a primeira partida da Copa América dessa temporada foi totalmente dominada pelo Brasil. Aos sete, quase Richarlison abriu o placar depois de cobrança de escanteio de Neymar. Aos nove, a mesma dupla esteve em ação. Neymar deu um belo lançamento para Richarlison que não conseguiu dominar. Aos 10, Éder Militão por muito pouco não abriu o placar de cabeça. Aos 22, finalmente as redes venezuelanas balançaram. Neymar bateu o escanteio da esquerda e o zagueiro Marquinhos aproveitou o bate e rebate na área para fazer o primeiro gol. Aos 25, Richarlison marcou, mas estava impedido. Aos 29, Neymar fez boa jogada e finalizou rasteiro. A bola passou raspando a trave direita do gol de Graterol.

Na etapa final, o técnico Tite fez duas mudanças, colocando Everton Ribeiro no lugar do Lucas Paquetá e Alex Sandro no lugar de Renan Lodi, e a seleção marcou mais dois gols. Aos 16, o lateral-direito Danilo armou boa jogada e foi derrubado na área. Neymar deslocou o goleiro rival e fez mais um.

Depois, sem forçar muito o ritmo e com Gabriel Barbosa no lugar de Richarlison, Vinícius Júnior na vaga de Gabriel Jesus e Fabinho no lugar de Fred, saiu o terceiro gol aos 43 minutos. Neymar recebeu belo passe de Alex Sandro, driblou o goleiro e largou Gabriel Barbosa sozinho na frente do gol. O atleta do Flamengo empurrou com o peito para o fundo das redes.

A seleção volta a jogar na quinta-feira (17) contra o Peru no Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Nesta segunda-feira (14) acontecerão os primeiros dois jogos do grupo A. Argentina e Chile se enfrentam no Nilton Santos, a partir das 18h, e, no Estádio Olímpico de Goiânia, Paraguai e Bolívia se enfrentam a partir das 21h.




Fonte: AB
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Para reverter má fase, Santa Cruz deverá aprimorar
o entrosamento, avalia jogadores.
Rondinelly, que estreou há pouco, e Hebert comentaram sobre o 'fator química'



O momento do Santa Cruz se reerguer na temporada é agora. Embora não tenha sequer anotado um gol neste início da Série C do Campeonato Brasileiro, o Tricolor do Arruda, que ocupa a lanterna do Grupo A, visitará o Ferroviário-CE nesta segunda-feira, às 20h, para conquistar a primeira vitória na era Bolívar. Para conseguir tal feito, os corais entendem que o time precisa ‘fluir melhor’ dentro de campo.

“A sequência irá, sem dúvidas, melhorar. É notório que o ponto ideal, agora, é que a gente vença o quanto antes para que as coisas fluam naturalmente. A gente sabe da pressão externa e, mesmo estando no Santa Cruz há pouco tempo, eu vi o quanto a gente precisa ganhar. O mais rápido possível. Na segunda-feira, a gente precisa encontrar o caminho da vitória para dar tranquilidade. Com isso, entrosamento e jogadas de campo irão fluir melhor”, comentou o recém-contratado Rondinelly.

No último jogo, no entanto, o Santa Cruz, que terminou empatando sem gols com o Floresta-CE, pouco levou perigo à meta adversária. Um dos fatores que foi determinante para tal placar, foi o desentrosamento entre os atletas do Tricolor - conforme analisado por Rondinelly. Outro jogador que pontuou desta maneira foi o zagueiro Hebert.

“A comunicação dentro de campo é fundamental. É muito importante e acho que isso, para a gente, é uma coisa que precisamos trabalhar cada dia mais. Quando todo mundo tem uma comunicação e uma linguagem única, é onde as coisas vão fluir dentro de campo, é o entrosamento. Comunicando, a gente facilita isso. E é fundamental em qualquer equipe que você for, é essencial”, classificou o defensor.

Fonte: EDP

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Treinador do Guarani, Daniel Paulista lamenta oscilações do time, mas elogia eficiência do Náutico


Treinador já enfrentou o Timbu em seis veze na ainda jovem carreira


Seja como jogador ou como treinador, Daniel Paulista já encontrou o Náutico por diversas vezes, e a noite desta sexta-feira foi mais uma delas. Treinador do Guarani, que foi derrotado em casa pelo Alvirrubro por 3 a 1, o ex-volante, de passagem marcante pelo clube em 2007, lamentou as oscilações do Bugre, mas reforçou a eficiência apresentada pelo Timbu.

“Não foi a apresentação que nós queríamos, tivemos uma oscilação muito grande, não havia acontecido ainda. Nesse jogo, pela minha avaliação, tivemos em torno de 25 a 30 minutos do primeiro tempo de um jogo melhor, onde conseguimos jogar da maneira que vínhamos atuando, mas também falhamos na questão técnica final, de um melhor passe ou finalização”, afirmou o treinador, apenas em sua terceira partida no Guarani.
Lamentando o futebol do Guarani, Daniel fez questão de reforçar o que foi apresentado pelo Náutico. Após chegarem dentro do G4 na segunda rodada, as equipes são vistas como possíveis candidatas ao acesso, com o Timbu, inclusive, sendo um dos favoritos.

“O Náutico teve, principalmente no segundo tempo, muita eficiência nas oportunidades que teve, construiu a vitória em dois lances específicos de bola parada, é uma situação que a gente precisa rever, concentrar mais, depois dos gols a equipe se perdeu, principalmente na parte emocional. É assimilar essa derrota, trabalhamos para vencer, mas temos que tirar coisas para evoluir, crescer, não cometer os erros que cometemos hoje para não sair mais derrotados”.

O próximo confronto do Guarani acontece na próxima terça, visitando o CSA, equipe contra quem o Náutico jogou na estreia, No mesmo dia, o Timbu recebe o Vila Nova, já mirando em uma quarta vitória consecutiva.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em último treino do Sport antes do embate no Castelão, Louzer definirá se Maidana retornará
Leão da Ilha encerra preparação para o embate neste sábado

Neste início da Série A do Campeonato Brasileiro, um dos pontos que chamou atenção no time do Sport foi a mudança completa na dupla de zaga rubro-negra. Antes, Iago Maidana e Adryelson faziam a dobradinha no setor de segurança. Nos últimos dois jogos, no entanto, Rafael Thyere e Sabino supriram a ausência dos jogadores que disputaram praticamente o Campeonato Pernambucano inteiro juntos. 
Tendo embarcado no Aeroporto Internacional do Recife nesta sexta-feira (11) com destino ao Ceará, o Leão da Ilha está a um treino no CT do Vozão da partida diante do atual líder do certame, o Fortaleza. No treinamento deste sábado, inclusive, o treinador Umberto Louzer definirá a dupla de zaga para o embate diante do Leão do Pici.
“Maidana ficou, devido a recuperação, um período afastado. Mas retornou nesta semana. Tivemos o treinamento desta sexta-feira e temos o do sábado. Conversamos muito com o departamento de fisiologia e, clinicamente, Maidana está recuperado. O departamento médico, neste momento, não entra na conversa. Tenho falado bastante com o atleta também, que tem sinalizado e vem dando um feedback. Até porque ele conhece bem o seu corpo”, comentou Louzer.

MAIDANA ESTÁ PRONTO

Embora não entre em campo desde a partida de volta da final do Campeonato Pernambucano, Iago Maidana retornou aos treinamentos nesta semana e está apto para atuar diante do Fortaleza. Pelo menos é o que garante o zagueiro de 25 anos, que ainda comentou sobre a possível nova dupla que formará na zona de segurança rubro-negra.

“Essa parada foi fundamental. Aproveitei o momento para me fortalecer fisicamente e mentalmente. Quanto à possível nova dupla, garanto que tanto Sabino, quanto o Thyere, são caras de extrema qualidade. A gente mudou uma peça, mas creio que a consciência vai continuar a mesma, para que a gente sempre tá dando o melhor dentro de campo, para que a gente consiga pontuar o máximo possível”.
“Quando a gente trabalha com jogadores de alto nível, jogadores de série A, a gente tem essa facilidade de ter uma fácil adaptação. Então, garanto que tanto Sabino, quanto o Thyere, são caras de extrema qualidade. A gente mudou uma peça, mas creio que a consciência vai continuar a mesma, para que a gente sempre tá dando o melhor dentro de campo, para que a gente consiga pontuar o máximo possível”, arrematou o defensor.


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bolívar enaltece evolução do Santa Cruz e projeta melhora após 

entrosamento do elenco

Segundo o treinador, muito do poder ofensivo do Tricolor foi perdido com o desfalque de Wallace Pernambucano e contusão de Madson

O Santa Cruz ficou apenas no empate contra a equipe do Floresta neste sábado (05), pela segunda rodada do Pernambucano. Durante a partida, o tricolor apresentou evoluções no setor defensivo, mas ainda sente dificuldade em balançar as redes. Durante a semana, o treinador Bolívar focou os seus trabalhos na dupla Wallace Pernambucano, que desfalcou o time, e Madson, saiu por contusão ainda na primeira etapa. 
“Com vinte minutos de jogo acabamos perdendo o Madson, com um problema no tornozelo em um lance, e era, Junto com Wallace, os dois atletas que a gente havia trabalhado e que treinaram bem durante a semana, infelizmente tivemos essas alterações, mas os atletas que entraram estavam preparados”, analisou o treinador.

Antes do início do Campeonato Brasileiro da Série C, o Santa Cruz passou pela sua terceira reformulação na Temporada. Até o momento foram 29 contratações para a Cobra Coral na Temporada, que inclusive realizou uma concentração após a disputa do Pernambucano para dar a equipe mais entrosamento, mas decepcionou na estreia contra o Manaus. 

“Não vai ser da noite pro dia que vamos ter essa equipe encaixada e bem entrosada. Acho que houve uma evolução da primeira partida que foi muito abaixo dessa segunda de hoje, Temos que analisar os acréscimos que tivemos dentro do jogo, podendo fazer uma transição muito rápida, chegando pelos dois lados do campo com vários cruzamentos”, Declarou Bolívar.

Segundo o treinador, com o ritmo constante de jogos na Série C, a equipe tende a se entrosar mais dentro de campo, e assim melhorar o desempenho ao longo do campeonato: "É um grupo novo'', jogadores ainda estão se conhecendo, mesmo com o tempo de trabalho, porque ritmo de treinamento e de partida tem diferenças muito grandes. Precisamos continuar confiando nos atletas para que a gente possa a cada rodada buscar nossos objetivos”.  

Na oitava posição do grupo A, o Tricolor do Arruda terá pela frente outra equipe cearense como adversário. No próximo dia 14 o Santa Cruz enfrentará o Ferroviário, na Arena Castelão. 




------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Yago, Colmán, Álvaro: Hélio dos Anjos explica situação de jogadores no Náutico

Zagueiro fez apenas um jogo, meia não estreou e atacante está em fase final 

de recuperação física, após lesão

A Série B já começou, mas o Náutico ainda não conseguiu dar muita minutagem para uma série de peças no seu elenco, entre elas, estão o zagueiro Yago Silva, que só atuou por 24 minutos; o atacante Álvaro, com cinco; e o meia-atacante Jorge Colmán, que sequer entrou em campo pelo Alvirrubro. Segundo o treinador Hélio dos Anjos, porém, os três fazem parte dos planos alvirrubros. Se o defensor e o paraguaio estão prontos para quando o time precisar deles, o avançado ainda segue em fase final de recuperação física.
Segundo Hélio, o ritmo de treino garante que Yago esteja em plena condição de jogo para ajudar o Timbu. “Eu tenho o Yago pronto para qualquer momento que eu precisar, independente de ritmo de jogo. O dia a dia de um clube, hoje, como é o nosso, dá ritmo de jogo para o atleta, coloca o atleta sempre com trabalhos idênticos aos jogos”. Até agora, o zagueiro só jogou uma vez, por 24 minutos, na derrota frente ao Sport, na 9ª rodada do Pernambucano. Ele também esteve no banco de reservas outras cinco vezes.

“O Yago está muito bem, tecnicamente é um jogador que conhece muito bem a posição, eu não quero colocar na minha cabeça que ele não tem ritmo. Na hora que eu precisar, pode ter certeza que eu coloco ele nas mesmas condições que eu coloco hoje o Ronaldo (Alves), o Wagner (Leonardo), o Camutanga. Esse jogador me impressiona pelo profissionalismo, pela alegria de estar aqui no Náutico, ele fala isso abertamente e isso é uma coisa muito importante".

JORGE COLMÁN

Para o meia-atacante paraguaio, a realidade é diferente, sem, sequer, ter ido ao banco de reservas no clube. "Com o Colmán, é um processo diferente, de autoconhecimento do atleta. O dia a dia dele é muito bom, o jogador paraguaio tem isso como característica, são bons de trabalho. É um jogador que faz uma beirada de campo mais assim, sem você dar muita ênfase na parte tática defensiva”. Colmán foi defendido por Hélio, que o viu como um atleta ainda em crescimento no Náutico. 

“Joga por dentro, também, centralizado, na mesma função que eu tenho o Jean, hoje, que eu tenho o Vargas, o (Juninho) Carpina, mas é um jogador que está ainda em crescimento dentro do dia a dia. Agora, trabalha muito bem, muito bem. E é um jogador que a gente tem que vale a pena dar a questão de trabalho para ele, e na hora que tiver que usar, a gente usa com total tranquilidade. Sendo que eu vejo, hoje, o Vinícius (Vargas), o Jean, que está jogando, e o próprio Carpina, um pouco mais à frente deles, em termos de competitividade, em termos de jogo".

ÁLVARO

Sobre Álvaro, a questão ainda é física. Com apenas cinco minutos jogados na temporada, o atacante segue em fase final de transição física e ainda não é opção para o treinador Hélio dos Anjos, mesmo que já participe dos treinos junto ao restante da equipe alvirrubra.

“Em relação ao Álvaro, é uma situação diferente, ele está no final de transição física, tem participado de muitos trabalhos, mas ainda está um pouco limitada a sua participação em relação à parte técnica, a trabalhos técnicos, táticos e, até mesmo, específicos. O segmento do trabalho dele ainda continua com o departamento físico e o departamento de transição, no seu retorno, mas ele está, realmente, melhorando em todos os sentidos, eu acredito que, brevemente, ele vai estar em totais de estar presente na convocações".


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Contra adversário que encerrou temporada, Sport inicia trajetória da Ilha do Retiro
na Série A 2021
Leão enfrentará Atlético Mineiro, que sofre com desfalques por causa das convocações de seleções para as Eliminatórias da Copa do Mundo
Cento e cinco dias depois, a Ilha do Retiro voltará a receber uma partida pela Série A. Diante do Atlético-MG, último adversário como visitante do Sport no Brasileirão 2020, o Leão começa sua caminhada em casa, no domingo, às 20h30, em busca de consolidar o caminho iniciado com o empate diante do Internacional para o seu objetivo maior no ano, que é a permanência na elite para 2022. 
Novamente, o Sport terá diversos desfalques para a partida de estreia em casa. Por força de contrato, pois estão emprestados ao Sport pelo Galo, José Welison e Iago Maidana não podem atuar no domingo. Vale lembrar que o zagueiro ainda se recupera de dores musculares no abdômen. Já os atacantes Everaldo e Toró, que foi liberado para voltar às atividades na sexta-feira, estão entregues à transição física e são dúvidas para o confronto diante do Atlético-MG. Outra incógnita é a possibilidade de volta do lateral e capitão, Patric, que foi sacado diante do Colorado para a estreia de Hayner. 

A principal mudança no time titular deve ser o retorno de Neilton. Recuperado de entorse no tornozelo, o atacante deve assumir a vaga ocupada por Ricardinho. Assim, Marcão e Júnior Tavares voltam a compor o meio-campo junto com Thiago Neves e o Leão retorna ao esquema com três atacantes, que deixou de ser usado nos últimos dois jogos. Evitando dar detalhes sobre o time que entrará em campo domingo, Louzer explicou que vem trabalhando para desenvolver uma boa gama de variações táticas com o elenco. 

“Temos trabalhado outras variações, não somente com três atacantes, mas outra formatação, como já jogamos com o meio-campo melhor preenchido. Temos estudado bastante o adversário, trabalhado essas variações até porque vai te exigir numa competição de 38 rodadas que se tenha esse repertório, consiga variar dentro da partida e de jogo para jogo. Então temos trabalhado outras alternativas também para termos uma equipe melhor equilibrada e com variações para que possamos escolher dentro dos próximos jogos”, apontou o treinador. 

Ficha do jogo

Sport
Mailson; Hayner (Patric), Rafael Thyere, Sabino e Sander; Marcão, Júnior Tavares e Thiago Neves; Neilton, Paulinho Moccelin e Mikael. Técnico: Umberto Louzer

Atlético-MG
Everson; Mariano, Igor Rabello, Réver e Dodô; Nathan (Jair), Allan e Nacho Fernández; Zaracho (Sávio), Marrony e Hulk. Técnico: Cuca 

Local: Ilha do Retiro
Data e horário: Domingo (6), às 20h30
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de SP)
Árbitro de vídeo: Márcio Henrique de Góis (SP)

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Seleção brasileira encara Equador em Porto Alegre pelas Eliminatórias

Duelo no Beira Rio, às 21h30, será transmitido pela Rádio Nacional




A seleção brasileira entramem campo nesta sexta-feira (4) contra o Equador pela quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas. Entre as novidades do time comandado por Tite será a presença do atacante Gabriel Barbosa, o Gabigol, entre os titulares. O Brasil lidera a classificação, com 100% de aproveitamento. O jogo começa às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Beira Rio, em Porto Alegre, com transmissão ao vivo da Rádio Nacional. A cobertura esportiva, a partir das 21h, terá narração de Rodrigo Campos, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Rodrigo Ricardo e plantão de notícias com Luiz Ferreira.

No útlimo treino realizado ontem (3), no Beira-Rio, Casemiro atuou como capitão. comandou o último treino no gramado do Beira-Rio e encaminhou a equipe, com Casemiro como capitão. A equipe deve ir a campo com Alisson; Danilo, Éder Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Richarlison, Neymar e Gabigol.

São três desfalques. O meia Everton Ribeiro que está com dores no músculo posterior da coxa direita fica de fora do jogo. Outro que não está relacionado é o zagueiro Thiago Silva, que se recupara de uma lesão muscular na coxa esquerda. O volante Douglas Luiz está suspenso.


"É um desafio nosso manter o padrão de desempenho individual e coletivo depois de tanto tempo sem jogar. Os desfalques aumentam esse desafio. Precisamos ser efetivos no ataque e sólidos na defesa. É isso que a gente busca", disse o técnico Tite em entrevista coletiva ontem (3) à noite.

O Brasil lidera a classificação geral, com 12 pontos, seguida por Argentina (11) e Equador (9).
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em acordo, boliviano Antônio Bustamante deixa Náutico
após 159 minutos em campo
Jogador foi contratado em outubro e fez apenas duas partidas, ainda em novembro do ano passado; ele
estava fora dos planos desde o início da temporada
O volante estadunidense, radicado boliviano, Antonio Bustamante não é mais jogador do Náutico. A rescisão de contrato com o jogador foi assinada na tarde desta quinta-feira, finalizando o vínculo que durava desde outubro do ano passado. A saída acontece em comum acordo.
Segundo o executivo de futebol do clube, Ari Barros, que, em breve contato, confirmou o desvínculo, houve um acordo entre o clube e o jogador pela sua saída, o liberando para “seguir a sua vida fora do clube”. Segundo a apuração do Esportes DP, a proposta de rescisão partiu do clube, sendo acatada pelo volante de 23 anos, que tinha contrato com o Timbu até o fim de 2021.

Peça da seleção boliviana, Bustamante foi titular no jogo contra o Brasil nas Eliminatórias da Copa do Mundo, no ano passado. Aqui, o volante fez apenas dois jogos pelo Alvirrubro, ambos em novembro de 2020, contra Sampaio Corrêa e CRB. Os jogos valiam pela Série B, na qual também foi opção de banco de reservas em outras seis oportunidades.
 
Antes de chegar ao Timbu, ele já havia defendido o William & Mary Tribe, do futebol universiário dos EUA, o DC United (EUA) e o Loundon United (2ª Divisão dos EUA), além do Blooming (BOL), último time antes do Náutico.


Mesmo sem vir atuando com o grupo, a saída de Antonio Bustamante pode ocasionar na chegada de alguma peça de reposição para a cabeça de área, segundo Ari Barros. Isso, porém, não significa que haja reforço encaminhado para o setor.

Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sem vencer com Bolívar, elenco do
Santa Cruz encara jogo contra o Floresta como decisivo
Depois da derrota na estreia da Série C, o Santa Cruz se prepara agora para enfrentar o Floresta, pela
segunda rodada da primeira fase
Depois da derrota contra o Manaus na estreia da Série C, o Santa Cruz tenta não perder tempo para se recuperar o mais rápido possível na competição. Ainda sem vencer sob o comando do técnico Bolívar, os jogadores encaram o confronto contra o Floresta no próximo sábado como decisivo. De acordo com o zagueiro e capitão Breno Calixto, dentro do Arruda o time precisa se impor para conquistar os três pontos em todos os jogos.
“A gente sabe que é um jogo de vida ou morte. Está no começo, mas a Série C não é um campeonato que pode estar deixando para depois. É uma das edições mais difíceis de todos os tempos. Em casa a gente não pode nem cogitar empatar ou perder. Temos um grande respeito pelo Floresta, pelo Leston (Júnior) também, que é um grande treinador. Só que aqui iremos procurar os três pontos de qualquer forma”, disse Breno.

Sem vencer no Arruda há quase dois meses, o Santa Cruz vai receber o Floresta do técnico Leston Júnior no próximo sábado, pela segunda rodada da primeira fase. Depois do “baque” da última derrota, após 20 dias de preparação, Breno Calixto enxerga as críticas da torcida como naturais, mas ressalta o “sangue nos olhos” para reverter a situação e conquistar a primeira vitória na Série C.

“Organizado, bem treinado, mas iremos para cima com sangue nos olhos. Temos que aceitar a crítica da torcida, da comissão técnica, que sabemos que deixamos a desejar e poderíamos ter dado mais. Mas serve como aprendizado. O que erramos a gente já sabe, agora é trabalhar em cima disso para não acontecer mais”, destacou.

DEPARTAMENTO MÉDICO

Para o jogo contra o Floresta, o Santa Cruz deve ter alguns desfalques. Além do lateral esquerdo Leonan, Lucas Batatinha e Julinho, dois dos reforços anunciados para a Série C, não participaram do treino desta quinta-feira. O atacante está na transição com a fisioterapia, enquanto o lateral esquerdo foi poupado com trabalhos voltados para a manutenção de força física, depois de uma virose.

Fonte: EDP

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Apto para retornar ante Atlético-MG, Neilton relata ansiedade
para estrear na Série A
Atacante gostou de ver superação dos companheiros e colocou que este é o caminho para uma boa
campanha na elite do futebol nacional
Um dos desfalques leoninos para a estreia da Série A, diante do Internacional, por causa de uma entorse no tornozelo, o atacante Neilton voltou a trabalhar no início da semana e está apto para fazer sua primeira partida pelo Sport no Brasileirão, contra o Atlético-MG, no próximo domingo, às 20h30, no jogo que marca o começo da participação rubro-negra no certame. 
“Tive uma preparação muito boa na fisio, em casa, estava me preparando para voltar o quanto antes e consegui. Estou voltando sem dores e espero estar estreando o mais rápido possível, estou ansioso para isso no Brasileirão e ajudar a equipe da melhor maneira”, apontou o atacante. 

O jogador coloca que o motivo para a expectativa é o alto nível da competição e o desejo de contribuir para que o Leão conquiste objetivos maiores - o Rubro-negro trata a permanência como grande desafio na temporada -, marcando gols ou ajudando na defesa. 

“Estou ansioso, não vou mentir. É um campeonato que muitos atletas de alto nível gostam de participar, espero fazer um excelente campeonato e estreia. Espero que o Sport conquiste grandes coisas, algumas metas que a gente tem, para que a gente em cada partida se entregue, se doe e é isso que Neilton vai fazer pelo Sport. Em cada jogo procurando ajudar com gols, assistências ou ali na marcação, recompondo”, explicou. 

Questionado sobre a sensação de assistir a primeira partida em casa, Neilton disse que é a pior coisa para um jogador de futebol. Apesar disso, apontou que jogou junto com os companheiros e ficou muito satisfeito com o resultado e o desempenho, especialmente no segundo tempo. 

“De fora eu falo até isso, quem está lá dentro fica mais tranquilo do que quem está fora assistindo. E isso é a pior coisa, já que você poderia estar lá dentro ajudando, mas com a lesão, infelizmente, não pude. Mas joguei junto em casa, vibrei cada bola que tirava, comemorei os gols como se tivesse em campo. Acho que a equipe fez um bom jogo, principalmente no segundo tempo, o poder de reação que demonstramos. Acho que esse é o caminho”, concluiu.


Fonte: EDP

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Prestes a estrear como mandante na Série C, Santa
Cruz enfrenta má fase atuando no Arruda
Equipe somou apenas 30% dos pontos disputados como mandante; até o momento, teve duas vitórias, três empates e cinco derrotas em casa


Não é novidade que a ausência de público nos estádios influencia nos resultados dentro de campo. Com o Santa Cruz, nesta temporada, não vem sendo diferente. Nos primeiros dez jogos deste ano, o Tricolor venceu apenas dois, empatou outros três e perdeu em cinco oportunidades, totalizando apenas 30% de aproveitamento dos pontos disputados sob os seus domínios. Para sonhar com o acesso, no entanto, é necessário que haja uma retomada atuando como mandante nesta Série C. 
No Arruda, o último triunfo do Santa Cruz aconteceu há quase dois meses, quando, ainda sob o comando do técnico João Brigatti, goleou o Vera Cruz por 4 a 1. De lá para cá, nos quatro jogos seguintes, acumulou dois empates e duas derrotas. A única ressalva se dá por conta da vitória nos pênaltis contra o Afogados, pelas quartas de final do Campeonato Pernambucano. 

No entanto, na temporada passada, o Santa Cruz contrariou as expectativas atuando no Arruda. Isso porque, mesmo sem público, obteve 11 triunfos, quatro empates e apenas duas derrotas. Vale ressaltar que tal desempenho não contabiliza as partidas disputadas antes da pandemia. Mesmo com os números relevantes, o clube não alcançou o principal objetivo traçado: o acesso à Série B. 

No próximo sábado, exatamente um mês após a última partida realizada no Arruda, o Santa Cruz tem a oportunidade de ‘virar a chave’ e pôr fim à sequência instável que a equipe atravessa como mandante. Desta vez, o adversário será o Floresta, que estreou, diferentemente da Cobra Coral, com vitória na Série C.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sampaio Corrêa anuncia devolução de Erick Daltro, mas Náutico aponta que rescisão não pode acontecer
Executivo do Náutico, Ari Barros disse que Alvirrubro não permitiu que os maranhenses encerrassem o contrato com o ala


O lateral esquerdo Erick Daltro, jogador emprestado pelo Náutico ao Sampaio Corrêa, vive um imbróglio contratual. Fora dos planos no Maranhão, onde tem contrato até o fim da temporada, o jogador de 28 anos teve sua rescisão com o clube anunciada na tarde desta quarta-feira, mas, segundo o executivo do Náutico, Ari Barros, essa operação não pode acontecer, uma vez que o Timbu não aceitou o retorno do atleta.
"Ele tem contrato lá até o fim do ano e nós não aceitamos a devolução. Nós temos uma situação de elenco, uma situação financeira, está tudo ajustado e alinhado. Para ele voltar para o Náutico, nós teríamos que estar de acordo, mas não demos um acordo com a volta dele", afirmou o executivo alvirrubro, rejeitando a possibilidade da rescisão.

"Não pode. Nós não aceitamos a devolução dele", reafirmou Ari. "Eu não sei como o atleta vai se virar com eles lá, mas eu emprestei ele e ele vai ter que cumprir o contrato, a não ser que eu pedisse ele de volta ou aceitasse a devolução. E não tem isso. Se continuar nessa situação, pode entrar para o jurídico, para resolver".

Segundo o executivo, o Sampaio tentou conseguir a liberação junto ao Náutico, mas o Timbu rejeitou o pedido. "Tentaram (negociar). Perguntaram se a gente aceitaria, e eu falei que não".

Nisso, Ari também se mostoru aberto à possibilidade de um empréstimo a outro clube, se o jogador e o Sampaio encontrarem alguma alternativa assim. "Aí ele nos procura e a gente já faz um empréstimo direto, não vejo nenhum problema, mas voltar para cá não tem como, porque a gente não tem orçamento".

Contratado pelo Náutico em 2019, Daltro fez 19 jogos pelo Timbu antes de ser emprestado ao Guarani, no ano passado, e, depois, ao Sampaio Corrêa, onde estava desde o início do ano, tendo entrado em campo em 12 oportunidades.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Após jogarem juntos como titulares pela primeira vez, técnico
Umberto Louzer elogia desempenho de Thyere e Sabino
Sem contar com Iago Maidana para o jogo da segunda rodada da Série A,
diante do Atlético-MG, dupla deve ter continuidade no 11 inicial

Entrando na “fogueira” de enfrentar o Internacional, atual vice-campeão brasileiro, no Beira-rio, na estreia do Campeonato Brasileiro, a dupla de zaga formada por Rafael Thyere e Sabino, que estreou como titular diante dos Colorados, foi bastante elogiada pelo técnico Umberto Louzer. Apesar dos dois gols sofridos pelo Leão na partida, que terminou empatada em 2 a 2, o comandante salientou o bom desempenho dos defensores nas duas fases do jogo. 
“Sabino e (Rafael) Thyere estiveram muito bem, principalmente na iniciação, construção, algo que temos buscado para que possamos chegar no campo ofensivo e criar finalizações. São dois atletas fundamentais pela construção e, a meu ver, fizeram uma excelente partida. É difícil jogar contra o Inter, mas tiveram a coragem de muitas vezes aceitarem a igualdade, mesmo na pressão alta. Claro que o Inter é muito bem treinado, tem jogadores qualificados, de entrosamento e em algum momento a pressão vai vazar. Mas o mais importante é a coragem de pressionar, de tirar o conforto do adversário porque se não faz esse tipo de abordagem, o adversário controla o jogo, vai minando em busca do resultado”, apontou o técnico. 

Esse bom desempenho dos defensores se tornou um alento para o comandante, que novamente não terá o zagueiro Iago Maidana, destaque defensivo do Leão na temporada, estando invicto em campo, em todos os jogos que disputou pelo Estadual. Se recuperando de dores musculares no abdômen, o defensor não poderia atuar diante do Galo devido a ser um atleta emprestado pelo clube mineiro. Assim, a tendência é que a escalação da dupla da estreia se repita. 

Outro ponto abordado por Louzer foi a possibilidade de reforçar o setor, que perdeu Adryelson, emprestado para o futebol árabe. Segundo Louzer, a diretoria está atenta às oportunidades que possam surgir no mercado, mas apontou que, até o momento, está contente com o elenco que tem em mãos e que o foco é trabalhar para que haja a evolução física e técnica dos atletas leoninos. 

“Temos conversado com a direção internamente. É claro que temos que olhar sempre para dentro, temos Chico, um jovem, o próprio Henzo e Ryan, dois atletas do sub-20, e dar oportunidades aos valores. Claro que todos estão atentos com as possibilidades do mercado, sempre com a responsabilidade financeira, sempre atento aos atletas que possam vir para agregar, mas vamos sempre valorizar aquilo que temos em mãos. Se tiver alguma oportunidade, independente da posição, estamos abertos para agregar e qualificar.”

“Estou muito contente com o nosso grupo, temos muitos atletas que vão evoluir e crescer na condição física, técnica e tática. E tenho certeza que com o nosso grupo poderemos colher bons frutos e resultados na temporada. Claro, é uma competição longa, que exige um grupo grande e qualificado, estaremos sempre atentos ao mercado para o que possa surgir”, finalizou o treinador. 

Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Conmebol divulga tabela e Brasil estreia em Brasília na Copa América

A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) divulgou na quarta-feira (2) à noite os horários e locais onde serão disputados os jogos da Copa América de 2021, transferida para o Brasil. A estreia da seleção comandada pelo técnico Tite será no próximo dia 13 de junho, um domingo, às 18h (horário de Brasília), contra a Venezuela, no Mané Garrincha, em Brasília.

O formato da competição não foi alterado. As dez seleções do continente estão divididas em dois grupos com cinco times em cada. Os quatro primeiros se classificam às quartas de final. O Brasil está no Grupo B. Além da Venezuela, a equipe canarinho terá pela frente Peru (dia 17, às 21h, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro), Colômbia (dia 23, também às 21h e no Nilton Santos) e Equador (dia 27, às 18h, no estádio Olímpico de Goiânia). Os brasileiros só não atuarão na Arena Pantanal, em Cuiabá.
Nas quartas de final, caso avance em primeiro lugar, o Brasil encara o quarto colocado do Grupo B (Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai) às 22h do dia 3 de julho, em Goiânia. Se passar em segundo, atua no mesmo dia, no Mané Garrincha, mas às 19h, contra o terceiro da outra chave.

Classificando-se em terceiro no Grupo A, os brasileiros terão pela frente o segundo melhor time do Grupo B no dia 2 de julho, às 18h, no Olímpico de Goiânia. Caso só consiga a quarta vaga da chave, a seleção de Tite joga no Nilton Santos, às 21h, contra o líder do outro grupo, também no dia 2.

As semifinais estão previstas para os dias 5 (20h, no Nilton Santos) e 6 (22h, no Mané Garrincha) de julho. A disputa do terceiro lugar está marcada para 9 de julho, às 21h, em Brasília. A final da Copa América será em 10 de julho, às 21h, no Maracanã, no Rio de Janeiro.


Fonte: AB

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Ínício da Série B mostra equilíbrio e competitividade; Náutico vê disputa dura, mesmo com boa largada
Lateral Bryan e treinador Hélio dos Anjos comentaram sobre alto nível da Segundona de 2021, mas com confiança no trabalho alvirrubro
Considerada por muitos como a “maior de todos os tempos”, a Série B de 2021 já mostrou o seu alto nível técnico. Com grandes clubes e elencos na disputa, o campeonato começou com derrotas para favoritos e grandes atuações de clubes intermediários. Entre os principais favoritos, inclusive, o Náutico foi um dos poucos que soube confirmar o status.

Essa forte disputa foi comentada pelo lateral direito Bryan, que revelou que o grupo alvirrubro vem conversando sobre o nível do campeonato, mas sempre com confiança no grupo do Náutico. "A gente conversa sempre sobre o nosso campeonato, sobre os adversários que nós enfrentamos, vamos enfrentar. Mas a gente sabe do nosso potencial, da força da nossa equipe. Claro que a gente tem que respeitar sempre o adversário, mas a gente respeita jogando, dando o nosso melhor”.

Na visão do lateral, o campeonato tem várias equipes de alto nível. “Eu acredito que as equipes, todas, são qualificadas, fortes. Tem as equipes que caíram da Série A, que vem, também, com um elenco muito forte, mas a gente sabe da nossa força, da nossa qualidade, e eu acredito que a gente vai, com muita humildade, lutando jogo a jogo, brigar lá em cima".

O treinador Hélio dos Anjos também comentou sobre o equilíbrio entre os times que disputam essa edição da Segunda Divisão. "Todos os times vão ter uma dificuldade muito grande, é uma competição muito equilibrada (...) não pensem que Cruzeiro, Botafogo e Vasco vão sair atropelando. Não é assim, não vai ser assim. É muita camisa pesada nessa divisão. São cinco times que já foram campeões brasileiros”, afirmou Hélio, antes de lembrar de outros times de peso que também podem acirrar a disputa.

“Você vai deixar de lembrar do Vitória, do Remo, que está voltando agora, do Coritiba, que está nesse grupo dos com títulos? E tantos outros. Lá do Paraná, o Operário tem feito uma campanha maravilhosa na temporada, é um dos postulantes reais ao título do Paranaense. E a gente começa a citar o potencial de uma Ponte Preta, um Guarani. Eu estou esperando uma dificuldade imensa, muito grande".

Entre os times de maior status, Cruzeiro e Vasco estrearam com derrota, frente a Confiança e Operário, o que coloca os postulantes ao título largando já da zona de rebaixamento. O Avaí, também muito bem cotado, não jogou bem, perdeu para o Coritiba e também larga no Z4. Outra derrota foi da Ponte Preta, frente ao estreante Brusque, que pode surpreender na competição. O Goiás, outro grande clube na disputa, fez um jogo sofrível no empate sem gols com o Sampaio Corrêa. Tudo isso comprova esse cenário de forte equilíbrio, que será posto à prova em 38 rodadas.

Fonte: EDP

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Planejando mais duas contratações,
diretoria do Santa Cruz está próxima de fechar o elenco
Depois de anunciar o atacante Wallace Pernambucano, a diretoria do
Santa Cruz planeja reforçar o elenco com mais um goleiro e um zagueiro
Depois de anunciar a contratação do atacante Wallace Pernambucano, a diretoria do Santa Cruz está próxima de fechar o elenco para a disputa da Série C. Com as posições mais carentes já reforçadas, o clube agora tenta fechar com mais um goleiro para compor o grupo e fazer sombra a Jordan e um zagueiro para brigar pela titularidade. De acordo com o executivo de futebol Fabiano Melo, a direção pretende anunciar novas peças até esta quarta-feira.
“Tem alguns nomes que estamos trabalhando. A gente quer entregar essas duas peças o mais rápido possível para o Bolívar e assim fechar o plantel nesse primeiro momento. A dificuldade está grande, o mercado está complicado, mas acredito que daqui para quarta-feira a gente deve definir isso de uma vez por outra para dar mais opções de trabalho para Bolivar”, explicou futebol Fabiano Melo, em entrevista à Rádio Clube.
Com 28 contratações feitas na temporada, a diretoria do Santa Cruz trabalha para tentar minimizar novos erros na formação do elenco. Dos reforços anunciados, sete já deixaram o clube e outros seis ainda não fizeram a estreia com a camisa tricolor. Ao todo, o elenco vai teve três semanas de intertemporada para a Série C, mas estreou na competição com derrota. O objetivo do clube é dar mais opções ao técnico Bolívar para que o time tenha uma reação.

Atualmente, o Santa Cruz tem disponível apenas três goleiros no elenco para a Série C. Além de Jordan, o prata da casa Jaime e Geaze, um dos reforços contratados para a temporada, são as outras duas opções de Bolívar para o gol. Os dois ainda não entraram em campo no ano. Já na zaga, o treinador tem à disposição Breno Calixto, Hebert, Júnior Sergipano e o experiente Willian Alves, que perdeu a condição de titular no último jogo.

JOGADORES CONTRATADOS NO ANO

Goleiros: Martín Rodríguez*, Filipe Silva* e Geaze**
Laterais direitos: Fernando Pileggi, Digão e Weriton
Zagueiros: Hebert e Breno Calixto
Laterais esquerdos: Alan Cardoso* e Julinho
Volantes: Elicarlos*, Derley, Karl, Augusto César, Vitinho, Everton Dias**
Meias: Rondinelly**, Marcos Vinícius*, Péricles*
Atacantes: Madson, Quiñonez, Maxwell*, Lucas Batatinha**, Frank**, França, Bustamante, Wallace Pernambucano** e Adriano Michael Jackson

*Deixaram o Santa Cruz
**Não estrearam


Fonte: EDP
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Com apenas 22 partidas disputadas,
Sport ultrapassa número de jogadores
utilizados em 2020
Após estreias de André, Hayner e Paulinho Moccelin, Leão chegou a 53 atletas escalados em pelo menos uma partida no ano; Mikael e Sander lideram
A estreia na Série A marcou mais um número importante para o Sport na temporada 2021, pois com as estreias dos contratados André, Hayner e Paulinho Moccelin, o Leão chegou a marca de 53 jogadores utilizados em apenas 22 partidas, superando o número da temporada anterior, quando 51 atletas foram acionados em 60 oportunidades por Copa do Brasil, Copa do Nordeste, Estadual e Série A. 
Esse número foi bastante inflacionado devido ao início de temporada leonino. Por causa da Série A 2020, que terminou apenas na última semana de fevereiro de 2021, o Sport precisou iniciar o Campeonato Pernambucano e a Copa do Nordeste com equipes alternativas compostas por atletas que não foram muito aproveitados durante o Brasileiro e jovens das categorias de base. 

Não à toa, quase a metade dos jogadores acionados não têm nem cinco partidas com a camisa do Leão em 2021. Entre eles, os contratados José Welison e Everaldo, que têm três e quatro partidas, respectivamente. Dos jogadores trazidos para o início da temporada, apenas o volante Carlos Rentería ainda não estreou, não sendo nem relacionado pelos técnicos César Lucena e Umberto Louzer. Vale lembrar que o Sport ainda tem o volante Joã Igor e o atacante Leandro Barcia, que se recuperam de cirurgias no joelho e devem ser reintegrados ao elenco neste segundo semestre.

No topo do índice de maior número de partidas até o momento estão o lateral Sander e o atacante Mikael, que também é o artilheiro da equipe com sete gols marcados. Ambos estiveram presentes em 18 das 22 partidas leoninas em 2021. Na sequência estão o volante Marcão, com 16, além de Patric e o meia Gustavo, que fizeram 14 partidas cada. 

Dos atletas até então utilizados, oito já saíram do Sport, entre eles, o zagueiro Adryelson, um dos que mais atuou até aqui, com 16 partidas. Junto ao camisa 34, que foi emprestado para o futebol árabe, estão os laterais Elias e Luciano Juba, o zagueiro Pedrão, o volante Marcos Serrato e os atacantes Maxwell, que foi para o Santa Cruz, Dalberto e Vinícius Popó. 

Tendência de crescimento
Analisando os números desde a chegada da gestão Milton Bivar ao clube, o que se vê em relação à quantia de jogadores utilizados é um crescimento. No primeiro ano de mandato, quando o Sport disputou a Série B, em 2019, 43 atletas entraram em campo com a camisa do Sport. Em 2020, o número subiu para 51 e em 2021 já são 53. O Leão ainda entra em campo em pelo menos mais 37 oportunidades neste ano até o final da Série A. 


------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Jogos de Tóquio: seleção de ciclismo mountain bike é definida.
CBC chama Henrique Avancini, Luiz Henrique Cocuzzi e Jaqueline Mourão
A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) confirmou, na última segunda-feira (31), os nomes que representarão o país nos Jogos de Tóquio nas provas do mountain bike, que acontecerão entre 19 e 28 de julho de 2021.

O Brasil havia conquistado três vagas pelo ranking da União Ciclística Internacional (UCI, na sigla em inglês). No ranking olímpico masculino, a equipe brasileira terminou no 4º lugar e ficou com duas vagas. No feminino, o país finalizou na 17ª posição e garantiu a participação de uma ciclista. Como as vagas são destinadas à confederação nacional e não são nominais, a CBC, com base em critérios estabelecidos e publicados no dia 20 de junho de 2018, chamou Henrique Avancini, Luiz Henrique Cocuzzi e Jaqueline Mourão.

O carioca Avancini vai para a segunda edição de Jogos Olímpicos. Após o 23º lugar no Rio de Janeiro, o atleta abriu a temporada na liderança do ranking mundial da categoria e aparece como um dos favoritos a um lugar no pódio. Cocuzzi tem 27 anos e estreará em Jogos Olímpicos. Enquanto isso, Jaqueline Mourão vai à sétima edição olímpica. Aos 45 anos, ela já esteve em duas edições dos Jogos de verão, em Atenas (2004) e em Pequim (2008), e em quatro Olimpíadas de Inverno, em Turim (2006), em Vancouver (2010), em Sochi (2014) e em PyeongChang (2018), no esqui cross country.


Fonte AB  
Vasco supera Boavista por 1 a 0 pelaCopa do Brasil
São Paulo é derrotado por 3 a 2 pelo 4 de Julho

O Vasco derrotou o Boavista por 1 a 0, na noite desta terça-feira (1) no estádio de Bacaxá, na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Com este resultado, o Cruzmaltino pode até mesmo empatar no jogo de volta (programado para a próxima quarta no estádio de São Januário) que garante vaga nas oitavas de final da competição. Em caso de vitória do Verdão de Saquarema por apenas um gol, a partida vai para a disputa de pênaltis.

O triunfo do Vasco foi garantido graças a um gol de Sarrafiore, alcançado aos 44 minutos do primeiro tempo. O meio-campista aproveitou uma bola que sobrou, após jogada trabalhada envolvendo Zeca e Morato, para marcar.

Derrota do São Paulo

Também nesta terça, o São Paulo foi derrotado, por 3 a 2, pelo 4 de Julho, em partida realizada no estádio Albertão, em Teresina.

Jogando em casa, a equipe da casa abriu o placar logo aos 8 minutos, quando Orejuela marcou contra. Mas o São Paulo conseguiu igualar aos 21 minutos, graças a um toque de cobertura do atacante Eder.

E o Tricolor conseguiu a virada, aos 29 minutos, novamente com um gol do atacante com passagem pela seleção italiana. Mas o 4 de Julho continuou em busca do empate, e o alcançou quando Orejuela falhou novamente e Gilmar Bahia ficou livre para marcar.

Na etapa final, a equipe da casa conseguiu o gol da vitória graças a um toque de cabeça do volante Rômulo.

Agora, o São Paulo precisa vencer por dois gols de vantagem na próxima terça-feira no estádio do Morumbi para avançar. Vitória do Tricolor por apenas um gol leva para a disputa de pênaltis. O empate é do 4 de Julho.

Fonte AB   

Fluminense x Bragantino jogam pela Copa do Brasil nesta quarta.
Rádio Nacional transmite a partida no Maracanã, às 21h


Pela terceira fase da Copa do Brasil, Fluminense e Bragantino duelam, nesta quarta-feira (2), no Maracanã. A Rádio Nacional vai acompanhar as emoções da partida, às 21h (horário de Brasília), com narração de Felipe Rangel, comentários de Waldir Luiz, reportagem de Rodrigo Ricardo e plantão de Luiz Ferreira.

Fluminense e Bragantino estão na série A do Brasileirão. O Flu estreou empatando sem gols com o São Paulo no Morumbi. Já o Massa Bruta venceu a Chapecoense por 3 a 0.  As equipes também estão classificadas para as oitavas de final da Libertadores e da Copa Sul-Americana.  Os cariocas vão enfrentar o Cerro Porteño (Paraguai) pela Glória Eterna, enquanto os paulistas vão medir forças com o Independiente Del Valle (Equador) no caminho até A Grande Conquista.

Tanto Roger Machado quanto Maurício Barbieri vão ter desfalques importantes. O técnico do Flu não pode contar com o zagueiro Nino, convocado para a Seleção Olímpica, e com o meia Cazares, que vai servir a seleção equatoriana e também não pode disputar a Copa do Brasil pelo Flu, porque já jogou com a camisa do Corinthians pela competição.

Pelo Massa Bruta, Barbieri vai ter as ausências do meia Claudinho e do goleiro Cleiton também convocados para a Seleção Brasileira Olímpica.  O atacante Gabriel Novaes, que já defendeu o  Bahia pela Copa do Brasil, também está fora.

Em live pela TV Flu, o presidente do Tricolor Carioca, Mario Bittencourt, analisou o Bragantino.

“Equipe forte, com investimentos, em que pese ser considerada uma equipe de menor expressão. É uma competição que do ponto de vista financeiro é muito boa”, avaliou o dirigente, lembrando que o Flu conquistou o título de 2007 e foi vice em 1992 e 2005.

Quem avançar na Copa do Brasil vai receber um prêmio de R$ 2,7 milhões. Fora dos gramados, após quase três anos sem um patrocinador master, os tricolores anunciaram o contrato de dois anos com uma empresa internacional do ramo de apostas. Os valores não foram divulgados oficialmente, mas giram em torno de R$ 15 milhões anuais, segundo fontes das Laranjeiras.

Para o comentarista esportivo, Mario Silva, os comandados de Maurício Barbieri são favoritos a superar o elenco treinado por Roger Machado. “É um duelo de 180 minutos e pelo que apresentaram até agora, vejo o Bragantino como favorito, mas no futebol tudo pode mudar”.

O jogo de volta entre Flu e Bragantino será próximo dia 9 no Estádio Nabib Abib Chedid, em Bragança Paulista.

Fonte AB

 ---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Vendo segundo tempo como "um norte"
para trabalho do Sport, Louzer faz avaliação
positiva da estreia na Série A.
Leão saiu atrás, mas buscou empate no segundo tempo, contra o
Internacional, em Porto Alegre

O time do Sport estreou no Brasileirão com um jogo de altos e baixos. De dominado a dominante, o Leão viveu um pouquinho de tudo no jogo contra o Internacional, na estreia pela Série A. O ponto garantido, após o empate de 2 a 2, porém, garantiu que o saldo fosse positivo, como afirmou o treinador Umberto Louzer, convicto de que o bom final de jogo do Rubro-Negro pode ser um norte para a campanha leonina no campeonato.
Na análise do técnico, apesar das dificuldades apresentadas, há um somatório positivo no jogo. “Contra quem e o local que jogamos, o atual vice-campeão brasileiro, que investe bastante em manutenção, e isso ajuda muito com o entrosamento. A análise nossa é positiva. Claro que iniciamos o jogo com dificuldade, também em cima das mudanças que tivemos, o que demanda tempo de treinamento e encaixe no próprio jogo”, comentou Louzer, citando melhora no time após o primeiro gol sofrido.
“Após tomar o primeiro gol encaixamos, tivemos mais a bola, melhoramos. Tivemos a possibilidade de empate numa cabeçada de Thiago (Neves) e em um rebote de (Rafael) Thyere. E, no final do primeiro tempo, sofremos um gol de bola parada”. A evolução, na visão do treinador, seguiu também no segundo tempo.

“Fizemos as alterações, ajustes e tivemos um poder excelente de reação, conseguimos controlar o jogo, não sofremos, tomamos a iniciativa, conseguimos o primeiro gol com Thiago Neves, de pênalti. E depois fomos premiados com o segundo gol de André e tivemos boas possibilidades de finalizar e até mesmo sair daqui com um resultado melhor”.

Meio a isso, Louzer afirmou que esse novo Sport do segundo tempo pode ser uma base para se construir o time ao longo do Brasileirão. “Um caminho, um norte. As dificuldades que temos enfrentado, um grupo de atletas chegando, um grupo retornando de lesão e um grupo que aqui já estava. Para encaixar essas peças, esse entrosamento, isso demanda tempo. Tivemos uma semana atípica no qual perdemos alguns atletas que já vinham com ritmo de jogo por questões de lesões”, afirmou, lembrando dos problemas que o time teve antes da partida.
Com isso, ele reafirmou a importância dos ajustes que foram aplicados. “Vamos buscando esses ajustes. Claro que, às vezes, temos que trocar o pneu com o carro andando. Mas o grupo é qualificado, tem entendido, se entregado aos treinamentos. Esse é o primeiro caminho. Então é continuar trabalhando, buscando evolução, equilíbrio na fase ofensiva e defensiva para termos uma equipe homogênea e conseguirmos fazer uma temporada alcançando os objetivos traçados pelo clube".

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pedindo mais elenco, Hélio dos Anjos alerta para a necessidade de reforços no Náutico
Treinador acredita que alvirrubro precisa de mais três peças para ter a
robustez necessária para a disputa da Série B

A necessidade de reforços para o elenco do Náutico já começa a virar motivo de cobrança dentro do clube. Com apenas um nome trazido para a disputa do Campeonato Brasileiro, iniciado nessa sexta-feira, o treinador Hélio dos Anjos disse abertamente que esse assunto já virou motivo de alerta para a diretoria do clube.
Na visão de Hélio dos Anjos, falta um pouco mais de robustez ao elenco alvirrubro para a disputa intensa das 38 rodadas da Série B. Ainda que o time venha com um grande rendimento na temporada, existem posições que levantam questionamentos quando se fala de opções de banco de reservas, seja como opção para a ausência de titulares ou para a substituições ao longo do jogo, algo que pode ser revertido com a chegada de novos nomes.
Na temporada, o Náutico já contratou dez jogadores. Dois deles ainda não estrearam e, dentro da Série B, devem ganhar chances de mostrar o seu futebol: os meias Jorge Colmán e Vinícius Vargas, sendo que o segundo é recém-chegado ao Aflitos.

Neste cenário, Hélio comentou que não tem como estipular prazo para a chegada desses reforços, uma vez que suas conclusões não dependem dele, mas reforços que já era tempo de se ter mais peças. "Eu não tenho como estipular prazo. Eu não sou o dono das decisões finais dentro do clube, mas eu alerto. Eu acho que, nesse momento, nós já poderíamos ter mais, pelo menos, um jogador aqui dentro do trabalho”.

Com isso, o treinador reiterou sua preocupação com essa necessidade do time. “Eu estou preocupado com isso. Nós temos que saber que nós temos um grupo forte, mas o calendário, as adversidades, os grandes adversários podem nos trazer problemas, e a gente precisa de elenco, de grupo. Eu, particularmente, gostaria de mais três jogadores para começar a arrancar no Brasileiro, mas eu tenho que entender que nem tudo é do jeito que a gente quer”.
Assim, o treinador reforçou o pedido. “O alerta está dado para a direção, as conversas têm acontecido. O Ari é muito tranquilo para resolver esses problemas e é a tranquilidade, a pesquisa, que fazem a gente errar menos. Então precisa, mas eu não tenho como estipular prazo, porque não sou eu que decido as contratações".

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Técnico do Santa Cruz avalia partida dos
estreantes e explica ausências contra o Manaus
Na estreia do Tricolor na Série C, Bolívar optou por quatro novatos no time titular; por outro lado, outros jogadores nem sequer foram relacionados

A estreia do Santa Cruz na Série C coincidiu com o primeiro jogo de alguns atletas recém-contratados pelo clube. Após uma ligeira reformulação no elenco, o técnico Bolívar contou com novos reforços para escalar a equipe. Diante do Manaus, houve, por exemplo, quatro estreantes promovidos aos 11 titulares. Foram os casos do zagueiro Hebert, dos laterais Julinho e Weriton e do volante Vitinho. Após o jogo, o comandante coral preferiu não analisar criteriosamente as atuações dos novos jogadores, frisando, por conseguinte, o fato de serem úteis para a sequência da competição. 
“São jogadores que a gente contratou para poder dar uma encorpada na equipe, mas acabamos, de uma forma geral, tendo uma atuação parecida. A equipe acabou tendo uma desatenção nos dois gols e isso acabou saindo caro para a gente, porque acabamos dando oportunidades para o adversário em duas situações. De um modo geral, são jogadores que vão crescer junto com a equipe durante a competição”, analisou Bolívar. 

No entanto, para além dos estreantes, outros jogadores nem sequer foram relacionados para o jogo contra o Manaus. Dando ‘nome aos bois’, o volante Everton Dias e os atacantes Frank, Lucas Batatinha e Adriano Michael Jackson não viajaram com a delegação para enfrentar a equipe amazonense. Perguntado sobre as ausências, o técnico Bolívar explicou que se devem ao fato dos atletas ainda não reunirem condições físicas suficientes para entrarem em campo. 

“São jogadores que estão em transição ainda, pois acabaram chegando muito próximo do jogo. Eles chegaram com uma semana sem fazer treinamento, então a gente tinha que dar essa condição para os atletas. O próprio Adriano teve um problema na lombar, então acabou ficando a semana inteira sem treinar. Eles precisam passar por um processo de transição para que fiquem aptos para podermos utilizá-los dentro das partidas”, revelou o comandante. 

Agora, o Santa Cruz muda o foco para o compromisso seguinte pela Série C, que será no próximo sábado, às 17h, no Arruda, contra o Floresta. Visando o desafio que virá na Terceirona, o elenco se reapresenta nesta segunda-feira. Pela manhã, os não-relacionados têm treinamento marcado para o CT Ninho das Cobras. À tarde, os demais atletas realizam atividades no Arruda. 


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Rivalidade latente? Com rusgas recentes,
Náutico e CSA estreiam com clima de clássico na Série B
Na visão do treinador Hélio dos Anjos, do Timbu, confronto deve ser mais acirrado por episódios dos últimos meses

Existe um clima de muita animosidade envolvendo o jogo entre Náutico e CSA, às 21h30 desta sexta-feira, no estádio dos Aflitos. A estreia do Alvirrubro Recifense e do Azulino Maceioense na Série B é a mesma partida que encerrou a última edição da Segundona, além de ser o embate que cerca a polêmica em torno da saída do lateral Kevyn do Timbu.
Na visão do técnico Hélio dos Anjos, alguns fatos recentes amplificaram a rivalidade entre os dois clubes. "Já virou um clássico regional, de muita rivalidade. Essa rivalidade floresceu, aumentou naquela última rodada, porque o Náutico fez um jogo da maneira que tinha que fazer. Tentou vencer o CSA de todas as formas, independente do que poderia acontecer”, comentou Hélio, lembrando da postura séria do Náutico no jogo que poderia valer acesso para os alagoanos. Ele também comentou sobre a situação do lateral esquerdo Kevyn.
“Logo em seguida, coincidentemente, houve a assinatura de contrato do Kevyn com um problema judicial aqui. Naturalmente, o Kevyn e os seus advogados só entraram na justiça, só bateram mesmo, com alguém para dar um suporte de contrato. E quem deu o suporte de contrato foi o CSA”, afirmou, dizendo que esse ambiente pode gerar um jogo mais acirrado.

“É o primeiro adversário nosso dentro de casa, é o primeiro adversário na competição e nós vamos querer ganhar por tudo isso. E também o CSA vai querer ganhar da gente pelos objetivos que o CSA tem. Mas eu vejo um jogo bastante acirrado em relação a esses pequenos episódios", comentou Hélio, que, para este animoso confronto, terá um desfalque importante: o volante Rhaldney. Sem ele, Marciel e Luiz Henrique brigam pela vaga.

No lado do CSA, o time de Bruno Pivetti deve ser bem alterado em relação ao que ganhou o título alagoano, no último fim de semana. O time do Mutange está desfalcado de quatro titulares, sendo um por suspensão (o volante Geovane), dois por desgaste físico (Bruno Mota e Gabriel) e um por lesão ( o centroavante Delatorre, artilheiro do time).

FICHA DO JOGO

Náutico
Alex Alves; Hereda, Camutanga, Wagner Leonardo e Rafinha; Djavan, Marciel (Luiz Henrique) e Jean Carlos; Erick, Vinícius e Kieza. Técnico: Hélio dos Anjos.

CSA
Thiago Rodrigues; Norberto, Matheus Felipe, Lucão e Vitor Costa; Gabriel Tonini, Silas e Nadson; Aylon, Marco Túlio e Iury. Técnico: Bruno Pivetti.

Local: Estádio dos Aflitos
Horário: Sexta-feira, às 21h30
Arbitragem: Emerson Ricardo de Almeida Andrade (BA)
Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e Daniella Coutinho Pinto (ambos da BA)

----------------------------------------------------------------------------------------------------------


Preparador físico do Santa Cruz analisa pontos positivos da intertemporada: 'fundamental para
a gente estrear com um nível razoável'
Período de treinamentos no CT Ninho das Cobras terminou nesta tarde

Por conta da pandemia da Covid-19, o calendário do futebol brasileiro foi modificado e reduziu-se ainda mais o curto tempo de pré-temporada. No atípico ano de 2021, o período entre o término das competições nacionais e o início dos torneios estaduais, que era até então breve, passou a ser nulo. 
No Santa Cruz - para piorar -, os curtos dias de preparação aliaram-se a consecutivos erros de planejamento e culminaram nas vexaminosas desclassificações do Pernambucano, Nordestão e Copa do Brasil : além da alta rotatividade de treinadores, mais de 20 jogadores foram contratados e poucos foram, de fato, aproveitados.

Apesar disso, com as eliminações precoces a nível estadual, regional e nacional, o Santa Cruz encontrou um período de quase três semanas para retomar as rédeas e, finalmente, atingir o futebol virtuoso prometido no início do ano. 

A intertemporada no CT Ninho das Cobras, em Aldeia, vem sendo tratada por atletas e membros da comissão como ‘oportunidade de ouro’ para o Santa Cruz. As duas semanas de treinamento, inclusive, foram abordadas por Leonardo Bassotto, preparador físico coral, em entrevista concedida à assessoria de imprensa do clube nesta quinta-feira (27).

“Os dias de preparação após a gente ter saído do Campeonato Pernambucano são fundamentais para a gente iniciar a Série C com um nível razoável de rendimento. Devido a essa falta de preparo e tempo no início, entre o final da temporada passada e o começo da atual, acabou trazendo muitos prejuízos para a equipe. E a gente conseguiu, neste período de treinamentos, diminuir as perdas e potencializar os nossos atletas”, disse Bassotto.

Considerada uma das competições mais complicadas do futebol nacional, a Série C do Campeonato Brasileiro é conhecida pelos gramados castigados e o jogo altamente físico entre as equipes. Com o elevado contato entre atletas em condições desfavoráveis, é necessária a boa forma física dos jogadores que disputam o certame. Pelo menos é o que garante o preparador físico do Tricolor do Arruda. 

“Na verdade, de uma forma geral, o futebol necessita de um condicionamento físico muito bom dos atletas. Caso contrário, não é possível que os jogadores coloquem em prática os conselhos do treinador. O técnico pode ter as melhores ideias do mundo, mas se os atletas não tiverem condições de desempenhá-las dentro de campo, não terão sucesso. E, a Série C, por ser um campeonato de muito confronto e contato físico, torna ainda mais importante o desenvolvimento das capacidades físicas”, concluiu.


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Briga no ataque, amor pela torcida e prontidão
para estrear: André é apresentado no Sport
Atacante relembrou momentos no clube e projetou nova passagem

Anunciado de surpresa na última semana, o atacante André retornou ao Sport sob forte expectativa da torcida. Prestes a iniciar sua terceira passagem pelo clube, o centroavante traz consigo responsabilidades inerentes à sua idolatria na Ilha do Retiro. Em entrevista coletiva, o jogador ‘passeou’ por assuntos relacionados tanto ao seu momento quanto à situação do Leão nesta temporada. 
Questionado sobre a dura concorrência que há no ataque, haja vista a presença de Tréllez e Mikael no elenco, André preferiu minimizar a disputa pela ‘camisa 9’ e projetou que há possibilidade de atuarem juntos. Mais experiente, o atleta vislumbra ser referência para o jovem Mikael, que está guiando seus primeiros passos como profissional. 

“O Mikael é um menino que está subindo, é uma revelação do Sport, um garoto que tem tudo para ser um dos grandes atacantes do Brasil, e poder conviver e estar com ele - poder passar um pouco de experiência - é bem bacana. Então, tomara que eu possa ajudá-lo passando experiência dentro de campo. O Tréllez é um grande jogador, acho que, independente se a fase é boa ou ruim, é um cara que está aqui, que está dedicado, disposto a nos ajudar, e a gente precisa de jogador assim”, avaliou o novo reforço do Sport. 

Questionado sobre o ‘casamento’ que sempre deu certo com o Sport, André não escondeu o carinho que tem pelo clube. Esta, por exemplo, é a terceira temporada em que o atleta veste a camisa rubro-negra. Das outras vezes, anotou expressivos 43 gols - maior marca do jogador numa equipe. 

“É o famoso ‘match’. É uma paixão mútua tanto do Sport, da torcida comigo e eu com a torcida e com o clube. Quando você está num lugar que você gosta, num lugar em que as pessoas gostam de você, as coisas ficam muito mais fáceis. Aqui no Sport, graças a Deus, aconteceu assim comigo”, relembrou André. 

Regularizado desde a última semana, André se colocou à disposição do técnico Umberto Louzer para atuar na estreia do Sport na Série A, que será no próximo domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio. Mesmo com o pouco tempo de retorno às atividades, a decisão, segundo o jogador, está nas ‘mãos’ do comandante rubro-negro. 

“Sobre a questão física, estou bem, estou no BID, estou à disposição. Agora, se vou jogar ou não, é uma escolha do treinador. Temos que respeitar as coisas que estavam acontecendo aqui, pois existiam titulares. Então, pouco a pouco, eu vou trabalhar para poder melhorar a forma física e ganhar meu espaço como titular”, revelou o atacante. 


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Libertadores: mesmo com empate, Flamengo se classifica como líder

Rubro-Negro fica no 0 a 0 com o Vélez Sarsfield no Maracanã


Mesmo jogando no estádio do Maracanã, o Flamengo não passou de um empate sem gols com o Vélez Sarsfield (Argentina) nesta quinta-feira (27). Mesmo com este resultado, pela 6ª rodada da fase de grupos da Libertadores, o Rubro-Negro garantiu a primeira posição do Grupo G com 12 pontos.

A segunda posição da chave ficou com o próprio Vélez, que alcançou 10 pontos com a igualdade.

O Flamengo entrou em campo com duas ausências importantes, a do atacante Bruno Henrique e a do zagueiro/volante Willian Arão, que cumpriram suspensão. Quem retornou à equipe titular foi o goleiro Diego Alves, recuperado de uma fibrose na coxa.

Porém, o Rubro-Negro não teve uma boa atuação, atuando de forma lenta e vendo o Vélez alcançar mais posse de bola. No segundo tempo, o time da Gávea até melhorou, mas não foi eficiente nas oportunidades criadas, o que manteve o placar em 0 a 0.

O próximo compromisso do Flamengo será pelo Campeonato Brasileiro, competição na qual estreia no próximo domingo (30) contra o Palmeiras a partir das 16h (horário de Brasília).

Logo Agência Brasil

--------------------------------------------------------------------------------------

Enaltecendo torcida do Santa Cruz, Rondinelly 

garante empenho por acesso à Série B

Meia de 30 anos falou sobre a importância da experiência em elenco com bastante jogadores jovens na disputa da Terceira Divisão



Destaque da Inter de Limeira no Paulistão deste ano, o meia Rondinelly demonstra estar empolgado com a sua chegada ao Santa Cruz. Contratado para a disputa da Série C e recentemente apresentado no clube, o jogador fez questão de destacar um dos maiores patrimônios corais: a sua torcida. Ele também apontou que este foi um dos fatores para que aceitasse a proposta do Tricolor do Arruda. 
“Quando recebi o convite fiquei muito feliz, por se tratar de uma equipe tradicional do nosso futebol, que tem uma torcida fanática, apaixonada. Recebi a proposta com muito carinho e graças a Deus deu certo e aqui estou para defender as cores do Santa Cruz”, relembrou. 

Com 15 clubes no currículo, entre eles, passagens por clubes de Série A como Palmeiras e Grêmio, Rondinelly destacou que sua experiência pode contribuir bastante na briga pelo acesso à Série B, meta coral para 2021. 

“É sempre importante, um jogador quando vai adquirindo uma certa experiência, maturidade, é normal que esse amadurecimento surta efeito dentro de campo. Acho que isso muda na tomada de decisão, na maneira de jogar, a gente vai se conhecendo com o tempo e hoje me considero um jogador mais maduro, pronto e espero poder contribuir bastante com o Santa Cruz”, contou. 

Questionado sobre a sua importância para o time, Rondinelly disse estar empenhado para a conquista da vaga na Série B e destacou que espera ver o seu bom futebol individual gerar efeitos no desempenho da equipe como um todo na busca dos objetivos corais. 

“Podem esperar um jogador determinado em fazer um bom futebol individualmente e sei que isso vai surtir efeito coletivamente. Eu sei das pretensões do clube, o quão importante é esse acesso tão sonhado pela torcida e vou me empenhar e entregar ao máximo para que o acesso venha”, concluiu.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com alusão ao aniversário de 120 anos, Náutico 

lança nova camisa para início da Série B

Lançada nesta quinta-feira e com tradicionais listras em vermelho e branco, camisa é a segunda parte do enxoval comemorativo divulgada


vésperas da estreia na Série B, o Náutico lançou nesta quinta-feira a sua tradicional camisa em listras alvirrubras para a sequência da temporada 2021. O uniforme é mais um a fazer alusão ao aniversário do clube, que completou 120 anos no último dia 7 de abril, e será utilizado pela primeira vez já na partida de estreia diante do CSA. Além dos padrões de jogadores de linha, também foram reveladas as camisas de goleiro, na cor azul. 
“Nosso manto carrega as nossas histórias, origens e paixão. É a armadura de uma Nação, que fala a plenos pulmões o amor que sente por esse clube. Essa camisa é nossa, torcida alvirrubra!”, publicou o clube em seus perfis nas redes sociais. 
Esta é a segunda camisa do Náutico em comemoração ao aniversário de 12 décadas. A primeira foi escolhida no concurso “O novo manto”, que foi vencido pelo torcedor Vítor Pacheco. O uniforme em questão será o terceiro padrão do time, nas cores azul e dourado, e tem previsão para ser lançado em julho. A última camisa a ser revelada para o kit alvirrubro em 2021 será a branca, que está em fase de desenvolvimento. 


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Paulinho Moccelin cita 'fator Louzer' para fechar 

com o Sport e minimiza concorrência no ataque

Fato de ter trabalhado com o atual comandante rubro-negro pesou na negociação; Moccelin também comentou sobre a concorrência no elenco


Anunciado como novo reforço do Sport nas últimas semanas, Paulinho Moccelin terá forte concorrência para atuar no sistema ofensivo rubro-negro. Mesmo tendo chegado há pouco tempo no clube, o ex-jogador da Chapecoense conta com a vantagem de ter trabalhado com o técnico Umberto Louzer. Tanto que, em entrevista coletiva realizada na sua apresentação, o recém-contratado revelou a importância do atual comandante para o desfecho das negociações. 
“Acho que sim [foi um fator decisivo], por tudo que vivemos na Chapecoense. Umberto foi um cara que me deu total liberdade de jogar, então poder vir para cá, aceitar essa proposta, foi importante para mim, até pelo Sport ser um clube tão grande como é. Feliz de poder estar aqui”, disse o atacante, que chegou por empréstimo do Londrina até o fim da temporada. 

Destaque pela Chapecoense na conquista da Série B do Campeonato Brasileiro, Moccelin atua pelos lados do campo - justamente a posição que recebeu a maior quantidade de reforços neste início de planejamento. Até o momento, além dele, chegaram Toró, Neilton, Maxwell e Everaldo, que se juntaram aos remanescentes Marquinhos e Leandro Barcia, este que ainda se recupera de lesão. Entretanto, a concorrência não assusta o novo jogador do Sport. 

“Acho que um grupo tem que ser assim, qualificado, com grandes jogadores, até para ter uma disputa sadia. Isso faz com que o grupo seja forte e vai ser importante para todo mundo. São 38 rodadas, então um grupo forte é importante. A disputa vai ser sadia e espero dar o meu melhor quando estiver em campo”, projetou. 

No entanto, Moccelin não atua desde janeiro, quando sofreu uma fratura no tornozelo e precisou ficar ‘de molho’ por cerca de três meses. Regularizado, o atleta está liberado para atuar na estreia do Sport na Série A, que será no próximo domingo, contra o Internacional, no Beira-Rio. Quanto à questão física, o jogador revelou que está tudo ‘ok’. “Estou recuperado e muito ansioso para poder vestir [a camisa do Sport]. Espero fazer o que fiz ano passado neste ano e dar o meu melhor como fiz, de entrega, de luta, de intensidade”.

--------------------------------------------------------------------------------------------------

Santa Cruz reencontrará Marcelo 

Martelotte na estreia do Campeonato Brasileiro da Série C

Técnico carioca foi anunciado pelo Manaus, primeiro adversário 

do Tricolor no Brasileiro, após a demissão de Luizinho Lopes


O Tricolor do Arruda terá um rosto conhecido como adversário em sua estreia na Série C, já que na noite da última segunda-feira (24), o Manaus FC anunciou Marcelo Martelotte como o seu novo treinador para a disputa do Campeonato Brasileiro. O comandante carioca levou o Santa Cruz até a segunda fase da competição em 2020, mas não atingiu a classificação para a Série B. 
Além da temporada passada, Martelotte comandou o Santa Cruz em outras três oportunidades, possui um título da terceira divisão em 2013, além do acesso à Série A em 2015. O treinador de 51 foi dispensado do Arruda no começo da reformulação do elenco ainda em fevereiro deste ano. 

Além do treinador carioca, Manaus tem dois jogadores em seu elenco com passagens no Arruda: O lateral-esquerdo Tiago Costa, afastado após uma grave lesão no ligamento, e o meia Allan Dias, que jogou com a camisa do Santa Cruz em 2019. 

Antes de Martelotte, o elenco do Manaus estava nas mãos de Luizinho Lopes, o Gavião inclusive sagrou-se tetracampeão amazonense no último sábado (22) sob o comando do treinador. Porém, de forma repentina, o técnico pediu demissão dois dias após a conquista do Estadual, junto com a comissão técnica. 

A Cobra Coral e o Gavião estreiam no Campeonato Braisileiro no próximo domingo (30), às 18h, na Arena da Amazônia. Na temporada passada, os dois confrontos entre as equipes terminaram em uma vitória do Manaus por 2 a 1 no Arruda e um empate sem gols no Amazonas. 



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A virada de chave: Após título, Náutico foca no planejamento para buscar acesso na Série B

Vice-presidente do clube, Diógenes Braga, reafirmou retorno à elite como prioritário para o Timbu, mas frisou trabalho com pé no chão


Depois de entrar para a história de um clube centenário, nada mais justo para o elenco do Náutico que um dia de folga. Foi assim para os jogadores do time campeão pernambucano nesta segunda, basicamente, único dia para os atletas descansarem e festejarem antes de uma virada de chave fundamental para o clube. Com o Estadual encerrado, direção e elenco precisam - e prometem - remanejar o foco para a Série B o mais rápido possível.
Na Segundona do ano passado, o Timbu teve uma largada ruim, conseguindo aprumar o time apenas no terço final do campeonato, quando não havia a ser feito além de evitar a queda, o que foi conquistado por apenas cinco pontos, sendo o primeiro time fora do Z4. Agora, porém, com o bom futebol que vem sendo apresentado, a meta já mira no retorno à elite após nove anos, como revelou o vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga.

"A gente tem como objetivo, o acesso. A gente quer fazer uma campanha de acesso. É um projeto muito duro, a maior Série B de todos os tempos, a gente sabe disso. Mas a gente entende que tem condições de brigar pelo acesso", explicou, comemorando os objetivos já alcançados no ano. "Até agora, atingimos todas as metas. A primeira era de ir às copas, conseguimos. A segunda meta era de ser campeão, conseguimos. Então, até agora tudo está acontecendo, mas é trabalhar com os pés no chão, de forma serena, sem empolgação com a vitória, sem desespero na derrota, para continuar buscamos os objetivos da gente".

Assim, Diógenes reforçou a necessidade de manter o foco no trabalho para corrigir todas as necessidades que vão surgir. "O futebol é um processo de melhoria constante, a gente tem que se manter vigilante e, buscando fazer isso, as coisas (necessidades) acontecem no dia a dia. Sempre se tem que melhorar, sempre. É a gente ir identificando o que pode ser melhor para melhorar, e melhorar”. Na visão dele, este é um fator que vem dando certo.

“É o que a gente tem feito: serenidade, avaliação e buscar os objetivos. Com calma, ajustando, entendendo a realidade do clube, a dificuldade que a gente tem em relação à questão financeira. Às vezes, se quer fazer algo que não se consegue, e aí você tem que trabalhar dentro do que você consegue. Isso tudo está dentro do que a gente está fazendo".


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Buscando reparar 2020, Sport entra com setor 

ofensivo reformulado para o Brasileirão

A novidade mais recente no elenco rubro-negro é o retorno do atacante André à Ilha do Retiro após três temporadas


Com o fim da primeira metade da temporada, a preparação do Sport para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série A está chegando a sua fase final. Buscando não repetir a fraca campanha do ano passado, a diretoria rubro-negra buscou focar os seus investimentos no setor ofensivo, o mais carente da equipe na temporada anterior. Com o retorno de André à Ilha do Retiro, o Leão soma sete atacantes contratados pelo Leão em 2021. 
No Campeonato Brasileiro de 2020, o Sport teve o pior ataque da competição junto com o Coritiba, com 31 gols marcados em 38 partidas, tendo como principais goleadores atletas que não são atacantes de ofício, Iago Maidana (zagueiro) e Thiago Neves (meia), ambos com seis gols cada. 

No Campeonato Pernambucano, o investimento começa a render frutos. Mesmo em meio a  reformulação, o ataque rubro-negro termina como terceiro melhor do campeonato, com 19 gols marcados em 12 partidas. A surpresa fica para o desempenho de Mikael, atleta formado na base do Leão, que terminou como um dos vice-artilheiros do campeonato com cinco gols, e tendo uma atuação consistente ao longo da competição. 

No próximo domingo (30), às 20h30, o Sport começa a sua jornada na disputa do Brasileirão e encara o Internacional em Porto Alegre. O Leão inclusive enfrentou o colorado na 35ª rodada e quebrou um jejum de 22 anos sem vencer no estádio do Beira-Rio, com gols de Marcão e Dalberto. 
 
CONTRATAÇÕES DO SPORT NO ATAQUE EM 2021
 
André
Everaldo
Neilton
Maxwell
Moccelin
Toró
Tréllez 


------------------------------------------------------------------------------------------------------

Grêmio empata com o Inter e conquista tetracampeonato do Gauchão


O Grêmio empatou neste domingo (23) com o Internacional por 1 a 1 e conquistou o tetracampeonato Gaúcho. O GreNal 432 foi disputado na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O placar agregado da final terminou 3 a 2 para os tricolores, já que o confronto de ida tivemos a vitória dos gremistas por 2 a 1.

Apesar da conquista, o Inter segue como o maior campeão do Rio Grande do Sul, com 45 títulos. O Grêmio vem na sequência, somando 40 taças.

O início do jogo foi marcado pelas duas equipes se estudando, dando impressão de uma certa lentidão. O confronto esquentou apenas aos 38 minutos, mas não por causa de chance de gol ou bela jogada, mas sim devido as expulsões do lateral-direito Rafinha, do Tricolor, e do atacante Yuri Alberto, do colorado, após se desentenderem no gramado.

Na sequência, o Inter incomodou em um chute do lateral-direito Rodinei aos 45, que provocou defesa do goleiro gremista Brenno. Mas foi o time comandando pelo técnico Tiago Nunes que abriu o placar nos acréscimos, aos 51, em chute rasteiro do atacante Ferreira no canto esquerdo do goleiro Marcelo Lomba, que se esticou, mas não conseguiu evitar que a bola entrasse.

No segundo tempo, o Inter buscou ser mais agressivo, enquanto o Grêmio optou pelo contra-ataque. Após muita luta, os colorados empataram em cabeçada de Rodrigo Dourado, aproveitando cruzamento preciso de Moisés aos 21.

Em seguida, o Inter partiu para cima, mas foi o Grêmio que conseguiu mais espaços no contragolpe. O lateral-direito Vanderson acertou a trave aos 36 e Ferreira, aos 38, saiu cara a cara com Marcelo Lomba, que efetuou a defesa. O atacante Ricardinho ainda perdeu sozinho, na grande área, chutando para fora aos 47. Final de jogo: Grêmio 1, Internacional 1.


Logo Agência Brasil

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Náutico derrota o Sport e leva o Campeonato Pernambucano





Este foi o 23º título do clube na história do estadual

O Náutico venceu o Sport neste domingo (23) por 5 a 3 nos pênaltis e conquistou o 23º título do Campeonato Pernambucano. No tempo regulamentar mais acréscimos, o clássico terminou empatado por 1 a 1. A partida foi disputada nos Aflitos, no Recife. Já no jogo de ida da final houve empate de 1 a 1. Com o placar agregado de 2 a 2, se fez necessário as cobranças de pênaltis. Com o êxito nelas, o Náutico encerrou um jejum de 53 anos sem ganhar o rival em decisões. A última vez foi em 1968.

Nas penalidades, o Timbu obteve 100% de aproveitamento com Jean Carlos, Vinicius, Hereda, Giovanny e Kieza. Já Igor Maidana, Mikael e Tréllez converteram para o Leão da Ilha do Retiro. O atacante Marquinhos acabou desperdiçando para os visitantes.

Com o troféu da atual edição, o Náutico diminuiu a diferença de títulos de campeão estadual em relação aos seus principais rivais em Pernambuco. O Sport é o maior vencedor do estado, com 42 conquistas, seguido do Santa Cruz, que tem 29.

O Clássico dos clássicos começou bastante truncado, com as duas equipes lutando muito lance a lance. A primeira oportunidade de gol saiu dos pés dos donos da casa. Após finalização do atacante Kieza, aos 18 minutos, o zagueiro Igor Maidana salvou em cima da linha. Na sequência, aos 34, o meio-campista Jean Carlos bateu escanteio bem fechado, provocando defesa do goleiro do rubro-negro Maílson, que evitou o gol olímpico.

Apesar da dificuldade de assustar o adversário, o Náutico realizou as melhores jogadas durante o primeiro tempo.

No segundo tempo, as duas equipes permaneceram sem incomodar muito. Porém, aos 26, o Náutico quase abriu o placar. Primeiro em uma cabeça de Kieza que tocou na trave. Na sequência, Maidana mais uma vez tirou em cima da linha, na finalização de Jean Carlos.

O time mais ousado na partida foi premiado aos 32 minutos, quando o artilheiro Kieza bateu forte, indefensável para o goleiro Maílson. Aos 41, foi a vez de Mikael empatar para os rubro-negros, após assistência de Toró. Final de jogo: Náutico 1, Sport 1.

A atual edição do Campeonato Pernambucano terminou com o atacante Kieza, do Timbu, com 10 gols marcados, na artilharia da competição. 

Logo Agência Brasil

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

São Paulo vence Palmeiras por 2 a 0 e conquista o Campeonato Paulista

Tricolor volta a levantar um caneco após nove tempo

radas


Após empatarem sem gols no Allianz Parque na última quinta-feira (20), o São Paulo derrotou o Palmeiras por 2 a 0 neste domingo (23) no Morumbi e conquistou o título do Campeonato Paulista de 2021.

Com este título, o Tricolor volta a ser campeão após nove temporadas (em 2012 venceu a Copa Sul-Americana), além de sair de uma fila de 16 anos sem o caneco local, que ergueu 21 vezes até este domingo.

A equipe comandada pelo técnico português Abel Ferreira começou a partida valorizando bastante a posse de bola. E a primeira oportunidade do Palmeiras veio aos 7 minutos, quando Rony chutou para defesa sem dificuldades do goleiro Tiago Volpi. Um minuto depois o Verdão chegou novamente com perigo, desta vez com o volante Danilo Barbosa, que, de frente para o gol, chutou para fora.

Sendo pressionado na saída de bola, o Tricolor encontrava muitas dificuldades para jogar. Isso fez com que, nos primeiros 35 minutos de confronto, a partida tivesse apenas duas finalizações, as duas do Palmeiras.

Porém, logo aos 36 minutos, o São Paulo conseguiu a sua primeira finalização, e com ela o gol. Após vacilo de Felipe Melo, Luan dominou e chutou para abrir o marcador.

Com a vantagem no placar, a dinâmica do jogo mudou completamente na etapa final. O São Paulo passou a ocupar mais o meio de campo, valorizando a posse de bola e tentando diminuir as possibilidades de contra-ataque do Palmeiras. E a primeira oportunidade clara da etapa foi do Tricolor, com chute perigoso de Luciano (que entrou no intervalo no lugar de Pablo) aos 5 minutos.

Aos 18 minutos, quem chegou com perigo foi o Verdão, em forte chute do volante Patrick de Paula, mas a bola subiu demais e foi para fora.

Mas o time comandado pelo argentino Hernan Crespo era mais eficiente, e chegou ao segundo aos 31 minutos, quando Rodrigo Nestor cruzou para Luciano marcar. Este foi o 25º gol do atacante pelo São Paulo.

A partir daí, o Tricolor só administrou a vantagem para voltar a soltar o grito de campeão.


Logo Agência Brasil



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Aos 63 anos, Hélio dos Anjos discute 

importância do título do Náutico 

para a sua carreira


Trinador alvirrubro alertou que seus anos no futebol já caminham para 

o fim, o que faz com que essa conquista signifique ainda mais



Hélio dos Anjos é, hoje, um dos mais experientes treinadores do Brasil. Acumulando passagens por clubes de muita tradição no Brasil como Grêmio, Athletico Paranaense, Vitória, Goiás, Sport e Náutico, onde vive sua terceira passagem. No auge dos 63 anos, o técnico sabe que, aos 35 anos de carreira, já está se aproximando do fim da sua jornada no futebol, algo que dá ainda mais significado à busca pelo título pernambucano de 2021.
Na visão do treinador, a chance de conseguir esse primeiro título representando o Náutico traz uma emoção especial para ele. "Na minha carreira, eu não vou ter muitas outras oportunidades para ganhar título. Eu sou muito consciente dos meus 63 anos, sou muito consciente de tudo que está acontecendo na minha vida. Então, imagine bem como eu estou motivado, empolgado, entusiasmado”, apontou Hélio dos Anjos.

Por outro lado, ele também falou da forma como encara a decisão, consciente do tamanho do desafio. “Acima de tudo, consciente e humilde nas ações, nas colocações. Vamos enfrentar um grande adversário, que merece, de nossa parte, todo o respeito, mas nós não estamos temendo nada neste momento, porque a gente sabe da nossa capacidade".

Tricampeão pernambucano pelo Sport, em 1996, 1997 e 2003, Hélio busca algo que o Náutico não consegue há 53 anos: superar o Leão na final. Para ele, porém, a chance de quebrar o tabu significa pouco. "Nós vamos tentar conquistar o título. Se a consequência disso é quebrar tabu, são situações que a história do futebol não deixa mentir, vai ser muito bom. Mas a nossa preocupação é ganhar o título, é ganhar o jogo. E as consequências de ganhar o jogo, serão muitas, e nós esperamos, sim, ajudar na história do Náutico".

Meio a todo esse contexto, Hélio reafirmou a importância que a final tem para ele e para seu trabalho. "Significa muito, porque um treinador vive disso, e nós temos, sempre no pensamento, que o passado não conta. O que foi conquistado no passado não representa nada no momento em que você tem a oportunidade de disputar um título no presente. Eu estou muito feliz de disputar esse título e com muita vontade de sair vencedor".

VÍNCULO

Ao longo do Campeonato Pernambucano, quem acompanha as redes sociais de Hélio percebeu o belo vínculo que vinha sendo nutrido entre o Náutico e o treinador, para muito além das simples barreiras profissionais. Segundo ele, isso é uma forma natural de se envolver com a torcida.

"Eu acho legal você transmitir, postar o seu pensamento, o sonho do clube, fotos de treinamento, do dia a dia daqui. São coisas mais tranquilas, eu não faço isso em busca de nada que não seja envolvimento nosso com o torcedor”, comentou Hélio, que também lembrou que, por vezes, aparecem torcedores exagerando na cobrança.

“Até aparece muita gente chata, que não entende isso e se coloca em uma condição de cobranças desenfreadas. E, naturalmente, aqui no Náutico, nós não precisamos ser cobrados por ninguém, a gente cobra constantemente, a nossa vida aqui é de cobrança. Eu não afrouxo nas cobranças, porque eu sei o que meu grupo pode nos oferecer, e eu estou oferecendo o melhor deles". 

---------------------------------------------------------------------------------------------------------

Integrado ao elenco do Santa Cruz, 

Julinho se coloca à disposição para 

a estreia na Série C

Um dos reforços anunciados para a Série C, o lateral esquerdo já treina 

com o elenco do Santa Cruz desde o início da semana, em Aldeia




ntegrado ao elenco do Santa Cruz desde o início da semana, o lateral esquerdo Julinho se colocou à disposição para a estreia na Série C, contra o Manaus, fora de casa. Com Leonan no departamento médico e Alan Cardoso na transição física, o novo reforço da posição pode ser titular no primeiro jogo com a camisa tricolor. A partida contra os amazonenses está marcada para o dia 30 de maio, às 18h, na Arena da Amazônia.
Nesta temporada, Julinho defendeu o São Bento no Campeonato Paulista, disputou sete jogos e marcou um gol. Mesmo sem atuar há dez dias, o lateral esquerdo garantiu que reúne condições físicas para a estreia. “Fisicamente estou bem, fiquei cinco dias parado, mas já estou treinando aqui com o grupo e estou à disposição para o jogo contra o Manaus”, destacou o jogador do Santa Cruz.

Para a posição, o técnico Bolívar ainda tem como opção o prata da casa Eduardo. O jovem de apenas 20 anos foi titular nas últimas quatro partidas do Santa Cruz e tem participado normalmente da intertemporada junto com os demais jogadores do elenco no CT Ninho das Cobras, em Aldeia. Ao todo, ele foi o lateral esquerdo que mais jogou na posição nesta temporada, participando de 14 jogos e marcando três gols. 

Aos 34 anos, Julinho é o jogador mais experiente da posição e chegou ao Santa Cruz após pedido de Bolívar. Com 1,85m, o lateral esquerdo também espera ajudar o time com sua estatura. “Acho que na bola aérea, não sei qual o estilo que o Bolívar vai colocar aqui para a gente jogar, mas apesar de ser alto eu sou rápido, tenho uma passada larga e acho que isso influencia bastante também”, destacou o novo reforço tricolor.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Às vésperas da final contra o Náutico, Marcão comenta sobre clima nos bastidores do Sport

"Todos os jogadores estão ansiosos", revelou o volante de 30 anos




É véspera da decisão do Campeonato Pernambucano. Restando menos de 24 horas para a resolução do 107º estadual, torcedores de Sport e Náutico não veem o momento de começar o primeiro dos 90 minutos definitivos do torneio. De um lado, a oportunidade de romper um tabu que perdura por mais de meio século; do outro, a chance de conquistar o 43º título e aumentar a hegemonia em Pernambuco. Diante disso, a ansiedade que envolve o maior Clássico dos Clássicos dos últimos anos não se restringe apenas aos fanáticos.
Pelo menos é o que garante Marcão. O volante do Sport, em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (21), comentou sobre o clima nos bastidores do Leão às vésperas da finalíssima do Campeonato Pernambucano.

“Eu acho que não só de Marcão, acho que de todos os atletas, todos ansiosos. Noite para o jogo, chegar logo, pra chegar a hora do jogo, pra ter o apito inicial, mas também todos bem focados. E esse é o momento que vai chegando próximo do jogo, vai dando aquele friozinho da barriga que é bom também. Que a partir do momento que você não tiver esse frio na barriga, pode parar de jogar, que você não vai ter mais vontade nenhuma de estar em campo”.

“Então”, prosseguiu Marcão, “a expectativa está muito grande. ansioso, um pouco nervoso também, mas tudo faz parte. É uma final. E tem que ter tem que ter esses como posso dizer, esses complementos para agregar a final. Se não, não, não teria valor algum”, concluiu o meia. 

PREPARAÇÃO NO DECORRER DA SEMANA

Pelas bandas da Ilha do Retiro, a semana de preparação foi mais do que especial. Além do iminente clássico, o time da Praça da Bandeira visa a estreia na Série A do Campeonato Brasileiro, que está marcada para o último domingo do mês, dia 30.

“Semana de decisão, então você tem que tá sempre minimizando os detalhes, procurando organizar os detalhes também para que a gente não possa tá sendo surpreendido, diminuindo os erros. Então, esse diálogo vale, esse diálogo é válido todos os dias. Seja aqui em campo, seja em caso no vídeo, seja ali a hora que for almoçar, na concentração. Então, isso é válido. Tem que estar tendo esse diálogo para que a gente possa estar agregando mais coisas, para que possa estar tudo dando certo no domingo”, disse.


---------------------------------------------------------------------------------------------------

Conmebol anuncia que Colômbia não sediará mais a Copa América



A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou na noite desta quinta-feira (20) que a Colômbia não sediará mais a próxima edição da Copa América em conjunto com a Argentina. A competição está programada para começar no dia 13 de junho.

“Tendo em vista a solicitação formal do governo colombiano de reprogramar a Conmebol Copa América para o mês de novembro, a Conmebol informa o seguinte: Por razões relacionadas ao calendário internacional de competições e à logística do torneio, fica impossível transferir a Copa América 2021 para o mês de novembro; A Conmebol agradece o entusiasmo e o compromisso do Presidente da República da Colômbia, Iván Duque, e seus colaboradores, assim como do Presidente da Federação Colombiana de Futebol, Ramón Jesurún, e de sua equipe”, diz a nota da entidade máxima do futebol sul-americano.

A Conmebol também informou que a realização da competição está garantida, e que “informará nos próximos dias a realocação dos jogos que deveriam ser disputados na Colômbia”.

A decisão foi tomada horas após o ministro do Esporte da Colômbia afirmar que pediria o adiamento da competição até que o público pudesse entrar nos estádios.

A Colômbia atravessa uma crise política, econômica e social, além de enfrentar a pandemia do novo coronavírus (covid-19).

* Com informações da agência de notícias Reuters.





-------------------------------------------------------------------------------------

Com gol de Yuri Alberto, Internacional vence na Copa Libertadores




Graças a um gol de Yuri Alberto, o Internacional derrotou o Olimpia (Paraguai) por 1 a 0, nesta quinta-feira (20) no estádio Manuel Ferreira, em Assunção, e assumiu a liderança do Grupo B da Copa Libertadores com 9 pontos.

Esse triunfo deixou o Colorado com reais chances de avançar para as oitavas de final da competição, empatado em pontos com o Deportivo Táchira (Venezuela). Na última rodada, o Internacional mede forças com o Always Ready (Bolívia) em Porto Alegre na próxima quarta-feira. No mesmo dia, a equipe venezuelana enfrenta o Olimpia (Paraguai).

Apesar de jogar fora de casa, a equipe do Rio Grande do Sul fez um bom primeiro tempo, no qual controlou as ações chegando a ter 70% posse de bola. Mas a posse de bola não se traduziu em muitas oportunidades de marcar. A melhor surge logo aos 9 minutos, quando Palacios cruzou para Thiago Galhardo cabecear com perigo.

Aos 20 minutos do segundo tempo a missão do Internacional fica mais tranquila, quando Salcedo foi expulso após receber o segundo cartão amarelo.

Com um homem a mais, a equipe comandada pelo técnico Miguel Ángel Ramírez começou a ter oportunidades em sequência. E, aos 37 minutos, o atacante Yuri Alberto, que entrou no decorrer da etapa final, marcou após receber passe de cabeça de Marcos Guilherme.

Antes do jogo decisivo contra o Always Ready pela Libertadores, o Internacional disputa o segundo jogo da final do Campeonato Gaúcho, no próximo domingo (23).

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Corinthians goleia o Sport Huancayo na Copa Sul-Americana




Apesar de não ter mais oportunidades de se classificar para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o Corinthians derrotou o Sport Huancayo (Peru) por 5 a 0, em partida realizada nesta quinta-feira (20) na Neo Química Arena.

Com este resultado, o Timão chegou à terceira posição da chave, com 7 pontos. Como na fase de grupos da competição apenas o melhor time de cada chave avança, o Corinthians não tem mais possibilidade de alcançar o líder Peñarol (Uruguai), que tem 12 pontos.

Diante de um adversário claramente inferior o time paulista mandou no confronto desde o primeiro minuto. E o Corinthians abriu o placar logo aos 10 minutos, quando, após cobrança de escanteio de Mateus Vital, a defesa afastou mal a bola, que bateu em Gustavo Mosquito e entrou no gol.

Aos 34 minutos, Mateus Vital deixou o papel de arco e assumiu o de flecha. O meia roubou a bola, driblou dois adversários e bateu colocado para marcar 2 a 0.

Logo no início da etapa final o Sport Huancayo ficou com um homem a menos, após a expulsão de Arroé, que deu uma cotovelada em Camacho.

Com isso, o Timão tomou de vez conta do confronto, e ampliou o marcador graças a gols do zagueiro Gil, do atacante Gustavo Mosquito e do meia-atacante Luan.

Na jogo no qual se despedirá da atual edição da Sul-Americana, o Corinthians recebe o River Plate (Paraguai) em São Paulo.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com goleada sobre Aragua, Grêmio se classifica na Sul-Americana




O Grêmio derrotou o Aragua (Venezuela) por 6 a 2, nesta quinta-feira (20) no estádio olímpico da Universidade Central de Venezuela, e garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana.

Com este triunfo, o Tricolor garantiu a primeira posição do Grupo H com 15 pontos. O segundo colocado da chave é o Lanús (Argentina), que, com 9 pontos, não tem mais possibilidades de ultrapassar os brasileiros.

O triunfo gremista começou a ser construído aos 19 minutos do primeiro tempo, com gol de Léo Chú após passe do lateral Cortez. Aos 30 minutos, Ricardinho marcou de cabeça para ampliar.

No início da etapa final, o Aragua descontou com um belo gol de Stephens logo aos 2 minutos. Mas a equipe de Tiago Nunes não deu oportunidades de o adversário se recuperar, e marcou o terceiro com o volante Darlan aos 7 minutos e o quarto aos 23 minutos com Pepê.

Aos 43 minutos o Aragua voltou a marcar, com Juan García. Porém, ainda deu tempo de o Tricolor marcar duas vezes com Elias.

Agora, o Grêmio se volta para o Campeonato Gaúcho, onde enfrenta o Internacional no próximo domingo (23) na segunda partida da decisão.



--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Paulista: Palmeiras e São Paulo empatam no primeiro jogo da final





O primeiro capítulo da decisão do Campeonato Paulista, entre Palmeiras e São Paulo, terminou em um empate sem gols na noite desta quinta-feira (20) no Allianz Parque. Agora, o título será definido no próximo domingo (23), a partir das 16h (horário de Brasília), no Morumbi. O jogo terá transmissão ao vivo da Rádio Nacional.

A primeira etapa do confronto foi muito disputado, com as equipes criando poucas oportunidades claras de marcar. As melhores chances vieram no segundo tempo, quando os goleiros Weverton, do Verdão, e Tiago Volpi, do Tricolor, tiveram mais trabalho.

Histórico

Atual campeão, o Palmeiras busca o bicampeonato paulista, feito que atingiu pela última vez entre 1993 e 1994, e pode chegar à 24ª taça estadual na história. O São Paulo não vence a competição desde 2005, com dois vices desde então (2006 e 2019). O Tricolor possui 21 troféus do Paulistão.

O Choque-Rei, como é conhecido o clássico paulista, volta a decidir o Estadual após 28 anos. A primeira (e até então única) vez que os rivais se encontraram em uma final foi em 1992. O São Paulo venceu os dois jogos que valeram o título, por 4 a 2 e 2 a 1, e levantou a taça. Em 2021, os times se enfrentaram em 16 de abril, no Allianz Parque, com triunfo do Tricolor por 1 a 0, gol do atacante Pablo, encerrando um tabu de 12 anos sem vitórias são-paulinas sobre o Verdão pelo Paulistão.



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Após suspeita de contaminação, Everton Dias e outros dois jogadores do Santa Cruz testam negativo à Covid e retornam aos treinos
Além de Everton, Adriano Michael Jackson e Hebert foram afastados, mas já estão de volta à intertemporada coral

Após serem afastados das atividades do Santa Cruz por suspeita de Covid-19, os atletas Adriano Michael Jackson, Everton Dias e Hebert foram submetidos à testagem para constatar a presença do vírus. Conforme foi divulgado pela assessoria de imprensa do clube coral na manhã desta quinta-feira (20), os exames deram negativo e os jogadores retornam aos treinamentos.
Assim, Adriano Michael Jackson, Everton Dias e Hebert estão de volta à intertemporada do Tricolor do Arruda, que se prepara, em Aldeia, para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. A menos de 10 dias da estreia na competição nacional, diante do Manaus, na Arena da Amazônia, o time comandado por Bolívar segue se ajustando para o certame que começa no dia 30 deste mês.
  
Com as contratações recentes de Rondinelly, Frank, Julinho e Vitinho, o Santa Cruz chegou a marca de 22 atletas no grupo principal. Visando a disputa da Terceirona deste ano, o treinador Bolívar, juntamente com o executivo de futebol Fabiano Melo, estipulou um elenco fechado com 27 peças. Pelo menos, assim revelou o diretor coral à Rádio Clube de Pernambuco na última semana.



------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Treinador do Sport está no quarto ano de carreira, enquanto o do Náutico é o terceiro maior campeão estadual em atividade


Neste domingo, o Estádio dos Aflitos vai ser palco de um jogo que faz parte dos objetivos de todos os envolvidos. Para o Náutico, vale a 23ª taça do Pernambucano, para o Sport, o 43º. Para cada um dos 22 jogadores que forem titulares, além dos 10 que podem entrar durante o jogo, vale uma conquista que marca seu nome na história de um clube centenário e de um dos maiores clássicos do Brasil. Mas, para os dois treinadores, Hélio dos Anjos e Umberto Louzer, a final do Pernambucano também tem um grande valor em jogo.
Os dois comandantes vivem estágios diferentes da carreira. Louzer, de apenas 41 anos, vive seu quarto ano de carreira, com apenas cinco clubes no currículo. Hélio, por outro lado, começou a treinar há 35 anos, com passagens em 30 clubes e uma seleção. Uma coisa, porém, liga os dois: os títulos, com o alvirrubro sendo o terceiro maior campeão estadual em atividade e o leonino buscando o quarto título em quatro anos de carreira.

HÉLIO

Tricampeão pernambucano, mas ainda sem taças pelo Náutico, o técnico do Náutico só tem menos estaduais que dois outros experientes nomes do futebol brasileiro: Givanildo Oliveira (18) e Vanderlei Luxemburgo (14). No total, Hélio dos Anjos soma 11 títulos nos torneios locais, com direito a levantar a taça nos três últimos que disputou.

Além de levantar a primeira taça pelo Timbu, a vitória também significa manter a sequência para Hélio, que, nos últimos anos, foi campeão goiano em 2015 e 2018, e Paraense, em 2020, respectivamente por Goiás e Paysandu. Sua última derrota, coincidentemente, também foi motivo de festa para o Náutico. Com o vice-campeonato do Pernambucano de 2011, pelo Sport, Hélio não conseguiu garantir o hexacampeonato rubro-negro.

Antes, Hélio também acumulou títulos estaduais, com o Baiano de 1992, pelo Vitória; o Paraense de 1995, pelo Remo; os Goianos de 1999, 2000 e 2009, pelo Goiás; e os Pernambucanos de 1996, 1997 e 2003, pelo Sport. Além disso, o técnico ainda tem mais experiência comemorando títulos, com as conquistas da Série B de 1999 e da Copa Centro-Oeste de 2000, pelo Goiás, e um tricampeonato Gaúcho do Interior, pelo Juventude.

Mas, mesmo sem nunca ter levantado uma taça pelo Náutico nas passagens anteriores (1993 e 2006-2007), isso não significa que Hélio não tenha dado motivos para os alvirrubros comemorarem. Em 2006, o treinador era o comandante do time que conseguiu o acesso à Série A, em uma campanha até hoje lembrada pela torcida do Náutico. Passado o domingo, quando buscará repetir o que já fez 11 vezes, o objetivo de Hélio se tornará justamente repetir o que fez em 2006, levando o Náutico de volta à Primeira Divisão.
UMBERTO

Mais jovem e com pouco tempo de carreira, Umberto Louzer já é um treinador vitorioso. Com apenas quatro anos de carreira, mas sendo considerado um dos treinadores mais promissores da nova geração brasileira, o treinador leonino busca seu segundo estadual consecutivo - o terceiro em quatro anos. 

A primeira taça levantada pelo ex-meio-campista já foi conquistada logo no primeiro trabalho. Escolhido para reconduzir o Guarani à elite do futebol paulista em 2018, o jovem técnico, à época com 38 anos, fez muito mais que o esperado. Além de conquistar a vaga na principal divisão do Paulistão, colocou mais um troféu na estante do Bugre. 

Louzer só voltou ao ponto mais alto dos pódios no ano passado, mas dessa vez brilhou como nunca antes na carreira. Assumiu a Chapecoense ainda no Estadual com uma campanha oscilante e levou o Verdão do Oeste ao título. Depois da paralisação do futebol por conta da pandemia, conduziu a Chape a uma excelente campanha na Série B, conquistando o acesso e o título em briga ponto a ponto contra o América-MG, que foi semifinalista da Copa do Brasil, treinado por Lisca. 

Nesta temporada, Louzer começou o campeonato catarinense com quatro vitórias nos seis primeiros jogos, mas após receber a proposta do Sport deu adeus ao time alviverde. Sua passagem no Sport é breve, mas até agora bastante segura. Em quatro jogos foram três vitórias e um empate, diante do Náutico, no primeiro jogo da final, onde sua equipe sofreu o primeiro gol sob seu comando na temporada. 
 
Títulos de Hélio dos Anjos

Baiano: 1992 (Vitória)
Paraense: 1995 (Remo) e 2020 (Paysandu)
Goiano: 1999, 2000, 2009, 2015 e 2018 (Goiás)
Pernambucano: 1996, 1997 e 2003 (Sport)
Série B: 1999 (Goiás)
Copa Centro-Oeste: 2000 (Goiás)
Gaúcho do Interior: 1991, 2001 e 2006 (Juventude) 
 
Títulos de Umberto Louzer

Paulista A2: 2018 (Guarani)
Catarinense: 2020 (Chapecoense)
Série B: 2020 (Chapecoense)

Maiores campeões estaduais em atividade no Brasil

1º - Givanildo Oliveira: 18 títulos (2 Alagoanos, 5 Pernambucanos, 7 Paraenses, 2 Cearenses, 1 Baiano e 1 Mineiro)
2º - Vanderlei Luxemburgo: 14 títulos (1 Capixaba, 9 Paulistas, 2 Mineiros, 1 Carioca e 1 Pernambucano)
3º - Hélio dos Anjos: 11 títulos (1 Baiano, 2 Paraenses, 5 Goianos e 3 Pernambucanos)
4º - Abel Braga: 9 títulos (1 Pernambucano, 2 Paranaenses, 4 Cariocas e 2 Gaúchos)
5º - Flávio Araújo: 8 títulos (1 Cearense, 5 Piauienses, 2 Maranhenses)

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sofrendo gols há nove jogos seguidos, Náutico 

tem pior sequência defensiva em um ano


O Náutico, no primeiro jogo da final do Pernambucano, conseguiu demonstrar aquilo que vem fazendo desde o início do Estadual, apresentar um futebol dominante e de forte presença no setor ofensivo. Apesar disso, porém, o Timbu não conseguiu sair de campo com a vitória e chegou ao nono jogo seguido sendo vazado, o que é a maior sequência desde, justamente, o Pernambucano do ano passado, quando passou 10 partidas.
A atual sequência de gols sofridos vem desde a terceira rodada do Pernambucano. Foram jogos contra Vera Cruz, Vitória das Tabocas, Salgueiro, Retrô, Santa Cruz, Afogados e Sport, na primeira fase do certame, além de Santa Cruz e Sport, novamente, nas finais. No total, foram 13 gols sofridos, sendo três jogos com mais de um tento sofrido por Alex Alves.

No ano passado, ainda na era Dal Pozzo, a pior sequência foi de 10 jogos com a meta vazada. Nesse recorte, foram 18 gols, contra Botafogo, Central, ABC, Santa Cruz, CRB, Retrô, Fortaleza, Salgueiro, Bahia e Central. Metade das partidas tiveram mais de uma bola nas redes de Jefferson e Marcão,

Em diversas vezes, esse elevado número já foi alvo de críticas da torcida alvirrubra e também não agrada a comissão técnica, também insatisfeita pelo número. As últimas mudanças no sistema defensivo já começaram a dar resultado, com Wagner Leonardo de Bryan assumindo as posições dos experientes Ronaldo Alves, criticado pela sua velocidade, e Rafinha, alvo pela dificuldade na recomposição defensiva.

Com, os jogos contra Santa Cruz e Sport, já após essas mudanças, mostraram um Náutico que ainda sofreu gols em ambas as partidas, mas com um perfil diferente no sistema. Na semifinal, inclusive, a bola nas redes veio da cabeça de Guillermo Paiva, marcando contra, em um erro individual.




-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com contrato até meados de 2022, Rondinelly é anunciado oficialmente pelo Santa Cruz




Na noite desta terça-feira (18), o Santa Cruz anunciou a chegada do meia Rondinelly, que estava na Inter de Limeira, e assinou com o Tricolor do Arruda até junho de 2022. Aos 30 anos, o atleta tem passagens recentes também por América-RN, Santo André e Guarani. Pelo time de Limeira, disputou 12 jogos válidos no Campeonato Paulista - tendo, inclusive, atuado durante 80 minutos contra o Corinthians, pelas quartas de final do certame, onde foi eliminado, porém deu a assistência para o gol de honra na derrota por 4 a 1.
Tendo trabalhado com Fabiano Melo, executivo de futebol do Santa Cruz, no América de Natal, Rondinelly é tido como um meia criativo, que pode diminuir a carga de Chiquinho no setor de criação coral. Inclusive, trazer um jogador com essas características era uma das promessas da diretoria de futebol do Tricolor, que ainda pretende fechar com três ou quatro jogadores visando a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro.
 
Rondinelly é a 23ª contratação do Tricolor do Arruda nesta temporada. 
 
Ainda nesta semana, conforme apurado pelo Esportes DP, o Santa Cruz demonstrou interesse em contratar outro atleta da Inter de Limeira. Trata-se do zagueiro Léo, de 21 anos, que pertence à Ponte Preta. Entretanto, o jogador tem contrato de empréstimo até o fim da temporada, o que pode dificultar a liberação. Apesar disso, segundo a apuração do Diario de Pernambuco, as partes analisam uma possível transferência para o Recife.  
 
Além disso, o Tricolor do Arruda anunciou, neste início de semana, a chegada de outros dois reforços. O lateral Julinho, que estava no São Bento-SP, e o meio campo Vitinho, que defendeu o Santo André durante o Campeonato Paulista.



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Com Mikael de volta aos treinos do Sport, 

Tréllez deve ficar no banco durante final




Dando sequência à preparação para a finalíssima deste domingo (23), o Sport poderá contar com um ‘reforço’ para o clássico diante do Náutico. Após sofrer uma lesão muscular, Mikael retornou aos treinamentos no CT do Leão e é opção para a posição de referência do ataque leonino. Com Santiago Tréllez vivendo má fase, o regresso do artilheiro rubro-negro na temporada é um alívio ao esquema tático de Umberto Louzer.
Conforme demonstrado no Clássico dos Clássicos do último domingo (16), o setor ofensivo do Sport, apesar do gol de Everaldo, cometeu consecutivos equívocos e pouco levou perigo à meta defendida por Alex Alves. Entre os criticados pela torcida do Leão, Santiago Tréllez ratificou os últimos anos de sua carreira e pouco produziu dentro de campo. 

Assim, a volta de Mikael, que soma seis gols em 16 jogos, se torna essencial para a produção ofensiva rubro-negra. Vale ressaltar que o atacante de 21 anos possui a segunda melhor média de redes balançadas do Campeonato Pernambucano. Com 0,5 gol por partida, o prata-da-casa do Leão está atrás no quesito apenas de Kieza, principal artilheiro do certame, com nove gols.

Com quatro gols no torneio estadual, Mikael é o terceiro artilheiro do campeonato. Ao lado de Pedro Maycon, do Vera Cruz, e Mayco Félix, do Retrô, e atrás de Erick, Vinícius e, evidentemente, Kieza, do Timbu, o maior goleador do Sport no Pernambucano 2021 completa a lista dos seis principais artilheiros da competição.



________________________________________________________________

Libertadores: Fluminense é derrotado por Junior Barranquilla




O Fluminense perdeu a oportunidade de garantir a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores ao ser derrotado por 2 a 1 pelo Junior Barranquilla (Colômbia), na noite desta terça-feira em partida realizada no estádio do Maracanã.


Com este resultado, o Tricolor ainda continua liderando o Grupo D com 8 pontos, sendo seguido pelo River Plate (Argentina), que, com 6 pontos, enfrenta o Santa Fe (Colômbia) na próxima quarta-feira (19).

Jogando em casa, o Fluminense teve a primeira oportunidade clara da partida, quando, aos 2 minutos, o equatoriano Cazares, que começou como titular no lugar de Nenê, acertou um belo lançamento para deixar Kayky em condições de marcar.

Aos 27 minutos, o Tricolor teve outra boa chance, quando Calegari tocou para Fred, que deu passe de letra para Luiz Henrique ficar na cara do goleiro adversário. Porém, o jovem atacante bateu em cima de Viera, que defendeu sem dificuldades.

Já o Junior Barranquilla demorou para chegar com perigo, mas, quando chegou, marcou. Aos 34 minutos Fuentes cruzou para Valencia cabecear com perfeição para abrir o placar.

A partir daí, o time colombiano gostou da partida, e conseguiu ampliar logo no início do segundo tempo, quando o meio-campista Cetré acertou um belo chute de curva, da entrada da área, para vencer o goleiro Marcos Felipe.

O técnico Roger decidiu então fazer várias mudanças, colocando em campo o meia Nenê e os atacantes Caio Paulista, Gabriel Teixeira e Abel Hernández.

E as mudanças fizeram efeito aos 29 minutos, quando Gabriel Teixeira enfiou bola para Nenê na esquerda. O camisa 11 dominou e rolou para o meio da área, onde Abel Hernández bateu com liberdade para descontar. Depois, o Fluminense ainda criou algumas boas oportunidades, mas o time colombiano segurou a vitória até o final.

Agora, o Fluminense volta as suas atenções para o Campeonato Carioca, onde faz o segundo jogo da final contra o Flamengo, no próximo sábado (21). Pela competição continental, o Tricolor volta a entrar em campo na terça-feira (25), contra o River Plate.


Logo Agência Brasil

________________________________________________________________________________________________

Jogando no Morumbi, São Paulo cai diante do Racing na Libertadores




O São Paulo recebeu o Racing (Argentina) nesta terça-feira (18) no estádio do Morumbi em partida válida pela 5ª rodada do Grupo E da Copa Libertadores. Mas, jogando com uma equipe alternativa, o Tricolor acabou derrotado por 1 a 0.

O revés deixou o Tricolor na segunda posição da chave, com 8 pontos. A liderança ficou com o Racing, com 11 pontos, que garantiu sua passagem para as oitavas de final.

Entendendo que a classificação para a próxima fase da competição continental está próxima, o técnico argentino Hernán Crespo decidiu poupar os titulares para o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista contra o Palmeiras, programado para a próxima quinta-feira (20).

O único gol da partida saiu aos 27 minutos do primeiro tempo, quando o zagueiro Novillo marcou de cabeça após bola lançada por Lovera.

Agora, a equipe do Morumbi define o seu futuro na Libertadores na próxima terça-feira (25), contra o Sporting Cristal (Peru).


Logo Agência Brasil

________________________________________________________________________________________

Satisfeito com desempenho, Hélio avalia postura 

do Náutico em relação à derrota na Ilha

"Modelo de time não se mexe", salientou o treinador do Alvirrubro


O resultado da partida de ida da decisão do Campeonato Pernambucano não representou o desempenho de Sport e Náutico na Arena de Pernambuco. Superior durante boa parte do confronto, o Timbu demonstrou em campo controle das ações da partida e toda a consistência do trabalho de Hélio dos Anjos. Em entrevista pós-jogo, o treinador alvirrubro analisou o desempenho dos seus comandados na tarde deste domingo (16) e o comparou em relação à derrota por 3 a 0 na Ilha do Retiro.
“Na etapa inicial, a gente conseguiu impor a nossa marcação alta. Durante a semana, eu ouvi muita gente falando que nós tínhamos que jogar da mesma forma que atuamos diante do Salgueiro, porque o time deles poderia matar o nosso como foi no outro jogo. Mas modelo de time você não mexe”.

“Nós continuamos fazendo”, seguiu Hélio, “com marcação alta e dificultando a saída de bola deles. Enquanto o Sport seguia com bolas e ligações diretas, nós, dentro do campo adversário, criamos chances. Numa bobeira nossa, na saída de bola, onde poderíamos jogar a bola para frente, acabamos tomando o gol”, disse o comandante.

2º TEMPO SOBERANO

Embora o Náutico tenha tido ótimo desempenho coletivo no primeiro tempo, algumas falhas individuais prejudicaram o rendimento do time. Além do erro na saída de bola que provocou o gol de Everaldo, o Timbu perdeu muitos gols. Na etapa final, a história foi um pouco diferente. O técnico Hélio dos Anjos corrigiu erros demonstrados no primeiro tempo, porém manteve a intensidade de seus comandados. Assim, não demorou para a equipe empatar.

“Voltamos ao segundo tempo, nos primeiros minutos, muito bem. Eles esboçaram uma reação, tentando marcar nossa saída de bola, porém conseguimos crescer no jogo e empatamos. Diminuímos um pouco após o gol e eles ganharam parte do campo. Mas permanecemos sendo um time competitivo e muito forte”, analisou o treinador.

“Daí, as chances foram aparecendo. Não vou lamentar os gols que deixamos de fazer e as chances que não convertimos. Vou enaltecer o que para mim é primordial e decisivo em finais. O Náutico pode até não ganhar o campeonato, mas ninguém vai passar em cima de nós. Criou-se uma expectativa muito grande de uma superioridade tamanha do Sport baseada naquele jogo da Ilha do Retiro”, concluiu o ‘professor’ Hélio dos Anjos.


_________________________________________________________________________

Intertemporada é vista como essencial para colocar o Santa Cruz 'no eixo', destaca jogadores

Caetano, Karl e Everton Dias comentaram sobre período de preparação para Série C


Eliminado nas três competições que disputou neste início de temporada, o Santa Cruz esboça nesta intertemporada um recomeço. Todos os erros de planejamento podem ser superados com uma boa campanha na Série C do Campeonato Brasileiro e, evidentemente, o acesso à Segundona. Para isso, no entanto, os corais precisam encontrar o bom e virtuoso futebol prometido pela gestão empossada no início do ano - que, até então, passou longe do Arruda.
Com a estreia no certame prevista para o dia 30 deste mês, diante do Manaus, na Arena da Amazônia, os tricolores enxergam nos 14 dias de preparação até o início da disputa do Brasileirão uma forma de encontrar a química que pode levá-los à glória no final do ano. Pelo menos assim garante Caetano, que concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (14).

“Desde que começou o ano não tivemos uma pré-temporada. Foram apenas cinco dias e tiveram muitos jogos em sequência. Então esse tempo vai ser muito importante, todos os jogadores já estão cientes disso. Vamos procurar fazer todos os treinamentos da melhor forma possível para entrar na Série C voando e buscar o nosso objetivo maior, que é o acesso”, disse o atleta.

“Você conseguir um acesso com essa camiseta aqui”, continuou Caetano, “e com a grandeza do clube é gratificante. O Santa Cruz merece, vem buscando esse acesso há três anos e a gente vai focar nessa mini pré-temporada para buscar o nosso objetivo e se Deus quiser no final do ano vamos levar o Santa Cruz para a Série B”, concluiu o meia de 23 anos.

Não à toa, o discurso é endossado por outros atletas da Cobra Coral. Regularizado no final de abril, o experiente Everton Dias salientou a importância do período de foco nos treinamentos e colocar o time nos eixos sob os olhares de Bolívar.

“Esse tempo vai ser muito importante, porque muitos clubes, muitos jogadores no começo do ano não tiveram essa pré-temporada, inclusive eu não tive no clube em que estava. Senti muito isso, acredito que muitos jogadores sentiram também, então com esse tempo que nós vamos ter agora vamos poder colocar tudo em dia, a parte física, para a gente poder começar o Brasileiro com o pé direito”, comentou o jogador de 30 anos.
 
Além do drama coletivo, o volante Karl viveu uma particularidade no Santa Cruz, chegando a ser, inclusive, dispensado. No entanto, após ser reintegrado ao elenco, o jogador deixou para trás todo o cenário caótico das primeiras competições disputadas, ressaltando, ainda, a lição tirada dos fracassos. Agora, o foco é o acesso à Série B do Campeonato Brasileiro. 
 
"Passamos um momento um pouco conturbado no começo, não conseguimos o título do Campeonato Estadual e saímos precocemente da Copa do Nordeste, mas eu acho que isso serviu para fortalecer ainda mais o grupo. Essa preparação agora que a gente vai ficar concentrado, todo mundo junto durante nove ou dez dias, vai ser bom para unir ainda mais o grupo. Estamos criando uma verdadeira família aqui e vamos em busca do acesso", relatou o volante Karl. 


___________________________________________________________________________________

Técnico do Sport avalia retorno de Thiago Neves e fala em preparação para readquirir condição física para próxima final

Meia de 36 anos passou 40 dias fora dos jogos e participou de 25 minutos no primeiro jogo da final do Pernambucano contra o Náutico


O retorno de Thiago Neves ao elenco do Sport é visto com cautela pela comissão técnica do Leão. Fora por 40 dias devido a problemas musculares e depois uma intensificação de sua preparação física, o jogador foi elogiado pelo técnico Umberto Louzer, que destacou seu poder de decisão, fator bastante necessário em uma final de campeonato. 
“É sempre bom você contar com um atleta da capacidade e qualidade do Thiago. Você tocou num ponto ele ficou um período de inatividade e depois teve alguns desconfortos musculares e isso atrapalhou também essa sequência de treinamento. É um atleta muito competitivo, um atleta com uma qualidade muito grande, um poder de decisão também muito grande, um jogador que a gente acredita bastante”, contou.

Por isso, o comandante do Leão apontou que a entrada de Thiago no time será gradual. No primeiro jogo em seu retorno, o meia de 36 anos participou apenas de 25 minutos de jogo e agora, com mais uma semana para trabalhar, deve intensificar sua preparação para readquirir a condição física para as finais do Estadual e, principalmente, para o restante da temporada, que já se inicia no dia 30 com a estreia no Brasileião. 

“É um atleta que já vem treinando conosco, teve uma preparação nesta semana junto com a gente. Sabíamos que podia contar com o atleta nesse período que nós utilizamos partida de hoje, agora ele tem mais uma semana pra trabalhar e nós vamos dar esse trabalho a ele, para que ele possa, assim, readquirir essa condição física, o quanto antes pra poder nos ajudar ao longo da temporada”, ponderou o treinador. 

Antes do clássico, a última partida de Thiago Neves havia sido o empate em 0 a 0 com o Afogados da Ingazeira, no dia 7 de abril. De contrato renovado com o Leão até o fim de 2021, o camisa 30 disputou seis partidas, sendo quatro titular, e marcou um gol, contra o Central, de falta.  

__________________________________________________________________________________

Moto E: Granado vence a primeira na temporada com ultrapassagem no fim


Uma ultrapassagem na curva final da última volta assegurou ao brasileiro Eric Granado a vitória no Grande Prêmio da França de MotoE, realizado neste domingo (16) no circuito de Le Mans. Foi o primeiro triunfo do paulista na temporada 2021 da categoria de motos elétricas do Mundial de Motovelocidade.

Granado chegou a quatro vitórias na carreira pela categoria. O resultado levou o piloto da equipe One Energy para 28 pontos na classificação geral, após duas etapas da temporada. A liderança é do italiano Alessandro Zaccone, da Octo Pramac, com 41 pontos.

Como na etapa anterior, em Jerez de la Frontera (Espanha), o brasileiro largou na pole position, mas teve dificuldades no início da prova e caiu para sétimo nas três primeiras voltas. A reação gradual culminou na acirrada disputa pela liderança com Zaccone, com a ultrapassagem nos últimos metros. O italiano ainda perdeu a segunda posição para o compatriota Mattia Casadei, da Ongetta.

"As condições climáticas mudaram o dia inteiro e a pista estava em uma condição crítica. Eu fiz uma boa largada, mas não estava com uma boa sensação nas duas primeiras voltas. A moto derrapava bastante nas saídas de curva e eu não conseguia ser rápido, mas depois da terceira volta, encontrei um ritmo, senti confiança na moto e comecei a virar mais rápido e buscar os primeiros colocados. Fizemos ultrapassagens limpas e sem perder tempo, o que foi muito bom", disse Granado, em nota à imprensa.

A temporada 2021 da MotoE continua no próximo dia 6 de junho, com o Grande Prêmio da Catalunha, no circuito de Barcelona (Espanha).


Logo Agência Brasil

___________________________________________________________________________

Fortaleza vence Clássico-Rei e se garante nas semifinais do Cearense



O Tricolor assumiu a liderança com os mesmos 14 pontos do Ferroviário, ficando à frente pelo saldo de gols (12 a nove), e não pode mais ser alcançado pelo Pacajus, primeiro time fora da zona de classificação, que soma nove pontos e ocupa o quinto lugar. O Vozão permanece com dez pontos, na quarta posição, e ainda precisa confirmar presença no mata-mata.

O duelo foi equilibrado e muito brigado, mas com poucas chances claras. O Fortaleza soube aproveitar melhor as que teve. Aos 37 minutos, Wellington Paulista cruzou pela direita e o também atacante David, de cabeça, abriu o placar para o time do argentino Juan Pablo Vojvoda, que comandou pela primeira vez o Tricolor em um clássico. Aos nove minutos da etapa final, o volante Matheus Jussa arriscou de longe, a bola desviou no zagueiro Jordan e saiu do alcance do goleiro Richard, balançando as redes. Nos acréscimos, o lateral Gabriel Dias acertou o travessão, na melhor oportunidade do Ceará na partida.

Pela sétima e última rodada da segunda fase, o Fortaleza recebe o Icasa nesta segunda-feira (17), às 15h30 (horário de Brasília), no Castelão. No mesmo dia e horário, o Ceará encara o Atlético-CE no estádio Carlos de Alencar Filho, o Vovozão, na capital. O Vozão têm que ganhar para não ter que depender do resultado do Pacajus, que recebe o Ferroviário no estádio João Ronaldo, o Ronaldão, em Pacajus (CE), também na segunda, às 15h30. O Atlético está uma posição à frente dos alvinegros, com 11 pontos, e se classifica com um empate.

_____________________________________________________________________

Libertadores: Atlético-MG vence e garante classificação para oitavas


O Atlético-MG garantiu a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores após derrotar o América de Cali (Colômbia) por 3 a 1, nesta quinta-feira (13) no estádio Romelio Martínez, em Barranquilla.

Com a vitória, o Galo chegou a 10 pontos, e não pode mais ser alcançado pelo terceiro colocado La Guaira (Venezuela), que ficou com apenas 3 pontos após ser derrotado na última quarta-feira (12) pelo Cerro Porteño (Paraguai)

Protestos fora do estádio

A classificação do Galo foi obtida em uma partida realizada em clima tenso. Na parte de fora do estádio manifestantes entraram em confronto com forças de segurança, e bombas de gás lacrimogênio foram lançadas. Os efeitos das bombas foram sentidos pelos jogadores, o que obrigou a partida a ser interrompida em vários momentos.

Vitória de virada

Com a bola rolando, o Atlético-MG começou melhor, e contou com o bom momento de Hulk para começar a construir sua vitória. Aos 20 minutos o camisa 7 marcou de cabeça após Nacho Fernández cruzar com perfeição. Este foi o quinto gol do atacante na atual edição da Libertadores.

Três minutos depois o time da casa igualou o marcador. Após rápido contra-ataque, o atacante Santiago Moreno bateu para vencer o goleiro Everson.

Mas o Galo era superior, e na etapa final conseguiu garantir a vitória. Aos 8 minutos Guilherme Arana recebeu de Savarino e bateu no ângulo para fazer o gol da virada. O triunfo foi sacramentado já nos acréscimos da partida, quando o chileno Eduardo Vargas recebeu de Diego Tardelli, se livrou do goleiro com um chapéu e tocou livre para o gol.

Próximos compromissos

O Atlético-MG volta a entrar em campo no próximo domingo (16), quando mede forças com o América-MG na primeira partida da final do Campeonato Mineiro. Pela competição continental, o Galo pega o Cerro Porteño na quarta-feira (19).


Logo Agência Brasil

________________________________________________________________________

Corinthians é goleado e se despede da Sul-Americana

O Corinthians foi eliminado da Copa Sul-Americana, após ser goleado por 4 a 0 pelo Peñarol (Uruguai) na noite desta quinta-feira (13) em partida realizada no estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu.

Com o revés, o Timão ficou na segunda posição do Grupo E com 4 pontos, sem chances de alcançar os uruguaios na liderança, que ficaram com 12 pontos quando faltam 2 rodadas para o final da fase inicial. Como, na parte inicial da competição, apenas o melhor time de cada chave avança, o Corinthians está eliminado.

Jogando em casa, o Peñarol abriu uma vantagem de 2 a 0 com menos de 15 minutos de partida, graças a dois gols do atacante Álvarez Martínez. O terceiro gol saiu apenas na etapa final, com o meia Canobbio aos 7 minutos.

Aos 23 minutos o time uruguaio fechou o marcador, com mais um gol de Álvarez Martínez.

Com a desclassificação na Sul-Americana, o Corinthians agora concentra suas atenções no Campeonato Paulista, onde disputa as semifinais.


Logo Agência Brasil


__________________________________________________________________________________


Consistente, Djavan comenta sobre relação com Hélio e avalia decisão contra Sport
Garantia de entrega do jogador é trunfo para o treinador alvirrubro

Na contagem regressiva de completar 50 jogos pelo Náutico, Djavan é, mais do que nunca, titular incontestável do Timbu. Ao lado de Rhaldney e Jean Carlos, o volante de 25 anos forma a tríade que, de tão repetida, se tornou um mantra no time de Hélio dos Anjos. Afinal, desde que o treinador mineiro chegou ao Recife, em novembro de 2020, foram 16 partidas com o trio entre os 11 titulares. 
Embora não seja o atleta mais técnico do elenco alvirrubro, Djavan pode ser considerado um dos mais consistentes do grupo. Fazendo o ‘trabalho sujo’ no terço central timbu, a ‘formiguinha’ dos Aflitos obteve a confiança de Hélio dos Anjos e vai para sua primeira decisão vestindo vermelho e branco. Em alta, o jogador comentou sobre a relação com o técnico e seu processo contínuo de evolução no Náutico.

“Desde o ano passado, quando o professor Hélio chegou ao Náutico e meu deu oportunidade, eu venho tendo sequência nos jogos e, evidentemente, evoluindo. Acho que o atleta que está em um clube grande tem que procurar evoluir sempre. E o treinador Hélio sempre repete a palavra da 'consistência'. Então, a gente sempre procura se manter evoluindo para, claro, ajudar o Náutico”, disse Djavan.

PRIMEIRA DECISÃO EM ROSA E SILVA

Anunciado pelo Náutico em fevereiro de 2020, Djavan, que foi elemento chave da campanha histórica pela Série B do ano passado, realizará, neste domingo (16), sua primeira final vestindo as cores do Timbu. A partida de ida do Clássico dos Clássicos também será a primeira do volante como titular - afinal, esteve ausente da derrota por 3 a 0 da primeira fase. 

“A gente nunca gosta de ficar de fora das partidas. Embora tenha sido um jogo que, para nós, não valia muita coisa, porém foi tratado como um clássico. Mas já passou. Agora, é pensar na final e no jogo decisivo que temos pela frente”, comentou.

Na entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (12), o jogador de 25 anos ainda analisou a importância da tecnologia de vídeo nas duas finais - que foi confirmada pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF). “São duas partidas que sabemos que serão decididas nos detalhes. Então, acredito que é válido, sim, o VAR. Em decisões, às vezes, o jogo sai do controle do árbitro e ter a tecnologia resguardando a partida, acredito que é válido sim”.







__________________________________________________________________________________

Visando a Série C, elenco do Santa Cruz fará intertemporada a partir da próxima semana

Treinamentos serão realizados em Aldeia e terão duração de nove dias


Dando sequência à preparação para a Série C do Campeonato Brasileiro, o Santa Cruz fará uma intertemporada a partir da próxima semana, em Aldeia. O período escolhido pela cúpula tricolor terá início na segunda-feira (17) e se estenderá até o dia 26 deste mês. Com a eliminação do clube no Campeonato Pernambucano, essa ‘folga’ no calendário é tida como preciosa para que a equipe entre no prumo antes da competição nacional. 
Por conta do calendário apertado devido à pandemia e ao pleito eleitoral do clube, praticamente não houve pré-temporada no Arruda. Apenas nove dias separaram a reapresentação do elenco com a estreia no Campeonato Pernambucano. Desde o início das partidas, o Santa Cruz ficou, no máximo, seis dias sem jogar. Tal intervalo aconteceu no mês de março, quando o ex-técnico coral, João Brigatti, teve quase uma semana para trabalhar com o grupo de jogadores. De lá para cá, o período de descanso é mínimo, tendo, como média, três dias de preparação de um jogo para o outro.

Em entrevista à Rádio Clube, o presidente do Santa Cruz, Joaquim Bezerra, valorizou o tempo de preparação que a equipe terá antes de iniciar os próximos compromissos. “Nós vamos ter, pela primeira vez, tempo de organizar o elenco. Teremos 20 dias para isso. Desde que iniciamos a gestão que não tivemos tempo para absolutamente nada. Já começamos na disputa do Campeonato Pernambucano, Copa do Nordeste e Copa do Brasil”. 

O primeiro jogo do Santa Cruz na Série C do Campeonato Brasileiro está previsto para acontecer no fim de maio, quando a equipe enfrentará o Manaus, fora de casa. Diante da proximidade, a diretoria corre contra o tempo para fechar o elenco o mais rápido possível. 

REFORMULAÇÃO

Aproveitando o período sem jogar, a diretoria do Santa Cruz está fazendo uma reformulação no elenco. Até o momento, o clube confirmou as saídas dos atletas Elicarlos, Marcos Vinícius e Maxwell, que tinham contrato até o fim de maio. Além deles, Ítalo Melo, Marcel, Juan Batista e Aruan desceram para integrar o time sub-23. Em contrapartida, novos jogadores devem chegar ao Arruda. A expectativa é anunciar seis novos reforços antes da estreia na Série C. 

“Vamos trabalhar com 27 ou 28 atletas no máximo. É o número ideal para se trabalhar, até para não atrapalhar os treinos. Serão três goleiros e 24 jogadores de linha. Demos uma enxugada legal no elenco. Se eu não me engano, estamos com 18 ou 19 atletas. Precisamos repor o que a gente não renovou. Com as contratações, chegaremos no limite que Bolívar quer trabalhar”, relatou Fabiano Melo à Rádio Clube










__________________________________________________________________________________

Sport recebe proposta de clube internacional por Adryelson e aguarda desfecho do Pernambucano para finalizar negociação
Formado pelas categorias de base do clube, zagueiro tem contrato até o final do ano de 2021 e pode assinar pré-contrato a partir de junho

Uma das referências do atual elenco leonino que irá disputar a final do Campeonato Pernambucano a partir do próximo domingo, o zagueiro Adryelson pode estar com sua passagem pelo Leão próxima do fim. Isso se deve a uma proposta recebida pelo defensor vinda do futebol internacional e que já foi levada pela staff do jogador à diretoria leonina. A informação foi dada em primeira mão pelo repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal, e confirmada pela reportagem do Diario de Pernambuco. 
Anteriormente sondado pelo futebol italiano, Adryelson tem contrato com o Sport até o final da temporada e, assim, poderia assinar pré-contrato com qualquer clube a partir de junho. De acordo com o agente do atleta, Eduardo Cornacini, o Leão já está com a proposta em mãos, mas solicitou que as tratativas só sejam retomadas após o final do Estadual. 

“O Adryelson recebeu uma proposta do futebol internacional. Não posso cravar de onde e nem fornecer mais detalhes. O jogador e o clube já estão cientes de qual seria o destino, mas no momento a negociação está parada, pois o foco é a final do Estadual. Após a disputa do título é que será dado andamento novamente nas tratativas”, apontou o empresário. 

Cornacini ainda reforçou que um dos pontos colocados por Adryelson para que a negociação seja bem-sucedida é que haja uma contrapartida financeira para o clube. Por isso, caso a negociação se concretize, o defensor não deve disputar mais partidas pelo Leão além das finais do Estadual. 

“Estamos trabalhando para que haja um alinhamento que fique bom para todo mundo. O Adryelson tem muito carinho pelo clube e por isso deseja que haja uma contrapartida, mas tudo sobre a negociação só será retomado após as finais do Pernambucano”, explicou. 

Revelado pelo Sport, o zagueiro Adryelson começou a aparecer de maneira regular no time titular do Leão durante a Série B de 2018. Desde então, não perdeu mais a vaga e vem sendo um dos pilares do setor defensivo rubro-negro. Campeão do Pernambucano 2019 e com um acesso à Série A na conta, o defensor soma 127 partidas e cinco gols com a camisa leonina. 







_______________________________________________________________

Grêmio enfrenta Lanús, da Argentina, logo mais pela Sul-Americana

Se vencer, o Tricolor Gaúcho passa à próxima fase da competição


O Grêmio vai receber o argentino Lanús nesta quinta-feira (13), na Arena do Grêmio, às 19h15. Em caso de vitória do time brasileiro, independente do resultado de Aragua e La Equidad, o tricolor gaúcho praticamente assegura a classificação para as oitavas de final.

No grupo H, os gremistas estão com 100% de aproveitamento na competição, com 9 pontos conquistados. Já o adversário desta noite tem 6 pontos. O confronto reedita a final da Copa Libertadores de 2017, ano em que os gaúchos se sagraram tricampeões.

O time comandado pelo técnico Tiago Nunes vem embalado após eliminar o Juventude nas semifinais do Campeonato Gaúcho, com vitória por 2 a 0, no último domingo (9). Além disso, na última rodada da Sul-Americana, na quinta (6) passada, o Grêmio aplicou a maior goleada da história em competições sul-americanas após vencer o venezuelano Aragua por 8 a 0.

Sem mudanças em relação ao duelo com o Juventude, Tiago Nunes deve começar com: Brenno; Vanderson, Geromel, Ruan e Diogo Barbosa; Thiago Santos, Matheus Henrique, Luiz Fernando, Darlan e Ferreira; Diego Souza.

Logo Agência Brasil

_______________________________________________________________________

Paralimpíada: goalball brasileiro enfrenta atuais campeões na 1ª fase

Seleção masculina busca terceiro pódio e feminino mira medalha inédita


As seleções brasileiras de goalball conheceram nesta segunda-feira (10) os adversários da primeira fase na Paralimpíada de Tóquio. As equipes masculina e feminina terão pela frente, nos respectivos grupos, os campeões paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016: Lituânia, entre os homens, e Turquia, entre as mulheres.

Atual bicampeão mundial da modalidade voltada a pessoas com deficiência visual, o Brasil caiu no Grupo A masculino. Além dos lituanos, também integram a chave Estados Unidos (prata em 2016), Japão e Argélia. No Grupo B, figuram Alemanha, Bélgica, China, Turquia e Ucrânia. A seleção nacional busca a terceira medalha paralímpica, após a prata de Londres (Reino Unido), em 2012, e o bronze no Rio.

"Os grupos ficaram bem equilibrados. Vamos ter ótimos confrontos nos jogos iniciais. É bom que esses confrontos duros já na fase de grupos nos preparam para os playoffs", avaliou o ala Leomon Moreno, em depoimento ao site da Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV).

Feminino

No torneio feminino, o Brasil inicia a busca por uma medalha inédita no Grupo D, com Turquia, Estados Unidos (bronze no Rio), Japão e Egito. Este último substitui a campeã africana Argélia, que abriu mão da vaga. China (prata em 2016), Israel, Austrália, Canadá e Rússia são as seleções do Grupo C. As russas, atuais campeãs mundiais, terão de competir sem o nome do país, devido a uma punição ao comitê paralímpico local por casos de doping.

"Estava bem ansiosa para saber em qual grupo cairíamos. O goalball está muito nivelado entre as seleções. Das dez equipes, umas cinco têm condições de brigar pelo ouro. Isso só impulsiona a gente para treinarmos mais agora que sabemos contra quem vamos jogar", disse a ala Ana Carolina Duarte ao site da CBDV.

Na primeira fase de ambos os torneios, as seleções se enfrentam dentro dos próprios grupos, em turno único. Os quatro primeiros de cada chave avançam às quartas de final. O mata-mata prossegue até a final, com os times derrotados na semifinal se enfrentando pela medalha de bronze.

Logo Agência Brasil

___________________________________________________________________________________

Corinthians e Palmeiras empatam e seguem no topo do futebol feminino

Houve igualdade também no placar de outros três duelos do Brasileiro



No duelo entre os dois melhores times na Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino deu empate. Corinthians e Palmeiras ficaram no 1 a 1 no Parque São Jorge, em São Paulo. O resultado permite que as Palestrinas permaneçam como líder até o fim da rodada, com 14 pontos. Já a equipe do Timão, segunda colocada com 13 pontos ao fim ao fim deste domingo (9), pode ser ultrapassado caso Grêmio ou Santos vençam nesta segunda (10). Os dois gols da partida foram marcados na segunda etapa: Bruna Calderan colocou o Palmeiras na frente e Vicky Albuquerque empatou para as donas da casa.

O primeiro tempo foi frio como a temperatura em São Paulo. As equipes não criaram muito e pouco ameaçaram as goleiras Jully (Palmeiras) e Kemelli (Corinthians). Esta última, aliás, quase proporcionou um gol às adversárias ao sair jogando errado. O passe caiu nos pés de Chú, que tentou por cobertura mas a bola foi por cima do gol. Do outro lado, a melhor chance foi quando Bruna Calderan afastou quase em cima da linha a bola que havia batido na trave em lance com Érika.

No segundo tempo, o Palmeiras aproveitou para abrir o placar aos 10 minutos. Bia Zanerato cruzou da esquerda e Bruna Calderon cabeceou com categoria, encobrindo Kemelli.

O Alviverde parecia ter a partida sob controle, mas aos 33 sofreu o empate em jogada armada por duas jogadoras que entraram no segundo tempo. Gabi Portilho foi para o meio e encontrou passe para Vicky Albuquerque dentro da área. Ela tocou na saída de Jully para empatar.

Nos minutos finais, o Timão tomou mais a iniciativa em busca da vitória, mas não conseguiu o gol. O empate no placar refletiu a igualdade entre as equipes. O 1 a 1 mantém a invencibilidade do Palmeiras em seis rodadas, enquanto o Corinthians, atual campeão nacional, segue como mais próximo perseguidor.

Na sétima rodada, o Palmeiras recebe o Real Brasília, na quinta-feira, às 15h. No mesmo dia, o Corinthians visita o São José, às 20h.
Comentário de Chú repercute no gramado

Horas antes do jogo, a atacante Chú, do Palmeiras, apareceu no Facebook comentando uma publicação que mencionava as mortes do político e cantor evangélico Irmão Lázaro e do ator e humorista Paulo Gustavo, ambas por covid-19. No comentário - posteriormente deletado -, Chú afirmava que a diferença entre os dois casos era de que "Lázaro foi para o céu e Paulo Gustavo para o inferno". Mais tarde, em vídeo disponível apenas para seguidores aprovados por ela no Twitter, Chú se desculpou pelas palavras discriminatórias contra Paulo Gustavo, que era homossexual.

O perfil oficial do time feminino do Palmeiras no Twitter se manifestou de forma contrária às ideias de Chú.

Instantes antes de a bola rolar, as jogadoras do Corinthians também se posicionaram em relação à atitude da adversária. As atletas do time se viraram para as arquibancadas e fizeram um coração com as mãos. O gesto foi registrado e publicado na conta oficial do clube do Twitter pouco depois.
Domingo com mais três empates

Além da igualdade entre os líderes, outras três partidas movimentaram o Brasileirão Feminino neste domingo (9). Na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro, Flamengo e São José empataram por 2 a 2. Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Rafa Barros. Pelo São José, marcaram Fernanda Tipa e Letícia.

Em Santa Catarina, Napoli e Minas Icesp não saíram do 0 a 0.

Em Minas Gerais, Cruzeiro e Botafogo ficaram no 1 a 1, com a colombiana Lucero abrindo o placar para o time mineiro e Brenda empatando para o Alvinegro carioca.

A sexta rodada será finalizada nesta segunda (10) com dois jogos: Grêmio e Santos se enfrentam às 15h (horário de Brasília), em Porto Alegre, mesmo horário do duelo entre Real Brasília e Bahia, na capital federal.



Logo Agência Brasil

__________________________________________________________________________________

Flamengo e Volta Redonda decidem quem vai para a final do Cariocão


Flamengo e Volta Redonda decidem neste sábado (8) à noite, no Maracanã, quem será o primeiro finalista do Campeonato Carioca. Como venceu o primeiro jogo da semifinal por 3 a 0 e fez melhor campanha do que o Tricolor de Aço na Taça Guanabara, o Rubro-Negro só perde a vaga se for goleado por quatro gols de diferença. Mais do que nunca, o Voltaço vai precisar do atacante Alef Manga, que pode estar dando adeus à equipe do Sul-Fluminense. A Rádio Nacional acompanha todos os detalhes da partida, a partir das 20h30 (horário de Brasília).
Com vários jogadores no Departamento Médico (o goleiro Diego Alves, o meia Gerson, o lateral Renê e o zagueiro Rodrigo Caio) e atento ao confronto contra o Unión La Calera (Chile) em Santiago, na próxima terça (11) pela Libertadores, o técnico Rogério Ceni deve escalar o chamado time alternativo. Nomes como Vitinho, Michael e Pedro devem estar em campo para carimbar o passaporte do Fla à decisão que pode levar ao hexa-tri da história do clube no Campeonato Estadual do Rio.
Já o Volta Redonda não tem alternativa senão ir ao ataque e tentar reverter a elástica desvantagem. O time comandado pelo treinador Neto Colucci ainda não jogou a toalha e confia no artilheiro do Cariocão, Alef Manga, com 9 gols. A boa fase do jogador despertou o interesse de vários clubes do país das Séries A e B e dificilmente ele deve continuar defendendo o uniforme Auri-Negro no restante da temporada.
“No futebol, tudo é possível. Agora, tirar tamanha diferença trata-se de uma missão bem difícil, quase impossível para o Volta Redonda, que vai necessariamente expor a defesa para buscar a classificação e propiciar o contra-ataque ao Fla”, afirma o comentarista Mário Silva, que vai estar ao lado do locutor André Luíz Mendes na transmissão da partida de hoje pela Rádio Nacional.


Logo Agência Brasil

_________________________________________________________________________________

Grêmio goleia por 8 a 0 pela Copa Sul-Americana


A noite de estreia de Tiago Nunes como técnico do Grêmio em Porto Alegre, nesta quinta (6), não podia ser melhor. O Imortal não tomou conhecimento do jovem Aragua, clube venezuelano com apenas 18 anos de existência. Eram 27 minutos de jogo e o placar já anotava 6 a 0 para os donos da casa. Com a vitória final por 8 a 0, os brasileiros chegaram a 9 pontos e são líderes isolados no Grupo H, caminhando a passos largos para ficar com a única vaga da chave para a próxima fase.
O primeiro gol do confronto veio logo aos 2 minutos com Luiz Fernando. O atacante repetiria a dose aos 17. O terceiro veio de pênalti, cobrado com precisão por Diego Souza aos 20. Um minuto depois, Ferreira chutou cruzado para marcar o quarto. O camisa 11 só precisou esperar mais dois minutos para balançar as redes mais uma vez. Aos 27, Arquímendes Hernández tentou cortar mais um ataque gremista e acabou fazendo contra. Com o resultado garantido, o Grêmio passou a tocar a bola, deixando o tempo correr até o intervalo.

Na etapa final, Tiago Nunes promoveu três substituições, poupando Diego Souza, Geromel e Ferreirinha. O ritmo diminuiu e os venezuelanos até marcaram, aos 6, o que seria o gol de honra dos visitantes, mas a arbitragem anulou por causa de posição de impedimento. Aos 17, o lateral Rafinha invadiu a área e o zagueiro Arquímendes tentou parar a jogada com carrinho, colocando a mão na bola. Maicon cobrou a penalidade e anotou o sétimo gol dos gremistas. Aos 31, Churín cabeceou a bola, que bateu no travessão e entrou.

No próximo domingo (9), o Grêmio volta à Arena, às 16h, para o segundo jogo da semifinal do Campeonato Gaúcho contra o Caxias. No primeiro duelo, o Tricolor venceu por 2 a 1.


Logo Agência Brasil

____________________________________________________________________________


Fluminense e Junior Barranquilla empatam em 1 a 1 pela Libertadores

Tricolor fica na primeira posição do Grupo D com resultado







Com este resultado, o Tricolor ficou na liderança da Chave com 5 pontos, mesma pontuação do River Plate (Argentina), que empatou em 0 a 0 nesta quinta com o Santa Fe (Colômbia).

Jogo duro

A equipe comandada pelo técnico Roger Machado não teve facilidades diante do time colombiano, que saiu na frente. Aos 8 minutos o árbitro marcou um pênalti duvidoso a favor do Junior Barranquilla quando o atacante Kayky dividiu a bola dentro da área com Fuentes, que caiu na jogada. Borja foi para a cobrança e bateu forte de direita para abrir o marcador.

Porém, o time das Laranjeiras não demorou a reagir. Aos 19 minutos Nenê cobrou escanteio, a bola foi desviada pelo zagueiro Luccas Claro e sobrou para Kayky, que matou no peito antes de chutar de direita. Com a igualdade no placar, o jogo aumentou em intensidade, mas o 1 a 1 perdurou até o intervalo.

No início da etapa final o artilheiro Fred criou duas boas oportunidades. Primeiro, aos 6 minutos em cabeçada que foi bem defendida por Viera, e dois minutos depois em nova cabeçada, que é espalmada pelo arqueiro adversário. Já a equipe de Barranquilla alcança suas melhores oportunidades graças a dois chutes com efeito do meia Pajoy. Mas a igualdade permanece até o final do tempo regulamentar.

Próximos compromissos

O próximo compromisso do Tricolor é pelo Campeonato Carioca, no qual faz o jogo de volta das semifinais contra a Portuguesa no próximo domingo (9). Já na Libertadores o Fluminense volta a entrar em campo na quarta (12), para medir forças com o Santa Fe.



Logo Agência Brasil

_________________________________________________________________

Palmeiras vence Santos e continua vivo no Paulista

Revés deixa Peixe sem chances de classificação




Palmeiras e Santos fizeram uma partida movimentada na noite desta quinta-feira (6) no Allianz Parque pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. E o Verdão se deu melhor, ao derrotar o Peixe por 3 a 2 para continuar vivo na busca pela classificação.

A vitória deixou o Verdão na terceira posição do Grupo C, com 18 pontos e a apenas 3 do segundo colocado Novorizontino. Já o Santos terminou como o terceiro do Grupo D, com 10 pontos na terceira posição.

Gols no início

As equipes começaram o confronto criando oportunidades de lado a lado, mas quem mostrou mais eficiência primeiro foi o Palmeiras, que abriu o marcador aos 7 minutos com o lateral Viña de cabeça. O jogo era aberto, e o Peixe conseguiu empatar seis minutos depois com Kaio Jorge, que marca após bela jogada de Marinho.

Aos 22 minutos o Verdão voltou a ficar novamente na frente no marcador. O atacante Willian cabeceou com eficiência após cruzamento perfeito de Gustavo Scarpa. Aos 38 minutos o Santos tem uma grande perda, quando Marinho sente a coxa esquerda e cai. O atacante até tenta continuar na partida, mas não consegue e acaba substituído.

Mesmo sem sua referência técnica, o Santos conseguiu o empate cedo na etapa final. Aos 7 minutos Kaio Jorge cobrou pênalti de forma perfeita para deixar tudo igual. O jogo voltou a ficar aberto, com boas chances para as duas equipes. Até que, aos 32 minutos, o Verdão finalmente garantiu a vitória final, quando Lucas Esteves marcou após cruzamento de Viña.

Peixe eliminado

O resultado deixou o Palmeiras com chances reais de avançar para as quartas de final da competição. Já para o Santos o revés representou a eliminação, e o deixa com possibilidades de ser rebaixado.


Logo Agência Brasil

_____________________________________________________________________

Corinthians vence em Lima e segue vivo na Copa Sul-Americana

Timão derrota Huancayo por 3 a 0 em noite de Luan






Em seu primeiro jogo oficial em território peruano, o Corinthians derrotou o Huancayo (Peru) por 3 a 0, nesta quinta-feira (6) no estádio Nacional. Com o resultado, o Timão vai a 4 pontos em três rodadas disputadas pelo Grupo E da Copa Sul-Americana. A situação para os brasileiros ainda é complicada, porque, pela nova regra da competição, apenas um time avança por chave e, por enquanto, a liderança é do Peñarol (Uruguai), que tem 9 pontos.

Repetindo o mesmo time que empatou com o São Paulo por 2 a 2, o técnico Vagner Mancini voltou a escalar 3 zagueiros. Logo aos 4, a bola sobrou na área para Luan tocar de chapa de pé e abrir o marcador. Aos 30, Piton cruzou rasteiro para Cauê ampliar o placar para o Timão.

Na segunda etapa, O Corinthians seguiu com o jogo sob controle. Seguro na defesa e com os alas atuando como armadores, os brasileiros chegaram ao terceiro gol com um inspirado Luan. Aos 30, o camisa 7 acertou o ângulo e balançou as redes mais uma vez em grande estilo.

O Timão volta de Lima já sabendo que enfrentará a Inter de Limeira nas quartas de final do Campeonato Paulista.


Logo Agência Brasil

_____________________________________________________________________________

Palmeiras e Santos se enfrentam em rodada decisiva e devem poupar jogadores



Maratona de jogos pode fazer clássico ser disputado só por garotos; quem perder dará adeus ao campeonato

Depois de vencerem na Libertadores, a competição em que estão focados, Palmeiras e Santos se enfrentam hoje, às 21h, no Allianz Parque, pela penúltima rodada do Campeonato Paulista.
Por mais que o duelo seja decisivo pela primeira fase do torneio, as duas equipes devem poupar seus principais jogadores por causa da maratona de jogos. O técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, estuda mandar a campo garotos da base.

"Se contra o Santos tivermos que entrar com o sub-17, vamos com o sub-17, ou com o sub-20. Vamos dar o nosso melhor no Paulista, foi isso que prometemos. Temos 24 horas para preparar cada jogo. Sei que muita gente fala da nossa organização, mas não controlamos a pandemia nem temos culpa de a cada três dias fazer dois jogos", afirmou o técnico.

Enquanto no torneio continental o Palmeiras acumulou a terceira vitória consecutiva, no Paulistão, o time é o terceiro colocado no Grupo C, fora da zona de classificação para a próxima fase, a três de distância do Novorizontino, que está em segundo lugar.

"Temos jogadores lesionados que são fruto do calendário, da pandemia, da organização dos jogos, que não tem nada a ver com a organização do treinador ou da estrutura do Palmeiras, que quer entrar em todas competições para vencer. Se der para ganhar, ganhamos; se não der para ganhar, seguimos em frente", acrescentou o técnico do Palmeiras.

Ainda sem um técnico efetivo, o Santos terá mais uma vez no banco de reservas o auxiliar Marcelo Fernandes. O clube negocia com Fernando Diniz para o cargo e também tem na mira Lisca e Guto Ferreira. A goleada por 5 a 0 sobre o The Strongest pela Libertadores deu um respiro para a diretoria negociar com o novo treinador. Também deu esperanças para o interino ser efetivado no cargo.

"Se eles (diretoria) acharem que eu devo continuar, estou pronto", declarou o auxiliar técnico. "Se acharem que devo continuar na minha função, não tem problema algum. O importante é que estamos colaborando para fazer um clube forte", comentou Fernandes após a goleada sobre o time boliviano.

Para o clássico, ele ainda não definiu se poupará os seus principais jogadores. Certo é que não terá o volante Alison, que sentiu um desconforto na perna esquerda.

Se optar por escalar força máxima, Fernandes teria somente uma dúvida no ataque, entre Marcos Leonardo e Kaio Jorge. "Para o clássico, vamos ver como estão todos. É um jogo muito importante, difícil, com uma grande equipe. O Santos vai com o que tem de melhor, logicamente pensando na forma física, como os jogadores estão, porque temos outro jogo domingo e não podemos perder ninguém."

FICHA TÉCNICA

Palmeiras: Jailson (Vinícius Silvestre); Mayke, Danilo Barbosa e Vanderlan (Esteves); Gabriel Menino, Felipe Melo, Zé Rafael, Gustavo Scarpa e Viña; Willian e Wesley. Técnico: Abel Ferreira.

Santos: João Paulo; Pará, Kaiky, Luan Peres e Felipe Jonatan; Vinicius Balieiro, Jean Mota e Gabriel Pirani; Marinho, Marcos Leonardo (Kaio Jorge) e Lucas Braga. Técnico: Marcelo Fernandes (interino).

Juiz: Luiz Flávio de Oliveira.

Horário: 21h.

Local: Allianz Parque.

Na TV: SporTV e Pay-Per-View.

_________________________________________________________


Corinthians vai ao Peru fazer jogo que vale sobrevivência na Sul-Americana



Depois de um empate e uma derrota, o Corinthians vai em busca da primeira vitória na atual edição da Copa Sul-Americana. Nesta quinta-feira, às 21h30, o time paulista enfrenta o Sport Huancayo, no Estádio Nacional, em Lima, no Peru, pela terceira rodada do Grupo E. O adversário é o lanterna da chave, com duas derrotas.
A delegação alvinegra viajou em voo fretado por causa da pandemia e chega otimista depois da boa apresentação no duelo com o São Paulo pelo Campeonato Paulista. Desfalque no clássico por suspensão, Cantillo seguirá fora por causa de uma lesão no músculo posterior da coxa esquerda. Além dele, o técnico Vagner Mancini não poderá contar com o volante Xavier, que sofreu uma entorse no tornozelo esquerdo no treino de sábado.

Os veteranos Fábio Santos e Jô devem continuar na reserva. Gil pode voltar após ficar na reserva na última partida para dar mais experiência à zaga "Todos os atletas que saíram deram força àqueles que foram entrando. Eu tenho como hábito conversar com diversos jogadores ao longo da semana, eu fiz isso olhando no olho", comentou Mancini.

Por ser um jogo fora de casa e uma derrota complicar ainda mais a situação do Corinthians, o treinador não descarta manter a formação com três zagueiros. O modelo tático foi utilizado pela primeira vez no jogo com o São Paulo e elogiado por Mancini.

"Não tenha dúvida de que a avaliação é altamente positiva. Não é uma tarefa fácil, mas acima de tudo foi uma tarefa bem executada. Essa dificuldade foi imposta porque no começo de jogo o São Paulo foi bem agressivo na marcação e a gente não estava conseguindo uma estabilização que toda equipe precisa numa mudança de sistema de jogo", analisou. A escalação, no entanto, é uma incógnita. Por causa da pandemia, os jornalistas não acompanham os treinos da equipe há mais de um ano.

Cássio

A partida marcará mais um feito do goleiro Cássio, um dos atletas com mais títulos da história corintiana. Ele vai atingir uma marca curiosa, a de completar viagens por todos os países da América do Sul. Faltava apenas o Peru.

"Feliz, né? Que bom que o Corinthians poder estar disputando esses campeonatos. São os maiores. Libertadores e Sul-Americana. Que possa estar sempre viajando e voltando em vários e vários países. Que a gente consiga a vitória para ter a classificação e continuar viajando. Feliz! Temos atingido marcas legais. Agradeço por ser lembrado, prefiro assim. Tudo que construí foi passo a passo. Feliz por ser o primeiro jogador do Corinthians a conquistar essa marca", disse o goleiro, que está no clube desde 2012.

FICHA TÉCNICA

Sport Huancayo: Ángel Zamudio; Giancarlo Carmona, Víctor Balta, Jimmy Valoyes e Luis Benítes; Óscar Barreto, Marcio Valverde, Marcos Lliuya, Alexis Rojas e Moisés Velásquez; Liliu. Técnico: Wilmar Valencia.

Corinthians: Cássio, João Victor, Gil e Raul Gustavo; Fagner, Gabriel, Ramiro e Lucas Piton; Luan, Mateus Vital e Cauê. Técnico: Vagner Mancini.

Juiz: Jhon Ospina (Colômbia)

Horário: 21h30 (Brasília)

Local: Estádio Nacional de Lima (Peru)

Na TV: Conmebol TV.

__________________________________________________________________________________

Werdum esquece UFC e estreia como uma das estrelas da PFL: 'Me sinto com 28 anos'



Aos 43 anos, brasileiro estreará em nova organização contra compatriota Renan 'Problema' Ferreira nesta quinta

Lutador, empresário e produtor de conteúdo, o incansável Fabrício Werdum encara nesta quinta-feira um desafio novo em sua longeva carreira no MMA. O ex-campeão peso pesado (até 120 kg) do UFC estreia como uma das estrelas da Professional Fighters League (PFL), organização que dá ao vencedor de cada categoria o prêmio de US$ 1 milhão (R$ 5,3 milhões, na cotação atual). Seu adversário será o compatriota Renan "Problema" Ferreira, em Atlantic City, nos Estados Unidos, onde acontece a bolha da organização.
Werdum, de 43 anos, terminou sua passagem no UFC no ano passado após 14 anos. Meses depois, ele foi confirmado na PFL, novo evento de MMA com um formato diferente, inspirado nas grandes ligas esportivas dos Estados Unidos. Os lutadores avançam rumo ao cinturão a cada vitória, independentemente de popularidade. Ao final da temporada regular, os quatro melhores classificados de cada categoria vão aos playoffs e se enfrentam por uma vaga na grande final.

Com um cartel de 24 vitórias, nove derrotas e um empate, Werdum fez sua última aparição no octógono em julho de 2020, quando finalizou Alexander Gustafsson no primeiro round, e agora diz estar pronto para ser um dos protagonistas da PFL. Em entrevista ao Estadão, o brasileiro aponta o que espera no evento, fala sobre a preparação para a luta, incluindo os protocolos contra a covid-19, diz que se sente jovem, garante que não guarda mágoas do UFC e prevê que ainda possa lutar mais um ano antes de se aposentar.

Você passou 14 anos no UFC e agora encara um novo desafio, bastante diferente em relação ao que já viveu, com um novo formato e premiação milionária. Qual a expectativa para o evento?

A expectativa é sempre de vencer. Estou me preparando para isso há bastante tempo e estou pronto para vencer essa primeira luta. Continuarei treinando para ganhar esse campeonato e levar o prêmio de um milhão de dólares para casa.

Como está Fabrício Werdum hoje, aos 43 anos, fisicamente, mentalmente e em todos os aspectos?

Me sinto com 28 anos, para não falar menos, ao mesmo tempo en que estou mais maduro. Sigo com muita vontade de vencer e levar mais esse prêmio para casa.

Ao contrário de outros lutadores da PFL, você é apontado como embaixador do evento e capaz de mudar o patamar da organização. Como lida com isso?

Acho muito legal isso, é bom saber que posso contribuir para o evento dessa forma. Quando assinei o contrato fui considerado o Tom Brady do MMA, pelo Peter Murray, CEO da organização. Isso me deixa feliz. Não gosto de ficar falando sobre meus títulos (campeão de grappling, campeão da ADCC e campeão dos pesados do UFC), fica feio ficar repetindo isso. Mas ouvir que sou a maior estrela do PFL só me motiva a continuar treinando mais e mostrar que aos 43 anos eu estou muito bem para lutar no evento.

Como tem sido a preparação para a luta nos EUA? E quais são os protocolos contra a covid-19 que tem seguido antes do evento? Sente-se seguro?

Já estou há dois meses nos Estados Unidos treinando com a minha equipe, com o mestre Rafael Cordeiro e o Cobrinha, enquanto faço a preparação mental com Eric Faro. Contratei também o Tarântula para o meu time, um mexicano que é um do mais altos do país, e treino com ele pelo tamanho. O Renan é 15 centímetros mais alto que eu e o Tarântula é 17 centímetros (ele tem 2,10 metros) e tem ajudado na preparação.

Sobre os protocolos, só tenho elogios à PFL. Estamos em uma bolha desde semana passada em um hotel aqui em Atlantic City. Temos um espaço só para os atletas, com testes periódicos, academia exclusiva e de primeira para nós, área para tomar sol, além de comida. Semana passada teve a estreia da temporada e eles desmontaram tudo para poder limpar, tiraram a lona e colocaram outra. Realmente é de primeira.

Qual sua avaliação do Renan, seu adversário?

Não conhecia o Renan, não acompanhei a carreira dele e não o conheço pessoalmente ainda, mas sei que é um lutador alto, que usa bastante a distância e tem um boxe muito bom.

Ficou mágoa do UFC com relação à sua saída? Considera que houve injustiça?

Acho que tiveram muitos altos e baixos, mas foram muito mais alegrias do que brigas ou problemas. Não guardo nada contra o UFC. O UFC só me ajudou, me levantou na hora certa. Fiquei 14 anos com eles, fui campeão duas vezes. Fico muito feliz com minha passagem pela organização e agradeço muito a eles por todo esse tempo em que estive lá.

Aos 43 anos, você mostra que ainda tem lenha para queimar, mas já pensa em aposentadoria? Quando pretende deixar os ringues?

Estou falando há quatro anos para a Karine, minha esposa, que vou parar e nunca paro. Quero terminar esse ano lutando, fazendo de quatro a seis lutas pela PFL e quem sabe ainda fique por mais um ano. Não sei, não tenho nada definido ainda. Gosto muito de lutar, amo o que faço, então parar é sempre muito difícil.

Você é lutador, empreendedor e produz conteúdo. Depois de parar de lutar, o seu canal no YouTube será uma prioridade? O que pensa mais em fazer com mais tempo livre?

Com toda certeza vou passar mais tempo com a minha mulher e minhas filhas. Por isso resolvi me dividir entre o Brasil e os Estados Unidos. Sinto muita falta delas, e quero poder aproveitar mais com a minha família. Escolhi o Brasil para a minhas filhas poderem conhecer a nossa cultura, conhecer o país dos pais delas. Elas cresceram nos Estados Unidos e acho importante elas estarem aí também.

Além do meu canal do Youtube, que com certeza vou investir mais tempo também, tenho alguns negócios no Brasil e pretendo dar atenção a eles, me dedicar a isso. Hoje tenho uma boutique de carnes em Florianópolis, uma marca de roupas esportivas que chega ao mercado no começo de maio, uma franquia de churrasco na parrilla e pretendo ter outros negócios em breve também.



___________________________________________________________________________________

A Mercedes já está melhor que a Red Bull na Fórmula 1 2021? | Paddockast #102

Na edição #102 do Paddockast, Pedro Henrique Marum, Gabriel Curty e Evelyn Guimarães mergulham na acirradíssima disputa pelo título da temporada 2021 da Fórmula 1. O trio analisa o que a Mercedes fez para se aproximar da Red Bull e como Lewis Hamilton lidera o campeonato após três corridas






A Red Bull entrou na temporada 2021 da Fórmula 1 com um certo favoritismo, mas, depois de três corridas, é a Mercedes e Lewis Hamilton quem estão na frente. Como explicar isso? A Mercedes já está no mesmo nível da rival? Pedro Henrique Marum, Gabriel Curty e Evelyn Guimarães analisam o cenário todo da disputa na nova edição do Paddockast, dissecando cada ponto que explica a situação do campeonato.

__________________________________________________________________________________

Alonso vê "muito falatório" em análises sobre desempenho em retorno à F1 e pede tempo

Fernando Alonso reclamou pelo fato de a Fórmula 1 ter "muita mídia, muitos artigos" e disse que as análises sobre a sua performance, neste princípio de temporada, são precipitadas. O bicampeão reiterou que se vê no auge da forma e da pilotagem: "Melhor do que nunca"


Fernando Alonso está de volta à Fórmula 1 em 2021. E muito mais do que simplesmente o desafio de se acostumar novamente à rotina das viagens e corridas ao redor do mundo, o bicampeão sabe que tem de lidar também com uma cobertura muito mais maciça por parte da imprensa e os inevitáveis questionamentos. O espanhol de 39 anos entende que há "muito falatório" por parte da mídia a respeito das análises sobre seu trabalho neste princípio de temporada e que ainda é muito cedo para avaliar o desempenho neste regresso à Fórmula 1.
O fato é que Alonso, que foi ao Q3 no Bahrein, no fim de semana que marcou seu retorno à F1, deixou uma boa impressão na primeira prova do campeonato, mas a performance no GP da Emília-Romanha, três semanas depois, foi muito mais apagada. O espanhol somou 1 ponto em razão do décimo lugar depois que Kimi Räikkönen sofreu uma pesada punição de 30s. Em Portugal, Fernando voltou a cair no Q2 na classificação, mas fez uma corrida sólida e terminou em oitavo, seu melhor resultado desde que voltou ao Mundial.
Em entrevista coletiva concedida no fim de semana do GP de Portugal, Alonso lembrou que o começo de temporada tem sido de altos e baixos e, por isso, é precipitado, no seu entendimento, uma análise mais aprofundada sobre sua performance neste estágio do ano.

"Ainda penso a mesma coisa, que estou num ponto da minha vida em que me sinto bem e que consigo pilotar melhor do que nunca. Mas isso não significa que você não vai encontrar dificuldades ao entrar numa nova aventura, ou, neste caso, um retorno", disse.

"Ao mesmo tempo, tive um fim de semana em que não estive totalmente confortável, em Ímola. E o problema é que na F1 há muita mídia, muitos artigos e, infelizmente, houve duas semanas entre as corridas, porque se fosse logo de Ímola para Portimão, haveria muito menos falatório", disparou.

Um dos pontos nevrálgicos deste começo de temporada é a adaptação dos pilotos que trocaram de equipe em 2021: casos de Sergio Pérez na Red Bull, Daniel Ricciardo na McLaren, Sebastian Vettel na Aston Martin e Carlos Sainz na Ferrari. Além de Alonso, que voltou à F1 depois de dois anos fora da categoria.

No entendimento de Alonso, foi uma coincidência que alguns dos tais pilotos não alcançaram boa performance em Ímola, como Pérez, Vettel e Ricciardo.

"Também foi uma coincidência que não apenas eu, mas alguns outros pilotos não estarem totalmente confiantes em Ímola. Alguns deles mudaram de equipe neste ano. E foi uma coincidência que gerou muito falatório. Mas, no geral, não estou pensando nisso, não dou muita importância para isso", disse.

Ao ser perguntado se encontrou uma F1 mais difícil depois dos dois anos em que ficou longe da categoria, Alonso minimizou.

"Eu não tendo a concordar com isso. Fui o primeiro a admitir que não estava 100% em Ímola, que não me sentia confortável e provavelmente teria um desempenho inferior. Mas foi uma corrida, e uma corrida que, mesmo com aquele desempenho inferior, terminei 0s2 [nota da redação: na verdade, Alonso terminou 0s8 atrás de Esteban Ocon no GP da Emília-Romanha] atrás do meu companheiro de equipe. Então, sabe, não pode ser algo tão importante. No fim do ano, aí vamos conversar a respeito", pediu.

"No fim do ano, se tiver um desempenho inferior em toda a temporada e se tudo for mais difícil que o esperado, aí talvez haja um ponto para realmente discutir e aprofundar as discussões de que está mais difícil do que antes ou algo do tipo. Mas, no Bahrein, estava feliz e com um desempenho acima. Em Ímola, ficou abaixo", concluiu Alonso

___________________________________________________________________________________

Ducati consegue raro desempenho em Jerez e se permite sonhar com título em 2021

Com a dobradinha no GP da Espanha, a Ducati conseguiu apenas a segunda vitória em Jerez desde 2003. O bom rendimento em uma pista que raramente oferece resultados positivos faz a montadora italiana cogitar um ano mais consistente na MotoGP


O GP da Espanha de 2021 serviu não apenas para reviver Jack Miller na briga pelo campeonato da MotoGP em 2021, mas também para colocar a Ducati nos eixos. Depois da pré-temporada, a montadora italiana aparecia como favorita, mas tropeçou muito nas primeiras etapas, ainda que tenha conseguido pódios com Francesco Bagnaia. Em Jerez, porém, foi uma virada na má fase.
Com uma rara dobradinha da Ducati, Miller venceu e Bagnaia ficou em segundo. Além desse fato pouco comum, outra coisa que chamou a atenção foi o rendimento obtido em Jerez, uma pista que normalmente não favorece a moto da equipe. Tanto que essa foi apenas a segunda vitória dos italianos no circuito, sendo que a primeira foi em 2006, com Loris Capirossi.
É bem verdade que a Ducati costumava beliscar alguns pódios em Jerez. Fez isso em 2020, inclusive, quando Andrea Dovizioso conseguiu a terceira colocação na etapa que abriu a temporada. Mesmo assim, os resultados só apareciam com alguns brilhos ocasionais ou por situações pouco comuns, como o bom desempenho de Valentino Rossi em 2011 na pista molhada.
A pista espanhola não favorece muito as características da Desmosedici GP21, uma moto que possui motor muito potente. Em Jerez, as retas são curtas, mas o circuito também possui diversas curvas de alta velocidade. Fortes frenagens se resumem a poucas, como a que antecede a reta principal.

Com isso, é difícil a Ducati render bem como faz em outros circuitos. Se comparamos com as primeiras etapas do ano, Jerez é um circuito totalmente diferente. Em Losail, palco da rodada dupla de GPs do Catar e de Doha, a reta principal é enorme, uma das maiores do calendário. Isso faz que a potência da moto consiga se sobressair contra as adversárias. Mesmo assim, viu duas vitórias da Yamaha.

Em Portimão, as subidas e descidas ajudam, principalmente com a ótima aceleração da Ducati. Além disso, a reta principal também é grande e faz a moto carregar na potência. Apesar do pódio de Bagnaia, a conquista foi novamente da Yamaha, com Fabio Quartararo. Por isso, vencer em Jerez foi fundamental para os italianos.

Conseguir um bom rendimento e fazer dobradinha em uma pista que nunca favoreceu, dá uma injeção de ânimo na Ducati. Mostra que a montadora italiana pode acreditar em título se mantiver o bom desempenho em diferentes pistas do calendário. Se Jack Miller e Francesco Bagnaia não cometerem erros tolos, a conquista que não chega desde 2007 pode pintar na fábrica de Borgo Panigale.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.

Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram


_______________________________________________________________________________

Jazz atropela Spurs e retoma liderança do Oeste


Celtics, Blazers, Sixers, Kings, Hawks, Grizzlies, Bucks e Nuggets também venceram na rodada

O Utah Jazz atropelou o San Antonio Spurs por 126 a 94, nesta quarta-feira (5), e retomou a liderança da Conferência Oeste. Jogando em seus domínios, o time de Salt Lake City precisou de três períodos para alcançar a pontuação centenária. Arrasador no ataque, o Jazz teve um aproveitamento de quase 56% nos arremessos de quadra (49-88) e de 44% nas bolas de três pontos (18-41).

O cestinha da partida foi o armador Jordan Clarkson, com 30 pontos. O detalhe é que o favorito ao prêmio de melhor reserva da temporada atuou por apenas 24 minutos. O ala Bojan Bogdanovic também esteve com a mão calibrada e anotou 24 pontos, em 25 minutos. Clarkson e o croata combinaram para 22 cestas em 29 arremessos.

Nesta rodada, o Jazz ainda contou com a ajuda do Atlanta Hawks, que não tomou conhecimento do Phoenix Suns. A equipe de Atlanta, que chegou a três vitórias seguidas, bateu o até então líder do Oeste por 135 a 103.

(31-33) San Antonio Spurs 94 x 126 Utah Jazz (48-18)

San Antonio

Luka Samanic: 15 pontos e cinco rebotes

Drew Eubanks: 14 pontos, nove rebotes e dois tocos

Devin Vassell: 14 pontos e quatro rebotes

Tre Jones: 11 pontos

Utah

Jordan Clarkson: 30 pontos, seis rebotes, quatro assistências e 12-16 nos arremessos de quadra

Bojan Bogdanovic: 24 pontos e 10-13 nos arremessos de quadra

Joe Ingles: 14 pontos, cinco rebotes e sete assistências

Georges Niang: 11 pontos

(35-31) Boston Celtics 132 x 96 Orlando Magic (21-45)

Boston

Kemba Walker: 32 pontos, quatro assistências e 6-9 do perímetro

Jayson Tatum: 27 pontos, sete rebotes, dois tocos e 4-12 do perímetro

Evan Fournier: 18 pontos, cinco rebotes e quatro assistências

Payton Pritchard: 14 pontos e 4-6 do perímetro

Orlando

Dwayne Bacon e Moritz Wagner: 20 pontos e quatro rebotes cada

Mo Bamba: 19 pontos, 15 rebotes, três roubos de bola e quatro tocos

RJ Hampton: 18 pontos, dez rebotes e cinco assistências

(37-29) Portland Trail Blazers 141 x 105 Cleveland Cavaliers (21-45)

Portland

Damian Lillard: 32 pontos, nove assistências e 6-10 do perímetro

Enes Kanter: 18 pontos, 13 rebotes e 9-11 nos arremessos de quadra

Carmelo Anthony: 16 pontos e cinco rebotes

Jusuf Nurkic: 15 pontos, 11 rebotes e quatro tocos

Cleveland

Kevin Love: 18 pontos, oito rebotes e 4-10 do perímetro

Dean Wade: 16 pontos e cinco rebotes

Collin Sexton: 15 pontos e quatro assistências

Cedi Osman: 14 pontos

Jarrett Allen: nove pontos e 13 rebotes

(45-21) Philadelphia 76ers 135 x 115 Houston Rockets (16-50)

Joel Embiid: 34 pontos e 12 rebotes

Shake Milton: 19 pontos e dois tocos

Tobias Harris: 15 pontos

Tyrese Maxey: 12 pontos, quatro rebotes e sete assistências

Seth Curry: 11 pontos

Houston

Kelly Olynyk: 27 pontos, 11 rebotes, oito assistências e três tocos

Kenyon Martin Jr.: 23 pontos, dez rebotes, seis assistências e dois tocos

Anthony Lamb: 22 pontos, cinco rebotes e 4-9 do perímetro

Armoni Brooks: 20 pontos e 6-14 do perímetro

Kevin Porter: 16 pontos e cinco assistências

(29-37) Sacramento Kings 104 x 93 Indiana Pacers (30-35)

Sacramento

Marvin Bagley: 31 pontos e 12 rebotes

Delon Wright: 23 pontos, sete rebotes, seis assistências e seis roubos de bola

Buddy Hield: 16 pontos, oito rebotes, oito assistências e 4-11 do perímetro

Richaun Holmes: 12 pontos e dois tocos

Indiana

Domantas Sabonis: 17 pontos, 13 rebotes e oito assistências

Caris LeVert: 14 pontos

TJ McConnell: 11 pontos, sete assistências e três roubos de bola

Kelan Martin: 11 pontos e seis rebotes

Doug McDermott: 11 pontos e cinco rebotes

(47-19) Phoenix Suns 103 x 135 Atlanta Hawks (37-30)

Phoenix

Devin Booker: 30 pontos e cinco assistências

Mikal Bridges: 18 pontos

Atlanta

Clint Capela: 18 pontos, dez rebotes e dois tocos

Trae Young: 16 pontos e 12 assistências

Bogdan Bodganovic: 16 pontos, seis assistências, dois tocos e 4-6 do perímetro

Danilo Gallinari: 16 pontos, cinco rebotes e quatro assistências

Lou Williams: 16 pontos, quatro rebotes e cinco assistências

Onyeka Okongwu: 14 pontos, sete rebotes e três roubos de bola

Kevin Huerter: 13 pontos

(33-32) Memphis Grizzlies 139 x 135 Minnesota Timberwolves (20-46)

Memphis

Ja Morant: 37 pontos, quatro rebotes e dez assistências

Desmond Bane: 22 pontos, quatro rebotes e 4-9 do perímetro

Kyle Anderson: 20 pontos e quatro rebotes

Dillon Brooks: 16 pontos e quatro rebotes

Brandon Clarke: 12 pontos e dez rebotes

Xavier Tillman: 11 pontos e nove rebotes

Minnesota

Anthony Edwards: 42 pontos, seis rebotes, sete assistências, 8-9 do perímetro e 17-22 nos arremessos de quadra

D'Angelo Russell: 22 pontos, quatro rebotes e 14 assistências

Karl-Anthony Towns: 22 pontos, quatro rebotes e cinco assistências

Naz Reid: 14 pontos, sete rebotes e dois tocos

Juancho Hernangómez: 11 pontos

(30-36) Washington Wizards 134 x 135 Milwaukee Bucks (42-24)

Washington

Bradley Beal: 42 pontos, quatro rebotes e 14-24 nos arremessos de quadra

Russell Westbrook: 29 pontos, 12 rebotes, 17 assistências e três roubos de bola

Davis Bertans: 13 pontos

Daniel Gafford: 12 pontos e dez rebotes

Anthony Gill: 11 pontos

Milwaukee

Jrue Holiday: 29 pontos, cinco rebotes, seis assistências e 4-8 do perímetro

Giannis Antetokounmpo: 23 pontos, nove rebotes, oito assistências, dois tocos e seis desperdícios de bola

Donte DiVincenzo: 19 pontos, quatro assistências e 5-7 do perímetro

Pat Connaughton: 16 pontos, seis rebotes e 4-8 do perímetro

Bryn Forbes: 14 pontos e quatro rebotes

Brook Lopez: 11 pontos, oito rebotes e dois tocos

Jeff Teague: 11 pontos e quatro assistências

(37-29) New York Knicks 97 x 113 Denver Nuggets (44-22)

New York

Immanuel Quickley: 18 pontos

Julius Randle: 14 pontos, oito rebotes e cinco assistências

Derrick Rose, RJ Barrett e Reggie Bullock: 14 pontos cada

Denver

Nikola Jokic: 32 pontos, 12 rebotes, seis assistências, dois tocos e 10-16 nos arremessos de quadra

Austin Rivers: 25 pontos, três roubos de bola e 6-9 do perímetro

Michael Porter: 17 pontos e seis rebotes

Facundo Campazzo: 16 pontos, nove rebotes, quatro assistências, cinco roubos de bola e dois tocos

_________________________________________________________

Doc Rivers: "Não há melhor defensor do que Simmons na NBA"




Técnico do Sixers segue lógica e defende que armador receba prêmio de melhor jogador defensivo da temporada na liga




A disputa pelo troféu de melhor jogador defensivo da temporada promete ser uma das mais equilibradas da história recente das premiações da liga. Mas, como era esperado, o técnico do Philadelphia 76ers indicou ter um óbvio favorito para ganhar a honraria nesse ano. Doc Rivers avisa que não pretende fazer lobby pelo seu comandado nos bastidores, mas deixa claro que Ben Simmons seria a sua escolha como o melhor defensor da NBA na atualidade.
"Você não me vê fazendo campanha por prêmios por aí e não vou fazê-lo aqui, mas só falarei uma coisa: não há melhor defensor em atividade na NBA do que Ben. O último lance de nossa vitória contra Chicago, é um exemplo disso: ele lê a jogada e impede a saída de bola completamente, rouba a bola de imediato e o jogo termina ali", opinou o veterano treinador, fazendo referência a uma partida vencida pelo Sixers na segunda-feira passada.

Na verdade, apesar do começo do discurso, Rivers é conhecido por fazer lobby e muitos elogios em momentos "oportunos" para os seus comandados - como, notadamente, fez por anos ao militar pelo reconhecimento de DeAndre Jordan como defensor do ano. Para o técnico do Sixers, o que difere Simmons de quase todos os outros marcadores de elite da liga é a versatilidade: só na atual temporada, ele já foi visto defendendo atletas tão diferentes quanto De'Aaron Fox e LeBron James.

"Eu não sei quantas vezes Ben teve grandes atuações defensivas. Marca os armadores mais rápidos e os pivôs mais fisicamente impositivos da liga, às vezes, no mesmo jogo. Sua agilidade e força física, acredito, é o que surpreende a maior parte dos adversários que ele é deslocado para marcar. Esse cara tem sido simplesmente incrível para nós", exaltou o treinador campeão da NBA, que também já falou que Joel Embiid deveria ser MVP da temporada.

Com menos de dez jogos para o fim da temporada, a disputa pelo prêmio de melhor defensor da temporada parece bastante aberta: enquanto as casas de apostas estão favorecendo a possibilidade de um terceiro troféu para o pivô Rudy Gobert, os mais recentes artigos sobre a concorrência no site oficial da NBA colocam Simmons como atual favorito. Em 53 jogos disputados na temporada, o armador de 24 anos obteve médias de 14.5 pontos, 7.4 rebotes e 6.9 assistências.


___________________________________________________________________________________

Copa Sul-Americana: Athletico-PR joga mal e perde para o Melgar

Derrota deixa Furacão na segunda posição do Grupo D



O Athletico-PR perdeu a invencibilidade e a liderança do Grupo D na Copa Sul-Americana com a derrota por 1 a 0 contra o Melgar, nesta terça-feira (4), no estádio Nacional de Lima. O Furacão não foi bem na partida, finalizou pouco, sofreu o gol no início do segundo tempo e não teve forças para empatar.

Com o resultado, o Athletico-PR permanece com seis pontos e fica na segunda posição do Grupo D. O Melgar é o líder, com nove pontos e 100% de aproveitamento.

O jogo

A primeira chegada realmente perigosa da partida foi apenas aos 22 minutos. Depois de boa troca de passes, Iberico recebeu pela esquerda na grande área e chutou cruzado. Santos fez boa defesa e espalmou para escanteio. O Athletico respondeu sete minutos depois. Abner avançou e chutou cruzado. Renato Kayzer tentou completar, mas não chegou a tempo e acabou sendo travado na hora de finalizar.

O Furacão até tinha campo para jogar e ficou com a posse de bola. Apesar de trocar muitos passes e ter liberdade para atacar pela esquerda, o Athletico-PR encontrou dificuldade para arrematar. Sempre que tentava um chute, a bola desviava em algum defensor do Melgar.

Somente aos 38 minutos que o time de Paulo Autuori conseguiu uma finalização sem desvio. Após cobrança de escanteio pela direita, Thiago Heleno subiu sozinho na risca da pequena área, mas cabeceou muito mal, para fora.

Se no primeiro tempo o Melgar pouco assustou, na etapa complementar precisou de apenas 4 minutos para abrir o placar. Reyna fez grande jogada pela esquerda e cruzou para a entrada da área do Furacão. Cuesta desviou de calcanhar e Bordacahar, de cabeça, completou no canto esquerdo de Santos.

O Athletico perdeu a chance de empatar aos 13 minutos. Pereyra se enrolou todo para sair do campo de defesa e Renato Kayzer roubou a bola. O atacante entrou sozinho na entrada da área e finalizou de perna direita, mas bateu para fora.

Com a vantagem no placar, o Melgar passou a aproveitar os espaços cedidos pelo time brasileiro, que se lançava ao ataque para empatar. Aos 21 minutos, Bordacahar recebeu passe de Cuesta e bateu de perna esquerda. A bola passou tirando tinta da trave direita de Santos. Sete minutos depois, o time peruano trocou passes com muita facilidade ao redor da área do Furacão, mas o chute de Iberico ficou fácil para a defesa de Santos.

O Athletico respondeu no minuto seguinte. Abner cruzou na área e a bola sobrou para Erick, que bateu por cima do gol. O time brasileiro quase empatou aos 34 minutos. Após cobrança de escanteio, Richard apareceu para chutar, mas acabou acertando em Matheus Babi, que tinha acabado de entrar no jogo.

Sem muita inspiração, o Furacão encontrou dificuldade e pouco incomodou o goleiro Cáceda nos minutos finais. Melhor para a equipe peruana, que chegou à terceira vitória em três jogos. Na próxima rodada, o Athletico-PR enfrenta o Metropolitanos, terça-feira (11), às 19h15 (horário de Brasília), no estádio Olimpico de la UCV, em Caracas (Venezuela).

___________________________________________________________________________________

Libertadores: Rony faz dois e lidera vitória do Palmeiras ante Defensa

Verdão mantém 100% de aproveitamento e fica perto da classificação


O atacante Rony foi o protagonista em mais um triunfo do Palmeiras pela Libertadores. Nesta terça-feira (4), o Verdão derrotou o Defensa y Justicia (Argentina) por 2 a 1 no estádio Norberto Tomaghello, na cidade argentina de Florencio Varela, pela terceira rodada do Grupo A, com dois gols do camisa 7, que chegou a nove bolas na rede em 14 partidas na carreira pela mais importante competição sul-americana.

O Verdão chegou a nove pontos, disparado na liderança da chave, cinco pontos a frente do próprio Defensa, que aparece em segundo. As outras duas equipes do grupo, Independiente del Valle (Equador) e Universitario (Peru), completam a rodada nesta quarta-feira (5), às 19h (horário de Brasília), no estádio Casa Blanca, na capital equatoriana Quito.

O duelo marcou o primeiro reencontro entre Palmeiras e Defensa desde a tumultuada partida de volta da Recopa Sul-Americana, em Brasília, conquistada pelos argentinos nos pênaltis. Sem 15 jogadores (entre eles, meio time titular) infectados pelo novo coronavírus (covid-19), o rival alviverde se postou na defesa, deixando a bola com o Verdão e apostando em saídas erradas para assustar. O atual campeão da América, por sua vez, não soube aproveitar a superioridade e pouco criou na etapa inicial.

A partida mudou de figura no segundo tempo. Muito por conta do gol de Rony, que foi lançado pelo atacante Luiz Adriano e tocou na saída do goleiro Ezequiel Unsain, logo no primeiro minuto. Aos dez minutos, a dupla funcionou novamente: passe de primeira de Luiz Adriano e mais uma bola na rede de Rony, completando uma triangulação iniciada pelo meia Raphael Veiga.

O Defensa descontou aos 22 minutos, com o meia Nicolás Tripichio desviando levemente uma cobrança de falta na área, feita pela direita. A quicada da bola no gramado acabou enganando Weverton. Os argentinos, com dificuldades, tentavam pressionar em busca do empate, mas não assustaram o goleiro palmeirense. O Verdão, por sua vez, concentrou-se na defesa e administrou a vitória no 200º jogo do clube pela Libertadores na história.

O Palmeiras volta a jogar pela Libertadores na terça que vem (11), às 21h30, contra o Del Valle, fora de casa. Antes, o time alviverde têm dois compromissos pelo Campeonato Paulista. Nesta quinta-feira (6), o Verdão recebe o Santos no Allianz Parque, em São Paulo. Já no domingo (9), encara a Ponte Preta no Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), em horário que será definido pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

__________________________________________________________________________________


Com dois gols de Gabriel, Flamengo vence LDU em Quito

Atacante se iguala a Zico na artilharia rubro-negra na Libertadores




No estádio Casa Blanca, nos 2.850 metros de Quito, o Flamengo derrotou a LDU por 3 a 2 na noite desta terça-feira (4). O destaque da partida foi Gabriel Barbosa, que balançou a rede em duas oportunidades, empatando com Zico no topo da artilharia história do Rubro-Negro na história da competição continental com 16 gols.

Este foi o terceiro triunfo consecutivo da equipe da Gávea no Grupo G da Libertadores, o que lhe permitiu alcançar os 9 pontos e praticamente deixar a classificação encaminhada para as oitavas de final.

Com João Gomes e Bruno Viana nos lugares dos contundidos Gerson e Rodrigo Caio, o time comandado por Rogério Ceni mostrou segurança e eficiência. Logo aos dois minutos, Everton Ribeiro livrou-se do marcador e lançou para Gabriel Barbosa concluir com calma e abrir o marcador. Aos 12, a equipe equatoriana até marcou com Zunino, que, completamente impedido, teve o gol anulado. Aos 22, Everton Ribeiro arriscou de longe para o goleiro Gabbarini espalmar para escanteio de mão trocada. Porém, ainda antes do intervalo o Flamengo chegou ao segundo, quando, aos 30 minutos, Bruno Henrique arrematou de fora da área para marcar um belo gol.

O segundo tempo começou bem diferente para os brasileiros. Sentindo um desconforto muscular, o camisa 1 Diego Alves deu lugar a Hugo no intervalo. Já o técnico uruguaio Pablo Repetto promoveu uma mudança tripla, lançando mais dois atacantes. Logo aos 4, após cruzamento pela esquerda, Martínez Borja escorou de cabeça para diminuir e fazer valer a lei do ex no futebol, já que o colombiano foi jogador da Gávea em 2010. Após cobrança de córner, aos 15, Amarilla, de barriga, colocou tudo igual. Porém, após suportar a pressão, o Flamengo conseguiu garantir o triunfo aos 38 minutos, quando Gabriel cobrou pênalti com categoria para alcançar mais uma marca histórica.

O time de Rogério Ceni retornou a campo no próximo sábado (8), no Maracanã, para enfrentar o Volta Redonda pelo segundo jogo da semifinal do Campeonato Carioca. Pela Libertadores, o Mais Querido vai ao Chile na terça (11) para encarar o Unión La Calera (Chile).

___________________________________________________________________________________

Hercílio Luz é punido e Chape pode jogar outra vez pelas quartas em SC

Segundo FCF, Verdão terá que encarar Figueirense por vaga na semifinal


A Chapecoense pode ter que ir a campo novamente pelas quartas de final do Campeonato Catarinense. Nesta terça-feira (4), o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol de Santa Catarina (TJD-SC) puniu o Hercílio Luz, equipe que o Verdão do Oeste superou para se classificar às semifinais, com a perda de três pontos pela escalação de um jogador irregular no último dia 10, contra o Brusque, na primeira fase. Cabe recurso.

Com a punição, o Leão do Sul, que tinha avançado ao mata-mata em oitavo lugar, foi ultrapassado pelo Figueirense na classificação da primeira fase. O Alvinegro, portanto, assumiu a vaga que estava com o Hercílio. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) informou que marcará um novo confronto pelas quartas de final, agora entre Chape e Figueira, para definir o adversário do Marcílio Dias na semifinal do Estadual.

Em nota, a Chapecoense afirmou que “adotará todos os mecanismos jurídicos necessários para resguardar seus direitos e respeitar o resultado conquistado dentro de campo”. Também por meio de comunicado oficial, o Figueirense disse que “reitera sua posição de respeito aos regramentos do futebol e aguarda o posicionamento da FCF acerca da partida válida pelas quartas de final”.

Outro a se manifestar por nota foi o Hercílio, que vai recorrer da decisão do TJD-SC, que o puniu também com multa de R$ 15 mil. “O clube lutou de forma justa dentro de campo para alcançar seus objetivos na competição, onde o futebol de fato é decidido, e agora, na Justiça Desportiva, vai tentar comprovar a sua inocência”, informou o comunicado do Leão do Sul.

A outra semifinal do Catarinense reúne Avaí e Brusque. No primeiro jogo, realizado no domingo passado (2), as equipes empataram sem gols na Ressacada, em Florianópolis. A partida de volta será neste domingo (9), no estádio Augusto Bauer, em Brusque (SC), ainda sem horário definido.

A punição

Aos 38 minutos do segundo tempo da partida entre Brusque e Hercílio Luz, em 10 de abril, no Augusto Bauer, o defensor Alisson entrou em campo substituindo o atacante Levi. O duelo foi válido pela nona rodada do Campeonato Catarinense. Segundo nota da FCF divulgada no último dia 29, o jogador “não tinha condições legais para atuar na partida” por conta de uma expulsão na decisão da Série B Estadual de 2020, entre o Leão do Sul e o Próspera, em 20 de dezembro.

Conforme a Federação, “como [Hercílio x Próspera] era a final daquela competição [Série B Catarinense], Alisson não cumpriu a suspensão automática”. O defensor teve de aguardar o julgamento, que ocorreu no último dia 6 de abril. Ele foi condenado a um jogo de afastamento, que deveria ser cumprido contra o Brusque.

___________________________________________________________________________________


Daniel Dias é anunciado como novo integrante da Academia Laureus

Ídolo paralímpico assume posto entre lendas do esporte após Tóquio


O campeão paralímpico Daniel Dias foi anunciado nesta terça-feira (4) como novo membro da Academia Laureus, formada por ídolos do esporte que atuam na promoção de ações da entidade junto aos jovens e que votam na eleição dos melhores do ano no prêmio Laureus. O nadador assume o posto após a Paralimpíada de Tóquio (Japão), quando se aposenta das piscinas.

“Tive a sorte de conquistar três prêmios Laureus na minha carreira e posso dizer que são uma honra para qualquer atleta. Estou bastante ansioso para ajudar os jovens no futuro e fazer o meu melhor para mudar o mundo”, comemorou Daniel em nota à imprensa.

Dono de 24 medalhas paralímpicas, sendo 14 de ouro, o nadador foi eleito personalidade paralímpica do ano pelo Laureus em 2009, 2012 e 2016. Ele será o terceiro brasileiro no grupo, ao lado do ex-jogador de futebol Cafu e do ex-piloto Emerson Fittipaldi.

Além de Daniel, também foram incluídos na academia a norte-americana Lindsay Vonn, maior nome do esqui alpino em todos os tempos, a britânica Jessica Ennis-Hill, campeã olímpica em 2012 e tri mundial no heptatlo, e a malaia Nicol David, líder do ranking mundial de squash por 108 semanas. O grupo reúne, agora, 71 nomes.

“Estamos muito satisfeitos por ter quatro novos membros ilustres na família Laureus. Tive uma longa conversa com eles e mal podem esperar para começar a nos ajudar a alcançar nosso propósito de apoiar o trabalho da Fundação Laureus, que usa o poder do esporte para melhorar a vida dos jovens e nos ajudar a cumprir as palavras visionárias do nosso primeiro patrono, Nelson Mandela. O esporte tem o poder de mudar o mundo”, afirmou o presidente da academia e ídolo do rugby neozelandês, Sean Fitzpatrick.

___________________________________________________________________________________

Com show de Hulk, Atlético-MG goleia na Libertadores

Triunfo sobre Cerro Porteño leva o Galo à liderança do Grupo H


Com um show do atacante Hulk, que marcou duas vezes, o Atlético-MG goleou o Cerro Porteño (Paraguai) por 4 a 0, nesta terça-feira (4) no estádio do Mineirão, e assumiu a liderança do Grupo H da Libertadores com 7 pontos.

A equipe comandada pelo técnico Cuca foi superior desde o primeiro minuto, e não demorou a abrir o placar. Aos 8 minutos o Cerro errou na saída de bola e Savarino aproveitou para cruzar. A bola acabou sobrando para Hulk, que, de dentro da grande área, bateu colocado.

O Galo continuou mandando na partida, e ampliou aos 45 minutos, novamente com Hulk. Tchê Tchê tocou para Savarino, que dominou e cruzou para o camisa 7, que conferiu de cabeça. Este foi o quarto gol do atacante na atual edição da competição continental.

A etapa final não foi diferente, o Atlético-MG continuou criando oportunidades em sequência. E o terceiro gol veio aos 27 minutos, quando Tchê Tchê enfiou para o venezuelano Savarino, que, da entrada da área, bateu sem chances para o goleiro adversário. Mas o gol mais bonito ficou para o final. Já nos acréscimos da partida, o chileno Vargas marcou de peixinho após cruzamento de Guilherme Arana.

Próximo compromisso

O próximo compromisso do Galo na Libertadores, pela quarta rodada da fase de grupos, será contra o América de Cali (Colômbia) fora de casa. Mas antes, o time de Cuca tem um compromisso pelo Campeonato Mineiro, contra o Tombense no próximo sábado (8).

__________________________________________________________________________________






Postar um comentário

0 Comentários