Ultimas noticias

6/recent/ticker-posts

banner no cabeçalho.

---------------------------------CLIQUE NO BANNER E FALE CONOSCO EM NOSSO WHATSAPP--------------------------------------


AKIAGORA

Clique na imagem e contate-nos


AKIAGORA

CASA DO AGRICULTOR

Projeto Vez e Voz é formado por alunos da rede municipal de ensino em Gravatá PE

 


O Projeto Vez e Voz é um diagnóstico participativo da Criança e do Adolescente em parceria com o Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA) de Gravatá, o qual recebe recursos do Itaú Social e tem a Fábrica de Cultura como a organização executora, cujo objetivo é compreender o que as crianças e os  adolescentes têm a falar sobre os seus direitos.
No nosso cotidiano, geralmente, as perguntas são direcionadas aos adultos, pais ou responsáveis e as crianças e os adolescentes são esquecidos, deixando ser ouvidos e perdendo a oportunidade de expressarem seus pensamentos e opiniões em determinados assuntos.
Então, o Projeto Vez e Voz dá às crianças e aos adolescentes o momento e oportunizam a vez deles falarem e compreenderem sobre seus direitos e deveres, sobre o que tem acontecido, o que tem faltado, e de que forma eles podem ser cobrados.
Para esse projeto foram selecionados 20 alunos da rede municipal de ensino, entre 16 e 17 anos incompletos, que passaram por uma formação sobre os direitos fundamentais, políticas públicas, pesquisas e no dia-a-dia foram pensados diagnósticos elaborados por esses alunos.
A aluna e participante deste projeto, Jamilly Katlen, fala da sua experiência no Vez e Voz: “Eu adquiri um conhecimento muito grande no projeto, conheci coisas que eu não conhecia, fiquei sabendo de direitos meus que eu não sabia. Adquiri muito para minha vida, na questão de trabalho, de coisas que não tinha visto. Isso aqui mudou bastante minha vida, meu comportamento em várias coisas de como eu olho o mundo e como vejo as pessoas”, disse.
Para o coordenador do Projeto Vez e Voz, Alberis Luís, é bastante satisfatório e também de um nível altíssimo de aprendizado estar a frente desse projeto: “Fazer parte do Projeto Vez e Voz, para mim, é como um crescimento profissional. Estar a frente, coordenando um projeto de uma importância para o município, contribuir para as políticas públicas da infância e adolescência do município, para mim é um privilégio, é uma forma de crescimento profissional e olhar mais para o município para que possa contribuir para a melhoria das ações, dos programas, das políticas sociais, ampliar a visão, entrar em contato com as secretarias. Então, esse projeto é uma oportunidade de estar junto das pessoas, de conhecer a realidade local e assim, levar para toda rede de garantia de direitos quais as necessidades das crianças e adolescentes.

As reuniões acontecem de segunda à quarta-feira com a presença e participação do coordenador do Vez e Voz, Alberis Luís, e dos facilitadores Josefa Silva, que também é pedagoga e integrante da Pro Ludus, e Wellington Lúcio, professor e integrante da Fábrica de Cultura no Grupo de Apoio aos Meninos de Rua (GAMR) localizado na Rua do Cruzeiro, 380.


PMG

Comente com o Facebook:

Postar um comentário

0 Comentários