---------------------------------------------------------

*******Clique na imagem e visite os melhores do ano em Gravatá.*******

Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Vem pra cá e saia montado.

Eleições 2018 | Tirar Selfies em frente à urna pode dar até dois anos de prisão



Eis um alerta para todos que forem votar no próximo domingo (7): não tirem nenhuma foto em frente à urna eletrônica. A Lei Eleitoral 4737/65 proíbe que se tire qualquer tipo de foto ou grave vídeos durante a votação, incluindo fotos da urna e selfies na cabine. A lei foi criada com a intenção de se proteger o sigilo do voto, impedindo, por exemplo, que um cidadão tire uma foto para comprovar que votou em determinado candidato.
Aqueles que não obedecerem à lei e tentarem tirar uma foto na cabine de votação serão presos em flagrante e poderão cumprir penas de até 2 anos de detenção.
Também é necessário ficar atento às “colinhas” com os números dos candidatos. Ainda que elas sejam permitidas durante a votação (e neste ano são quase que necessárias, já que entre deputados, governadores, senadores e presidentes serão seis candidatos que cada eleitor deverá escolher), esses números deverão estar anotados em algo não eletrônico. Valem cadernos, papel de pão, guardanapo, um pedaço de madeira com os números entalhados, tudo isso válido. A única coisa que não pode é que essa “cola” seja feita em um arquivo eletrônico, então não adianta marcar os números no celular que aí eles não poderão ser consultados ali na hora.
Para evitar transtornos, o Tribunal Superior Eleitoral determinou que, durante o período de votação, os aparelhos celulares sejam entregues aos mesários, que os devolverão imediatamente após o voto.

Tecnologia a favor da democracia

Apesar disso, você poderá utilizar sim seu celular para votar, e ele poderá até mesmo facilitar sua experiência no domingo. Por exemplo, o aplicativo e-Título é um ótimo companheiro para aqueles que não sabem onde guardaram o título de eleitor físico. Disponível para Android e iOS, o app serve como substituto para o documento de papel, e caso o cidadão já tenha cadastrado a biometria no cartório de sua cidade, ele já virá completo até mesmo com a foto do usuário, dispensando a apresentação de um documento com foto para o mesário.
Outro aplicativo importante para o bom andamento da eleição é o app Pardal, da justiça eleitoral. Também disponível para iOS e Android, ele pode ser usado para denunciar partidos e candidatos que estejam quebrando as regras do dia da votação, como, por exemplo, contando com pessoas uniformizadas ou portando bandeiras de candidatos próximas aos locais de votação, ou ainda efetuando divulgação de boca de urna.

Clique e visite as melhores empresas de Gravatá..


▲ Ir para Topo