Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Agreste;Milho verde fica mais caro no São João


Com o atraso das chuvas no Agreste, o milho chega mais caro à mesa dos consumidores
Para quem não ver a hora de chegar o São João e saborear as delícias juninas, a exemplo da pamonha, a canjica e o mungunzá, o Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), anuncia: o milho verde vai ficar mais caro este ano em Caruaru, Agreste de Pernambuco.
O estudo aponta que devido ao atraso das chuvas na região, o pequeno agricultor não irá colher o milho no mês de junho e com isso, a saída será produtos irrigados, o que que deixará a colheita ainda mais cara, entre R$ 15 e R$ 17 a mão.
De acordo com o agrônomo do IPA, Fábio César, as chuvas que deveriam ter acontecido no início do ano só começaram em março.
“As chuvas - até o momento 330 mm - foram positivas para que os agricultores não sofressem com a seca, mas para o plantio do milho verde, ela chegou tarde”, pontua.
Para a agricultora Maria José, 48 anos, do Sítio Olho D’água do Félix, localizado no 2º Distrito de Caruaru, mesmo que as chuvas não garantam uma boa colheita no mês de junho, a “pamonhada” não vai faltar.
“Este ano vamos comprar o milho na feira por que não vamos poder colher a tempo, porém no mês de julho faremos a colheita em nosso roçado”, espera a agricultora.
Mesmo com a colheita do milho saindo atrasada, o IPA já distribuiu aproximadamente 70% das sementes e espera um bom rendimento para os agricultores dos quatro distritos de Caruaru.
ne10
▲ Ir para Topo