Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Para o Clássico dos Clássicos deste domingo foram escalados 1.154 policiais.

A partida deste domingo entre Náutico e Sport está carregada de tensão. Muitos fatos, que em alguns casos não condizem com a essência do futebol, tomaram a frente nas rodas de conversa e ainda ganharam manchetes em todos os veículos de comunicação local. Como se não bastasse a rivalidade pelo hexa, houve acusação de suborno, “torcedores” prometendo levar armas para os Aflitos e proibição das torcidas organizadas nos estádios. Os ânimos se acirraram, e a Polícia Militar (PM) deu como resposta um efetivo recorde para trabalhar na segurança de um clássico do futebol pernambucano. Estão escalados 1.154 oficiais.

Esse contingente terá que lidar com uma novidade. Na última quinta-feira, uma portaria assinada pelo magistrado Ailton Alfredo, que comanda o Juizado Especial do Torcedor de Pernambuco (Jetep), proibiu a presença das torcidas organizadas nos estádios. Será possível vestir a camisa das “facções”, mas charangas, bandeiras, fogos de artifício e a aglomeração de torcedores entoando gritos de guerra das uniformizadas está vetado. “Já temos todo o nosso planejamento traçado. Vamos ter uma atenção especial com relação à portaria da Justiça. Não podemos nos furtar das nossas obrigações”, disse o tenente coronel Luciano Tenório. “Nos acessos ao estádio, já vamos fazer uma triagem”, acrescentou.
O policiamento do clássico está dividido em três partes. Dentro dos Aflitos, onde o comando é do Batalhão de Choque, estão reservados 275 oficiais. Nas ruas próximas ao estádio alvirrubro, 754 PMs circularão. Além disso, outros 125 ficarão em locais mais distantes. “Vamos utilizar todos os nossos recursos disponíveis. Inclusive, serão usadas as câmeras do nosso setor de monitoramento”, afirmou Tenório, que também confirmou a presença de um helicóptero. A PM também planejou uma atenção especial com os ônibus. Cinco vans, compostas por dez oficiais em cada uma delas, estão encarregadas de circular nos principais corredores da Região Metropolitana do Recife (RMR) com a intenção de evitar depredações nos coletivos.
O Grande Recife Consórcio de Transporte, aliás, prometeu reforçar a frota para este domingo. A partir das 14h, quatro ônibus estarão estocados no Terminal Integrado (TI) da Macaxeira preparados para fazer viagens expressas até o estádio. Depois do jogo, esses veículos ficarão na Praça do Entroncamento prontos para levar os torcedores de volta. As outras 43 linhas que passam pela rua 48 e a avenida Rosa e Silva continuam com a programação normal.
CTTU
Para evitar congestionamentos, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) escalou 60 agentes para o clássico. A operação especial começa às 10h, e a rua da Angustura será a primeira a ser fechada. Apenas os moradores da área terão acesso ao local, pela rua Padre Silvino Guedes. Próximo ao horário do duelo, a avenida Rosa e Silva também deve ser interditada. Por causa do bloqueio na via, o fluxo de veículos será desviado pela rua Edgar D’amorim. A estimativa da CTTU é de que o trânsito volte ao normal 40 minutos após o fim da partida.

http://www.akiagora.com/
Da Folha de Pernambuco

▲ Ir para Topo