Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Dado Dolabella é condenado a 2 anos e 9 meses de prisão.


Na tarde desta quarta-feira (21), Luana Piovani usou o Twitter para falar sobre a condenação do ex-namorado Dado Dolabella, a dois anos e nove meses de prisão, por tê-la agredido em 2008. A atriz se irritou com uma seguidora, que a acusou de estar lavando roupa suja em público.

"Isso não é roupa suja, anta, é um processo criminal no qual, involuntariamente, eu represento as milhares de mulheres brasileiras que sofrem agressão", postou Luana no microblog.
Dado Dolabella irá recorrer da condenação. Segundo o advogado do ator, Michel Assef Filho, a Lei Maria da Penha não pode ser aplicada para o caso. "O que se espera da Lei Maria da Penha é que ela dê proteção à mulher no âmbito doméstico ou familiar. E nenhum desses dois casos se enquadra nesse processo. Ou seja, o Dado não tinha família com a Luana e nem moravam juntos”, argumentou Michel.

O ator é acusado por lesão corporal leve contra a Luana e lesão grave no caso da camareira Esmeralda, também agredida após supostamente tentar defender Luana durante uma briga em uma casa noturna do Rio. De acordo com Marcelo Salomão, advogado de Luana, a decisão confirma a primeira condenação do ator. “O caso foi apreciado primeiro por um juiz, e agora por três desembargadores. A decisão proferida ontem confirma a decisão de primeiro grau. Porém, ainda cabe recurso", explicou.

Na terça-feira (20), a 4ª Câmara do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), condenou Dado Dolabella a dois anos e nove meses de prisão em regime aberto por ter agredido a ex-namorada Luana Piovani, e a camareira Esmeralda de Souza. Como a decisão não foi unânime, já que um dos desembargadores considerou que e Lei Maria da Penha não pode ser aplicada por eles não serem casados, ainda cabe recurso ao TJ.
Fonte
▲ Ir para Topo