Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Compra coletiva é saída para agradar namorado sem mexer muito no bolso.

Sites oferecem até passeio de helicóptero pela metade do preço para o Dia dos Namorados

Imagine voar pelos céus da cidade de São Paulo ao lado da alma gêmea, levá-la para uma suíte presidencial em um hotel da cidade, aproveitar a noite e ainda acordar com um belo café da manhã. Esse presentinho é uma das ofertas disponíveis para o Dia dos Namorados e, apesar de parecer custar uma fortuna, pode sair pela metade do preço em um dos inúmeros sites de compras coletivas.
Se quiser agradar a gata (ou o gato) sem mexer muito no bolso, esses sites são uma das soluções para tornar a data inesquecível. Os mais procurados são os serviços, como um jantar romântico ou um dia em um SPA a dois, e viagens.
Os descontos podem variar de 50% a 90% na maioria deles, como explica Pedro Guimarães, sócio fundador do site Imperdível (www.imperdivel.com.br). Criado há pouco mais de um ano, o site faz parte da onda da compra coletiva, e tem centenas de ofertas específicas para casais.
- O que mais sai nessa época é cupom para restaurante, para um jantar romântico. Nesse tipo de oferta, dá para economizar de 60% a 70% do preço de um jantar em dias normais.
Entre as opções mais originais para a data está justamente o sobrevoo por SP. De R$ 3.600, sai por R$ 1.800. Questionado, Guimarães não disse quantos pacotes esperava vender para a data.
- A lógica das compras coletivas é oferecer um produto perto do preço de custo desse item. Não sabemos quanto vamos vender. O que nós queremos é mostrar para o consumidor que, se ele quiser, há a opção de passear de helicóptero por São Paulo no Dia dos Namorados. O segredo é a campanha.
Florian Otto, do Groupon, o maior site de compras coletivas em funcionamento no país, diz que presentes como celulares, roupas, flores e chocolates também saem, mas ele concorda que os itens de maior valor agregado têm mais procura.
Os principais sites de compras coletivas anunciavam para o Dia dos Namorados uma noite com fondue para duas pessoas, que pode baixar de R$ 105 para R$ 51; um tratamento de massagem em um SPA mais uma semana de personal trainer, que vai de R$ 200 para R$ 49, ou dois dias em um hotel no interior de SP, de R$ 1.100 para R$ 550.
Tempo e espaço
Mas nem tudo são flores nesse mundo das ofertas das compras coletivas. Isso porque elas dependem de dois fatores. O primeiro é a questão de tempo e espaço. Muitas ofertas são restritas a algumas cidades, porque dependem da empresa que anuncia o produto.
A segunda questão é que as promoções duram algumas horas nesses sites. Funciona assim: um restaurante oferece um almoço pela metade do preço para duas pessoas, mas só consegue dar o desconto se ao menos 20 pessoas comprarem, por exemplo. O anúncio vai ficar durante 12 horas no site de compras coletivas e, se nesse tempo, não houver o mínimo de 20 interessados, a oferta é desfeita.
A empresária Magda Melo diz que o controle é o segredo para fazer uma boa compra. Ela é sócia fundadora do Loucas por Descontos, um serviço que agrega compras coletivas e descontos de grandes redes com ofertas voltadas especialmente para mulheres.
- Sempre tem uma oferta imperdível nesses sites. Mas [o consumidor] tem que ver se vai conseguir usar o serviço a tempo. O negócio é montar um controle dos próprios cupons.
A dica é válida porque nem sempre é possível usar os cupons no dia desejado. Otto diz que as datas para utilização das ofertas variam, “mas a maioria delas pode ser usada em um período maior ,como um mês ou até mesmo um ano”.
Afinal, se 20 casais decidissem comprar o pacote do passeio de helicóptero e usá-lo ao mesmo tempo, não haveria aeronave nem suíte presidencial para todo mundo.
▲ Ir para Topo