Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Controvérsia entre Brasil e Argentina é tema de reunião em Buenos Aires.

Brasília – O impasse sobre a suspensão da concessão de licenças não automáticas para a venda de automóveis e autopeças é tema hoje (23) de uma reunião em Buenos Aires, na Argentina. Os secretários da Indústria e Comércio Exterior da Argentina, Eduardo Bianchi, e do Brasil, Alessandro Teixeira, reúnem-se para discutir o assunto. A reunião deve ser concluída apenas amanhã (24).
Após o encontro de hoje, haverá uma segunda reunião entre os ministros da Indústria da Argentina, Débora Giorgi, e do Brasil, Fernando Pimentel, para concluir as negociações. O comércio entre os dois países, apenas no ano passado,  envolveu US$ 33 bilhões. O Brasil é o terceiro parceiro comercial da Argentina, atrás da China e dos Estados Unidos. Há um superávit a favor do Brasil no valor de US$ 4 bilhões.
A reunião de Teixeira e Bianchi foi negociada, na semana passada, pela ministra da Indústria da Argentina, Débora Giorgi, e o embaixador do Brasil em Buenos Aires, Enio Cordeiro. À saída da reunião, representantes dos dois países informaram que há gestos de distensão. Após a reunião,  Giorgi disse que "os secretários vão trabalhar uma agenda que inclua as questões pendentes”.
Nos últimos dias, o governo do Brasil autorizou a entrada de mil carros novos que estavam retidos na fronteira, enquanto o governo argentino formalizou a decisão de facilitar as  operações no setor de calçados, pneus e baterias.
Na semana passada, o assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência da República,  Marco Aurélio Garcia, disse que a controvérsia comercial não afeta as relações políticas e diplomáticas entre Brasil e Argentina. Garcia afirmou que a orientação da presidenta Dilma Rousseff  "é preservar a boa relação estabelecida entre as duas presidentas [Dilma e Cristina Kirchner]".

Fonte: Agência Brasil
▲ Ir para Topo