Pesquise aqui.

A maior velocidade!

Crescimento da Indústria em 2011 é menor do que o esperado

Apesar de a produção industrial ter crescido em 16 setores da indústria de transformação e na indústria extrativa no primeiro trimestre de 2011, os empresários brasileiros continuam avaliando que o crescimento está abaixo do esperado. De acordo com a pesquisa Sondagem Industrial, divulgada hoje (27) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), o nível de atividade atingiu 53,3 pontos.
                     

Apenas quatro setores - de material eletrônico e de comunicação, farmacêutico, de veículos automotores e de borracha – apresentaram índice de utilização da capacidade instalada maior do que o esperado. Como regra, a pesquisa considera como referência para o nível esperado pelos empresários a marca de 50 pontos. Valores acima desse nível indicam superação das expectativas manifestadas.
“Dois setores chamaram mais nossa atenção porque mostraram que a utilização está acima do usual para o mês de março. Foram os de material eletrônico e de comunicação e o farmacêutico, mas a maioria está abaixo para o mês”, disse o pesquisador da CNI Marcelo Souza Azevedo.
O setor farmacêutico registrou 57,8 pontos no indicador de evolução da produção em março. Ou seja, quase oito pontos acima do que era imaginado pelos próprios empresários do setor. Segundo a CNI, quando se considera a atividade industrial desse setor como um todo – agregando, além da produção, outros elementos como empregos gerados, horas trabalhadas e utilização da capacidade instalada – o índice atinge atinge 55,6 pontos.
Já o setor de material eletrônico e de comunicação apresentou 50 pontos no indicador de produção e 53,4 pontos no quesito relativo à capacidade instalada. Azevedo explicou que, como o ano passado foi atípico, há dificuldades em fazer comparações entre os dois anos. “O crescimento em 2010 foi bastante forte por causa da antecipação dos incentivos fiscais que iam vencer naquele período. Além disso, em 2011, teve a questão do carnaval [em março] que, naturalmente, reduz a produção”.
                         
A pesquisa Sondagem Industrial abrange 1.569 empresas e foi feita entre 31 de março de 14 de abril.
folhape
▲ Ir para Topo