Coronavírus: Argentina anuncia quarentena geral obrigatória


BUENOS AIRES — O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou uma quarentena geral e obrigatória para todo o país que entrará em vigor à zero hora desta sexta-feira, até o dia 31 de março. Com isso, nenhum cidadão poderá sair de suas casas e apenas supermercados, postos de gasolina, farmácias e hospitais seguem funcionando. O país registrou, na quinta-feira, a terceira morte de infectados pela doença. Já são 97 casos confirmados no país.
A decisão de Fernández foi tomada após uma reunião com os governadores do país, realizada na Casa Rosada, sede da presidência.
O governo já se prepara para garantir o acesso dos argentinos a alimentos e produtos de higiene e limpeza, por exemplo. Entre as ações de controle estariam o fechamento total das fronteiras e patrulhamento de ruas para evitar a circulação de pessoas.
Na mesa de discussão estaria ainda uma segunda proposta. Caso decida por não declarar a quarentena geral, Fernández poderia juntar os feriados de 2 abril (Dia das Malvinas) com o da Semana Santa e assim permitir que as pessoas fizessem um isolamento voluntário em suas casas, durante 12 dias.

Postar um comentário

0 Comentários

AKIAGORA