Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

--ASSESSORIA E SUPORTE PUBLICITÁRIO PARA SUA EMPRESA E COMÉRCIO--


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

ICMS Ministro do STF determina alíquota única de ICMS para combustíveis

Por: Mannu Gomes

Foto: AFP

O ministro André Mendonça, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta sexta-feira (17) que as alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) dos combustíveis sejam congeladas em todo Brasil a partir de 1º de julho.

Por meio de liminar, o ministro ainda suspendeu a eficácia do convênio do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), assinado em março. Na norma anterior, foi estabelecido o imposto de R$ 1,006 por litro de diesel S10.


Agora, conforme Mendonça, a orientação ao Confaz é para a publicação de nova regra levando em consideração a média de preços praticados nos últimos 60 meses.


Segundo o ministro do STF, os estados deverão seguir as seguintes diretrizes:


Ser uniformes em todo Brasil;
Ser seletiva, na maior medida possível, em função da essencialidade do produto e de fins extrafiscais, de acordo com o produto;
Ser específicas;
Considerar o intervalo mínimo de 12 meses entre a primeira fixação e o primeiro reajuste e de 6 meses para os reajustes subsequentes;
Observar o princípio da anterioridade nonagesimal ("carência" de 90 dias) quando gerar aumento de tributo;
Manter o peso proporcional do ICMS na formação do preço final ao consumidor, tendo em consideração as estimativas de evolução do preço dos combustíveis;
Observar o princípio da transparência tributária, de maneira a proporcionar, mediante medidas normativas e administrativas, o esclarecimento dos consumidores acerca dos impostos que incidam sobre mercadorias e serviços.


A medida anunciada por Mendonça estipula o ICMS "congelado" para gasolina, etanol, biodiesel, gás liquefeito de petróleo e gás natural.


Esclarecimentos da Petrobras


Outro pedido de André Mendonça foi para o esclarecimento da Petrobras sobre a política de preços em prazo de cinco dias. O relatório enviado pela companhia ficará sob sigilo.


O ministro ainda solicitou ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e à Agência Nacional do Petróleo (ANP) informações à Corte sobre a pauta.


Reajuste


Com o reajuste da Petrobras, o preço do litro da gasolina vendida para distribuidores aumentou 5,18%, passando de R$ 3,86 a R$ 4,06. Para o litro do diesel, a variação positiva foi de 14,26%, saltando de R$ 4,91 para R$ 5,61.

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários