Pesquise aqui.

A maior velocidade!

EUA capturaram Bin Laden muito antes de matá-lo, garante presidente iraniano.

O presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, insistiu neste domingo na teoria de seu país que garante que o terrorista mais procurado do mundo, Osama bin Laden, não morreu na operação de Abbottabad, e assegurou que tem provas que o terrorista estava em poder dos Estados Unidos muito antes.
Em declarações divulgadas pela agência de notícias estatal "Irna", o governante afirmou também que a notícia de sua morte não passa de uma ação propagandista para conquistar o voto americano. "Tenho informação exata que Bin Laden estava em poder dos militares americanos há muito tempo. Não mataram durante a luta contra o terrorismo, mas para alimentar a propaganda na sociedade americana e atrair os votos", assinalou.
"O ex-presidente americano (George W. Bush) atacou a região para resgatar a economia dos EUA. Para atrair votos, matou um milhão de seres humanos. Seu sucessor segue sua mesma estratégia", ressaltou em referência a Barack Obama. No dia 9 de maio, o ministro de Inteligência iraniano, Heydar Moslehi, já assinalou que seu país não acredita na versão americana, já que possui "informação fidedigna" que "morreu há tempo por uma doença".
Em declarações à imprensa estatal, o chefe dos serviços secretos iranianos também ameaçou os Estados Unidos que mostre o corpo de Bin Laden que, segundo a Casa Branca, foi lançado ao mar para evitar que seu túmulo se transformasse em lugar de culto.
Fonte: Agência EFE
▲ Ir para Topo