Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

---------------------------------CLIQUE NO BANNER E FALE CONOSCO EM NOSSO WHATSAPP--------------------------------------


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Pandemia: 'Nos próximos meses vamos anunciar o fim da pandemia no Brasil' diz Queiroga:

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ignorou o avanço da variante ômicron e declarou nesta segunda-feira (10) que o Brasil está próximo do fim da pandemia do coronavírus. Ele afirmou que o avanço da doença no país deverá ter desempenho semelhante ao de nações da Europa, apresentando aumento de casos, mas sem aumentos significativos no número de óbitos, em termos proporcionais. 
“Nos próximos meses vamos anunciar o fim da pandemia no Brasil", afirmou o ministro, que garantiu que a pasta vai distribuir testes nos próximos dias. “Em janeiro vamos distribuir 40 milhões de testes rápidos de antígenos. Destes, 14 milhões nos próximos 15 dias. É necessário que tenhamos novamente o empenho dos municípios para fazerem essa testagem na atenção primária e enviar esses resultados ao Ministério da Saúde, para que tenhamos visão da evolução da pandemia”.
Tripulantes com Covid em cruzeiros mais que dobram em dois dias
Ele lembrou que o total de leitos aumentou de 23 mil, antes da pandemia, para 43 mil, no período de pico da doença. “Então, no pior cenário, temos capacidade de duplicar os leitos de terapia intensiva, se esse for o caso. Mas é necessário também que municípios e estados nos informem para garantir que não faltem insumos estratégicos, como oxigênio e kits de intubação”, complementou.

Redução de quarentena 

O Ministério da Saúde anunciou, nesta segunda-feira (10), a mudança no período do cumprimento da quarentena para pacientes contaminados pela covid-19. Segundo a pasta, a partir de agora, o intervalo, que era de dez dias, passa para sete, para pessoas com casos leves e moderados, mas pode acabar em até cinco dias. 

Queiroga informou, também, que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) encaminhou sugestão para flexibilizar a restrição dos cidadãos da África e dos países vedados em função da variante Ômicron.

DP

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários