Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

--ASSESSORIA E SUPORTE PUBLICITÁRIO PARA SUA EMPRESA E COMÉRCIO--


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Cirurgia Pediátrica Hospital Maria Lucinda realizará cirurgia pediátrica de reconstituição de bexiga e do trato geniturinário pelo SUS



Foto: Hospital Maria Lucinda/Divulgação

O Hospital Maria Lucinda, situado no bairro da Jaqueira, vai realizar no próximo sábado, 02 de julho, às 8h, uma delicada e minuciosa cirurgia pediátrica de reconstituição de bexiga e dos órgãos do sistema reprodutivo e urinário. O paciente, uma criança de três anos, nasceu com essa anomalia congênita rara, que se caracteriza por má formação da região inferior da parede abdominal, envolvendo o trato geniturinário.

A cirurgia faz parte do XLIV - Encontro Grupo Brasileiro Multi-institucional para Tratamento da Extrofia de Bexiga pela Técnica de Kelly, coordenado pelo urologista pediátrico Nicanor Macêdo, do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle Rio de Janeiro, que reúne médicos de todo o país, entre eles o superintendente-geral do Hospital Maria Lucinda, Luiz Alberto Araújo, médico responsável pela coordenação local do evento.


"O procedimento acontecerá no bloco cirúrgico da Unidade de Saúde e terá transmissão ao vivo por vídeo para os médicos participantes que irão acompanhar a cirurgia, em tempo real, em local especial no próprio hospital", explica o urologista Luiz Alberto Araújo.

De acordo com o médico Nicanor Macêdo, a extrofia de bexiga é uma doença rara e muito complexa, em que "a criança tem a bexiga completamente exposta com grave defeito na região inferior da parede abdominal, envolvendo o trato geniturinário e da bacia. Isso acarreta perda da urina, uma vez que o paciente não tem nenhum mecanismo de continência, além de ter a genitália completamente aberta. É uma cirurgia de cerca de 10 horas, cujo pós-operatório exige muitos cuidados, segurança e expertise. O procedimento cirúrgico precoce faz a diferença na vida dessas crianças porque socializa e dá melhor qualidade de vida", ressaltou.

Disse ainda o médico que, diante da complexidade do procedimento e a raridade dos casos de extrofia, há dois anos e meio, foi criado o Encontro Grupo Brasileiro Multi-institucional para Tratamento da Extrofia de Bexiga pela Técnica de Kelly, formado por cirurgiões, neurologistas e pediatras de várias capitais brasileiras.

"A intenção era formar um grupo de estudos e compartilhamento da técnica por cirurgiões de todo o país. O grupo é itinerante, vai até a cidade onde há crianças para o procedimento e, enquanto a equipe local opera junto comigo, os demais assistem, por transmissão ao vivo, em uma sala próxima", explicou Nicanor Macêdo.

"Com a iniciativa - continua o especialista -, conseguimos ampliar o número de procedimentos, uma vez que, realizando essas cirurgias isoladamente, atingiríamos poucas crianças. Nesse período, já acumulamos 30 casos, com mais de 11 cirurgias realizadas em sete estados", finalizou o médico.
DP

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários