Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Mantega diz que país ainda avalia quem apoiará para o comando do FMI.

Brasília - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, negou hoje (13) que o Brasil tenha definido uma posição sobre a disputa ao cargo de diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI). Reportagens veiculadas na imprensa no fim de semana informaram que o país vai apoiar a ministra de Finanças da França, Christine Lagarde.
"Estamos avaliando os candidatos e, no momento certo, vamos decidir. Até agora não há nenhuma decisão. Estou discutindo ainda com os outros ministros para a gente ter uma decisão mais em conjunto”, disse Mantega, ao chegar ao Ministério da Fazenda hoje de manhã.
Além de Christine Lagarde, estão na disputa o diretor do Banco de Israel, Stanley Fischer, e o presidente do Banco Central do México, Agustín Carsten.
A mudança na direção do fundo só deveria ocorrer no final de 2012, mas o então diretor-gerente da instituição, Dominique Strauss-Kahn, renunciou após ser acusado de agressão sexual a uma camareira de hotel nos Estados Unidos. O nome do sucessor de Strauss-Kahn deverá ser anunciado no próximo dia 30.
Mantega tem defendido que a escolha do próximo diretor-gerente do FMI seja baseada no mérito, não na nacionalidade. Ele também pede a continuidade das reformas no organismo internacional para dar mais poder aos países emergentes como o Brasil.
O ministro tem criticado o fato dos países emergentes, principalmente os latino-americanos, serem pouco representados na direção do fundo.
Fonte: Agência Brasil
▲ Ir para Topo