Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

--ASSESSORIA E SUPORTE PUBLICITÁRIO PARA SUA EMPRESA E COMÉRCIO--


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Varíola do macaco: empresa brasiliense submete dois testes à Anvisa



Foto: Freya KAULBARS / RKI Robert Koch Institute / AFP

A empresa brasiliense CPMH Produtos Hospitalares submeteu dois tipos de testes de varíola do macaco para análise da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O primeiro é do tipo PCR-Monkeypox, destinado para testagem em laboratório. Já o segundo, um teste antígeno, é indicado para a testagem rápida feita por profissionais de saúde.


"Para evitar que o vírus circule, precisamos ter ferramentas de diagnóstico. Hoje, não existem ainda testes disponíveis no mercado brasileiro”, explica Rander Avelar, responsável técnico da CPMH. O teste do tipo PCR, fabricado pelo laboratório BioGerm, teve o pedido formal de análise registrado no dia 2 de agosto. Já o antígeno foi feito pela Bioscience, com pedido oficializado na quarta-feira (10).


A expectativa da empresa é que, após a aprovação, a importação inicial seja 2 milhões de testes PCR e 3 milhões de unidades do teste antígeno. A CPMH informou que a reunião dos documentos necessários para comprovar a segurança e eficácia à agência reguladora levou 30 dias. Os pedidos estão em processo de análise técnica na Anvisa.


Anvisa analisa outros seis pedidos


Na quinta-feira (11), a Anvisa informou que iniciou a análise de seis pedidos de registro para o diagnóstico da doença. Entre eles, há o Standard M10 MPX/OPX, produto brasileiro em que parte da produção é de responsabilidade da empresa nacional Eco Diagnóstica. Dois dos seis testes sob análise foram fabricados na Espanha e os outros na China.
Por: Aline Gouveia
Por: Correio Braziliense

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários