Pesquise aqui.

A maior velocidade!

ANP fará estudo 3D de área com alto potencial no pré-sal.

                
Ainda na espera da votação do projeto que estabelece os royalties para as áreas do pré-sal sob o novo modelo de partilha para realizar o primeiro leilão, a Agência Nacional do Petróleo (ANP) já definiu um novo alvo de estudos para programar futuras licitações na área mais nobre da costa petroleira.

A agência lançou licitação para adquirir estudos sísmicos 3D para uma nova área cerca de 100 quilômetros ao norte do Polo de Tupi (hoje Campo de Lula), onde foram feitas as principais descobertas do pré-sal que devem, no mínimo dobrar as reservas brasileiras atuais.

A área, denominada Alto de Cabo Frio, por estar localizada bem em frente ao município fluminense, segundo a diretora da ANP, Magda Chambriard, apontou elevado potencial de reservas de petróleo no pré-sal numa primeira sísmica 2D. “Não dá ainda para se falar em volumes porque qualquer coisa que se fale antes da realização de uma sísmica 3D é pura especulação.”

Para a diretora, no entanto, a nova área que pode vir a se confirmada com elevado potencial só seria ofertada ao mercado após um primeiro leilão onde será disponibilizada a de Libra, com estimativas entre 3,7 bilhões e 15 bilhões de barris de acordo com a própria ANP. Libra foi perfurada pela reguladora visando a definir quais áreas seriam repassadas pela União para a Petrobras por meio da cessão onerosa que compôs a capitalização da estatal.
Fonte: Agência Estado
▲ Ir para Topo