Pesquise aqui.

Vem pra cá e saia montado.

A maior velocidade!

Clique e visite os melhores da cidade.


“Pior caso” de gonorreia do mundo espanta médicos: DST comum está se fortalecendo



Um homem do Reino Unido foi identificado com o caso de gonorreia, doença sexualmente transmissível, mais grave já observado. De acordo com o Serviço de Saúde do Reino Unido (PHE, em inglês), o homem foi contaminado com a bactéria durante uma viagem à Ásia e, até o momento, nenhum dos antibióticos testados fizeram efeito.
A possibilidade de a doença se tornar resistente aos medicamentos atualmente disponíveis no mercado já havia sido notificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em julho de 2017, que afirmou que o principal motivo da resistência das bactérias seja o uso indiscriminado dos medicamentos, tornando-os, a longo prazo, ineficazes no organismo.
Segundo a organização, estima-se que 78 milhões de pessoas sejam infectadas por ano e que a principal via de contaminação seja o sexo oral praticado sem preservativo.
O homem, que não teve o seu nome revelado, foi diagnosticado com a forma mais grave da doença até hoje registrada após não responder aos tratamentos usuais, uma combinação dos antibióticos azitromicina e ceftriaxona.
As organizações de saúde do país estão em busca das pessoas que possam ter se relacionado sexualmente com o rapaz, que estava em um relacionamento estável quando viajou para a Ásia e contraiu a infecção em um caso extraconjugal.
Especialistas da NHS acreditam que somente um medicamento será capaz de curá-lo e estão aguardando algumas semanas para comprovar a possível eficácia da fórmula.
O homem, que não teve o seu nome revelado, foi diagnosticado com a forma mais grave da doença até hoje registrada após não responder aos tratamentos usuais, uma combinação dos antibióticos azitromicina e ceftriaxona.
As organizações de saúde do país estão em busca das pessoas que possam ter se relacionado sexualmente com o rapaz, que estava em um relacionamento estável quando viajou para a Ásia e contraiu a infecção em um caso extraconjugal.
Especialistas da NHS acreditam que somente um medicamento será capaz de curá-lo e estão aguardando algumas semanas para comprovar a possível eficácia da fórmula.
É possível ocorrer transmissão da bactéria Neisseria gonorrhoeae através do sexo vaginal, anal ou oral.
Nas práticas vaginais e anais, a infecção é transmitida por contato dos órgãos sexuais infectados. Já no sexo oral, é possível adquirir a bactéria durante a prática sem preservativo, alojando a bactéria na garganta até que ela seja transmitida a outra pessoa em uma próxima oportunidade.
Os sintomas gerais da gonorreia incluem corrimento de uma secreção amarelada e esverdeada nos órgãos genitais, mas também podem variar conforme o sexo do paciente.
Corrimento purulento (amarelado ou claro)
Ardência na vagina e ao fazer xixi
Cólicas
Dor na relação sexual
Com o avançar da doença, pode haver infertilidade devido à obstrução das trombas pela bactéria.
Saída de pus ou corrimento pela uretra
Dor nos testículos
Dor ao urinar
Sensação de “urina quente”

▲ Ir para Topo