---------------------------------------------------------

*******Clique na imagem e visite os melhores do ano em Gravatá.*******

Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Vem pra cá e saia montado.

INSS: fim da validade da seleção anterior viabiliza novo concurso


A partir deste domingo (5), o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) não terá mais como realizar novas contratações para suprir uma defasagem que já acumula 16 mil postos vagos. Acontece que neste dia chega ao fim o prazo da última seleção realizada pelo órgão, em 2016, deixando-o sem lista de aprovados para convocação, o que naturalmente torna inevitável a realização de um novo concurso, ainda mais tendo em vista que 55% do atual quadro de pessoal, o que representa quase 20 mil servidores, já está em condições de se aposentar.
E aa pressão pelo edital parece estar chegando por todos os lados ao Governo Federal. Além da população revoltada com a qualidade dos serviços prestados e o próprio órgão insistindo na solicitação de abertura de vagas, os atuais servidores, insatisfeitos com a sobrecarga de trabalho, também resolveram se unir em torno da causa.
A Fenasps (Federação Nacional dos Sindicatos de Trabalhadores em Saúde, Trabalho, Previdência e Assistência Social) já anunciou que fará uma paralisação total da categoria caso o governo não atenda sua pauta de reivindicações, que tem como uma das principais propostas a realização de concurso público para reoxigenação do quadro de servidores.
Segundo nota do sindicato, “o INSS no contexto atual vem passando por um verdadeiro caos, principalmente em virtude da insuficiência de servidores”.
“Considerando que não houve resposta à pauta de reinvindicação, orientamos a intensificação da mobilização em todo País e preparar a paralisação dos trabalhadores”, conclui a Fenasps na nota.

Pedido do vagas

Depois de ter o pedido para abertura de 16.548 vagas desprezado pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), o INSS encaminhou uma nova solicitação, em caráter emergencial, desta vez para 10.468 vagas.
Do total de postos requeridos, 6.034 são para técnico do seguro social, 2.222 para analista do seguro social e 2.212 para perito médico previdenciário.
Segundo o INSS, o documento enviado ao MPDG serve para reforçar “a urgência na recomposição continuada do quadro permanente de pessoal do Instituto Nacional do Seguro Social. mediante a ampliação do número de vagas do concurso público autorizado – em 2015 -, e, posteriormente, a autorização para realização de novo concurso público”.
No novo pedido não há separação de vagas para convocação de remanescentes e para realização de novos concursos. Já na solicitação anterior, isto estava definido da seguinte forma: 7.580 vagas para a abertura de novo concurso, 2.644 para os excedentes da seleção vigente (2.114 para técnico e 530 para analista) e 6.324 que poderiam ser tanto para o atual processo seletivo quanto para o novo certame (6.160 para técnico e 164 para analista).

Clique e visite as melhores empresas de Gravatá..


▲ Ir para Topo