Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Atenção:Até abril BC recolheu mais de 4 mil notas falsificadas da nova família do real

Brasília – As novas cédulas de R$ 50 e R$ 100 começaram a circular no país há cerca de cinco meses e já houve recolhimento de notas falsificadas ao Banco Central (BC).
Apesar de ser pequeno o número de cédulas falsificadas recolhido, é preciso atenção ao receber uma nota da nova família do real. De acordo com dados do BC, neste ano, até abril, foram recolhidas 1,870 mil notas falsas de R$ 50 da segunda família do real, 2,2% do total de cédulas retidas em todo o país (81,816 mil). No caso de notas de R$ 100, também da segunda família, foram 2,429 mil (2,9% das apreensões). No site do BC é possível conferir as características das novas notas de real.
No total, são 56,315 milhões de notas da segunda família do real (R$ 50 e R$ 100) em circulação no país, de acordo com dados do último dia 26.
As novas cédulas de R$ 100 e R$ 50 começaram a circular em dezembro do ano passado. Segundo o BC, as duas notas de maior valor eram as que demandavam mais proteção contra tentativas de falsificação e, por isso, foram lançadas antes das demais. A previsão do BC é lançar as novas notas de R$ 10 e R$ 20 ainda neste ano e as de R$ 2 e R$ 5, em 2012.
As notas de R$ 50 da primeira família do real falsificadas e recolhidas pelo BC, de janeiro até abril deste ano, chegam a 33,970 mil, 41,5% do total de cédulas apreendidas no país. No caso das notas de R$ 100, foram recolhidas 21,059 mil notas falsas (25,7% do total).
O comerciante José Guedes, de 42 anos, conta que já recebeu uma nota da segunda família do real falsificada. "A diferença foi facilmente identificada", diz Guedes.
O servidor público Lênio Samuel Lopes, de 28 anos, afirma, no entanto, que a falta de informação sobre as novas notas dificulta a diferenciação entre uma verdadeira e uma falsa. Ele recebeu uma nota de R$ 50 verdadeira e achou a aparência estranha. "O tamanho a diferencia muito da antiga nota e, para acostumar, vai ser difícil", diz o servidor. O BC lançou as notas com tamanhos diferentes para facilitar a identificação por deficientes visuais.
Em caso de suspeita quanto à autenticidade de uma nota, a orientação do BC é recusar o recebimento. Mas, se a pessoa já tiver recebido a cédula, sem perceber a falsificação, deve encaminhá-la para exame na rede bancária ou no BC. Se a nota suspeita for entregue em um banco, é preciso pedir o recibo de retenção.
Se a nota suspeita for sacada de um caixa eletrônico, é importante retirar um extrato no mesmo terminal e comunicar o fato rapidamente ao banco. Se isso não for possível, a orientação do BC é ir a uma delegacia de polícia para registrar a ocorrência.
Fonte: Agência Brasil
▲ Ir para Topo