Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

---------------------------------CLIQUE NO BANNER E FALE CONOSCO EM NOSSO WHATSAPP--------------------------------------


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


CASA DO AGRICULTOR

Vacinas da Pfizer começam a ser distribuídas ao interior nesta sexta-feira.

 


O Programa Estadual de Imunização começa a distribuir, na manhã desta sexta (14.05), as doses da Pfizer/BioNTech destinadas à vacinação das grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto), com ou sem comorbidades, no interior pernambucano. A imunização desse grupo foi pactuada pela Secretaria Estadual de Saúde com os gestores municipais na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) e recebeu o aval do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19.

A expansão da Pfizer para o interior foi necessária após a suspensão, pela Anvisa e Ministério da Saúde, do uso da Astrazeneca/Fiocruz para esse público específico. A secretaria aguarda ainda a nota técnica com orientações, inclusive sobre como se dará a finalização do esquema vacinal daquelas que já fizeram a primeira dose com a Astrazeneca.

As vacinas devem chegar pela manhã a Caruaru, no Agreste, Serra Talhada e Petrolina, no Sertão. Técnicas do PNI-PE irão acompanhar a distribuição e darão o suporte necessário aos gestores municipais. As cidades de Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Recife, que também estão utilizando esse imunizante, já contam com logística de abastecimento. Ao todo, 46,8 mil vacinas serão usadas na ação. Essas cidades serão polo para imunização das gestantes e puérperas de todo o estado, conforme pactuado com os gestores municipais. Cada polo informará às cidades sob sua responsabilidade como se dará o processo de vacinação.

“É um desafio fazer essa descentralização, já que a vacina da Pfizer precisa de uma conservação específica. Montamos um plano logístico e começamos essa distribuição já na manhã da sexta para que cada polo consiga se organizar e comece, o quanto antes, a receber as gestantes e puérperas da região. Esse será um modelo para que possamos, futuramente, a depender da disponibilidade de mais vacinas desse fabricante, expandir para mais localidades”, observou a superintendente de Imunização da Secretaria Estadual de Saúde, Ana Catarina de Melo.




Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários