---------------------------------------------------------

*******Clique na imagem e visite nossos parceiros em 2019*******

Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Vem pra cá e saia montado.

Neymar é acusado de estupro em Paris; mulher registra boletim de ocorrência em São Paulo


Uma mulher registrou boletim de ocorrência acusando o atacante Neymar de estupro. O crime teria acontecido no dia 15 de maio, em Paris, na França. A denúncia foi registrada na última sexta-feira, em São Paulo. A informação foi noticiada pelo UOL e confirmada pela ESPN.
Segundo o documento, registrado na 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, em Santo Amaro, a mulher, que tem sua identidade preservada, conheceu Neymar através das redes sociais. Através do Instagram, o jogador a teria a convidado para viajar até a França.
A denúncia detalha que um assessor de Neymar, identificado como “Gallo”, entrou em contato com a mulher em 12 de maio, fornecendo passagens e hospedagem em Paris. Ela teria embarcado no dia 14 e chegado ao destino no dia 15, data da suspeita do estupro.
Ainda segundo a mulher, ela ficou hospedada no Hotel Sofitel Paris Arc Du Triumphe e recebeu Neymar por volta de 20h. O atacante do PSG teria chegado “aparentemente embriagado”. “Começaram a conversar, trocaram carícias, porém, em determinado momento, Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual”, diz o documento.
No depoimento, a mulher afirma que deixou Paris no dia 17 e “estava abalada emocionalmente e com medo de registrar os fatos em outro país”. A decisão de registrar o boletim de ocorrência em São Paulo aconteceu por ser seu endereço residencial.
Embora tenha acontecido em Paris, o estupro pode ser investigado no Brasil, e Neymar ser julgado com base nas leis brasileiras em virtude do princípio da “extraterritorialidade”. Segundo o Código Penal, em seu sétimo artigo, crimes cometidos por brasileiros, mesmo que em território estrangeiro, ficam sujeitos à lei brasileira.

Veja o boletim de ocorência:



Pai de Neymar nega estupro, acusa tentativa de extorsão e ataca: 'A gente não vai perdoar desta vez!'
Neymar pai negou que seu filho tenha estuprado uma mulher em Paris, na França, no último dia 15 de maio, acusou tentativa de extorsão dos advogados dela e partiu para o ataque: "A gente não vai perdoar... Desta vez, vai ser chumbo trocado!".
O pai de Neymar disse também que seu filho, de 27 anos, recebeu a notícia com "espanto e tristeza" e ameaçou a acusadora: 
"Já que ela pensou em expor o Neymar desta forma, a gente pode expô-la também". 
Veja, abaixo, as principais respostas de Neymar pai na entrevista: 
Vai proceder como? 
"Agora, vamos ver até aonde vai chegar, porque talvez nem abra inquérito. Como é um absurdo isto, talvez nem abra, mas nós vamos fornecer tudo que for necessário e o que a Justiça pedir para que a gente possa tomar as devidas providências." 
Contra-ataque 
"Mas a gente vai entrar com processo por danos morais, calúnia e difamação. A gente não vai perdoar desta vez!" 
Relação de comum acordo 
"Totalmente consentida, é o que ela fala aí [na troca de mensagem entre ela e Neymar, que seu pai enviou para Datena]." 
Extorsão 
"E outra coisa, né, os advogados ainda cobram dinheiro, participam de uma extorsão, eu acho um absurdo isto." 
Reação de Neymar 
"De espanto e tristeza. Mas são coisas que agora ele precisa aprender... Agora é ele procurar ter tranquilidade e se defender. Graças a Deus, ele pelo menos conseguiu guardar as conversas e conforme foi a relação. 
Expor a acusadora 
"E com o tempo, talvez, já que ela pensou em expor o Neymar desta forma, a gente pode expô-la também." 
Chumbo trocado 
"Vai ser chumbo trocado desta vez, a gente não vai perdoar! Eu sei que meu filho pode ser acusado de muitas coisas, mas eu sei o garoto que ele é, o menino que ele é, eu sei o homem que ele é. Ele é filho de pai e mãe, então, desta vez, a gente vai realmente fazer com que a Justiça venha o mais rápido possível."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Facebook.com/akiagoraEventos

▲ Ir para Topo