WhatsApp confirma pagamentos no Brasil; veja como será





Se for aprovado dessa vez, aplicativo poderá enviar e receber dinheiro em ferramenta que foi barrada ano passado


O aplicativo WhatsApp afirmou que estava conversando com o Banco Central para aprovar um “iniciador de pagamentos” para confirmar e habilitar o sistema de transações financeiras no aplicativo. Esse modelo foi anunciado pelo Banco Central em outubro do ano passado.

“O WhatsApp está conversando regularmente com o Banco Central para ter a aprovação como iniciador de pagamentos para transferências entre pessoas. Também tem trabalhado para restaurar os pagamentos no WhatsApp para todos no Brasil o mais rápido possível”, afirmou a empresa do aplicativo ao G1.

A ferramenta de envio e recebimento de dinheiro pelo WhatsApp foi anunciada em junho de 2020 e o Brasil seria um dos primeiros países a testar. Porém, dias após o anúncio, o Banco Central e Cade barraram a ferramenta e afirmaram que seria necessário avaliar riscos concorrenciais e garantir o funcionamento adequado do Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB).

Nos chamados “iniciadores de pagamentos”, o consumidor tem acesso a serviços que dão ordem para que a instituição em que tem conta corrente faça o pagamento diretamente ao lojista, sem que seja necessário acessar o aplicativo, com débito em conta de depósito ou de pagamento. Intermediários, como o cartão de crédito, não são necessários.

Um exemplo usado pelo Banco Central é o de pedido de comida por aplicativo. Tradicionalmente, seria necessário pagar pelo aplicativo ou usar o cartão ao receber a compra. Com a nova ferramenta, seria possível conectar o consumidor a um iniciador de transação de pagamento. O consumidor poderia pedir que a instituição financeira transferisse o recurso para a conta do restaurante, neste cenário.





Postar um comentário

0 Comentários