Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Mais de 1,3 milhão de pessoas sobrevivem com até R$ 70 por mês em Pernambuco.

                 Os dados foram apresentados pelo Ipea, na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), no bairro de Casa Forte
Os dados foram apresentados pelo Ipea, na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), no bairro de Casa Forte
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem





Um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) constatou que 15,7% da população pernambucana vivem em condições de extrema pobreza. Isso quer dizer que mais de 1,3 milhão de pessoas sobrevivem no Estado com renda de até R$ 70 per capita mensalmente. A maioria está concentrada nas áreas urbanas.

A pesquisa foi realizada com base no Censo Demográfico 2010 do IBGE. Seguindo a tendência nacional, a maior parte da população pernambucana que vive em pobreza extrema são crianças de zero a 14 anos. Elas representam 39,7% do total das que se encontram nessa situação. Do ponto de vista da cor ou raça, foi constatado que a maioria dos pernambucanos que vivem em extrema pobreza no meio urbano é parda (61,3%)
.
▲ Ir para Topo