Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Aline Mariano denuncia compra de “livro fantasma” na Secretaria Municipal de Educação.

                              alt

A vereadora Aline Mariano (PSDB) foi à tribuna da Câmara, nesta quarta-feira (25), para denunciar a compra de paradidáticos adquiridos em 2008 pela Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Lazer, mas que até o momento não foram distribuídos para as escolas da Rede Municipal de Ensino. A vereadora citou o caso específico do livro “Recife no dia a dia com os seus poetas”, escrito por Anita Pinheiro, no qual teve 137.500 exemplares adquiridos em 2008, na então gestão do prefeito João Paulo, ao valor de R$ 4.225.375,00.

“O que chamou minha atenção foi o valor do montante. É um valor muito alto para a compra de um único livro”, afirmou a vereadora. Porém, a tucana não soube informar a lista completa dos livros que teriam sido adquiridos naquele ano, nem o valor total da compra.
Outro ponto denunciado pela vereadora diz respeito ao “privilégio” dado a algumas editoras para a aquisição dos livros por parte da Secretaria de Educação, já que a aquisição desse tipo de material dispensa licitação. Apresentando planilha com o detalhamento das editoras escolhidas pela Secretaria, além dos valores investidos, a Mult-Marcas Editoriais, atendida também pelo nome de Construir, foi uma das que mais faturou, sendo, inclusive, responsável pela aquisição do “Recife no dia a dia com os seus poetas”.

“Em dois anos o prefeito João da Costa investiu R$ 18 milhões em livros, sendo R$ 14 milhões destinados a Editora Moderna. O ex-prefeito João Paulo investiu em três anos R$ 14 milhões”, criticou. Na próxima segunda-feira (30), Aline entrará com ação no Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para investigar o caso.
▲ Ir para Topo