Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Combate à inflação e à miséria são políticas permanentes, afirma Dilma em pronunciamento do Dia do Trabalho.

 Em seu pronunciamento, ontem (29), à nação sobre o Dia do Trabalho, no domingo, 1º de maio, a presidenta da República, Dilma Rousseff, disse que o país vai comemorá-lo como se deve: “com crescimento do emprego e da renda, com economia sólida e pleno de esperança no futuro”. A crença na melhora futura por parte dos brasileiros, de acordo com a presidenta da República, vem da segurança de que estabilidade, crescimento e distribuição de renda, combate à inflação e à miséria são políticas permanentes.
  
A presidenta também anunciou que nas próximas próximas semanas será lançado o programa Brasil sem Miséria. Segundo Dilma, o programa será um passo importante para vencer a “batalha contra a miséria”. “[O Brasil sem Miséria] vai articular e integrar novos e antigos programas sociais, ampliar recursos e oportunidades e, muito especialmente, mobilizar todos os setores da sociedade para a luta decisiva de acabar com a pobreza extrema em nosso país”, afirmou. Segundo a presidenta, o país será “verdadeiramente rico e feliz” apenas quando não tiver pobreza, “com as famílias podendo subir na vida”.
Dilma disse que outro motivo para a esperança de que “dias melhores virão”, é o fato de que “no Brasil, respeito à democracia, aos direitos humanos e às liberdades – entre elas a liberdade sindical, - são compromissos sagrados”. Segundo ela, além de se consolidar como umas das principais economias do mundo, o Brasil se firma como “o criador de um modelo de políticas sociais modernas”.
Em seu pronunciamento, a presidenta também cita os desafios trazidos pelo crescimento do país, entre eles a formação de mão de obra especializada para atender a oferta de postos que exigem qualificação e a melhora de infraestrutura. O maior deles, no entanto, segundo Dilma, “é não deixar milhões de brasileiros fora dessa era de prosperidade que se amplia e se consolida”.
.folhape
▲ Ir para Topo