Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts
Aqui a notícia é prioridade


AKIAGORA

CLIQUE E VISITE NOSSOS PARCEIROS


AKIAGORA

AKIAGORA



AKIAGORA

Covid-19: BH determina uso de máscara em transportes e hospitais

Decisão da prefeitura de Belo Horizonte se deu pelo aumento de casos de coronavírus na cidade. Inicialmente, decreto tem validade de 15 dias (Crédito: Gladyston Rodrigues/EM D.A Press)
Decisão da prefeitura de Belo Horizonte se deu pelo aumento de casos de coronavírus na cidade. Inicialmente, decreto tem validade de 15 dias (Crédito: Gladyston Rodrigues/EM D.A Press)
Por: Estado de Minas
A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) determinou a volta do uso de máscaras em veículos de transporte e unidades de saúde como forma de enfrentamento à COVID-19. O anúncio foi feito por Cláudia Navarro, Secretária Municipal de Saúde, durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira (17).

Segundo Cláudia Navarro, o decreto a ser publicado nesta sexta-feira (18) tornará obrigatório o uso de máscara em transportes de todo o tipo, como ônibus, táxis e aplicativos, além de estabelecimentos de saúde, entre os quais hospitais, postos e clínicas. Inicialmente, a medida valerá por 15 dias.

“Continuamos a recomendar o uso de máscara para pessoas acima de 60 anos. Além de áreas com aglomeração e ambientes fechados. Para o grupo de instituições de saúde e transporte, será obrigatório. Mas, a recomendação geral é que continuem a higiene de mãos, uso de álcool em gel, evitar sair de casa com sintomas gripais. Esses cuidados devem ser mantidos”, disse a secretária.

Boletim epidemiológico
De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela PBH nessa quarta-feira (16), 137.812 pessoas testaram positivo para COVID-19 na capital mineira em 2022. O número de óbitos neste ano é de 955. Desde o início da pandemia, em fevereiro de 2020, foram 450.479 casos confirmados e 8.250 mortes.

A taxa de vacinação em BH até o momento é de 96% dos habitantes, considerando pelo menos a primeira dose ou dose única. Conforme a PBH, 88,6% foram contemplados com duas doses; 72,6% com três doses (1ª dose de reforço); e 19,2% com quatro doses (2ª dose de reforço). Para calcular o índice, o Executivo considera uma população de 2.521.564.

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários