Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Amazônia perdeu mais de 200 km² de floresta em dois meses.

71 Amazônia perdeu mais de 200 km² de floresta em dois meses
Pouco mais do que a cidade de Aracaju (SE). Foi a área desmatada da Amazônia nos últimos dois meses de 2011, de acordo dados divulgados nesta quinta-feira, dia 2 de fevereiro, pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).
O sistema de detecção do desmatamento em tempo real (o Deter), que utiliza imagens de satélite para monitorar a Amazônia Legal, detectou que o bioma perdeu 207,59 km² da cobertura vegetal nos meses de novembro e dezembro, sendo 133 km² de floresta desmatada no primeiro mês e 74,59 km² em dezembro.
O número foi 54% maior à quantidade registrada no mesmo período de 2010. Porém o Ministério do Meio Ambiente (MMA) invalida a comparação, uma vez que no ano anterior a cobertura de nuvens atrapalhou mais o sensoriamento remoto em ambos os meses, possibilitando a análise de apenas 26% da floresta. Já em 2011, a cobertura de nuvens foi menos intensa e possibilitou verificar 55% do bioma.
O Deter detectou que o estado que mais desmatou no bimestre foi o Pará (58,56 km²), seguido do Mato Grosso (53,81 km²). O Inpe agrupa os alertas em uma base bimestral ou trimestral, para melhorar a qualidade da amostragem, nos meses da estação chuvosa na Amazônia.
Queda
O Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que analisa o desmate no bioma ao longo de 12 meses, apresentou em dezembro a constatação da queda de 11% na devastação da floresta.
Entre agosto de 2010 e julho de 2011, a Amazônia Legal perdeu 6.238 km² de sua cobertura florestal, quantidade inferior aos 7 mil km² referente ao mesmo período anterior. Essa é a menor área desmatada no período desde que o monitoramento foi iniciado na região em 1988, segundo o Inpe.
* Publicado originalmente no site EcoD.
▲ Ir para Topo