Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Ideli afirma que ainda não há definição sobre quem vai ocupar cargo de líder do governo no Congresso.

Brasília - A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse hoje (21) que ainda não há definição da presidenta Dilma Rousseff sobre um nome para exercer a liderança do governo no Congresso. Ideli Salvatti estranhou que haja uma "rebelião" do PMDB da Câmara, desgostosos com as informações não oficiais sobre o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) ser o escolhido para o cargo.

"Rebelião? Primeiro que não há nenhuma decisão em relação a Eduardo Braga. A presidenta ainda não decidiu a liderança do governo no Congresso e eu estou recebendo todas as bancadas. Já recebi o PR, o PTB. Daqui a pouco vou conversar com o PMDB da Câmara e do Senado", disse.

A ministra, no entanto, afirmou que o governo tem pressa em chegar a um nome e que isso deve ocorrer nos próximos dias. "Imagino que teremos uma decisão em breve, até porque, em termos de Congresso, temos a decisão da LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias], que estamos praticamente no limite". Sem a votação da LDO, os deputados e senadores não podem entrar em recesso em julho.

A ministra espera se reunir ainda esta tarde, no Palácio do Planalto, com as lideranças peemebistas da Câmara e do Senado. Mas os líderes da Câmara ameaçam não ir ao encontro, insatisfeitos com a escolha de Eduardo Braga. A "rebelião" do PMDB da Câmara teria como motivo a rejeição, por parte da presidenta, do nome do deputado Mendes Ribeiro (PMDB-RS) para o cargo de líder do governo no Congresso.

"Se o PMDB da Câmara e do Senado quiserem vir separados, se tivermos que fazer reuniões separadas, de minha parte não tem nenhum problema. Volto a dizer que, em relação a liderança do governo no Congresso, não há definição", afirmou.
Fonte: Agência Brasil
▲ Ir para Topo