Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

--ASSESSORIA E SUPORTE PUBLICITÁRIO PARA SUA EMPRESA E COMÉRCIO--


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Saúde: Nível de estrogênio em mulheres pode estar ligado ao risco de morrer de Covid-19

 



Os níveis de estrogênio de mulheres acima de 50 anos podem estar ligados ao risco de morrer de Covid-19, com taxas mais altas do hormônio aparentemente protetores contra infecções graves, sugere pesquisa publicada na revista BMJ Open. Segundo os autores, pode valer a pena explorar o tratamento hormonal suplementar para reduzir a gravidade da infecção em pessoas que já passaram pela menopausa.

Tem sido sugerido que o estrogênio tem um papel no fato de mulheres serem menos infectadas e, quando positivas, apresentarem quadros mais leves que os homens. Para explorar esta questão, os pesquisadores da Universidade de Umea, na Suécia, compararam os efeitos potenciais de aumentar e reduzir as taxas do hormônio na gravidade da doença.

Eles se basearam em dados nacionais da Agência Sueca de Saúde Pública, em estatísticas socioeconômicas e causas de morte. Ao todo, 49.853 mulheres foram diagnosticadas com Covid-19 entre 4 de fevereiro e 14 de setembro de 2020 na Suécia, das quais 16.693 tinham entre 50 e 80 anos.

Comparação
A amostra do estudo incluiu 14.685 mulheres no total. Destas, 227 (2%) tinham diagnóstico prévio de câncer de mama e estavam em uso de bloqueadores de estrogênio para reduzir o risco de recorrência, e 2.535 (17%) faziam terapia de reposição hormonal (TRH) para aumentar os níveis do hormônio. Cerca de 11.923 (81%) atuaram como grupo de comparação, pois não estavam em nenhum tratamento do tipo.

A análise de todos os dados mostrou que, em comparação com nenhum tratamento com estrogênio, o risco bruto de morrer de Covid-19 era duas vezes maior entre as mulheres em uso de bloqueadores de estrogênio, mas 54% menores entre as da terapia hormonal. Depois de contabilizar fatores potencialmente influentes, como idade, renda anual disponível, escolaridade e condições de saúde coexistentes, as chances de óbito pela doença permaneceram significativamente menores (53%) para as participantes do segundo grupo.

Este é um estudo observacional e, como tal, não pode estabelecer a causa. Mas os pesquisadores concluem: "A pesquisa mostra uma associação entre os níveis de estrogênio e a morte por Covid-19. Consequentemente, medicamentos que aumentam os níveis de estrogênio podem ter um papel nos esforços terapêuticos para aliviar a gravidade da infecção em mulheres na pós-menopausa e podem ser estudados em ensaios clínicos randomizados".


Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários