Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts
Aqui a notícia é prioridade


AKIAGORA

CLIQUE E VISITE NOSSOS PARCEIROS


AKIAGORA

AKIAGORA



AKIAGORA




Foto: Paulo Henrique Cruz Jr/ divulgação.


Caetano Veloso recebeu acolhida calorosa de quatro mil pessoas ao se apresentar, acompanhado por sua banda, na noite deste sábado (18/6) no auditório master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. O show Meu coco, além de permitir o cantor e compositor baiano revisitar diferentes momentos de sua obra, foi marcado por manifestações políticas.

Os aplausos maiores foram para a interpretação de clássicos da obra do tropicalista, como Avarandado, que abriu o espetáculo, Muito romântico, Leãozinho, Menino do Rio e Reconvexo. Das canções de Meu coco, o álbum lançado no final de 2021, Sem samba não dá e Não vou deixar foram as recebidas com mais entusiasmo.

Após cantar Não vou deixar, Caetano manifestou sua indignação contra o assassinato do indigenista pernambucano Bruno Araújo e do jornalista inglês Dom Phillips, no Vale do Javari, na Amazônia ao estender uma espécie de bandeira com as fotos dos dois e em seguida questionar: "Por que interromperam as investigações?".

Parte do público reagiu gritando em coro "Fora Bolsonaro!". No bis, depois de cantar e dançar, ouvindo Caetano interpretar Odara, outro do seus clássicos, ouviu-se o refrão "Lula lá, Lula lá",vindo de apoiadores da candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva. Em 7 de outubro Caetano traz o show de volta a Brasília. Os ingressos começam a ser vendidos amanhã.
Por: Correio Braziliense

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários