Pesquise aqui.

A maior velocidade!

aquecimento contínuo...

Novo estudo confirma aquecimento contínuo na superfície terrestre
Após novo estudo, um grupo de cientistas dos Estados Unidos definiu que a superfície da Terra está, realmente, ficando mais quente. Segundo as descobertas do Berkeley Earth Project, a temperatura da terra aumentou em um grau centígrado nas últimas seis décadas.

A equipe usou métodos novos em um projeto com base em dados recentes, mas as descobertas não destoaram do que havia sido apontado pela Nasa anteriormente nem das tendências apontadas pelo  Escritório de Meteorologia da Grã-Bretanha.

Segundo um dos participantes do Berkeley Earth Project na Universidade da Califórnia, professor Richard Muller, a maior surpresa para o grupo foi exatamente compartilhar dos resultados anteriores de equipes dos Estados Unidos e Grã-Bretanha. Segundo ele, essa é mais uma prova de  que os estudos foram feitos cuidadosamente, o que desbanca a afirmação dos céticos quanto o aquecimento global de que estas pesquisas teriam suas conclusões pautadas por tendencias.

O encontro reuniu dez cientistas renomados que relataram também que o chamado efeito de "ilha de calor urbana", referente à elevação de temperatura na proximidade de cidades, não é responsável pelo aquecimento registrado na maioria das estações climáticas no mundo, apesar de também ter sido verificado um aumento desta manifestação.

O grupo de estudiosos que defende uma ideia contrária afirma que muitas estações meteorológicas são posicionadas perto de cidades em constante crescimento, o que provocaria o aumento de calor e o registro equivocado. Para combater esta lógica, o Berkeley Earth Project desenvolveu um método de analisar os dados para detectar a tendência das temperaturas globais em terra desde 1800.

Os cientistas descobriram cerca de 40 mil estações meteorológicas por todo o mundo as quais tiveram suas informações gravadas e armazenadas em formato digital.
fontecamocimpernambuco
▲ Ir para Topo