Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Vasco se consagra como campeão da Copa do Brasil.

SÃO PAULO (Folhapress) - Em um jogo emocionante, o Vasco foi derrotado, ontem, pelo Coritiba por 3 a 2, de virada, no estádio Couto Pereira, mas conquistou a Copa do Brasil e está classificado para a próxima edição da Libertadores. O time carioca havia vencido o jogo de ida no Rio de Janeiro por 1 a 0 e ficou com o título porque fez gols fora de casa. O Vasco quebra um jejum de 11 anos sem uma conquista nacional.
Sem o atacante Anderson Aquino, suspenso, o técnico Marcelo Oliveira mudou o esquema tático do Coritiba: passou a atuar no 4-5-1, com Bill isolado na frente e Marcos Paulo no lugar de Aquino. Já Ricardo Gomes podia contar com os retornos do lateral esquerdo Ramon e do atacante Eder Luis, que não atuaram no primeiro jogo da decisão. Este último formou a dupla de frente com Alecsandro, autor do gol da vitória em São Januário.
Depois de um começo nervoso, com muitos erros dos dois lados, o ataque do time carioca funcionou logo aos 11min. Eder Luis arrancou pela direita e cruzou rasteiro para o centro da área. Alecsandro só empurrou para as redes. O gol foi como um banho de água fria na equipe da casa. Jogando com apenas um atacante, pouco incomodou o adversário. Isso até aos 28min, quando Marcelo Oliveira sacou Marcos Paulo e colocou Leonardo. Um minuto depois, o resultado da alteração foi um gol.
Leonardo cruzou da esquerda e Jonas escorou para Bill completar, de cabeça, para as redes. Ainda com o título em mãos, o Vasco ficou na defesa, sem sofrer grandes riscos no ataque. O Coritiba, mais ofensivo com Leonardo, encontrou espaços e virou o jogo aos 44min.
Rafinha chutou cruzado, Fernando Prass espalmou e Davi, no centro da área, não perdoou no rebote. Depois do intervalo, o time da casa continuou bem distribuído em campo, usou as laterais, mas chegou pouco ao gol de Fernando Prass. Aos 21min, veio a virada do Coritiba. Willian chutou forte de fora da área e marcou um golaço.
Ricardo Gomes fechou o time: trocou Felipe e Diego Souza por Bernardo e Jumar. Apesar da pressão do adversário no fim, o Vasco conseguiu se segurar e conquistou o título inédito para o clube - em 2006, foi finalista e perdeu a decisão para o arquirrival Flamengo.
▲ Ir para Topo