Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

--ASSESSORIA E SUPORTE PUBLICITÁRIO PARA SUA EMPRESA E COMÉRCIO--


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Direitos Escravidão Negra é pauta na OAB-PE



Foto: Rafael Vieira / DP

A Ordem dos advogados de Pernambuco (OAB-PE) promoveu nesta sexta-feira (08) a 1° audiência pública da Comissão Especial da Verdade sobre a Escravidão Negra, encabeçada pela advogada Chiara Ramos. A vice-governadora de Pernambuco Luciana Santos (PCdoB), convidada da Comissão, discursou na abertura do evento.


"Hoje é um evento histórico porque é a primeira audiência pública na qual se juntam autoridades públicas, privadas, imprensa, povos de terreiro, líderes quilombolas, pra pensar (...) como podemos trabalhar pra encontrar a verdade sobre a escravidão negra, pensar políticas públicas e ações para reparação histórica", explicou Chiara ao Diario de Pernambuco.

Em seu discurso, a vice-governadora teceu duras críticas ao presidente da república. "O Bolsonarismo se tornou a expressão política do reacionarismo, de um projeto de poder adoidado, fincado na exclusão e na intolerância. O discurso de ódio alimenta não só o racismo, mas também uma cultura de impunidade", afirmou. Ao final da fala, Luciana Santos afirmou que quer implantar uma Câmara Técnica de enfrentamento ao racismo.

Em destaque também o combate ao racismo estrutural e a intolerância religiosa. Entre os presentes, líderes religiosos de matriz africana tiveram assentos reservados. Ainda em sua exposição, a vice-governadora que fez questão de ressaltar o convite pessoal que recebeu para estar presente, mencionou o combate à violência aos terreiros no estado.

DADOS
Em Pernambuco, entre 2019 e 2020, houve um aumento de 52,7% na morte de pessoas por violência policial, das quais 97% são pessoas negras. A informação foi divulgada em um relatório da Rede de Observatórios da Segurança. Entre os sete estados monitorados pela organização, Pernambuco teve o maior crescimento de pessoas assassinadas durante ações policiais.

EQUIDADE
Na ocasião, em resposta ao Diario de Pernambuco, o presidente da OAB-PE Fernando Ribeiro comentou o evento. "A OAB tem dado sua contribuição, recentemente mudando nosso regimento interno para estabelecer a participação dos nossos colegas advogados e advogadas negras, e essa audiência de hoje, mais uma vez, vai ser uma forma de estimular que as instituições também possam dar sua contribuição a esse tema tão importante", pontuou.
Por: Nathália Monte

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários