Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Missa de sétimo dia homenageia José Mendonça.

A Igreja de Nossa Senhora do Carmo, no Recife, ficou lotada na segunda-feira (02), na missa de sétimo dia do falecimento do ex-deputado federal José Mendonça (DEM). Passaram por lá políticos de todas as colorações, personalidades públicas, além de familiares do ex-parlamentar, que morreu aos 75 anos, no domin­go de Páscoa, em decorrência de uma infecção generalizada, adquirida após intervenção cirúrgica. Depois de velórios na Assembleia Legislativa e no Colégio Diocesano, em Belo Jardim, Mendonção foi sepultado em sua cidade natal, na última terça-feira. Com 44 anos de vida pública, o político cogitava encerrar sua carreira como prefeito de Belo Jardim.
Ao fim da celebração, o deputado federal Mendonça Filho (DEM) fez um discurso emocionado lembrando a trajetória do pai, passando pela infância pobre, vida empresarial e carreira política. “Boa parte da história política desse Estado tem parte de José Mendonça. Uma figura humana extraordinária, era difícil não se apaixonar por ele. Ele teve uma vida plena, uma vida intensa, uma vida admirável. Desde o momento em que ele partiu, sinto a presença dele nos guiando, nos orientando”, destacou.
Entre os presentes estavam o senador Armando Monteiro Ne­to (PTB), o deputado federal Car­­los Eduardo Cadoca (PSC), o ex-governador Roberto Maga­lhães (DEM), o prefeito de João Al­fredo, Severino Cavalcanti (PP), seu filho, o suplente de depu­tado José Maurício (PP) e o  presidente do Detran, José Humberto Cavalcanti (PTB).
folhape
▲ Ir para Topo