Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

---------------------------------CLIQUE NO BANNER E FALE CONOSCO EM NOSSO WHATSAPP--------------------------------------
AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


CASA DO AGRICULTOR

Câmara do Recife aprova projeto que prioriza vacinação contra Covid-19 em professores.

 


Um projeto de lei para dar prioridade na vacinação contra a Covid-19 aos profissionais de educação, foi aprovado nesta segunda-feira (19), na Câmara Municipal do Recife, durante reunião realizada por videoconferência. A matéria legislativa, aprovada pela maioria, é de autoria da vereadora Ana Lúcia (Republicanos). O prefeito João Campos (PSB) receberá em breve o projeto, e decide se irá sancionar ou não a matéria. A retomada das aulas nas escolas municipais segue sem data definida na Capital Pernambucana.


“Esse projeto é muito importante para a cidade, pois ele foi pautado num momento de muito anseio. Foi elaborado no começo da pandemia, e que também foi um momento de pico e sofrimento, em abril do ano passado. Estamos de novo em abril, vivendo há um ano e três meses na iminência da morte”, disse a vereadora Ana Lúcia. O Projeto de Lei nº 85/2020 vinha tramitando na Câmara Municipal desde abril do ano passado.

Se o prefeito sancionar o projeto como foi aprovado, serão realizadas a aplicação de vacinas, a realização de exames, a distribuição de equipamentos de segurança individual e testes nos profissionais de educação. Essas considerações também se estenderão aos profissionais das demais áreas que trabalhem em unidades de saúde destinadas ao atendimento da situação de emergência ou de calamidade pública. Atualmente, a Rede Municipal de Ensino do Recife conta com cerca de 10 mil profissionais da educação. Destes, cerca de 5.400 são professores.

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação avaliou a vacinação dos profissionais como positiva. “Sem dúvidas, a da vacinação dos professores e demais profissionais da educação será muito positiva. Garantir uma maior tranquilidade a estes profissionais é muito importante, principalmente no contexto do planejamento de retomada das atividades presenciais nas escolas e creches da rede municipal do Recife”.

De acordo com a vereadora Ana Lúcia, a matéria legislativa trata não só os profissionais da área de saúde e da educação, como também os da segurança pública. “Os da saúde foram os primeiros a serem contemplados com a vacinação, no Recife, que se estendeu para o pessoal da segurança pública. Mas, os trabalhadores da educação até o presente não foram vacinados. E o pior, também não há sequer previsão de quando eles serão imunizados. Enquanto isso, há uma determinação do Governo do Estado para que voltem as aulas presenciais”, avaliou.

Para o Sindicato dos Profissionais do Ensino da Rede Municipal do Recife (Simpere), não há possibilidade do retorno as atividades presencias nas escolas sem imunização.  “Os professores continuam trabalhando remotamente, apesar dos poucos recursos das famílias dificultando acesso à internet, sem que a Prefeitura tenha garantido qualquer iniciativa neste sentido. Contudo, é preciso reforçar que vacinar professores não basta. Para garantir taxa de segurança estaria entre 60% a 80% da população vacinada, segundo a Comunidade Científica de vários países. É importante garantir vacinação para todos os trabalhadores em Educação, porteiro, merendeira, faxineiros, o setor administrativo e toda comunidade”, afirma a coordenadora-geral do Simpere, Claudia Ribeiro.

A parlamentar Ana Lúcia reforçou que ao longo da pandemia, muitos profissionais de educação do Recife contraíram a Covid-19. “É inaceitável que não tenhamos sequer um calendário para vacinação do pessoal da educação. Acreditamos na ciência, mas ficamos sem saber o que dizer diante da determinação de os profissionais de educação voltarem à sala de aula”, finaliza.






Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários