Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Sem receber, assistentes sociais da PCR cruzam os braços nesta segunda.

Nesta segunda-feira(13), assistentes sociais da Prefeitura do Recife (PCR), responsáveis pelo Programa Bolsa Família, vão paralisar os seus trabalhos devido a atrasos salariais. A situação é bem complicada, alguns trabalhadores estão há quatro meses sem receber. Os funcionários do Call Center estão em greve desde a última quarta-feira (8).

Segundo um assistente social que não quis se identificar, os trabalhadores ainda não receberam o retroativo do ano passado referente ao reajuste do salário que foi acordado em 2010, nem o aumento salarial que foi acordado com a PCR. "Já era para termos recebido um retroativo desde o ano passado, que foi acordado devido ao reajuste do salário que nós tivemos direito. Agora também era para a gente estar recebendo um aumento no salário, que já foi acordado mas ainda não recebemos. Para terminar, estamos sem receber em dia. Nem as passagens estamos recebendo", reclamou o servidor.

Às 7 horas da manhã desta segunda-feira, na Empresa de Urbanização do Recife (URB), sede principal do Bolsa Família, houve uma concentração de todos os servidores públicos desta área para reinvindicar sobre salários atrasados e definir se haverá greve geral no setor de assistência social da PCR.

A empresa CAPTAR SERVIÇOS TÉCNICOS LTDA, é a responsável pelo pagamento desses funcionários públicos terceirizados. Ainda segundo o assistente anônimo, a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura do Recife põe a culpa na empresa.

▲ Ir para Topo